Você está na página 1de 5

Universidade Federal do Cariri

Pró-Reitoria de Graduação
Coordenadoria de Ensino e Graduação
Curso de Biblioteconomia

PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA


Ano/Semestre

1 – Identificação
1.1. Centro: CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS
1.2. Departamento: Curso de Biblioteconomia
1.4. Código: 1.5. Caráter:
1.6. Carga
1.3. Disciplina: BIB0045 Sem Anu Obri Opt. Horária:
CULTURA BRASILEIRA . al g.
64 H/A

1.7. Professor: Francisca Pereira dos Santos


1.8. Curso: Biblioteconomia
2. Justificativa

Este curso se propõe a contribuir com a formação de profissionais portadores de saber técnico e
científico que os habilite a interpretar criticamente a realidade circundante propiciada pelas novas
tecnologias da informação e reavaliadas através da produção historiográfica acerca da idéia de cultura
brasileira. Nos deteremos nas análises sobre o conceito de cultura e sua concepção antropológica
levando ao aluno a oportunidade de observar criticamente a influência dos diversos elementos
formadores da cultura brasileira e sua interface com a cultura midiática. O curso busca, portanto,
proporcionar aos alunos, maior complementariedade de conhecimentos específicos ao lado da
ampliação de uma visão atualizada de cultura brasileira e de informações gerais através do contraste
entre identidades locais e suas reconstruções nacionais.

3. Ementa

Formação e desenvolvimento da cultura brasileira, notadamente das culturas regionais e do processo de


homogeneização acionado pela cultura de massa, nos seus diversos campos de expressão –
notadamente na música e no cinema -que auxiliem numa interpretação mais ampliada do Brasil e suas
diversas metamorfoses sócio –culturais.

4. Objetivos - Gerais e Específicos

Objetivo Geral
- Desenvolver o estudo analítico de diferentes perspectivas teóricas procurando identificar e avaliar a
formação cultural do povo brasileiro através de suas tendências e características.

1
Objetivos Específicos
- Compreender diferentes aspectos da Cultura Brasileira, considerando suas diversidades regionais.
- Abordar obras filmográficas buscando um exercícios de análise e interpretação, de modo a
contextualizar os diferentes discursos culturais ali empreendidos.
- Apresentar as noções conceituais introdutórias que permitem um diálogo acadêmico entre as diversas
noções de cultura.

5. Descrição do Conteúdo/Unidades 5.1. Carga


Horária
18 h/a
Unidade I –
Cultura: Introdução teórica 04 h/a
04 h/a
- Definição à luz de alguns autores
- A cultura e culturas: A constituição de um campo

Unidade II – 20 h/a
As identidades sociais. Uma introdução.às culturas brasileiras 04 h/a
- Estudo de Paradigmas clássicos e contemporâneos.
04 h/a
Exibição e debates de vídeo musical: 04 h/a
- Casa de Bamba 04 h/a
04 h/a
Audição musical e debate :
- Dona Edith do Prato (CD)
16 h/a
Unidade III – Consumos culturais 04 h/a
- As acepções culturais vistas pelo viés da economia vigente.
04 h/a
Exibição e debates com os filmes: 04 h/a
A Negação do Brasil 04 h/a
Quanto Vale ou é Por Quilo
20 h/a
-Unidade IV- 04 h/a
Teoria e imagens: Performances de culturas brasileiras . 04 h/a
Análises de filmes, videos e músicas diversos a partir da bibliografia estudada. 04 h/a
04 h/a
Exibição e debates com os filmes:
O paí ó 04 h/a
O auto da compadecida

6. Metodologia de Ensino
O curso será dividido em dois módulos com ênfase nas concepções teóricas determinadas na
justificativa, procurando promover um debate sobre situações atualmente abordadas nos meios de
comunicação de massa e nos filmes apresentados, onde aspectos culturais diversos são dispostos. As
aulas serão em formato de seminários e divididas em duas partes: A primeira com exposição da
professora e a segunda com a apresentação dos alunos, previamente determinados.
2
Recursos didáticos:
- Artigos acadêmicos constantes da bibliografia
- Artigos de jornais e revistas cujo teor se coadune com o texto a ser discutido na aula em questão.
- Os cinco filmes apresentados na Filmografia
- Projetor multimídia (data show), projetor de vídeo e TV

7. Atividades Discentes

- Leitura prévia dos textos para que sejam debatidos em sala


- Participação nas atividades extra classe de visita à atividade cultural.
8. Avaliação
A avaliação adotará distintos formatos:

- Artigos sumarizados sobre atividades extra classe (individual).

-Apresentação de seminários (dois por equipe) - Previamente combinados com a professora.

- Trabalhos de campo em equipes (duplas) a serem desenvolvidos através de entrevistas, com lideranças,
produtores culturais e autoridades locais da área da cultura.
- Participação nos debates em sala de aula.

9. Bibliografia

9.1 – . Bibliografia Básica

ADORNO, Theodor. A indústria cultural. In: COHN, G. Theodor W. Adorno. São Paulo: Ática, 1986.
(Coleção Grandes Cientistas Sociais).
ADORNO, Theodor W.; ALMEIDA, Jorge M. B. de. Indústria cultural e sociedade. 5. ed. São Paulo: Paz e
Terra, 2009.
ARANTES, Antonio Augusto. O que é cultura popular. São Paulo, Brasiliense, 1981.
BOSI, Alfredo. Cultura brasileira e culturas brasileiras. In: Dialética da Colonização. São Paulo: Companhia
das Letras, 1992 . pág. 308 – 345
______. Cultura como tradição In: BORNHEIM, G. et al. Cultura brasileira: tradição/contradição. Rio de
Janeiro: Jorge Zahar Editor/ Funarte, 1987, p. 33-57.
______; Cultura Brasileira: Temas e Situações; São Paulo: Editora Ática, 2002
BOSI, Ecléa. Cultura de massa e cultura popular: leituras de operárias. Petrópolis: Vozes, 1972.
CANCLINI. Nestor Garcia. Consumidores do século XXI, cidadãos do XVIII. In: Consumidores e Cidadãos;
conflitos multiculturais da globalização. Rio de Janeiro: Editora UFRJ,1995. pág. 13 – 47
CHAUÍ, Marilena de Souza. Notas sobre cultura popular. In: Cultura e democracia: o discurso competente
e outras falas. São Paulo: Ed. Moderna, 1980. pág. 61 – 83
COELHO, Teixeira. O que e industria cultural. São Paulo: Brasiliense, c1980; 2007. (Coleção primeiros
passos ; 8)
DAMATTA, Roberto. A casa & a rua: espaço, cidadania, mulher e morte no Brasil . Rio de Janeiro:
Rocco, 1997
GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas.
GONÇALVES, José Reginaldo Santos. A obsessão pela cultura. In: Cultura substantivo plural, Rio de
Janeiro, CCBB, 1996.
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil.
LARAIA, Roque de Barros. O Desenvolvimento do Conceito de Cultura. In: Cultura: um conceito

3
antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004. pág. 30 -58

9.2 – Bibliografia complementar


Filmografia e discografia:
Filmes :
O paí ó
O Caldeirão do Beato
Quanto Vale ou é Por Quilo
O auto da compadecida
A Negação do Brasil

Músicas:
CD e DVD
- Casa de Bamba
- Dona Edith do Prato
ALVARENGA, Oneyda. Música popular brasileira. São Paulo: Duas Cidades,1982.
BAKHTIN, Mikhail. A cultura popular na idade média e no renascimento: o contexto de François
Rabelais. São Paulo: Annablume/Hucitec, 2002.
BURKE, Peter. Cultura popular na idade moderna. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.
CANCLINI, Néstor Garcia. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo:
EDUSP, 2003.
CASCUDO, Luís da Câmara. As culturas populares no capitalismo. São Paulo: Brasiliense, 1983.
CHARTIER, Roger. Cultura popular: revisitando um conceito historiográfico In: Estudos históricos, Vol. 08,
n°16. Rio de Janeiro, 1995.
CHAUI, Marilena. Conformismo e resistência, aspectos da cultura popular no Brasil. São Paulo: Editora
Brasiliense, 1986.
COELHO NETO, José Teixeira. Usos da Cultura: políticas de ação cultural. Rio de Janeiro: Paz e Terra,
1986.
GULLAR, Ferreira. Cultura posta em questão. Rio de Janeiro: Editora civilização brasileira, 1965.
MOTA, Carlos Guilherme. Ideologia da Cultura Brasileira (1933 - 1974). São Paulo: Editora Ática;
ORTIZ, Renato. A moderna tradição brasileira: cultura brasileira e indústria cultural. São Paulo:
Brasiliense, 1991.
ORTIZ, Renato. Cultura popular: românticos e folcloristas. São Paulo: Olho d’água, 1992.
_______________. Cultura brasileira e identidade nacional. São Paulo: Brasiliense, 1994.
SATRIANI, Luigi M. Lombardi. Antropologia cultural e análise da cultura subalterna. São Paulo: Editora
Hucitec, 1986.
SODRÉ, Nelson Werneck. Síntese de História da Cultura Brasileira. São Paulo: Bertrand Brasil, 2003
SQUEFF, Ênio e WISNIK, José Miguel. O nacional e o popular na cultura brasileira. São Paulo: Editora
Brasiliense 1982.
ORTIZ, Renato. “Introdução” e “ Estado, cultura popular e identidade nacional”. In: Cultura brasileira e
identidade nacional. São Paulo: Editora Brasiliense, 1986. pág. 7 – 11; 127 – 148.
SOUSA, Antônio Pereira. O que é cultura. São Paulo: Editora. Brasiliense S.A., 1987. (Coleção Primeiros
Passos)
VILHENA, Luís Rodolfo. Projeto e missão: o movimento folclórico brasileiro 1947 – 1964. Rio de Janeiro:
Funarte/Fundação Getúlio Vargas, 1997.

10. Pareceres

PARECER

4
Juazeiro do Norte, _____/_____/_____

__________________________
Titular da Unidade Curricular
Aprovado em Reunião do Conselho Departamental em:
Juazeiro do Norte, _____/_____/_____

__________________________
Chefe do Departamento
Aprovado em Reunião do Colegiado da Coordenação em:
Juazeiro do Norte, _____/_____/_____

__________________________
Coordenador do Curso
Aprovado em Reunião do Conselho de Centro ou Faculdade em:
Juazeiro do Norte, _____/_____/_____

__________________________
Diretor do Centro ou Faculdade