Você está na página 1de 9

Projeto Ética e Cidadania: vivendo valores

ESCOLA ESTADUAL GOVERNADOR JUSCELINO KUBTSCHECK

IVONICE TARCISIA DE OLIVEIRA

ENSINO RELIGIOSO

2019
Projeto Ética e Cidadania: vivendo valores

1. Apresentação

O presente projeto visa iniciar uma discussão sobre a ética numa perspectiva
escolar e colocar em prática ações que possam evidenciar a cidadania. A escola é um
espaço no qual muitos indivíduos convivem a fim de promover a aprendizagem de
habilidades e competências, com o intuito de viver de forma harmônica em
comunidade. Dentre o todo aprendido na escola, é imprescindível a promoção da
formação do pensamento ético e ações que conduzam o estudante a passagem de um
sujeito-indivíduo para um sujeito- cidadão, que reconheça seus deveres e direitos no
contexto da sociedade. Dessa forma, o Projeto Ética e Cidadania: vivendo valores, tem
por missão responder a seguinte problemática: Como a escola deve contribuir para a
formação de um sujeito ético e comprometido com a cidadania?

A origem da palavra cidadania vem do latim "civitas", que quer dizer cidade. O
sentido primeiro do termo cidadania foi utilizado na Roma antiga para significar a
situação política de uma pessoa e os direitos que ela possuía e/ou podia exercer. Nesse
aspecto cidadania, conforme Dalmo Dalari, "(...) expressa um conjunto de direitos que
dá à pessoa a possibilidade de participar ativamente da vida e do governo de seu
povo.".Segundo Adolfo Sánches Vázquez (1982), a palavra ética vem do grego ethos que
quer dizer "modo de ser", ou "caráter", enquanto estilo de vida que o homem
adquire. Diante dessa explicação epistemológica, compreendemos que a discussão,
reflexão, exercício da ética e cidadania na escola são fundamentais.
2. Justificativa

Este projeto tem uma discussão muito importante, visto que deseja
transformar o cidadão que vive no mundo contemporâneo do imediato, imagético e
sem fronteiras. Crianças e adolescentes, muitas vezes, possuem uma visão distorcida
sobre limites, valores e direitos de cada um dentro da sociedade. O hábito do ouvir e do
conversar, que permite a transmissão dos valores e costumes básicos necessários para
uma boa convivência social, tem sido substituído por telas de computadores, notebooks
e celulares. Com isso, valores entram em declínio e a sociedade torna-se um lugar de
convívio difícil e desalentador.

No entanto, os valores morais, éticos e a cidadania precisam ser enfatizados pela


família e posteriormente pela escola, a fim de promover um suporte inicial aos nossos
jovens, a fim de que diante das insurgências promovidas pelo moderno, pelo
informatizado, pelo artificial, pelo superficial e pelo virtual, encontrem na sua
subjetividade caminhos e subsídios para permanecerem firmes com seus valores e
moral.

Segundo Yves de la Taille, à escola atual compete:

Lembrar e fazer lembrar em alto e bom tom, a seus alunos e à sociedade como
um todo, que sua finalidade principal é a preparação para o exercício da cidadania.
E, para ser cidadão, são necessários sólidos conhecimentos, memória, respeito pelo
espaço público, um conjunto mínimo de normas de relações interpessoais, e diálogo
franco entre olhares éticos. (TAILLE, 2003)

Segundo este mesmo princípio os PCNs destacam a ética em uma frase


suprema:“A ética é um eterno pensar, refletir e construir”. (Brasil, p. 72.) Os PCNs
ainda, numa perspectiva transversal, no seu livro 8, titulado como ´Ética’, traz uma
reflexão muito pertinente ao que legitima a ética no ambiente sócia mais
precisamente no ambiente escolar, salientando que um indivíduo não pode
ser ético por coerção ou por medo de leis que o ceife a liberdade, mas deverão
aprender a ser éticos por entender que esta é a conduta devida a se conviver
em sociedade e legitime isso através de ações intrínsecas ao seu ser. Outros
sim, os PCNs afirmam que ao lado do trabalho de ensino, o convívio dentro
da escola deve ser organizado de maneira que os conceitos de justiça,
respeito e solidariedade sejam vivificados e compreendidos pelos alunos
como aliados à perspectiva de uma “vida boa”. Dessa forma, não somente os
alunos perceberão que esses valores e as regras decorrentes são coerentes
com seus projetos de felicidade como serão integrados às suas
personalidades: se respeitarão pelo fato de respeitá-los.

Diante do exposto, é de uma relevância única e primordial exercer a


ética e a cidadania na escola, desse modo, este projeto pedagógico é de
grande importância não somente para docentes e estudantes, mas para
toda a comunidade escolar, família e sociedade.
3. Objetivo Geral

Vivenciar valores, aplicando na prática de situações do


cotidiano um olhar crítico e ético, tomando decisões a fim de
promover plenamente a cidadania.

4. Objetivos Específicos

O Projeto busca:

 Iniciar, retomar ou aprofundar ações educativas que


levem à formação ética e moral;
 Levar ao cotidiano das escolas reflexões sobre a ética,
seus valores e fundamentos;
 Trabalhar a construção de relações interpessoais mais
democráticas na escola;
 Construir valores socialmente desejáveis;
 Desenvolver a autoestima e o respeito;
 Desenvolver atitudes éticas nos estudantes;
 Formar consciência dos valores éticos e morais;
 Reconhecer que a paz é uma conquista diária por meio
de nossas ações;
 Respeitar os diferentes;
 Identificar e repelir o bullying e/ou qualquer outro
tipo de atitude de desrespeito;
 Proporcionar momentos com atividades lúdicas
que desenvolvam a atenção, concentração e socialização dos
nossos alunos.
5. Metodologia

A aplicabilidade de ações que nos façam alcançar as metas


estabelecidas dentro dos objetivos supracitados, serão mediadas dentro
das disciplinas em consonância aos conteúdos, embora também sejam
realizadas ações interdisciplinares, a fim de envolver o estudante em
atividades que o permita observar na prática e com um olhar
multidimensional o os princípios éticos necessários para conviver de
forma cidadã no meio social.

Cronograma:

I BIMESTRE II III IV
BIMESTRE BIMESTRE BIMESTRE
Ética & Cidadania

na escola:

6º e 7ºAno construindo Declaração Vivenciando & Exposição de


direitos e deveres universal dos Ensinando Valores cartazes de Ética e
na escola;
direitos humanos Cidadania
(DEBATE/MURAL)

I BIMESTRE II III IV BIMESTRE


BIMESTRE BIMESTRE
Ética & Cidadania

na escola:
Declaração universal Vivenciando & Ensinando
8º e 9º Ano construindo
dos direitoshumanos Valores Cultura de Paz
direitos e deveres
na escola;

(DEBATE/MURAL)
AÇÕES

 Palavrinhas mágicas:

 Mural da Convivência:

 Respeitando meu meioambiente:

 Minha família é ética:

 O que é ética?:

 Diga não ao bullying:

 Livro dos direitos das crianças:

 Ética & Cidadania na escola: construindo direitos e deveres na escola.

6. Duração do projeto

O projeto será desenvolvido durante todo o ano letivo de


2019.

7. Recursos

 Quadro branco,
 piloto,
 DVD,
 TV,
 data show,
 TNT,
 revistas,
 livros didáticos,
 livros de literatura,
 lápis de cor, hidrocor,
 tinta guache,
 papel metro,
 cartolina,
 EVA,
 tesoura,
 jornais,
 cola quente,
 papel ofício,
 cola branca,
 pincéis,
 CDs,
 aparelho de som,
 notebook,
 cartazes,
 faixas,
 vestuários,
 recursos humanos, e outros disponíveis;

8. Avaliação

Ao final de cada Unidade, o professor realizará um debate em


sala de aula para ver o que aprenderam, o que mudou, o que poderá
mudar. Durante o bimestre o professor observará o desempenho de
cada aluno, registrando as críticas, sugestões e dificuldades, com isto
será possível rever o projeto e adequar no que for necessário. Os
alunos também serão avaliados nas atividades propostas (pesquisas,
debates, dramatizações, produções de texto, etc.). Em fim, a avaliação
será composta de observação, análise das atividades práticas e auto
avaliação.
9. Culminância

 Avaliar semanalmente a evolução do projeto com as


turmas, verificar se houve progressos, se não houve quais
os motivos.

 Avaliação mensal do projeto pelos professores envolvidos,


tomando as medidas cabíveis para o sucesso do projeto.

 No Final do ano letivo cada turma apresentará o tema


estudado no projeto em forma de: dramatização,
coreografia, dança, música, paródia, teatro, etc.