Você está na página 1de 1

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO

Ao final desta unidade, você deve apresentar os seguintes aprendizados:


➔ Identificar os elementos essenciais de regulação da vida em sociedade.
➔ Reconhecer a evolução do Direito ao longo da história.
➔ Definir os princípios elementares do direito.

O que é direito adquirido?

MINHA RESPOSTA
É o instituto jurídico que nasce no campo da segurança jurídica, em que o seu titular preenche todos
os requisitos para a sua aquisição, não necessariamente fazendo uso imediato do mesmo: seu titular
pode, ao contrário, dispor deles quando bem entender, mesmo que as leis que o tenham conferido
não estejam mais em vigor, substituídas por outras leis.

O Direito Adquirido estar positivado no artigo 5º, inciso XXXVI, da Constituição Federal: “a lei
não prejudicará o direito adquirido, o ato jurídico perfeito e a coisa julgada.”

(…) cuja segurança não pode ser violada por lei constitucional ou ordinária, sob pena de serem
comprometidos os princípios de certeza e de estabilidade social, objeto maior do Estado
Democrático de Direito.

PADRÃO DE RESPOSTA ESPERADO


Consideram-se adquiridos os direitos que o seu titular, ou alguém por ele, possa exercer, como
aqueles cujo começo do exercício tenha termo prefixo, ou condição preestabelecida, inalterável a
arbítrio de outrem. Por exemplo, se Maria Mascarenhas adquire o direito de se aposentar aos 65
anos de idade e ela já tenha essa idade, mesmo que haja uma alteração da lei aumentando a idade
mínima para aposentadoria para 70 anos, essa lei não prejudicará Maria Mascarenhas. Isso pelo fato
de que ela preencheu a condição de 65 anos de idade ao tempo da lei anterior.

Conceito
O direito pode ser entendido como o conjunto de regras que regulamenta a vida em sociedade em
um dado momento da história de um povo.

Fontes do direito
*Primárias ou Formais: decorrem do poder legislativo: lei (ex: código civil e penal)

*Secundárias: a analogia, os costumes, os princípios gerais do direito, a doutrina e a


jurisprudência.

A lei é o limite de atuação dos indivíduos. Assim, caso algo não seja proibido por lei, entende-se
como lícito.

Se não sabemos os limites, as responsabilidades, os deveres e os direitos que possuímos, podemos


tomar decisões e desenvolver ações que desestabilizem a sociedade.

Você também pode gostar