Você está na página 1de 13

Projeto Básico Proposto dos Equipamentos e

Sistemas de Segurança contra Vazamento,


Transbordamento e Derramamento de Derivados
de Petróleo e Outros Combustíveis

Documento no 311/2019 - A

Revisão Data Alteração Observação


01 08/04/2019 Projeto Básico Proposto Inicial

Razão Social: REAL EXPRESSO LIMITADA

CNPJ: 25.634.551/0001-38

Localização: Trecho 1 SIA/Sul Quadra 01, 1 Lotes 1430/1480, - Guará - SIA, Brasília/DF

Processo de Licenciamento: 391.001.227/2009 – IBRAM/DF

Elaborado por:

__________________________________

Edercley Moura
Engenheiro Mecânico/ Segurança do Trabalho
CREA 5060770240/D-SP

(61) 98459 2133


EGM Projetos e Consultoria
egmprojetos@gmail.com
ÍNDICE

1 Introdução 1

2 Objetivos e Metodologia 1

3 Desenvolvimento 2

3.1 Lavagem de veículos 2

3.2 Posto de abastecimento 4

3.3 Tanques e descarregamento de diesel 7

3.4 Oficina de lubrificação e manutenção 7

4 Considerações 10

5 Conclusão 11

6 Referências normativas 11

8 Anexos 11
1. INTRODUÇÃO

A Real Expresso Limitada solicitou um Projeto Básico para fins de obtenção da


Licença de Operação junto ao Instituto de Meio Ambiente e de Recursos Hídricos do
Distrito Federal – Brasília Ambiental – IBRAM/DF para sua garagem de ônibus localizada
à TR SIA/Sul Quadra 01, 1 Lotes 1430/1480, - Guará - SIA, Brasília/DF.

O Projeto Básico Proposto especificará equipamentos e sistema de monitoramento


e proteção, sistema de detecção de vazamento, sistemas de drenagem oleosa, tanques
de armazenamento de derivados de petróleo e de outros combustíveis para fins
automotivos e sistemas acessórios de acordo com as normas ABNT.

2. OBJETIVOS E METODOLOGIA

Este trabalho tem por objetivo verificar a adequação das instalações, através da
execução dos seguintes passos:

 Analisar as instalações da garagem da Real Expresso;


 Descrever os equipamentos e sistemas atualmente instalados;
 Indicar as não conformidades encontradas;
 Apresentar as propostas para adequação.

1
3. DESENVOLVIMENTO

O trabalho foi iniciado no dia 08/04/2019, data em que foi realizada uma verificação
das instalações da Garagem da Real Expresso Limitada pelo Engenheiro Mecânico e de
Segurança do Trabalho Edercley Antonio Garcia Moura.
Acompanharam essa verificação a Técnica de Segurança do Trabalho Alane Sales, o
Brigadista Iran da Silva Mendes e o projetista, Engenheiro Civil Nélio Aquine de Moura.

Identificamos os setores abaixo, componentes da instalação:

Figura 1 - Visão geral das instalações

3.1. LAVAGEM DE VEÍCULOS

O setor tem como finalidade principal a limpeza externa e interna de veículos e


possui uma lavanderia para higienização das capas dos assentos dos veículos, a qual
abriga uma lavadora de tecidos, uma secadora, uma máquina lavajato e um compressor.
A capacidade de lavagem é para dois veículos simultaneamente, sendo que o box 2
utiliza escovas rotativas para lavagem e o box 1 tem como principal função a descarga
dos efluentes dos banheiros dos veículos.

2
Foto 1 – Box 2 - Lavagem com escovas Foto 2- SAO 1

O setor de lavagem de veículos é dotado de canaletas de drenagem oleosa,


posicionadas sob a projeção coberta, e direcionam os resíduos para o sistema de
separação de água e óleo SAO 1.

Um sistema de drenagem pluvial, externo à drenagem oleosa, circunda parcialmente


o setor e o piso é inclinado entre os dois sistemas, a fim de direcionar a água da chuva
para o sistema pluvial.
O sistema de separação de água e óleo SAO 1 é composto de um conjunto de
separadores em polietileno da fabricante Zeppini.

Dadas as informações obtidas nessa análise, propõe-se o layout a seguir, com os


respectivos dispositivos de segurança.

3
Figura 2 – Projeto proposto do Lavador e drenagem oleosa e pluvial

3.2. POSTO DE ABASTECIMENTO

Esse setor é designado para o abastecimento de óleo diesel e possui duas unidades
de abastecimento, com projeção coberta, sistema de drenagem oleosa e sistema de
drenagem pluvial.

Foto 3 – Posto de abastecimento Foto 4 – Unidade de abastecimento

As unidades de abastecimento possuem caixas de contenção em polietileno, mas


necessitam da válvula anti-abalroamento.
O sistema de drenagem oleosa está situado sob a projeção coberta e está conectado
ao sistema de separação de água e óleo SAO 2.
O sistema de drenagem pluvial não contorna todo o perímetro do posto e com
inclinação em relação ao sistema de drenagem oleosa, capazes de evitar a entrada de
águas pluviais neste último.

4
Foto 5 - SAO 2 Foto 6 – Conexões em caixa de contenção

Dadas as informações obtidas nessa análise, propõe-se o layout a seguir, com os


respectivos dispositivos de segurança.

Figura 4 - Projeto proposto para o setor de abastecimento

5
3.3. TANQUES E DESCARREGAMENTO DE DIESEL

Os três tanques aéreos para diesel totalizam 45.000 litros e estão alocados dentro
de uma contenção com capacidade 103.000 litros, adequada para o volume.
A contenção também abriga o sistema de filtragem de diesel.
Externamente à contenção, situa-se a área de descarregamento de combustível,
com uma bomba de descarregamento e mangueira para acoplamento ao caminhão
tanque. Ambas possuem canaletas de drenagem oleosa, conectadas ao sistema de
separação de água e óleo SAO 2.
Não há um sistema de drenagem pluvial contornando todo o perímetro da área de
descarregamento, com distância e inclinação suficiente em relação ao sistema de
drenagem oleosa.
Não há cobertura sobre o sistema de drenagem oleosa.

Foto 7 – Tanques e bomba de descarga Foto 8 - Filtragem

Propõe-se o layout abaixo, com canaletas para água pluvial e cobertura sobre as
canaletas de drenagem oleosa.

6
Figura 6 - Projeto proposto para o setor de tanques/ descarregamento

7
3.4. SETOR DE MANUTENÇÃO

Esse setor não armazena combustíveis, mas armazena óleos lubrificantes em local
específico, dotado de sistema de drenagem.
Há uma sala para a lavagem de peças, com sistema de drenagem.
O setor possui sistema de drenagem oleosa em toda a sua extensão frontal.

Foto 9 - Oficina Foto 10- Tanque de óleo usado

Foto 11 – Depósito de lubrificantes Foto 12- Lavagem de peças

O sistema de drenagem oleosa está situado sob a projeção coberta e é conectado


ao sistema de separação de água e óleo SAO 3.

8
Foto 9 - Sistema de separação SAO 3

O setor também dispõe de um sistema de drenagem pluvial, que cobre parcialmente


o setor.
Propõe-se a proteção completa da extremidade oeste das grelhas, como
exemplificado abaixo.

Figura 8 - Projeto proposto para setor de manutenção

9
4. CONSIDERAÇÕES

As instalações dos reservatórios de combustíveis devem atender às seguintes


especificações:

 Sistema de aterramento das estruturas e tanques com eficiência comprovada


por laudo técnico;

 Conjunto moto-bomba do sistema de recalque de produto inflamável deve


atender a classificação elétrica da área e estar localizado em área isolada,
fora do limite de enchimento da bacia;

Os efluentes líquidos do empreendimento devem ser analisados de modo a atender


a legislação vigente para efeito de lançamento em corpos d’água e rede coletora.

Os resíduos sólidos gerados no empreendimento devem ter destinação adequada,


atendendo à Lei Distrital nº 5.418/2014.

Apesar de a instalação ser privativa e de movimentação inferior a um


estabelecimento comercial, propõe-se a instalação de válvulas de abalroamento e
válvulas de segurança das mangueiras para as duas unidades abastecedoras, em
atendimento à INSTRUÇÃO NORMATIVA 213/ 2013 – IBRAM, Art. 8º., inciso XVI.

10
5. CONCLUSÃO

Os equipamentos e sistemas de segurança contra vazamento, transbordamento e


derramamento de derivados de petróleo e outros combustíveis foram inspecionados
sob as normas vigentes e, de acordo com a avaliação do profissional, foram avaliadas
como parcialmente em conformidade.
Com a aderência do Projeto Básico Proposto, esses serão considerados em total
conformidade.

6. REFERENCIAS NORMATIVAS

 Instrução Normativa IBRAM 213/2013;


 Lei Distrital nº 5.418/2014;
 Norma Regulamentadora do MTE -NR 20 - Líquidos Combustíveis e Inflamáveis
 Norma ABNT NBR 15461 - Armazenamento de líquidos inflamáveis e
combustíveis — Construção e instalação de tanque aéreo de aço-carbono;
 Norma ABNT NBR 17505 - Armazenamento de líquidos inflamáveis e
combustíveis;
 Norma ABNT NBR 15118 - Armazenamento de líquidos inflamáveis e
combustíveis — Câmaras de contenção e dispositivos associados;
 Norma ABNT NBR 15139 - Armazenamento de líquidos inflamáveis e
combustíveis — Válvula de retenção instalada em linhas de sucção;
 Norma ABNT NBR 14605 – Posto de serviço – Sistema de drenagem oleosa.

7. ANEXOS
Anotação de Responsabilidade Técnica - ART

11

Interesses relacionados