Você está na página 1de 15

A ELIZABETH GLASER PEDIATRIC AIDS FOUNDATION (EGPAF), trabalha em parceria com o Ministério de Saúde na

implementação do Programa de Prevenção de Transmissão Vertical (PTV) de HIV e cuidados e tratamento para pessoal vivendo
com HIV. A missão da Fundação é assegurar a inclusão de crianças, prevenindo a transmissão de HIV da mãe para o seu filho
e garantir-lhes o acesso a serviços de qualidade. A EGPAF pretende recrutar profissionais qualificados para trabalhar na
província de Inhambane, nas seguintes posições:

1. GESTOR PROVINCIAL DE OPERAÇÕES – Ref. (OP01)

Responsabilidades:
 Prover uma supervisão estratégica para o programa da EGPAF no país, com vista a coordenar de forma sistemática
os trabalhos do departamento de RH, Contabilidade/finanças, Procurement & Logística, Administração geral,
Contractos & Concessões e trabalhos de campo;
 Participar na planificação estratégica e gestão do desempenho do pessoal, de modo a assegurar o desenvolvimento
de funções chaves, para a liderança e orientação da equipa operacional;
 Facilitar a coordenação, elaboração e monitoria de orçamentos, de modo a garantir a comunicação atempada de
despesas, auditorias e avaliações de conformidade (com as politicas da instituição);
 Apoiar a equipe técnica nas actividades da área administrativa como politicas e procedimentos para os trabalhadores,
compras, arquivos, formações, segurança, contratos;
 Identificar necessidades de formação e formar o pessoal do escritório nas áreas de Administração, Finanças,
Contratos e Logística;
 Comunicar os planos de trabalhos oficiais, políticas e procedimentos ao pessoal da Fundação EGPAF;
 Garantir a implementação adequada dos planos de trabalho, políticas e procedimentos;
 Dar retro informação regular em relação a implementação das políticas e procedimentos por parte do pessoal da
Fundação EGPAF para assegurar o apoio as actividades dos projectos e cumprimento paralelo das regras e
procedimentos da Fundação EGPAF e dos Doadores;
 Participar activamente na criação e monitorização do orçamento provincial;
 Participar na monitoria e apoio a fiscalização de obras financiadas pela EGPAF dentro da Província;
 Apoiar na planificação logística de forma a assegurar capacidade interna de apoio logístico a equipa técnica;
 Assegurar a verificação física do inventário do escritório pelo menos uma vez por ano;
 Supervisionar ao pessoal da área de administração e Finanças em relação a plano de trabalho, divisão de tarefas,
calendarização das actividades, avaliação do pessoal, promoção e caso seja necessário, recomendar acções
disciplinares;
 Escrever, compilar e submeter relatórios e actualizações de maneira atempada para o Director Provincial;
 Executar outras tarefas atribuídas pelo supervisor.

Requisitos
 Mestrado em Administração/gestão de empresas, ou áreas afins
 Experiencia mínima de 8 (oito) anos em papéis progressivamente responsáveis e multifuncionais, e de preferência
em uma organização não-governamental;
 Experiencia comprovada em liderança de operações, será uma vantagem;
 Experiencia de trabalho em ambiente internacional, especificamente em África, será uma vantagem;
 Excelente capacidade de comunicação escrita e oral na língua Portuguesa e inglesa;
 Sólidas habilidades analíticas e conceituais.
 Habilidades comprovadas em comunicação e gestão de pessoas.
 Capacidade comprovada e estratégica, em planificação e implementação.
 Conhecimento sobre os requisitos críticos de negócios e de conformidade com os principais doadores estrangeiros,
tais como agências de governo dos Estados Unidos e/ou doadores Europeus/multilateral
 Habilidades de influência para trazer uma gama diversificada de stakeholders para apoiar na consecução de
objectivos comuns.

2. OFICIAL SÉNIOR DE RECURSOS HUMANOS – Ref. (OP02)

Assegurar o pleno funcionamento do Departamento de Recursos Humanos da Elizabeth Glaser Pediatric AIDS Foundation
na província de Inhambane. Fornecer assessoria técnica no concernente a Gestão dos Recursos Humanos.

Responsabilidades:
 Coordenar e supervisionar as actividades do Departamento de Recursos Humanos (planeamento de recursos
humanos, recrutamento e selecção, integração dos recursos humanos, avaliação de desempenho, controlo e auditoria
de recursos humanos, análise e descrição de funções, remunerações e incentivos, higiene e segurança no trabalho,
formação profissional e desenvolvimento pessoal);
 Fazer a gestão do pacote de benefícios dos trabalhadores;
 Fazer a gestão corrente do staff a nível provincial;
 Prestar informações aos funcionários da Fundação sobre procedimentos do sector de recursos humanos, visando
assegurar a qualidade das informações e conformidade com os procedimentos legais;
 Acompanhar sistematicamente, analisar, elaborar e manter actualizados as políticas e os procedimentos de gestão
de recursos humanos, visando a redução de conflitos nas relações de trabalho;
 Proceder a divulgação regular das políticas para garantir o seu cumprimento;
 Contribuir para a manutenção da satisfação e motivação do pessoal, observando as políticas e directrizes
estabelecidos pela Fundação;
 Assegurar a implementação e manutenção do sistema de avaliação de desempenho do pessoal;
 Elaborar e manter actualizado o Organigrama;
 Controlar os índices de turn-over e absenteísmo, analisar cada situação, em conjunto com as demais áreas;
 Orientar e acompanhar em coordenação com a equipa nacional de RH as alterações de cargos, promoções,
transferências, demissões e outros tipos de movimentação de pessoal, observando as normas e procedimentos
aplicáveis, visando contribuir para a tomada de decisões nesses assuntos;
 Fazer a gestão dos trabalhadores expatriados na Província;
 Elaborar relatórios mensais sobre o desempenho do Departamento a nível provincial;
 realizar outras actividades que lhe forem atribuídas pelo supervisor.

Requisitos:
 Nível superior ou equivalente;
 Formação em RH, Direito, -Gestão ou áreas afins;
 Domínio no uso de aplicações do Microsoft Office;
 Domínio (oral e escrito) da língua portuguesa e inglesa;
 Quatro anos de experiência comprovada na área de RH;
 Capacidade de trabalhar por iniciativa própria;
 Capacidade de aprendizagem;
 Potencial de inserção em equipas de trabalho multidisciplinares;
 Capacidade analítica e de tomada de decisão;
 Capacidade de desenvolvimento e realização de programas de formação;
 Capacidade de liderança;
 Poder de persuasão;
 Princípios de Humanização.

3. ASSISTENTE DE RECURSOS HUMANOS – Ref. (OP03)

Executar tarefas inerentes a administração dos recursos humanos em apoio ao Gestor e ao Oficial Sénior de Recursos
Humanos. Será responsável pela, inscrição do pessoal na segurança social, no plano de saúde e nas finanças (IRPS),
actualização de dados no Sistema Computorizado de Gestão de Recursos Humanos e processamento de salário,
actualização do arquivo interno, disseminação de comunicados internos do departamento, publicação de anúncios de vagas,
marcação de entrevistas, elaboração e envio de correspondência externa do departamento, legalização do pessoal
estrangeiro da Fundação.

Responsabilidades:
 Efectuar a legalização do pessoal estrangeiro, submetendo a documentação necessária às instituições relevantes
(Ministério do Trabalho, Ministério da Saúde, Migração, Ministério da Educação, etc.) para emissão e prorrogação
dos pedidos de documentos (equivalências académicas, autorização de trabalho, vistos de trabalho, D.I.R.E.s,
credências/carteiras profissionais);
 Efectuar a inscrição do pessoal no plano de saúde;
 Efectuar a inscrição do pessoal na segurança social (INSS);
 Efectuar a inscrição do pessoal nas finanças para canalização de impostos (IRPS);
 Elaborar mapas de controlo apropriados do registo de todo o pessoal e servir de ponto focal em todos assuntos
referentes as essas instituições (Plano de saúde, INSS, IRPS);
 Introduzir e actualizar os dados do pessoal no sistema computorizado de Gestão de Recursos Humanos;
 Efectuar o processamento de salários dos trabalhadores através do sistema computorizado de Gestão de Recursos
Humanos;
 Elaborar e enviar respostas de selecção aos candidatos entrevistados;
 Elaborar e submeter Plano de Férias dos trabalhadores;
 Elaborar e enviar lista de feriados anuais no início de cada ano;
 Elaborar e submeter Relação Nominal anual do pessoal;
 Organizar os diferentes eventos do departamento;
 Gerir as comunicações do departamento;
 Manter actualizado o arquivo do departamento;
 Prestar informações aos funcionários da instituição, a respeito de assuntos relacionados com as suas
responsabilidades;
 Executar outras actividades conforme solicitação.

Requisitos:
 Nível médio ou equivalente no ramo;
 Pelo menos 2 anos de experiência de trabalho comprovado na área de RH;
 Domínio no uso de aplicações do Microsoft Office;
 Habilidade em lidar com situações de conflito;
 Potencial de inserção em equipas de trabalho multidisciplinares;
 Capacidade de comunicação;
 Capacidade de aprendizagem;
 Capacidade de gerir informações sigilosas;
 Conhecimento básico da Lei do Trabalho;
 Domínio (oral e escrito) da língua portuguesa;
 Boa capacidade de comunicação;

4. OFICIAL SÉNIOR DE FINANÇAS – Ref. (OP04)

O Oficial Sénior de Finanças será responsável pela implementação e gestão das contas, sistemas financeiros e
procedimentos administrativos para assegurar a conformidade com as exigências do doador especificamente na província
de Inhambane. Irá também aconselhar o Director Provincial em assuntos relacionados com orçamentos, planificação,
contratos, regulamentação de Procurement, políticas dos doadores e fazer parte da equipa de Direcção sempre que for
solicitado. O/A Oficial Sénior de Finanças trabalhará sob a direcção do Director Provincial de Inhambane e Gestor
Financeiro da EGPAF Moçambique.

Responsabilidades:
 Gerir o orçamento provincial da Fundação, incluindo, a supervisão, preparação de novas propostas de financiamento
e elaboração dos respectivos orçamentos;
 Planificar e monitorar as actividades financeiras da província garantindo eficiência e eficácia dos fundos dos doadores
 Fornecer atempadamente dados e análises financeiros ao Gestor financeiro, Director Provincial e outras partes
interessadas, para permitir a tomada de decisões na gestão dos projectos da fundação;
 Supervisionar as actividades da equipa de contabilidade para assegurar a conformidade com as políticas internas da
Fundação e requisitos do doador externo;
 Assegurar que todos pagamentos estão correctamente alocados nas contas e aos doadores;
 Monitorar e assegurar que todos adiantamentos são justificados dentro dos prazos estabelecidos e segundo os
procedimentos da EGPAF;
 Garantir o seguimento dos trabalhadores que tenham adiantamentos pendentes ou não justificados;
 Rever os vouchers de pagamento financeiros e os respectivos documentos suportes antes da sua aprovação;
 Rever todas transacções financeiras de acordo com os princípios gerais de contabilidade no sistema contabilístico
Quickbooks;
 Garantir alto rigor e eficiência na classificação e lançamento das operações financeiras;
 Garantir um bom arquivo físico e electrónico de todos os documentos financeiros da província;
 Garantir a colecta de assinaturas dos colaboradores nos recibos mensais de salário;
 Monitorar o fluxo de caixa do escritório para garantir a liquidez, a níveis adequados para que as operações decorram
sem perturbações;
 Preparar a reconciliação bancaria e petty cash no sistema Quickbooks;
 Garantir cumprimento do prazo estabelecido na Fundação no envio do fecho de contas mensal á Maputo;
 Preparar relatórios do Quickbooks e fazer análise de dados registados no sistema;
 Dar suporte técnico aos oficiais de finanças;
 Facilitar na tramitação de informação durante as auditorias;
 Garantir que a equipa da contabilidade esteja devidamente capacitada e apta para desempenhar as suas funções
com alto grau de competência;
 Capacitar os demais colaboradores nas políticas e procedimentos de acordo com o controlo interno da Fundação;
 Corresponder com a equipe de Maputo;
 Executar outras tarefas relacionadas ou quando designado pelo/a supervisor.

Requisitos
 Nível superior em Gestão Empresarial e outras áreas similares;
 Experiência prévia com projectos financiados pela USAID;
 Experiência com software de contabilidade (QuickBooks de preferência);
 Competência excelente para gestão financeira e habilidades analíticas;
 Capacidade para liderar e gerir uma equipa de trabalho;
 Forte conhecimento no uso do Excel;
 Capacidade de se comunicar de forma eficaz por via oral e escrita na língua portuguesa e inglesa;
 Capacidade de trabalhar sob pressão, cumprir múltiplos prazos, e resolver problemas;
 Domínio (oral e escrito) da língua portuguesa e inglesa;
 Capacidade de trabalhar em equipa;

5. OFICIAL DE FINANÇAS – Ref. (OP05)

O/A Oficial de finanças aplicará os princípios gerais de contabilidade para operações largas da EGPAF em Inhambane. O/A
Oficial de Finanças faz lançamentos no sistema de contabilidade e processa salários segundo procedimentos da EGPAF e
assistência diversa na contabilidade. O/A oficial de finanças trabalhará sob direcção do Oficial Sénior de Finanças.

Responsabilidades:
 Receber processos de Procurement e de viagens e fazer a verificação adequada;
 Analisar documentos para verificar se estão em conformidade com as políticas, normas e regulamentos da EGPAF,
Doadores e Governo de Moçambique;
 Analisar e classificar facturas ou documentos suportes, emitir vouchers de pagamentos obedecendo as normas
internas e submeter a aprovação;
 Contactar fornecedores/terceiras pessoas para solicitar qualquer elemento necessário para o processamento de
facturas;
 Manter o registo e controle da conta bancária;
 Efectuar pagamentos diversos em cheque ou transferência bancária (Perdiems, Fornecedores, terceiros, consultores,
parceiros, colaboradores, etc.);
 Garantir que todos os pagamentos sejam efectuados dentro do período estabelecido especialmente os legais tais
como IRPS, INSS, etc.
 Monitorar e assegurar que todos adiantamentos são justificados dentro dos prazos estabelecidos e segundo os
procedimentos da EGPAF; e
 Garantir o seguimento dos trabalhadores que tenham adiantamentos pendentes ou não justificados;
 Efectuar lançamentos no Quickbooks garantindo a alocação correcta das contas e doadores;
 Efectuar o fecho de contas do mês da província de Nampula gerando relatórios do Quickbooks;
 Apoiar quando necessário o Contabilista Sénior na preparação mensal do fecho das contas;
 Garantir que todas transacções financeiras estejam de acordo com os princípios gerais de contabilidade no sistema
contabilístico Quickbooks;
 Garantir alto rigor e eficiência na classificação e lançamento das operações financeiras;

 Facilitar na tramitação de informação durante as auditorias;
 Corresponder com a equipe de Maputo;
 Executar outras tarefas relacionadas ou quando designado pelo/a supervisor.

Requisitos:
 Nível médio em contabilidade (Instituto Comercial);
 Experiência prévia com projectos financiados pela USAID;
 Experiência com software de contabilidade (QuickBooks de preferência);
 Proficiência em aplicações de Microsoft Office;
 Possuir exactidão forte, atenção a detalhes e capacidade de prosseguir;
 Forte conhecimento no uso do Excel;
 Capacidade de se comunicar de forma eficaz por via oral e escrita na língua portuguesa e inglesa;
 Capacidade de trabalhar sob pressão, cumprir múltiplos prazos, e resolver problemas;
 Capacidade de trabalhar em equipe;
6. ASSISTENTE DE FINANÇAS – Ref. (OP06)

Responsabilidade
 Emitir cheques, transferências e pagamentos electrónicos para fornecedores, colaboradores e terceiros;
 Efectuar pagamentos diversos (Perdiems, Fornecedores, terceiros, consultores, parceiros, trabalhadores, etc.)
 Manter o registo e controle das contas bancos (USD & MZM)
 Organizar o arquivo físico e electrónico
 Assistir o contabilista na preparação mensal do fecho das contas
 Prestar assistência administrativa diversa conforme solicitado.

Requisitos
 Nível médio em contabilidade (Instituto Comercial)
 Uma combinação de educação, formação e experiência
 Proficiência em aplicações de Microsoft Office.
 Possuir exactidão forte, atenção a detalhes e capacidade de prosseguir.
 Inglês e Português excelentes, capacidade orais e escritas de comunicação são desejadas
 Capacidade de trabalhar sob pressão, cumprir múltiplos prazos, e resolver problemas.
 Capacidade de manter confidencialidade e discrição.
 Tempo Inteiro.

7. OFICIAL DE PAGAMENTOS E FORMAÇÕES – Ref. (OP07)

Aplicará os princípios gerais de contabilidade para operações largas da EGPAF em Moçambique. O Oficial de
formações faz pagamento, arquiva documentos segundo procedimentos da EGPAF e auxilia nas formações.

Responsabilidades:
 Preparar as condições de realização de formações em coordenação com a logística e equipe técnica;
 Proceder ao pagamento de perdiem dos participantes das formações;
 Imprimir e fazer circular as listas de presenças nas formações;
 Garantir o pagamento de despesas diversas ligadas as formações (alojamento, aluguer de sala, refeições, etc);
 Analisar justificativos para verificar se estão em conformidade com as políticas, normas e regulamentos da EGPAF,
Doadores e Governo de Moçambique
 Contactar fornecedores / terceiras pessoas para solicitar qualquer elemento necessário para o processamento de
facturas
 Viagens aos distritos para coordenar o cumprimento/aplicação dos procedimentos financeiros;
 Recolher as facturas/recibos das despesas pagas e arquivar nas respectivas pastas de contabilidade;
 Garantir que todos advances para formações são reconciliados/fechados dentro do prazo; e
 Prestar assistência administrativa diversa conforme solicitado.

Requisitos:
 Nível médio em contabilidade (Instituto Comercial);
 Uma combinação de educação, formação e experiência;
 Proficiência em aplicações de Microsoft Office;
 Possuir exactidão forte, atenção a detalhes e capacidade de prosseguir;
 Inglês e Português excelentes, capacidade orais e escritas de comunicação são desejadas;
 Capacidade de trabalhar sob pressão, cumprir múltiplos prazos, e resolver problemas;
 Capacidade de manter confidencialidade e discrição;
 Tempo Inteiro, Isento.

8. OFICIAL SÉNIOR DE PROCUREMENT E LOGÍSTICA – Ref. (OP08)


O Oficial Sénior de Procurement & logística deverá realizar e consolidar o inventário geral de bens e equipamentos da
Elizabeth Glaser Pediatric AIDS Foundation, iniciar e terminar processos de procurement, dar seguimento a manutenções,
verificar a funcionalidade do escritório de Inhambane e manter a Segurança.

Responsabilidade:
 Área de Procurement
o Assegurar a implementação das politicais e procedimentos da Fundação para a gestão da cadeia de
abastecimentos, incluindo as seguintes área: Procurement e aquisições, transporte e distribuição, gestão de
estoque e armazenamento, gestão de frota de veículos, sistema de comunicação e activos;
o Estabelecer e manter um sistema de compras, garantindo que as especificações precisas e detalhadas são
apresentadas por escrito antes do início da compra e coordena a colecta e entrega de compras eficientemente;
o Analisar e rever os procedimentos de compras internas para maximizar a eficácia e eficiência, garantindo a
implementação dos procedimentos estabelecidos no manual de procurement da Organização;
o Garantir a transparência em todos os processos de aquisição (incluindo a organização das comissões de avaliação);
o Gerir a cadeia dos Fornecedores com conhecimento abrangente do padrão dos acordos: contratação, avaliação de
risco e avaliação de fornecedores;
o Manter todos os contratos de fornecedores que prestam serviços para EGPAF (aluguéis, telefone, seguro de
veículos, manutenção de veículos, combustível, passagens etc);
o Implementar os processos de aquisição, de acordo com procedimentos da EGPAF, assegurando o cumprimento
integral dos mesmos para valores acima de USD1.000,00;
o Coordenar e Garantir a logística dos treinamentos, workshops e conferências;
o Coordenar o aprovisionamento a nível da unidade de programas na Prov. em coordenação com o Escritório Central,
o Preparar relatórios periódicos (mensalmente) dos processos em curso da área de procurement para apoiar o
Programa na tomada de decisões gerenciais;
 Área de Gestão do Escritório
o Velar pela custódia do Escritório;
o Monitorar, comunicar e implementar as necessidades para a manutenção ou substituição de todos os Equipamentos
e Bens do Escritório, e assegurando uma acção atempada;
o Monitorar a necessidade de manutenção das infraestruturas (escritórios) e garantir a intervenção atempada sempre
que necessário em coordenação com o Coordenador de Operações;
o Identificar e / ou solicitar necessidades de arquivamento organizacionais, combinando-os com os recursos
existentes e, quando necessário, a execução de custos soluções inovadoras e eficazes para corresponder às
necessidades de crescimento;
 Área de Logística
o Fornecer aconselhamento de alto nível de gestão de frota, incluindo a programação ideal, relatórios analíticos
documentados sobre registos de utilização do veículo, relatórios de consumo de combustível e calendário geral
para todos os veículos;
o Supervisar os escritórios províncias garantindo que todos os procedimentos e políticas estabelecidas nos manuais
das áreas referidas sejam implementadas com rigor;
o Certifique-se de inovações contínuas, a adopção de melhores práticas e avaliações periódicas das acções de
Logistica para máxima eficiência;
o Analisar as áreas de risco em operações de logísticas e recomendar soluções mitigadoras;
o Estabelecer e coordenar um plano de aquisição anual global, minimizando assim as aquisições ad hoc, e auxiliar o
projectos "para melhor gerenciamentos dos contratos e despesas previstas" actualizando numa base mensal regular
para garantir a precisão ao longo do ano;
o Fornecer treinamento de logística e de capacitação conforme necessário;
o Coordenar a logística dos programas e Projectos;
o
o Outras tarefas que lhe forem atribuídas.

Requisitos:
 Licenciatura em Gestão e Administração de empresas, economia ou outras áreas relacionadas;
 Experiencia comprovada de três anos de trabalho em ambiente de doador financiado em contratos e subvenções de
gestão (de preferência do Governo Norte Americano) nas áreas de Logística, incluindo procuremnent, transporte,
armazém e inventário;
 Conhecimento de pacotes/sistemas de controle logístico e de Procurement;
 Capacidade de redigir relatórios em liga Portuguesa e inglesa (Escrito e Falado);
Habilidades de comunicação e negociação Excelentes;
 Pensamento estratégico e capacidade de trabalhar em ambientes de equipe e assumir a liderança adequada;
 Disponibilidade para viagens;
 Profissionalismo, idoneidade e alto sentido de responsabilidade;
 Bons conhecimentos de informática na óptica do utilizador (Word, Excel, Outlook);
 Elevada capacidade de trabalhar sob pressão;
 Nacionalidade Moçambicana.
9. OFICIAL DE LOGÍSTICA – Ref. (OP09)

O incumbente será responsável pela gestão de frota e a logística de manutenção do escritório da Elizabeth Glaser Pediatric
AIDS Foundation e por realizar e consolidar o inventário geral de bens.

Responsabilidade:
Gestão de Frota:
 Gestão e supervisão diária dos Motoristas;
 Gestão semanal dos movimentos das viaturas ao nível da Província de Inhambane;
 Submissão para aprovação ao Oficial Sénior de Procurement & Logística dos processos de movimentos dos
motoristas;
 Assegura que todos os processos de movimentos sejam devidamente aprovados e devidamente arquivados;
 Manter em dia o registo semanal das manutenções das viaturas da EGPAF em coordenação com o Gestor de
Escritório e Administração;
 Verificar semanalmente os Logbooks das viaturas e asseguras que estes são devidamente preenchidos;
 Fazer e reportar semanalmente a inspeção das viaturas e assegurar que as mesmas estejam em condições de
circulação (danos, mecânica, acessórios, registo administrativo e ou documentação);
 Requisitar combustíveis para as viaturas;
 Informar o supervisor quando as reparações deverão ocorrer devido ao uso das viaturas;
 Assegurar a manutenção e reparação das viaturas da Fundação;
Manutenção, reabilitação e Segurança do escritório:
 Propor requisições de eventuais necessidades no exercício das suas funções, nomeadamente quanto à manutenção
e reparações;
 Gestão das chaves relativas aos bens sob sua responsabilidade, nomeadamente chaves de viaturas e escritórios
(duplicados);
Inventários:
 Proceder à inventariação trimestral e controlo de equipamento da EGPAF a nível da Província;
 Manter e providenciar actualizações imediatas periódicas do inventário;
 Coordenar a disposição de bens e equipamentos obsoletos e avariados do escritório provincial com o Gestor de
Escritório e Administração de Maputo a fim de obter as necessárias autorizações para tal;
 Manter o controlo do inventário dos equipamentos doados as unidades sanitárias;
 Certificar o Branding do doador em todos os equipamentos (viaturas e equipamento de escritório);
Suporte técnico:
 Apoiar o escritório em actividades relacionadas com o hardware sempre que solicitado (Cablagem; apoio Técnico
aos utilizadores; acompanhar os serviços de manutenção de equipamentos por terceiros).
Service desk
 Garantir que o material reparado seja entregue atempadamente aos utilizadores e que estes assinam as guias de
recepção;
 Verificar o equipamento descrito como avariado e fazer um relatório a acompanhar o equipamento antes de enviar
aos destinatários;
Outras Responsabilidades:
 O Oficial de Logística de Inhambane poderá ser solicitado a executar outras tarefas relacionadas quando designadas
pelo/a supervisor e ou quando necessárias dentro da Fundação.

Requisitos:
 Nível médio em logística ou formação média equivalente no ramo;
 Dois anos de experiência profissional comprovada no ramo logístico;
 Experiência em gestão de parque automóvel, informática, electricidade, construção incluindo água e saneamento,
segurança e gestão de bens móveis/imóveis;
 Domínio de Microsoft Office (Excel, Word, Outlook);
 Capacidade de criar base de dados funcional e criativos em gestão diária de viaturas e manutenções preventivas;
 Domínio das línguas Portuguesa e Inglesa;
 Capacidade de aprendizagem e de trabalhar por iniciativa própria;
 Potencial de inserção em equipas de trabalho multidisciplinares;
 Capacidade de acompanhamento de processos até ao desfecho;
 Alto sentido de Responsabilidade e Liderança.
 Análise crítica das responsabilidades e das tarefas a realizar
 Bom utilizador de tecnologias de informação.
 Possuir Carta de condução;

10. OFICIAL DE PROCUREMENT – Ref. (OP10)


O Oficial Procurement fornece supervisão sobre os assuntos de procurement para o escritório de Inhambane e escritórios
provinciais. O Oficial de Procurement irá assegurar a elaboração de processos de procurements ligados a gestão de solicitações
públicas, interação com o comité de procurement, constituição de contratos de aprovisionamento contínuo, assim como outros
dossiers de procurement ligados ao departamento de procurement.

Responsabilidades:
Melhoria de Processos / Observância das Regras de Procurement:
 Contribuir na concepção, desenvolvimento, implementação e manutenção de procedimentos e directrizes
operacionais contextualizadas de Procurement e compra, atingindo os processos mais eficazes e eficientes para
o procurement, a fim de atingir a excelência operacional;
 Articular com o Oficial Sénior de Procurement & logística e seus requisitantes, a execução dos procurements
para garantir uma estrutura integrada de controlos internos, permitindo assim uma tomada de decisões de
procurement, consultiva, transparente, tecnicamente proficientes e compatíveis;
 Guiada por uma sólida compreensão de regras e regulamentos aplicáveis governamentais, organizacionais e de
doadores, fornecer orientações, conselhos e pareceres técnicos sobre as interpretações de políticas, questões
contratuais e mandatos de doadores no campo de Procurement;
 Colher e assegurar a implementação das melhores práticas de procurement a partir de redes, formações,
workshops e conferências, etc., para garantir uma função de procurement transparente e dinâmica;
 Em coordenação com o Gestor Sénior de Procurement propor um plano anual dos seus procurements,
minimizando assim o procurement ad hoc, e auxiliando os projectos para melhor gerirem o procurement e
despesas previstas;
 Constituir – através de um processo amplo e aberto – uma base abrangente de fornecedores para o fornecimento
de bens e serviços, com pesquisa contínua de mercado para garantir uma base de fornecedor confiável e
competitiva;
 Supervisionar todo o ciclo das funções de procurement de equipamentos de escritório, suprimentos, elaboração
de termos de referência de consultores e todas as outras aquisições para o escritório de Maputo;
 Assegurar a obtenção, conclusão e arquivo de todos os documentos e aprovações necessárias dos doadores
sobre as actividades de procurement da EGPAF, de acordo com os regulamentos do governo dos EUA e EGPAF
e orçamentos aprovados;
 Preparação e seguimento até á conclusão dos concursos lançados pela EGPAF no âmbito do procurement e
apoio as actividades da EGPAF;
 Apoiar a planificação e garantir a qualidade exigida pela Egpaf nos processos de Procurement;
 Constituição de contratos de aprovisionamento continuo (BOC);
Documentação
 Manutenção dos arquivos de procurement completos e exactos;
 Preparar e rever as avaliações dos fornecedores /análise de propostas, solicita a adjudicação, ordens de compra,
contratos de serviços e outros documentos de procurement, garantindo cumprimento estrito dos procedimentos
aplicáveis, exatidão e integridade dos documentos de suporte de Procurement;
 Obtém licitações, descontos de qualidade e alcança a economia de custo de acordo com as orientações Federais
de procurement e as políticas e procedimentos da EGPAF;
 Gestão e organização da documentação de fornecedores pré-qualificados da EGPAF;
Apoio de Campo
 Participar na realização de formações, reuniões com o pessoal de P&L para capacitação e compreensão das
actividades de P&L;
 Realizar visitas aos escritórios provinciais e ou outros sites onde a EGPAF actue sempre que for necessário e
no âmbito do desenvolvimento das tarefas de Procurement;
Outras Responsabilidades
 Recomenda quaisquer procedimentos/orientações adicionais de Procurement ao Director de Operações e
Gestor de Procurement de Maputo para revisão, aprovação e devida implementação;
 Analisa as áreas de risco em operações de Procurement e recomenda soluções mitigadoras;
 O Oficial de Procurement de Inhambane poderá ser solicitado a executar outras tarefas relacionadas quando
designadas pelo/a supervisor e ou quando necessárias dentro da Fundação;
 Atualização das bases de dados relativamente a constituição de fornecedores;
Documentação
 Manutenção dos arquivos de Procurement completos e exactos;
 Preparar e rever as avaliações dos fornecedores /análise de propostas, solicita a adjudicação, ordens de compra,
contratos de serviços e outros documentos de Procurement, garantindo cumprimento estrito dos procedimentos
aplicáveis, exatidão e integridade dos documentos de suporte de Procurement;
 Submeter relatórios mensais/semanais de Procurement & logística padronizados para apoiar a tomada de
decisão na gestão dos projectos;
 Identifica e/ou solicita as necessidades organizacionais de arquivamento, fazendo-as corresponder aos recursos
existentes e, quando necessário, implementar soluções inovadoras e eficazes para corresponder às
necessidades crescentes;
 Facilita o desenvolvimento e disseminação de listas de verificação, modelos e outras ferramentas de
Procurement.
Outras Responsabilidades
 Recomenda quaisquer procedimentos/orientações adicionais de Procurement ao Director de Operações e Oficial
Sénior de Procurement & logística de Inhambane para revisão, aprovação e devida implementação;
 Analisa as áreas de risco em operações de Procurement e recomenda soluções mitigadoras;
 O Oficial de Procurement de Inhambane poderá ser solicitado a executar outras tarefas relacionadas quando
designadas pelo/a supervisor e ou quando necessárias dentro da Fundação.

Requisitos:
 Licenciatura, e/ou um diploma em Logística e Aprovisionamento será uma vantagem;
 Mínimo de cinco anos de trabalho em gestão de Procurement;
 Mínimo de três anos de trabalho em ambiente financiado por doadores (de preferência financiado pelo Governo
dos EUA);
 Integro, honesto, proactivo, orientado para o resultado, liderança;
 Excelente capacidade de comunicação e negociação;
 Habilidades interpessoais e experiência de desenvolvimento do pessoal;
 Abordagem de atendimento ao cliente;
 Pensamento estratégico, proactivo, capaz de trabalhar em ambientes de equipa;
 Conhecimento de informática, Word, Excel, Outlook, incluindo software de Procurement;
 Fluência de leitura, escrita e fala tanto em Português como em Inglês;
 Disponibilidade para viajar sempre que necessário;

11. SECRETARIA - RECEPCIONISTA – Ref. (OP11)

Responsabilidade:
 Responsável pela gestão do PABX (recebe, encaminha e emite chamadas telefónicas e manuseia o Fax);
 Recebe, anuncia e encaminha visitas da EGPAF Inhambane;
 Actualiza as listas telefónicas internas;
 Elabora cartas e mantêm o sistema de arquivo de documentos (cartas, faxes e relatórios, actas de reuniões) de
acordo com as práticas internas;
 Efectua a marcação de encontros e entrevistas;
 Mantém a base de dados de candidaturas;
 Assiste ao Director Provincial;
 Controla a agenda da sala de reuniões (marcação no quadro);
 Recebe, encaminha, distribui e mantém o registo de correspondências diversas (cartas, faxes, etc.);
 Apoia a organização de workshops, reprodução de documentos (fotocópias);
 Apoia a preparação de viagens de trabalho (reservas de bilhete, transporte e acomodação);
 Coordena as contribuições para vários eventos de confraternização interno (café, aniversários, etc.);
 Executa outras tarefas conforme instruções dos superiores hierárquicos.

Requisitos:
o Nível Medio completo ou formação equivalente no ramo.
o dois anos de experiência profissional comprovada na área.
o Domínio de Microsoft Office (Excel, Word, Outlook).
o Capacidade de comunicação nas línguas Portuguesa e Inglesa
o Capacidade de aprendizagem e de trabalhar por iniciativa própria.
o Potencialidade de inserção em equipas de trabalho multidisciplinares

12. MOTORISTA – Ref. (OP12)

O motorista irá assegurar o transporte do pessoal em segurança e será o responsável pela manutenção do veículo da
EGPAF a si alocado e estará sobre a supervisão do Oficial de Logística.

Responsabilidades:
 Estar aprumado e conduzir o veículo de uma maneira segura;
 Manter um ambiente amigável e agradável com os passageiros;
 Assistir aos passageiros quando necessário;
 Realizar diariamente inspecções operacionais do veículo, incluindo pneus, luzes, gás, óleo, água, travões e interior;
 Realizar simples rotinas de reparações e manutenção;
 Informar todos os problemas do veículo ao supervisor;
 Varrer, limpar e assegurar a segurança do veículo;
 Manter o livro de registo do veículo devidamente preenchido e assinado;
 Manter a pasta do veículo com a documentação da apólice do seguro, registo da viatura, e instruções de
emergência, como previsto na apólice da EGPAF Mozambique;
 Assegurar a existência de um “kit” de primeiros cuidados no veículo;
 Assegurar que o veículo alocado seja usado conforme a guia e apólice da EGPAF Mozambique;
 Assistir em outras actividades pontuais.

Requisitos:
 Nível Médio completo ou formação equivalente no ramo;
 Mínimo 5 anos de experiência em condução, de preferência em Organizações Internacionais e Embaixadas;
 Possuir carta de condução profissional e serviços públicos, válida em Moçambique, com um excelente registo de
condução segura;
 Boa capacidade de comunicação interpessoal;
 Possuir forte precisão, atenção nos detalhes e habilidade para responder às adversidades do tráfico rodoviário;
 Conhecimentos de Inglês será uma vantagem;
 Habilidade e conhecimento de mecânica será uma vantagem;
 Capacidade de trabalhar sobre pressão.

13. MOTOCICLISTA – Ref. (OP13)

Responsabilidades:
 Coordenar com o seu supervisor as deslocações diárias;
 Garantir que as amostras sejam recolhidas a partir das Unidades Sanitárias e entregues aos respectivos locais de
acordo co o plano de transporte semanal;
 Visitar as Unidades sanitárias em uma base diária para entregar quaisquer amostras e escolher qualquer resultado
disponível;
 Cumprir com as orientações deixadas pelo laboratório;
 Garantir o bom manuseamento das amostras transportadas;
 Garantir que a caixa de frio esteja em boas condições, antes do uso;
 Garantir que o livro de registo de recolhas de amostra e logbook sejam devidamente preenchidos;
 Tomar iniciativa para garantir que a motorização funcione devidamente de forma a não comprometer com o
trabalho;
 Reportar quaisquer necessidades de reparação que possa carecer, apoio seu supervisor;
 Produzir e enviar oportunamente os relatórios mensais e enviá-los para o seu supervisor;
 Garantir a limpeza da motorizada e mante-la em um local conveniente;
 Garantir que o combustível consumido e fundos recebidos estejam totalmente contabilizados no final do mês;
 Outras funções que lhe sejam atribuídas pelo seu supervisor.

Requisitos:
 Nível Médio completo ou formação equivalente no ramo;
 Possuir licença de condução de motociclos a partir de 125cc;
 Possuir experiencia em condução de motociclos de pelo menos dois anos;
 Capacidade em comunicar-se em Português e na língua local.

14. ASSISTENTE DE ESCRITRIO – Ref. (OP14)

Mantém o escritório limpo e funcional. Assegura o funcionamento diário e eficiente do escritório. O incumbente desta
posição deve demonstrar uma capacidade de atenção e observação em relação a questões de segurança no escritório.

Responsabilidade:
 Assegura a manutenção contínua e um alto nível de limpeza implementando um programa de limpeza conforme
instruções do supervisor;
 Limpeza regular da cozinha, gabinetes, espaços comuns, casas de banho, e outros compartimentos no escritório,
incluindo a limpeza de paredes interiores, tectos, janelas, terraços, e outras áreas;
 Mantém um inventário de produtos e equipamentos de limpeza;
 Prepara relatórios de consumo e das necessidades de reabastecimento de produtos e equipamentos de limpeza;
 Verifica e relata todos os danos ou necessidades de reparação, e manutenção da estrutura do escritório;
 Assiste na preparação e realização de reuniões, treinamentos, e eventos similares no escritório;
 Assiste nas tarefas de escritório e secretariado básico quando necessário;
 Realiza outras tarefas conforme instruções do supervisor.

Requisitos:
 Nível secundário completo ou formação equivalente no ramo;
 Um ano de experiência profissional comprovada no ramo;
 Domínio de Microsoft Office (Excel, Word, Outlook);
 Capacidade de comunicação nas línguas Portuguesa;
 Capacidade de aprendizagem e de trabalhar por iniciativa própria;
 Capacidade de inserção em equipas de trabalho multidisciplinares.

15. ASSISTENTE DISTRITAL DE OPERAÇÕES – Ref. (OP15)

No âmbito logístico o incumbente será responsável pela gestão de frota e a logística de manutenção do escritório distrital da
Elizabeth Glaser Pediatric AIDS Foundation e por realizar e consolidar o inventário geral de bens no seu distrito. O incumbente
aplicará os princípios gerais de contabilidade para pequenas operações de suporte as actividades da EGPAF no distrito.
Assistira no processamento de pagamento/formações ao nível do escritório provincial e que tenham que ser efectuados nos
distritos; Apoiará as operações de RH ao nível distrital.

Responsabilidades:
 Elaborar requisições do material do serviço necessário no distrito e propor ao nível provincial;
 Efectuar a supervisão diária dos motoristas carros e motorizadas;
 Reportar a cada semana os movimentos e manutenções (danos, mecânicas, acessórios, registo administrativo e ou
documentação) semanais a logística de Gaza para difusão a nível nacional (Log-books etc);
 Propor requisições de eventuais necessidades para manutenções regulares e curativas a efecutar no escritório
distrital. (mobiliário, espaço, eventuais ligações de rede e ou elétrica, acessórios);
 Gestão das chaves relativas aos bens sob sua responsabilidade;
 Propor ao escritório provincial eventual descarte de material ao escritório provincial;
 Fazer a inventariação diária do escritório distrital e reportar trimestralmente a província o equipamento da EGPAF a
nível distrital;
 Apoiar o escritório em actividades relacionadas com o hardware, software quando necessário;
 Reportar ao IT provincial qualquer apoio necessário;
Responsabilidades de Finanças:
 Apoiar o escritório provincial em pagamentos com fornecedores locais;
 Apoiar em coordenação com o escritório provincial pagamentos de perdiems, recolha de lista de presenças, etc. nas
formações realizadas no distrito;
 Solicitar apoio ao distrito nesta área sempre que for necessário;
Responsabilidades de subvenções:
 Reforçar que os beneficiários actualizem os mapas de inventário e a respectiva colocação dos «brandings» nos
bens recebidos da EGPAF e adquiridos com fundos de PBF;
 Fazer prova de vida dos beneficiários em coordenação com o Oficial de C&G (fazer sensu numa base trimestral).
Responsabilidades de Recursos Humanos:
 Garantir que todos os funcionários do Distrito têm um arquivo pessoal atualizado e preencher com informações
precisas e bem arquivados no gabinete apropriado;
 Certifique-se de que um novo funcionário recrutado imediatamente adira às políticas da organização;
Gestão de Pessoal:
 Realizar entrevista de saída e processo de liberação para todos os funcionários que saiam da empresa para fins
diversos e apresentar ao RH e gerente de administração para ser aprovado;
 Apoiar na gestão de benefícios do pessoal (Medical Aid, Funeral, os transportes, as dificuldades, o subsídio de
comunicação, o subsídio de realocação) no Distrito;
 Apoiar o Oficial Sénior de RH para supervisionar as atividades de trabalhadores em campo e aconselhar o gestor/
coordenadores sobre bem-estar empregado na organização;
 . Responsável por manter actualizada a lista de pessoal;
 Garantir que todo o pessoal esteja registrado no INSS e tenha posto o cartão de sócio; Atualizar as agências do INSS
em caso de recrutamento e saída de empregado na folha de folha de pagamento do INSS;
 Apoiar na elaboração da relação nominal e cumprimento do horário de trabalho no distrito;
 Responsável pela licença, em coordenação com o Oficial Sénior de RH e Administração para aprovação;
 Responsável pela elaboração da lista de absentismo e enviar para o Oficial Sénior em base mensal;
Outras Responsabilidades:
 Garantir a limpeza e manutenção do escritório sob sua responsabilidade;
 Responsável pelas actividades de secretaria e recepção ao nível distrital.

Requisitos:
 Nível médio em Administração, RH ou formação média equivalente no ramo;
 Dois anos de experiência profissional comprovada nos ramos de logística, administração e ou finanças e Recursos
Humanos;
 Experiência básica em gestão de parque automóvel, informática, electricidade, segurança e gestão de bens
móveis/imoveis, gestão de RH;
 Domino de Microsoft Office (Excel, Word, Outlook);
 Fluente em Português e boa comunicação em inglês,
 Capacidade de aprendizagem e de trabalhar por iniciativa própria;
 Potencial de inserção em equipas de trabalho multidisciplinares;
 Possuir Carta de condução será uma vantagem;
 Capacidade de acompanhamento de processos até ao desfecho;
 Alto sentido de Responsabilidade e Liderança;
 Proactivo e criativo;
 Análise crítica das responsabilidades e das tarefas a realizar;
 Capacidade de trabalhar sob pressão, cumprir múltiplos prazos, e resolver problemas;
 Capaz de executar múltiplas tarefas com apoio muito limitado;
 Capacidade de manter confidencialidade e discrição;
 Tempo Inteiro.

16. ASSISTENTE DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO – Ref. (OP16)

Garantir o bom funcionamento dos equipamentos fornecidos pela EGPAF nos distritos das províncias de Inhambane, às US/DPS
através de uma série de procedimentos.

Responsabilidades:
Nas Unidades Sanitárias:
 Limpeza mensal da poeira no interior das máquinas;
 Actualização semanal dos antivírus;
 Scan semanal para a detenção de vírus nas máquinas;
 Leitura e limpeza semanal dos log files das máquinas;
 Efectuar o backup da informação útil e reinstalar as máquinas, em caso de avaria ou deficiências no sistema
operativo,.
 Capacitar e fiscalizar os digitadores e o pessoal beneficiário do equipamento da EGPAF nas US/DPS em relação ao
bom uso e prevenção de infecção por vírus às máquinas;
 Verificar os funcionamentos dos equipamentos periféricos, nomeadamente, UPSs Impressoras e outros existentes,
fornecidos pela EGPAF;
Nos escritórios da EGPAF:
 Auxiliar os colegas do escritório na resolução de pequenos problemas surgidos;
 Limpeza interior de poeira nas máquinas;
 Limpeza de ficheiros temporários;
 Verificar as actualizações dos softwares nas máquinas;
 Elaborar relatórios semanais e mensais das actividades realizadas.

Requisitos:
 Nível médio;
 Certificação da Microsoft (preferencial);
 Mínimo de três anos de experiência em tecnologias de informação;
 Experiência em projectos de saúde financiados pelo Governo dos EUA (preferencial);
 Conhecimento de redes de computadores Workgroup;
 Disponibilidade para trabalhar por um período superior a uma semana em cada distrito;
 Disponibilidade para viajar até 95% do tempo para os distritos;
 Capacidade de trabalhar por iniciativa própria;
 Potencialidade de inserção em equipas de trabalho multidisciplinares;
 Domínio (oral e escrito) das línguas Inglesa e Portuguesa.

17. OFICIAL DE SUBVENÇÕES – Ref. (OP17)

Responsável em apoiar os beneficiários na Gestão dos sub-Acordos (INPUT / PBF) assegurando que os beneficiários cumpram
com regras e procedimentos do DOADOR, Governo Moçambicano e da EGPAF capacitar os beneficiários na gestão de fundos
garantindo o cumprimento de prazos.

Responsabilidades
 Apoiar na planificação dos Sub-Acordos para os beneficiários eleitos, garantindo que o orçamento esteja linhando
com o programa da Fundação;
 Requisitar e monitorar mensalmente os fundos para garantir o pagamento das despesas. Sub-Acordo de INPUT;
 Fazer a monitoria (Mapa de Monitoria) mensal de execução de fundos (Input e PBF) e reportar ao Supervisor;
 Fazer as prestações mensais de contas recebidas dos beneficiários e encaminhar a Sede. E partilhar o mecanismo
de seguimento com os diversos interessados;
 Rever os Mapas de distribuição de incentivos de PBF bem como na elaboração de planos de gastos e sua prestação
de contas;
 Capacitar os beneficiários em políticas e procedimentos do Doador / Governo e da Fundação;
 Fazer visitas trimestrais de conformidade aos beneficiários, criar um Mapa para monitorar as constatações e partilhar
com o supervisor e carregamento dos relatórios e outros documentos referentes ao sub-Acordo no CGIS, File e
servidor;
 Monitorar as contratações e absorções dos funcionários pagos via sub-Acordos de forma contínua;
 Em colaboração com o Oficial de Capacitação, elaborar programas de capacitação de gestão institucional e financeira
dos beneficiários;
 Capacitar aos beneficiários em uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (e-mail, Fax, Scan, Whatsapp….)
para facilitar a partilha de informação de trabalho no dia-a-dia;
 Elaborar formulários e documentos de trabalho e atualizar conforme as necessidades e aplicabilidade;
 Manter excelente relação de trabalho com colegas e beneficiários da EGPAF;
 Garantir a assinatura de contractos e outros documentos administrativos relativos a implementação das actividades;
 Assegurar que elaboração e implementação dos instrumentos de gestão de PBF sejam obedecendo as normas do
Doador;
 Reforçar o funcionamento dos comités de gestão de PBF, suas funções, responsabilidades e consequente produção
da Actas;

Requisitos:
 Bacharel em Administração e Gestão de Empresas ou outra área relacionada;
 Experiência na supervisão financeira e administrativa de projectos do sector público ou privado;
 Experiência prévia com organizações internacionais não lucrativas;
 Excelentes habilidades de escrita e correção de textos;
 Conhecimento de políticas e procedimentos relevantes de gestão e cumprimento das obrigações de concessão e
contratos da USAID ou CDC;
 Conhecimento de contabilidade e práticas de gestão financeira princípios de acordo com os regulamentos do Governo
Federal dos E.U.A;
 Domínio de computador/software, incluindo (MS Word e Excel);
 Fluente em Português (oral e escrito) e conhecimento adequado de Inglês (escrito);
 Capacidade de gerir múltiplas prioridades;
 Disponibilidade para efetuar viagens nos Distritos, até 25% do tempo.

18. OFICIAL TÉCNICO DE MANUTENÇÃO DE INFRA-ESTRUTURAS, EQUIPAMENTOS E


PEQUENAS OBRAS – Ref. (OP18)
Executar tarefas inerentes a manutenção de infra-estruturas, equipamentos e pequenas obras em apoio ao Gestor Provincial
de Operações e Logística. Será responsável pela manutenção de infra-estruturas da Fundação e intervenções de acordo com
os pedidos aprovados do Parceiro de Saúde na Província (Direcção e execução técnicas, resolução de problemas de
manutenção de edifícios, electricidade, canalização, carpintaria, e equipamentos de frio. Execução de intervenções em
coordenação com o superior hierárquico e Director Provincial da Fundação.

Responsabilidades:
Manutenção de infra-estruturas:
 Recolha e tratamento adequado da informação relacionada com a manutenção necessária, e que devem ser
encaminhadas aos superiores hierárquicos, para sua utilização na Gestão rotineira das Manutenções/Intervenções
de equipamentos e infra-estruturas abrangidas pelas actividades da organização;
 Realizar Manutenções periódicas de rotina nas instalações da fundação e outras abrangidas pelo escopo da fundação
para detectar anomalias de funcionamento e propor reparações necessárias assim como o devido encaminhamento
técnico a Direcção de Infra-estruturas da Direcção Provincial de Saúde para orientações, privilegiando manutenções
preventivas de rotina;
Gestão de informação de manutenção e pequenas obra:
 Para o uso interno com conhecimento do seu superior hierárquico para apoios;
 Para tratamento imediato com execução pelo próprio;
 Para tratamento delegado com terceiros contratados para execução (pessoal técnico fora da organização) e gestão
pelo próprio;
Gestão de intervenções de manutenção e de pequenas obras:
 Solicitar materiais para Manutenções, equipamentos e diversos, relacionadas a área de acordo com as necessidades
através de requisições com aprovação do superior hierárquico e encaminhamento á Logística para aquisições;
 Apoiar a organização na manutenção e reparação dos sistemas de abastecimento de água, frios, electricidade,
serralharia, carpintaria e construções de pequeno vulto;
 Efectuar reparações e montagem de fechaduras, reparação de janelas e portas e montagem de mobiliários;
 Realizar as actividades de manutenção ou de execução de pequenas obras tendo como base apresentação de mapa
de quantidades;
 Ajudar no controlo dos materiais, na funcionalidade dos diversos aparelhos e equipamentos existentes na organização
ou unidades sob apoio da organização para uma rápida deteção e soluções de avarias/anomalias;
Manutenção do “Livro de Ocorrências ou ficheiro de Manutenção e pequenas obras:
 Possuir um registo de ocorrências através de preenchimento de fichas com os seguintes elementos incluídos:
o Origem da avaria/Departamentos/sectores;
o A natureza e definição do tipo de avaria ou ocorrência;
o Medida de intervenção a tomar como proposta;
o A solicitação ou encaminhamento ao Superior;
o Elaborar relatórios de cada intervenção e produzir os relatórios mensais dirigidos ao seu superior.
Outras responsabilidades:
 Zelar por uma boa coordenação interna (com a Logística) e externa (com o serviço de manutenção da DPS e
SDSMAS);
 Manter um sistema de arquivo actualizado para memória institucional;
 Garantir o bom funcionamento das infra-estruturas;
 Sempre que for necessário, organizar e garantir as minutas das reuniões de manutenção preventiva e intervenção
curativa infra-estrutural e de equipamentos;
 Em coordenação com a Logística garantir o pagamento atempado das facturas de manutenção;
 Assegurar que haja o mapa semanal de controlo das obras intervencionadas por EGPAF;
 Mapa semanal de controlo das actividades a ser partilhado com o Gestor Provincial de Operações e a Logística para
melhor apoio e coordenação das actividades;

Requisitos:
 Certificado de Engenharia na área de Construção Civil/áreas relacionadas ou de Técnico Médio profissional em
qualquer área relacionada com Construção Civil, ou equivalente;
 Inscrito na Ordem dos Engenheiros ou no Ministério das Obras Públicas e Habitação;
 Pelo menos 5 anos de experiência em trabalhos práticos de género e um C.V. sólido;
 Experiência de trabalho suficientemente comprovada nestas áreas de no mínimo 5 anos de liderança e execução;
 Competências e habilidades muito fortes nas actividades de área de manutenção preventiva e curativa, com amplo
conhecimento prático nas áreas de Construção Civil, electricidade, Serralharia, canalização (água e esgoto), frios, e
carpintaria;
 Conhecimentos e domínio do uso dos seguintes equipamentos e ferramentas: nível de bolha, fitas métricas laser e
normais, multímetros, busca-pólos, alicates, martelo universal, catapulta, esquadro, serrote de madeira e de ferro,
chaves de tubo, tarachas, sonda eléctrica, e conductivimetro;
 Conhecimentos das regras do HST (Higiene e Segurança no Trabalho);
 Algum conhecimento das normais básicas do Decreto 15 que regula as actividades das empreitadas e prestações de
serviços;
 Capaz de viajar em caso de necessidade, em condições difíceis de trabalho;
 Carácter pró-activo, comunicativo e sociável;
 Domínio no uso de aplicações do Microsoft Office;
 Capacidade de comunicação e negociação;
 Potencial de inserção em equipas de trabalho multidisciplinares;
 Habilidade em lidar com situações de conflito;
 Capacidade de trabalhar independente e sobre pressão.

As candidaturas acompanhadas do formulário de candidaturas internas devidamente preenchido e Curriculum Vitae devem ser
enviadas até 08 de Julho de 2018, para o correio electronico: candidaturas@pedaids.org, Assunto: XXXX

N.B: Só serão contactados os candidatos (internos) seleccionados à entrevista.

Na Elizabeth Pediatric AIDS Foundation as vagas não se pagam! Os recrutamentos são conduzidos observando estritamente
os princípios de ética, integridade e transparência.
A Fundação recomenda e encoraja vivamente a denuncia imediata de quaisquer actos contrários a estes princípios através de
seguinte numero:+843297910
Este número deverá ser usado somente para efeitos anteriormente mencionados.
Eventuais pedidos de esclarecimentos poderão ser feitos através dos números: +25821488901/02 ou +258823256780

Você também pode gostar