Você está na página 1de 4

Objetivo

Cálculo Numérico Resolução de equações

Requisitos

MÉTODO DA DICOTOMIA OU BISSECÇÃO


Procedimento
PROFESSORA:TALITA DOS REIS LOPES BERBEL
Exercício Prático
Resolução da Lista de Exercícios

Objetivo Objetivo
• Estudar um dos métodos numéricos para obtenção • Método iterativo chamado de Método da Dicotomia
de zeros reais de funções. ou Método da Bissecção.
• Um número real  é um zero da função f(x) ou uma • Um método iterativo consiste em uma seqüência de
raiz da equação f(x)=0 se f()=0. instruções que são executadas passo a passo,
• Exemplo: algumas das quais são repetidas em ciclos;
f ( x)  x 2  4 e f  x   0 • A execução de um ciclo recebe o nome de iteração.

x2  4  0  x  2
– Logo: f (2)  0

3 4

Resolução de Equações Resolução de Equações


• Equação 1º Grau:
Legenda:
– f(x)= 2x-4 Isolar x, logo x=2
f(x)= 2x-4
• Equação 2º Grau: R.: x=2
– f(x)=x²-5x+6 Utilizar Bháskara, logo
f(x)=x²-5x+6
x’=2 e x”=3 R.: x’=2 e x”=3
• Equação 3º Grau ou um grau maior:
f(x)=x³+4x²-10
– f(x)=x³+4x²-10 Utilizar um método de cálculo R.: x ≈ 1,371...
numérico para obter uma solução aproximada.

5 6

1
Método da Dicotomia Método da Dicotomia
• São três requisitos para utilizar o método numérico • Exemplo: Dada uma função f(x)=2x2-3
da Dicotomia:
– Equação
– Intervalo
• Valor máximo e mínimo onde a raiz da equação se encontra.
– Precisão
• Erro tolerável.

7 8

1º Passo 2º Passo

• Obter um intervalo [a,b] onde exista uma raiz para a • Dividir o intervalo em duas partes iguais, calculando o ponto
função dada. médio m dado por:
• Função – a = -1,5
– f(x)= 2x2 - 3 – b = -1,0

[a; m] e [m; b]
• Intervalo pelo gráfico
– [-1.5,-1] a  b   1.5  (1) 

onde : m   m   m  1,25
 2   2 
• Precisão necessária
– 0,01 Dicotomia - grego dikhotomía, "dividir em 2 partes iguais",
de DIKHA-, "em dois", mais TOMÉ "corte".
9 10

3º Passo 3º Passo

• A partir de f(x) calcular f(a), f(b) e f(m) • Cálculos comprovados através do gráfico:
f ( x)  2 x 2  3
a m b
f (a)  f (1,5)  2.(1,5) 2  3  1,5 f(a)

f (b)  f (1,0)  2.(1,0) 2  3  1,0 f (a)  f (1,5)  1,5


f(m)
f (m)  f (1,25)  2.(1,25) 2  3  0,125 f (b)  f (1,0)   1,0
f(b) f (m)  f (1,25)  0,125
• Se f(m) = 0 então já encontramos a raiz da função f(x) e
podemos finalizar o método.

11 12

2
4º Passo 5º Passo

• Verificar em qual das metades está a raiz: • Verificar se o processo iterativo deve continuar:
– Se f(m)=0
Se f(a) * f(m) < 0, a raiz está entre a e m, atualiza b (b = m). • 0,125 = 0 FALSO
– Se |f(m)| <= tolerância
• f(-1,5) = 1,5 e f(-1,25) = 0,125, então 1,5 * 0,125 >0 • 0,125 <=0,01 FALSO

• Logo a raiz NÃO está neste intervalo. • Se pelo menos uma das condições não for satisfeita,
voltar para o 2º passo.
Se f(b) * f(m) < 0, a raiz está entre m e b, atualiza a (a = m).

• f(-1,0) = -1,0 e f(-1,25) = 0,125, então -1,0 * 0,125 <0


• Logo a raiz está neste intervalo.
13 14

Fluxograma Exercício Prático


Início
m=(a+b)/2 N
|f(m)|>=precisão
• Função : f(x) = x3 - x – 1
f(x), a , b,
precisão N
S • Intervalo : [1, 2]
f(m) = 0
f(a)*f(m)<0
• Precisão :  =0,03
f(a) e f(b) N S
S
b=m a=m

S
f(a)*f(b)<0 m=(a+b)/2
f(m)

N
Não é
possível saber
se há raiz no
A raiz é M
intervalo

Fim 15 16

Exercício Prático Dúvidas?

i a m b f(a) f(m) f(b)

17 18

3
Exercícios
• Resolva a lista de exercícios de isolamento de raízes
através do Método da Dicotomia.

Bons
Estudos!

19