Você está na página 1de 9

LAUDO ERGONÔMICO DE TRABALHO

ERGONOMIA – NR-17

1. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA

Razão Social: Caixa Econômica Federal

Endereço: Setor SBS Quadra 4 – Bloco A – Lote 3 e 4 – Asa Sul – Brasília/ DF


– CEP 70.092-900
CNPJ: 00.360.305/0001-04
CNAE (Código Nacional Atividade Econômica):
Grau de Risco:

2. INTRODUÇÃO

A Caixa Econômica Federal é uma empresa do segmento bancário, o


projeto que é objeto deste laudo visa atender casas lotéricas com área mínima
de 18 metros quadrados sendo 10 mil de construção; e oferece 22 produtos,
que proporcionam aos clientes serviços bancários e de loterias. Seus produtos
são comercializados em diversos pontos no território brasileiro.

2.1. Objetivo Geral

O presente trabalho visa levantar dados para análise ergonômica do


trabalho nos ambientes das casas lotéricas, analisando os agentes
ergonômicos pertinentes à atividade desenvolvida, conforme estabelece a
Portaria n. 3.214/78 alterada pela Portaria n. 3.751/90 – Norma
Regulamentadora (NR-17).

2.2. Objetivos Específicos

a) Reconhecer possíveis riscos ocupacionais quando da utilização do


mobiliário projetado por cada função – atividade;
b) Analisar e quantificar estes riscos;
c) Propor medidas de controle, sejam estas, na fonte, na trajetória e/ ou no
receptor;
d) Garantir a preservação da saúde e integridade física do empregado;
e) Garantir à empresa a condição ocupacional dos seus empregados;
f) Resguardar a empresa de possíveis implicações jurídicas ou legais;
g) Promover a melhoria permanente do ambiente de trabalho; e
h) Criar condições mais favoráveis ao desempenho das atividades
profissionais.

3. METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO

As informações colhidas foram fornecidas pelos responsáveis pelo


projeto. Os projetistas foram questionados sobre as atividades que foram
consideradas na elaboração deste projeto.
Foram arguidos, ainda, sobre queixas ou sintomas que pudessem
colocar em risco a integridade física dos usuários no exercício do trabalho e
também quanto ao limite máximo de tempo durante a jornada para determinado
tipo de atividade.

4. DESENVOLVIMENTO

4.1. Setor de Trabalho:

Por se tratar de um projeto de um novo modelo ambiental e visual não


foram consideradas as condições mínimas definidas por legislação pertinente
no que se refere à iluminação, temperatura ambiente e ruído pois estas serão
definidas no local onde forem instaladas.

4.2. Descrição do Local de Trabalho:

Irá variar dos pontos onde serão instalados.


4.3. Máquinas, mobiliários e equipamentos Instalados e Utilizados por
posto de trabalho:

a) Guichê;
b) Micro computador (1);
c) Impressora;
d) Leitor óptico;
e) Teclado;
f) Gaveteiro;
g) Armário compacto;
h) Escaninho;
i) Cadeira regulável;
j) Guichê negocial.

4.4. Funções Desenvolvidas no Setor de Trabalho e Descrição dos


Serviços Realizados:

Jornada de trabalho de 40 horas semanais no período diurno.

Atendente e Supervisor de Atendimento:


Atividade Tempo (h/ dia)
Registrar apostas 2:00 h/ dia
Imprimir comprovantes de apostas 0:30 h/ dia
Receber pagamentos diversos 2:00 h/ dia
Imprimir comprovantes de pagamentos 0:30 h/ dia
Recarga de celulares, bilhetes de transporte público 1:00 h/ dia
Venda de produtos lotéricos 1:30 h/ dia
Fechamento de caixa 0:30 h/ dia

5. ANÁLISE ERGONÔMICA DO POSTO DE TRABALHO


5.1. Medidas Preventivas Existentes
a) Mobiliário ergonômico;
b) Apoio para os pés; e
c) Alternância de atividades.

5.2. Considerações sobre a Ergonomia em Postos Administrativos

5.2.1. Quanto ao mobiliário

a) Cadeira:
Em tecido absorvente, borda anterior do assento arredondado com
regulagem de altura, encosto da cadeira na região dorsal e lombar encontra-se
firme, permitindo discreta inclinação. Apresenta apoio para antebraços que
servem como repouso e relaxamento dos membros superiores, permitindo a
aproximação da cadeira até a mesa. Recurso giratório, facilitando o
posicionamento de frente para a tarefa que estiver sendo realizada e rodízios
para facilitar o deslocamento do trabalhador.

b) Mesa de computador e mesa de trabalho:


Apresenta altura ideal entre 70 e 83 cm, tampo em cor clara e borda
anterior arredondada. Apresenta profundidade ideal havendo espaço
suficientemente profundo para as pernas debaixo da mesa. A altura da mesa
também é suficientemente alta atendendo a medida mínima de 20 cm entre
cadeira e a parte debaixo da mesa. A largura da mesa suficiente para permitir o
encaixe da cadeira debaixo da mesa. As gavetas apresentam acionamento
com bom deslizamento.

c) Apoio para os pés:


Na postura sentada, os pés devem estar bem apoiados no chão, ou no
apoio de pés, o qual não foi objeto deste projeto devendo ser considerado para
os funcionários fora do padrão ergométrico brasileiro, proporcionando um
melhor posicionamento postural.

d) Teclado:
Encontra-se na frente do monitor e a frente do usuário, em uma altura na
qual as mãos do trabalhador assumam postura neutra.

e) Leitor óptico:
Encontra-se posicionado junto ao plano horizontal superior esquerdo do
funcionário, com distância adequada a utilização.

f) Monitor:
Encontra-se em uma altura adequada aos olhos do usuário, em uma
distância de 50 cm entre os olhos e o monitor, possuindo regulagem de posição
angular.

5.3. Biomecânica Ocupacional

5.3.1. Movimentos realizados para a execução das atividades laborais

O colaborador realiza suas atividades na postura alternada (em pé e


sentado), realiza mais atividades no computador e eventualmente realiza
atividades mais dinâmicas como pegar bilhetes específicos, repor volantes de
apostas e troca de cartazes de divulgação de produtos.
O posto de trabalho possui cadeira com regulagem de altura de encosto
e assento, permitindo que as coxas fiquem paralelas ao chão, pés apoiados,
joelhos fletidos a 100°, coluna dorsal e lombar apo iadas confortavelmente,
cotovelos fletidos a 90°, permitindo o alinhamento de antebraços, punhos e
mãos, durante a atividade que envolve o uso de computador. A cabeça
encontra-se alinhada com o tronco.
O colaborador conta ainda com pausa para café sem horário pré-
definido.

5.3.2. Quanto ao ambiente de trabalho e atividade exercida

Postura de Trabalho
Quanto a Situação Desejada Situação Ergonômica
Na postura sentada o
posto de trabalho deve
Postura sentada (NR
ser planejado ou Adequada
17.3.1)
adaptado para esta
posição.
Menos de 1.000 toques
NR 17.6.3 b, o número
Toques no teclado máximo de toques é de Adequada
8.000 por hora
trabalhada.
4:00 horas por dia NR
17.6.3. Não deve
Atividades realizadas
exceder 5 horas, sendo
em computador em Adequada
que no período restante
horas
o trabalhador poderá
exercer outra atividade.
76 cm de altura, tampo Adequada
de cor clara, permitindo
espaço suficiente para
os materiais e
posicionamento
adequado dos
segmentos corporais NR
17.3.2 altura da
superfície de trabalho
Mesa
compatível com
atividade exercida e com
a altura do assento.
Área de fácil alcance e
visualização do
trabalhador. Ter
características que
possibilitem o
posicionamento
adequado dos
segmentos corporais.
Borda anterior do
assento arredondada,
revestida em tecido, c/
regulagem de altura do
assento, encosto para
coluna lombar e dorsal
Cadeira firme. NR 17.3.3 Altura Adequada
ajustável ao trabalhador,
borda anterior
arredondada, encosto
com forma adaptada
para proteger a coluna
lombar.
Uso do apoio de pés ou
pés apoiados no chão
confortavelmente Melhor
Deverá ser
Apoio para os pés apoio dos membros providenciado pelo
inferiores e acomodação empresário

da coluna lombar no
encosto da cadeira.
Deverá atender item NR
17.5.2 de acordo com a
Ruído Não foi objeto de
NBR10152 (entre 45 e avaliação neste laudo
65 dB (A).
22°C NR 17.5.2 entre 20 Não foi objeto de
Temperatura avaliação neste laudo
e 23°C
75%NR 17.5.2 não Não foi objeto de
Umidade relativa do ar avaliação neste laudo
inferior a 40%.
Inferior a 0,75 m/s NR Não foi objeto de
avaliação neste laudo
Velocidade do ar 17.5.2 não superior a
0,75m/s.
540 lux NR 17.5.3.3 de
Nível de Iluminamento acordo com NBR5413 Não foi objeto de
avaliação neste laudo
(500 a 1000 lux).
Natural e artificial
uniformemente
distribuída e difusa,
Iluminação conforme NR 17.5.3.1. A Não foi objeto de
avaliação neste laudo
iluminação geral deve
ser uniformemente
distribuída e difusa.

6. RISCO ERGONÔMICO EXISTENTE

Não há risco dentro dos parâmetros avaliados.

7. CONSIDERAÇÕES FINAIS

A elaboração do presente Laudo é de responsabilidade do Engenheiro


Eletricista e de Segurança do Trabalho, Jorge Gabriel da Silva Cardoso,
CREA/SP 0601455335, conforme cópia da Anotação de Responsabilidade
Técnica (ART) em anexo,
Os estudos foram realizados no mês de maio de 2012, durante fase de
finalização do projeto, que serviram para fundamentá-lo técnica e
cientificamente, com reconhecimento da legislação brasileira e métodos
internacionais também reconhecidos.
Encerramos aqui o presente Laudo Técnico, composto de 08 laudas
impressas somente no anverso rubricadas pelo Responsável Técnico, com
exceção da última que segue devidamente datada e assinada. Colocamo-nos à
disposição para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários.
São Paulo, 18 de Maio de 2012.

Resp. Técnico pela Elaboração:


Jorge Gabriel da Silva Cardoso
Engenheiro Elétrico e de Segurança do Trabalho
CREA/SP 0601455335