Você está na página 1de 2

Ministério da Educação

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ


Câmpus Dois Vizinhos

PLANO DE ENSINO
CURSO Licenciatura em Ciências Biológicas MATRIZ 10

FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Resolução no.176/2010 - COEPP

DISCIPLINA/UNIDADE CURRICULAR CÓDIGO PERÍODO CARGA HORÁRIA(aulas)


AT AP APS AD Total APCC
Educação Ambiental EA17C 7
68 0 4 72 21
AT: Atividades Teóricas, AP: Atividades Práticas, APS: Atividades Práticas Supervisionadas, AD: Atividades a Distância, APCC:
Atividades Práticas como Componente Curricular.

PRÉ-REQUISITO Não há
EQUIVALÊNCIA

OBJETIVOS
Geral
Despertar no acadêmico do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas valores éticos e de formação da
cidadania, que os leve a compreender e usar de modo sustentável os complexos sistemas ambientais dos quais
fazemos parte.

Específicos
Reconhecer que é pela educação ambiental que se aprende a gerenciar e melhorar as relações entre a sociedade
humana e o ambiente, de modo integrado e sustentável;
Levar o acadêmico a reconhecer sua cidadania e a compreender as diferentes concepções de meio ambiente, os
problemas ambientais, bem como melhor compreender as questões do conhecimento dos novos paradigmas,
conceitos e valores em educação;
Colocar o educando em contato direto com as questões ambientais e seu processo histórico de apropriação dos
recursos naturais;
Proporcionar ao aluno o conhecimento de estratégias de ensino de educação ambiental a serem utilizadas nos
diferentes níveis do ensino-aprendizagem e ambientes públicos.

EMENTA
Histórico da Educação Ambiental. Políticas de Educação Ambiental. Sustentabilidade ambiental, consumo e
cidadania. Vertentes contemporâneas em Educação Ambiental. Educação Ambiental no ambiente urbano, rural e
em unidades de conservação. Projetos de Educação Ambiental: planejamento, execução e avaliação.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
ITEM EMENTA CONTEÚDO
Definição
Histórico da Educação Ambiental no Brasil e no Mundo
1 Histórico da Educação Ambiental. Objetivos
Concepções de Educação Ambiental (Naturalista,
Antropocêntrica e Globalizante).
Carta da Terra
Tratado do Meio Ambiente para Sociedades Sustentáveis
2 Políticas de Educação Ambiental.
Agenda 21
Plano Nacional de Educação Ambiental.
Correntes tradicionais em Educação Ambiental: Naturalista,
Conservacionista/ recursista, Sistêmica, Científica,
Humanista e Moral/ética.
Sustentabilidade ambiental, consumo e Correntes recentes em Educação Ambiental: Holística,
3 cidadania. Vertentes contemporâneas em Biorregionalista, Práxica, Crítica, Sustentabilidade e
Educação Ambiental. Sociopoética.
Sustentabilidade.
Novos paradigmas, conceitos e valores em Educação
Ambiental
Educação Ambiental na escola, na universidade, na
Educação Ambiental no ambiente urbano,
4 comunidade, em aldeias indígenas, em empresas e em
rural e em unidades de conservação.
unidades de conservação.
Elaboração e aplicação de projetos em escolas,
Projetos de Educação Ambiental:
5 universidades, comunidades, empresas, unidades de
planejamento, execução e avaliação.
conservação.
PROCEDIMENTOS DE ENSINO
AULAS TEÓRICAS
Aulas de exposição oral dialogada, debates, discussão de artigos, vídeos, elaboração de oficinas, montagem de
recursos e modelos didáticos e jogos lúdicos, bem como elaboração e execução de projetos de educação
ambiental.
AULAS PRÁTICAS
Não há.
PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO
O sistema de avaliação da disciplina será composto de prova teórica, elaboração e apresentação de oficinas
sobre as políticas de educação ambiental, montagem de recursos e modelos didáticos e jogos lúdicos sobre
educação ambiental, elaboração e execução de projetos de educação ambiental e elaboração e apresentação
de um artigo referente ao projeto desenvolvido.
REFERÊNCIAS
Referências Básicas:
DIAS, G. F. Educação ambiental: princípios e práticas. São Paulo: Gaia, 2010.
PELICIONI, M. C. F. Educação ambiental em diferentes espaços. São Paulo: Signus, 2007.
PHILIPPI JUNIOR, A.; PELICIONI, M. C. F. Educação Ambiental e Sustentabilidade. São Paulo: Manole, 2004.
Referências Complementares:
DIAS, G. F. Atividades Interdisciplinares de Educação Ambiental. São Paulo: Gaia, 2006.
GRUN, M. Ética e Educação Ambiental: a Conexão Necessária. Campinas: Papirus, 2002.
PENTEADO, H. D. Meio ambiente e formação de professores. São Paulo: Cortez, 2003.
REIGOTA, M. O que é Educação Ambiental? São Paulo: Brasiliense, 2009.
SATO, M.; CARVALHO, I. Educação ambiental: pesquisa e desafios. Porto Alegre: Artmed, 2005.

Assinatura do Professor Assinatura do Coordenador do Curso