Você está na página 1de 15

Sistema Digestivo – Prof.

Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

SISTEMA DIGESTIVO
 Conjunto de órgãos ou estruturas responsáveis pela DIGESTÃO.
 A DIGESTÃO consiste na transformação de substância alimentícias complexas em
substâncias mais simples, solúveis em água, difusíveis e capazes de ser absorvidas e
assimiladas pelo organismo
 A digestão engloba a: 1. Ingestão
2. Mastigação
3. Deglutição Mecânica
4. Digestão propriamente dita
5. Absorção (intestino delgado) Química
6. Excreção
 A Digestão mecânica consiste na quebra de partículas alimentares grandes em menores, por
meios físicos. Ex. mastigação e ação de músculo do trato digestivo.
A Digestão química consiste na modificação química do alimento, por exemplo, da proteína em
aminoácidos. As enzimas e ácidos existentes nesse sistema realizam a digestão química.

Algumas definições:
- Ingerir é o ato de colocar o alimento dentro da boca.
- Mastigar é o ato de triturar o alimento.
- Deglutir é o ato de engolir o alimento.
- Absorção é a passagem dos alimentos digeridos do trato gastrintestinal ao sangue ou linfa.
- Excreção é o processo de eliminação de resíduos do corpo.
- Alimento é toda substância ou alimento no estado sólido, líquido ou pastoso, destinada a
fornecer ao organismo humano os elementos necessários à sua formação, manutenção e
desenvolvimento.
- Nutriente são substâncias químicas, orgânicas e inorgânicas, que devem ser ingeridas
diariamente em quantidades adequadas, sendo indispensáveis à saúde e a atividade do nosso
organismo.

DIVISÃO GERAL

A) Tubo Digestivo B) Glândulas Anexas


- Boca (ingestão / mastigação) - Salivares (digestão química)
- Faringe (deglutição) - Fígado (digestão química)
- Esôfago (deglutição) - Pâncreas (digestão química)
- Estômago (digestão mecânica e química)
- Intestino Delgado (absorção)
- Intestino Grosso (absorção / formação de excretas)
- Canal Ânus-Retal (excreção)

1
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

A figura a seguir ilustra os órgãos e demais estruturas


relacionadas ao Sistema Digestivo

Obs.: Repare numa estrutura da figura acima chamada MESENTÉRIO, a qual tem a função de
fixar o intestino delgado a parede abdominal posterior. Por essa estrutura passam vasos
sanguíneos, vasos linfáticos e nervos.

2
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

A) TUBO DIGESTIVO

- BOCA Cavidade Bucal


Cavidade Vestibular (localizado entre os lábios, bochechas e dentes)
Palato duro
Estruturas associadas a boca: Palato mole
Úvula
Língua
Dentes (incisivos, canino, pré-molares e molares)
Lábios
Gengivas
Glândulas salivares (veja glândulas anexas mais adiante)

Observe a seguir as estruturas associadas a cavidade bucal

Pergunta 1: Para que serve o frênulo da língua?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

Pergunta 2: Para que serve a úvula?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

3
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

- FARINGE – conhecida popularmente como garganta


Divisão: Oro-faringe
Naso-faringe
Laringo-faringe
Função: Condução do alimento até o esôfago (deglutição)

Observe na figura a seguir a divisão da faringe. Atente, também, para


a ação da epiglote

Pergunta: Observando a figura acima explique como funciona a epiglote?

- ESÔFAGO
Características: - Tubo reto muscular que mede, aproximadamente, 25 centímetros.
- Está situado atrás da traquéia.
- Inicia-se na laringo-faringe, passa através do mediastino, atravessa o
diafragma e termina na parte superior do estômago.
- O esôfago impulsiona o alimento para baixo através de movimentos
peristálticos
Função: condução do alimento até o estômago (deglutição)

Obs.: Existe os chamados esfíncteres esofágicos superior e inferior que consiste num estreitamento
do músculo do esôfago nas suas porções superior (próximo a faringe) e inferior (situado cerca de 3
cm acima do óstio cárdio). O esfíncter esofágico inferior auxilia no impedimento do refluxo.

4
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

Observe na figura o caminho percorrido pelo bolo alimentar

- ESTÔMAGO (digestão)
Características: - Têm o formato da letra “J”.
- Está localizado logo abaixo do músculo diafragma.
- Na sua parte superior está conectado com o esôfago, e na sua parte inferior
esvazia-se no duodeno (primeira porção do intestino delgado).
- Quando o alimento que chega no estômago é misturado com o suco gástrico
surge uma mistura chamada quimo.
- Pequena curvatura
Partes do estômago - Grande curvatura
- Cárdia ou óstio cárdio
- Fundo gástrico
- Corpo gástrico
- Antro (significa cavidade)
- Piloro ou óstio pilórico

5
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

Identifique estas partes na figura abaixo

Funções: 1. Digestão parcial do alimento para ser entregue ao intestino delgado


2. Secreção do suco gástrico, o qual é formado por enzimas digestivas e ácidos
3. Absorção de pequenas quantidades de água e substâncias dissolvidas. Nota: O
estômago absorve álcool com muita facilidade. Isto quer dizer que essa
substância entra na corrente sanguínea muito rapidamente, principalmente
quando o estômago está vazio. Você consegue imaginar o prejuízo que isso pode
acarretar ao organismo?
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________

Obs.: Verifique na figura “B” acima as três camadas musculares: longitudinal, circular e
oblíqua. Porque o estômago tem os músculos dispostos dessa maneira????

6
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

- INTESTINO DELGADO
Características: - Mede cerca de 3 metros de comprimento e 2,5 centímetros de diâmetro.
- Sua parede interna possui as chamadas vilosidades (aspecto aveludado), cuja
função é aumentar a área de absorção de alimentos.
1. Duodeno - Mede cerca de 25 cm (12 dedos).
Divisão: - Tem origem no piloro.
- Nele desemboca o ducto colédoco (ducto hepático + cístico) e o
ducto pancreático.
2. Jejuno - Mede cerca de 1 metro de comprimento.
- Ocorre pouca ou quase nenhuma absorção de alimento no jejuno.
- Suas alças Intestinais possuem o maior calibre.
3. Íleo - Mede cerca de 2 metros de comprimento.
- Revestido pelas placas de tecido linfóide chamado de placas de Peyer.
- Suas alças intestinais possuem o menor calibre.
Função: absorção de nutrientes

Considerações:
 O ducto colédoco (formado pela junção do ducto hepático + o ducto cístico (vesícula biliar))
leva suco hepático (bile) - líquido amarelo-esverdeado produzido no fígado e rico em enzima
lipase – que é enviado para a vesícula biliar, onde ele pode ser armazenado e lançado no
intestino delgado para dissolver o alimento, em especial a gordura.
 No ducto-pancreático passam as enzimas secretadas pelo pâncreas e que são essenciais na
decomposição das proteínas, gorduras e carboidratos.
 O jejuno-íleo é considerada a porção móvel do intestino delgado e descrevem numerosas
flexuras denominadas de alças intestinais.

Obs.: Rever conceito de MESENTÉRIO (meso = meio); (enteron = intestino)


OMENTO MAIOR = Capa de Gordura que contêm muitos linfonôdos

7
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

Flexura esquerda do colon


- INTESTINO GROSSO

cólon transverso Intestino Delgado


Flexura direita do colon

cólon cólon
ascendente descendente

válvula íleo-cecal
ou ileal
cécum
apêndice vermiforme
reto
canal ânus-retal cólon sigmóide
ânus

Características: - Mede cerca de 1,5 metros de comprimento e 6,5 centímetros de diâmetro.


- Estende-se desde o final do íleo até o ânus.

- Ceco ou Cécum: possui um anexo chamado apêndice vermiforme onde existe


Divisão: linfócitos.
- Colo ou Cólon: - Ascendente
- Transverso
- Descendente
- Sigmóide
- Canal ânus-retal

Funções: 1. Absorção de água e de certos eletrólitos.


2. Síntese de certas vitaminas (vitamina K e algumas do complexo B).
3. Formação e expulsão das fezes do corpo.

Considerações:
 A água e sobras de alimentos não digeridos no intestino delgado, vão parar no intestino grosso;
 A maior parte da água e do sal são reabsorvidos pelo corpo, através da fina membrana do
cólon;
 A mucosa do intestino grosso não apresenta as vilosidades encontradas no intestino delgado;
 Os detritos passam diretamente para o reto, pronto para serem eliminados através do ânus;
 As fibras não são digeridas e formam a maior parte do bolo fecal.

8
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

B) GLÂNDULAS ANEXAS

Só Relembrando
Glândulas
- Endócrina – produz hormônio e lançam na corrente sanguínea (secreção
interna)
- Exócrina – secreção lançada para o meio externo
- Mista – componente endócrino e exócrino.

- SALIVARES
É uma glândula exócrina que forma a saliva;
Tem a função de umedecer, dissolver e lubrificar os alimentos facilitando a digestão;
Existe 3 pares de glândulas na cavidade bucal: 1. Sub-mandibulares
2. Sub-linguais
3. Parótidas

Observe na figura a seguir a localização dessas glândulas

9
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

- FÍGADO
Características: - É a maior glândula exócrina do organismo.
- Seu peso está em torno de 1,2 a 1,4 kg.
- Localizado logo abaixo do diafragma na região hipocôndria direita e
epigástrica.

Divisão: - Possui duas faces: diafragmática e visceral.


- Possui quatro lobos: direito, esquerdo, caudado e quadrado (esses dois últimos estão
localizados na face visceral).

1. Secreção da bile (quebrar gorduras).


Funções: 2. Armazenamento de glicose (em forma de glicogênio), vitaminas lipossolúveis e
“B12”, minerais (ferro e cobre).
3. Metabolismo de proteínas, lipídeos e carboidratos.
4. Síntese de proteínas do plasma (albumina, globulina, fibrinogênio)
5. Ativação da vitamina D.
6. Remoção de drogas e hormônios.
7. Desintoxicação do organismo.

- PÂNCREAS
Características: - Ocupa o “C” duodenal;
- Situado abaixo e posteriormente ao estômago.
- Estende-se desde o baço até o duodeno.
- É uma glândula mista: - Exócrina (ácinos) – suco pancreático (função
digestiva)
- Endócrina – insulina
Divisão: - Cabeça
- Corpo
- Cauda
Funções: 1. Secretar enzimas (suco pancreático) para “quebra” de CHO, proteína e gordura.
2. Secretar hormônio insulina.

10
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

Figura representativa
do fígado, vesícula
biliar e pâncreas

11
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

MOMENTO PARA REFLEXÃO

(Leia com muita atenção o que está escrito a seguir e elabore sua conclusão)

Considerações Finais

Leis fundamentais da alimentação:


- Quantidade (suficiente)
- Qualidade (completa em sua composição)
- Harmonia (proporção certa de cada
nutriente)
- Adequação (idade, estado fisiológico etc.)

Nutrição e Exercício

É NECESSÁRIO ALIMENTOS ESPECIAIS PARA ATLETAS ou PESSOAS ATIVAS ?

“Pessoas ativas e os atletas não necessitam de nutrientes adicionais além daquelas obtidas de uma
dieta balanceada”.
(Percy, 1978)

A diferença maior está na quantidade e não na qualidade. Assim, para uma boa saúde, a
qualidade do alimento é essencial tanto para indivíduos ativos como indivíduos sedentários.

A quantidade de alimento estará relacionado com o objetivo específico da pessoa, o nível de


condicionamento, a intensidade, a duração, a frequência de treino, proximidade da competição ou
do “verão” ou da “exibição” da forma física, etc.

Nutrição e Doença

É NECESSÁRIO ALIMENTOS ESPECIAIS PARA PESSOAS COM ALGUMA


DEFICIÊNCIA OU EM TRATAMENTO DE ALGUM PROBLEMA ?

________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

12
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

ALGUNS PROBLEMAS RELACIONADOS AOS ÓRGÃOS


DO SISTEMA DIGESTIVO

Sistema Digestivo – Complementos

 Quando ocorre o refluxo, uma quantidade de ácido clorídrico tende a passar pelo canal esofágico
proporcionando um certo “queimor” ou “ardume” nessa região – AZIA.

 Indigestão: - a indigestão causa náuseas, dor no estômago e acidez.


- para preveni-la, alguns cuidados devem ser tomados:
1. Não comer depressa;
2. Evitar alimentos muito condimentados ou gordurosos;
3. Se você fuma, pare;
4. Reduza o consumo de álcool;
5. Faça refeições leves;
6. Não faça exercícios intensos após as refeições.

 Gastrite: - refere-se a inflamação da mucosa gástrica;


- substâncias irritantes (como o ÁLCOOL e a aspirina) podem ser muito lesivas
para a barreira protetora da mucosa gástrica;
- a gastrite tende a inativar a ação das glândulas gástricas para a quebra do
alimento;
- a atrofia gástrica proporciona a acloridria (não produção de ácido clorídrico para
quebrar o alimento);
- pode ser causada por fatores emocionais.

 Pancreatite: - inflamação do pâncreas;


- causa principal = ÁLCOOL;
- consiste na ação descontrolada de enzimas do pâncreas com a possível
agressão e destruição das paredes internas desse órgão;

 Constipação: refere-se ao movimento lento das fezes ao longo do intestino grosso, estando
associada a grande quantidade de fezes secas e endurecidas no cólon descendente que se
acumulam devido ao longo tempo disponível para a absorção de líquido.
Causas: - hábitos irregulares de defecação devido a inibição permanente dos reflexos
normais de defecação (trancar o cocô).
- uso de laxantes deixa os reflexos de defecação mais fracos, ou seja, laxantes são
inibidores dos neurotransmissores.

 Diarréia: - consiste do rápido movimento de matéria fecal ao longo do intestino grosso;


- tecnicamente chamada de enterite – infecção causada por vírus, ou por bactéria
no trato intestinal.

 Diarréia Psicogênica: - ocasionada por tensão nervosa;


- causada pela estimulação excessiva do sistema nervoso
parassimpático, o qual excita acentuadamente a motilidade e a
secreção do muco no cólon distal.

13
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

14
Sistema Digestivo – Prof. Erasmo Paulo Miliorini Ouriques

15