Você está na página 1de 17

Resumo

O presente relatório de estágio está relacionado as actividades desenvolvidas durante três meses
numa instituição não governamental mas virada ao atendimento público. Para esse efeito, fez se
uma análise dos instrumentos utilizados e as principais causas da sua insatisfação. Este relatório
de estágio foi baseado numa pesquisa exploratória de informações relevantes sobre a mesma
mediante uma observação directa. Dos resultados recolhidos podemos constatar que a visão
Mundial tem contribuído significativamente para o desenvolvimento social nas suas áreas de
actuação, contribuindo para melhoria das condições de vida das populações.

As actividades desenvolvidas pela estagiária englobaram as mais variadas áreas, entre elas,
processamento salarial, saúde no trabalho, registo das formações, registo das deslocações,
registo do absentismo, gestão de correspondência, registo do correio, realização do manual de
procedimentos, registo do plano de férias e arquivo de documentos.

Estas actividades foram descritas ao longo do relatório, fazendo – se a descrição da participação


e adaptação da estagiária na Visão Mundial - Mocuba, explicando todos os passos seguidos na
implementação do sistema, as competências e objectivos medidos, os requisitos da avaliação e
os efeitos desta para os colaboradores.

Palavras-chave: Funcionamento. Visão Mundial. Mocuba

1
Agradecimentos
Gostaria de agradecer a Deus em primeiro lugar e de seguida agradecer igualmente a todos os que
directa ou indirectamente colaboraram no desenvolvimento deste relatório de estágio:
Agradeço a minha família pelo apoio incondicional.
Os agradecimentos estendem – se também a supervisora Júlia Obra pela atenção dispensada ao
longo do estágio.
Gostaria de agradecer a todos trabalhadores da Visão Mundial- Delegação de Mocuba pelo apoio,
colaboração e partilha de conhecimentos que demonstraram nesta viagem.
Agradeço aos meus colegas e amigos do curso pela força e pela distribuição de conhecimentos.
Aos que colaboraram e participaram neste estudo, pelo tempo despendido e contributo concedido.
Aos meus colegas de trabalho que de forma directa e indirecta estão presentes neste estudo, na sua
concretização e realização

Muito Obrigado

2
Índice

Resumo ........................................................................................................................................ 1
Agradecimentos ........................................................................................................................... 2
Lista de Abreviaturas .................................................................................................................. 4
CAPÍTULO I ............................................................................................................................... 5
1. Introdução ................................................................................................................................ 5
1.1. Caracterização da instituição e do local de estágio .......................................................... 6
1.1.1. Breve Historial da Visão Mundial ................................................................................ 6
1.1.2. Missão ........................................................................................................................... 7
1.1.3. Visão ............................................................................................................................. 8
1.1.4. Estrutura Orgânica ........................................................................................................ 8
1.1.4.1. Competência do Gestor ............................................................................................. 9
1.1.4.2. Assessores ................................................................................................................. 9
CAPÍTULO II ........................................................................................................................... 10
2. Planos e Métodos de trabalho ............................................................................................ 10
2.1. Descrição das Actividades Desenvolvidas por Área ...................................................... 10
2.1.1. Registo do Absentismo ............................................................................................... 10
2.1.2. Gestão de Correspondência ........................................................................................ 10
2.1.3. Saúde no Trabalho ...................................................................................................... 10
2.1.4. Processamento Salarial ............................................................................................... 11
2.1.5. Registo das Formações ............................................................................................... 11
2.1.6. Registo do Plano de Férias ......................................................................................... 11
2.1.7. Registo do Correio ...................................................................................................... 12
2.1.8. Registo das Deslocações ............................................................................................. 12
2.1.9. Outras Actividades ..................................................................................................... 12
2.2. Análise do trabalho realizado ......................................................................................... 13
CAPÍTULO III .......................................................................................................................... 15
3. Conclusões ......................................................................................................................... 15
3.1. Recomendações .............................................................................................................. 16
4. Referências bibliográficas .................................................................................................. 17

3
Lista de Abreviaturas
Abreviatura Significado
ADP PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE ÁREA
VM VISÃO MUNDIAL

4
CAPÍTULO I
1. Introdução
O presente trabalho é relatório de estágio de três meses realizado na visão mundial na cidade de
Mocuba no sector de administração financeira e recursos humanos.
Foram desenvolvidas actividades nos sectores acima descritos. O estágio é momento de
conciliação de teoria e prática e tem sido uma experiência para o estudante prepara – se para o
mercado de trabalho.

Portanto, o relatório obedece a seguinte estrutura: caracterização da instituição e do local de


estágio, planos e métodos de trabalho, análise do trabalho realizado, conclusão e
recomendações.

5
1.1.Caracterização da instituição e do local de estágio
1.1.1. Breve Historial da Visão Mundial

De acordo com Caetano (2008) a World Vision Moçambique atende crianças em comunidades em
todo o país através do patrocínio de crianças, com programas que incluem cuidados de saúde,
educação e água e saneamento.

A Visão Mundial iniciou operações no país em 1983, fornecendo assistência a pessoas deslocadas
pela guerra. Finalmente, em transição para a programação de desenvolvimento, a Visão Mundial
criou seu primeiro Programa de Desenvolvimento de Área (ADP) com patrocínio infantil em 1997.
Actualmente, há 110.000 crianças registradas em 31 programas de patrocínio. Os programas de
Visão Mundial atendem a um total de 3,5 milhões de pessoas nas províncias de Gaza, Tete,
Zambézia e Nampula.

A visão mundial instalou – se em Mocuba em 2000, inicialmente a trabalhar em duas (2) áreas e
em dois projectos/programas em 200 começou a ADP ( Programa de Desenvolvimento da Área)
de Mugeba e 2001 em Namanjavira.

Actualmente estão a actuar 4 programas abrangendo todos +postos administrativos e localidades


do distrito de Mocuba. Os 4 ADPs são: Mocuba, Namanjavira, Muakiwa, e Mocuba – sede.

 Munhiba e Mocuba sede


 Mugeba Sede e Muakiwa
 Namanjavira Sede e Alto Benfica

E cada um dos programas tem a dimensão de ADP Munhiba que cobre a localidade de Munhiba e
Mocuba Sede.

A visão mundial visa o bem estar das crianças e trabalha de forma integra para promover e
sustentar o bem estar holístico das crianças desfavorecidas e para alcançar este objectivo actua em
áreas como:

 Saúde
 Educação
 Água e saneamento
 Meio de sustentabilidade

6
É partir desse 4 que permitem garantir a promoção do bem – estar dessas crianças.

Água e saneamento

A visão mundial constrói furos de água e cria condições de propagação da higiene e saneamento
nas comunidades.

Educação

A VM cria capacitação dos professores, equipa as escolas em material didático para que as crianças
possam ganhar habilidades na escrita e na leitura.

Saúde

A VM providencia apoios logísticos para campanhas de imunização e reabilitação nutricional e


promoção dos conhecimentos de saúde nas famílias.

Meio de sustentabilidade

A VM apoia as comunidades nas cadeias de valores de promoção e poupança rotativa dos recursos
naturais e poupança empreendedora.

1.1.2. Missão

Visão Mundial é uma parceria internacional de cristãos cuja missão é seguir nosso Senhor e
Salvador Jesus Cristo, trabalhando com os pobres e oprimidos para promover a transformação
humana, buscar a justiça e dar testemunho das boas novas do Reino de Deus.

Perseguimos essa missão através de um compromisso integrado e holístico para:


 Desenvolvimento Transformacional que é baseado na comunidade e sustentável, focado
especialmente nas necessidades das crianças.
 Alívio de Emergência que ajuda pessoas afetadas por conflitos ou desastres.
 Promoção da justiça que busca mudar estruturas injustas que afetam os pobres entre os
quais trabalhamos.
 Parcerias com igrejas para contribuir para a transformação espiritual e social.
 Conscientização pública que leva a compreensão, doação, envolvimento e oração
informada.

7
 Testemunha de Jesus Cristo pela vida, ação, palavra e sinal que encoraja as pessoas a
responderem ao Evangelho.
1.1.3. Visão
Esperamos ansiosamente por um mundo onde todas as crianças experimentem a promessa de vida
de Jesus em toda a sua plenitude.

 Onde eles estão protegidos, cuidados e recebem as oportunidades para se tornarem tudo o
que Deus quis que eles fossem.
 Onde crescem fortes em comunidades livres de necessidade e cheias de promessas.
 Onde as famílias são valorizadas, a criação preservada e os mais vulneráveis vivem em
segurança e confiança. Onde eles se tornam cidadãos responsáveis de nações bem
lideradas.
 Onde a paz e a justiça reinam e todos têm o direito de contribuir.
 Onde eles florescem em um mundo onde o tesouro de nossos corações e a medida de nossa
riqueza é a felicidade e o bem-estar de todas as crianças. Em tal mundo, todos nós provamos
a alegria do Reino dos Céus.

A empresa Visão Mundial desenvolve as suas actividades na cidade de Mocuba, desde ano 2000
Até aos dias de hoje.

1.1.4. Estrutura Orgânica


A Visão Mundial delegação de Mocuba tem a seguinte estrutura orgânica:

a) Gestor

b) Acessor

c) Chefes das Repartições

d) Secretariado

e) Secções

Os chefes das repartições e o assessor do Gestor subordinam-se directamente ao Gestor


1. O Gabinete do Gestor é dirigido pelo Gestor;

8
2. Nas suas ausências ou impedimentos por período igual ou inferior a 30 dia, o Gestor
designara o seu substituto;

3. Na falta de indicação expressa, coordenara as actividades um Chefe de repartição,


escolhido pelo Acessor.

1.1.4.1.Competência do Gestor
1. Compete ao Gestor:

a) Garantir a organização e planificação das actividades da Instituição;

b) Assegurar o funcionamento dos serviços sob sua responsabilidade, garantir a administração


adequada dos recursos humanos, materiais, patrimoniais e financeiros;

c) Promover e assegurar a interligação entre a Visão Mundial e Parceiros .

2. Ao Gestor compete ainda:

a) Assegurar a execução de tarefas de apoio organizativo e técnicas

b) Assinar a correspondência do Gabinete;

c) Elaborar a proposta do orçamento do Gabinete e proceder a gestão financeira e patrimonial.

1.1.4.2.Assessores
A Visão Mundial integra 3 assessores, na área jurídica, económica, sociedade Civil.
O acessor da área jurídica lida com os procedimentos administrativos e legais da instituição, o
acessor da área económica é responsável pela saúde económica e financeira da instituição e
finalmente o acessor da área de sociedade civil é responsável pelos assuntos sociais da instituição.

9
CAPÍTULO II
2. Planos e Métodos de trabalho
2.1.Descrição das Actividades Desenvolvidas por Área
As actividades desenvolvidas englobaram as mais variadas áreas, entre elas, processamento
salarial, saúde no trabalho, registo das formações, registo das deslocações, registo do
absentismo, gestão de correspondência, registo do correio, realização do manual de
procedimentos, registo do plano de férias e arquivo de documentos.

Estas actividades serão descritas nos pontos seguintes, deixando-se para o fim a descrição da
participação na adaptação do sistema de avaliação do desempenho da Visão Mundial - Mocuba,
explicando todos os passos seguidos na implementação do sistema, as competências e
objectivos medidos, os requisitos da avaliação e os efeitos desta para os colaboradores.

2.1.1. Registo do Absentismo


O registo do absentismo é efectuado através do registo das entradas e saídas dos colaboradores
do local de trabalho, através de um relógio de ponto, que reporta a informação para uma
aplicação no computador, onde é feito o registo no fim de cada mês do número de faltas de
cada colaborador. A tarefa da estagiaria era a de ir à aplicação e fazer o registo das faltas que
eram transmitidas pelo relógio de ponto.

2.1.2. Gestão de Correspondência


A gestão de correspondência estava pendente há umas semanas e a estagiária ficou encarregue
de fazer o registo dos ofícios que chegavam e os que saiam da Organização, ou seja as entradas
e saídas de correspondência, registo este feito numa aplicação.

Cada uma destas entradas e saídas tinha um processo ligado e muitas vezes faltavam processos
que tive que criar, para esses ofícios serem inseridos no sistema.

2.1.3. Saúde no Trabalho


A estagiária participou na organização e controlo dos seguros de saúde dos colaboradores
Segurança Social (SS). Na Visão Mundial - Mocuba existe 1 tipo de seguro de saúde dos
colaboradores, tendo participado na organização e controlo de ambos.

10
Primeiramente faz-se o lançamento das facturas/recibos médicos do subsistema da SS, onde no
fim do registo se anota o valor comparticipado. De seguida faz-se o lançamento das
facturas/recibos médicos do subsistema da Segurança Social.

É necessário fazer o registo do seguro de saúde da Segurança Social de cada colaborador.


Depois destes passos, enviam-se os recibos à seguradora que trabalha com a Visão Mundial.
Dias mais tarde verifica-se ver o lançamento de comparticipações por parte da seguradora, para
serem conferidas e entregues uma cópia a cada colaborador.

2.1.4. Processamento Salarial


Esta tarefa é uma das de maior importância, uma vez que é feita todos os meses e é um processo
muito moroso. Este processo começa com o registo do absentismo, para se verificar o número
de faltas de cada colaborador. De seguida é feito o lançamento das ajudas de custo. Depois do
lançamento é calculado o vencimento, que nos dá uma listagem de todos os movimentos
processados.
De seguida é feito o cálculo da parte financeira dos vencimentos e este cálculo leva-nos a criar
um ficheiro para a Direcção Geral do Tesouro (DGT). Este ficheiro tem o valor auferido por
todos os colaboradores, que no fim é impresso para ser arquivado nos recursos humanos e para
ser enviado para a tesouraria.

2.1.5. Registo das Formações


O registo das formações era feito através de um formulário. Os colaboradores que sentiam que
necessitavam de formação, faziam os pedidos e nos recursos humanos havia o preenchimento
desse formulário, onde se inseria a data e duração da formação, o valor da mesma, a entidade
formadora e os objectivos da formação.

Também me foi pedido a elaboração de um inquérito de satisfação da formação, para identificar


a adequação dos programas e o impacto da acção de formação, nível do desenvolvimento
pessoal e profissional dos formandos, bem como do desempenho no contexto de trabalho.
2.1.6. Registo do Plano de Férias
A marcação do plano de férias era executada nos recursos humanos.

11
Até ao fim do mês de Março cada colaborador tinha que marcar as suas férias através de uma
plataforma informática da visão Mundial, para os recursos humanos as validarem e as chefias
autorizarem.
Quando um colaborador queria alterar um dia de férias era preenchido um formulário pelo
colaborador, que posteriormente era entregue nos recursos humanos que o validavam e era
encaminhado para a chefia do colaborador.

A minha função aqui era de receber os formulários, preenche-los e depois entregar na chefia
do colaborador. Também fazia a validação na plataforma informática quando os pedidos de
marcação de férias eram registados pelos colaboradores.

2.1.7. Registo do Correio


O registo do correio era uma tarefa realizada todos os dias. No final de cada dia eram contadas
e pesadas todas as cartas que iriam ser enviadas, essas cartas eram registadas numa aplicação
dos CTT, cartas essas que depois eram entregues ao motorista para serem enviadas pelo correio.

2.1.8. Registo das Deslocações


Foi-me pedido a elaboração de um formulário para o registo das deslocações dos
colaboradores. Este formulário continha a duração da deslocação, o motivo da deslocação, a
origem e o destino e ainda se era uma deslocação nacional ou estrangeira. No fim do
preenchimento do formulário é enviado para a tesouraria.

2.1.9. Outras Actividades


Uma das actividades executadas foi arquivar processos para depois serem guardadas no arquivo,
para serem posteriormente consultadas por qualquer colaborador.

No fim de cada tarefa eram registados todos os passos, para serem integrados no manual de
procedimentos, para que no futuro seja mais fácil aos futuros colaboradores conhecerem as
diferentes práticas de recursos humanos executadas e assim puderem executa-las sem dificuldade.
Outra actividade realizada foi um levantamento de todos os colaboradores, tirando as chefias,
da sua área operacional, habilitações literárias e principais funções. Este levantamento foi
realizado para ajudar a organização a conhecer melhor as suas equipas de trabalho para a
realização de futuras acções de formação, já que existem áreas operacionais com colaboradores
com diferentes habilitações literárias e diferentes competências.

12
2.2.Análise do trabalho realizado
Neste ponto será feita uma apreciação do estágio, sublinhando os pontos mais importantes.

Foi possível experimentar, aplicar, fortalecer e desenvolver as minhas competências, na prática do


mundo empresarial, com os conhecimentos adquiridos durante o curso de Administração Pública,
o que futuramente me vai ajudar na minha vida profissional.

Existiu uma dificuldade na transição da vida académica para a vida profissional, já que temos que
ter uma rápida adaptação e estar atento às mais diversas situações do novo meio.
Em relação a Visão Mundial, esta tem uma cultura organizacional assente nas boas relações
interpessoais, valorização das pessoas e uma boa entreajuda, que nos faz acreditar no nosso
desempenho das funções.

A opção de estagiar numa empresa pública, pode não ter sido a mais acertada, já que a empresa
não tem um departamento de recursos humanos bem definido e algumas práticas de recursos
humanos não são implementadas, como o recrutamento e selecção, gestão de carreiras, devido à
conjuntura do país, onde neste momento as progressões estão congeladas.

Em contrapartida a integração da estagiária no departamento Direcção Financeira e Recursos, veio-


me dar também conhecimentos não só em actividades ligadas aos recursos humanos mas também
em actividades ligadas à parte financeira.

Em termos de acolhimento, integração, acompanhamento e avaliação o estágio foi bem


estruturado. Em termos de acolhimento e integração foi-me dado o manual de acolhimento e o
código de ética, conheci ainda todos os locais de trabalho na Visão Mundial e as ferramentas de
trabalho que iria utilizar no decorrer do estágio.

Em termos de acompanhamento e avaliação, de duas em duas semanas conversava com o meu


orientador, para receber feedback do meu trabalho e recebia instruções para melhorar o meu
desempenho. No final foi-me feita uma avaliação com os pontos fortes e fracos que me vão ajudar
na minha vida profissional futura.

Em termos globais o estágio permitiu-me melhorar a minha comunicação, pois tive que ter um
contacto social muito forte com os outros colaboradores.

13
As expectativas em relação ao mundo empresarial foram correspondidas pela positiva, onde realço
o excelente ambiente de trabalho e todo o apoio que me foi dado pelos outros colaboradores e as
valências de GRH que obtive pelo contacto diário com as mais variadas práticas de recursos
humanos.

Este estágio mostrou-se enriquecedor e gratificante, devido à nova realidade em que me colocou,
que me ajudará na minha vida profissional futura.

Constatações positivas e negativas do local de estágio

Em relação ao estágio desenvolvido, a estagiaria constatou que apesar da visão mundial ser uma
organização não-governamental actua sob os seguintes princípios:

 Princípio da legalidade
 Princípio da imparcialidade
 Princípio da Eficiência e Eficácia
 Princípio da Boa-fé

E no exercício das suas funções prioriza aos valores religiosos e culturais. Quanto aos aspectos
negativos, estão descritos nas recomendações para possíveis melhorias,

14
CAPÍTULO III
3. Conclusões
Este estágio permitiu ter uma oportunidade de por em prática todo o conhecimento que adquiri
durante o meu percurso estudantil, possibilitando um crescimento profissional e pessoal.

Um dos objectivos deste estágio era o de ter um primeiro contacto com o mundo profissional, uma
primeira experiência profissional. Essa experiência foi positiva e possibilitou-me obter muita
informação e conhecimento.

A avaliação do desempenho ajuda a melhorar o senso crítico dos profissionais, levando assim a
uma melhoria da prestação de serviços na organização.

O importante na avaliação é o padrão de desempenho do colaborador e a qualidade final da sua


avaliação. A avaliação do desempenho tornou-se numa ferramenta de gestão importantíssima, já
que ajuda a identificar causas do desempenho deficiente e ajuda o colaborador na busca de um
desempenho profissional melhor.

A avaliação do desempenho por competências também ajuda no aumento da motivação no


trabalho, já que a sua objectividade, clareza e transparência resultam em melhores resultados para
todos na organização. A avaliação do desempenho é assim um importante meio para identificar os
potenciais dos colaboradores, melhorando a qualidade das relações entre colaboradores e
superiores.

Em termos de actividades realizadas, a realização deste estágio permitiu-me tirar o máximo partido
realizando muitas acções do dia-a-dia de um departamento de recursos humanos.

15
3.1.Recomendações
A estagiária recomenda:

1º A Visão Mundial:

 Criar um departamento de relações públicas


 Melhorar o processo de recrutamento e selecção de pessoas
 Respeitar o prazo sobre o processamento salarial
 Melhorar o processo de avaliação de desempenho

2º A Faculdade:

 Continuar a incentivar estágios em organizações privadas


 Estabelecer mais parcerias para a acomodação de estagiários a nível do distrito

16
4. Referências bibliográficas
AGUINIS, H. & Pierce, C. (2008). Enhancing the relevance of organizational behavior 29, 139 –
145.

CHIAVENATO, I. (1981). Administração de Recursos Humanos, 2º Edição. São Paulo:, Editora


Atlas.

FERNANDES, A., & Caetano, A. (2007). Gestão de Recursos Humanos: contextos, processos e
técnicas. Lisboa: Editora RH.

FERNANDES, D. (2008). Avaliação de Desempenho Docente: Desafios, problemas e


oportunidades. Cacém: Texto Editores.

GONÇALVES, J. P. (2002). Desempenho Organizacional. Semanário Econômico, nº 815.

GRAMIGNA, M. R. (2002). Modelo de Competências e Gestão de Talentos. São Paulo: Makron


Books.

LATHAM, G. P. & Wexley, K. N. (1981). Increasing productivity through performance appraisal.


Massachusetts: Addison-Wesley.

LEVY-LEBOYER, C. (1997). Gestión de la competencias. Barcelona: Adiciones Gestión.

SOUSA, M. J.; Duarte. T.; Sanches. P. G.; & Gomes. J. (2006). Gestão de Recursos Humanos.

Lisboa: Edições Técnicas.

17