Você está na página 1de 77

Várias maneiras de fotometrar:

aprenda de verdade e escolha a sua

Flavio Demarchi
Dia 1
Fotometria e exposição

Dia 2
A luz refletida e a compensação de exposição

Dia 3
Os tipos de fotometria
Dia 01
Fotometria e exposição

AULA 1 – Exposição: luz incidente


e refletida

AULA 2 – Fotometrando a luz incidente


(AULA EXCLUSIVA PARA
ASSINANTES)
Aula 01
Exposição: luz
incidente e refletida
Fotometria: medição da luz
e adaptação da câmera para uma
exposição adequada.
Pré-requisitos
l ISO – funcionamento e efeitos

l Diafragma – funcionamento e efeitos

l Obturador – funcionamento e efeitos


Pré-requisitos
Profundidade de campo
(diafragma)

Efeito
borrado/congelado Ruído da imagem
(obturador) (ISO)
Pré-requisitos
Metáfora da torneira
Pré-requisitos
High Key e Low Key
Pré-requisitos
• LV: light value

• EV: valor de exposição


• Escala geométrica, não aritmética!
• LV = EV em ISO 100
Pré-requisitos
ESCALAS DE EV
• 15 – Sol a pino em dia sem nuvens • 08 – Iluminação urbana noturna

• 13 – Sol encoberto por nuvens • 05 – Iluminação por faróis de


carros
• 12 – Pôr do sol
• 00 – Uma vela a um metro
• 10 – Lusco-fusco
• -9 – Iluminação da Via Láctea
Fotometria
DOIS PRINCÍPIOS:
- “Passivo” –
o fotógrafo adapta as configurações para
a luz ambiente.
- Ativo – o
fotógrafo muda a luminosidade do ambiente
para a configuração desejada.
Fotometria
Mesmo na fotometria “passiva” o fotógrafo possui
liberdade para realizar efeitos não óbvios.
Métodos de
fotometria
l Luz incidente: lê a luz sem
influência da superfície do
assunto fotografado.

l Luz refletida: lê a luz refletida


com as alterações produzidas
pela superfície do assunto
fotografado.
Histograma
Representação gráfica da luminosidade de uma fotografia.
Histograma
l O histograma representa como a foto é, não como ela
deveria ser – requer interpretação.
l O histograma mostra a quantidade de diferentes
tonalidades de luz, mas não mostra onde estas tonalidades
estão na fotografia.
l O histograma do LCD é o gráfico do JPG, independente do
formato escolhido (raw ou jpeg).
l Arquivos raw apresentarão histogramas diferentes em
diferentes programas.
Histograma
Latitude de exposição
l Indica, em pontos de EV, quantos tons uma foto permite
reproduzir, com detalhes, do ponto mais escuro ao mais
claro.

l Quanto menor a latitude, mais contrastada é a foto,


maior é a tendência às perdas de informação das baixas
e altas luzes.
Latitude de exposição
Latitude de exposição
Aula 02
Fotometrando a luz
incidente

(AULA EXCLUSIVA
PARA ASSINANTES)
Luz incidente
Luz incidente
l O fotômetro de mão mede com perfeição
a quantidade de luz que chega ao objeto, sem
influência da superfície do assunto fotografado.

l Geralmente não precisa de compensações.


O fotômetro de mão
l Modos: EV, luz contínua, flash

l Escolha duas variáveis e o fotômetro calcula a terceira.

l O globo leitoso simula o cinza médio.


O fotômetro de mão
ONDE FOTOMETRAR?

l Em direção à luz

l Em direção à câmera

l No plano em que se quer informação


O fotômetro de mão
• Para controle total da fotometria, meça a luz e as sombras!

• Controle do contraste – fotometria ativa com pouco


esforço
O Fotômetro
de mão
LIMITAÇÕES:

l Objetos distantes

l Objetos reflexivos ou
translúcidos
Dia 02
A luz refletida e a compensação
de exposição

AULA 3 – Fotometrando a luz refletida

AULA 4 – O cinza médio e o repertório de tons


(AULA EXCLUSIVA PARA ASSINANTES)
Aula 03
Fotometrando a luz
refletida
Luz refletida
Como funciona
o fotômetro

EV + ISO + Diafragma + Obturador =


Como funciona o fotômetro
Método de fotometria
Como visto em “Fundamentos da fotografia 1”

• ISO

• Ajuste de efeito

• Ajuste de compensação

• (ISO)
TESTE!

Método de fotometria
Padrão da fotometria

CINZA MÉDIO!
Mantra da fotometria
• Superexpor tons claros!

• Subexpor tons escuros!


Fotometria
da pele
Na prática!
Aula 04
O cinza médio
e o repertório de tons

(AULA EXCLUSIVA
PARA ASSINANTES)
Repertório de tons
Criando repertório
A partir do cinza médio, como criar o próprio repertório de tons?
Algumas referências
• Grama (0)

• Asfalto (-1)

• Parede branca (+1 e 2/3)

• Telhado (0)

• Jeans (0)
• Céu azul (+1 e 2/3)
Mito ou verdade?
• Fotometrar no céu azul?

• Fotometrar na mão?

• Sunny 16?

• É melhor superexpor ou subexpor?

• HDR é solução?
Mito ou
verdade?
Fotometrar no céu azul?
Mito ou
verdade?
Fotometrar no céu azul?
Mito ou
verdade?
Fotometrar na mão?
Mito ou
verdade?
Sunny 16?
Mito ou verdade?
SUNNY 16?

Abertura Condição luminosa Sombra

F/16 Ensolarado Nítida / dura


F/11 Levemente nublado Visível / suave
F/8 Nublado Quase invisível
F/5.6 Fortemente nublado Sem sombras
F/4 Pôr do sol Indiferente
Mito ou verdade?
• É melhor superexpor ou subexpor?

• Vamos ao Lightroom...
Mito ou verdade?
HDR resolve?
Por fim
Fotometrar na luz ou nas sombras?
Por fim
Fotometrar na luz ou nas sombras?
Nos dois lugares!
Dia 03
Os tipos de fotometria

AULA 5 – Fotometria matricial e parcial

AULA 6 – Fotometria pontual


(AULA EXCLUSIVA PARA
ASSINANTES)
Aula 05
Fotometria matricial
e parcial
Modos de fotometria

Estimativa matricial Parcial Pontual


Fotometria matricial
• Mede a luz de todo o enquadramento.

• Devemos abstrair a tonalidade mediana da cena


como um todo.

• Limitações: cenas com muito contraste de luz


Fotometria matricial
Fotometria matricial
Fotometria matricial
Fotometria matricial
Fotometria parcial
Mede a luz de uma zona central do enquadramento.

Fornece um controle maior da fotometria em relação à


fotometria matricial.
Fotometria parcial
Fotometria parcial
Fotometria parcial
Fotometria parcial
PERGUNTAS:

Usar fotometria parcial é o mesmo que usar a fotometria matricial


e chegar perto?

E realizar a fotometria aumentando o zoom da lente?


Aula 06
Fotometria pontual
(AULA EXCLUSIVA
PARA ASSINANTES)
Fotometria pontual

Estimativa / matricial Parcial Pontual

Não confundir com foco


pontual!!
Fotometria pontual
Mede a luz do centro do enquadramento. Geralmente
entre 4 e 10% da cena.
Fotometria pontual
Fotometria pontual
Fotometria pontual
Sistema de zonas

Método de fotometria
criado por Ansel Adams
para fotografia analógica.
Sistema de zonas
Sistema de zonas -
limitações
Método exclusivo para fotografia analógica

• Compreende exposição e revelação


• “Expor para as sombras e revelar para as altas luzes”

• Câmeras (ou películas) com latitudes diferentes


possuem respostas diferentes
Adaptação
Da densidade para os pixels! Luminosidade (RGB)
0
25

51
76

102
128

153
179

204

230
255
Adaptação
CONHEÇA SUA CÂMERA!
Adaptação
ATENÇÃO!

• Fotografando em RAW, cada software irá oferecer uma


latitude diferente.

• Impressões diferentes também alteram os tons.


Obrigado!

www.flaviodemarchi.com.br

www.facebook.com/flaviodemarchifotografia

Você também pode gostar