Você está na página 1de 5

Redes de Computadores  LFG‐TI  Bruno Guilhen 

MODELO OSI/ISO 10(CESPE STJ 2008 Analista de TI Q118) As funções


de criptografia, tradução sintática e compressão dizem
01(CESPE STF 2008 Q93) Na arquitetura do modelo OSI
respeito à camada de sessão no modelo OSI.
da ISO, protocolos de transporte podem ser não-orientados a
conexão e localizam-se na terceira camada. As
11(CESPE STJ 2008 Analista de TI Q119) A camada
responsabilidades desses protocolos incluem o
de enlace de dados do modelo OSI tem por finalidade
endereçamento lógico dos dispositivos na rede, o
estabelecer um canal de dados livre de erros.
roteamento e a fragmentação de datagramas.
12(CESPE STJ 2008 Analista de TI Q120) As quatro
02(CESPE STF 2008 Q81) Nas redes de computadores, os
camadas inferiores do modelo OSI correspondem às três
protocolos de comunicação estabelecem regras que
camadas inferiores da arquitetura TCP/IP.
governam as trocas de dados entre entidades em diferentes
sistemas. Esses protocolos podem ser codificados em
13 (FCC MPU 2007 Analista de Suporte Q44)
módulos e organizados em camadas, tais como a camada de
Considere os protocolos de comunicação e as camadas do
acesso à rede, a de transporte e a de aplicação.
modelo OSI abaixo.
03(CESPE TSE 2007 Q67-I) Uma entidade pode se
comunicar com entidades em camadas acima ou abaixo no
mesmo sistema. Uma entidade implementa protocolos que
possibilitam a comunicação com outras entidades na mesma
camada em diferentes sistemas.

04(CESPE TSE 2007 Q67-II) A camada de enlace provê a


transferência confiável de dados entre sistemas conectados
via múltiplos enlaces. Protocolos nessa camada podem
garantir a sincronização e a detecção de erros, mas não o
controle de fluxo. A associação correspondente dos protocolos de
comunicação com os níveis da camada OSI é:
05(CESPE TSE 2007 Q67-III) A camada de rede provê (A) a2, b3, c4, d7, e4
uma comunicação que independe das tecnologias de (B) a2, b7, c7, d3, e4
chaveamento e de transmissão usadas. Protocolos na (C) a3, b7, c3, d7, e4
camada de rede não podem ser responsáveis por estabelecer, (D) a4, b7, c3, d7, e2
manter e encerrar conexões. (E) a7, b3, c4, d3, e3
06(CESPE TSE 2007 Q67-IV) A camada de transporte 14 (FCC MPU 2007 Analista de Suporte Q43) É um
possibilita a comunicação confiável para a troca de dados protocolo de comunicação utilizado no nível de enlace de
entre processos em diferentes sistemas. O tamanho e a dados do modelo OSI. É orientado à conexão e contém
complexidade de um protocolo de transporte dependem dos operações para estabelecer, reinicializar e encerrar
serviços da camada de rede. conexão e transmitir dados. Suporta configurações ponto-
a-ponto e multiponto e opera em linhas privadas ou
07(CESPE TSE 2007 Q67-V) A camada de apresentação discadas. O protocolo em questão é o
define a sintaxe usada entre entidades de aplicação e (A) TCP (Transmission Control Protocol).
possibilita a seleção e modificação da representação usada. (B) IP (Internet Protocol).
Essa camada resolve diferenças nos formatos e (C) HDLC (High Level Data Link Control).
representações dos dados. (D) FDDI (Fiber Distributed Data Interface).
(E) ADSL (Asymmetric Digital Subscriber Line).
08(CESPE STJ 2008 Analista de TI Q116) As quatro
camadas superiores do modelo OSI equivalem à camada de 15(FCC TRE-SP Q32). No modelo de referência OSI
aplicação da arquitetura TCP/IP. para redes de computadores, entre as camadas de Rede e
de Sessão está a camada
09(CESPE STJ 2008 Analista de TI Q117) A camada de (A) de transporte.
transporte da arquitetura TCP/IP tem por finalidade a (B) de aplicação.
confiabilidade de fim-a-fim, correspondendo à camada do (C) de enlace de dados.
modelo OSI de mesmo nome. (D) física.
(E) de apresentação.

www.brunoguilhen.com.br   1 
Redes de Computadores  LFG‐TI  Bruno Guilhen 

16(FCC TRE-SP Q33) No modelo de referência OSI para tipicamente envolver vários enlaces físicos e cada enlace
redes de computadores, a função de transformar um canal de pode ser compartilhado via técnicas de multiplexação, no
transmissão bruto em uma linha que pareça livre de erros de domínio do tempo ou da freqüência.
transmissão não detectados para a camada de rede é da
camada 02(CESPE STF 2008 Q91) Na comutação de pacotes, a
(A) de transporte. comunicação pode ser via datagramas ou circuitos
(B) física. virtuais. Na comunicação via circuito virtual, durante uma
(C) de sessão. conexão, os pacotes podem seguir diferentes rotas até o
(D)) de enlace de dados. destino; na comunicação via datagramas, a rota é
(E) de aplicação. estabelecida antes de cada mensagem ser enviada, e
pacotes de uma mesma mensagem seguem
17(FCC TRE-SP Q34) A unidade intercambiada na necessariamente a mesma rota.
camada de rede do modelo de referência OSI para redes de
computadores é 03(CESPE TSE 2007 Q66) Acerca das técnicas de
(A) quadro. comutação, assinale a opção correta.
(B)) pacote. A Na comutação por circuitos, é estabelecido um circuito
(C) bit. com capacidade fixa enquanto durar a conexão. Para
(D) semântica de informações. acomodar diferentes taxas de dados, ou vários usuários, o
(E) byte. meio de transmissão pode ser compartilhado por
múltiplos circuitos usando-se multiplexação síncrona por
18(FCC TRE-SP Q35) O dispositivo de rede denominado divisão do tempo.
gateway normalmente opera nas camadas OSI de B Na comutação por circuitos, os dispositivos conectados
(A) aplicação e de rede. podem transmitir em velocidades diferentes das dos seus
(B) transporte e de rede. pares. Essa técnica de comutação é eficiente quando há
(C) rede e de enlace de dados. intervalos durante os quais não há dados a transmitir.
(D) enlace de dados e física. C Na comutação por pacotes, a comunicação é via
(E)) aplicação e de transporte. datagramas. Embora os datagramas sejam tratados
independentemente, os datagramas para um mesmo
19(ESAF STN 2008 Analista de TI Q23) O mapeamento destino não podem seguir rotas diferentes.
correto entre protocolo e respectiva camada no modelo de D Em uma rede que suporta comutação por pacotes e
referência OSI é o circuitos virtuais, uma rota é definida durante a troca dos
a) SMTP – camada física. pacotes entre as estações e a rota não precisa ser mantida
b) TCP – camada de aplicação. fixa enquanto durar a conexão lógica.
c) SSL – camada de rede.
d) UDP – camada de enlace. 04(CESPE STF 2008 Q88) À medida que um pulso de
e) AAL 5 – camada de transporte. luz trafega através de uma fibra óptica, ocorrem os
fenômenos de dispersão e absorção. Em decorrência
20(ESAF–MPU–2004Q58) Com relação à aplicabilidade desses fenômenos, a intensidade do sinal transmitido
do modelo de referência OSI é correto afirmar que no nível através de uma fibra pode precisar ser renovada por meio
de rede, além de outras funcionalidades, encontram-se as de repetidores e amplificadores.
funções de
a) endereçamento, roteamento e controle de 05(CESPE STF 2008 Q89) Técnicas de modulação
congestionamento. podem transformar sinais digitais em analógicos.
b) multiplexação, seqüenciamento, segmentação e Algumas técnicas melhoram o uso da banda passante,
blocagem. pois possibilitam que cada elemento de sinalização
c) estabelecimento de conexão, transferência de dados e represente mais de um bit. Por exemplo, há técnicas em
encerramento de conexão de sessão. que cada elemento de sinalização representa dois bits.
d) identificação dos futuros parceiros na comunicação, por
exemplo, pelo nome ou endereço. 06(CESPE STF 2008 Q92) Em algumas redes que
e) autenticação, controle de acesso e integridade dos dados. empregam comunicação digital serial síncrona, para
sincronizar as estações nas comunicações, os dados são
Comutação/Multiplexação/Modulação/Codificação codificados ao serem transmitidos. Por exemplo, a
codificação Manchester possibilita recuperar informações
01(CESPE STF 2008 Q90) Na comutação de circuito, de sincronização a partir de dados recebidos.
caminhos dedicados de comunicação são estabelecidos entre
as estações que se comunicam. Cada caminho pode Com relação a transmissão de dados, julgue os itens a
seguir.

www.brunoguilhen.com.br   2 
Redes de Computadores  LFG‐TI  Bruno Guilhen 

minimização da latência e o aumento da robustez da


07(CESPE STJ 2008 Analista de TI Q101) A largura de comunicação.
banda de um canal corresponde à freqüência máxima que III. A qualidade de transmissão na comutação de pacotes
este pode transmitir. é assegurada pela alocação de uma fração fixa da
capacidade do link para o estabelecimento de uma ligação
08(CESPE STJ 2008 Analista de TI Q102) A capacidade virtual, exclusiva, entre ambos os nós, o que minimiza e
de um canal com largura de banda de 4 kHz e relação sinal até elimina a ocorrência de ruídos na comunicação.
ruído de 30 dB é inferior a 20 kbps. IV. A natureza contínua que caracteriza a comunicação de
dados é um fator determinante para o emprego da técnica
09(CESPE STJ 2008 Analista de TI Q103) De acordo de comutação de pacotes, em função de sua ineficácia no
com a teoria de Shannon, é possível, desde que seja tráfego de rajadas.
empregada codificação de canal adequada, que seja É correto o que consta APENAS em
transmitido sinal com taxa, em bps, infinita em largura de (A) III e IV.
banda, em Hz, nula. (B) II, III e IV.
(C) I e IV.
10(CESPE STJ 2008 Analista de TI Q104) A atenuação (D) I, II e III.
do sinal em um meio de transmissão diz respeito à redução (E) I e II.
de intensidade do sinal à medida que ele percorre o meio.
13(ESAF AFC/CGU 2008 Analista de TI Q21) O
11(CESPE TSE 2007 Q69) Considerando o diagrama esquema de multiplexação em que cada fonte
abaixo, que descreve técnicas de transmissora obtém acesso ao meio de transmissão por um
codificação de sinais digitais, assinale a opção correta. dado período, no qual cada intervalo de tempo é do
mesmo tamanho, é denominado multiplexação
a) por divisão de freqüência.
b) por divisão de comprimento de onda.
c) por divisão de comprimento de onda densa.
d) codificada por pulsos.
e) síncrona por divisão de tempo.

Topologia e Cabeamento

01(CESPE STJ 2008 Analista de TI Q105) As fibras


ópticas do tipo monomodo têm núcleo com diâmetro
inferior ao das fibras do tipo multimodo, e permitem a
transmissão de maiores taxas de dados a distâncias mais
longas.

02(CESPE STF 2008 Q82) A topologia de uma rede de


computadores indica como as estações na rede são
interconectadas. Em uma topologia em anel, a rede
a) O sinal 1 está codificado usando o formato tipicamente contém repetidores interligados por enlaces
Bipolar-AMI. físicos ponto a ponto, formando um anel, cada repetidor
b) O sinal 2 está codificado usando o formato de participa em dois enlaces e os dados circulam no anel.
codificação Differential Manchester.
c) O sinal 3 está codificado usando o formato 03(CESPE STF 2008 Q83) Na topologia em estrela, cada
Manchester. estação na rede conecta-se a um nó central, denominado
d) O sinal 4 está codificado usando o formato de nó acoplador, que pode ser do tipo passivo ou do tipo
codificação NRZI. ativo. Em acopladores ativos, os bits recebidos são
repetidos e ocorre uma colisão quando múltiplos sinais
12(FCC MPU 2007 Suporte Q41) Em relação às técnicas são simultaneamente recebidos em diferentes entradas.
de comutação de pacotes, considere:
I. Os pacotes são individualmente encaminhados entre nós 04(FCC MPU 2007 Suporte Q40) Em uma rede de
da rede através de ligações de dados tipicamente partilhadas velocidade 1000 Mbps pode-se utilizar cabos de par
por outros nós. trançado de categoria
II. A comutação de pacotes tem como características (A) 6 ou 5.
marcantes a otimização da largura de banda da rede, a (B) 6 ou 5e.

www.brunoguilhen.com.br   3 
Redes de Computadores  LFG‐TI  Bruno Guilhen 

(C) 6e ou 5e. 08(FCC TRE-SP Q38) Uma proposta para LAN óptica
(D) 6e ou 6. baseada em anel é
(E) 5e ou 5. (A)) FDDI.
(B) 100Base2.
05(FCC MPU 2007 Suporte Q42) No que concerne às (C) UDDI.
topologias de redes de computadores, considere: (D) 10Base2.
I. Nas redes locais, esse tipo de ligação é largamente (E) twisted pair.
difundido, devido às seguintes vantagens: uma interrupção
no cabo que liga a estação ao concentrador central não 09(FCC TRE-SP Q43) Uma opção de cabeamento para
derruba a rede, mas somente a estação cujo cabo está Ethernet que utiliza fibra óptica é o
rompido; permite gerenciamento de rede centralizado; (A) 100BaseT4.
permite a utilização de qualquer meio físico. (B)) 10Base-F.
II. O fato de cada nó possuir um repetidor regenerador de (C) 100Base-TX.
mensagens permite às redes que utilizam essa topologia (D) 10Base-T.
obterem uma distância bem maior entre cada nó, fazendo (E) 10Base2.
com que a distância máxima seja maior que nas outras
topologias. 10(FCC TRE-SP Q45) O IEEE 802.5 é uma rede local
que opera a 4 e 16 Mbps. Conhecida por Token Ring, tem
As assertivas I e II referem-se, respectivamente, às sua topologia baseada em
topologias (A) barramento paralelo.
(A) em estrela e em anel. (B) barramento serial.
(B) token ring e em barra. (C) estrela.
(C) em barra e em estrela. (D) barramento misto.
(D) em anel e em barra. (E))anel.
(E) token ring e em estrela.
11(ESAF STN 2008 Analista de TI Q17) O
06(FCC MPU 2007 Suporte Q45) No que diz respeito às administrador de uma rede deve selecionar um meio de
redes Fast Ethernet, é correto afirmar: transmissão para uma distância de longo alcance, de
(A) Existem alguns pontos nas redes em que há uma alta modo que interferências eletromagnéticas não são
concentração de tráfego; são os chamados "gargalos" que, permitidas. A solução mais adequada deve utilizar
na rede Fast Ethernet, podem ser aliviados com a instalação a) cabo coaxial.
de até 4 Hubs ou repetidores entre duas estações quaisquer. b) cabo par trançado não-blindado.
(B) Nesse padrão, podem ser aproveitadas todas as c) cabo par trançado blindado.
estruturas de cabeamento existentes na rede Ethernet d) infra-vermelho.
10BaseT, possuindo suporte, inclusive, para cabos coaxiais. e) fibra ótica.
(C) Na Fast Ethernet, a implementação física 100BASET4
utiliza cabo UTP e suporta transmissões halfduplex e full 12(ESAF–MPU–2004 Analista de TI Q56) - No
duplex. processo de organização dos enlaces físicos em um
(D) O padrão TIA 100BASE-SX, embora não seja parte do sistema de comunicação encontram-se diversas formas
padrão 802.3 Ethernet, tem a capacidade de interoperar com possíveis de utilização das linhas de transmissão. Essa
ele através da utilização dos quatro pares de cabos UTP forma de utilização do meio físico na conexão de estações
categoria 5. deu origem a uma classificação da comunicação no
(E) Mantêm as principais características do padrão Ethernet enlace. Com relação a essa classificação é correto afirmar
original, incluindo o mecanismo de controle de acesso ao que:
meio “CSMA/CD”, que diferencia-se apenas na velocidade a) na comunicação Simplex o enlace é utilizado apenas
de transmissão de pacotes. em um dos dois possíveis sentidos de transmissão.
b) na comunicação Full-simplex o enlace é utilizado nos
07(FCC Camara Federal 2007 Analista de TI Q65) O dois possíveis sentidos de transmissão, porém apenas um
padrão de velocidade e cabeamento 1000Base-T caracteriza por vez.
uma tecnologia de interconexão para redes locais c) na comunicação Full-duplex o enlace é utilizado nos
denominada dois possíveis sentidos de transmissão, porém apenas um
(A) 10-Gigabit Ethernet. por vez.
(B) Gigabit Ethernet. d) na comunicação Half-duplex o enlace é utilizado nos
(C) Wireless Ethernet. dois possíveis sentidos de transmissão simultaneamente,
(D) Fast Ethernet. metade da banda para cada sentido.
(E) 10Mbit/s Ethernet.

www.brunoguilhen.com.br   4 
Redes de Computadores  LFG‐TI  Bruno Guilhen 

e) na comunicação Half-simplex o enlace é utilizado nos 4 letra B 11 letra E


dois possíveis sentidos de transmissão simultaneamente, 5 letra A 12 letra A
metade da banda para cada sentido. 6 letra E 13 letra D
13(ESAF–MPU–2004 Analista de TI Q57) Analise as 7 letra B
seguintes afirmações relativas a redes de comunicação.
I. A topologia de uma rede de comunicação refere se à
forma como os enlaces físicos e os nós de comutação estão
organizados.
II. Várias redes interligadas segundo a topologia em anel
operam em configurações onde o nó central tem tanto a
função de gerência de comunicação como à função de
processamento de dados.
III. Em uma rede com topologia em estrela cada nó é
interligado a um nó central, por meio do qual todas as
mensagens devem passar.
IV. O desempenho obtido em uma rede em anel depende da
quantidade de tempo requerido pelo nó central para
processar e encaminhar a mensagem.
Indique a opção que contenha todas as afirmações
verdadeiras.
a) I e II
b) II e III
c) III e IV
d) I e III
e) II e IV

Gabarito OSI/ISO
1 F 11 V
2 V 12 F
3 V 13 letra B
4 F 14 letra C
5 V 15 letra A
6 V 16 letra B
7 F 17 letra B
8 F 18 letra E
9 V 19 letra E
10 F 20 letra A

Gabarito
Comutação/Multiplexação/Modulação/Codificação
1 V 8 E
2 F 9 E
3 letra A 10 V
4 V 11 letra C
5 V 12 letra E
6 V 13 letra E
7 E

Gabarito Topologia e Cabeamento


1 V 8 letra A
2 V 9 letra B
3 V 10 letra E

www.brunoguilhen.com.br   5 

Você também pode gostar