Você está na página 1de 5

Na

Casa do Senhor - Salmo 122: 1-9



Algumas coisas que eu quero dizer sobre este salmo apenas para colocá-lo em seu
contexto apropriado com você. Esta é uma canção de ascensão. Esta foi uma canção
para ser cantada como os israelitas andariam seu caminho até os tempos de adoração
e sacrifício em Jerusalém. Essa música está cheia de Jerusalém língua. Está cheio de
linguagem de Jerusalém porque Jerusalém era o centro do adoração de Deus. Foi onde
o tabernáculo estava. Foi onde os sacrifícios foram feitos. Isto era onde estava o santo
dos santos, onde morava a presença de Deus. E então você não pode tem no Antigo
Testamento um salmo de adoração sem que seja um salmo de Jerusalém.
Mas este é um salmo que tem muito a nos dizer sobre a natureza da verdadeira
adoração.

v. 1-2 - Primeira perspectiva sobre a adoração do Salmo 122, adoração, adoração
verdadeira é uma expressão de um coração que sentiu alegria.

“Fiquei contente quando me disseram: Vamos à casa do Senhor”. 3

Uma criança saindo de ferias
O agricultor lavando sua família.

Porque tanta alegria. Por causa da graça. Porque fomos aceitos.
As coisas podem não ir bem, mas fui salvo pelo Senhor.

Nós não devemos ser pessoas quase cínicas indo de dificuldade a dificuldade
eviscerando-se porque algo nos aconteceu que mudou nossa identidade e em mudar
nossa identidade deve mudar radicalmente as condições de nossos corações.

E mesmo nos momentos mais tristes deve haver tensões de profunda alegria
permanente porque eu posso dizer com Davi: “Estou nos portões de Jerusalém. Como
poderia ser?"

Agora, eu perguntaria a você. Você conhece essa alegria? Porque existem outras
alegrias que competem para o seu coração. Talvez você realmente tenha que dizer: “l,
eu não respondo dessa maneira. eu frequentemente
encontrar maior alegria nas alegrias temporárias nos prazeres do mundo criado do que
o fato de eu ter sido aceito por Cristo dentro dos portões de Jerusalém ”.

Você não pode olhar para esses dois primeiros versículos sem fazer a pergunta, irmãos
e irmãs.
Vamos ser honestos. Que alegria governa seu coração? Que alegria você vive em
buscado? O que te traz as mais profundas alegrias que você experimenta? É a alegria
da adoração que é impulsionado pela alegria de conhecer a graça que lhe foi
concedida? Que tragédia quando nos acostumamos a essa graça. Que tragédia quando
já não tem valor para Que tragédia quando começamos a pensar que realmente
merecemos aceitação com Deus.

v. 3-5 - A adoração não é apenas uma expressão de alegria sincera. A verdadeira
adoração é um reconhecimento do dever.

Ouça, irmão e irmãs, era importante que o israelita reconhecesse que eles
foram redimidos da escravidão pelo Senhor, que suas vidas não eram mais suas, que
havia uma obrigação de oferecer a Deus o culto que era devido ao seu nome. Isso foi
seu decreto.
Lembre-se logo depois que a redenção do Egito Israel disse na base do Monte Sinai
onde Deus deu sua lei e o fundamento dessa lei foi um chamado para amar e adorar
Deus acima de tudo.

Agora ouça isso. Essa lei não era algo novo. Essa lei está enraizada nas normas de
criação. Os seres humanos foram criados para adorar a Deus. E isso significa que a
adoração é primeiro sua identidade antes que seja uma atividade. Você é, por sua
própria natureza, um adorador.
E se você não está adorando a Deus, você está dando adoração a outra coisa. E lá são
apenas duas categorias. Ou sua vida é estruturada por um culto e serviço do Criador
ou sua vida é estruturada em borracha prática atende os caminhos da estrada pelo
culto e serviço da criação.

Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas
encorajemo-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o
Dia. Hebreus 10:25

Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor.
Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de
todas as tuas forças.
E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração;
E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo
caminho, e deitando-te e levantando-te.
Também as atarás por sinal na tua mão, e te serão por frontais entre os teus olhos.
E as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas. Deuteronômio 6:4-9



v. 6-7 - A verdadeira adoração é uma expressão do coração, sentiu alegria. A
verdadeira adoração é um reconhecimento do dever. A adoração verdadeira resulta
em piedade (preocupação).

Aquela palavra “paz” significa mais do que uma ausência de conflito ou ausência de
guerra. Isto significa um estado de inteireza onde tudo funciona da maneira que
deveria funcionar. Aquela palavra “paz” poderia ser definida como as coisas do jeito
que elas foram criadas para ser.

Você vê, se meu coração está cheio de amor por Deus, meu coração é controlado pela
adoração de Deus. Deus, então eu me preocupo com a obra de Deus. Eu me preocupo
com o povo de Deus. Eu me preocupo com o
Reino de Deus.

Tem adoração de Deus colocado dentro do seu coração um profundo
preocupação pela Igreja de Jesus Cristo? Você se importa com a sua igreja? Você se
importa isso funciona? Você está preocupado com a sua missão? Você ama e reza por
seus pastores e seus anciãos e seus diáconos? Você faz tudo o que pode para investir
seu tempo e sua energia e seu dinheiro para que o trabalho de Deus prosperasse?
Eu acho que nós vivemos em uma geração onde muitas vezes o corpo de Cristo pode
ser chocantemente passiva. Vivemos em uma geração em que há muito cristianismo
consumista.

A mentalidade consumista

Você vê, o cristianismo consumista é impulsionado pela adoração de mim. É sobre o
que eu quero. É sobre o que me agrada. É sobre o que eu acho que preciso em qualquer
momento do que um senso de chamar não apenas a Deus, mas ao povo de Deus e à
obra de Deus. Se você é filho de Deus, você foi convocado para o serviço de seu reino.

v. 8-9 - A verdadeira adoração é uma expressão de alegria sincera. A verdadeira
adoração é um reconhecimento do dever.
A verdadeira adoração sempre resulta em preocupação pelo reino de Deus e pela
obra de Deus. Verdade adoração sempre resultará em comunidade.

O amor de Deus sempre produzirá amor pelos outros. Meu problema na minha luta
para amar outros não é primeiro um problema para amar os outros. Meu problema é
na verdade falta de amor por Deus. E quando eu não tenho Deus em seu devido lugar,
então as pessoas não estão em seus
lugar de direito também. Pense sobre isso. Qual é o ídolo dos ídolos? O ídolo dos
ídolos, o coisa que substituímos constantemente a adoração a Deus - isso não será
uma surpresa você é adoração de si mesmo. E quando estou me adorando, isso coloca
uma tremenda meu relacionamento com você porque no meu culto com, de mim, eu
realmente não me movo em direção a você porque eu te amo. Eu me movo em sua
direção porque eu me amo. E eu acho que talvez você tem algo que vai me beneficiar. E
quando você não faz, eu vou embora porque eu sou realmente no relacionamento não
para você, mas para mim.

É somente quando Deus está em seu devido lugar, quando meu coração é governado
pela adoração a ele, quando é preenchido com aquela sensação de alegria, quando
vive com esse profundo senso de dever que eu vai realmente se preocupam com você,
se preocupam com o seu bem estar, se preocupam com a sua família, cuidado sobre
sua caminhada com Deus. Eu vou me importar com você.

Conclusão

Mas quero dizer mais uma coisa sobre essa passagem. Este salmo é como um dedo
que nos aponta para três coisas.

Primeiro de tudo, nos aponta para a pessoa e obra do Senhor Jesus
Cristo. Não há mais tabernáculo onde sacrifícios são feitos porque Deus enviou seu
Filho, o Senhor Jesus Cristo como o sacrifício final e final. O rei se tornou o cordeiro. E
ele estava disposto a pagar a penalidade necessária para os nossos pecados para que
através do seu sacrifício nós receberíamos perdão e aceitação com Deus.
Eu te perguntaria esta noite. Você colocou sua confiança nesse Cordeiro? Você
procurou seu perdão? Você perseguiu a graça dele?

Há uma segunda coisa em que esse salmo maravilhoso aponta. É isso, que não
precisamos subir mais uma colina para Jerusalém, porque pela obra do Senhor Jesus
Cristo nós são agora o templo onde Deus habita. Pense sobre isso. Nós somos o
templo de Deus. E então onde quer que o povo de Deus esteja, Deus vive no meio
deles.

Mas há uma última coisa que este salmo aponta um dedo para. É isso que todos aqui
estão um peregrino. Nós estamos marchando colina acima para a nova Jerusalém
onde Deus habita e nós vai viver com ele para sempre e toda a luta do pecado e da
fraqueza será para sempre e nós viveremos nas portas seguras de Jerusalém para
sempre e diremos para sempre: "Eu sou resgatado. Eu sou redimido. Eu sou
redimido. Eu estou nos portões da nova Jerusalém. eu sou redimidos. ”

Interesses relacionados