Você está na página 1de 3

1) DINÂMICA DO “FIM DO MUNDO”

Objetivos: Permite avaliar o funcionamento do próprio grupo.


N° de participantes: sem limite de n°
Material: fichas com o nome de casais de espécies da fauna (Cerrado, Mata
Atlântica, etc), fita crepe
Regra de ouro: NÃO É PERMITIDO FALAR.

Desenvolvimento: Colar aleatoriamente as fichas nas costas dos participantes


sem que estes saibam de que bicho se trata. Comunicar que o mundo vai se
acabar em 10 minutos e os casais de bichos tem que ser formados para evitar
essa tragédia e garantir as futuras proles para recolonizar a Terra.
Ao fim da dinâmica, todos os casais deverão estar formados senão o mundo
explode!!!
Após a dinâmica, retornar ao grupo com a discussão sobre o desenvolvimento
da dinâmica: quantos casais foram formados? Quem ajudou quem? Houve
cooperação? Somos um grupo interessado no coletivo ou apenas no “eu faço o
meu papel”...

http://posdidatica2010.blogspot.com.br/

2) Por: Berenice Gehlen Adams

Objetivos: Refletir sobre diferentes conceitos relacionados ao meio ambiente e


perceber como cada um tem uma visão específica de cada conceito, de acordo
com seu contexto.

Público alvo: Crianças, Adolescentes e Adultos.

Material necessário: Papel, lápis ou caneta e quadro.

Desenvolvimento:

– Iniciar uma conversação sobre o meio ambiente, levantando questões como:


O que é meio ambiente? Qual é, para você, o principal problema ambiental e por
quê? O que é lixo? O que é natureza?

– Após a conversação, escrever no quadro 5 expressões: meio ambiente;


ecologia; lixo; consumismo; natureza (podendo optar por outras expressões).

– Pedir que cada participante escreva, em uma folha, com poucas palavras, o
que entende por cada expressão.

– Recolher as folhas e redistribuí-las aos participantes.

– O monitor solicita que, um a um, os participantes leiam a interpretação das


expressões para o grande grupo. Um é escolhido para iniciar. A pessoa autora
das interpretações lidas pelo primeiro, se apresenta, podendo justificar suas
impressões, e em seguida lê as interpretações da folha que pegou, e assim por
diante.

– Enquanto isto, o monitor faz uma tabela no quadro, no seguinte formato:

Meio ambiente

Ecologia

Lixo

Consumismo

Natureza

Abaixo de cada palavra o monitor irá escrevendo, de forma sintetizada, as


interpretações lidas.

– Após todos terem lido as interpretações e o monitor ter preenchido o quadro,


fazer um fechamento analisando as idéias sintetizadas do quadro.

http://www.sabernarede.com.br/sugestoes-de-atividades-sensibilizadoras-dinamicas-e-
reflexao-para-educacao-ambiental/

3) RECONHECENDO SUA FOLHA

Materiais:

– 1 saco plástico e folhas de uma mesma árvore.

Procedimento:

– Posicionados em círculo, cada participante recebe uma folha de uma mesma


árvore.

– O orientador solicita às pessoas que observem bem a sua folha (manchas,


coloração, sinais individuais), passando, assim, a conhecê-la muito bem.

– Em seguida, cada participante deve mostrar a sua folha à pessoa que se


encontra ao seu lado, ressaltando as características específicas que encontrou.

– O orientador recolhe, então, todas as folhas, colocando-as em um saco plástico


e embaralhando-as muito bem.

– As folhas, em seguida, são esparramadas pelo chão, pedindo-se que cada


participante encontre a sua.

Considerações e Sugestões:

– Todos os elementos existentes no meio ambiente são importantes e


merecedores de respeito. Embora muitos elementos possam parecer
insignificantes, cada um deles possui a sua função dentro do sistema e é de
fundamental importância para a manutenção do equilíbrio. Nesta atividade,
demonstra-se que, embora muita parecida com as outras da mesma árvore e
fazendo parte de um único objeto, cada folha tem características próprias que a
fazem única. Além disso, cada uma delas possui a sua função, contribuindo com
a sua parcela de fotossíntese para manter a vida da árvore.

http://baiadeguanabara.org.br/site/?page_id=5012