Você está na página 1de 17

ANÁLISE PEST(AL)

Clayton Samora
CSAMORA CONSULTORIA www.csamora.com
ANÁLISE PEST OU ANÁLISE PESTAL
SUMÁRIO

Introdução .......................................................................................................................................... 3
Composição ....................................................................................................................................... 3
Os Fatores Políticos ......................................................................................................................... 3
Os Fatores Econômicos .................................................................................................................. 4
Os Fatores Sociais ........................................................................................................................... 4
Os Fatores Tecnológicos ................................................................................................................ 5
Os Fatores Ambientais.................................................................................................................... 5
Os Fatores Legais ............................................................................................................................ 5
Aplicabilidade dos Fatores............................................................................................................... 6
introdução .......................................................................................................................................... 7
O que você verá neste artigo ..................................................... Error! Bookmark not defined.
O que é Análise PEST ......................................................................................................................... 7
Para que serve a Análise PEST ......................................................................................................... 8
Qual a diferença entre Análise SWOT e Análise PEST .................................................................. 9
Como fazer uma Análise PEST ....................................................................................................... 10
#passo 01 – Trabalhe com cada um dos fatores .................................................................... 11
Fatores Políticos: ........................................................................................................................ 11
Fatores Econômicos: ................................................................................................................ 11
Fatores Sociais: .......................................................................................................................... 11
Fatores Tecnológicos: .............................................................................................................. 12
Fatores ambientais: .................................................................................................................. 12
Fatores legais: ........................................................................................................................... 13
#passo 02 – Faça um brainstorming das oportunidades ....................................................... 14
#passo 03 – Faça um brainstorming das ameaças ................................................................ 14
Análise PEST vs Orçamento Empresarial ....................................................................................... 14
Call To Action ................................................................................................................................. 15
Conclusão ......................................................................................................................................... 15
Uso da análise PEST com outros modelos .................................................................................... 15
Referências ....................................................................................................................................... 16
Ligações Externas ............................................................................................................................ 16
ANÁLISE PEST OU ANÁLISE PESTAL

INTRODUÇÃO

A análise PEST é um acrónimo de análise Política, Económica, Social e Tecnológica e


consiste num enquadramento de fatores macro ambientais usados como uma ferramenta
na Gestão Estratégica De Empresas. Alguns analistas adicionaram o fator Legal e
reordenaram a sigla mnemónica para SLEPT [1]; E, ao inserir o fator Environmental
(Ambiental) expande-se para PESTEL ou PESTLE, que é frequentemente usado no Reino
Unido [2]. Em Portugal, falamos de análise PESTAL, ao atualizar a análise PEST com os
fatores Ambiental e Legal.

A análise PESTAL é uma ferramenta essencial para a análise da entrada de qualquer


empresa no mercado ou na reanálise do posicionamento das existentes, e baseia-se na
análise aos fatores externos à empresa que a podem influenciar, direta ou indiretamente.
Trata-se, pois, de uma investigação com alguma profundidade, que se divide nas
categorias acima referidas. Tais categorias ou fatores não se podem considerar como
elementos estáticos, mas antes como forças dinâmicas, em contínua alteração, pelo que
merecem igualmente um acompanhamento contínuo.

O seu objetivo é fornecer um relatório relativo aos variados fatores macro ambientais que
devem ser tomados em consideração pela empresa. Trata-se de uma Ferramenta
Estratégica útil para compreender o crescimento ou queda de mercados, posição e
potencial comercial e orientação para operações.

O modelo foi recentemente expandido para STEEPLE e STEEPLED, em que são adicionados
os fatores Éticos e Demográficos. A crescente importância dos fatores ambientais ou
ecológicos na primeira década do século XXI deram origem às práticas de negócio
sustentáveis e incentivaram uma utilização mais generalizada de uma versão atualizada
do enquadramento PEST.

A análise STEER considera sistematicamente os fatores Socioculturais, Tecnológicos,


Económicos, Ecológicos e Regulatórios. A escolha dos fatores a analisar depende da
natureza da indústria onde a empresa se insere. É fundamental haver uma análise crítica
na escolha dos fatores a analisar, de maneira a usar o tempo e os recursos de uma forma
eficiente.

COMPOSIÇÃO

OS FATORES POLÍTICOS

Os fatores Políticos estão intrinsecamente ligados à influência que os governos podem ter
sobre a atividade económica da empresa, quer através de criação de políticas
interventivas, quer na regulação que pode exercer sobre essa atividade. Mais
especificamente, os fatores políticos incluem áreas como a política fiscal, direito do
trabalho, direito ambiental, restrição comercial, taxas e estabilidade política. Os fatores
políticos podem também incluir bens e serviços que o governo pretenda fornecer ou
receber, assim como aqueles que o governo não pretende receber. Da mesma forma, os
governos têm uma forte influência nas áreas da saúde, educação e infraestruturas de uma
nação. A abrangência das organizações políticas que têm influência nesta análise é de
dimensão considerável. O conhecimento do centro de influência política permite
conhecer todo o sistema, e as diferenças entre os diversos níveis que podem influenciar a
análise devem ser desde logo anotadas de maneira a conseguir-se lidar com essas
divergências e minimizar os seus efeitos. Cada vez mais, as decisões e influências políticas
podem ter proveniências mais distantes. É necessário ter uma visão cada vez mais
alargada sobre este fator e olhar mesmo para grupos de pressão ambiental, sindicatos e
outras organizações.

OS FATORES ECONÔMICOS

Os fatores Económicos incluem o crescimento económico, taxas de juro, taxas de câmbio


e a taxa de inflação. Estes fatores têm fortes impactos na forma como as empresas
operam e tomam decisões. Por exemplo, as taxas de juro afetam o custo do capital de
uma empresa e, portanto, até que ponto esta cresce e se expande. As taxas de câmbio
afetam os custos de exportação de bens, assim como a procura e preço dos bens
importados numa economia. O estado da economia onde uma empresa atua é um dos
mais importantes quando da análise aos fatores externos e reflete as flutuações
associadas com os ciclos económicos, sendo que, por norma, todas as empresas
beneficiam com um estado positivo da economia e vice-versa, salários, a procura e as
taxas de inflação, entre outros. À semelhança dos fatores políticos, também os fatores
económicos devem ser vistos de uma maneira mais abrangente. Não se pode olhar
apenas para a economia nacional, sendo necessária uma avaliação global do
panorama, já que estas vão influenciar a economia local. Além dos fatores económicos
alusivos à alocação direta de recursos, o custo da tomada de determinadas ações deve
ser contabilizado para as tomadas de decisão.

OS FATORES SOCIAIS

Os fatores Sociais têm em consideração modelos de comportamento, gostos e estilos de


vida. Muito associado a isto poderão estar mudanças no comportamento do consumidor
decorrentes de modas ou estilos temporários. Incluem os aspetos culturais e a
preocupação com a saúde, a taxa de crescimento populacional, a distribuição etária,
tendências profissionais e ênfase na segurança. Fatores sociais afetam a procura pelos
produtos de uma empresa e o modo como esta opera. Por exemplo, o envelhecimento
de uma população pode implicar uma força de trabalho menor e menos motivada e,
assim, aumentando o custo da mão-de-obra. Além do mais, as empresas podem alterar
várias estratégias de gestão para se adaptar a essas tendências sociais (tal como o
recrutamento de trabalhadores mais velhos). A evolução demográfica é um
conhecimento fundamental para a avaliação dos fatores sociais, porque além dos efeitos
diretos, vai afetar indiretamente os restantes setores. Desde a saúde, à educação,
passando pelos hábitos de consumo, todos são afetados pela evolução demográfica. Os
valores sociais e culturais da sociedade também devem ser avaliados. No entanto, e dada
a mobilidade de pessoas com diferentes costumes, esta avaliação é cada vez mais difícil,
tornando-se difícil prever o comportamento direto dos consumidores.

OS FATORES TECNOLÓGICOS

Os fatores Tecnológicos correspondem às mudanças na tecnologia que podem ter


especial impacto na atividade de qualquer empresa. Inclui as inovações, melhorias de
ferramentas ou dispositivos ou ainda as formas de manufatura a que os produtos
comercializados podem estar sujeitos, bem como fatores tecnológicos inerentes a todos
os serviços de apoio necessários à atividade. Incluem aspetos como a atividade de
Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), automação, incentivos tecnológicos e a taxa de
mudança tecnológica. Estes podem determinar as barreiras à entrada, o nível mínimo de
produção eficiente e influenciar decisões de contratação externa. Além do mais, as
mudanças tecnológicas podem afetar os custos e a qualidade dos produtos e levar à
inovação. Por exemplo, a constante evolução dos setores das comunicações e dos
transportes influencia toda a atividade de uma empresa e não as considerar quando da
execução de qualquer plano de negócios será imprudente. A definição de uma indústria
através de uma tecnologia em particular é de grande risco, dados os notáveis avanços
neste campo. Uma crescente aceleração no desenvolvimento de novas tecnologias tem
causado um grande impacto na população e nas suas necessidades. A identificação de
tecnologias alternativas ou mesmo novas altera a percepção do consumidor. É
fundamental proceder à análise dessas evoluções, e perceber como estas podem alterar
o comportamento.

OS FATORES AMBIENTAIS

Os fatores Ambientais relacionam-se com as mais recentes preocupações de carácter


ambiental que também entraram no mundo dos negócios, pelo que não estar atento a
esta realidade é imperativo. As empresas têm de estar agora bem cientes de seus
impactos no meio ambiente em todo o seu ciclo produtivo. Por outro lado, não poderão
ignorar a sustentabilidade com que o faz, procurando também conhecer os ciclos
produtivos das suas matérias-primas e ajustar sua seleção das mesmas em função disso
mesmo. Incluem aspetos ecológicos e ambientais como o tempo, clima e a mudança do
clima, que podem especialmente afetar mercados como o do turismo, agricultura e dos
seguros. Além do mais, a crescente consciência dos potenciais impactos da alteração
climática está a afetar a forma como as empresas operam e os seus produtos, não só
criando novos mercados como diminuindo ou destruindo outros já existentes.

OS FATORES LEGAIS

Os fatores Legais dizem respeito ao enquadramento legal mais diretamente ligado à


atividade. É o caso, por exemplo, da proteção do consumidor, da regulação da
concorrência, da segurança alimentar, do desemprego, etc. Todos os negócios deverão
os enquadramentos legais relacionados com a sua atividade, para assim ter uma atitude
proativa e estar à frente de todas as mudanças, em vez de o fazer reativamente. Incluem
a lei anti-discriminação, lei do direito do consumidor, lei do direito da concorrência, lei do
direito do trabalho e as leis de saúde e segurança. Estes fatores podem afetar o modo
como uma empresa opera, os seus custos e a procura pelos seus produtos.

APLICABILIDADE DOS FATORES

Os fatores do modelo variam em importância para uma determinada empresa de acordo


com a indústria em que opera e os bens que produz, auxiliando a empresa a observar,
debater e principalmente sintetizar o que realmente está a acontecer de importante no
mercado sob diferentes perspectivas. A análise destas dimensões é dificilmente
quantificável e possibilita a compreensão de ambientes complexos e em permanente
mudança, pois estes fatores não podem ser considerados estáticos, mas dinâmicos e em
contínua alteração. Por exemplo, as empresas de produtos de consumo e as empresas de
transações empresas-empresas (B2B) tendem a ser mais afetadas pelos fatores sociais,
enquanto um contratante de defesa global tenderia a ser mais afetado pelos fatores
políticos [3]. Adicionalmente, os fatores que mais provavelmente se alterarão no futuro ou
são mais relevantes a uma dada empresa, terão uma importância maior. Por exemplo,
uma empresa que tenha contraído uma grande dívida precisará de um maior foco nos
fatores económicos (sobretudo nas taxas de juro) [4].

Além disso, os conglomerados que produzem um vasto leque de produtos (como são
exemplos a Sony, Disney ou BP) podem considerar mais útil analisar um dos seus
departamentos de cada vez com o modelo PESTAL de modo a focar-se nos fatores
especificamente relevantes a esse departamento. Uma empresa pode também
pretender dividir os fatores por relevância geográfica, como local, nacional e global
(também conhecido como LONGPESTEL).
ANÁLISE PEST OU PESTAL

INTRODUÇÃO

Em um ambiente empresarial, OPORTUNIDADES podem vir de todos os lados. Por exemplo,


novas tecnologias podem estar despontando nesse exato momento e o uso delas pode
ajudar sua empresa a atingir novos clientes. Podem surgir novas formas de investimento
que darão uma ajuda no seu fluxo de caixa e que o permitirão investir em melhores
equipamentos. Ou, quem sabe, novas políticas governamentais podem levá-lo a novos
mercados.

Do mesmo modo ocorre com as AMEAÇAS. Ano de eleições pode significar um freio em
investimentos e, por consequência, quedas nas vendas. Aumento de juros pode estar
relacionado a complicações para o caixa da sua empresa, dificultando a quitação de
dívidas. Uma crise em outro país pode afetar diretamente o seu setor. E por aí vai.

Como no mundo corporativo Tomadas de Decisão são feitas baseadas em dados e em


informações, você vai concordar que quanto mais você, como controller, estudar das
Ameaças Externas que podem afetar a competitividade do seu negócio, mais preparado
você estará para apoiar gestores a tomarem decisões mais acertadas.

Assim como Indicadores são utilizados para análise de viabilidade de investimentos,


existem ferramentas gerenciais usadas para avaliar FATORES EXTERNOS. Uma delas é a já
abordada Análise SWOT. A outra, é a também conhecida Análise PEST. Então, para
entender o que é Análise PEST e como colocá-la em prática, acompanhe mais esse artigo
completíssimo que preparamos.

O QUE É ANÁLISE PEST

PEST é acrônimo para Política (P), Economia (E), Social (S) e Tecnologia (T). Sendo assim, a
Análise PEST é utilizada para analisar mudanças políticas, econômicas, socioculturais e
tecnológicas no ambiente de negócios. Ela ajuda a trazer uma visão mais macro das
ameaças e oportunidades externas (AMBIENTE EXTERNO) a que empresas estão expostas,
sendo amplamente utilizada para esse fim.

Alguns estudiosos ainda acrescentam mais duas letras para o acrônimo PEST: Ambiental
(A) e Legal (L). Assim, além de Análise PEST você pode ouvir falar de Análise PESTAL ou
PESTEL (sendo que a vogal “e” é acrônimo para environmental, que em português significa
meio-ambiente):

 Matriz ou Análise PEST: Política, Economia, Social e Tecnologia;


 Matriz ou Análise PESTAL: Política, Economia, Social, Tecnologia, Ambiental e Legal;
ou
o Matriz ou Análise PESTEL: Political, Economic, Socio-Cultural, Technological,
Environmental and Legal.
O nome que você utilizará diz respeito aos fatores que serão analisados para que se
possam tirar conclusões sobre ameaças e oportunidades externas. Não existe receita de
bolo, pois vai depender do tipo de análise sendo feita pela sua empresa. Perceba que ao
analisar cada um dos tópicos as chances de minimizar riscos e aproveitar ao máximo as
oportunidades que se apresentam tornam-se maiores.

A Matriz PEST é importante por vários motivos, que ficarão claros ao longo deste texto.

PARA QUE SERVE A ANÁLISE PEST

Lembra da Análise SWOT? A Matriz SWOT é uma das ferramentas mais simples e ao mesmo
tempo úteis que uma empresa tem ao seu dispor para entender o ambiente em que está
inserida (Ambiente Interno (IE) e Ambiente Externo (AE)) e criar a base de informações
necessárias para planejar seu futuro. A Análise PEST segue o mesmo princípio, sendo
amplamente utilizada tanto para auxiliar o Planejamento Estratégico quanto no processo
de estruturação de um novo negócio.

Trabalhando com cada um de seus pontos-chave (Política, Economia, Social e


Tecnologia), ela dá um direcionamento na avaliação de estratégias e dos melhores
caminhos a serem seguidos (“auxilia-nos a construir nosso mapa”). Além disso:

 Ajuda a detectar OPORTUNIDADES;


 Ajuda a detectar AMEAÇAS significativas que poderão interferir no rumo planejado;
 Pensando em expansão empresarial, a Análise PEST ajuda a desenvolver uma visão
mais objetiva do ambiente em que a organização pensa em inserir-se.

Observe que seu objetivo é o de apoiar nas Tomadas de Decisão, proporcionando aos
decisores uma compreensão muito mais abrangente das mudanças que estão ocorrendo
dentro do seu mercado de atuação (AMBIENTE EXTERNO). Como você sabe, saber
antecipadamente quando uma mudança ocorrerá fará com que a empresa consiga
reagir antecipadamente, tomando decisões muito mais acertadas.

É importante ressaltar que a Análise PEST trabalha com os FATORES EXTERNOS, apenas.
Imagine que você esteja elaborando o Planejamento Estratégico de sua empresa.
Basicamente, os passos para a elaboração do plano incluem:

1. Definir a Missão, Visão e Valores da empresa;


2. Definir os Objetivos Estratégicos;
3. Definir os Objetivos Táticos (Metas);
4. Definir os Objetivos Operacionais (Planos de Ação);
5. Elaborar um Orçamento Empresarial;
6. Monitorar e Controlar.

Para definir cada um dos pontos, se você estiver munido de análises sobre fatores
ambientais externos e internos a empresa estará, com toda certeza, em uma posição
melhor para planejar uma estratégia mais efetiva – que atinja os objetivos estratégicos,
táticos e operacionais – e que minimize erros. A Análise PEST proporciona a visão externa
(será abordada em: Como fazer uma Análise PESTEL?), mas como fica a visão interna?
A visão interna da organização uma das ferramentas recomendas é a Análise SWOT, a
qual trabalha também com Fatores Internos.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE ANÁLISE SWOT E ANÁLISE PEST

A Matriz (Análise) SWOT avalia a empresa olhando para suas forças e fraquezas, levando
em consideração os fatores internos e externos da organização. (Vale ressaltar que essa
visão é uma visão micro, ou seja, é aquela visão de fatores muito próximos no dia – dia da
empresa, diferente da visão da Análise PEST que é uma visão macro do fator externo.)

Ao contrário da Matriz SWOT, a PESTEL direciona-se diretamente aos fatores macros do


AMBIENTE EXTERNO que podem afetar o negócio. Em outras palavras, proporciona uma
visão muito mais abrangente dos fatores externos que podem afetar a empresa, impedir
seu crescimento ou levá-la ao declínio, além de identificar novos rumos.

Exatamente por isso que na relação SWOT x PEST dizemos que uma ferramenta não elimina
a outra. Ambas as matrizes são métodos de planejamento que proporcionam uma visão
de fatores que podem interferir na execução de um plano ou projeto.

Como vimos, a Análise PESTAL não considera os FATORES INTERNOS da empresa. Por outro
lado, quando se trata de analisar FATORES EXTERNOS, ela trabalha com pilares que munem
os tomadores de decisão com uma visão muito mais abrangente.

Você pode se perguntar: então não é melhor utilizar a Matriz SWOT? Apesar de ela
considerar FATORES INTERNOS e EXTERNOS, por meio da Análise SWOT não é realizada uma
análise tão profunda quanto o que acontece com a Matriz PESTEL ao avaliar FATORES
EXTERNOS.
Portanto, o ideal é utilizar as duas metodologias juntas. Ou seja, a utilização de uma não
deve eliminar a de outra. E para que você entenda melhor o que envolve uma Análise
PEST, vamos ver como efetuá-la.

COMO FAZER UMA ANÁLI SE PEST

O primeiro passo é fazer um brainstorming de cada um dos fatores. Aqui trabalharemos


com o termo PESTAL, ou seja, será uma análise Política, Econômica, Social, Tecnológica,
Ambiental e Legal.

P E S T E L
Fatores Fatores Fatores Fatores Fatores Fatores
Políticos Econômicos Sociais Tecnológicos Ambientais Legais
Políticas Economia Taxa de Tecnologias Regulamentos Legislação
Governamentais. Local Crescimento Emergentes Ambientais em Vigor
Eleições e Tributação Mudança de Maturidade da Redução da Legislação
Tendências Gerações Tecnologia Pegada de Futura
Políticas Carbono
Mudança de Inflação Tendências Legislação Sustentabilidade Legislação
Governo de Estilo de Tecnológica Internacional
Vida
Políticas de Juros Tabus Pesquisa e Gestão de Órgãos e
Negociação Culturais Inovação Resíduos Processos
Regulatórios
Financiamento, Tendências Atitudes e Desenvolvimento Poluição Lei Trabalhista
bolsas e Econômicas Opiniões dos de Tecnologia
iniciativas Consumidores Concorrente
Guerras, Problemas Padrões de Desenvolvimento Proteção do
Terrorismo e Sazonais Compra do de Tecnologia Consumidor
Conflitos Consumidor Concorrente
Problemas Crescimento Problemas Problemas de Normas de
Políticos Internos da Industria Éticos Propriedade Saúde e
Intelectual Segurança
Relações entre Taxas de Regulamentos
Países Importação / Fiscais
Exportação
Corrupção Comércio Normas
Internacional Específicas da
Indústria
Taxa de
Câmbio
Internacionais
Para entender melhor como fazer uma Análise PESTEL, acompanhe os passos a seguir (a
fim de que você tenha um exemplo de análise PEST, para cada um dos fatores incluiremos
perguntas que podem ser feitas a fim de trabalhar com cada uma das ameaças e
oportunidades externas):
#PASSO 01 – TRABALHE COM CADA UM DOS FATORES

FATORES POLÍTICOS:
Referem-se ao grau de intervenção do governo na economia. Aqui podemos incluir
questões referentes aos regulamentos específicos do setor impostos pelo governo.

Algumas perguntas que podem ser trabalhadas nos FATORES POLÍTICOS são:

 Quando será a próxima eleição municipal, estadual ou nacional? Como isso pode
afetar o governo ou a política regional?
 Qual é a situação política do país e como isso pode afetar o setor?
 Quem são os candidatos mais prováveis para o poder? Quais são os pontos de vista
sobre a política comercial e sobre outras políticas que afetam sua organização?
 Como o governo aborda a política corporativa, responsabilidade social
corporativa, questões ambientais e legislação de proteção ao cliente? Qual o
impacto disso, e é provável que mude?
 Existem outros fatores políticos que provavelmente mudarão? Como afetarão o
negócio?

FATORES ECONÔMICOS:
Incluem taxa de inflação, taxa de câmbio, taxa de juros, taxa de emprego/desemprego
e outros indicadores de crescimento econômico. Os fatores econômicos enfrentados por
uma organização têm um impacto significativo na forma como uma empresa transportará
suas operações no futuro. Por exemplo, taxas de câmbio afetam o custo de bens
importados e exportados, enquanto que taxas de juros influenciam o custo do capital
disponível para a organização.

Aqui, um exemplo de Análise PEST pode incluir as perguntas abaixo:

 Como está a economia atual: crescendo, estagnando ou declinando?


 As taxas de câmbio estão estáveis ou tendem a variar significativamente?
 O nível de renda dos clientes está subindo ou diminuindo? Como isso provavelmente
mudará nos próximos anos?
 Qual é a taxa de desemprego? Será fácil construir uma força de trabalho
qualificada? Ou será caro contratar mão de obra qualificada? Nesse caso, como
fica o planejamento do orçamento de RH?
 Os consumidores e as empresas têm acesso fácil ao crédito? Caso contrário, como
isso afetará a organização?
 Como a globalização afeta o ambiente econômico?
 Existem outros fatores econômicos que devem ser considerados?

FATORES SOCIAIS:
Incluem diferentes aspectos culturais e demográficos da sociedade que formam o macro-
ambiente da organização. Aqui falamos de distribuição etária, população e sua taxa de
crescimento, consciência de saúde e consciência de segurança. É importante estudar
esses fatores, uma vez que ajudarão as empresas a entenderem a dinâmica dos mercados
potenciais existentes e emergentes, bem como futuras necessidades dos clientes.

Algumas das perguntas a serem analisadas são:

 Qual é a taxa de crescimento da população e qual é perfil de idade? Como isso


impactará o negócio?
 As mudanças geracionais na atitude afetarão os serviços/produtos que sua
empresa oferece?
 As tendências do mercado de trabalho e atitudes em relação ao trabalho são
diferentes para diferentes faixas etárias? Como isso afeta o negócio?
 Que atitudes e tabus sociais podem afetar seu negócio? Houve mudanças
socioculturais recentes que podem afetar isso?
 Como as crenças religiosas e as escolhas de estilo de vida afetam a população?
 Existem outros fatores socioculturais que possam impulsionar a mudança para sua
empresa?

FATORES TECNOLÓGICOS:
A tecnologia evolui a um ritmo acelerado, o que faz com que empresas precisem estar
atualizadas a essas mudanças. Neste item são incluídos fatores como mudanças
tecnológicas, taxa de obsolescência, automação e, claro, inovação. É importante levar
os fatores tecnológicos em consideração, pois uma organização que não se atualiza corre
o sério risco de ficar para trás.

 Para analisar este item, algumas das perguntas incluem:


 Existem novas tecnologias que sua empresa poderia utilizar? Algum software para
automatizar gestão orçamentária, de processos, projetos etc.?
 Existem novas tecnologias que podem afetar radicalmente seu trabalho ou sua
indústria?
 Seus concorrentes têm acesso às novas tecnologias que podem redefinir seus
produtos?
 Existem outros fatores tecnológicos que sua empresa deve considerar?

Caso você esteja trabalhando com a Análise PEST, a análise encerra aqui. Mas caso sua
tomada de decisão exija o estudo dos fatores ambientais e legais (Análise PESTAL),
continuaremos com as análises a seguir: (Fatores Ambientais e Fatores Legais).

FATORES AMBIENTAIS:
Dizem respeito à influência do meio ambiente e o impacto dos aspectos ecológicos. Com
o aumento da importância da RSE (Responsabilidade Social Empresarial), fatores
ambientais tornam-se cada vez mais importantes. Aqui entram itens como procedimentos
de reciclagem, pegada de carbono, eliminação de resíduos e sustentabilidade.
Exemplo de Análise PESTEL dos fatores ambientais inclui:

 Quais são as Considerações Ambientais que podem afetar o negócio, no que


tange:
– Regulamentação ambiental
– Regulamentação ecológica
– Redução da pegada de carbono
– Sustentabilidade
– Gestão de Resíduos
– Espécies em extinção
– Energia renovável

 Nossos clientes buscam por produtos “verdes”?


 Existem outros fatores ambientais que provavelmente mudarão? Como afetarão o
negócio?

FATORES LEGAIS:
Qualquer empresa, independente do porte, deve entender o que é legal e permitido nos
territórios em que atuam. Além disso, é necessário estar ciente de qualquer alteração na
legislação e o impacto que isso possa ter sobre as operações comerciais e financeiras,
especialmente porque novas leis podem significar aumento de imposto, o que impacta
no orçamento empresarial. Exemplos de fatores a serem analisados aqui incluem
legislação laboral, direito do consumidor, leis de segurança, regulamentação e restrições
internacionais e comerciais.

Existe alguma legislação pendente, ou mudanças de tributação, que podem afetar a


empresa, seja positiva ou negativamente?

 Existe alguma mudança prevista para leis trabalhistas que podem afetar a
empresa?
 Atendemos a todas as normas da lei do consumidor?
 Existe alguma mudança prevista nas regulações da indústria em que atuamos?
 Qual é o prazo provável das mudanças legislativas propostas?
 Existem outros fatores legais que provavelmente mudarão? Como afetarão o
negócio?

Importante destacar que as perguntas acima são apenas modelos para que você
entenda a linha de raciocínio e faça as adaptações ao seu negócio. Como você pôde
observar até aqui, compreender como ocorre a Análise PEST é ainda mais importante caso
a organização queira lançar um novo produto ou esteja elaborando um plano de
expansão empresarial. Isso porque cada um desses fatores desempenha um papel
importante na determinação da viabilidade e rentabilidade do projeto.

Lembre-se que reunir informações é apenas o primeiro passo na Análise PEST. Após toda a
coleta de dados, a informação deve ser avaliada. Como você sabe, uma empresa está
sujeita a diversos fatores externos, mas não são todos que afetam um determinado projeto
ou a organização como um todo.
E
xatamente por isso que após reunir as informações é preciso identificar os fatores
PEST (ou PESTAL) que representam oportunidades ou ameaças. Assim, temos os dois
passos seguintes.

#PASSO 02 – FAÇA UM BRAINSTORMING DAS OPORTUNIDADES

A Análise PEST tem o objetivo de avaliar o AMBIENTE EXTERNO e dele extrair ameaças e
oportunidades, certo? Por isso, após avaliar o cenário no qual seu negócio está inserido
(ou para onde pretende ir, no caso de expansão), é hora de analisar cada uma das
mudanças e fazer um brainstorming sobre as oportunidades que podem surgir. Por
exemplo: uma nova tecnologia pode ajudar a tornar seu processo mais produtivo, ou uma
mudança no padrão de consumo pode indicar a necessidade de criação de novas
ofertas de produto.

Nesta etapa, liste todas as oportunidades e as inclua na Matriz PEST. Caso alguns Fatores
Avaliados NÃO ofereçam oportunidades, eles devem ficar de fora da Análise.

#PASSO 03 – FAÇA UM BRAINSTORMING DAS AMEAÇAS

Já que foram detectadas as oportunidades, a partir das respostas obtidas no item #Passo
01 é importante também analisar as ameaças que possam interferir no andamento do
negócio. Isso será fundamental para que a empresa consiga agir para evitar problemas
ou, pelo menos, minimizar o impacto.

Nesta etapa, liste todas as ameaças e as inclua na Matriz PEST. Caso alguns Fatores
Avaliados NÃO ofereçam ameaças, eles devem ficar de fora da Análise.

Sendo assim, ao final a sua Matriz PESTEL deve conter apenas os itens que representam
oportunidades ou ameaças para sua empresa.

ANÁLISE PEST VS ORÇAMENTO EMPRESARIAL

Vamos imaginar que a empresa XYZ esteja elaborando o ORÇAMENTO EMPRESARIAL, o


qual geralmente é composto por:

 Orçamento ou projeção de vendas


 Orçamento de deduções de vendas e despesas variáveis (fretes, comissões,
impostos, etc.)
 Orçamento de custos da produção
 Orçamento de RH ou mão de obra
 Orçamento de despesas operacionais (gastos fixos)
 Orçamento de investimentos

Para que a empresa possa Planejar o Orçamento, precisa verificar os FATORES EXTERNOS
que poderão impactar. Por exemplo, em caso de uma Reforma Tributária será preciso
prever como tributos e impostos afetarão os investimentos que a empresa fará para que
consiga atender ao Planejamento Estratégico.

Como vimos no modelo de Matriz PESTEL, cada organização fará seus estudos conforme
seus objetivos. Suponha que a empresa XYZ esteja planejando em expandir para outros
países da América Latina. Dentre os itens a serem avaliados estarão as taxas cambiais,
previsão de aumento do valor do dólar, incentivos para exportação e por aí vai.

Como não existe receita de bolo, o que cada organização tem que ter em mente é que
a partir dessa avaliação deve-se estruturar o ORÇAMENTO EMPRESARIAL. Para citar um
exemplo, em algumas situações será necessário aumentar o número de colaboradores e
possíveis mudanças na legislação trabalhista podem afetar o orçamento.

CALL TO ACTION

Por isso, tenha a Análise PEST como uma aliada não só para Tomadas de Decisão, mas
também para a elaboração do Orçamento Empresarial e da Projeção do Fluxo de Caixa.
E para que você consiga coletar todas as informações necessárias por meio da Análise
PESTAL e possa traduzi-las em números no orçamento a fim de planejar o futuro da
empresa com mais qualidade (e criando projeções ou cenários mais realistas), confira o
modelo de Planilha para Orçamento Empresarial que elaboramos.

Lembre-se que assim como o controle orçamentário, a Análise PEST também busca manter
o equilíbrio financeiro de sua empresa!

Com ela ficará muito mais fácil controlar despesas, comparando os gastos planejados
após a realização da Análise PESTEL com os gastos realizados. Para acessar a planilha, é
só clicar no banner abaixo:

CONCLUSÃO

A Análise PESTEL é uma ferramenta utilizada para identificar as forças macro (externas)
que afetam um negócio. Essas podem ser políticas, econômicas, sociais, tecnológicas,
ambientais e legais. Dependendo da empresa, a análise pode ser reduzida a PEST (Política,
Economia, Social e Tecnologia).

Ao realizar a Análise PEST é importante lembrar que os fatores não devem ser apenas
identificados, mas devem ser também avaliados. A pergunta é “Que impactos o fator Y
pode ter na empresa? Quais são as ameaças e oportunidades? ”.

Como vimos, essa análise dá uma visão mais ampliada de FATORES EXTERNOS que podem
influenciar o negócio. O ideal é que ela seja utilizada juntamente com a Matriz SWOT, que
pode ser preenchida com as ameaças e oportunidades detectadas na Análise PESTAL.

USO DA ANÁLISE PEST COM OUTROS MODELOS

Os fatores PEST, juntamente com os fatores externos micro ambientais e fatores


impulsionadores internos, podem ser classificados como oportunidades e ameaças (T)
numa Análise SWOT.

 Análise de Ambiente Externo (AE)


 Análise Administrativa
 Análise SWOT
 Análise SWOT Cruzado
 Workshop
REFERÊNCIAS

1. SLEPT analysis with example, The Times. Página visitada em 2009-10-21.


2. ↑ PESTLE analysis history and application, CIPD. Página visitada em 2009-10-21.
3. ↑ «PEST: Political, Economic, Social, and Technology Analysis». The Decision Group.
Consultado em 27 de janeiro de 2009
4. ↑ «PESTEL analysis of the macro-environment». Oxford University Press. 2007. Consultado
em 27 de janeiro de 2009

LIGAÇÕES EXTERNAS

 Método de análise PEST e exemplos, Businessballs.com (em inglês)


 PESTLE analysis factsheet, Chartered Institute of Personnel and Development (CIPD)
(em inglês)

https://www.treasy.com.br/blog/analise-pest/