Você está na página 1de 7

p: 1 + 2 = 3

RACIOCÍNIO LÓGICO Esta declaração define que p é 1 + 2 = 3 e que isso é


verdadeiro.
Duas proposições --ou mais proposições-- podem ser
combinadas por meio dos chamados operadores lógicos
Lógica binários , formando conjunções, disjunções ou condicionais.
Essas proposições combinadas são chamadas proposições
A lógica é uma ciência de índole matemática e compostas. Por exemplo:
fortemente ligada à Filosofia. Já que o pensamento é a
manifestação do conhecimento, e que o conhecimento p: 1 + 1 = 2 e "Lógica é o estudo do
busca a verdade, é preciso estabelecer algumas regras para raciocínio."
que essa meta possa ser atingida. Assim, a lógica é o ramo Neste caso, e é uma conjunção. As duas proposições
da filosofia que cuida das regras do bem pensar, ou do podem diferir totalmente uma da outra!
pensar correto, sendo, portanto, um instrumento do pensar.
A aprendizagem da lógica não constitui um fim em si. Ela só Na matemática e na ciência da computação, pode ser
tem sentido enquanto meio de garantir que nosso necessário enunciar uma proposição dependendo de
pensamento proceda corretamente a fim de chegar a variáveis:
conhecimentos verdadeiros. Podemos, então, dizer que a p: n é um inteiro ímpar.
lógica trata dos argumentos, isto é, das conclusões a que
chegamos através da apresentação de evidências que a Essa proposição pode ser ou verdadeira ou falsa, a
sustentam. O principal organizador da lógica clássica foi depender do valor assumido pela variável n.
Aristóteles, com sua obra chamada Organon. Ele divide a
lógica em formal e material. Uma fórmula com variáveis livres é chamada função
proposicional com domínio de discurso D. Para formar
Um sistema lógico é um conjunto de axiomas e regras uma proposição , devem ser usados quantificadores. "Para
de inferência que visam representar formalmente o todo n", ou "para algum n" podem ser especificados por
raciocínio válido . Diferentes sistemas de lógica formal foram quantificadores: o quantificador universal, ou o quantificador
construídos ao longo do tempo quer no âmbito estrito da existencial, respectivamente. Por exemplo:
Lógica Teórica, quer em aplicações práticas na computação
e em Inteligência artificial. para todo n em D, P(n).

Tradicionalmente, lógica é também a designação Isto pode ser escrito como:


para o estudo de sistemas prescritivos de raciocínio, ou seja,
sistemas que definem como se "deveria" realmente pensar
para não errar, usando a razão, dedutivamente e Quando existem algumas variáveis livres, a situação
indutivamente. A forma como as pessoas realmente padrão na análise matemática desde Weierstrass, as
raciocinam é estudado noutras áreas, como na psicologia quantificações para todos ... então existe ou então existe ...
cognitiva. isto para todos (e analogias mais complexas) podem ser
A lógica filosófica lida com descrições formais da expressadas.
linguagem natural. A maior parte dos filósofos assumem que Lógica material
a maior parte do raciocínio "normal" pode ser capturada pela
lógica, desde que se seja capaz de encontrar o método certo Trata da aplicação das operações do pensamento,
para traduzir a linguagem corrente para essa lógica. segundo a matéria ou natureza do objeto a conhecer. Neste
caso, a lógica é a própria metodologia de cada ciência. É,
Abaixo estão discussões mais específicas sobre portanto, somente no campo da lógica material que se pode
alguns sistemas lógicos. Veja também: lista de tópicos em falar da verdade: o argumento é válido quando as premissas
lógica. são verdadeiras e se relacionam adequadamente à
Lógica Aristotélica conclusão.

Dá-se o nome de Lógica aristotélica ao sistema lógico Lógica matemática


desenvolvido por Aristóteles a quem se deve o primeiro Lógica Matemática é o uso da lógica formal para
estudo formal do raciocínio. Dois dos princípios centrais da estudar o raciocínio matemático-- ou, como propõe Alonzo
lógica aristotélica são a lei da não-contradição e a lei do Church (*Introduction to Mathematical Logic* (Princeton,
terceiro excluído. A lei da não-contradição diz que nenhuma New Jersey:Princeton University Press,1956; décima edição,
afirmação pode ser verdadeira e falsa ao mesmo tempo e a 1996),'lógica tratada pelo método matemático'. No início do
lei do terceiro excluído diz que qualquer afirmação da forma século XX, lógicos e filósofos tentaram provar que a
*P ou não-P* é verdadeira. matemática, ou parte da matemática, poderia ser reduzida à
Lógica formal lógica.(Gottlob Frege, p.ex., tentou reduzir a aritmética à
lógica; Bertrand Russell e A. N. Whitehead, tentaram reduzir
A Lógica Formal, também chamada de Lógica toda a matemática então conhecida à lógica -- a chamada
Simbólica, se preocupa basicamente com a estrutura do 'lógica de segunda ordem'.) Uma das suas doutrinas lógico-
raciocínio. A Lógica Formal lida com a relação entre semânticas era que a descoberta da forma lógica de uma
conceitos e fornece um meio de compor provas de frase, na verdade, revela a forma adequada de dizê-la, ou
declarações. Na Lógica Formal os conceitos são revela alguma essência previamente escondida. Há um
rigorosamente definidos, e as sentenças são transformadas certo consenso que a redução falhou -- ou que precisaria de
em notações simbólicas precisas, compactas e não ajustes --, assim como há um certo consenso que a lógica --
ambíguas. ou alguma lógica -- é uma maneira precisa de representar o
As letras minúsculas p, q e r em fonte itálica, são raciocínio matemático. Ciência que tem por objeto o estudo
convencionalmente usadas para denotar proposições: dos métodos e princípios que permitem distinguir raciocínios
válidos de outros não válidos;

RACIOCIÍNIO LOÍ GICO Páá giná 1


Lógica filosófica A lógica sentencial explica como funcionam palavras
como "e", "mas", "ou", "não", "se-então", "se e somente se",
A lógica estuda e sistematiza a argumentação válida. e "nem-ou". Frege expandiu a lógica para incluir palavras
A lógica tornou-se uma disciplina praticamente autónoma em como "todos", "alguns", e "nenhum". Ele mostrou como
relação à filosofia, graças ao seu elevado grau de precisão e podemos introduzir variáveis e quantificadores para
tecnicismo. Hoje em dia, é uma disciplina que recorre a reorganizar sentenças.
métodos matemáticos, e os lógicos contemporâneos têm em
geral formação matemática. Todavia, a lógica elementar que  "Todos os humanos são mortais" se torna
se costuma estudar nos cursos de filosofia é tão básica "Todos os X são tais que, se x é um humano então
como a aritmética elementar e não tem elementos x é mortal." que pode ser escrito simbolicamente
matemáticos. A lógica elementar é usada como instrumento como:
pela filosofia, para garantir a validade da argumentação.
Quando a filosofia tem a lógica como objecto de estudo,
entramos na área da filosofia da lógica, que estuda os
fundamentos das teorias lógicas e os problemas não  "Alguns humanos são vegetarianos" se
estritamente técnicos levantados pelas diferentes lógicas. torna "Existe algum (ao menos um) x tal que x é
Hoje em dia há muitas lógicas além da teoria clássica da humano e x é vegetariano" que pode ser escrito
dedução de Russell e Frege (como as lógicas livres, modais, simbolicamente como:
temporais, paraconsistentes, difusas, intuicionistas, etc.), o
que levanta novos problemas à filosofia da lógica. A filosofia .
da lógica distingue-se da lógica filosófica, que não estuda
problemas levantados por lógicas particulares, mas Frege trata sentenças simples sem substantivos
problemas filosóficos gerais, que se situam na intersecção como predicados e aplica a eles to "dummy objects" (x). A
da metafísica, da epistemologia e da lógica. São problemas estrutura lógica na discussão sobre objetos pode ser
centrais de grande abrangência, correspondendo à disciplina operada de acordo com as regras da lógica sentencial, com
medieval conhecida por «Lógica & Metafísica», e alguns detalhes adicionais para adicionar e remover
abrangendo uma parte dos temas presentes na própria quantificadores. O trabalho de Frege foi um dos que deu
Metafísica, de Aristóteles: a identidade de objectos, a inicio à lógica formal contemporânea.
natureza da necessidade, a natureza da verdade, o
Frege adiciona à lógica sentencial: (1) o vocabulário
conhecimento a priori, etc. Precisamente por ser uma
de quantificadores (o A de ponta-cabeça, e o E invertido) e
«subdisciplina transdisciplinar», o domínio da lógica
variáveis, (2) uma semântica que explica que as variáveis
filosófica é ainda mais difuso do que o das outras disciplinas.
denotam objetos individuais e que os quantificadores têm
Para agravar as incompreensões, alguns filósofos chamam
algo como a força de "todos" ou "alguns" em relação a esse
«lógica filosófica» à filosofia da lógica (e vice-versa). Em
objetos, e (3) métodos para usá-los numa linguagem. Para
qualquer caso, o importante é não pensar que a lógica
introduzir um quantificador "todos", você assume uma
filosófica é um género de lógica, a par da lógica clássica,
variável arbitrária, prova algo que deva ser verdadeira, e
mas «mais filosófica»; pelo contrário, e algo
então prova que não importa que variável você escolha, que
paradoxalmente, a lógica filosófica, não é uma lógica no
aquilo deve ser sempre verdade. Um quantificador "todos"
sentido em que a lógica clássica é uma lógica, isto é, no
pode ser removido aplicando-se a sentença para um objeto
sentido de uma articulação sistemática das regras da
em particular. Um quantificador "algum" (existe) pode ser
argumentação válida.
adicionado a uma sentença verdadeira de qualquer objeto;
A lógica informal estuda os aspectos da pode ser removida em favor de um temo sobre o qual você
argumentação válida que não dependem exclusivamente da ainda não esteja pressupondo qualquer informação.
forma lógica. O tema introdutório mais comum no que
Lógica de vários valores
respeita à lógica é a teoria clássica da dedução (lógica
proposicional e de predicados, incluindo formalizações Sistemas que vão além dessas duas distinções
elementares da linguagem natural); a lógica aristotélica é por (verdadeiro e falso) são conhecidos como lógicas não-
vezes ensinada, a nível universitário, como complemento aristotélicas, ou lógica de vários valores (ou então lógicas
histórico e não como alternativa à lógica clássica.» polivaluadas, ou ainda polivalentes).
[Desidério Murcho]
No início do século 20, Jan Łukasiewicz investigou a
"Lógica", depois ela foi substituída pela invenção da extensão dos tradicionais valores verdadeiro/falso para
Lógica Matemática. Relaciona-se com a elucidação de incluir um terceiro valor, "possível".
idéias como referência, previsão, identidade, verdade,
quantificação, existência, e outras. A Lógica filosófica está Lógicas como a lógica difusa foram então
muito mais preocupada com a conexão entre a Linguagem desenvolvidas com um número infinito de "graus de
Natural e a Lógica. verdade", representados, por exemplo, por um número real
entre 0 e 1. Probabilidade bayesiana pode ser interpretada
Lógica de predicados como um sistema de lógica onde probabilidade é o valor
verdade subjetivo.
Gottlob Frege, em sua Conceitografia (Begriffsschrift),
descobriu uma maneira de reordenar várias sentenças para
tornar sua forma lógica clara, com a intenção de mostrar PROVA I
como as sentenças se relacionam em certos aspectos.
1. Se 3 gatos matam 3 ratos em 3 minutos, quanto
Antes de Frege, a lógica formal não obteve sucesso além do
tempo levam 100 gatos para matar 100 ratos
nível da lógica de sentenças: ela podia representar a
estrutura de sentenças compostas de outras sentenças,
Resposta: "X" gatos matam "X" ratos sempre em 3
usando palavras como "e", "ou" e "não", mas não podia
MINUTOS. Um milhão mataria um milhão em 3
quebrar sentenças em partes menores. Não era possível
minutos, por exemplo.
mostrar como "Vacas são animais" leva a concluir que
"Partes de vacas são partes de animais".

RACIOCIÍNIO LOÍ GICO Páá giná 2


2. Se um tijolo pesa um quilo mais meio tijolo, quanto Resposta: Tira-se uma moeda do primeiro saco, duas
pesa um tijolo e meio ? do segundo, três do terceiro, e assim por diante, até
o décimo saco, do qual se retirariam dez moedas.
Resposta: 2,25 quilos Sendo assim, teria-se 55 moedas ao todo para serem
pesadas de uma só vez.
3. Três garotos querem atravessar um rio. O barco que Se todas fossem verdadeiras, ao pesá-las, a balança
possuem tem capacidade máxima de 150 quilos. indicaria 550g. Caso haja uma moeda falsa, a
Eles pesam 50, 75 e 120 quilos. Como podem balança marcará 549g, indicando que o primeiro saco
atravessar, sem afundar o barco ? é o que possui moedas falsas. Havendo duas,
marcará 548g, indicando o segundo saco; havendo
Resposta: Primeiro vão os dois mais leves. Lá três, marcará 547g, indicando o terceiro, e assim por
chegando, o barco volta com um deles. Então sobe o diante. Fácil não?
mais pesado e vai para o outro lado. O que estava lá
volta, então, para buscar o que havia ficado. 10. Certa noite Pedrinho resolveu ir ao cinema, mas
descobriu que não tinha meias limpas para calçar.
4. Certas bactérias se multiplicam tão rapidamente que Foi então ao quarto do pai, que estava na
seu número dobra a cada minuto. Em um pedaço escuridão. Ele sabia que lá existiam 10 pares de
da casca, elas se multiplicam de tal maneira que meias brancas e 10 pares de meias pretas, todos
em 57 minutos já encheram-na totalmente. Em misturados. Quantas meias ele teve de retirar da
quantos minutos encheriam a metade da casca ? gaveta para estar certo que possuía um par igual?

Resposta: 56 minutos Resposta: 3 meias

5. Carla, Selma e Mara, estão sentadas lado a lado em 11. Um homem tem dois relógios. Um deles não
um teatro. Carla fala sempre a verdade; Selma às anda e o outro atrasa uma hora por dia. Qual
vezes fala a verdade; e Mara nunca fala a verdade. deles mostrará mais freqüentemente a hora
A que está sentada à esquerda diz:"Carla é quem certa ?
está sentada no meio." A que está sentada no
meio diz:"Eu sou a Selma". Finalmente, a que Resposta: O que não anda mostra a hora certa duas
está sentada a direita diz:"A Mara é quem está vezes ao dia. O que atrasa só mostra a hora certa de
sentada no meio.". Qual a posição de cada uma doze em doze dias, após haver atrasado doze horas
delas ? (Bernard Freire, Rio de Janeiro - RJ)
12. Um homem estava morrendo, mas sua mulher estava
Resposta: Selma está sentada à esquerda, Mara ao para ter criança. Ele chamou o advogado para
meio e Carla à direita. preparar o testamento. No testamento, deixou 2/3
dos seus bens para o filho( se fosse homem) e 1/3
6. Uma garrafa e uma rolha custam 11,00 quando para sua mulher. Se a criança fosse mulher receberia
vendidas juntas. Se vendidas separadamente, a apenas 1/3 e a esposa 2/3. Após sua morte, a mulher
garrafa custa 10,00 mais que a rolha. Quanto custa a deu à luz a gêmeos, um menino e uma menina.
rolha ? Como pode o juiz dividir o dinheiro, de acordo com os
desejos do morto ?
Resposta: 0,50
Resposta: Era clara a intenção do morto de dar ao
7. João devia na padaria R$15,00. No dia do filho 2 vezes mais que a mãe, e à filha metade do
vencimento, João pagou integralmente sua dívida que ganharia a mãe. Assim sendo, a mãe recebeu
com duas cédulas e no entanto uma das cédulas 2/7, o filho 4/7 e a filha 1/7."
não era de cinco reais. Explique se tal situação é
possível, sabendo-se que João não recebeu troco 13. Três ladrões esperavam suas execuções. Mas no
e nem o dono da padaria ficou devendo a João. dia, da execução, o rei resolveu dar uma chance a
eles. Mandou chamá-los e ordenou que os três
Resposta: Sim. Uma não era de cinco mais a outra entrassem em um quarto escuro, onde sabiam
era. que havia três chapéus pretos e dois brancos, e
que colocassem um chapéu na cabeça e saíssem
8. Os carros de Artur, Bernardo e César, não em fila, de modo que cada um só pudesse ver o
necessariamente nessa ordem, um Palio, um Gol chapéu de quem estivesse na sua frente. O rei
e um Vectra. Um dos carros, é cinza, um é verde, perguntou ao último da fila:"Qual a cor do seu
e o outro é azul. O carro de Artur é cinza; o carro chapéu?" "Não sei." - disse o último. O rei
de César é o Vectra; o carro de Bernardo não é perguntou ao do meio: "Qual a cor do seu
verde e não é o Palio. Quais as cores do Palio, do chapéu?" "Não sei." - disse o do meio. O rei fez a
Gol e do Vectra? mesma pergunta ao primeiro da fila:"Qual a cor
do seu chapéu?" "É preto" - disse o primeiro da
Resposta: cinza, verde e azul fila. Vendo que a conclusão dos três foram
logicamente corretas, o rei resolveu libertá-los.
9. Num porão estão uma balança eletrônica e dez Como o ladrão da frente chegou a essa
sacos com moedas de ouro. Cada saco possui 10 conclusão, sabendo-se que os três podiam ouvir
moedas, sendo que um desses sacos, possui as perguntas do rei e as respostas uns dos
moedas falsas. Se as verdadeiras pesam 10g e as outros ?.
falsas pesam 9g, como é possível descobrir o
saco de moedas falsas fazendo-se apenas uma Resposta: Como último ladrão não soube
pesagem? (Diogo Cantarini, Juiz de Fora - MG) responder,então não haviam dois chapéus brancos à
sua frente, caso contrário teria descoberto que o dele

RACIOCIÍNIO LOÍ GICO Páá giná 3


era preto, pois só haviam dois chapéus brancos.
Como o segundo também não soube responder, não (A) quem não é mais rico do que Valter é mais pobre
havia um chapéu branco à sua frente, caso contrário, do que Valter.
teria descoberto que o seu era preto. Deste modo, o (B) Geraldo é mais rico do que Valter.
primeiro chegou a conclusão que o seu chapéu não (C) Valter não tem inveja de quem não é mais rico do
podia ser branco, dando ao rei a resposta lógica "É que ele.
preto." (D) Valter inveja só quem é mais rico do que ele.
(E) Geraldo não é mais rico do que Valter.
14. Dois árabes viajavam para Meca e pararam por
um momento no caminho para comer. Um árabe 5. Em uma avenida reta, a padaria fica entre o
possuía 5 pedaços de pão e o outro 3 pedaços. posto de gasolina e a banca de jornal, e o posto
Antes que começassem a refeição, apareceu um de gasolina fica entre a banca de jornal e a
viajante. Este pediu-lhes comida e disse que sapataria. Logo,
pagaria por aquilo que tivesse comido. Assim os
três homens dividiram a comida entre si. Quando (A) a sapataria fica entre a banca de jornal e a
a refeição terminou, o viajante deu-lhes 8 moedas padaria.
de igual valor. Como deveria ser dividido este (B) a banca de jornal fica entre o posto de gasolina e
dinheiro a padaria.
(C) o posto de gasolina fica entre a padaria e a
Resposta: Se oito pães foram divididos igualmente banca de jornal.
,cada um comeu 8/3 de pão, ou seja: 2 pães e 2/3 de (D) a padaria fica entre a sapataria e o posto de
pão. O que possuía 3 pães, havendo comido 8/3, gasolina.
dividiu apenas 1/3 dos seus pães. O que possuía 5 (E) o posto de gasolina fica entre a sapataria e a
pães, havendo comido também 8/3, deixou 7/3 de padaria.
pães para dividir, sete vezes mais que o outro. Sendo
assim o que tinha 5 pães deveria receber 7 moedas e 6. Um técnica de futebol, animado com as vitórias
o o que tinha três apenas uma moeda. obtidas pela sua equipe nos últimos quatro
jogos, decide apostar que essa equipe também
vencerá o próximo jogo. Indique a Informação
adicional que tornaria menos provável a vitória
PROVA II esperada.

1. Todos os marinheiros são republicanos. Assim (A) Sua equipe venceu os últimos seis jogos, em vez
sendo, de apenas quatro.
(B) Choveu nos últimos quatro jogos e há previsão
(A) o conjunto dos marinheiros contém o conjunto de que não choverá no próximo jogo.
dos republicanos. (C) Cada um dos últimos quatro jogos foi ganho por
(B) o conjunto dos republicanos contém o conjunto uma diferença de mais de um gol.
dos marinheiros. (D) O artilheiro de sua equipe recuperou-se do
(C) todos os republicanos são marinheiros. estiramento muscular.
(D) algum marinheiro não é republicano. (E) Dois dos últimos quatro jogos foram realizados
(E) nenhum marinheiro é republicano. em seu campo e os outros dois, em campo
adversário.
2. Assinale a alternativa que apresenta uma
contradição. 7. Marta corre tanto quanto Rita e menos do que
Juliana. Fátima corre tanto quanto Juliana. Logo,
(A) Todo espião não é vegetariano e algum
vegetariano é espião. (A) Fátima corre menos do que Rita.
(B) Todo espião é vegetariano e algum vegetariano (B) Fátima corre mais do que Marta.
não é espião. (C) Juliana corre menos do que Rita.
(C) Nenhum espião é vegetariano e algum es pião (D) Marta corre mais do que Juliana.
não é vegetariano. (E) Juliana corre menos do que Marta.
(D) Algum espião é vegetariano e algum es pião não
é vegetariano. 8. Há 4 caminhos para se ir de X a Y e 6 caminhos
(E) Todo vegetariano é espião e algum espião não é para se ir de Y a Z. O número de caminhos de X a
vegetariano. Z que passam por Y é

3. Todos os que conhecem João e Maria admiram (A) 10.


Maria. Alguns que conhecem Maria não a (B) 12.
admiram. Logo, (C) 18.
(D) 24.
(A) todos os que conhecem Maria a admiram. (E) 32.
(B) ninguém admira Maria.
(C) alguns que conhecem Maria não conhecem 9. Todas as plantas verdes têm clorofila. Algumas
João. plantas que tem clorofila são comestíveis. Logo,
(D) quem conhece João admira Maria.
(E) só quem conhece João e Maria conhece Maria. (A) algumas plantas verdes são comestíveis.
(B) algumas plantas verdes não são comestíveis.
4. Valter tem inveja de quem é mais rico do que (C) algumas plantas comestíveis têm clorofila.
ele. Geraldo não é mais rico do que quem o (D) todas as plantas que têm clorofila são
inveja. Logo, comestíveis.

RACIOCIÍNIO LOÍ GICO Páá giná 4


(E) todas as plantas vendes são comestíveis. (A) os sobrinhos de não músicos nunca são
músicos.
10. A proposição 'É necessário que todo (B) os sobrinhos de não músicos sempre são
acontecimento tenha causa' é equivalente a músicos.
(C) os sobrinhos de músicos sempre são músicos.
(A) É possível que algum acontecimento não tenha (D) os sobrinhos de músicos nunca são músicos.
causa. (E) os sobrinhos de músicos quase sempre são
(B) Não é possível que algum acontecimento não músicos.
tenha causa.
(C) É necessário que algum acontecimento não 16. O paciente não pode estar bem e ainda ter febre.
tenha causa. O paciente está bem. Logo, o paciente
(D) Não é necessário que todo acontecimento tenha
causa. (A) tem febre e não está bem.
(E) É impossível que algum acontecimento tenha (B) tem febre ou não está bem.
causa. (C) tem febre.
(D) não tem febre.
11. Continuando a seqüência 47, 42, 37, 33, 29, (E) não está bem.
26, ... , temos
INSTRUÇÃO: Utilize o texto a seguir para responder
(A) 21. às questões de nº 17 e 18.
(B) 22.
(C) 23. "O primeiro impacto da nova tecnologia de
(D) 24. aprendizado será sobre a educação universal. Através dos
(E) 25. tempos, as escolas, em sua maioria, gastaram horas
intermináveis tentando ensinar coisas que eram melhor
12. ... ó pensador crítico precisa ter uma tolerância e aprendidas do que ensinadas, isto é, coisas que são
até predileção por estados cognitivos de conflito, aprendidas de forma comportamental e através de
em que o problema ainda não é totalmente exercícios, repetição e feedback. Pertencem a esta
compreendido. Se ele ficar aflito quando não categoria todas as matérias ensinadas no primeiro grau,
sabe 'a resposta correta', essa ansiedade pode mas também muitas daquelas ensinadas em estágios
impedir a exploração mais completa do posteriores do processo educacional. Essas matérias - seja
problema.' (David Canaher, Senso Crítico). ler e escrever, aritmética, ortografia, história, biologia, ou
mesmo matérias avançadas como neurocirurgia,
diagnóstico médico e a maior parte da engenharia - são
O autor quer dizer que o pensador crítico melhor aprendidas através de programas de computador. O
professor motiva, dirige, incentiva. Na verdade, ele passa a
(A) precisa tolerar respostas corretas. ser um líder e um recurso.
(B) nunca sabe a resposta correta.
Na escola de amanhã os estudantes serão seus
(C) precisa gostar dos estados em que não sabe a
próprios instrutores, com programas de computador como
resposta correta.
ferramentas. Na verdade, quanto mais jovens forem os
(D) que não fica aflito explora com mais dificuldades
estudantes, maior o apelo do computador para eles e maior
os problemas.
o seu sucesso na sua orientação e instrução.
(E) não deve tolerar estados cognitivos de conflito.
Historicamente, a escola de primeiro grau tem sido
totalmente intensiva de mão-de-obra. A escola de primeiro
13. As rosas são mais baratas do que os lírios. Não
grau de amanhã será fortemente intensiva de capital.
tenho dinheiro suficiente para comprar duas
dúzias de rosas. Logo, Contudo, apesar da tecnologia disponível, a
educação universal apresenta tremendos desafios. Os
(A) tenho dinheiro suficiente para comprar uma dúzia conceitos tradicionais de educação não são mais
de rosas. suficientes. Ler, escrever e aritmética continuarão a ser
(B) não tenho dinheiro suficiente para comprar uma necessários como hoje, mas a educação precisará ir muito
dúzia de rosas. além desses itens básicos. Ela irá exigir familiaridade com
(C) não tenho dinheiro. suficiente para comprar meia números e cálculos; uma compreensão básica de ciência e
dúzia de lírios. da dinâmica da tecnologia; conhecimento de línguas
(D) não tenho dinheiro suficiente para comprar duas estrangeiras. Também será necessário aprender a ser
dúzias de lírios. eficaz como membro de uma organização, como
(E) tenho dinheiro suficiente para comprar uma dúzia empregado." (Peter Drucker, A sociedade pós-capitalista).
de lírios.
17. Para Peter Drucker, o ensino de matérias como
14. Se você se esforçar, então irá vencer. Assim aritmética, ortografia, história e biologia
sendo,
(A) deve ocorrer apenas no primeiro grau.
(A) seu esforço é condição suficiente para vencer. (B) deve ser diferente do ensino de matérias como
(B) seu esforço é condição necessária para vencer. neurocirurgia e diagnóstico médico.
(C) se você não se esforçar, então não irá vencer. (C) será afetado pelo desenvolvimento da
(D) você vencerá só se se esforçar. informática.
(E) mesmo que se esforce, você não vencerá. (D) não deverá se modificar, nas próximas décadas.
(E) deve se dar através de meras repetições e
15. Se os tios de músicos sempre são músicos, exercícios.
então
18. Para o autor, neste novo cenário, o computador

RACIOCIÍNIO LOÍ GICO Páá giná 5


homens atribuem autoridade ao que eles dizem, em uma
(A) terá maior eficácia educacional quanto mais organização, apenas por esta razão. Esta é a autoridade de
jovem for o estudante. liderança.'
(B) tende a substituir totalmente o professor em sala
de aula. (Chester Barnard, The Functions of the Executive).
(C) será a ferramenta de aprendizado para os
professores. 23. Para o autor,
(D) tende a ser mais utilizado por médicos.
(E) será uma ferramenta acessória na educação. (A) autoridade de posição e autoridade de liderança
são sinônimos.
19. Assinale a alternativa em que se chega a uma (B) autoridade de posição é uma autoridade superior
conclusão por um processo de dedução. à autoridade de liderança.
(C) a autoridade de liderança se estabelece por
(A) Vejo um cisne branco, outro cisne branco, outro características individuais de alguns homens.
cisne branco ... então todos os cisnes são (D) a autoridade de posição se estabelece por
brancos. habilidades pessoais superiores de alguns
(B) Vi um cisne, então ele é branco. líderes.
(C) Vi dois cisnes brancos, então outros cisnes (E) tanto a autoridade de posição quanto a
devem ser brancos. autoridade de liderança são ineficazes.
(D) Todos os cisnes são brancos, então este cisne é
branco. 24. Durante o texto, o autor procura mostrar que as
(E) Todos os cisnes são brancos, então este cisne pessoas
pode ser branco.
(A) não costumam respeitar a autoridade de posição.
20. Cátia é mais gorda do que Bruna. Vera é menos (B) também respeitam autoridade que não esteja
gorda do que Bruna. Logo, ligada a posições hierárquicas superiores.
(C) respeitam mais a autoridade de liderança do que
(A) Vera é mais gorda do que Bruna. de posição.
(B) Cátia é menos gorda do que Bruna. (D) acham incompatíveis os dois tipos de autoridade.
(C) Bruna é mais gorda do que Cátia. (E) confundem autoridade de posição e liderança.
(D) Vera é menos gorda do que Cátia.
(E) Bruna é menos gorda do que Vera. 25. Utilizando-se de um conjunto de hipóteses, um
cientista deduz uma predição sobre a ocorrência
21. Todo cavalo é um animal. Logo, de um certo eclipse solar. Todavia, sua predição
mostra-se falsa. O cientista deve logicamente
(A) toda cabeça de animal é cabeça de cavalo. concluir que
(B) toda cabeça de cavalo é cabeça de animal.
(C) todo animal é cavalo. (A) todas as hipóteses desse conjunto são falsas.
(D) nem todo cavalo é animal. (B) a maioria das hipóteses desse conjunto é falsa.
(E) nenhum animal é cavalo. (C) pelo menos uma hipótese desse conjunto é falsa.
(D) pelo menos uma hipótese desse conjunto é
22. Em uma classe, há 20 alunos que praticam verdadeira.
futebol mas não praticam vôlei e há 8 alunos que (E) a maioria das hipóteses desse conjunto é
praticam vôlei mas não praticam futebol. O total verdadeira.
dos que praticam vôlei é 15. Ao todo, existem 17
alunos que não praticam futebol. O número de 26. Se Francisco desviou dinheiro da campanha
alunos da classe é assistencial, então ele cometeu um grave delito.
Mas Francisco não desviou dinheiro da
(A) 30. campanha assistencial. Logo,
(B) 35.
(C) 37. (A) Francisco desviou dinheiro da campanha
(D) 42. assistencial.
(E) 44. (B) Francisco não cometeu um grave delito.
(C) Francisco cometeu um grave delito.
INSTRUÇÃO: Utilize o texto a seguir para responder (D) alguém desviou dinheiro da campanha
às questões de nº 23 e 24. assistencial.
(E) alguém não desviou dinheiro da campanha
“Os homens atribuem autoridade a comunicações de assistencial.
posições superiores, com a condição de que estas
comunicações sejam razoavelmente consistentes com as 27. Se Rodrigo mentiu, então ele é culpado. Logo,
vantagens de escopo e perspectiva que são creditadas a
estas posições. Esta autoridade é, até um grau (A) se Rodrigo não é culpado, então ele não mentiu.
considerável, independente da habilidade pessoal do sujeito (B) Rodrigo é culpado.
que ocupa a posição. E muitas vezes reconhecido que, (C) se Rodrigo não mentiu. então ele não é culpado.
embora este sujeito possa ter habilidade pessoal limitada, (D) Rodrigo mentiu.
sua recomendação deve ser superior pela simples razão da (E) se Rodrigo é culpado, então ele mentiu.
vantagem de posição. Esta é a autoridade de posição”.
28. Continuando a seqüência de letras F, N, G, M,
Mas é óbvio que alguns homens têm habilidade H . . ..., ..., temos, respectivamente,
superior. O seu conhecimento e a sua compreensão,
independentemente da posição, geram respeito. Os (A) O, P.

RACIOCIÍNIO LOÍ GICO Páá giná 6


(B) I, O.
(C) E, P.
(D) L, I.
(E) D, L.

29. Continuando a seqüência 4, 10, 28, 82, ..., temos

(A) 236.
(B) 244.
(C) 246.
(D) 254.
(E) 256.

30. Assinale a alternativa em que ocorre uma


conclusão verdadeira (que corresponde à
realidade) e o argumento inválido (do ponto de
vista lógico).

(A) Sócrates é homem, e todo homem é mortal,


portanto Sócrates é mortal.
(B) Toda pedra é um homem, pois alguma pedra é
um ser, e todo ser é homem.
(C) Todo cachorro mia, e nenhum gato mia, portanto
cachorros não são gatos.
(D) Todo pensamento é um raciocínio, portanto, todo
pensamento é um movimento, visto que todos os
raciocínios são movimentos.
(E) Toda cadeira é um objeto, e todo objeto tem
cinco pés, portanto algumas cadeiras tem quatro
pés.

31. Cinco ciclistas apostaram uma corrida.


• "A" chegou depois de "B".
• "C" e "E" chegaram ao mesmo tempo.
• "D" chegou antes de "B".
• quem ganhou, chegou sozinho.
Quem ganhou a corrida foi

(A) A.
(B) B.
(C) C.
(D) D.
(E) E.

Gabarito:
1-B; 2-A; 3-C; 4-E; 5-E; 6-B; 7-B; 8-D; 9-C; 10-B;
11-C; 12-C; 13-D; 14-A; 15-A; 16-D; 17-C; 18-A; 19-
D; 20-D; 21-B; 22-E; 23-C; 24-B; 25-C; 26-E; 27-A;
28-D; 29-B; 30-E; 31-D.

RACIOCIÍNIO LOÍ GICO Páá giná 7