Você está na página 1de 2

Mortalidade: Os Cristãos não Precisam Temer a Morte - J. I. Packer http://www.monergismo.com/textos/morte/morte_packer_concisa.

htm

Mortalidade: Os Cristãos não Precisam Temer a Morte


por

J. I. Packer

“Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho. Mas, se o viver


na carne me der fruto da minha obra, não sei, então, o que deva
escolher. Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de
partir e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor. Mas julgo
mais necessário, por amor de vós, ficar na carne” (Filipenses 1:21-24).

Nós não sabemos como os seres humanos deixariam este mundo se não
tivesse havido nenhuma Queda; alguns duvidam se eles teriam que
deixá-lo. Mas como a Queda aconteceu, a separação do corpo e alma
através da morte corporal, que é tanto fruto do pecado como
julgamento de Deus (Gênesis 2:17; 3:19, 22; Romanos 5:12; 8:10; 1
Coríntios 15:21), é uma das certezas da vida. Essa separação da alma
(pessoa) do corpo é um sinal e emblema da separação espiritual de Deus
que primeiramente trouxe a morte física (Gênesis 2:17; 5:5) e que será
aprofundada após a morte para aqueles que deixam este mundo sem
Cristo. Naturalmente, portanto, a morte aparece como um inimigo (1
Coríntios 15:26) e um terror (Hebreus 2:15).

Para os cristãos, o terror da morte física foi abolido, embora o


desagrado da morte permaneça. O próprio Jesus, o Salvador ressurreto
deles, passou por uma morte mais traumática do que qualquer cristão
jamais enfrentará, e Ele agora vive para sustentar Seus servos à medida
que eles caminham neste mundo para o lugar que Ele preparou para eles
no mundo porvir (João 14:2-3). Os cristãos deveriam ver sua própria
morte vindoura como um apontamento no calendário de Jesus, que Ele
fielmente cumprirá. Paulo pôde dizer, “Porque para mim o viver é
Cristo, e o morrer é ganho... tendo desejo de partir e estar com Cristo,
porque isto é ainda muito melhor” (Filipenses 1:21, 23), visto que “
deixar este corpo” significaria “habitar com o Senhor ” (2 Coríntios
5:8).

Na morte, as almas dos crentes (isto é, os próprios crentes, como


pessoas continuadas) são aperfeiçoadas em santidade e entram na vida
de adoração no céu (Hebreus 12:22-24). Em outras palavras, elas são
glorificadas. Alguns, não crendo nisso, colocam uma disciplina
purgatória após a morte que é realmente um estágio adicional de
santificação, purificando progressivamente o coração e refinando o
caráter na preparação para a visão de Deus. Mas essa crença não é nem
escriturística nem racional, pois se na vinda de Cristo os santos vivos
sobre a terra serão aperfeiçoadas moral e espiritualmente no momento
de sua transformação corporal (1 Coríntios 15:51-54), é natural supor
que o mesmo é feito a cada dentre no momento da morte, quando a
corpo mortal é deixado para trás. Outros defendem a inconsciência
(sono da alma) entre a morte e a ressurreição, mas a Escritura fala de
relacionamentos, envolvimentos e prazeres conscientes (Lucas 16:22;

1 de 2 21/03/2014 20:33
Mortalidade: Os Cristãos não Precisam Temer a Morte - J. I. Packer http://www.monergismo.com/textos/morte/morte_packer_concisa.htm

23:43; Filipenses 1:23; 2 Coríntios 5:8; Apocalipse 6:9-11; 14:13).

A morte é decisiva para o destino. Após a morte não há possibilidade de


salvação para o perdido (Lucas 16:26) — então, tanto o justo como o
ímpio colherão o que eles semearam nessa vida (Gálatas. 6:7-8).

A morte é ganho para os crentes (Filipenses 1:21) pois após a morte eles
vão para mais perto de Cristo. Mas a separação do corpo, como tal, não
é ganho; os corpos são para expressão e experiência, e estar sem um
corpo é estar limitado, deveras empobrecido. Esse é o porquê Paulo
quer ser “revestido” com seu corpo da ressurreição (isto é,
re-incorporado) antes do que ser “despido” (isto é, desincorporado, 2
Coríntios 5:1-4). Ressuscitar para a vida do céu é a verdadeira
esperança cristã. Assim como a vida no estado “intermediário” ou
“ínterim” entre a morte e a ressurreição é melhor do que a vida nesse
mundo que o precede, assim também a vida da ressurreição será melhor
ainda. Ela será, de fato, a melhor. E isso é o que Deus tem preparado
para todos os Seus filhos (2 Coríntios 5:4-5; Filipenses 3:20-21). Aleluia!

Traduzido por: Felipe Sabino de Araújo Neto


Cuiabá-MT, 02 de Agosto de 2005.

Este artigo é parte integrante do portal


http://www.monergismo.com/. Exerça seu Cristianismo: se vai usar
nosso material, cite o autor, o tradutor (quando for o caso), a editora
(quando for o caso) e o nosso endereço. Contudo, ao invés de copiar o
artigo, preferimos que seja feito apenas um link para o mesmo, exceto
quando em circulações via e-mail.

http://www.monergismo.com/

Este site da web é uma realização de


Felipe Sabino de Araújo Neto®
Proclamando o Evangelho Genuíno de CRISTO JESUS, que é o poder de DEUS para salvação de todo aquele que crê.

TOPO DA PÁGINA

Estamos às ordens para comentários e sugestões.

Livros Recomendados

Recomendamos os sites abaixo:

Monergism/Arquivo Spurgeon/ Arthur Pink / IPCB / Solano Portela / Spurgeon em Espanhol / Thirdmill
Editora Cultura Cristã /Editora Fiel / Editora Os Puritanos / Editora PES / Editora Vida Nova

2 de 2 21/03/2014 20:33