Você está na página 1de 4

Artrologia ou Sindesmologia

Estudo das articulações ou junturas

Articulações ou junturas
Partes moles e duras que unem dois ossos próximos

Elementos que podem participar de uma articulação


• Superfícies ósseas articulares – presente em todas as articulações
• Cartilagens articulares - cartilagem do tipo hialino que reveste as superfícies articulares
• Fibrocartilagens marginais, rodetes articulares ou lábios articulares - em certas junturas
sinoviais do tipo esferoide (diartrose enartrose) encontra-se, do lado da superfície côncava,
uma cartilagem fibrosa que se dispõe no contorno da superfície óssea de modo a ampliar
consideravelmente a área articular.
• Meniscos ou discos articulares – fibrocartilagens que se destinam a proporcionar um
perfeito ajuste entre as superfícies articulares e ao amortecimento de impactos
• Meios de união – tecido conjuntivo denso ou fibroso
1) Cápsula articular – recobre toda a articulação
2) Ligamentos - fibras colágenas ordenadas em feixes compactos e paralelos
a. Ligamentos extra capsulares ou extra articulares
i. De reforço ou acessórios - São os que se ligam à cápsula articular
para reforçá-la.
ii. À distância – um pouco distanciados da cápsula articular, inserem-se
nos ossos em articulação, contribuindo para a manutenção de sua
proximidade.
b. Ligamentos intracapsulares ou intra-articulares - estão situados por dentro da
cápsula, sãocurtos e muito resistentes e prendem-se nas duas extremidades
ósseas
• Meios de deslizamento ou sinoviais – membrana
sinovial da cápsula articular: este tecidoforra o interior
da cápsula articular, mas não passa sobre a cartilagem
articular, isto é, as superfícies de atrito.Produz o líquido
sinovial, o qual é viscoso, nutritivo, lubrificante,
deslizante e preenche os espaços intra-articulares. A
membrana sinovial produz e reabsorve o líquido
sinovial, mantendo o equilíbrio fisiológico.

OBS:Componentes sempre presentes nas junturas sinoviais (diartroses)


• Superfícies ósseas articulares
• Cartilagens articulares
• Cápsula articular
• Ligamentos
• Membrana sinovial e líquido sinovial

Classificação geral das junturas


• Articulações móveis – junturas sinoviais (nômina nova) ou diartroses (nômina velha)
• Articulações semimóveis - junturas cartilagíneas (NN) ou anfiartroses (NV)
• Articulações imóveis – junturas fibrosas (NN) ou sinartroses (NV)

Articulações móveis, junturas sinoviais ou diartroses

Classificação morfológica
• Condilar ou elipsoide (NN),condilartrose (NV) : corresponde ao encaixe
de um segmento ósseo com uma forma elíptica (côndilo) noutro que
apresente uma concavidade (cavidade glenoidea). Ex: atlas e osso
occipital, articulação têmporo-mandibular, articulação rádio-umeral,
articulação rádio-cárpica

• Plana (NN), artródia (NV): as faces da articulação são lisas e planas, o


que lhes permite deslizar entre si. Ex: articulação entre os processos
articulares das vértebras, articulações dos ossos do carpo e do tarso

• Gínglimo ou dobradiça (NN), trocleartrose (NV): união de um segmento


ósseo com a forma de uma roldana, com uma depressão no centro, e
outro segmento ósseo composto por uma crista com duas facetas, que
deve encaixar no canal da roldana. Ex: articulação ulna e úmero,
articulação tíbia e talus,articulação das falanges

• Esferoide (NN), enartrose (NV): é formada por um segmento ósseo


esférico que encaixa no interior de uma cavidade, podendo mover-se
em todos os sentidos. Ex: articulação úmero e escápula, articulação
fêmur e ilíaco

• Pivô (NN), trocoide (NV): um eixo vertical ósseo gira em um anel


osteoligamentar. Ex: articulação rádioulnar, articulação atlas e áxis

• Selar (NN), encaixe recíproco (NV):as faces ósseas são reciprocamente


côncavo-convexas. Ex: articulação carpometacárpica do polegar,
articulação esternoclavicular

Classificação funcional
• Não-axiais: os movimentos não seguem eixos particulares. Ex: plana (artródia)
• Uniaxiais: movimentos seguem 1 eixo de liberdade. Ex: gínglimo ou dobradiça
(trocleartrose), pivô (trocoide). A juntura tipo gínglimo realiza os movimentos de flexão e
extensão. Já a juntura tipo pivô realiza os movimentos de rotação externa (lateral) e interna
(medial). OBS: a articulação rádio-ulnar proximal é responsável pelos movimentos de
pronação (rotação interna do rádio) e supinação (rotação externa do rádio)
• Biaxiais: movimentos seguem 2 eixos de liberdade. Ex: condilar ou elipsoide
(condilartrose), selar (encaixe recíproco). Realizam os movimentos de flexão, extensão,
abdução, adução e circundação
• Triaxiais: movimentos seguem 3 eixos de liberdade. Ex: esferoide (enartrose). Realizam os
movimentos de flexão, extensão, abdução, adução, rotação e circundação

Articulações semi-móveis, junturas cartilagíneas ou anfiartroses

Nômina nova – Junturas cartilagíneas


• Sincondroses: ossos unidos por cartilagem do tipo hialina de crescimento primário que
sofrerá um processo de ossificação com o envelhecimento do indivíduo. Ocorre nas
articulações de alguns ossos do crânio, nas lâminas epifisais
• Sínfise: entre as cartilagens hialinas que recobrem as superfícies articulares, há um disco
fibrocartilaginoso (que pode ser maciço ou com cavidade no centro). Ocorre nas
articulações entre os corpos vertebrais, na sínfise púbica.

Nômina velha – Anfiartroses


• Verdadeiras ou típicas: articulações com presença de um disco fibrocartilaginoso
interósseo maciço. Encontradas entre os corpos vertebrais (discos intervertebrais)
• Diartroanfiartroses: articulações com presença de um disco fibrocartilaginoso interósseo
com uma cavidade no centro (esboço de cavidade articular) . Encontrada na sínfise púbica

Articulações imóveis, junturas fibrosas ou sinartroses

Nômina nova – Junturas fibrosas – todas com tecido conjuntivo fibroso


• Suturais
1. Dentada ou serrátil: entre occipital e parietal, entre parietais, entre frontal e parietal
2. Escamosa: entre temporal e parietal
3. Harmônica: entre os dois ossos nasais
4. Esquindilese: somente na articulação vômer-esfenoidal

Harmônica
Escamosa

Dentada
Esquindilese
ou serrátil
• Sindesmose: quando entre os dois extremos ósseos encontramos muito tecido fibroso. Só
existem dois exemplos: sindesmose rádio-ulnar e sindesmose tíbio-fibular

• Gonfose:Também chamada de articulação em cavilha, é uma articulação fibrosa


especializada à fixação dos dentes nas cavidades alveolares na mandíbula e maxila