Você está na página 1de 14

UNIVERSIDADE DO ESTADO MINAS GERAIS

CURSO DE PEDAGOGIA

A ROTINA ESCOLAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Ibirité

2014
Alaize Dias P. Gualter, Gilvanete R. Costa, Luciana M. dos Santos, Tamiris S. de Campos

PRE PROJETO DE PESQUISA:

Pré-projeto de pesquisa apresentado à disciplina


Metodologia do Trabalho Científico I do 2º período
manhã do curso de Pedagogia UEMG

Professora: Cíntia Ramaldes

Ibirité

2014
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO ...................................................................................................................... 4
2. A ROTINA ESCOLAR .......................................................................................................... 4
3 METODO .............................................................................. Error! Bookmark not defined.
3.1Instrumento de coleta de dados ................................ Error! Bookmark not defined.
4 APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS .................. Error! Bookmark not defined.
5 CONSIDERAÇÕES FINAIS ................................................ Error! Bookmark not defined.
REFERÊNCIAS
ANEXOS
APÊNDICE
4

1. INTRODUÇÃO

Este trabalho tem por objetivo compreender a importância da rotina escolar na educação
infantil em seus aspectos positivos e negativos no processo de ensino aprendizagem.

Rotina escolar significa desenvolver o trabalho diário por meio de horários, tarefas pré-
estabelecidas e atividades cotidianas organizadas da melhor forma possível nas instituições de
ensino.
Atualmente a criança é introduzida no ambiente escolar cada vez mais cedo, e o ato de educar
é compartilhado entre pais e as instituições de ensino sejam elas privadas ou particulares.
A educação nas instituições já não tem mais um caráter formativo do ponto de vista da
alfabetização, contribui, além disso, na formação do cidadão. Se a criança é retirada de seu lar
onde o circulo familiar é seu mundo, produzindo um ambiente seguro, a função da escola é
um complemento que sai do papel de cuidador para educador já que, segundo Pedroza e
Volkoy (2005) a educação infantil passa a olhar criança, como sujeito da educação de
desenvolvimento integral, nos aspectos cognitivos, afetivos, efetivos motores e simbólicos.
A rotina proporciona a repetição, o previsível, o conhecido, localizado no tempo e no espaço,
que favorece segurança dentro de um planejamento.
Neste aspecto é importante que uma rotina seja elaborada já que de acordo com Pedroza e
Volkoy (2005), a educação infantil possui um papel importante na formação da personalidade
da criança ,visto que permite sua adaptação e vivência em comunidade, em grupos que vão
além dos familiares. Do desenvolvimento do processo educativo nesse período é que pode
formar a base da relação educação, escola, aluno.
Entendemos que este período da educação que se principia em creches, em muitas situações
de horário integral é que a criança vai ter sua referência positiva ou negativa ao longo de sua
vida escolar.

2. A ROTINA ESCOLAR

Rotina diz respeito ao cotidiano, ao previsível, com horários estabelecidos, repetidos, tudo
sempre igual, seguro e confiável.
Para a criança rotina significa conforto, confiança, a certeza do previsível, e na escola
significa a mesma professora, os mesmos colegas, o mesmo ambiente com alguma mudança
mínima dentro de um planejamento, mas que ainda assim é previsível.
5

Mantagute (2008 apud Bilória ; Metzner, 2013) , diz que a rotina pode ser definida como uma
categoria pedagógica utilizada nas instituições educativas para auxiliar o trabalho do
educador, sobretudo, para garantir um atendimento de qualidade para as crianças.
Neste contexto a rotina não deve ser algo massacrante, privado do novo, ou mesmo do prazer
e da diversão. Deve ser estabelecida como parte da pedagogia que não elimina a avaliação do
processo ensino aprendizado com o objetivo de ter o cuidado de produzir conhecimento, e
mesmo estimular a criatividade despertando a vontade e interesse da criança pelo novo.
A prática escolar, na educação infantil possui uma dicotomia sobre sua real função. As
creches públicas, e mesmo os hotelzinho particulares tem um função de cuidar ou escolarizar?
O PCN da educação infantil MEC (1998), diz que a instituição de educação infantil deve
tornar acessível a todas as crianças que a frequentam, indiscriminadamente, elementos da
cultura que enriquecem o seu desenvolvimento e inserção social. Cumpre um papel
socializador, propiciando o desenvolvimento da identidade das crianças, por meio de
aprendizagens diversificadas ,realizadas em situações de interação. O professor tem um
função importante no desenvolvimento da criança como um todo, então cuidar e educar
devem caminhar juntos, pois segundo a teoria de Vygotsky o professor juntamente com os
colegas podem contribuir para o desenvolvimento da criança.

2.2 A ROTINA ESCOLAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL

A educação infantil atende crianças de 0 a 6 anos de idade. Crianças que em diversas


situações são afastadas de sua zona de confortos, dentro do ambiente familiar. Com a inserção
da mulher no mercado de trabalho, cada vez mais as crianças são atendidas na pre escola,
creches seja em horário integral ou em meio horário, é importante que o ambiente seja
preparado para receber essa criança oferecendo um substituto que propicie segurança física e
psicológica para que este processo seja o menos traumático possível.
Crianças chorando em seu primeiro dia de aula é uma cena comum nas portas de pré escola e
creches. Preparar um ambiente que ofereça conforto a essas crianças faz parte da rotina onde
o conhecido produz confiança.
O lúdico como ferramenta pedagógica na pratica da educação infantil é uma forma de
auxiliar n preparação desse ambiente procurando adaptar a atividade escolar ao cotidiano da
criança. Segundo Lobato (2013) Um ambiente é um espaço construído que se define nas
relações com os seres humanos. O espaço físico é o lugar do desenvolvimento de múltiplas
habilidades e sensações e a partir da sua riqueza e diversidade, ele desafia permanentemente
6

aqueles que o ocupam. Assim a organização desse espaço faz parte da criação de uma rotina
que deve ser estimulante, e não massacrante.
Segundo Bilória ; Metzner (2013) nas instituições de Educação Infantil, a rotina torna-se um
fator de segurança, pois orienta as ações das crianças e dos professores favorecendo a
previsão de situações que possam vir acontecer. O processo ensino aprendizagem construído
ao longo da vida escolar do individuo pode ser traumático a partir de um inicio que tenha um
peso negativo nessa primeira impressão que se forma a partir da educação infantil.
A criança ainda em formação de sua personalidade tem influencias diversas do ambiente em
que esta inserido, Pedroza ; Vokoy (2002) entendem que a educação infantil possui um papel
importantíssimo na formação da personalidade da criança, visto que permite a sua adaptação à
vivência em comunidade, em grupos que vão além dos limites familiares, e contribui para a
formação do eu psíquico.
Tendo em vista este aspecto é importante que a rotina escolar na educação infantil não seja
um processo mecânico, carente de criatividade, mas que seja uma pratica pedagógica que
possa influenciar de forma positiva o processo ensino aprendizagem.

3 METODO
Utilizou-se o método dedutivo, apresentando a rotina escolar em uma concepção mais
abrangente na educação, para direcionar em particular a educação infantil. A coleta de dados
realizou-se através de pesquisas bibliográficas em sites específicos de publicações científicas,
seleção de artigos sobre o tema escolhido. Após a seleção dos textos, realizou-se leituras, a
qual, foram analisados os pontos principais para a discussão do tema, buscando responder as
questões relacionadas a compreensão e importância da rotina escolar.

4 APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS

De acordo com as publicações cientificas pesquisada a rotina escolar tem um papel


fundamental e significativo uma vez que através dela a criança passa a ter confiança e
certeza do previsível. Saber que depois de determinada tarefa ocorrera outra, diminui a
ansiedade das pessoas sejam elas grandes ou pequenas Mantagute (2008 apud Bilória ;
Metzner, 2013).
Escolas que não possuem uma rotina adequada dificulta o trabalho do professor, bem como, a
adaptação e autonomia das crianças. As atividades de rotinas faz com que as crianças
7

desenvolvam hábitos indispensáveis a preservação da saúde física e mental como, por


exemplo, a ordem, a higiene, o repouso, a alimentação correta etc.
Deste modo a rotina passa a ter um papel socializador, realizada em situações de interação
que passa a influenciar de forma positiva o processo ensino aprendizagem. E o professor
exerce um papel de organizador das relações sociais no espaço educativo proporcionando uma
rotina de acordo com o conhecimento da criança. A rotina é um limite e um caminho que
indica outra forma de satisfação das necessidades da criança Rego (1996 apud Pedroza ;
Vokoy, 2005). Ela ao invés de ser uma coisa monótona e cansativa, tem que ser criativa,
prazerosa, dinâmica e interessante.
Assim como diz Barbosa ( 2000 apud Bilória ; Metzner , 2013), a rotina além de fornecer a
sequencia das atividades diárias utiliza-se de elementos que possibilitam a sua manifestação
como a organização do ambiente, os usos do tempo, a seleção e a proposição de atividades e a
seleção e construção dos materiais. Isto possibilita que uma rotina bem planejada assuma
uma função pedagógica, ajudando na educação do sujeito para a convivência diária, papel este
que no decorrer da vida vai se ampliando saindo do ambiente domestico e escolar para o
ambiente de trabalho entre outros.
A criança e sua formação seja ela do ponto de vistas da educação escolar formal, ou informal
enquanto sujeito na sociedade é objeto de estudo de inúmeros pesquisadores. Psicólogos e
educadores tem em seus estudos, procurado entender o universo infantil, como forma de
compreensão do adulto. Entender a melhor forma de contribuir na formação de um sujeito
autônomo, critico participativo na sociedade. O pedagogo como aquele que conduz a criança
principalmente para o caminho do aprendizado deve ser um pesquisador além de professor
para melhor contribuir para a construção de um educação de qualidade.
A rotina escolar na educação infantil é de grande importância na formação do ambiente que
acolhe o educando, é o que aponta os autores aqui apresentados.
Pedroza; Volkoy (2013) sugere como referencial teórico para auxilio na construção do
universo infantil na área da educação, o construtivismo de Piaget, a perspectiva sócio
histórica de Vygotsky e de Wallon e contribuições da psicanálise, uma vez que a construção
de uma rotina que possa ser positiva no processo ensino aprendizagem tem mais importância
do que lhe é atribuída e possui mais complexidades do que aparenta.

5 CONSIDERAÇÕES FINAIS
8
9

REFERÊNCIAS

FRANÇA, Junia Lessa. ; VASCONCELLOS, Ana Cristina de. Manual de normalização de


publicações técnico-científicas. 9 ed. Belo Horizonte: UFMG, 2013. 236 p.

BILORIA, Jéssica Ferreira; METZNER, Andréia Cristina


10
11
ANEXOS
APÊNDICE