Você está na página 1de 2

PSICOLOGIA APLICADA AO DIREITO - CCJ0144

Caso Concreto 4

1 – Observando a foto – Máscaras: as relíquias do teatro grego – conclui-se que:

I. Todos nós temos dupla personalidade;

II. Desempenhamos papéis sociais diferentes para cada situação que vivenciamos;

III. Somos todos doentes graves mentalmente;

IV. A personalidade tem princípio dinâmico;

V. Precisamos, necessariamente, nos observar todos os dias para sabermos se estamos bem ou
não.

Considerando sua análise, responda:

As respostas corretas são:

a) I e II.
b) II, III e V.
c) III e IV.
d) II e IV.
e) III e V.

2 – A conceituação de personalidade retrata a complexidade do campo do saber psicológico. A


personalidade pode ser definida como o conjunto das características da pessoa que explicam
padrões consistentes de sentimentos, de pensamentos e de comportamentos. As teorias de
personalidade são estudadas em uma perspectiva pluralista. Sobre as teorias de
personalidade, as seguintes afirmativas são feitas:

I. As teorias cognitivas reforçam a visão da personalidade como um sistema ativo de


processamento de informações sobre si e sobre o mundo, uma vez que não é possível abordar
cognitivamente as emoções.

II. As teorias psicodinâmicas descrevem a personalidade como um sistema energético


marcado por forças conscientes e inconscientes, que, em conflito não resolvido, podem levar
aos sintomas psicopatológicos.

III. As teorias humanistas colocam em relevo as características emergentes e irredutíveis do


homem, propondo o foco na experiência psicossocial e na cultural, como fontes determinantes
da constituição da pessoa.

IV. A psicologia evolutiva descreve a personalidade como uma função biopsicológica, com
traços geneticamente herdados, cujas características foram selecionadas pela interação com o
ambiente evolutivo de adaptação.

(ENADE – 2009)
Estão CORRETAS somente as afirmativas:

a) I e II.
b) I e IV.
c) II e III.
d) II e IV.
e) III e IV.

3 – Caso – Guguinha

Desde cedo, Guguinha experimentou a velocidade. Seu primeiro brinquedo, uma miniatura de
carro de corrida; ainda não escrevia e já experimentava as primeiras emoções de um kart.
Forte, inteligente, sempre disposto a novas aventuras, colecionou experiências, mais e mais
radicais. A adolescência preocupou a família. Mesmo os menos atentos percebiam as
deficiências de aprendizagem e temiam pela futura participação do jovem nos negócios dos
pais. Começaram as cobranças por resultados. Em uma deliciosa noite de verão, ele e um
amigo destroem o Mercedes do pai, em uma conhecida avenida da cidade, participando de
mais um “racha”, em busca de diversão fácil e estimulante.
(In: FIORELLI, O. J. & MANGINI, R.C.R. Psicologia Jurídica 3ªEd.p.10. São Paulo: Editora
Atlas S. A., 2011.)

O indivíduo ao cometer crimes e delitos seja para autogratificação, ou para autoculpabilidade,


ainda que em prejuízo da sociedade está obedecendo a uma das instâncias de personalidade
definida por Freud. Assinale a alternativa verdadeira. (questão readaptada – Antonia De La
Cruz)

a) superego.
b) id.
c) ego.
d) pré-consciente.
e) consciência.