Você está na página 1de 3
Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco Núcleo de Informática Norma Técnica Backup de Informações

Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco Núcleo de Informática

Norma Técnica

Backup de Informações

I – Controle da Norma

Data da Elaboração da Norma:

Gerente do NIF:

Assinatura:

01/09/2001

João Carlos Duarte dos Santos

Versão da Norma:

Situação atual: EM VIGOR

NT03.01

Associada à Portaria Nº XXX

II – Objetivo

Entende-se por Esquema de Backup das Informações, os procedimentos, métodos, equipamentos e softwares que, integrados, oferecem uma garantia de imunidade do nosso parque de informática a eventuais perdas parciais ou totais de arquivos, bem como dos procedimentos formais para solicitação de recuperação de arquivos.

O objetivo desta norma é estabelecer diretrizes para o processo de Backup das Informações sob a guarda do Núcleo de Informática, visando garantir a disponibilidade das informações relevantes ao pleno funcionamento das atividades desta Corte. Essas diretrizes visam:

Definir e informar aos nossos usuários quais tipos de informação são relevantes e pertinentes de salvamento em dispositivos secundários.

desta Corte, através de um Esquema de Backup que observe criteriosamente o modo e a periodicidade de cópia dos dados. Definir o padrão de nomenclatura para as mídias. Definir os procedimentos formais de solicitação por parte do usuário de recuperação (Restore) de arquivos ou informações eventualmente perdidas.

Assegurar o acesso contínuo a toda informação contida nos Computadores Servidores

Definir os procedimentos de armazenamento e guarda da mídia utilizada no Processo de Backup (estoque das mídias em local seguro), bem como o período de tempo em que essas mídias permanecerão guardadas até serem reutilizadas.

III

– Público Alvo

Todos os usuários internos dos serviços de Informática desta Corte.

IV

– Norma Técnica

ÿ

Responsabilidades

Dos Usuários

Fica determinado que toda e qualquer informação relevante às atividades desta corte deverá fazer parte do Esquema de Backup e, para que isso ocorra, cabe a cada usuário, o devido arquivamento das informações por ele manipuladas em uma das unidades de armazenamento remoto dos Computadores Servidores. Os dados armazenados em disco rígido local (nas estações de trabalho) não são considerados pertinentes de Backup, por se tratar de armazenamento descentralizado, que impossibilitaria o backup diário, em virtude do grande número de equipamentos e a taxa lenta de transferência, além de gerar tráfego de rede excessivo. Estes discos rígidos portanto, estão passíveis de serem substituídos por outros em caso de pane ou atualização, sem nenhum comunicado prévio ao usuário, uma vez que todas as informações neles contidas são consideradas genéricas e passíveis de descarte.

Dos Usuários Técnicos

O Núcleo de Informática é responsável por administrar as políticas e procedimentos relativos ao serviço de Backup, guarda das mídias e assegurar o cumprimento de leis e normas aplicáveis.

ÿ

Esquema de Backup

O Esquema de Backup em uso nesta Corte compõe-se de:

1-

Backup Diário – realizado diariamente com cinco fitas (uma para cada dia útil),

 

sendo reutilizadas as fitas a cada nova semana. A nomenclatura destas fitas segue o seguinte padrão:

DiadaSemana-Servidor. Ex: SEGUNDA-BATUTAS.

 

2-

Backup Mensal – realizado no início de cada mês. As fitas são armazenadas por um ano, sendo após este período reutilizadas. Estas fitas de Backup mensal são configuradas para Read-Only (somente leitura) através da movimentação de um pino que se encontra em cada fita, evitando regravação acidental. A nomenclatura destas fitas segue o seguinte padrão:

 

Mês_Ano_Servidor. Ex: AGO_2001_PIABA.

 

3-

Backup Eventual – realizado no início de cada ano, ou por ocasião de uma alteração significativa de algum servidor, como por exemplo: mudança de versão de Sistema Operacional ou Banco de Dados. Estas cópias são armazenadas por um período indeterminado, ficando a critério do Núcleo de Informática o seu prazo para reutilização.

Todas as fitas, quando não estão em uso, ficam armazenadas em um equipamento

apropriado, fabricado pela ACECO e chamado Firecooler. Este “cofre” garante a integridade das fitas mesmo em caso de incêndio, umidade, gases tóxicos e desmoronamento. Fazem parte do Esquema de Backup os arquivos de Correio Eletrônico, Banco de Dados, Sistemas Corporativos (Programas e Dados), bem como os arquivos de usuários de diversos formatos (doc,xls,pps,cdw,pdf,etc

A operacionalização do software, particularidades dos dispositivos de Backup, arquivos dos diversos Servidores a serem copiados, bem como os locais onde são executadas estas tarefas encontram-se detalhados no documento Backups, disponível na Intranet. Todo e qualquer usuário, caso necessite recuperar arquivos de sua área de trabalho deve entrar em contato com o Ramal 5747. A equipe responsável pelo cadastramento do chamado técnico solicitará a matrícula do usuário, arquivo(s) a serem recuperados, sub- diretórios em que se encontra(m), dia da semana ou mês que desejam recuperar a versão e o local de gravação, caso não seja o de origem. Este chamado será encaminhado à área de infra-estrutura, responsável pela operação do Sistema de Backup, cabendo a esta equipe informar a conclusão da tarefa à equipe de Atendimento, que por conseguinte informará ao usuário.

V – Plano de Contingência

Durante o não funcionamento do esquema de backup, os usuários serão solicitados a

salvar em disquetes os seus arquivos de maior relevância. Os dados corporativos deverão ser salvos em disco rígido destinado exclusivamente para este fim e transportado para local alternativo. Serão realizados Backups Mensais de Contingência no final da 1 a quinzena de cada mês. As fitas são armazenadas por um mês, em local externo ao prédio sede desta Corte, sendo após este período reutilizadas. A nomenclatura destas fitas segue o seguinte padrão:

Mês_Cont_Ano_Servidor. Ex: AGO_Cont_2001_PIABA.