Você está na página 1de 6

16/05/2019 Usucapião Extrajudicial: Quais os requisitos?

jusbrasil.com.br
16 de Maio de 2019

Usucapião Extrajudicial: Quais os requisitos?

O Novo Código de Processo Civil, em seu artigo 1.071, acrescentou o


artigo 216-A à Lei 6.015 (Lei de Registros Publicos), disciplinando a
possibilidade da Usucapião Extrajudicial.

Vejamos os requisitos indispensáveis à propositura do requerimento:

https://advogadaandreiaribeiro.jusbrasil.com.br/artigos/349562274/usucapiao-extrajudicial-quais-os-requisitos 1/6
16/05/2019 Usucapião Extrajudicial: Quais os requisitos?
Representação por advogado;

Realizada no Cartório de Registro de Imóveis da Comarca em que


está situado o imóvel usucapiendo;

Ata Notarial – Tabelião atesta as circunstâncias, bem como o


tempo da posse;

Justo Título – Quando houver. Podendo ser apresentado outros


documentos que evidenciem a posse contínua, como por exemplo,
pagamentos de tributos e encargos que incidem sobre o imóvel;

Certidão Negativa de Distribuição – A fim de atestar que não há


situação que comprometa o imóvel usucapiendo;

Planta Baixa – Com o devido memorial descritivo. Para tanto,


deve ser assinado por profissional técnico (ART), e ressalta-se a
necessidade de também ser assinado pelo proprietário anterior do
imóvel usucapiendo e pelos proprietários confrontantes;

Protocolado o requerimento, munido de todos os documentos, o Oficial


de Registro de Imóveis notificará todas as esferas da Fazenda Pública
para que se manifestem em 15 (quinze) dias, sobre o requerimento da
propriedade.

O Oficial de Registro de Imóveis, a expensas do Requerente, publicará


edital em jornal de grande circulação, para que seja dada publicidade a
terceiros eventualmente interessados.

Como a usucapião é de cunho consensual, caso falte alguma das


assinaturas indispensáveis, a pessoa será notificada e deverá se
manifestar em 15 dias quanto ao consentimento. Não havendo
nenhuma manifestação, será interpretado como em desacordo e a
usucapião perde o seu caráter extrajudicial, tornando-se possível
somente judicialmente.

Também perde seu caráter extrajudicial, caso algum dos entes públicos
ou dos terceiros interessados, se manifestarem em oposição. Nesse
situação, o próprio registrador remeterá ao juízo o processo.
https://advogadaandreiaribeiro.jusbrasil.com.br/artigos/349562274/usucapiao-extrajudicial-quais-os-requisitos 2/6
16/05/2019 Usucapião Extrajudicial: Quais os requisitos?
Em contra partida, estando todas as documentações de acordo, o
Oficial de Registro de Imóveis, registrará o imóvel em nome daquele
que requereu o pedido.

Ressalta-se, o requerimento administrativo da usucapião, em nada


obsta o ingresso pela via judicial, o que significa que, caso haja negativa
do pedido extrajudicial, não há impedimento do ingresso judicial para
regularizar a situação.

Notadamente, os trâmites para a realização da Usucapião Extrajudicial,


não são simples, contudo possíveis, logo, é indispensável a análise de
um profissional do ramo, a fim de tomar a medida mais acertada,
frente ao caso concreto.

Para finaliza, vejamos na íntegra o Artigo 216-A da Lei 6.015/73 – Lei


dos Registros Publicos:

Sem prejuízo da via jurisdicional, é admitido o pedido de


reconhecimento extrajudicial de usucapião, que será processado
diretamente perante o cartório do registro de imóveis da comarca
em que estiver situado o imóvel usucapiendo, a requerimento do
interessado, representado por advogado, instruído com:

I - ata notarial lavrada pelo tabelião, atestando o tempo de posse


do requerente e seus antecessores, conforme o caso e suas
circunstâncias;

II - planta e memorial descritivo assinado por profissional


legalmente habilitado, com prova de anotação de responsabilidade
técnica no respectivo conselho de fiscalização profissional, e pelos
titulares de direitos reais e de outros direitos registrados ou
averbados na matrícula do imóvel usucapiendo e na matrícula dos
imóveis confinantes;

III - certidões negativas dos distribuidores da comarca da situação


do imóvel e do domicílio do requerente;
https://advogadaandreiaribeiro.jusbrasil.com.br/artigos/349562274/usucapiao-extrajudicial-quais-os-requisitos 3/6
16/05/2019 Usucapião Extrajudicial: Quais os requisitos?

IV - justo título ou quaisquer outros documentos que demonstrem a


origem, a continuidade, a natureza e o tempo da posse, tais como o
pagamento dos impostos e das taxas que incidirem sobre o imóvel.

§ 1o O pedido será autuado pelo registrador, prorrogando-se o


prazo da prenotação até o acolhimento ou a rejeição do pedido.

§ 2o Se a planta não contiver a assinatura de qualquer um dos


titulares de direitos reais e de outros direitos registrados ou
averbados na matrícula do imóvel usucapiendo e na matrícula dos
imóveis confinantes, esse será notificado pelo registrador
competente, pessoalmente ou pelo correio com aviso de
recebimento, para manifestar seu consentimento expresso em 15
(quinze) dias, interpretado o seu silêncio como discordância.

§ 3o O oficial de registro de imóveis dará ciência à União, ao


Estado, ao Distrito Federal e ao Município, pessoalmente, por
intermédio do oficial de registro de títulos e documentos, ou pelo
correio com aviso de recebimento, para que se manifestem, em 15
(quinze) dias, sobre o pedido.

§ 4o O oficial de registro de imóveis promoverá a publicação de


edital em jornal de grande circulação, onde houver, para a ciência
de terceiros eventualmente interessados, que poderão se manifestar
em 15 (quinze) dias.

§ 5o Para a elucidação de qualquer ponto de dúvida, poderão ser


solicitadas ou realizadas diligências pelo oficial de registro de
imóveis.

https://advogadaandreiaribeiro.jusbrasil.com.br/artigos/349562274/usucapiao-extrajudicial-quais-os-requisitos 4/6
16/05/2019 Usucapião Extrajudicial: Quais os requisitos?

§ 6o Transcorrido o prazo de que trata o § 4o deste artigo, sem


pendência de diligências na forma do § 5o deste artigo e achando-
se em ordem a documentação, com inclusão da concordância
expressa dos titulares de direitos reais e de outros direitos
registrados ou averbados na matrícula do imóvel usucapiendo e na
matrícula dos imóveis confinantes, o oficial de registro de imóveis
registrará a aquisição do imóvel com as descrições apresentadas,
sendo permitida a abertura de matrícula, se for o caso.

§ 7o Em qualquer caso, é lícito ao interessado suscitar o


procedimento de dúvida, nos termos desta Lei.

§ 8o Ao final das diligências, se a documentação não estiver em


ordem, o oficial de registro de imóveis rejeitará o pedido.

§ 9o A rejeição do pedido extrajudicial não impede o ajuizamento


de ação de usucapião.

§ 10. Em caso de impugnação do pedido de reconhecimento


extrajudicial de usucapião, apresentada por qualquer um dos
titulares de direito reais e de outros direitos registrados ou
averbados na matrícula do imóvel usucapiendo e na matrícula dos
imóveis confinantes, por algum dos entes públicos ou por algum
terceiro interessado, o oficial de registro de imóveis remeterá os
autos ao juízo competente da comarca da situação do imóvel,
cabendo ao requerente emendar a petição inicial para adequá-la ao
procedimento comum.

ATUALIZAÇÃO - 10.09.2018
Em 2017, por meio da Lei nº 13.465/2017, o legislador alterou o § 2º
do artigo 2016-A da Lei de Registros Publicos, trocando a palavra
discordância pela palavra concordância, pois a discordância
significava que o silêncio (mediante a notificação do procedimento da
Usucapião Extrajudicial) dos confrontantes e do proprietário do

https://advogadaandreiaribeiro.jusbrasil.com.br/artigos/349562274/usucapiao-extrajudicial-quais-os-requisitos 5/6
16/05/2019 Usucapião Extrajudicial: Quais os requisitos?
imóvel, representava o não aceite do procedimento da Usucapião
Extrajudicial, o que tornou, na prática, sem eficácia essa modalidade
de Usucapião.

Assim, com o objetivo de tornar a Usucapião Extrajudicial uma


realidade, o legislador, sabiamente corrigiu seu erro (bom seria se
assim sempre fosse!).

+Conhecimento-Aborrecimento!

Disponível em: https://advogadaandreiaribeiro.jusbrasil.com.br/artigos/349562274/usucapiao-


extrajudicial-quais-os-requisitos

https://advogadaandreiaribeiro.jusbrasil.com.br/artigos/349562274/usucapiao-extrajudicial-quais-os-requisitos 6/6