Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO – MA

Programa Ensinar
Curso de Licenciatura em Geografia

Adriana Silva Araújo

ATIVIDADE COMPLEMENTAR II

Santa Luzia – MA
2019
RESENHA DESCRITIVA

O presente trabalho visa identificar as contribuições dos estudiosos Richard


Hartshorne e David Harvey que, por meio de diferentes processos, transformaram a
concepção de Geografia, enquanto ciência, nas suas respectivas épocas.

David Harvey(1969) inicia um trabalho de elevada importância para a nova


geografia, a Geografia Moderna. Por meio de seu trabalho, teve progressivo
desenvolvimento da geografia, pois a forma tradicional do conhecimento geográfico
estava sendo considerado ultrapassado sob o ponto de vista dos profissionais da área,
que entendiam esses conteúdos como sendo muito vago com relação aos conhecimentos
da época, já que a II Guerra Mundial havia sucateado os Estados.

Richard Hartshorne se empenhou em desenvolver sua tese de mestrado em


referência a história do pensamento geográfico, tendo como ponto de partida outros
pesquisadores. Ele se tornou um especialista em temas voltados a epistemologia da
geografia e metodologia científica, contribuindo para o desenvolvimento geográfico
tanto político como econômico, promovendo o conceito relevante da Geografia
Regional.

Os estudos feitos por David Harvey se baseou no positivismo de Comte e no


pensamento marxista, além da influência de seu professor Tony Wrigley e de chorley e
hagget na formação do modelo de método cientifico. Se orientando em diferentes obras,
mas de forma bastante objetiva, com vários métodos e modelos de pesquisa que ele
adotava, buscava uma forma de entender conceito de tempo e espaço, pois era difícil de
explicar na teoria. Para David Harvey não importava se o método era empírico ou
cientificamente já comprovado mas, sim, se o conhecimento adquirido no estudo feito
tinha relevância na área. Para ele a teoria tinha que ser mais próxima possível da
realidade.

Por outro lado, Richard Hartshorne(1978) realizou seus trabalhos influenciado


pelos ideais iluministas de Kant e dos neokantistas como Windelband, sendo este
responsável pela distinção entre as ciências da natureza(nomotéticas) e as ciências da
culturas(idiográficas), e que há fatos em que é necessário o estudo dos dois grupos das
ciências. Porém, pautado nos argumentos de geógrafos como Hettner, Hartshorne via a

2
Geografia como uma ciência tanto da natureza quanto da sociedade e, portanto,
contempla as dimensões de fenômenos particulares e espacial.

Quanto a Harvey, este acreditava que um cientista não deveria se prender a um


único método de análise, pois todos os meios deveriam ser testados, e, mesmo o mais
dinâmico, nunca chegaria representar a realidade 100%, pois a realidade está em
constante modificação ocasionada pelos fenômenos naturais e intervenção humana.

A preocupação de Harvey era como iria representar o seu pensamento de forma


clara e concisa, de modo a não deixar dúvidas. Ele deixava disponível para qualquer
pessoa, para que encontrasse um erro e aprimorasse seu trabalho. Harvey se
aprofundava em seus estudos de forma objetiva, de maneira que ele conseguisse extrair
todo conhecimento possível. A metodologia que ele encontrou foi anotar tudo o que ele
estudava para que, quando precisasse se orientar, retornasse as suas notas. Desse modo,
ao concluir sua faculdade, empreendeu-se em conteúdos anotados, formulando um livro
intitulado Explanation in Geography, o qual possui 24 capítulos, divididos em 6 partes:
I - a filosofia e a necessidade de explicação;

II - o pano de fundo metodológico e a explicação em geografia;

III - papel das teorias, leis e modelos na explicação geográfica;

IV - linguagem de modelos para a explicação geográfica;

V - modelos para descrições em geografia e;

VI - modelos para explicações em geografia.

Por sua vez, Hartshorne atuou como estrategista dos Estados Unidos, ajudando no
desenvolvimento de planos e propostas, elaborando obras célebres e uma significativa
quantidade de artigos científicos com temas diversos da Geografia nas questões
epistemológicas e suas metodologias, tendo nesses escritos os conhecimentos da
Geografia Política, Econômica, Regional, da População e Agrícola. Nos últimos anos de
sua vida, volta-se para as salas de aula, dedicando-se ao trabalho de professor, até
aposentar-se.