Você está na página 1de 24

oxidação-redução 1

Módulo Q5 – Oxidação redução

 A formação de ferrugem e a obtenção de energia elétrica a partir


de pilhas traduzem reações de oxidação-redução.

Módulo Q5 2
1.1.Perspetiva histórica dos conceitos de oxidação-redução

 O termo oxidação, foi utilizado por Lavoisier, para referir a


combinação de uma substância com o oxigénio
 aumento do teor de oxigénio nas moléculas

4 Na(s) + O2 (g)  2 Na2O (s)

4 Fe (s) + 3 O2 (g)  2 Fe2O3 (s)

 O termo redução, foi utilizado por Lavoisier, para referir a “perda”


de oxigénio por uma substância.
 diminuição do teor de oxigénio nas moléculas
CuO (s) + H2 (g)  Cu (s) + H2O(g)

2 AgO (s)  Ag (s) + O2 (g)

Módulo Q5 3
Conceitos de oxidação-redução

 Atualmente, o conceito de reação de oxidação-redução está


associado à transferência de eletrões.

 Uma reação de oxidação é uma reação onde há perda de eletrões:

 Uma reação de redução é uma reação onde há ganho de eletrões:

 Uma reação de oxidação-redução é uma reação em que há


transferência de eletrões entre duas espécies

Módulo Q5 4
Reações de oxidação-redução

 Uma reação de oxidação-redução é uma reação em que há


transferência de eletrões entre duas espécies.

Exemplos:

Módulo Q5 5
Reações de oxidação-redução

 Para as reações de oxidação e de redução referidas


anteriormente, a reação de oxidação- redução global obtém-se do
seguinte modo:

 Havendo transferência de 2 eletrões do Fe(s) para o Cu2+

 Uma reação de oxidação – redução é uma reação que envolve


transferência de eletrões.

Módulo Q5 6
1.2 – Número de oxidação

 Para estudar uma reação de oxidação-redução, utiliza-se o


conceito de número de oxidação de um elemento.

 O número de oxidação de um elemento traduz a carga elétrica


que o átomo do elemento adquire se os eletrões de cada ligação
forem atribuídos ao átomo mais eletronegativo e dá informação
sobre o estado de oxidação desse elemento.

 A eletronegatividade de um elemento traduz a tendência desse


elemento para captar eletrões

Módulo Q5 7
É o número que mede a CARGA REAL
ou
APARENTE de uma espécie química

Cl –
+
n.o. = + 1 Na n.o. = – 1

Em compostos covalentes
δ+ δ–
n.o. = + 1 H Cl n.o.= – 1

n.o. = ZERO H H n.o. = ZERO


oxidação-redução 8
1) Nas substâncias elementares, cada átomo tem o n.o. zero.

Exemplos: He, H, H2, Cl2, O3, O2… contudo se fizer parte de


substâncias compostas o n.o. deixa de ser nulo.

2) Nos iões monoatómicos, o n.o. do elemento é igual à carga do ião.


Exemplos: n.o.(Ag+) =+1 ; n.o.(F-)=-1 ; n.o.(Ca2+)=+2.

3) Nas substâncias compostas, o oxigénio tem n.o.=-2, excepto nos


peróxidos (H2O2) e ião peróxido (O 22 ) em que o n.o.= -1

oxidação-redução 9
4) Nas substâncias compostas, o hidrogénio tem n.o.=+1, exceto nos hidretos
metálicos (ligados a metais em compostos binários ( NaH, CaH2) que é -1.

5) O n.o. dos metais alcalinos ( grupo 1da TP) em substâncias compostas é


+1 e dos metais alcalino terrosos (grupo 2 da TP) é +2.

6) O flúor tem n.o.=-1 em todas as substâncias compostas.

7) A soma algébrica do n.o. de todos os átomos numa substância


composta é igual a ZERO

8) Num ião poliatómico, a soma dos números de oxidação de todos os átomos


é igual à carga do ião.

oxidação-redução 10
A soma algébrica do n.o. de todos os átomos numa
substância composta é igual a ZERO

7ª REGRA
NaOH Al2O3

(+1) (+1) (+3) (– 2)

2 x (+3) + 3 x (– 2) = 0
(– 2)

(+1) + (– 2) + (+1) = 0 (+6) + (– 6) = 0

oxidação-redução 11
8ª REGRA - exemplos

Num ião poliatómico, a soma dos números de oxidação


de todos oas átomos é igual à CARGA DO IÃO

x + 4 x (– 2) = – 2
2–
SO4 x –8 = –2

x =8 –2
x =+6
(x)
(– 2)

oxidação-redução 12
Redutor e oxidante

 Considere a seguinte reação de oxidação-redução

 O Fe(s) sofreu oxidação (perdeu eletrões) , logo é a espécie


oxidada.

 O Cu2+ sofreu redução (ganhou eletrões), logo é a espécie


reduzida.

Módulo Q5 13
Redutor e oxidante

 O nº de oxidação do elemento Fe (s), passou de 0 a +2.

 O Fe aumentou o nº de oxidação. Logo é o redutor.

 O nº de oxidação do elemento Cu (s), passou de +2 a 0

 O cobre diminuiu o seu o nº de oxidação. Logo é o oxidante.

Módulo Q5 14
Módulo Q5 15
Pares conjugados de oxidação-redução

 São pares de partículas que se podem transformar umas nas


outras por perda ou ganho de eletrões.

 Ao dar-se uma reação de oxidação-redução, o oxidante


transforma-se no seu redutor conjugado e o redutor no seu
oxidante conjugado, que se representam genericamente por
oxidante/redutor

Módulo Q5 16
 Por exemplo, para a equação genérica de oxidação-redução:

 Os pares conjugados de oxidação redução são: A+/A; B+/B

Módulo Q5 17
Escrita e acerto de equações de oxidação - redução
 Uma reação de oxidação – redução pode ser decomposta em duas
semi-equações:
 semi-equação de oxidação;
 semi-equação de redução.

 Para a reação de oxidação-redução representada pela seguinte


equação química:

podem identificar-se as duas semi-equações:


2
 Semi-equação de oxidação: Mg ( s )  Mg (aq)  2e
 Semi-equação de redução: C 2 ( g )  2e  2C  (aq)

Módulo Q5 18
Acertos de equações de oxidação-redução

 Numa reação de oxidação-redução, o número total de eletrões


cedidos na oxidação tem de ser igual ao número total de eletrões
aceites na redução.

 É por isso necessário acertar uma equação de oxidação-redução


quanto às massas e às cargas, de modo a que haja conservação
da matéria e que o número de eletrões transferidos seja o
mesmo.

Módulo Q5 19
Regras para o acerto de equações de oxidação-redução

1. Calcular o número de oxidação de todos os elementos.


2. Identificar os elementos que sofrem variação do n.o.
3. Escrever separadamente as semi-equações de oxidação e de
redução.
4. Acertar as massas, em cada equação, dos elementos que sofrem
variação do número de oxidação.
5. Adicionar eletrões em cada equação de forma a acertar a
variação do número de oxidação.
6. Em meio ácido, acertar as equações quanto às cargas,
adicionando iões H+ ao membro onde estão os eletrões. Em
meio alcalino, acertar as equações quanto às cargas adicionando
iões OH ao membro oposto onde estão os eletrões.

Módulo Q5 20
Acertos de equações de oxidação-redução

7. Acertar as semi-equações quanto às massas, adicionando


moléculas de H2O (em meio ácido no membro oposto de H+ e
em meio alcalino adicionar ao membro oposto de OH ).

8. Acertar as reações das semi-equações multiplicando-as por


números inteiros de forma a igualar o número de eletrões.

9 . Adicionar membro a membro as duas semi-equações.

10. Verificar se a equação global está certa quanto às massas e às


cargas.

Módulo Q5 21
Acertos de equações de oxidação-redução

1. Acerte as seguintes equações de oxidação-redução, em meio


ácido:

Cu ( s )  NO3 (aq )  Cu 2 (aq )  NO2 ( g )

H 2O2 ( )  I  (aq )  H 2O( )  I 2 ( g )

 2 2
MnO (aq )  H 2 SO3 (aq )  SO (aq )  Mn ( s )
4 4

Módulo Q5 22
Reações de Dismutação

 Existem reações de oxidação-redução em que o mesmo elemento


atua simultaneamente como oxidante e como redutor, estas
reações designam-se por reações de dismutação.

 O ião Cu+ atua como oxidante e como redutor, ou seja sofre


simultaneamente oxidação e redução.

Módulo Q5 23
Reações de Dismutação

 Algumas espécies químicas podem comportar-se como oxidante


ou como redutor, consoante a espécie com que reagem.

 Por exemplo, o nitrogénio, N2, quando reage com o hidrogénio


atua como oxidante e quando reage com o oxigénio atua como
redutor, de acordo com as seguintes equações químicas:

Módulo Q5 24