Você está na página 1de 37

RELATÓRIO DE PRÁTICA DE ENSINO E ESTÁGIO SUPERVISIONADO

DE HISTÓRIA I

Marcelo Ferreira de Souza Oliveira

Valença- RJ
Maio de 2018
Marcelo Ferreira de Souza Oliveira

RELATÓRIO DE PRÁTICA DE ENSINO E ESTÁGIO


SUPERVISIONADO DE História

Este trabalho é pré-requisito para


aprovação na disciplina Prática de
Ensino e Estágio Supervisionado de
História, do Curso de História
(modalidade EAD), ministrada pela
professora Alessandra Silveira
Borghetti Soares , da Universidade
Estácio de Sá.

Valença- RJ
Maio de 2018
Sumário :

Introdução 4

1.Estrutura e Funcionamento da escola 5

1.1.Aspecto físico, humano e material 6

1.2. Projeto político pedagógico 8

1.3. A escola como grupo social 17

1.4. Atividades docentes e discentes 18

2. Considerações finais 19

3. Referências bibliográficas 20

4. Anexos 21
INTRODUÇÃO

Este Relatório de Estágio tem como objetivo o cumprir uma exigência da Lei
de Diretrizes e Base da Educação Nacional, fazendo com que o aluno uma
teoria e prática.

Este estágio tem como objetivo orientar o aluno a observar a dinâmica de uma
escola, fazendo com que o aluno esteja aos poucos se familiarizando com o
ambiente escolar, o presente relatório constitui um resumo daquilo foi
observado na escola no que diz respeito aos aspectos físicos, humano e
material, parte estrutural e funcional da escola, assim como o projeto político
pedagógico da escola, e as relações entre educadores e educando.

De acordo com Almeida( 1995) os estágios curriculares devem ser


desenvolvidos em três etapas: a primeira é a observação, em que o aluno é
colocado em contato direto com as turmas e fica incubido de observar a aula
do professor destas , anotando num caderno próprio o desenrolar da aula; a
segunda é a participação do aluno- estagiário, que fica invariavelmente
dependendo da vontade do professor da classe, e traduz-se no cotidiano da
sala de aula, mas na maioria das vezes, a participação simplesmente não
existe; e a última é a regência das aulas, através da intervenção, quando o
aluno elabora um plano de aula sobre determinado assunto, em seguida
executa aquilo que foi planejado na classe onde está fazendo o estágio.

Faz-se necessário a inserção do aluno na realidade do cotidiano escolar para


aprender com a prática dos profissionais da docência ( Pimenta, 1995).

4
1. Estrutura e Funcionamento da Escola

A Escola Municipal Manuel Duarte, local onde eu realizo o estágio de


observação escolar fica localizada , no município de Rio das Flores- RJ no
distrito de Manuel Duarte.

A Escola Municipal Manuel Duarte, oferece Educação Infantil (1º e 2º Período)


e Ensino Fundamental (1º ao 9ºano de escolaridade, com funcionamento nos
turnos da manhã e tarde. Faz parte do Projeto Inclusão Digital, com um
Laboratório de Informática onde atende comunidade escolar e local. Aderiu ao
Programa Mais Educação com as modalidades: Esporte e Lazer, Letramento,
Banda e Rádio. Oferece, através da Secretaria Municipal de Educação,
atendimento Psicopedagógico, Fonoaudiológico e ainda Atendimento
Educacional Especializado)

5
1.1. Aspecto físico, humano e material

Infraestrutura da escola:

 Água filtrada

 Água da rede pública

 Energia da rede pública

 Esgoto da rede pública

 Lixo destinado à coleta periódica

 Acesso à Internet

 Banda larga

Equipamentos

 Computadores administrativos

 Computadores para alunos

 Copiadora

 Impressora

 Aparelho de som

 Projetor multimídia (datashow)

 Câmera fotográfica/filmadora

Dependências

 6 salas de aulas

 31 funcionários

 Sala de professores

 Laboratório de informática

 Cozinha

 Sala de leitura

 Banheiro dentro do prédio

 Banheiro adequado à educação infantil

6
 Banheiro adequado à alunos com deficiência ou mobilidade reduzida

 Sala de secretaria

 Banheiro com chuveiro

 Refeitório

 Despensa

 Pátio descoberto

A Equipe Técnico - Administrativo- Pedagógico é constituída por um Diretor,


uma Diretora - Adjunta, duas professoras orientadoras e uma auxiliar de
secretaria. O corpo docente é constituído por 22 professores, sendo 02
professores de Educação Infantil, 05 professores de Ensino Fundamental I e 15
professores de Ensino Fundamental II. Conta também com uma equipe de
apoio constituída de 02 Inspetores de alunos, 04 merendeiras, 01 servente e 01
faxineiro.

7
1.2. Projeto Político-Pedagógico

Projeto Político Pedagógico

Escola Municipal Manuel Duarte

“Ninguém ignora tudo. Ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa.
Todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre.”

Paulo Freire

1- INTRODUÇÃO

A Escola Municipal Manuel Duarte, esta localizada a Rua Rosária Durço


Duarte, n° 240, Manuel Durte, município de Rio das Flores – RJ . Telefone (24)
24580142, email: escola.manueldurte@gmail.com

A Equipe Técnico - Administrativo- Pedagógico é constituída por um Diretor,


uma Diretora - Adjunta, duas professoras orientadoras e uma auxiliar de
secretaria. O corpo docente é constituído por 22 professores, sendo 02
professores de Educação Infantil, 05 professores de Ensino Fundamental I e 15
professores de Ensino Fundamental II. Conta também com uma equipe de
apoio constituída de 02 Inspetores de alunos, 04 merendeiras, 01 servente e 01
faxineiro.

Modalidades: Educação Infantil, Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) e


Ensino Fundamental (6º ao 9 ano).

O projeto político pedagógico foi elaborado com a participação de todos os


funcionários da escola, representante da comunidade, conselhos escolares,
pais e representante de alunos. O mesmo foi elaborado numa reunião realizada
na escola, onde foram apresentados dados sobre dificuldades enfrentadas pela

8
escola, índice do IDEB, desempenho em avaliações nacionais, limitações
físicas e necessidades pedagógicas emergentes.

Diante dos dados os integrantes foram solicitados a anotar sugestões e


medidas necessárias de urgência, bem como foram convidados a propor metas
para a escola.

2- FINALIDADES DA ESCOLA

A escola acredita na qualidade do ensino através da valorização do ser


humano, através de projetos e incentivo à leitura, de forma reflexiva e crítica.
Considerando o aluno, como sujeito de sua própria aprendizagem, onde o
conhecimento é construído progressivamente pelo aluno, mediado e
incentivado pelo professor. A organização do trabalho escolar baseia-se no
prazer de conhecer e descobrir, o que estimula o desenvolvimento da
autonomia de nossos alunos.

Recursos físicos: a escola possui: 6 salas de aula, sala de professores,


laboratório de informática, cozinha, sala de leitura, banheiro dentro do prédio,
banheiro adequado à educação infantil, banheiro adequado à alunos com
deficiência ou mobilidade reduzida, sala de secretaria, banheiro com chuveiro,
refeitório, despensa, pátio descoberto e rampas de acessibilidade na entrada
da escola.

A escola possui mobiliário em quantidade suficiente. Quanto aos


equipamentos possui : computadores administrativos, computadores para
alunos ( laborário de informática), copiadora, impressora, aparelho de som,
projetor multimídia (datashow), câmera fotográfica/filmadora, freezer e
geladeira.

9
3. PEDAGÓGICA

A Secretaria Municipal de Educação em parceria com pedagogos e professores


organiza um planejamento anual para toda a Rede Municipal, que é subdivido
em bimestres. Este e recebido pelas escolas e organizado de acordo com a
realidade de cada escola, considerando contexto social, nível de aprendizagem
e projeto da escola.

No início do ano, e sempre que se faz necessário, a escola adota o período de


diagnóstico, onde cada professor faz um levantamento das necessidades da
turma. E elabora seu planejamento bimestral de acordo com as necessidades
de cada turma.

As turmas são organizadas de forma heterogênea e dividas em séries do 1º


período ao 9º ano. Na educação infantil ao 5 º ano a turma dispõe de uma
educadora habilitada. Do 6º ao 9º ano, cada disciplina possui um educador
especialista da área.

A interação do grupo de educadores se faz mensalmente através de reuniões,


destinados a projetos e estudos coletivos, onde participam todos os
professores, pedagogo e direção da escola, e sempre que se faz necessário,
demais funcionários.

A escola trabalha bastante com projetos de ensino, e estabelece parcerias com


escolas próximas e com a comunidade. Acredita e apoia atividades criativas e
educativas, como gincanas, eventos, proteção ao meio ambiente, incentivo a
leitura dentre outros aspectos.

10
4- CURRÍCULO

De acordo com Moreira & Candau (2008) à palavra currículo associa-se a


várias concepções, que derivam dos diversos modos de como a educação é
concebida historicamente. Sendo assim, o contexto sócio-econômico, políticos
e culturais contribuem para que o currículo venha a ser entendido como:
conteúdos a serem ensinados e aprendidos, experiências de aprendizagem
dos alunos, planos pedagógicos, objetivos a serem alcançados por meio do
ensino, processos de avaliação, dentre outros aspectos.

Entendemos que o currículo é uma construção e seleção de conhecimentos e


práticas produzidas em contextos concretos, e fundamentos nas dinâmicas
sociais, políticas, culturais e pedagógicas e que não é composto de conteúdos
prontos e acabados a serem repassados aos alunos.

Currículo como experiências escolares que se desdobram em torno do


conhecimento, em meio a relações sociais, e que contribuem para a construção
das identidades de nossos alunos. Currículo associa0se assim, ao conjunto de
esforços pedagógicos desenvolvidos com intenções educativas” (MOREIRA &
CANDAU, 2008, p. 17)

O conhecimento é considerado para nossa escola como o eixo estruturante do


currículo e da pratica docente, conhecimento esse, que é entendido como um
campo dinâmico de produção, criação e construção crítica.

A escola preserva o direito à cultura, como dever do currículo de garantia de


cultura a novas gerações. Bem como, a superação de preconceitos e
conhecimento étnico-racial

11
5- TEMPOS E ESPAÇOS ESCOLARES

O planejamento é organizado coletivamente e de forma bimestral, embora


tenha flexibilidade para alterações em qualquer tempo, e feito por turma. O
tempo escolar é dividido em bimestres.

Os alunos são organizados em turmas que giram entre 15 a 30 alunos e na


maior parte das vezes é composta por turma única. Em caso de duas turmas, a
escola utiliza da heterogeneidade para organizar as mesmas.

O horário de aula é dividido em dois turnos, o primeiro das 07horas as


11h45mim o segundo turno de 12:30horas as 17horas.

6- PROCESSO DE DECISÃO

A escola trabalha em regime de parcerias, onde todos os profissionais


contribuem para o bom andamento da escola. Os alunos são assistidos e
orientados pelos professores, que se responsabilizam em ensinar e promover
mediação entre os alunos e as informações.

Os pais nos apóiam nas decisões e na condução dos alunos no processo


educativo. Temos reuniões bimestrais e sempre que necessário visitam e
procuram informações na escola.

Os professores são coordenados pelo pedagogo, que se responsabiliza pelo


apoio e organização pedagógica da escola, acompanhamento dos alunos e da
aprendizagem. Esta presente na escola 4 dias da semana.

12
A Direção e vice-direção se responsabilizam pelo bom funcionamento da
escola, da questão administrativo, financeira e pedagógica.

Os conselhos apóiam e sugerem metas para nossa escola, acompanham de


perto nossas ações e dificuldades.

Quando a escola precisa de apoio pedagógico a Secretaria Municipal de


Educação dispõe de uma assessoria pedagógica destinada a atender cada
segmento de ensino (educação infantil, séries Iniciais do Ensino Fundamental,
6º ao 9º ano e Educação especial) além do apoio da Inspeção escolar.

Em casos de indisciplina que não podem ser resolvidas na escola, temos o


apoio do Conselho Tutelar que se mostra atuante e participativo na relação
escola, família e sociedade.

7- RELAÇÕES DE TRABALHO

As relações de trabalho se dão através de uma proposta de transparência e


respeito ao trabalho do outro, incentivando o trabalho em equipe e respeito ao
colega. Nesse trabalho a escola procurou delinear em reuniões periódicas as
funções de cada profissional, fundamentando-se no Estatuto do Servidor do
município e nas necessidades da escola. Foi realizada uma definição clara de
papéis, não perdendo de vista, a necessidade de boa relação e apoio sempre
que necessário entre os colegas.

Os conflitos de relações são pouco freqüentes na escola, seja aluno/aluno,


professor/aluno, professor/professor ou professor/direção. Quando ocorre
casos de conflitos com alunos, de preferência são resolvidos pelo professor,
quando essa estratégia não e possível, os alunos são encaminhados a direção,
onde é atendido pelo pedagogo e pela direção. A família é sempre

13
comunicada, por bilhetes ou são solicitadas a comparecer a escola. Conflitos
que excedem essas medidas são encaminhados ao conselho tutelar.

Conflitos com professores e funcionários, são preferencialmente resolvidos na


escola, através de um diálogo transparente, registrados em ata. Quando não
resolvido são encaminhados a órgão componente da Secretaria Municipal de
Educação.

Os profissionais da escola são habilitados para a área em que atuam e estão


em constante formação profissional. É importante considerar que a rede
municipal de ensino investe bastante em cursos de qualificação em serviço, o
que possibilita uma reciclagem permanente dos profissionais.

O envolvimento da família com a escola e os professores é um processo ainda


em desenvolvimento, que gradualmente vem se efetivando. Mas, ainda é um
entrave para a escola. O envolvimento dos pais com a escola ainda é
considerado baixo. A escola promove eventos, reuniões pedagógicas onde a
presença dos pais é solicitada.

8- AVALIAÇÃO

No dicionário Aurélio, avaliar significa determinar a valia ou o valor de, apreciar


ou estimar o merecimento de, determinar a valia ou o valor, o preço, o
merecimento, calcular e estimar, fazer apreciação, ajuizar.

Medir significa determinar ou verificar, tendo como base a escala fixa, a


extensão, medida ou grandeza de comensurar, ser a medida de.

Assim, podemos perceber que o elemento chave da definição de avaliação


implica julgamento, apreciação, valoração, e qualquer ato que implique em
julgar, valorar, implica que quem pratica tenha uma norma ou padrão que
permita atribuir um dos valores possíveis a essa realidade.

14
Ainda que avaliar implica alguma espécie de medição, a avaliação é muito mais
ampla que a medição ou a qualificação. A avaliação não é um processo parcial
e nem linear. Ainda que se trate se um processo, está inserida em outro muito
maior que é o processo de ensino-aprendizagem e nem linear porque deve ter
ajustes e reajustes permanentes.

Dessa forma, transformar a prática avaliativa significa questionar a educação


desde as suas concepções, seus fundamentos, sua organização, suas normas
burocráticas. Significa mudanças conceituais, redefinição de conteúdos, das
instituições docentes.

A escola adota a avaliação como um processo de ação-reflexão-ação que visa


orientar uma prática de avaliação através da conscientização por parte de
professores, pedagogos, alunos e pais.

Nessa perspectiva, a avaliação exige do professor um pensamento e uma


busca de novas maneiras de avaliar, cientes que, mudança na avaliação
pressupõe necessariamente transformação da escola num todo.

Tem seu enfoque como meio de investigação, é sempre norteadora da prática.


A avaliação formativa e contínua é praticada pela escola, onde os alunos são
avaliados a todo o momento, em diversos aspectos. Utiliza-se nesse processo,
a auto-avaliação, avaliação escrita e participação do aluno. A avaliação escrita
divide-se em avaliações bimestrais, onde é atribuído pontuação.

A pontuação atribuída às avaliações é definida em conjunto com professores,


pedagogo e direção, de forma a atender as necessidades dos alunos. Todos os
professores adotam a mesma pontuação. E tem autonomia para formular suas
avaliações da forma que melhor atenda sua disciplina.

As observações são registradas pelos professores em diários de turma, onde


se considera a evolução, comprometimento e participação do aluno. O

15
conselho qualitativo é coordenado pelo pedagogo e acontece ao final de cada
bimestre em todas as turmas.

É importante considerar que, quanto à avaliação:

 É fundamental transformar a prática de aprendizagem.

 É necessário avaliar como condição para a mudança de prática e para o


redimensionamento do processo de ensino/aprendizagem.

 Avaliar faz parte do processo de ensino e da aprendizagem: não


ensinamos sem avaliar, não aprendemos sem avaliar.

Dessa forma, rompe-se com a falsa dicotomia entre ensino e avaliação, como
se esta fosse apenas o final de um processo. (FERNANDES & FREITAS, 2008)

9- REFERENCIAS

MOREIRA, Antônio Flávio Barbosa & CANDAU, Vera Maria. Indagações


sobre currículo: Currículo, Conhecimento e Cultura. Brasília: Ministério da
Educação, Secretaria de Educação Básica, 2008. 48p.

FERNANDES, Cláudia de Oliveira & FREITAS, Luiz Carlos de. . Indagações


sobre currículo: Currículo e Avaliação. Brasília: Ministério da Educação,
Secretaria de Educação Básica, 2008. 44p.

16
1.3. A escola como um grupo social

É de conhecimento nosso que a escola é um ambiente de socialização do


aluno, ali ele passa boa parte do seu tempo e é saudável que se construa laços
de afetividade e de bom relacionamento.

O papel do professor é de suma importância. Precisamos ver a escola como


um ambiente também responsável pela formação do aluno, não somente
acadêmica, mas também enquanto individuo e cidadão.

Observei um bom relacionamento entre professores e alunos. Nesta escola


são valorizadas as relações interpessoais e o respeito às diferenças. A
escola tem percebido a importância de se construir pessoas conscientes do
seu papel na sociedade.

A escola não caminha sozinha. É importante também, que os responsáveis


entendam que a educação familiar e escolar precisam caminhar juntas. Porém,
o que percebemos nesta escola na realidade, é que aqui também existe a falta
de apoio familiar, tanto em relação aos filhos como o trabalho desenvolvido
enquanto escola, há pouco envolvimento familiar.

17
1.4 . Atividades docentes e discentes

Por parte dos professores, observamos uma grande preocupação em oferecer


para o aluno o melhor ensino possível. Os docentes procuram respeitar os
alunos, conhecer suas necessidades e a partir dessas situações criam projetos
para desenvolver melhor suas aulas. No momento a escola está
desenvolvendo um projeto chamado “Diversidade”, na qual trabalham a
interdisciplinaridade e os temas transversais ligados a matéria que lecionam.
Notei, porém que, o método mais utilizado pelos professores ainda é o livro
didático, fazendo também um bom uso de filmes e vídeo aulas ligados aos
conteúdos ministrados.

Quanto aos alunos, há uma falta de interesse muito grande. Alguns vem a
escola simplesmente para sair de casa, passar o tempo, e por isso,
atrapalham o bom andamento de algumas aulas. Percebemos também,
conversas paralelas na hora da explanação do assunto, prejudicando assim o
processo ensino-aprendizagem.

Além disso, os alunos ainda apresentam outras dificuldades básicas, como


interpretação e construção de texto que acabam prejudicando todas as outras
áreas do conhecimento, falta de estímulo interior ( alguns dos discentes não
possuem perspectivas quanto ao futuro, não querem aprender e desvalorizam
os conhecimentos e experiências que o professor deseja transmitir em sala de
aula ).

18
2. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Ao término da experiência como observador do ambiente escolar, nos é


possibilitado ver as diferenças entre teoria e prática, a realidade observada
durante o período de estágio é que muita das vezes o professor tem que
abandonar a educação tradicional em que o aluno é visto apenas como
espectador, e transformá-lo em um sujeito do seu próprio processo educacional
.

O professor precisa trabalhar novas metodologias de ensino, renovando suas


práticas, deixando de trabalhar somente com o livro didático, e com conceitos
que não satisfazem o interesse dos alunos.

19
3. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 Almeida, Jane Soares de Prática de Ensino e estágio supervisionado


na formação de professores. ,São Paulo n° 93( p.22-23), maio de
1995.

 Callai

Corazza, Sandra Mara (org.) Planejamento de ensino como estratégia de


política cultura.São Paulo: Papirus,1997.

 Freire, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática


educativa .Rio de Janeiro: Paz e Terra,1997.

 Pimenta, S.G. O estágio na formação de professores: unidade, teoria e


prática.2° edição. São Paulo: Cortez,1995.

20
4. ANEXOS

Foto da entrada da escola

Refeitório da escola

21
BANDA COMAD

Participação da banda da escola em comemoração cívica do Município de


Rio das Flores.

22
Modelos de algumas avaliações usadas no 1° Bimestre, nas aulas de
História, pela professora Aparecida de Fátima Fagundes Espíndola:

Avaliação de História

1) Qual fator geográfico possibilitou o desenvolvimento da civilização


egípcia na antiguidade?

( ) A presença do deserto do Saara que favoreceu o estabelecimento


de aldeias na região.

( ) A existência de uma densa floresta tropical no nordeste do


continente africano.

( ) A existência do rio Nilo que possibilitou a prática da agricultura em


suas margens, a pesca e o uso de suas águas para diversas finalidades.

( )O clima subtropical e o alto índice pluviométrico (índice de chuvas)


no território egípcio, favorecendo a agricultura na região.

2) Qual das alternativas abaixo apresenta características da sociedade do


Egito Antigo?

( )O poder era concentrado nas mãos do faraó. A sociedade também


era composta por sacerdotes, militares, escribas, comerciantes, artesãos,
camponeses e escravos.

( )Os escribas tinham muito poder na sociedade egípcia, mais do que o


faraó, pois sabiam ler e escrever. Os sacerdotes tinham pouca
importância social, pois a religião não era muito valorizada pela
sociedade egípcia.

23
( )A maior parte da sociedade era composta por escravos, que apesar
de serem comercializados como mercadoria tinham vários direitos
sociais.

( )O faraó era eleito pelo povo egípcio para um mandato de 4 anos.


Nas eleições egípcias todos podiam participar, menos os escravos e os
camponeses.

3) Sobre a religião no Egito Antigo é falso afirmar que:

( ) Os egípcios acreditavam na vida após a morte e, por isso,


desenvolveram a técnica da mumificação.

( )Os egípcios não acreditavam na vida após a morte e seguiam uma


religião monoteísta (crença na existência de apenas um deus).

( )Os egípcios acreditavam na existência de vários deuses (religião


politeísta).

( )Na religião egípcia muitos animais eram considerados sagrados,


como, por exemplo, gato, jacaré, água, serpente, etc.

4) Na arquitetura do Egito Antigo podemos destacar as pirâmides. Qual


era a principal função das pirâmides?

( ) Serviam como residência dos faraós e toda nobreza, por isso eram
grandes e luxuosas.

( )Para estocar a produção de grãos e guardar as riquezas do faraó e


sua família.

( ) Servir de templo religioso, pois nelas eram realizados os rituais


egípcios.

( )Proteger e conservar o corpo do faraó mumificado e seus pertences


pessoais para a vida após a morte

24
5) Sobre o antigo Egito, responda.

a) Onde está situado?

____________________________________________________________
____________________________

b) Nome do rio que corta o país.

____________________________________________________________
____________________________

c) Qual o nome das estações do ano?

____________________________________________________________
____________________________

6) Como o faraó era visto pelo povo?

____________________________________________________________
____________________________

7) O autor da frase “O Egito é uma dádiva do Nilo” é:

( ) Heráclito ( ) Champollion ( ) Heródoto

8) Qual o nome da planta cultivada pelos egípcios para fazer um tipo de


papel?

____________________________________________________________
____________________________

9) Qual o nome do rei que segundo a tradição unificou os reinos do


Egito?

25
____________________________________________________________
____________________________

10) Os faraós que ordenaram a construção das grandes pirâmides foram:

( ) Ptolomeu, Ramsés e Miquerinos.

( ) Quéops, Quéfren e Miquerinos

( ) Quéops, Ramsés e Tutmósis Façam com


atenção e calma. Usar caneta, não rasurar.

REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE RIO DAS FLÔRES

ESCOLA MUNICIPAL MANUEL DUARTE

DATA: ______/____/_______

PROFESSOR (A): Fátima Espindola ANO


ESCOLAR:_________TURMA: _______

ALUNO (A): _______________ NÚMERO:_________NOTA: ___________

Avaliação 7º ano

1- De onde veio o termo Renascimento?

( ) Os renascentistas acreditavam que ao morrerem na luta para


renascer a cultura eles morreriam e depois renasceriam novamente. Daí o
termo Renascentismo

( )Os renascentistas acreditavam que depois de 100 anos a Idade Média


iria acabar e iria vir o reino da Cultura, que seria chamado de
Renascimento

26
( ) Os renascentistas acreditavam que, ao desconsiderar a Idade Média e
se inspirar nas obras dos gregos e romanos, eles estavam fazendo
renascer a cultura. Daí o termo Renascimento

2- Qual dos países abaixo é considerado o berço do Renascimento?

( ) Espanha ( ) Holanda

( ) Itália ( ) França

3- Na Itália Renascentista quem eram os mecenas?

a) Religiosos que perseguiam os artistas que faziam obras de arte que


criticavam os fundamentos da Igreja Católica

b) Burgueses e governantes que protegiam e patrocinavam


financeiramente os artistas renascentistas

c) Pintores que ajudavam financeiramente os burgueses da época.

d) Governantes que atuavam como artistas, fazendo esculturas e pinturas

4- Vários artistas italianos se destacaram no Renascimento Cultural. Qual


das alternativas abaixo apresenta nomes de artistas italianos
renascentistas?

a) Pablo Picasso, Van Gogh, Galileu Galilei

b) Leonardo da Vinci, Michelangelo, Rafael Sânzio e Botticelli

c) Lucas Mantovani, Pablo Picasso, Monet e Renoir

d) Pitágoras, Renoir, Portinari, Monet

5- Qual escritor renascentista escreveu a obra "Romeu e Julieta"?

a) Thomas Morus

b) William Shakespeare

c) Luís de Camões

d) Miguel de Cervantes

27
6- Sobre Leonardo da Vinci, é verdadeira afirmar que:

A - Foi o mais importante escultor e poeta do Renascimento Italiano.

B - Foi um importante pintor, escultor, cientista, engenheiro, escritor e


físico do Renascimento.

C - Foi um importante governante italiano que patrocinou vários artistas e


cientistas do período renascentista.

D - Foi um importante escultor e pintor italiano do Renascimento, cuja


principal obra é Pietá.

7- Complete as frases abaixo.

a) Para a difusão das ideias humanistas, foi de extrema importância a


invenção da _ __ _ _ _ _ _ _, por Gutenberg, em 1448.

b) O livro O_ __ _ _ _ _ _ __ _ foi escrito por Maquiavel.

c) Thomas Morus em sua obra _ _ __ _ _ _ _ projetou a existência de um


Estado ideal, organizado de forma comunitária.

d) O escritor espanhol, _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ __ __, escreveu D. Quixote de


La Mancha.

8- Responda.

a) Qual foi o primeiro livro impresso?

__________________________________________

28
b) Um dos artistas mais famosos do Renascimento, ele esculpiu, entre
outras obras, Davi, Pietá e Moisés e pintou o teto da Capela Sistina.

______________________________________________

c) Autor da teoria heliocêntrica e um dos fundadores da astronomia


moderna.

___________________________________________

d) O que é afresco?

___________________________________________

e) Explique a técnica da perspectiva.

____________________________________________________________
_________________________________________

9) Marque (R) para os valores renascentistas e (M) para os valores


medievais.

( ) teocentrismo

( ) individualismo

( ) o corpo é fonte de prazer

( ) A fé é mais importante que a razão

10) Marque (V) para Verdadeiro e (F) para Falso:

(___) No Renascimento existe a Valorização do Homem.

(___) Na mentalidade renascentista o corpo do homem é visto como belo


e maravilhoso.

(___) Os renascentistas desprezavam a natureza porque era fonte de


pecado e da perdição.

(___) Leonardo da Vinci, Boticelli, Rafael Sanzio, Michelangelo são artistas


do renascimento.

29
(___) A visão do mundo para um renascentista era teocêntrica.

(___) O Renascimento Cultural surgiu nas cidades Italianas.

Usar caneta. Não rasurar. Boa Páscoa!!!!

NOT
A
REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE RIO
DAS FLÔRES

ESCOLA MUNICIPAL MANUEL ___


DUARTE
30
DATA: ______/____/_______ 2º
bimestre

PROFESSOR (A): Fátima Espindola


ANO ESCOLAR: 9º

ALUNO (A): _______________


NÚMERO:_________

Avaliação de História

1) O Partido Socialista era composto de duas correntes com diferentes


ideias a respeito de como os operários tomariam o poder da Rússia: Os
bolcheviques e os mencheviques. A partir desta informação podemos
afirmar que:

I- Os bolcheviques achavam que se deveria formar um partido capaz do


organizar a classe operária e instaurar a ditadura do proletariado
através da luta armada.

30
II- Os mencheviques acreditavam que deveria formar um grande partido
de massas, incluindo a burguesia, e participar das atividades políticas.

III- Lenin era o líder dos mencheviques e Kerensky dos bolcheviques.

IV- Bolchevique significa maioria e Menchevique significa minoria.

V- Os mencheviques conseguiram impor suas ideias e conduziram a


Revolução Russa.

Após analisar as proposições acima assinale a alternativa correta:

A) Apenas a alternativa I é correta.

B) Apenas a alternativa II é correta

C) Apenas a alternativa III é correta

D) As alternativas I, II e IV estão corretas.

2) “Todo poder aos sovietes” Esta frase de Lenin estabelecia uma das
bases da Revolução Bolchevique. O que eram os Sovietes?

____________________________________________________________
____________________________________________________________
____________________________________________________________
____________________________________________________________
__________

3) Quais as principais medidas estabelecidas pelos bolcheviques ao


chegar no poder?

a) Estatizou fábricas, bancos, confiscou os bens e propriedades.


Distribuindo os latifúndios aos camponeses. Retirou a Rússia da guerra

b) Mantiveram a Rússia na guerra. Aplicaram a economia de mercado e


derrubaram o governo provisório.

31
c) Aboliram a censura à imprensa, legalizaram os partidos políticos e
concederam anistia aos exilados políticos.

d) Derrubaram oCzar. Mantiveram a Rússia na guerra. Não atenderam a


principal reivindicação dos camponeses: a reforma agrária

4) Para aumentar a produção a qualquer custo, foram tomadas algumas


medidas capitalistas, como a restauração da pequena e da média
propriedade na indústria alimentícia, no comércio varejista e na
agricultura. A frase acima se refere a:

a) NEP-nova política econômica colocada em prática por Lenin

b) NEP- nova política econômica colocada em prática por Stalin

c) Planos Quinquenais

d) Comunismo de guerra

5) O ideal de uma revolução permanente e o lema “O socialismo em um


só país” eram defendidos, respectivamente por?

a) Lenin e Trotsky b) Stalin eTrotsky c) Trotsky e Stalin


d)Lenin e Stalin

6) Qual o regime da Rússia czarista?

____________________________________________________________
____________________________________________________________
_____

7) Faça a correspondência correta.

1- Duma ( ) partido adepto da


revolução socialista

32
2- Bolchevistas ( ) partido que aliou-se a
burguesia para realizar as mudanças na Rússia.

3- Okharama ( ) parlamento russo

4- Menchevistas ( ) tratado que retirou a


Rússia da Primeira Guerra.

5 - Brest –Litovsk ( ) polícia czarista .

8) Com a revolução o Império Russo passou a se chamar:

____________________________________________________________
____________________________________________________________
_____

9) Cite um lema defendido pelos bolchevistas?

____________________________________________________________
____________________________________________________________
_____

10) Aponte uma característica da ditadura stalinista.

____________________________________________________________
____________________________________________________________
_____

11) No contexto da Revolução Russa (1917), os Bolcheviques

a) uniram-se numa organização contra-revolucionária para derrubar o


poder conquistado pelos Mencheviques.

b) defendiam a conquista do poder pelos trabalhadores participando


normalmente de eleições.

33
c) defendiam a posição segundo a qual os trabalhadores só chegariam
ao poder pela luta revolucionária com a formação de uma ditadura do
proletariado.

d) formaram o "Exército Vermelho" liderado pelos antigos militares.

REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE


RIO DAS FLÔRES
__
ESCOLA MUNICIPAL MANUEL _
DUARTE
30
DATA: ______/____/_______

PROFESSOR (A): Fátima Espindola


ANO
ESCOLAR:_________TURMA:
_______

ALUNO (A): _______________


NÚMERO:_________

Avaliação de História 8º ano

1) Napoleão chegou ao poder em 1799 por meio de um golpe de


Estado. Quais grupos o apoiaram?

______________________________________________

2) O que fez Napoleão contra a Grã Bretanha após as tentativas


fracassadas de invadir e derrotar a Inglaterra?

34
____________________________________________________________
__________________________________________

3) O que foi determinado pelo Bloqueio continental?

____________________________________________________________
_________________________________________

4) O governo de Napoleão durou 15 anos e pode ser dividido em:

a) Diretório e Consulado.

b) Consulado e Império.

c) Consulado e Governo dos Cem Dias.

d) Império e Diretório.

5)A atitude de Napoleão quando o Czar Alexandre I rompeu o Bloqueio


Continental foi invadir a Rússia com 600 mil soldados. O que czar
Alexandre fez para derrotar Napoleão?

____________________________________________________________
________________________________________

6) Em que batalha Napoleão foi definitivamente derrotado?

( ) Trafalgar na Espanha.

( ) Waterloo na Bélgica.

( ) Waterloo na Espanha.

( ) Austerlitz na Itália.

7) Napoleão tornou-se imperador da França em dezembro de 1804, por


meio de:

a) eleição b) plebiscito

b) Golpe de Estado. d) hereditariedade.

35
8) Explique a ligação entre a fuga da família real portuguesa para o Brasil
e o Bloqueio Continental.

____________________________________________________________
_________________________________________

9) No ano de 1805 foi formada uma força militar europeia. Quais foram as
nações unidas contra a França napoleônica?

_____________________________________________

10) No final do período napoleônico, representantes de várias nações


europeias se reuniram na capital austríaca, no famoso:

( ) Tribunal de Nuremberg

( ) Congresso de Viena

( ) Congresso de Varsóvia

( ) Tribunal da Inquisição.

11) “Milhares de séculos decorrerão antes que as circunstâncias


acumuladas sobre a minha cabeça encontrem um outro na multidão para
reproduzir o mesmo espetáculo.” (Napoleão Bonaparte)

Sobre o Período Napoleônico (1799 – 1815), podemos afirmar que:

a) manteve as perseguições religiosas e confisco das propriedades


eclesiásticas iniciadas durante a Revolução Francesa;

b) consolidou a revolução burguesa na França, através da contenção dos


monarquistas e jacobinos;

c) anulou diversas conquistas do período revolucionário, tais como a


igualdade entre os indivíduos e o direito de propriedade.

12) Cite uma medida adotada por Napoleão nas áreas abaixo:

a) educação_______________________________

b) direito ____________________________________

36
c) economia ____________________________________

13) A reunião entre os vencedores e o derrotado Império de Napoleão


para a instauração da paz na Europa, restabelecimento das fronteiras
entre os países, restabelecimento do poder de modo equilibrado,
pagamento de indenização por parte da França e demais garantias foi o:

___________________________________________________

Usar caneta.

Não rasurar.

Boa Sorte!!!!

37