Você está na página 1de 5

VISCOSIMETRO CAPILAR CONSTRUÍDO COM MATÉRIA

PRIMA DESCATÁVEL

Rebeca Duarte de Souza


UNIVERIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL
rebecasouza18@gmail.com

Resumo
A presente pesquisa descreve um experimento simples de um viscosímetro capilar
construído com matéria prima descartável, utilizando óleo vegetal de soja como fluído,
tendo como fundamento a Equação de Hagen-Poiseuille.
Palavras-chave: Hagen-Poiseuille; viscosímetro capilar.

1. Introdução
A Viscosidade é grandeza física de deslocamento, associada a propriedades dos
fluído, podendo ser eles gases, líquidos ou sólido. Ou seja, quanto maior a sua
viscosidade menor é velocidade de movimento desse fluído, então a viscosidade mede a
velocidade de um fluído fluir (escoar).
A viscosidade é a resistência que uma camada de líquido sofre para mover-se em
relação à outra camada vizinha. Ao fluir, ao longo de um tubo, as camadas movem-se
com velocidades diferentes que aumentam da periferia para o centro, à medida que
ficam próximas do eixo do cilindro. Esta forma de escoamento é conhecida como
escoamento laminar. Diversos fatores podem interferir da viscosidade são eles:
a) líquido puro: natureza química (moléculas polares e apolares), tamanho e forma das
moléculas,
b) solução: adição de soluto,
c) temperatura.
d) Tensão
e) Cisalhamento
Há vários métodos de determinação do coeficiente de viscosidade de líquidos. A
maioria consiste na determinação das velocidades de escoamento do líquido através de
um tubo capilar ou da queda de um corpo esférico através do líquido, utilizando as leis
de Poiseuille e de Stokes, respectivamente. Esses métodos são empregados apenas para
líquidos de escoamento laminar. Nesta prática, a viscosidade o líquido escolhido foi
água e óleo, fluídos de fácil acesso. Foi observado o tempo gasto para o líquido fluir de
um reservatório superior de volume definido, passando por tubo capilar, para um
reservatório inferior, sob a influência da gravidade. A medida direta da viscosidade
absoluta é muitas vezes difícil de ser obtida. O procedimento usual é a determinação de
sua viscosidade em relação à viscosidade de uma substância de referência, numa dada
temperatura. A água é o líquido mais utilizado como referência.
2

Sendo assim a equação de Hagen-Poiseuille é uma lei da física que descreve um fluxo
sem variação de densidade, escoado através de tubo transversal circular constante, nos
permite calcular a viscosidade através de um viscosímetro capilar.

2.Materiais e Métodos

Garrafa Pet cortada

Canudo Plástico descartável

Béquer

Figura 1: Esquema para construção.


O viscosímetro foi construído com material reciclável de fácil acesso:
1) Garrafa Plástica cortada com um furo na tampa.
2) Canudo plástico medindo 6cm
3) Cola quente para vedação entre a tampa e canudo para o escoamento.
4) Suporte para segurar a garrafa
5) 100 ml de óleo de vegetal de soja.
6) Cronômetro.

Figura 2: Viscosímetro Pronto


3
2.2 Procedimentos Experimentais:
1) foi feito a medida do capilar utilizando o micrometro, e as demais medidas
utilizando uma régua tradicional de acrílico.
2) foi adicionado 100 ml do óleo em um béquer de 250ml, que foi adicionado
em velocidade constante no viscosímetro, sendo cronometrado o tempo assim que
despejado o fluído.
Este ensaio foi realizado à temperatura ambiente e somente com o óleo no estado
novo devido à falta de controle de temperatura, visto que não foi possível encontrar um
dispositivo que permitisse essa manobra. Outros fatores de introdução de erros, além do
fator temperatura, foi o controle do tempo, feito manualmente em um cronômetro.

2.3 Cálculos

Pela equação de Poiseuille temos:

Dados encontrado:
Tempo gasto para o líquido fluir T =4,28s
Densidade do líquido P=0,922kg/m³
Volume do reservatório superior V=1,71963x10-3
Aceleração da Gravidade G=9,81
Raio do capilar R=1,6x10-3m
Comprimento do capilar L=0,06 m
Coeficiente de viscosidade (letra grega eta) =
Diferença de altura das marcações nos h =0,06 m
reservatórios, onde o líquido fluirá

 = π.r4 g.h p.t = π. (1,6x10-3m)4 .9,81.0,06m . 0, 922.4,28 = 5,79x10-8m2/s


8VL ( 8. (1,71963x10-3).0,06)

=57,900 Stokes

3.Resultados e discussões:
4
De acordo com a literatura com valores obtidos na literatura podemos verificar que o aparelho
construído não foi muito preciso em seus resultados, podendo haver erros no procedimento
pelo analista.

A tabela abaixo resume os valores de viscosidade de alguns líquidos, medidos na unidade


centistokes (10-2 Stokes = 10- 6 m2 /s) e à temperatura de 20°C.
Tabela 1:
Viscosidade de Alguns Líquidos
Liquido Água Óleo combustível Óleo vegetal
Viscosidade 1 16 43
Fonte: www.mspc.eng.br

De acordo com cálculos realizados no experimento a viscosidade entrada foi de 57,900


Stokes.

4.Conclusão
Após a realização do experimento bem como os devidos cálculos, pode-se dizer que
os resultados foram satisfatórios em relação ao objetivo proposto pela prática.
Com relação à determinação da viscosidade do líquido escolhido encontra se diferença
com os valores da literatura. Tal discrepância pode ser explicada por eventuais desvios
devido aos erros de incertezas.

5.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICA:
5

ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 482, de 23 de setembro de


1999. D.O.U. - Diário Oficial da União; Poder Executivo, de 13 de outubro de 1999.
CASTELLAN, Gilbert Willian. Fundamentos de físico-química. Rio de janeiro: LTC, 2011.