Você está na página 1de 2

PROFESSOR(A): Camila Strapasson dos Santos Manz AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA

SÉRIE: 2º ano / TURMA: C TRIMESTRE: 1° VALOR: 10,0 DATA:

ALUNO(A): Nº: 03/2015 / NOTA:

▪ A interpretação dos enunciados também faz parte da avaliação, leia com atenção antes de responder, não rasurar, não
usar corretivo. Mantenha celulares e fones guardados e desligados!
▪ OBRIGATÓRIO ENTREGAR A PROVA A CANETA (AZUL ESCURA OU PRETA)! BOA PROVA ☺
1) “As cidades são o principal local onde se dá a reprodução da força de trabalho. Nem toda melhoria das condições
de vida é acessível com melhores salários ou com melhor distribuição de renda. Boas condições de vida dependem,
frequentemente, de políticas públicas urbanas – transporte, moradia, saneamento, educação, saúde, lazer,
iluminação pública, coleta de lixo, segurança. Ou seja, a cidade não fornece apenas o lugar, o suporte ou o chão
para essa reprodução social. Suas características e até mesmo a forma como se realizam fazem a diferença”.
Fonte: Revista Fórum.
Analise o texto e assinale ( V ) para alternativas VERDADEIRAS ou ( F ) para as FALSAS:
( ) A cidade é um espaço complexo, onde diversos interesses estão em jogo: aqueles que dela necessitam
para sua reprodução (os trabalhadores) e aqueles que dela retiram lucro (os capitalistas).
( ) As políticas públicas podem melhorar a vida nas cidades, possibilitando aos que nela vivem uma maior
qualidade de vida.
( ) As políticas públicas citadas no texto se distribuem igualmente pelo espaço urbano de acordo com as
condições salariais de seus habitantes, sendo a todos acessíveis.
( ) O acesso a bens coletivos urbanos é uma forma de distribuição indireta de renda àquela parcela da
população que tem na cidade o espaço de reprodução de sua força de trabalho.
( ) As políticas públicas beneficiam apenas os cidadãos que habitam a periferia das cidades.

2) Em relação ao conceito de “CIDADE GLOBAL”, assinale a alternativa INCORRETA.


a) O número de habitantes nas cidades globais, necessariamente, é igual ou superior a 10 milhões.
b) As cidades globais também podem ser chamadas de cidades Alfa ou de centros mundiais.
c) As cidades globais são classificadas e distribuídas, ao menos, em três grupos: ‘Alfa’, ‘Beta’ e ‘Gama’.
d) As mais de 50 cidades globais formam uma rede que abrange todos os continentes, exceto a Antártica.

3) Entre as alternativas abaixo, assinale aquela que NÃO apresenta um fator ligado à constituição e expansão do
processo de urbanização.
a) êxodo rural. b) industrialização. c) metropolização. d) reforma agrária.

4) O processo de urbanização ocorre a partir de fatores atrativos e repulsivos.


Relacione as colunas identificando quais fenômenos enquadram-se nessas duas categorias mencionadas.

COLUNA 1 COLUNA 2
( 1 ) Fatores repulsivos ( ) Concentração fundiária.
( 2 ) Fatores atrativos ( ) Industrialização.
( ) Oferta de empregos urbanos.
( ) Modernização do meio rural.

5) A intensa e acelerada urbanização brasileira resultou em sérios problemas sociais urbanos, dentre os quais,
podemos destacar:
a) Falta de infraestrutura, limitações das liberdades individuais e altas condições de vida nos centros urbanos.
b) Aumento do número de favelas e cortiços; falta de infraestrutura e todas as formas de violência.
c) Conflitos e violência urbana, luta pela posse da terra e acentuado êxodo rural.
d) Luta pela posse da terra, falta de infraestrutura e altas condições de vida nos centros urbanos.

6) O conceito de _________________ foi criado por especialistas da Organização das Nações Unidas (ONU), na
década de 1990, com o objetivo de nomear aglomerados urbanos com mais de 10 milhões de habitantes. Não se
trata de um conceito ligado à qualidade de vida das populações urbanas ou à influência econômica destas cidades
sobre outras, mas à quantificação de seus habitantes.
Assinale a alternativa que apresenta o conceito que preenche a lacuna.
a) Metrópole. b) Cidade Global. c) Megacidade. d) Área Metropolitana.
7) (Unioeste/2015) É evidente a constatação que não basta construir novos bairros
para substituir as favelas. É preciso incorporar as favelas às cidades e proporcionar
melhores condições de moradia para quem já vive nelas. O alto custo do valor da
terra nas grandes cidades e o fato de que as favelas já têm acesso a serviços públicos
de transporte, saúde, educação etc. reforçam a importância de investir na melhoria
das condições das moradias já existentes nas grandes cidades [...]. Em estudo
recente, a ONU observa que, se providências não forem tomadas, o Brasil terá 55
milhões de habitantes (25% de sua população) morando em favelas até 2020. Isso
representa um quarto da população brasileira vivendo em condições precárias de
saúde e tendo sua educação comprometida.
Geografia Conhecimento Prático. Número 54. Editora Escala, 2014.
Com relação às favelas e à ocupação do solo urbano, assinale a alternativa
INCORRETA.
a) A ocupação de áreas próximas aos canais fluviais, especialmente em planícies de inundação, ou em encostas
íngremes, pode resultar em perdas humanas e prejuízos econômicos. As inundações e os deslizamentos de
encostas são processos causados exclusivamente pela ação humana.
b) A produção de resíduos sólidos e seu destino têm sido um dos principais problemas urbanos. A partir de 2014,
os resíduos sólidos deveriam ser direcionados apenas aos aterros sanitários, os quais são projetados para reduzir
os danos ao ambiente e à saúde pública. A impermeabilização e o nivelamento do terreno, a captação do chorume
e seu tratamento são algumas das ações presentes nos aterros sanitários.
c) Os condomínios fechados, cada vez mais presentes nas grandes cidades brasileiras, podem ser considerados
um exemplo de como a cidade torna-se seletiva e colabora com a exclusão social. Há bairros luxuosos de um lado
e conjuntos habitacionais populares, loteamentos clandestinos e favelas de outro, os quais, na prática, são a solução
de moradia para os trabalhadores de baixa renda.
d) As grandes cidades não têm a capacidade de absorver a imensa quantidade de migrantes que nelas se instalam.
Muitos desses trabalhadores têm baixa remuneração, o que dificulta a compra de moradia ou a locação de um
imóvel, em função da especulação imobiliária. Essa população procura áreas de baixo valor imobiliário, áreas
públicas ou particulares desocupadas, ou áreas de risco como encostas de morros, assim, geram-se favelas, as
quais são visíveis na paisagem urbana.

8) (Puc-SP/2012) Leia com atenção:


"Nas cidades, palco de contradições econômicas, sociais e políticas, o sistema viário é um espaço em permanente
disputa entre diferentes atores, que se apresentam como pedestres, ciclistas, condutores e usuários de automóveis,
caminhões, ônibus e motos." (BRASIL Acessível. Programa Brasileiro de Acessibilidade Urbana. Ministério das Cidades, 2006. p. 2)
A referência aqui são as grandes cidades brasileiras. Sobre a questão da acessibilidade nessas áreas pode-se
observar que:
a) a multiplicação do hábito do uso da bicicleta resultou da construção de muitas ciclovias nas cidades, roubando,
se necessário, espaço dos automóveis, tornando o uso desses inviável.
b) ônibus e caminhões ao mutiplicarem-se no sistema viário das grandes cidades são como vilões que provocam
trânsito e atrapalham os pedestres.
c) a multiplicação de motos nas cidades brasileiras é responsável pelos congestionamentos e por dificuldades na
circulação de pessoas e mercadorias.
d) A utilização excessiva do transporte individual, principalmente do automóvel, afeta em larga escala a fluidez do
trânsito, portanto o transporte coletivo torna-se menos eficiente, em decorrência da baixa velocidade.

9) (Puc-RS/2012) A concentração da população nas cidades provocou o processo de verticalização de áreas,


principalmente nos bairros mais centrais. Nesse contexto, nas últimas décadas, novos loteamentos de periferia têm
crescido bastante, dando origem ao fenômeno da periurbanização.
A propósito desse tema, é INCORRETO afirmar que:
a) o elevado custo dos imóveis em bairros próximos do centro expulsa destes a população de menor poder aquisitivo.
b) a população de renda mais elevada investe em loteamentos de alto luxo, localizados fora do núcleo central, onde
busca mais conforto e tranquilidade.
c) esse processo de expansão das cidades muitas vezes resulta na formação de grandes áreas urbanas
conurbadas.
d) a necessidade sempre crescente de novas moradias impulsiona a indústria da construção civil e os negócios
imobiliários, com lançamentos de condomínios residenciais nas periferias das grandes cidades.
e) essa dinâmica de ocupação dos espaços urbanos está isenta de degradação ambiental, tendo em vista que
atende com exatidão a legislação ambiental dos planos diretores municipais.