Você está na página 1de 4

14/03/2019 Unidade de Aprendizado 14/03/2019 Unidade de Aprendizado

A história da Matemá ca mostra que seus campos conceituais são ricos de conexões e, em
muitos casos, se desenvolveram juntos até serem separados pelos matemá cos, especialistas
de currículo e gestores dos sistemas educacionais. As disciplinas Aritmé ca, Geometria e
Álgebra eram ensinadas como se fossem disciplinas diferentes, de modo estanque, em aulas
separadas e muitas vezes por professores diferentes. Os livros adotados na época não faziam
Saberes Matemáticos e referência aos conhecimentos que poderiam estar sendo tratados em outras disciplinas.

Outros Campos do Saber No Brasil, somente no ano de 1931 é que a disciplina Matemá ca foi oficializada, integrando
os três principais campos conceituais em uma única disciplina. Assim sendo, é muito
importante que essas disciplinas sejam trabalhadas de forma interligada, evidenciando as
conexões entre elas.

Com base nisso, proponha uma a vidade que seja elaborada na perspec va de um ensino de
matemá ca que valoriza as conexões e aplicações matemá cas a outras disciplinas.
APRESENTAÇÃO

Olá!

INFOGRÁFICO
Nesta Unidade de Aprendizagem, estudaremos as conexões externas com o conhecimento
matemá co como es mulo à interdisciplinaridade, que tem sido valorizada nos currículos de Na época do Movimento da Matemá ca Moderna, a discussão sobre a matemá ca
Matemá ca mais recentes. contextualizada e interconectada perdeu protagonismo. Esse movimento privilegiou uma
abordagem estruturalista e formalista da Matemá ca. A abordagem contextualizada, as
Bons estudos. conexões e o foco na resolução de problemas ganharam novo impulso nos currículos da
maioria dos países nos úl mos 30 anos e, no Brasil, com a publicação dos Parâmetros
Ao nal desta unidade, você deve apresentar os seguintes aprendizados: Curriculares Nacionais (PCN), em 1997. Atualmente, diversos documentos curriculares,
descritores de avaliação e materiais instrucionais apresentam exemplos e modelos de
• U lizar caminhos próprios na construção do conhecimento matemá co, em resposta às
sequências didá cas e projetos em que uma situação-problema é explorada de múl plas
necessidades concretas e a desafios próprios dessa construção.
perspec vas, permi ndo aos alunos terem contato com uma mul plicidade de conceitos e
• Reconhecer regularidades em diversas situações, compará-las e estabelecer relações entre procedimentos (técnicas e métodos) de variados pontos de vista.
elas e as regularidades já conhecidas.

• Perceber a importância da u lização de uma linguagem simbólica na representação e


modelagem de situações matemá cas como forma de comunicação.

DESAFIO
Loading [MathJax]/jax/output/CommonHTML/fonts/TeX/fontdata.js Loading [MathJax]/jax/output/CommonHTML/fonts/TeX/fontdata.js

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/10507/2/131/indexprint.html 1/8 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/10507/2/131/indexprint.html 2/8


14/03/2019 Unidade de Aprendizado 14/03/2019 Unidade de Aprendizado

Aos alunos, deve ser dada a oportunidade de aprender a matemá ca a par r da


problema zação e da organização da realidade, da valorização dos contextos e das conexões
matemá cas. Assista ao vídeo a seguir.

Conteúdo disponível na plataforma virtual de ensino. Con ra!

EXERCÍCIOS

1) Podemos definir conexões matemá cas pelas relações estabelecidas entre os conteúdos
matemá cos e as situações da escola, da vida e entre os próprios conteúdos matemá cos.
Sobre essas conexões, assinale a alterna va INCORRETA:
a) Para fins didá cos, as conexões matemá cas podem ser divididas em duas classes.

b) Conexões internas são aquelas relações realizadas entre conceitos e técnicas de outras
áreas do conhecimento.

CONTEÚDO DO LIVRO c) Nos currículos mais recentes, foram valorizadas as conexões externas.

As situações e os conteúdos matemá cos, da escola ou da vida co diana, guardam entre si d) A fragmentação de conteúdos aborda o conhecimento matemá co de forma contrária a
relações que podem e devem ser explicitadas e exploradas na sala de aula. Para fins didá cos, conexões matemá cas.
as conexões podem ser agrupadas em duas classes: a) conexões internas, entre conceitos e
procedimentos matemá cos; b) conexões externas, nas quais estrutura, conceitos, métodos e e) As conexões matemá cas valorizam as relações, os problemas, o raciocínio e os contextos.
técnicas são usados em outras áreas do conhecimento, seja como aplicações diretas para
resolver problemas, seja como forma de ampliar a compreensão de fenômenos que estão 2) Ao propor um ensino de matemá ca que estabeleça conexão entre os saberes
sendo estudados. Acompanhe o trecho selecionado do caderno 8 do "Pacto Nacional pela matemá cos e outros campos do saber, o educador tem nas resoluções de problema um
Alfabe zação na Idade Certa: Saberes Matemá cos e Outros Campos do Saber" (p. 25-46). recurso adequado a essa proposta. Sobre o trabalho com problemas, pode-se afirmar que:
a) O trabalho com resolução de problemas favorece o desenvolvimento do espírito
Leia aqui inves ga vo.

b) Todos os problemas trabalhados com os educandos devem ter solução.

c) Os alunos precisam ser treinados a achar uma única resposta que soluciona o problema.
DICA DO PROFESSOR
d) Joana tem 100 reais. Quantas notas ela tem? Esse é o exemplo de um problema com uma
O ensino de matemá ca não deve se resumir a procedimentos mecânicos. Muitos estudos única solução.
mostram que essa abordagem reducionista da Matemá ca pode levar as crianças a
e) Um problema com falta ou excesso de dados deve ser evitado no ensino de matemá ca.
desenvolverem
Loading concepções errôneas e a cometerem
[MathJax]/jax/output/CommonHTML/fonts/TeX/fontdata.js erros em procedimentos algorítmicos. Loading [MathJax]/jax/output/CommonHTML/fonts/TeX/fontdata.js

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/10507/2/131/indexprint.html 3/8 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/10507/2/131/indexprint.html 4/8


14/03/2019 Unidade de Aprendizado 14/03/2019 Unidade de Aprendizado

3) A história da Matemá ca mostra que os campos conceituais de Matemá ca são ricos de o desenvolvimento da linguagem oral e a explicitação do raciocínio do aluno. Sobre essa
conexões. Sobre as diferentes abordagens desses campos conceituais no ensino de argumentação, pode-se afirmar que:
matemá ca, marque a alterna va CORRETA: a) O desenvolvimento de habilidades argumenta vas deve começar quando os alunos já
a) Com a Reforma Francisco Campos (1931), os principais campos conceituais da Matemá ca possuem pensamento abstrato.
passaram a ser trabalhados desintegrados.
b) A argumentação está relacionada a problemas com respostas do po: "é assim que eu
b) Do ponto de vista da didá ca da matemá ca, após a Reforma Francisco Campos, o ensino acho".
de tópicos da matemá ca deixou de ter as marcas da disciplina isolada.
c) A argumentação não deve ser priorizada sobre as regras matemá cas.
c) Alguns autores trouxeram para o ensino de matemá ca a presença dela na cultura
popular, o que não ajudou no movimento de conexão dos campos conceituais. d) A argumentação está mais relacionada à Língua Portuguesa do que à Matemá ca.

d) Os campos conceituais sempre foram trabalhados juntos até serem separados e) O trabalho com calendário pode promover uma discussão de natureza argumenta va.
arbitrariamente.

e) O Movimento da Matemá ca Moderna se preocupou prioritariamente com a


contextualização dos campos conceituais. NA PRÁTICA

Júlio César, o Malba Tahan, fez da defesa da didá ca contextualizada e rica de conexões, uma
4) Um exemplo de proposta de trabalho que aborda conexões entre diferentes bandeira e publicou dezenas de livros de literatura infantojuvenil com contos sobre a história
conhecimentos no ensino de matemá ca são as a vidades que podem ser realizadas da matemá ca.
durante as aulas de matemá ca, u lizando o calendário como material didá co. Sobre
essas a vidades, é INCORRETO afirmar que:
a) Calendários podem e devem ser usados no ensino de matemá ca como contextos ricos
de relações.

b) Um calendário possibilita que o professor discuta unidades de tempo e sua história.

c) Podemos ar cular Geografia e Astronomia com a Matemá ca no trabalho com calendário.

d) No trabalho com calendário, as relações entre conteúdos já estão claras, não precisam ser
problema zadas.

e) O trabalho com o calendário tem o obje vo de explicitar e explorar conexões matemá cas
como princípio didá co.

5) A argumentação matemá ca tem um papel importante no trabalho com conexão entre


saberes matemá cos e outros campos do saber. Ao promover argumentação, possibilitamos
Loading [MathJax]/jax/output/CommonHTML/fonts/TeX/fontdata.js Loading [MathJax]/jax/output/CommonHTML/fonts/TeX/fontdata.js

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/10507/2/131/indexprint.html 5/8 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/10507/2/131/indexprint.html 6/8


14/03/2019 Unidade de Aprendizado 14/03/2019 Unidade de Aprendizado

EM RESUMO

Acompanhe uma recapitulação sobre o que foi abordado nesta Unidade de Aprendizagem.
Não deixe de con nuar seus estudos sobre o assunto e aprofundar seus conhecimentos.

SAIBA +

Para ampliar seus conhecimento a respeito desse assunto, veja abaixo a(s) sugestão(ões) do
professor:

A Matemá ca em Sala de Aula


Smole, Ka a Stocco; Muniz, Cris ano Alberto. A Matemá ca em Sala de Aula, Porto alegre:
Penso, 2013.
Conteúdo disponível na plataforma virtual de ensino. Con ra!

A construção de saberes matemá cos entre jovens e adultos do Morro de São Carlos
Obje vou-se responder questões como, por exemplo, que pos de conhecimento matemá co
são construídos por alunos jovens e adultos da classe trabalhadora, em seus contextos de vida
social, profissional ou domés ca?
Conteúdo disponível na plataforma virtual de ensino. Con ra!

Loading [MathJax]/jax/output/CommonHTML/fonts/TeX/fontdata.js Loading [MathJax]/jax/output/CommonHTML/fonts/TeX/fontdata.js

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/10507/2/131/indexprint.html 7/8 https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/10507/2/131/indexprint.html 8/8