Você está na página 1de 14

Análise dos Concorrentes

e o Marketing mix
 Para o planejamento de curto prazo procura-se
descobrir como os concorrentes interferem no
desempenho da empresa e que tipo de mudança
contribuiria para aumentar a competitividade.

 Para o planejamento de longo prazo, a análise


dos concorrentes procura desvendar as estratégias
dos mesmos, para se avaliar possíveis ameaças e
estabelecer uma estratégia própria de
desenvolvimento de novos produtos para enfrentar
essas ameaças.
 A análise dos concorrentes serve para monitorar as
empresas concorrentes e seus produtos.

 Procura determinar como elas conseguiram alcançar o


sucesso e onde fracassaram.

 Essa análise o ajuda a antecipar como os seus


negócios serão ameaçados no futuro e a desvendar
uma estratégia mais efetiva de competição.

 Para análise dos concorrentes cada produto


concorrente é analisado em relação ao produto
existente ou proposto pela empresa.
 A chave de sucesso dessa análise é a qualidade das
informações que se consegue obter.

 Algumas informações são fáceis de se obter, mas outras


exigem pesquisa aprofundada durante algum tempo.

 Há algumas informações que são públicas, tais como:


relatórios anuais da empresa, preços, catálogos e materiais
promocionais, além do próprio produto.

 Contudo, a mais valiosa fonte de informação pode ser um


ex-empregado do concorrente, que agora trabalha para
você.
Existem dois motivos na análise dos concorrentes:

 Aprender com os concorrentes, de modo a


aperfeiçoar os seus próprios produtos.

 Deduzir a estratégia dos concorrentes, para predizer


o que eles farão, para que se possa ajustar a própria
estratégia.
Etapas para análise dos concorrentes:

1. Reunir todos os fatos disponíveis: todas as


principais empresas concorrentes e os aspectos
semelhantes a própria empresa.

2. Avaliar a natureza dos negócios de cada


concorrente e como isso afeta o desempenho da
sua empresa (julgamento).

3. Finalmente, as conclusões devem indicar as


mudanças que deverão ocorrer em sua empresa
para torná-la mais competitiva no futuro.
FATOS:

• Faturamento total
• Lucros
• Número de Produtos
• Patentes
• Capacidade produtiva da fábrica
• Tamanho do grupo de P&D
• Orçamento de Marketing
• Principais sucessos, falhas conhecidas

JULGAMENTOS:

• Satisfação dos consumidores


• Velocidade de desenvolvimento de novos produtos
• Qualidade do desenvolvimento de novos produtos
• “Marketing mix”
CONCLUSÕES DA ANÁLISE:

• Forças
• Fraquezas
• Oportunidades Relativas a própria empresa
• Ameaças

• Definir as ações e as mudanças necessárias para os próximos anos.


Marketing Mix

 O marketing mix são os 4 elementos básicos que


compõe qualquer estratégia de marketing:
Preço, Praça, Produto, Promoção.

 Como o nome já diz, elas são as definições


fundamentais que uma empresa deve fazer para
atingir um determinado público-alvo
a) Preço: Refere-se a quanto e como será cobrado do
cliente. Neste quesito, o produto pode ser barato ou
de luxo. Pode ser cobrado uma só vez ou por
mensalidade.

b) Praça ou Ponto: Refere-se ao local que o produto


estará disponibilizado. Neste caso, pode ser on-line
ou em lojas físicas. Mas também sobre os prazos de
entrega.
c) Produto: Refere-se às características e atributos
que o produto ou serviço da sua empresa terá. Aqui
deve-se decidir tamanhos, cores, etc.
Funcionalidades de maneira geral do que está
sendo oferecido.

d) Promoção: Refere-se às estratégias de


divulgação utilizadas. Isso vai envolver tanto
estratégias on-line como links patrocinados,
Fanpage, quanto estratégias offline como anúncios,
rádio, entre outras possibilidades.
Estratégia de marketing mix em
função do ciclo de vida

 As fases que um produto atravessa ao longo da sua


vida, são conhecidas como Ciclo de vida do
produto: lançamento, crescimento, maturidade e
declínio.

 A estratégia de marketing e o marketing-mix devem


ser ajustados a cada fase.
Fase de introdução ou lançamento

Na fase de lançamento, a empresa inicia um processo de criação de


notoriedade e desenvolvimento de um mercado para o produto.

Produto

 Definição de uma identidade e dos valores da nova marca/produto;


 Definição dos níveis de qualidade pretendidos;
 Proteção e registro da marca, patentes e competências específicas
adquiridas.

Preço

 Pode seguir-se um de dois caminhos: Definir um preço reduzido para obter


um rápido crescimento de mercado, ou; em alternativa, pode definir-se um
posicionamento de preço elevado para pagar mais rapidamente os custos de
inovação e desenvolvimento.
Praça

A distribuição é seletiva nos canais escolhidos, até existirem níveis


satisfatórios de aceitação do produto por parte dos consumidores.

Promoção

 Implementação de estratégias de comunicação que visem aumentar a


notoriedade do produto;
 Campanhas e ações que envolvam os potenciais consumidores em torno
dos benefícios da marca/produto.

Você também pode gostar