Você está na página 1de 25

PR. ELTON B.

SOUZA

Dez chaves para


interpretar o
Apocalipse
baseado em: EDWIN REYNOLDS, Revista Adventista, março de 2016 
Próprio livro se

proclama profético

(Ap 1:3; 22:7,10).

Não é qualquer tipo de


1. GÊNERO
DO LIVRO profecia.
Existe a profecia geral e

a apocalíptica.

Profecia geral: Isaías a

Ezequiel e de Oséias a

Malaquias.

1. GÊNERO Profecia Apocalíptica:

DO LIVRO Daniel e Apocalipse.


Um livro sempre tem seu genêro

prioritário.

Um livro pode ter gêneros secundários:

- Sermão profético em Mateus (Mt 24);

- Cartas em Apocalipse (Ap 2,3);

1. GÊNERO - Narrativa em Daniel (Dn 1-3) ;

DO LIVRO - Poesia em Lucas (Lc 1).


Profecia geral Profecia apocalíptica

Visão de curto alcance. Visão de longo alcance.

Duplo cumprimento. Cumprimento único.

Enfoque imediato. Enfoque no tempo do fim.

Situação local em vista. Toda a extensão da história.

Condicional. Incondicional.

Fonte: JON PAULIEN, Parousia, volume 4: Princípios do fim, p.25.


Propósito explícito: Revelar

Jesus através das coisas que

vão acontecer (Ap 1:1,3).

Propósito implícito: Incentivar a

fidelidade e perseverança dos


2. PROPÓSITO
leitores e ouvintes (Ap 2:10)
DO LIVRO
Não há consenso sobre a

estrutura do Apocalipse.

Há porém, elementos

estruturais-chaves.

O elemento mais

importante é a divisão do

livro em 2 partes:
3. ESTRUTURA Histórica e Escatológica.
H. B. Swete divide o livro

entre os capítulos 11 e 13.

Keneth Strand divide

entre o 14 e 15.

Roy Naden divide entre

Ap 12:11 e 12.
3. ESTRUTURA
Ranko Stefanovic sugere

que a divisão seja entre

Ap 11:19-13:18 (visão do

Grande Conflito).

3. ESTRUTURA
3. ESTRUTURA
A. Prólogo (1:1-8)

   B. Promessas ao vencedor (1:9-3::2.2)

     C. A obra de Deus para a salvação da humanidade (4-8:1)

        D. A ira de Deus mesclada com misericórdia (8:2-9:21)

           E. João é comissionado para profetizar (10-11:18)

              F. O grande conflito entre Cristo e Satanás (11:19-13:18}

           E'. A igreja proclama o evangelho do fim do tempo (14:1-20}

        D'. A ira final de Deus mesclada com misericórdia (15-18:24)

     C'. Se completa a obra de Deus para a salvação da humanidade (19-21:4)

   B'. Cumprimento das promessas ao vencedor (21:5-22:5)

A'. Epílogo (22:6-21)


Fonte: RANKO STEFANOVIC, Revelation of Jesus Christ, p. 37 
Outro elemento estrutural

são unidades literárias com

o número sete.

Sete cartas, sete selos,

sete trombetas e sete

3. ESTRUTURA taças.
O Apocalipse traz blocos

de profecia historicista.

Os eventos começam no

tempo do profeta e se

encerram no tempo do fim.

Igual ao que acontece em

3. ESTRUTURA Daniel.
O Apocalipse é o livro do NT

mais fundamentado no AT.

Não há citações diretas, mas

muitas alusões, referências e

simbolismo.

4. RELAÇÃO Interpretar símbolos do

COM O ANTIGO Apocalipse sem consultar o

TESTAMENTO AT é um grande erro.


Exemplo de interpretação sem o uso do Antigo Testamento:

O número 666 de Ap 13:18 seria o cálculo de "vicarius filli

dei" na tiara papal.

Esta técnica (gematria) nunca é usada para decifrar os

outros números do Apocalipse (ex: 144 mil).

O contexto do verso sugere que os leitores primários

teriam condições de dicernir o código.

O NT foi escrito em grego, não faz sentido calcular um

nome em latim.

Não há evidências concretas desta inscrição na tiara.


Exemplo de interpretação com o uso do Antigo Testamento:
Os matemáticos babilônios baseavam cálculos no

sistema sexagesimal.

O deus supremo da babilônia era representado com o

número 60.

Isto explica a medida da estátua de Dn 3 ter 60X6

côvados.

Esta estátua foi usada em uma união entre governo e

religião para impôr uma falsa adoração.

Fonte: RANKO STEFANOVIC, Revelation of Jesus Christ, p. 425-427 


Exemplo de interpretação com o uso do Antigo Testamento:

Outra menção do AT sobre 666 está em 1 Rs 10:14.

Era o valor do imposto que Salomão arrecadava.

Após esta descrição que começa a ser narrada a

apostasia e idolatria de Salomão (1 Rs 11).

Um leitor ou ouvinte que fosse familiarizado com o AT,

facilmente ligaria 666 como um número que representa

idolatria e imposição a um falso culto.

Fonte: RANKO STEFANOVIC, Revelation of Jesus Christ, p. 425-427 


O Apocalipse é construído por uma

sequência de marcadores literários,

como repetições de palavras

(‘vi’, ‘ouvi’, ‘bem-aventurados’, ‘alfa e

ômega’, etc.) e paralelos temáticos

5. UNIDADE (visões do trono, juízos, etc.)


É uma das características dos escritos

joaninos (Evangelho e as epístolas).

Se refere ao contraste entre o bem e

o mal.

É facilmente visto através do grande

6. DUALISMO conflito de Ap 12 (Miguel vs Dragão,

ÉTICO Dragão vs Mulher).


Soberania divina.

Justiça divina.

Jesus na história da salvação.

Papel da igreja no plano divino.

7. TEMAS Papel da profecia no plano divino.

CENTRAIS Povo de Deus e o Juízo.


O Apocalipse menciona o templo

(3:12; 21:22), seus móveis (4:5;

8:3; 11:19) e vestimentas

sacerdotais (4:4; 5:8).

O Apocalipse menciona os ritos

do santuário (5:6, 9; 8:3-6).

O Apocalipse parece seguir o

ciclo das festas anuais centradas


8. SANTUÁRIO no santuário.
Os símbolos que João usou

para descrever as visões, não

surgiram do nada.

Os símbolos refletem sua

experiência de vida: linguagem,


9. SIMBOLISMO
local e tempo.
Há pelo menos 4 fontes dos símbolos

usados por João:

Antigo Testamento.

Cenário da Ásia menor.

Literatura apocalíptica judaica.

Novo Testamento.
9. SIMBOLISMO

Fonte: RANKO STEFANOVIC, Revelation of Jesus Christ, p. 18 


O Apocalipse é chamado de

"quinto Evangelho".

Os 4 Evangelhos tratam do

ministério terrestre de Jesus.

O Apocalipse é uma continuação

dos Evangelhos.

10. MENSAGEM DE O Apocalipse apresenta o que

CRISTO Jesus faz pelo seu povo no céu.


O foco principal do Apocalipse não é:

A igreja Adventista.

A igreja Católica.

Eventos históricos.

Notícias de jornal.

O foco principal do Apocalipse é

10. MENSAGEM DE Jesus e sua obra ao longo da

CRISTO história.
Materiais de
apoio