Você está na página 1de 4

2.

O Processo de Independênci1
P"r" M"ri" Odil" Di"s, o processo de independênci"
do Br"sil teve seu início j9 em 1808, com "
tr"nsmigr"ç@o d" corte p"r" o Rio de J"neiro, sendo,
port"nto, um processo:

Processo de Independênci1 (M1ri1 Odil1


Di1s)
● Tr"nsmigr"ç@o d" corte (1808);
● Elev"ç@o do Br"sil I c"tegori" de Reino Unido
(1815);
● Grito do Ipir"ng" (7 de Setembro de 1822);
● Fim d"s Guerr"s de Independênci" (1824);
● Regênci" (1821);
● Lei Alves Br"nco (1844);
● G"binete de Concili"ç@o (1853)

As mud"nç"s que ocorrer"m no Br"sil com " vind" d"


f"míli" re"l "lter"r"m su"s estrutur"s p"ul"tin"mente,
em um processo de Interioriz)ç+o d) Metrópole, que
n"d" m"is er" do que o enr"iz"mento de estrutur"s de
metrópole em território coloni"l.

Interioriz1ç:o d1 Metrópole
● Tr"nsmigr"ç@o d" corte (núcleo de poder);
● Vind" de instituições e órg@os burocr9tico-
govern"ment"is;
● Estímulo I imigr"ç@o;
● Urb"niz"ç@o do Rio de J"neiro;
● Miss@o Fr"nces" de Artes;
● Abertur" de Estr"d"s e c"dei"s produtiv"s;
● Revog"ç@o do Alv"r9 de 1785 (proibiç@o de
m"nuf"tur"s);
● Abertur" de Indústri"s e Missões Científic"s;
● Abertur" dos Portos Is N"ções Amig"s (M"r"nh@o,
Recife, S"lv"dor, S"nt" C"t"rin", Rio);

Neste período, o governo português l"nçou m@o de


tr"t"dos desigu"is com " Ingl"terr", j9 que est" supri"
proteç@o e "poio " Portug"l nest" époc" de "me"ç"s
do império n"poleônico, bem como proveu suporte I
própri" empreit"d" de tr"nsmigr"ç@o d" corte. Deste
modo, for"m cunh"dos os Tr)t)dos de 1810 (ou
Tr)t)dos Desigu)is) entre Portug"l e Ingl"terr".

Tr1t1dos de 1810
Portug'l e Ingl'terr'
Tr't'do de Ali'nç' e Amiz'de Tr't'do de Comércio e N'veg'ç9o
-Fim d" Inquisiç@o; -15% de teto t"rif9rio "os produtos
-Tolerenci" Religios"; ingleses;
-Cemitério dos Ingleses; -Promess" de "boliç@o do tr9fico
-Juiz Conserv"dor (leis ingles"s) negreiro;
-Poder de vistori" n"s emb"rc"ções
portugues"s;
Lord Str'ngford
Represent"nte Inglês no Br"sil.
Negociou os termos dos tr"t"dos de 1810.

2.1 A Revoluç:o Liber1l do Porto


(1820)
Portug"l encontr"v"-se em declínio no período pós
n"poleônico, de modo que p"ss"v" por revolt"s e
conspir"ções, sendo est" " m"is signific"tiv" del"s no
embito de independênci" br"sileir".

Contexto de Portug1l em 1820


● Declínio econômico → "bertur" dos portos do
Br"sil;
● Orf"nd"de de reino → corte do Br"sil;
● Poucos recursos → custo de guerr"s;
● Revolt"s contr" o governo → governo inglês (rei no
Br"sil)
Willi'm Beresford
Govern"nte de Portug"l em 1820

Portug"l lidou com ins"tisf"ç@o crescente,


princip"lmente n"s c"m"d"s médi"s d" popul"ç@o;
em 1817 h"vi"-se m"nd"do perseguir m"çons ("gend"
iluminist"), sendo " execuç@o de Gomes Freire um
símbolo disso.

Em 1820 eclode o “vintismo”, ou Revoluç+o Liber)l do


Porto, enqu"nto Beresford est"v" no Br"sil tendo com
o rei sobre como lid"r com " situ"ç@o em Portug"l;
este foi mesmo impedido de desemb"rc"r em seu
regresso I Lisbo".