Você está na página 1de 51

De: Salvo pela Blink

Enviei: Tue, 05 de fevereiro de 2019 00:39:50 -0000

Sujeito: Experimentos e observações sobre eletricidade


anexos: ATT00001.webp, ATT00002.webp, ATT00003.webp, ATT00004.webp

O Projeto Gutenberg EBook de Experimentos e observações sobre eletricidade feitas em Filadélfia nos Estados Unidos, por
Benjamin Franklin Este eBook é para o uso de qualquer um em qualquer lugar, sem nenhum custo e com quase sem
quaisquer restrições. Você pode copiá-lo, dá-lo ou reutilizá-lo sob os termos da Licença Projeto Gutenberg incluído com este
eBook ou online em www.gutenberg.org

Título: Experiências e Observações sobre Eletricidade feito na Filadélfia na América

Autor: Benjamin Franklin

Data de lançamento: 27 de abril de 2014 [EBook # 45515] Idioma: Inglês

codificação de caracteres: ISO-8859-1

*** INÍCIO DESTE ELECTRICIDADE Projeto Gutenberg EBOOK ***

Produzido por Keith Edkins ea Equipe de Revisão Distribuída Online em http://www.pgdp.net


(Este arquivo foi produzido a partir de imagens generosamente disponibilizados pela The
Internet Archive)

Nota do transcritor: Tendo em vista a dificuldade de distinguir de forma confiável variante grafias do século
18 a partir de erros tipográficos, o texto foi reproduzido integralmente como impresso.

EX PERI MENT S
E

OB SE RVAT I ON S
EM

ELETRICIDADE ,
MAD COMER

Filadélfia em América,
POR

Sr. Benjamin Franklin,


E

Comunicada em várias cartas ao Sr. P. C OLLINSON,


do Londres, FRS

L ondon:
Impresso e vendido por E. C AVE, em Portão de St. John. 1751.
( 2s de preços. 6d).

O E PREF AC.
Pode ser necessário para familiarizar o leitor, que as seguintes observações e experimentos não foram elaborados com
vista à sua colocação à publick, mas foram comunicados em momentos diferentes, ea maioria deles em letras escreveu
em vários topicks, como matérias só de de diversões privado.

Mas algumas pessoas a quem eles foram lidos, e que se haviam sido familiarizados com dissertações elétricos, eram de
opinião, eles contain'd tantas particularidades curiosas e interessantes em relação a este caso, que ele estaria fazendo uma
espécie de injustiça ao publick , para confiná-los unicamente aos limites de um conhecimento privado.

O editor foi, portanto, prevaleceu sobre a cometer tais extratos de cartas e outras peças detach'd como estavam em
suas mãos para a imprensa, sem esperar a permissão do autor engenhoso assim fazer; e isso foi feito com a menor
hesitação, como foi apreendido compromissos do autor em outras coisas, teria escassa pagar-lhe tempo livre para
dar o publick suas reflexões
e experimentos sobre o assunto, finish'd com que cuidado e precisão, de que o tratado antes de nós shews ele é semelhante estudiosa
e capaz. Ele só foi informado dos factos mais o passo que tinha sido assim tomada, enquanto as primeiras folhas foram na imprensa, e
tempo suficiente para ele para transmitir algumas observações mais distantes, juntamente com algumas correções e adições, que são
colocados no final, e pode ser consultados na leitura.

Os experimentos que nosso autor se refere são a maioria deles peculiar a si mesmo; eles são realizados com o
julgamento, e as inferências a partir de-los simples e conclusivo; embora às vezes proposto nos termos do suposições
e conjecturas.

E, de fato a cena que ele abre, nos golpeia com uma surpresa agradável, enquanto ele nos conduz por um trem de fatos e
reflexões judiciosas, a uma causa provável dessas Phaenomena, que são ao mesmo tempo o mais terrível, e, até então,
representaram com a menos verosimilhança.

Ele exibe a nossa consideração, uma questão sutil invisível, divulgada através de toda a natureza em várias proporções,
igualmente não observados, e, embora todos esses órgãos a que adere peculiarmente são iguais cobrado com ele,
inofensivo.

Ele shews, no entanto, que, se uma distribuição desigual é por qualquer meio trazidas; se houver uma coacervação em uma
parte do espaço, a menos proporção, vazio, ou se quiser, em outro; pela abordagem perto de um corpo capaz de conduzir a
parte coacervadas para o espaço vazio, torna-se, talvez, o agente mais formidável e irresistível no universo. Animais estão em
um instante bateu ofegante, corpos quase impermeáveis ​por qualquer força ainda conhecidos, são perfuradas, e metais
fundidos por ele, em um momento.

Dos efeitos semelhantes de raios e eletricidade nosso autor tenha sido levado a fazer algumas conjecturas propable sobre
a causa do primeiro; e, ao mesmo tempo, propor algumas experiências racionais, a fim de nós mesmos, e aquelas coisas
em que a sua força é muitas vezes dirigidos, de seus efeitos perniciosos seguro; uma circunstância de não pequena
importância para o publick, e, portanto, digno da maior atenção.

Ele tem, de fato, sido de tarde da moda atribuir a cada operação de grande ou incomum da natureza, tais como relâmpagos e
terremotos, à eletricidade; não, como se poderia imaginar, a partir da forma de raciocínio nestas ocasiões, que os autores desses
esquemas têm, descobriu qualquer conexão entre a causa eo efeito, ou serra de que maneira eles estavam relacionados; mas,
como parece, simplesmente porque eles não estavam familiarizados com qualquer outro agente, de que não poderia ser
positivamente disse que a ligação era impossível.

Mas destes, e muitas outras circunstâncias interessantes, o leitor será mais satisfatoriamente informados nos seguintes
letras, para a qual ele é, portanto, referida por

o EDITOR .

{1}
CARTA I.
DE

Mr B ENJ. F Ranklin, em Filadélfia.

PARA

Mr P ÉTER C OLLINSON, FRS Londres.

28 de julho de 1747.

SENHOR ,

HE necessário problemas de copiar


letras, coisa que, talvez, quando eles
vêm para as mãos pode conter nada
de novo, ou vale a sua leitura (tão
rápido é o
progressos realizados com você em Eletricidade) metade desencoraja-me de escrever mais nada sobre o assunto. No entanto, não posso deixar
de acrescentar algumas observações sobre M. Muschenbroek' é maravilhoso garrafa.

{2}
1. O contain'd não eléctricos na garrafa difere quando electrised de um não-eléctrico electrised para fora da garrafa, no
seguinte: que o fogo eléctrica deste último é acumulado na sua superfície, e forma uma atmosfera elétrica em volta dele de
forma considerável, mas o incêndio elétrico é crouded
na substância do primeiro, o vidro confiná-la.

2. Ao mesmo tempo que o fio e parte superior do frasco, e c. é electrised positivamente ou mais, o fundo da garrafa é electrised negativamente
ou menos, na exata proporção: ou seja qualquer quantidade de incêndio elétrico é jogado em no topo, uma quantidade igual sai
do fundo. Para entender isso, suponha que a quantidade comum de eletricidade em cada parte da garrafa, antes da operação
começar, é igual a 20; e em cada curso do tubo, suponhamos que uma quantidade igual a 1 é lançada em; em seguida, depois
do primeiro curso, a quantidade contain'd no fio e parte superior da garrafa será

21, na parte inferior 19. Após a segunda, a parte superior terá 22, o inferior 18, e assim por diante 'até
depois de 20 ciclos, a parte superior terá uma quantidade de fogo eléctrica igual a 40, a parte inferior nenhum: e, em seguida, a operação
termina: para não mais pode ser lançada para dentro da parte superior, quando não mais pode ser conduzido para fora da parte inferior
parte. Se você tentar jogar mais dentro, é spued volta thro 'o fio, ou voa para fora em fendas altos thro os lados da garrafa.

3. O equilíbrio não pode ser restaurado na garrafa pela interior comunicação ou de contacto das partes; mas isso deve ser feito
por uma comunicação formado sem a { 3} garrafa, entre a parte superior e na parte inferior, por alguns não eléctricos, que toca os
dois ao mesmo tempo; no caso em que é restaurado com uma violência e rapidez inexpressible: ou, tocando cada uma,
alternadamente, caso em que o equilíbrio é restaurado por graus.

4. Como nenhum fogo mais elétrica pode ser jogado na parte superior do frasco, quando tudo é impulsionado para fora do fundo, de modo que
em uma garrafa ainda não electrised, ninguém pode ser jogado no topo, quando nenhum posso sair na parte inferior; que acontece quando a
parte inferior é demasiado espessa, ou quando a garrafa é colocada sobre um elétrico per se. Mais uma vez, quando a garrafa é electrised, mas
pouco do fogo elétrico pode ser
prolongada a partir do topo, ao tocar no fio, a menos que uma quantidade igual pode, ao mesmo tempo entrar no fundo. Assim,
colocar uma garrafa electrised em vidro limpo ou cera seca, e você não vai, por tocar no fio, sair do fogo a partir do topo. Coloque-o
em um não-elétrico, e tocar o fio, você vai tirá-lo em um curto espaço de tempo; mas mais rápido quando você forma uma
comunicação direta como acima.

Tão maravilhosamente são esses dois estados de Electricidade, a mais e menos, combinados e equilibrada nesta garrafa milagrosa!
situado e relacionados uns com os outros de uma maneira que eu posso de forma alguma compreender! Se fosse possível que uma
garrafa deve em uma parte conter uma quantidade de ar fortemente comprest, e em outra parte um vácuo perfeito, sabemos que o
equilíbrio seria instantaneamente restaurado dentro. Mas aqui temos uma garrafa contendo ao mesmo tempo uma reunião plenária de
incêndio elétrico, e uma vácuo do mesmo fogo; e ainda { 4} o equilíbrio não pode ser restaurado entre eles, mas por uma comunicação sem!
embora o reunião plenária pressiona violentamente a se expandir, eo vácuo fome parece atrair o violentamente, a fim de ser
preenchido.

5. O choque para os nervos (ou em vez) convulsão é occasion'd pela passagem repentina do fogo através do corpo
no seu caminho a partir do topo para o fundo da garrafa. O fogo toma o caminho mais curto, como o Sr. Watson justamente
observa: Mas ele não aparece, de experiência, de que, para uma pessoa ser chocado, uma comunicação com o
chão é necessário; pois aquele que segura a garrafa com uma mão, e toca o fio com a outra, será shock'd tanto,
embora seus sapatos ser seco, ou mesmo de pé em cera, em contrário. E no toque do fio (ou da arma de barril, que
é a mesma coisa) o fogo não procede do toque do dedo ao fio, como é suposto, mas a partir do fio ao dedo, e
passa através do corpo para o outro lado, e assim para o fundo da garrafa.

E XPERIMENTS confirmando o acima.

Experi ME NT I.
Coloque um frasco electrised em cera; uma pequena cortiça-ball suspensa por um silk-thread seco na sua mão, e trouxe perto do
fio, primeiro será atraído, e depois repeliu: quando neste estado de repelência, afundar o seu lado, que a bola pode ser trazida
para a parte inferior de { 5} a garrafa; que haverá instantaneamente e fortemente atraído, 'até que tenha se separaram com o seu
fogo.

Se a garrafa tinha uma atmosfera eléctrica, bem como o arame, uma rolha electrificada seria repelido por uma, bem
como a partir do outro.

Experi ME NT II.

F IG. 1. A partir de um arame dobrado ( a) degola na tabela, deixe um fio de linho pequena ( b) pendem dentro de meia polegada do
frasco electrised ( c). Toque no fio do frasco várias vezes com o dedo, e em cada toque você vai ver o fio imediatamente atraído
pela garrafa. (Este é o melhor feito por um galheteiro vinagre, ou algo assim belly'd garrafa). Assim que você tirar qualquer
fogo a partir da parte superior por tocar no fio, a parte inferior da garrafa desenha uma quantidade igual em pelo fio.

Experi ME NT III.

F IG. 2. Fixar um fio na ligação, com o qual o fundo da garrafa estiver armado, ( d) de modo que a flexão para cima, o seu anel-fim
pode estar nivelada com a parte superior ou anel-extremidade do fio na rolha ( e), e em três ou quatro polegadas de distância.
Então electricise a garrafa, e colocá-lo em cera. Se uma rolha suspenso por um fio de seda ( f) pendurar entre esses dois fios, ele
vai jogar sem parar de um para o outro, 'até a garrafa não é mais electrised; ou seja, ele busca e leva fogo a partir do topo para o
fundo da garrafa, 'até que o equilíbrio é restaurado.

{6}
Experi ME NT IV.

F IG. 3. Coloque um frasco electricised em cera; tomar um fio ( g) em forma de um C, as extremidades a uma distância tal, quando
dobrados, como que o superior pode tocar o fio da garrafa, quando os toques mais baixos do fundo: furar a parte exterior em
uma vara de lacre ( h) qual irá servir como uma pega. Em seguida, aplicam-se à extremidade inferior do fundo da garrafa, e
gradualmente trazer o superior final, perto do fio na cortiça. A consequência é, faísca segue faísca até o equilíbrio é restaurado.
Toque no topo em primeiro lugar, e ao aproximar-se o fundo com a outra extremidade, você tem um fluxo constante de fogo, a
partir do fio de entrar na garrafa. Toque na parte superior e inferior juntos, e o equilíbrio em breve será restaurado, mas
silenciosa e imperceptível; o fio curvado que forma a comunicação.

Experi ME NT V.

F IG. 4. Deixe um anel de chumbo fino ou papel cercam uma garrafa ( Eu), mesmo a alguma distância a partir de ou acima do fundo. A partir desse
anel deixe um fio proceder-se, 'até ela tocar no fio da cortiça ( k). Uma garrafa assim
fixt não pode, por qualquer meio ser electrised: o equilíbrio nunca é destruída, porque enquanto a comunicação entre as partes
superior e inferior da garrafa é continuado pelo fio do lado de fora, o fogo só circula: o que é expulso no fundo, está
constantemente a fornecer' d a partir do topo. Assim, uma garrafa não pode ser electrised que é falta ou úmido do lado de fora.

{7}
Experi ME NT VI.

Coloque um homem em um bolo de cera, e apresentar-lhe o fio do frasco eletrificada para tocar, você de pé no chão, e
segurando-o na mão. Todas as vezes que ele toca, ele será eletrificada
mais; e qualquer um de pé no chão pode desenhar uma faísca dele. O fogo nesta experiência passa para fora do
arame para dentro dele; e ao mesmo tempo fora de sua mão no fundo da garrafa.

Experi ME NT VII.

Dê-lhe o frasco eletrificada para segurar; e fazer você tocar o fio; como muitas vezes você tocá-lo ele vai ser eletrificada menos,
e pode desenhar uma faísca de qualquer um pé no chão. O fogo agora passa do fio para você, e dele para o fundo da
garrafa.

Experi ME NT VIII.

Coloque dois livros sobre dois copos, volta para trás, dois ou três polegadas distante. Definir o frasco eletrificada em um,
e, em seguida, toque no fio; que o livro será eletrificada menos; o incêndio elétrico sendo desenhado fora dele pelo fundo
da garrafa. Retire a garrafa, e segurando-o na mão, tocar o outro com o fio; que o livro será electrised mais; o fogo passar
para ele a partir do fio, ea garrafa ao mesmo tempo supply'd de sua mão. Uma pequena cortiça-ball suspensa vai jogar
entre estes livros 'até que o equilíbrio é restaurado.

{8}
Experi ME NT IX.

Quando um corpo é electrised mais ele irá repelir uma pena eletrificada ou pequeno cortiça-ball. Quando menos
(Ou quando no estado comum) que irá atraí-los, mas mais forte quando menos do que quando no estado comum, a
diferença é maior.

Experi ME NT X.

Tho', como em EXPER. VI. um homem em pé em cera pode ser electrised um número de vezes, tocando repetidamente o
fio de uma garrafa electrised (segurado na mão de um pé sobre o chão)
ele receber o fogo do fio de cada vez: ainda segurando-o na sua própria mão e tocar no fio, tho' ele desenha uma faísca
forte, e é violentamente shock'd, sem eletricidade permanece nele; o fogo só passando thro-lo da parte superior para a
parte inferior da garrafa. Observe-se, antes do choque, para deixar alguém no touch chão lo para restaurar o equilíbrio em
seu corpo; no tomando conta do fundo da garrafa, ele às vezes se torna um pouco electrised menos, que vai continuar
depois do choque; como seria também qualquer mais Eletricidade, o que ele poderia ter dado a ele antes do choque. Para,
restaurando o equilíbrio na garrafa não em tudo afetar a eletricidade no homem thro' quem passa o fogo; que a
electricidade é não aumentou nem diminish'd.

Experi ME NT XI.

A passagem do fogo elétrico da parte superior para a parte inferior da garrafa, para restaurar o equilíbrio é render'd
fortemente visível pela seguinte bastante { 9} experimentar. Pegue um livro cuja capa é filletted com ouro; curvar um fio de
oito ou dez polegadas de comprimento, na forma de ( m) F IG.
5 , Colocá-la na extremidade da tampa do livro ao longo da linha de ouro, de modo que o ombro do mesmo
pode pressionar sobre uma extremidade da linha de ouro, o anel para cima, mas inclina-se no sentido da outra
extremidade do livro. Coloque o livro em um vidro ou cera; e na outra extremidade das linhas de ouro, ajustado
a garrafa electrised: em seguida, dobrar o fio de mola, pressionando-o com uma vara de cera até ao seu anel
se aproxima do anel do fio de garrafa; instantaneamente há uma faísca forte e acidente vascular cerebral, e
toda a linha de ouro, que completa a comunicação entre o topo eo fundo da garrafa, aparecerá uma chama
viva, como o relâmpago mais nítida. Quanto mais próximo o contacto entre o ombro do fio, e o ouro a uma
extremidade da linha, e entre a parte inferior da garrafa e o ouro, na outra extremidade, a melhor expericia
tiver êxito. O quarto deve ser escuro.

Eu sou, & c.

B. Franklin.

{10}

CARTA II.
DE

Mr B ENJ. F Ranklin, em Filadélfia.

PARA
Mr P ÉTER C OLLINSON, FRS Londres.

01 de setembro de 1747.

SENHOR ,

Na minha última I informou que, na prossecução dos nossos inquéritos elétricos, tínhamos observado alguns Phaenomena
particular, que olhou para ser novo, e do qual eu prometi dar-lhe alguma conta, tho' eu apreendidos eles possivelmente não
pode ser novo para você, como tantas mãos são employ'd diária em experimentos elétricos em seu lado da água, um ou
outro dos quais provavelmente bater nas mesmas observações.

O primeiro é o efeito maravilhoso de corpos pontiagudos, tanto em desenho off e jogando fora o incêndio elétrico. Por exemplo:

Coloque um tiro de ferro de diâmetro três ou quatro polegadas, na boca de um frasco de vidro limpo e seco. Por um fio de seda fina
do cieling, direita sobre a boca da garrafa, suspender uma pequena cortiça-ball, sobre a grandeza de um mármore; a { 11} rosca de um
comprimento tal, como que a cortiça-esfera pode repousar contra o lado do tiro. Eletrificar o tiro, e a bola será repelida à distância de
quatro ou cinco polegadas, mais ou menos, de acordo com a quantidade de Electricity.-Quando neste estado, se você apresenta para
o tiro ao ponto de um longo delgado bodkin afiada , em seis ou oito polegadas de distância, a repelência é instantaneamente
destroy'd, ea cortiça voa para o tiro. Um corpo sem corte deve ser introduzido dentro de uma polegada, e desenhar uma faísca, para
produzir o mesmo efeito. Para provar que o incêndio elétrico é

retirada pelo ponto, se você tomar a lâmina do punhal fora do cabo de madeira, e corrigi-lo em um pedaço de lacre, e, em seguida,
apresentá-lo aos referida distância, ou se você trazê-lo de muito perto, esse efeito não segue; mas deslizar um dedo ao longo da
cera até que você toque na lâmina, ea bola voa para o tiro immediately.-Se você apresentar o ponto no escuro, você vai ver, às
vezes a uma distância pé, e mais, uma luz se reúnem em cima dele como a de um fogo-fly ou vaga-lume; a menos nítida do ponto,
quanto mais perto você deve trazê-lo para observar a luz; e em qualquer distância que você ver a luz, você pode comprar fora do
fogo elétrico, e destruir o repellency.-se uma rolha-ball vez suspensas ser repelida pelo tubo, e um ponto de ser apresentado
rápido para isso, tho' em um considerável distância, 'tis surprizing para ver como, de repente ele voa de volta para o tubo. Os
pontos de madeira vai fazer, assim como os de ferro, desde que a madeira não é seco; para a madeira perfeitamente seco não
mais do que irá conduzir electricidade lacre.

{12}
Para mostrar que pontos vai jogar fora assim como desenhar off o fogo eléctrica; estabelecer uma longa agulha afiada após o tiro, e você não
pode electrise o tiro, de modo a torná-lo repelir a cortiça-ball.-Or fixar uma agulha para o fim de uma arma de barril suspenso, ou barra de
ferro, de modo a apontar além dele gosta de um pouco de baioneta; e ao mesmo tempo que permanece lá, a arma de barril, ou vareta, pode
não aplicando-se o tubo para a outra extremidade ser electrised de modo a dar uma faísca, o fogo continuamente a esgotar-se
silenciosamente no ponto. No escuro você pode vê-lo fazer a mesma aparência como faz no caso beforementioned.
A repelência entre a cortiça-ball eo tiro é igualmente destroy'd; 1. Em peneirar areia fina sobre ele; isto faz-lo gradualmente.
2. Ao respirar sobre ele. 3. Ao fazer uma fumaça sobre isso de lenha. [ 1] 4. à luz de velas, mesmo tho' a vela está a uma
distância pé: estes fazê-lo suddenly.-A luz de uma brasa brilhante de um fogo de madeira; e a luz do ferro em brasa fazê-lo
da mesma forma; mas não em uma distância tão grande. Fumaça de dropt resina seca no ferro quente, não destrói a
repelência; mas é atraído por ambos tiro e cortiça-ball, formando ambientes proportionable redondos eles, fazendo-os
parecer lindamente, um pouco como algumas das figuras em Burnet' s ou Whiston' s teoria da terra.

{13}
NB Esta experiência deve ser feita em um armário onde o ar é muito quieto.

A luz do sol jogado fortemente em ambos cortiça e baleado por um espelho por um longo tempo juntos, não
prejudica a repelência, no mínimo. Esta diferença entre o fogo-luz e luz solar, é outra coisa que parece novo e
extraordinário para nós.

Tivemos há algum tempo, de opinião, de que o incêndio elétrico não foi criado pelo atrito, mas recolhida, sendo realmente um
elemento diffus'd entre, e atraídos por outra matéria, particularmente por água e metais. Nós tinha ainda descoberto e
demonstraram a sua afluxo à esfera eléctrica, bem como o seu efluxo, por meio de pequenas rodas de moinho de vento de luz
de palhetas papel duro, fixos obliquamente e que giram livremente nos eixos de arame fino. Também por pequenas rodas do
mesmo assunto, mas formado como rodas de água. Da disposição e aplicação da qual rodas, e os vários Phaenomena
resultante, eu poderia, se eu tivesse tempo, encher-lhe uma folha. A impossibilidade de electrising a si mesmo (tho' pé na
cera), esfregando o tubo e desenhar o fogo a partir dele; ea maneira de fazê-lo, passando o tubo perto de uma pessoa ou coisa
de pé no chão, & C. Também havia ocorrido para nós alguns meses antes que o Sr. Watson' é engenhoso continuação veio a
mão, e estas foram algumas das coisas novas que eu pretendia ter comunicado a você.-Mas agora eu preciso mencionar
apenas alguns detalhes não sugeridos nessa peça, com nossos raciocínios Então; embora talvez o último pode muito bem ser
poupado.

{14}
1. Uma pessoa de pé sobre a cera, e esfregando o tubo, e uma outra pessoa na cera desenho o fogo; eles vão ambos,
(desde que não estão, de modo a tocar um ao outro) parecem estar electrised, a uma pessoa de pé no chão; ou seja, ele
vai perceber uma faísca ao se aproximar cada um deles com os nós dos dedos.

2. Mas se as pessoas a cera tocar um ao outro durante o emocionante do tubo, nenhum deles vai aparecer para ser
electrised.

3. Se eles tocam uns aos outros depois de emocionante do tubo, e desenhar o fogo como supracitado, haverá uma faísca
mais forte entre eles, que era entre qualquer um deles e a pessoa no chão.

4. Depois de tal faísca forte, nenhum deles descobrir a eletricidade.


Essas aparições tentamos explicar assim. Supomos como supracitado, que incêndio elétrico é um elemento comum, do qual
cada uma das três pessoas acima mencionadas tem seu igual participação, antes de qualquer operação é iniciada com o tubo. UMA,
que fica em cera e esfrega o tubo de coleta do incêndio elétrico de si mesmo para o vidro; e sua comunicação com o estoque
comum que está sendo cortado pela cera, seu corpo não é novo imediatamente supply'd. B, ( que fica em cera da mesma
forma), passando os nós dos dedos ao longo perto do tubo, recebe o fogo que foi recolhida pelo vidro de

UMA; e sua comunicação com o estoque comum sendo de igual modo cortado, ele mantém o adicional quantidade received.-To
C, de pé no chão, ambos parecem { 15} ser electrised: para ele ter apenas a quantidade média de incêndio elétrico, recebe uma
faísca sobre a aproximação B, que tem uma quantidade em detrimento; mas dá um para UMA, que tem uma quantidade abaixo.
E se UMA e B aproximar a tocar uns aos outros, a faísca é mais forte, porque a diferença entre eles é maior; após esse contato
não há nenhuma faísca entre qualquer um deles e C, porque o fogo elétrico em todos se reduz à igualdade originais. Se eles
tocam enquanto electrising, a igualdade nunca é destroy'd, o fogo só circulante. Daí surgiram alguns novos termos entre nós:
nós dizemos, B, ( e organismos como circumstanced) é electrised positivamente; A, negativamente. Ou melhor, B é electrised mais;
A, de menos.

E nós diariamente em nossas experiências electrise corpos mais ou menos como pensamos proper.-To electrise
mais ou menos, não mais precisa ser conhecido do que isso, que as partes do tubo ou esfera que são friccionadas, fazer, no
instante do atrito atrair o fogo elétrico, e, portanto, levá-la da coisa fricção: as mesmas peças imediatamente, como o fricção
sobre eles cessa, são eliminados para dar o fogo que tenham recebido, a qualquer corpo que tem menos. Assim, você pode
distribuí-lo, como o Sr. Watson
tem shewn; você também pode acumular-se ou subtrair-lo em cima ou de qualquer corpo, como você conecta o corpo com a
borracha ou com o receptor, a comunicação com o estoque comum que está sendo cortado. Pensamos que engenhoso
fidalgo foi enganado, quando ele imaginou (em sua Sequel) que o incêndio elétrico desceu o fio do cieling para a arma de
barril, daí para a esfera, e assim electrised a máquina { 16} e o homem que gira a roda, e c. Supomos que era expulsos, e não
provocada thro que o fio; e que a máquina eo homem, & c. foram electrised menos; ou seja tinha menos de incêndio elétrica
neles do que coisas em comum.

Como o navio é justo sobre a vela, eu não posso dar-lhe tão grande uma conta de American eletricidade como eu pretendia: Eu
só mencionar alguns elementos more.-Encontramos chumbo granulado melhor para encher o frasco com, do que a água, sendo
facilmente aquecido , e manter quente e seco em úmido air.-Nós disparar espíritos com o fio do phial.-Acendemos velas, apenas
fundido para fora, desenhando uma faísca entre o fumo entre o fio e snuffers.-Representamos relâmpago, passando o fio no
escuro sobre um prato de porcelana que tem flores douradas, ou aplicando-a dourada quadros de olhar-óculos,

& C. -Nós electrise uma pessoa vinte ou mais vezes em execução, com um toque do dedo sobre o fio, assim: Ele fica em
cera. Dê-lhe a garrafa electrised na mão. Toque no fio com o dedo, e depois toque em sua mão ou face; há faíscas cada
time.-Nós encrease a força do beijo elétrica muito, assim: Vamos UMA e B ficar em cera; dar um deles o frasco electrised na
mão; deixar o outro tomar posse do fio; haverá uma pequena faísca; mas quando a sua abordagem lábios, eles serão
atingidos e shock'd. O mesmo se outro cavalheiro e senhora, C e D, estando também em cera, e unir as mãos com UMA e B, saudação,
ou agitar hands.-Suspendemos por seda fina enfiar uma aranha falsificado, feito de um pequeno pedaço de cortiça
queimada, com as pernas de { 17} fio de linho, e um ou dois grãos de chumbo preso nele para lhe dar mais peso. Sobre a
mesa, sobre o qual ele não reage, que enfiar um fio vertical tão elevado como o frasco e do fio, duas ou três polegadas a
partir da aranha; então nós animá-lo, definindo o frasco eletrificada na mesma distância do outro lado dele; ele vai voar
imediatamente para o fio do frasco, dobre as pernas em tocá-lo, em seguida, saltar fora, e voar para
o fio na tabela; dali novamente para o fio do frasco, jogando com as pernas contra ambos de uma forma muito divertida,
aparecendo perfeitamente vivo para pessoas não familiarizados. Ele vai continuar este movimento uma hora ou mais na seca
weather.-Nós eletrificar, em cima de cera no escuro, um livro que tem uma linha dupla de ouro ao em cima das cobertas, e em
seguida, aplicar uma junta ao douramento; o fogo aparece em todos os lugares sobre o ouro como um relâmpago: não sobre o
couro, nem, se você tocar o couro em vez do ouro. Nós esfregar nossos tubos com buckskin, e observar sempre para manter o
mesmo lado ao tubo, e nunca manchar o tubo pela manipulação; assim, eles trabalham rápida e facilmente, sem a menor fadiga;
especialmente se manteve em casos pastboard apertados, forrado com flanela, e montagem closeto do tubo. [ 2] -Este menciono
porque o europeu papéis, na eletricidade, muitas vezes falar de esfregar o tubo, como um exercício fatigante. Nossas esferas são
fixos em eixos de ferro, que passam por eles. Numa extremidade da { 18} eixo, há uma pequena alça, com a qual nos voltamos a
esfera como uma mó comum. Esta encontramos muito cômodo, como a máquina ocupa, mas pouco espaço, é portátil e pode ser
fechado em uma caixa apertado, quando não em uso. 'É verdade, a esfera não gira tão rápido, como quando a grande roda é
usado, mas rapidez pensamos de pouca importância, uma vez que algumas voltas cobrará o frasco, e c. suficientemente.

Eu sou, & c.

B. Franklin.

{19}

CARTA III.
DE

Mr B ENJ. F Ranklin, em Filadélfia.

PARA

Mr P ÉTER C OLLINSON, FRS Londres.

Mais E XPERIMENTS e O BSERVAÇÕES em ELETRICIDADE.

1748.
SENHOR ,

§ 1. Haverá a mesma explosão e choque, se o frasco electrificada é realizada em um lado pelo gancho, e o revestimento
touch'd com o outro, como quando realizada pelo revestimento, e touch'd no gancho.

2. Para tirar o frasco charg'd segura pelo gancho, e não ao mesmo tempo, diminuir sua força, ele deve primeiro ser ajustado para baixo
em um elétrico per se.

3. O frasco vai ser electrificado tão fortemente, se realizada pelo gancho, e o revestimento apply'd para o globo ou tubo; como quando
realizada pelo revestimento, e o gancho apply'd.

{20}
4. Mas o direção do incêndio eléctrico ser diferente no carregamento, também será diferente na explosão. O frasco
carregado thro o gancho, será descarregado thro o gancho; a garrafa cobrado thro 'o revestimento, será descarregado
thro' o revestimento, e não outras maneiras: para o fogo deve sair da mesma forma que entrou.

5. Para provar isso; tomar duas garrafas que foram igualmente carregados thro os ganchos, uma em cada lado; trazer os seus
ganchos perto um do outro, e nenhuma faísca ou choque seguirá; porque cada gancho está disposto a dar-fogo, e nem para
recebê-lo. Definir um dos frascos para baixo no vidro, levá-la pelo gancho, e aplicar o seu revestimento para o gancho da outra;
então haverá uma explosão e choque, e ambos os frascos irão ser descarregada.

6. Variar a experiência, por dois frascos de carregamento igualmente, um thro o gancho, o outro thro o revestimento: segurar que
pelo revestimento, que foi carregado thro o gancho; e que pelo gancho que foi charg'd thro o revestimento: aplicar o gancho do
primeiro para o revestimento da outra, e não haverá nenhum choque ou de faísca. Definir isso para baixo no vidro que você
realizada pelo gancho, levá-la até pelo revestimento, e trazer os dois ganchos em conjunto: uma faísca e choque seguirá, e ambos
os frascos ser descarregada.

Nesta experiência, as garrafas são totalmente descarregado, ou o equilíbrio dentro deles restaurado. o
abundante de fogo em um dos ganchos (ou melhor, na superfície interna de uma garrafa) ser exactamente igual à querendo do outro,
e, por conseguinte, uma vez que cada garrafa tem em si mesma a abundante
Como { 21} bem como o querendo, o querer e abundante deve ser igual em cada garrafa. Vejo §. 8, 9,
10, 11. Mas se um homem tem em suas mãos duas garrafas, uma totalmente electrify'd, o outro não em todos, e traz seus ganchos juntos,
ele tem apenas metade de um choque, e as garrafas serão ambos permanecem metade eletrificada, o uma metade sendo descarregada, e a
outra metade da carga.

7. Coloque dois frascos cobrado igualmente sobre uma mesa em cinco ou seis polegadas de distância. Deixe uma rolha-ball,
suspenso por um fio de seda, pendurar entre eles. Se os frascos foram ambos carregada através dos seus ganchos, a rolha,
quando tiver sido atraído e repell'd pela um, não irá ser atraído, mas igualmente repelidos pela outra. Mas se os frascos foram
acusados, aquele por meio do gancho, eo
de outros [ 3] através do revestimento, a bola, quando ele é repelido por um gancho, será tão fortemente atraídas pela outra, e jogar
vigorosamente entre eles, 'até que ambas as ampolas são quase descarregada.

8. Quando usamos os termos de carregamento e descarregamento o frasco, 'tis em conformidade com o costume, e por falta de outros
mais adequados. Uma vez que somos de opinião, que não há realmente nenhum fogo mais elétrica no frasco após o que se chama a
sua carregamento, do que antes, nem menos após a sua
descarga; exceptuando apenas a pequena faísca que pode ser administrado a, e retirado do, a matéria não eléctricos,
se separado do { 22} a garrafa, que faísca pode não ser igual a uma parte quinhentos do que é chamado a explosão.

Porque, se, sobre a explosão, o fogo elétrico saiu da garrafa por um lado, e não entrou em novamente por outro; em seguida,
se um homem em pé sobre a cera, e mantendo o frasco em um lado, leva a faísca tocando o gancho de arame com o outro,
o frasco sendo assim descarregada, o homem seria carregada; ou o que o fogo foi perdido por um, seria encontrado no outro,
já que não há caminho para a sua fuga: Mas o contrário é verdadeiro.

9. Além do frasco não vai sofrer o que é chamado de carregamento, a menos que tanto o fogo pode sair de um jeito, como é jogado
por outra. Um frasco não pode ser carregada em pé em cera ou de vidro, ou pendurada no condutor privilegiada, a menos que uma
comunicação seja form'd entre o revestimento e o chão.

10. Mas suspender dois ou mais frascos sobre o condutor nobre, um enforcamento para a cauda do outro; e um fio a partir do
último para o chão, um número igual de voltas da roda deve carregá-los todos igualmente, e cada um tanto quanto se só teria
sido. O que é expulso na cauda do primeiro, que serve para carregar a segunda; o que é expulso do segundo carregamento da
terceira; e assim por diante. Por isso significa um grande número de garrafas pode ser carregada com o mesmo trabalho, e
igualmente alta, com um só, se não fosse que cada frasco recebe novo fogo, e perde a sua idade, com alguma relutância, ou
melhor, dá uma pequena resistência ao carregamento, o que por um número de garrafas

{23}torna-se mais igual à potência de carga, e assim repele o fogo de volta no globo, mais cedo do que uma única
garrafa faria.

11. Quando uma garrafa é carregada de uma maneira comum, a sua dentro e lado de fora superfícies ficar pronto, a um incêndio para
dar pelo gancho, a outra a receber pelo revestimento; um é completo, e pronto para jogar fora, o outro vazio e com muita fome; ainda
que o primeiro não vai dar, a menos que o outro pode, no mesmo instante receber em; por isso nem irá o último receber em, a menos
que a primeira lata no mesmo instante dar para fora. Quando ambos pode ser feito de uma só vez, 'tis feito com rapidez inconcebível
e violência.

12. Assim, uma mola estreito (tho' a comparação não concorda em cada particular) quando à força dobrada, deve, para
restaurar-se, contrair esse lado que na flexão foi estendido, e estender o que era contratado; Se qualquer uma destas duas
operações sejam impedidas, o outro não pode ser feito. Mas a mola não está a ser dito charg'd com elasticidade quando dobrado, e
quando discharg'd não dobrada; a sua quantidade de elasticidade é sempre a mesma.
13. Vidro, de igual modo, tem, na sua substância, sempre a mesma quantidade de incêndio elétrico, e que uma quantidade
muito grande em proporção à massa de vidro, como será a seguir shewn.

14. Esta quantidade, proporcional ao vidro, é forte e obstinadamente mantém, e terá nem mais nem menos, que
ele vai sofrer uma mudança a ser feita em suas partes e situação; ou seja podemos tirar parte de uma { 24} dos
lados, desde que jogue uma quantidade igual à outra.

15. No entanto, quando a situação de fogo eléctrica é assim alterada no vidro; quando alguma foi tomada de um lado, e alguns
adicionado à outra, não vai estar em repouso ou em seu estado natural, até que 'tis restaurado ao seu original equality.-E esta
restituição não pode ser feita através da substância do vidro , mas tem de ser realizado por uma comunicação não-eléctrico
formado sem, a partir de uma superfície para outra.

16. Assim, toda a força da garrafa, e o poder de dar um choque, é no Vidro em si; os não-eléctrico em contacto com
as duas superfícies, que servem apenas para dar e receber para e a partir das várias partes do vidro; isto é, para
dar de um lado, e tirar o outro.

17. Isto foi descoberto aqui do modo seguinte. Purposing para analisar a garrafa eletrificada, a fim de encontrar qual a sua força residia, que
colocou em vidro, e tirou a rolha e arame que para o efeito tinha sido vagamente investir. Em seguida levando a garrafa em uma mão, e trazendo
uma dedo da outra perto de sua boca, uma faísca forte veio da água, e o choque foi tão violento como se o fio tinha permanecido nele, que mostrou
que a força não mentiu no fio. Então, para descobrir se ele residia na água, sendo crouded para dentro e condensado no meio dela, connfi'd pelo
vidro, que tinha sido nossa opinião anterior, nós electrify'd a garrafa novamente, e colocá-lo no vidro, tirou o arame e cortiça como antes; em
seguida, tomando-se o frasco que decantado toda a sua água em uma garrafa vazia, que também estava em { 25} vidro; e levando-se que outra
garrafa, que esperávamos se a força residia na água, para encontrar um choque a partir dele; mas não havia nenhuma. Julgamos, então, que ele
deve ser perdidos em decantação, ou permanecer na primeira garrafa. Este último, encontramos a ser verdadeiro, porque a garrafa em julgamento
deu o choque, embora preenchida tal como se apresentava com água não eletrificadas fresco de um chá-pot.-Para, em seguida, seja de vidro tinha
esta propriedade apenas como vidro, ou se o forma contribuiu qualquer coisa a ele; tomamos um painel de faixa de vidro, e estabelece-lo no
carrinho, colocou uma placa de chumbo em sua superfície superior; em seguida, electrify'd que a placa, e trazendo um dedo para isso, houve uma
faísca e choque. Em seguida, levou duas placas de chumbo de dimensões iguais, mas menos do que o vidro de duas polegadas de todos os
sentidos, e electrificada o vidro entre eles, pelo chumbo de electrificação superior; então separado do vidro do chumbo, em fazer o que, o pouco
fogo pode estar na liderança foi retirado e o vidro sendo tocado nas partes eletrificadas com um dedo, oferecida apenas pequenas faíscas picadas,
mas um grande número deles pode ser tomadas a partir de diferentes lugares. Em seguida, colocando-o novamente com destreza entre as placas
de chumbo, e compleating um círculo entre as duas superfícies, um choque violento ensued.-que demonstrou a poder residir no vidro como o vidro,
e que os não-eléctrico em contacto servido apenas, como o induzido de uma magnetita, para unir a força das várias partes, e trazê-los de uma vez
para qualquer ponto desejado: que seja uma propriedade de um eléctrico não, que { o pouco fogo pode estar na liderança foi retirado e o vidro
sendo tocado nas partes eletrificadas com um dedo, oferecida apenas pequenas faíscas picadas, mas um grande número deles pode ser tomada a
partir de lugares diferentes. Em seguida, colocando-o novamente com destreza entre as placas de chumbo, e compleating um círculo entre as duas
superfícies, um choque violento ensued.-que demonstrou a poder residir no vidro como o vidro, e que os não-eléctrico em contacto servido apenas,
como o induzido de uma magnetita, para unir a força das várias partes, e trazê-los de uma vez para qualquer ponto desejado: que seja uma
propriedade de um eléctrico não, que { o pouco fogo pode estar na liderança foi retirado e o vidro sendo tocado nas partes eletrificadas com um
dedo, oferecida apenas pequenas faíscas picadas, mas um grande número deles pode ser tomada a partir de lugares diferentes. Em seguida,
colocando-o novamente com destreza entre as placas de chumbo, e compleating um círculo entre as duas superfícies, um choque violento
ensued.-que demonstrou a poder residir no vidro como o vidro, e que os não-eléctrico em contacto servido apenas, como o induzido de uma magnetita, para unir a força
18. Diante disso, nós fizemos o que nós call'd um -eléctrico da bateria, que consiste em onze painéis de grande
faixa de vidro, arm'd com placas de chumbo finas coladas em cada um dos lados, colocados verticalmente, e
suportado em duas polegadas de distância em cordões de seda, com ganchos de espessura de arame de
chumbo, um de cada lado, que estão na posição vertical, distantes um do outro, e convenientes comunicações
de fio e da cadeia, a partir do lado que dá de um painel, para o lado de recepção de outro; que assim que o
todo pode ser cobrado em conjunto, e com o mesmo trabalho como um único painel; e outro artifício para
trazer os lados dando, após o carregamento, em contacto com um fio de comprimento, e os receptores com
uma outra, que dois fios longos daria a força de todas as placas de vidro de uma só vez através do corpo de
qualquer outro animal que forma o círculo com eles. As placas podem também ser descarregado
separadamente, ou qualquer número de juntas que é necessário.

19. Percebo pelo Sr. engenhoso Watson' s último livro, recentemente recebido, que o Dr. Bevis tinham usado, antes tivemos, painéis
de vidro para dar um choque; embora, até que o livro veio a mão, eu pensei ter comunicado a você como uma novidade. A desculpa
para mencioná-lo aqui, é que nós { 27} tentou a experiência de forma diferente, atraiu conseqüências diferentes a partir dele, (para o
Sr. Watson ainda parece pensar que o fogo acumulado sobre o não-eléctricos que está em contato com o vidro, página 72) e, na
medida em que até então sei, levaram-lo mais longe.

20. A imagem mágica é feita assim. Ter uma grande metzotinto com uma moldura e vidro, suponha do K ING, ( Deus
preservá-lo) tirar a impressão e cortar um painel de fora, perto de duas polegadas distantes do quadro todo. Se o corte é
através da imagem 'tis não o pior. Com pasta fina ou goma-água, fixar a fronteira que é cortada no interior do vidro,
pressionando-a suave e fechar; em seguida, preencher a vaga por dourando o vidro bem com folha de ouro ou latão. Doura
de igual modo o bordo interno da parte de trás da armação toda a volta, excepto na parte de cima, e formar uma
comunicação entre o dourado e o douração atrás do vidro: em seguida, colocado na placa, e que lado está terminado.
Aumente o vidro, e dourar lado tona exatamente sobre o douramento de volta, e quando está seco, cubra-colando no painel
da imagem que tinha sido cortado, observando para trazer as partes correspondentes da fronteira e foto juntos , pelo qual a
imagem aparecerá de uma peça como no início, apenas uma parte está por trás do vidro, e parte before.-Segure a imagem
horizontalmente pela parte superior e coloque um pouco de coroa dourada móvel sobre o Rei-cabeça. Se agora a imagem
ser moderadamente eletrificado, e outra pessoa tomar posse da moldura com uma mão, de modo que seus dedos tocam
sua douração dentro, e com o outro empreendimento mão para tomar { 28} a coroa, ele vai receber um golpe terrível, e falhar
na tentativa. Se a imagem foram altamente carregada, a consequência pode talvez ser tão fatal quanto a de alta traição;
para quando a faísca é tomada através de um quire de papel colocado sobre a imagem, por meio de uma comunicação fio,
faz um buraco justo através de cada folha, isto é, através de 48 folhas, (embora um quire de papel é pensado boa armadura
contra o impulso de uma espada ou mesmo contra uma bala de pistola) e o crack é mui forte. O operador, que detém a
imagem pelo superior-end, onde o interior da armação não é dourada, para evitar a sua queda, não sente nada do choque, e
pode tocar a face do quadro sem perigo, o que ele pretende é uma teste de sua loyalty.-Se um anel de pessoas tomar o
choque entre eles, o experimento é chamado, Os conspiradores.

21. Em princípio, no § 7, que ganchos de garrafas, de maneira diferente carregada, irá atrair e repelir de forma diferente, é feita,
uma roda eléctrica, que gira com uma força considerável. Uma pequena vertical
eixo de madeira passa perpendicularmente através de uma placa redonda fina, de cerca de doze polegadas
de diâmetro, e gira em torno de um ponto afiado de ferro fixo na extremidade inferior, enquanto uma forte fio,
na parte superior final passando thro um pequeno buraco numa placa de bronze fino, mantém o eixo
verdadeiramente vertical. Cerca de trinta raios de igual comprimento, feita de corte a faixa de vidro em tiras
estreitas, assuntos horizontalmente a partir da circunferência da placa, as extremidades mais distantes do
centro, de cerca de quatro polegadas de distância. No final de cada um, um dedal de latão é fixo. Se agora o
fio de uma garrafa eletrificada na { 29} forma comum, ser trazido para perto da circunferência desta roda, vai
atrair o dedal mais próxima, e assim colocar a roda em movimento; que dedal, na passagem, recebe uma
faísca, e, assim, ser electrificada é repelido e para a frente de modo accionados; enquanto um segundo ser
atraído, se aproxima do fio, recebe uma faísca, e é acionado após o primeiro, e assim por diante até que a
roda tenha ido uma vez rodada, quando os dedais antes eletrificada aproximando do fio, em vez de ser atraído
como eram no início , são repelidos, eo movimento atualmente ceases.-Mas se outra garrafa que tinha sido
carregada através do revestimento ser colocado perto da mesma roda, o seu fio vai atrair o dedal repelido pelo
primeiro, e assim dobrar a força que leva a rodada roda ; e não só tirar o fogo que tinha sido comunicado às
dedais pela primeira garrafa,

espanhol dólares com que uma vez carregado ele, não parecia no mínimo, para retardar sua motion.- Isso é chamado de uma tomada
elétrica; e se uma grande ave foram cuspido no eixo vertical, que seria realizado rodada antes de um fogo com um ajuste de movimento
para assar.

22. Mas este roda, como aqueles accionado por vento, a água, ou dos pesos, move-se por uma força externa, a saber, que as
garrafas. A roda de auto-movimento, embora construído na { 30} mesmos princípios, parece ser mais surpreendente. 'Tis feito de
uma placa fina em volta da janela de vidro, dezassete polegadas de diâmetro, bem dourada em ambos os lados, mas tudo duas
polegadas próximos da borda. Duas pequenas hemisférios de madeira são então fixados com cimento para o meio dos lados
superior e inferior, centralmente oposta, e em cada um deles um fio de forte espessura oito ou dez polegadas de comprimento,
que juntos formam o eixo da roda. Acontece horizontalmente sobre um ponto na extremidade inferior do seu eixo, que repousa
sobre um pouco de latão cimentada dentro de um sal-adega vidro. A extremidade superior do seu eixo passa thro de um furo
numa placa de latão fina cimentada para uma longa forte peça de vidro, que a mantém seis ou oito polegadas distante de
qualquer não-eléctrico, e tem uma pequena bola de cera ou de metal sobre a sua cima para manter no fogo. Em um círculo sobre
a mesa que suporta a roda, são fixos doze pequenos pilares de vidro, a cerca de quatro polegadas de distância, com um dedal no
topo de cada um. Na borda da roda é um pequeno comunicação bala de chumbo por um fio com o douração do superior superfície
da roda; e cerca de seis polegadas a partir dele é outro marcador que comunica da mesma maneira com o debaixo superfície.
Quando a roda é para ser carregada a partir da superfície superior, uma comunicação deve ser feita a partir da superfície sob a
mesa. Quando é bem charg'd ele começa a se mover; a bala mais próximo a um pilar move em direção ao dedal naquele pilar, e
passando por eletrifica-lo e, em seguida, empurra-se a partir dele; a bala ter sucesso, que se comunica com a outra superfície do
vidro, mais fortemente atrai que dedal por conta de seu ser { 31} antes electrificada por outro bala; e, assim, a roda encreases o seu
movimento até que se trata de uma altura tal que a resistência do ar regula-lo. Ela vai de meia hora, e fazer um minuto com mais
vinte transforma em um minuto, o que é seiscentos voltas no todo; a bala da entrega superfície superior em cada turno de doze
faíscas, para os dedais, que fazem sete mil duzentos faíscas; e o marcador da superfície sob a receber como muitos dos
sapatilhos; aquelas balas em movimento no tempo perto de 2005
cem feet.-Os dedais são bem fixo, e em assim exata de um círculo, que as balas podem passar dentro de uma distância muito
pequena de cada um dos them.-Se em vez de duas balas que você colocou oito, quatro se comunicam com a superfície superior, e
quatro com a superfície inferior, colocadas alternadamente; que oito, a cerca de seis polegadas de distância, compleats da
circunferência, o vigor e rapidez será muito maior, a roda fazendo cinquenta transforma em um minuto; mas então ele não vai
continuar se movendo tão long.-Estas rodas podem ser aplicados, talvez, para o toque de sinos, e movendo-se de Orreries feitas
ligeiros.

23. Um pequeno arame dobrado de forma circular com um circuito em cada extremidade; deixe um descanso final contra a superfície inferior do
volante, e trazer a outra extremidade perto da superfície superior, que lhe dará um terrível crack, ea força será descarregada.

24. Cada centelha em que maneira desenhada a partir da superfície da roda, faz um furo redondo na douração, arrancando
uma parte dela em que sai; que shews que o fogo { 32} não é acumulada no douramento, mas é no próprio vidro.

25. O douramento sendo varnish'd sobre com verniz terebintina, o verniz tho 'seco e duro, é queimado pela centelha
desenhado thro-lo, e dá um cheiro forte e fumaça visível. E quando a fagulha é desenhada através de papel, todo o buraco
feito por ele, o papel será enegrecido pela fumaça, que às vezes penetra várias das folhas. Parte da douração arrancada, é
também encontrado forçosamente conduzido para o orifício feito no papel pelo acidente vascular cerebral.

26. 'Tis surpreendente observar como em pequena uma porção de vidro uma grande força eléctrica pode deitar. Uma bolha de vidro fino, a
cerca de uma polegada de diâmetro, pesando apenas seis grãos, sendo metade cheio com água, parcialmente dourado do lado de fora, e
furnish'd com um gancho de arame, dá, quando electrificada, como um grande choque quando um homem pode bem suportar. À medida
que o vidro é mais espessa perto do orifício, I supor a metade inferior, que ser dourada foi electrificado, e deu o choque, não exceder duas
grãos; pois apareceu, quando quebrou, muito mais fino do que a superior half.-Se uma dessas garrafas finas ser electrificado pelo
revestimento, e a faísca retirado thro a douração, ele irá quebrar o vidro para o interior, ao mesmo tempo que se rompe o dourado para fora.

27. E permitindo que (pelas razões antes expostas, § 8, 9, 10,) que não há mais fogo elétrico em uma garrafa após o
carregamento, que antes, quão grande deve ser a quantidade nesta pequena porção de vidro! Parece como se fosse de sua
própria substância e essência. Talvez se que, devido quantidade de
{33} incêndio eléctrico tão teimosamente retida por um vidro, pode ser separado dele, que deixaria de ser de vidro; ele pode perder a sua

transparência, ou sua fragilidade, ou de suas elasticity.-Experiments possivelmente pode ser inventado a seguir, para descobrir isso.

27. Estamos surpreso ao relato feito em Mr Watson' s livro, de um choque comunicada através de um grande espaço de terra seca, e
suspeito que deve haver alguma qualidade Metaline no cascalho desse chão; ter encontrado que terra seca simples, Forçado num
tubo de vidro, aberto em ambas as extremidades, e um gancho de arame inserida na terra, em cada extremidade, a parte de terra e
os fios fazendo de um círculo, não iria conduzir a choque menos perceptível, e de facto quando um fio foi electrify'd, o outro
dificilmente mostrou quaisquer sinais de se encontrarem em ligação com It.-Mesmo um bloco-fio completamente molhada por vezes
falha da realização de um choque, Tho' que de outra forma conduz a electricidade muito
bem. Um bolo seco de gelo, ou um pedaço de gelo realizada entre dois em um círculo, do mesmo modo impede o choque; que não se
poderia esperar, como a água conduz tão perfeitamente well.-Gilding em um novo livro, embora a princípio ele conduz o choque
extremamente bem, mas falhar após dez ou doze experimentos, embora pareça o contrário em todos os aspectos da mesma, que não
podemos explicar.

28. Há uma experiência mais que nos surprizes, e não é até agora satisfatoriamente contabilizadas; é isto. Coloque um tiro
de ferro em um suporte de vidro, e deixe uma bola de cortiça úmida, suspenso por um fio de seda, pendurar em contato
com o { 34} tiro. Tomar uma garrafa em cada lado, uma que é electrify'd através do gancho, o outro através do revestimento:
Aplicar o fio dando ao tiro, que irá ele electrificação positivamente, e a rolha deve ser repelido: Em seguida, aplique o fio
exigindo, que vai tirar a faísca dada pela outra; quando a cortiça voltará para o tiro: Aplique o mesmo de novo, e tirar outra
faísca, assim o tiro ser electrify'd negativamente; ea cortiça, nesse caso, deve ser repelido igualmente como antes. Em
seguida, aplique o fio dando ao tiro, e dar a faísca que queria, assim será o retorno de cortiça: dar-lhe outro, que será uma
adição à sua quantidade natural, assim será a rolha ser repelidos novamente: E assim pode a experiência ser repetido
enquanto houver qualquer carga nas garrafas. Que shews que os órgãos de ter menos do que a quantidade comum de
Electricidade, se repelem, bem como aqueles que têm mais.

Chagrined um pouco que temos até agora foi capaz de produzir nada desta forma de uso para a humanidade; e o clima quente
que vem, quando experimentos elétricos não são tão agradável, 'tis proposta para pôr fim a eles para esta temporada, um pouco
ironicamente, em uma festa de prazer, nas margens do Skuylkill. [ 4] Espíritos, ao mesmo tempo, está a ser acionado por uma
faísca enviada a partir de um lado para outro através do rio, sem qualquer outro condutor do que a água; uma experiência que
nós algum tempo realizado uma vez que, à { 35} espanto de muitos. Um peru é para ser morto para o nosso jantar pela choque
elétrico, e torrados pela tomada eléctrica, antes de um fogo aceso pela electrificada garrafa; quando as saúdes de todos os
famosos eletricistas em Inglaterra, Holanda, França, e

Alemanha, estão a ser bebeu [ 5] pára-choques eletrificadas, sob a descarga de armas do


bateria elétrica.

29 de abril de
1749.

{36}

CARTA IV.
CONTENDO
OBSERVAÇÕES e suposições, para a formação de um novo H YPOTHESIS, para explicar
a vários Phaenomena do T HUNDER- G USTS. [6]

SENHOR ,

§. organismos 1. Non-elétricos, que têm fogo elétrico jogado neles, vai manter isso até outros elétrica não, que têm menos, a
abordagem; e, em seguida, 'tis comunicada por um piscar de olhos, e torna-se igualmente dividido.

2. incêndio elétrico adora água, é fortemente atraído por ela, e eles podem subsistir juntos.

3. Air é um elétrico per se, e quando seco não irá conduzir o fogo eléctrica; ele vai nem recebê-lo, nem dar { 37} -lo para
outros órgãos; caso contrário, nenhum corpo rodeado de ar poderia ser eletrificada positivamente e negativamente: por
isso deve ser tentada de forma positiva, o ar imediatamente tirar o excesso; ou negativamente, o ar iria fornecer o que
estava querendo.

4. A água a ser electrificado, os vapores que dela derivam serão igualmente electrificado; e flutuando no ar, na forma de nuvens,
ou de outra forma, irá reter essa quantidade de incêndio elétrico, até que eles se encontram com outras nuvens ou organismos
não tanto eletrificadas, em seguida, irá comunicar como beforementioned.

5. Cada partícula de matéria eletrificada é repelido por todas as outras partículas igualmente eletrificada. Assim, a corrente de uma
fonte, naturalmente denso e contínuo, quando electrificada, vai separar e propagação na forma de uma escova, cada gota
esforçando-se a recuar a partir de todos os outros gota. Mas, tirando o incêndio elétrico, eles fecham novamente.

6. A água a ser fortemente electrificada (assim como quando aquecido pelo fogo comum) eleva-se em mais vapores
copiosamente; a atracção de coesão entre as partículas a ser muito enfraquecido, pela força oposta de repulsão introduzido com
o fogo eléctrica; e quando qualquer partícula é por qualquer meio desembraiada, 'Tis imediatamente repelido, e assim opera
para o ar.

7. Partículas passando a ser situado como UMA e B, são mais facilmente desengatada do que C e D, como cada um é realizada por contacto
com três apenas, enquanto C e D são cada um deles em contacto com nove. Quando a superfície da água tem a { 38} menos movimento,
partículas são continuamente empurrada para a situação representada pelo F IG. 6 .

8. O atrito entre um não-eléctrico e um elétrico per se, vai produzir fogo eléctrica; nao por
criando, mas coletando -lo, porque está igualmente difundido em nossa paredes, pisos, terra, e toda a massa de matéria
comum. Assim, o globo girando, durante o seu atrito contra a almofada, extrai o fogo a partir da almofada, a almofada é
fornecido a partir do quadro da máquina, que a partir do piso em que se encontra. Cortar a comunicação por vidro espesso ou
cera colocado sob a almofada, e não pode ser fogo produzido, porque ele não pode ser coletado.
9. O Oceano é um composto de água, de um não-eléctrico, e um sal elétrico per se.

10. Quando há um atrito entre as partes perto da sua superfície, o fogo eléctrica é recolhido a partir das partes inferiores. Em
seguida, é claramente visível durante a noite; ele aparece na popa e na sequência de cada navio à vela; cada traço de um remo
mostra que, e cada Surff e pulverização: em tempestades de todo o mar parece em fire.-detach'd As partículas de água, em
seguida repelido da superfície electrificado, continuamente transportar fora do fogo, uma vez que é recolhida; eles sobem, e
formam nuvens, e essas nuvens são altamente eletrificado, e reter o fogo 'até que eles têm a oportunidade de comunicar-lo.

11. As partículas de água que sobe em vapores, ligam-se a partículas de ar.

12. As partículas de ar são referidos como sendo duro, redondo, separado e distantes umas das outras; cada partícula fortemente { 39} repelir
todas as outras partículas, em que se afastam uma da outra, na medida em que a gravidade comum irá permitir.

13. O espaço entre quaisquer três partículas igualmente repelir um ao outro, irá ser um triângulo equilátero.

14. Na ar comprimido, esses triângulos são menores; no Ar rarefeito eles são maiores.

15. fogo comum juntou-se com ar, aumenta a repulsão, amplia os triângulos, e deste modo faz com que o ar especificamente
mais leve. Tal Air entre ar mais denso, vai subir.

16. fogo comum, bem como de incêndio eléctrico dá repulsão para as partículas de água, e destrói a sua atracção de coesão;
portanto, o fogo comum, bem como de incêndio eléctrico, ajuda a aumentar a vapores.

17. Partículas de água, não tendo fogo neles, mutuamente atraem-se mutuamente. Três partículas de água, em seguida, ser
ligados aos três partículas de um triângulo de ar, que por sua atracção mútua operando contra repulsão do ar, encurtar os
lados e diminuir o triângulo, de modo que a porção de ar que está sendo feita mais denso, se afundar para a terra com sua
água, e não subir para contribuir para a formação de uma nuvem.

18. Mas, se cada partícula de água unindo-se ao ar, traz consigo uma partícula de fogo comum, a repulsão do ar que está
sendo assistida e fortalecido pelo fogo, mais de obstruído pela atração mútua das partículas de água, o triângulo dilata, e
aquela porção do ar tornar-se aumentos mais raros e especificamente mais leves.

19. Se as partículas de água trazer incêndio eléctrico quando { 40} eles ligam-se ao ar, a repulsão entre as partículas de
água electrificadas, junta-se com a repulsão natural do ar, para forçar as suas partículas a uma distância maior, pelo
que os triângulos estão dilatadas, e o ar sobe, carregando-se com que a água .
20. Se as partículas de água trazem consigo porções de ambos os tipos de fogo, as repulsões das partículas de ar é
ainda mais reforçada e aumentou, e os triângulos mais alargada.

21. Uma partícula de ar pode ser rodeado por doze partículas de água de tamanho igual a si, todos em contacto com ela; e por
mais adicionados àqueles.

22. Partículas de ar, assim, carregada seria desenhado mais perto em conjunto pela atracção mútua das partículas de água,
não o fogo, comum ou eléctrico, auxiliar a sua repulsão.

23. Se o ar carregado assim ser comprimida por ventos adversos, ou por ser conduzido contra montanhas, e c. ou
condensado por tirar o fogo que assistida-lo em expansão; o contrato triângulos, o ar com a água descerá como um orvalho;
ou, se a água circundante uma partícula de ar entra em contacto com a água circundante ao outro, eles coalescer e formar
uma gota, e que tem chuva.

24. As fontes de sol (ou parece fornecer) fogo comum a todos os vapores, se levantou da terra ou do mar.

25. Esses vapores que têm tanto fogo comum e eléctricos neles, são melhor suportados, do que aqueles que têm
fogo só comum nelas. Para quando vapores sobem { 41} na região mais fria acima da terra, a frio não vai diminuir o
incêndio eléctrico, se o faz o comum.

26. Daí nuvens formadas por vapores levantadas a partir de águas doces dentro terra, desde o cultivo de hortaliças, terra
úmida, & c. mais rapidamente e facilmente deposite sua água, tendo, mas pouco fogo elétrico para repelir e manter as
partículas separadas. Assim que a maior parte da água levantado da terra é deixar cair na terra novamente; e ventos da
terra para o mar são secos; havendo pouca utilidade para a chuva sobre o mar, e para roubar a terra de sua umidade, a
fim de chuva no mar, não parece razoável.

27. Mas as nuvens formadas por vapores levantadas a partir do mar, tendo ambos os incêndios, e particularmente uma grande
quantidade do eléctrica, suporta a sua água fortemente, levantá-la alta, e sendo movido pelos ventos podem trazê-lo sobre o meio do
continente mais amplo de no meio da mais ampla do oceano.

28. Como essas nuvens oceano, de modo que apoiam fortemente a sua água, são feitas para deposite-o na terra onde 'tis queria, é o
próximo a ser considerado.

29. Se eles são conduzidos por ventos contra montanhas, aquelas montanhas sendo menos electrificada atrair-los, e em contacto
tirar a sua incêndio eléctrico (e sendo frio, o fogo também comum;), por conseguinte, as partículas de perto para as montanhas e na
direcção uma da outra. Se o ar não estava muito carregado, ele só cai no orvalho sobre os cumes das montanhas e os lados, forma
molas, e desce para os vales em riachos, que unidos fazer córregos e rios maiores. Se muito carregado, o incêndio elétrico é
imediatamente retirado da { 42} cloud todo; e, deixando-o, pisca brilhantemente e rachaduras em voz alta; as partículas
instantaneamente coalescente por falta de que o fogo, e caindo em um chuveiro pesado.
30. Quando uma cadeia de montanhas barragens, assim, as nuvens, e chama a incêndio elétrico a partir da nuvem primeira abordá-lo; que
seguinte, posterior, quando se trata perto da primeira nuvem, agora privado de seu fogo, flashes para ele, e começa a deposite sua própria
água; a primeira nuvem novamente piscando para as montanhas; o terceiro nuvem se aproximando, e todos os subseqüentes, agindo da
mesma maneira, tanto para trás como eles se estendem, que pode ser ao longo de muitas centenas de milhas de país.

31. tempestades Daí a contínuas de chuva, trovão, relâmpago e no lado leste do Andes,
que de norte a sul, e ser muito alta, interceptar todas as nuvens feitas contra eles a partir do atlântico mar pelos ventos
alísios, e obrigá-los a deposite suas águas, pelo qual os vastos rios Amazonas, La Plata, e Oroonoko são formados,
que retornam da água para dentro do mesmo mar, depois de ter fertilizado um país de extensão muito grande.

32. Se um país ser simples, não tendo montanhas para interceptar as nuvens eletrificadas, mas não é sem meios para
torná-los deposite sua água. Porque, se uma nuvem de eletrificada que vem do mar, encontra-se no ar uma nuvem levantado
da terra, e, portanto, não eletrificada; o primeiro piscará sua fogo na última, e, assim, ambas as nuvens deve ser feita de
repente para deposite água.

33. As partículas eletrificadas da primeira nuvem perto quando eles perdem o seu fogo; as partículas da nuvem {outra 43} perto
em recebê-lo: em ambos, eles têm assim uma oportunidade de se aglutinando em drops.-A concussão ou empurrão dado para o
ar, contribui também para sacudir a água, não só a partir dessas duas nuvens, mas de outras pessoas perto deles. Daí a
repentina queda de chuva imediatamente após relâmpagos.

34. Para mostrar isso por uma experiência fácil. Pegue dois pedaços redondos de papelão diâmetro de duas polegadas; do centro e
circunferência de cada um deles suspender por fios de seda fina dezoito polegadas de comprimento, sete pequenas bolas de madeira,
ou sete ervilhas iguais em grandeza; assim as bolas irá anexas para cada área de trabalho, iguais formar triângulos equiláteros, uma
bola se encontrar no centro, e seis a distâncias iguais do que, e uns com os outros; e, assim, eles representam partículas de ar.
Mergulhe ambos os conjuntos em água, e alguns cohering para cada bola que vai representar o ar carregado. Dexterously
electrificação de um conjunto, e suas bolas irá repelir um ao outro a uma distância maior, aumentando os triângulos. Poderia a água
apoiada pelos sete bolas entram em contato, que iria formar uma gota ou gotas tão pesado como para quebrar a coesão que teve com
as bolas, e assim por cair. -Vamos os dois conjuntos, então, representar duas nuvens, a uma nuvem mar eletrificada, o outro uma
nuvem terra. Trazê-los dentro da esfera da atração, e eles vão chamar uns com os outros, e você verá as bolas separadas perto
assim; a primeira bola eletrificada que vem perto de uma bola não eletrificadas por atração junta-lo, e dá-lhe fogo; Instantaneamente
eles se separam e cada voa para outra bola de seu próprio partido, um para { 44} dar, o outro para receber fogo; e de modo que
prossegue através de ambos os conjuntos, mas tão rápida como a ser de uma maneira instantânea. Na colisão que sacudir e soltar
sua água, que representa chuva.

35. Assim, quando marítimas e terrestres nuvens passaria a uma distância muito grande para o flash, eles são atraídos em
direção ao outro, até dentro dessa distância; para área de atração elétrica está muito além da distância de piscar.

36. Quando um grande número de nuvens do mar cumprir uma série de nuvens levantadas a partir da terra, os flashes elétricos
parecem atacar em diferentes partes; e como as nuvens são empurrados e misturado por
os ventos, ou aproximados pelo atração elétrica, eles continuam a dar e receber flash depois de flash, até o fogo
elétrico é igualmente difundido.

37. Quando a arma de barril (em experimentos elétricos) tem mas pouco fogo elétrico nele, você deve abordá-lo muito próximo com
sua junta, antes que você pode desenhar uma faísca. Dar-lhe mais fogo, e ele lhe dará uma faísca a uma distância maior. Dois
arma-barris unidos, e como altamente eletrificado, dará uma faísca a uma distância ainda maior. Mas se dois arma-barris
eletrificadas vai atacar em duas polegadas de distância, e fazer um estalo alto, o que uma grande distância podem 10.000 acres de
greve nuvem eletrificada e dar o seu fogo, e quão alto deve ser que o crack!

38. É uma coisa comum ver as nuvens em diferentes alturas passando maneiras diferentes, que shews diferentes correntes
de ar, uma sob a outra. À medida que o ar entre o { 45} trópicos é rarefeito pelo sol, ele sobe, o ar mais denso norte e sul
pressionando em seu lugar. O ar assim rarefeita e forçado para cima, passa para norte e sul, e deve descer nas regiões
polares, se ele não tem nenhuma oportunidade antes, que a circulação pode ser efectuada em.

39. Como correntes de ar, com as nuvens nele, passe maneiras diferentes, 'tis fácil de conceber como as nuvens, passando por cima uns dos
outros, podem atrair um ao outro, e assim chegar perto o suficiente para o acidente vascular cerebral elétrica. E também como nuvens elétrica
pode ser realizada dentro de terra muito longe do mar, antes que eles tenham uma oportunidade para atacar.

40. Quando o ar, com os seus vapores levantada do mar entre os trópicos, vem a descer nas regiões polares, e para
estar em contacto com os vapores resultantes lá, o fogo eléctrica trouxeram começa a ser comunicada, e é visto no
noites claras, sendo o primeiro visível onde 'Tis pela primeira vez em movimento, isto é, onde o contato começa, ou na
parte mais ao norte; dali os fluxos de luz parecem atirar sul, mesmo até o auge de países do norte. Mas tho 'a luz
parece disparar a partir do sul ao norte, o progresso do fogo é realmente a partir do norte ao sul, o seu movimento a
partir do norte de ser a razão que' tis não visto pela primeira vez.

Para o fogo elétrico não é visível, mas quando em movimento, e saltando de corpo a corpo, ou de partícula para
partícula thro' o ar. Quando passa thro tis invisível 'corpos densos'. Quando um fio faz parte do círculo, na
explosão do frasco eléctrica, o fogo, embora em grande
{46} quantidade, passa no arame invisivelmente: mas, de passagem, ao longo de uma cadeia, torna-se visível à medida que salta de

ligação para ligar. Ao passar junto folha-douramento 'tis visível: para a lâmina fina de ouro é cheio de poros; segurar uma folha para a luz
e parece semelhante a uma rede; e o fogo é vista em sua pulando sobre as vacancies.-E, quando um longo canal preenchido com água
parada é aberta em uma extremidade, a fim de ser descarregada, o movimento da água começa primeiro perto da extremidade aberta, e
prossegue em direção a extremidade estreita, tho a água mesmo se move a partir do encerramento para a extremidade aberta: de modo
que o fogo eléctrica descarregada para as regiões polares, talvez a partir de um comprimento mil ligas de ar vaporiz'd, aparece em
primeiro lugar onde 'tis primeiro em movimento, ou seja na parte mais ao norte, ea aparência procede sul, tho' o fogo realmente se move
para o norte. Isto é suposto para explicar a

Aurora boreal.

41. Quando há grande calor na terra, em uma determinada região (o sol ter brilhou sobre ele, talvez vários dias,
enquanto os países vizinhos foram screen'd por nuvens) do ar inferior
é rarefeita e sobe, o ar mais frio mais denso desce acima; as nuvens em que o ar se encontram a partir de todos os lados, e juntar-se
ao longo do lugar aquecido; e se alguns são eletrificadas, outros não, relâmpagos e trovões ter sucesso, e chuveiros cair. Daí
trovão-rajadas depois aquece e ar fresco após rajadas; a água e as nuvens que trazem que, vindo de uma mais elevada e, portanto,
uma região mais fria.

42. Uma faísca elétrica, elaborado a partir de um corpo irregular a uma certa distância é escassa sempre estreito, mas mostra { 47}
torto e agitando no ar. Assim como os relâmpagos; as nuvens sendo corpos muito irregulares.

43. Como nuvens eletrificadas passar sobre um país, altas colinas e árvores altas, torres altas, torres, mastros de navios,
chaminés, & c. como tantos prominencies e pontos, desenhar o fogo elétrico, e toda a descargas nuvem lá.

44. perigoso, portanto, é de se abrigar debaixo de uma árvore durante um thunder-rajada. Tem sido fatal para muitos, homens e
animais.

45. É mais seguro para estar em campo aberto por outra razão. Quando as roupas molhadas, se um flash em seu caminho até o chão
deve golpear sua cabeça, ele será executado na água sobre a superfície do seu corpo; ao passo que, se suas roupas estavam secas,
seria ir thro' o corpo.

Assim, um rato molhado não podem ser mortos pela garrafa eléctrica de explosão, quando um rato seco pode.

46. ​fogo comum está em todos os corpos, mais ou menos, assim como incêndio elétrico. Talvez eles podem ser diferentes
modificações do mesmo elemento; ou eles podem ser diferentes elementos. O último é por alguma suspeita.

47. Se eles são coisas diferentes, mas eles podem e não subsistir juntos no mesmo corpo.

48. greves fogo quando elétricos thro' um corpo, ele age sobre o fogo comum nela contida, e coloca que o fogo em movimento; e
se existir uma quantidade suficiente de cada tipo de incêndio, o corpo vai ser inflamado.

49. Quando a quantidade de fogo comum no corpo é pequeno, a quantidade do incêndio eléctrico (ou o eléctrico { 48} acidente vascular
cerebral) deve ser maior: se a quantidade de fogo comum ser grande, menos incêndio elétrico é suficiente para produzir o efeito.

50. Assim espíritos deve ser aquecido antes de nós pode demiti-los pela faísca elétrica. Se eles estão muito aquecidos uma pequena faísca
vai fazer; se não, a faísca deve ser maior.

51. Até recentemente, só podia disparar vapores quentes; mas agora podemos queimar resina dura seca. E quando nós pode adquirir
maiores faíscas elétricas, que podem ser capazes de disparar não só espíritos unwarm'd, como um relâmpago faz, mas até mesmo
madeira, dando agitação suficiente para o fogo comum nela contida, como o atrito sabemos vai fazer.
52. sulfurosas e vapores inflamáveis ​provenientes da terra, são facilmente aceso pelos raios. Além do que surgir a partir da
terra, tais vapores são enviados por pilhas de feno úmido, milho ou outros vegetais, que aquecem e fedor. Madeira podre em
árvores antigas ou edifícios faz o mesmo. Tais são, portanto, facilmente e muitas vezes demitido.

53. Os metais são frequentemente derretido por um raio, tho' talvez não de calor no relâmpago, nem completamente de fogo
agitado na metals.-Porque, como qualquer corpo pode insinuar-se entre as partículas de metal, e superar a atração pelo qual
eles são coerentes (como mênstruos diversos podem) fará com que o sólido se tornar um fluido, bem como fogo, ainda sem
aquecimento: de modo que o fogo eléctrica, ou raio, a criação de uma repulsão violento entre as partículas do metal que passa
thro, o metal é fundido.

54. Se você, por um violento incêndio, derreter o final de um prego, que é metade empurrados para uma porta, o calor dada a { 49} prego
inteiro antes de uma parte iria derreter, deve queimar a placa que fica na. E a parte derretida iria queimar o chão que dropp'd diante.
Mas se uma espada pode ser derretido na bainha, e dinheiro no bolso de um homem, por um raio, sem queima, quer, ele deve ser
uma fusão a frio.

55. relâmpago rasga alguns corpos. A faísca elétrica atingirá um buraco thro' um quire de papel forte.

56. Se a fonte de luz, atribuído neste trabalho, seja a verdadeira, deve haver pouca ouvindo trovoada no mar longe da terra. E,
consequentemente, alguns velhos mar-capitães, dos quais inquérito foi feito, fazer afirmar que o fato concorda perfeitamente
com a hipótese; para que, ao atravessar o grande oceano, eles raramente se encontram com trovões até que eles entram em
sondagens; e que as ilhas distantes do continente tem muito pouco dele. E um observador curioso, que viveu 13 anos na Bermudas,
diz, havia menos trovão ali naquele tempo todo do que ele tem, por vezes ouvido em um mês em

Carolina.

{50}

ADICIONAR ITI Onal papéis.


PARA

Mr. P ÉTER C OLLINSON, FRS Londres.

P HILADELPHIA, 29 de julho de 1750

SENHOR,
Como você nos colocar em primeiro lugar em experimentos elétricos, enviando para a nossa empresa biblioteca de um tubo, com
instruções sobre como usá-lo; e como nossa proprietária honrosa nos permitiu realizar esses experimentos a uma altura maior, por seu
generoso presente de um aparelho elétrico compleat; 'Tis caber que tanto deve saber ao longo do tempo que o progresso que fazemos.
Foi nesta perspectiva que eu escrevi e enviei meus antigos trabalhos sobre este assunto, desejando que, como eu não tive a honra de
uma correspondência directa com que benfeitor generoso à nossa biblioteca, que pode ser comunicada a ele através de suas mãos. No
mesmo ponto de vista que eu escrevo, e enviar-lhe este papel adicional. Se acontecer para lhe trazer nada de novo (que pode muito bem
ser, considerando o número de homens engenhosos em Europa,

continuamente envolvidos nas mesmas pesquisas) pelo menos ele vai mostrar, que os instrumentos, colocou em nossas mãos, não
são negligenciadas; e, que, se não descobertas valiosas são feitas por nós, seja qual for a causa pode ser, não é quer da indústria e
aplicação.

Estou, Senhor,
Seu humilde servo
muito obrigado,
B. F RANK LIN.

{51}
Opini ON S e CON JECT UR ES,
Em relação às propriedades e efeitos da matéria elétrica, decorrentes de experiências e
Observações, feitas em Philadelphia, 1749.

§ 1. A matéria eléctrico consiste de partículas extreamly subtile, uma vez que pode permear matéria comum, até mesmo os metais mais
densas, com tanta facilidade e liberdade, como para não receber qualquer resistência perceptível.

2. Se qualquer um deve duvidar, se o assunto elétrica passa thro 'a substância dos corpos, ou somente sobre e ao longo de suas
superfícies, um choque de um grande frasco de vidro eletrificado, tomada thro' o seu próprio corpo, provavelmente convencê-lo.

3. matéria eléctrico difere da matéria comum nesta, que as partes do último mutuamente atrair, os do ex
mutuamente repelir, uns aos outros. Daí a divergência aparece em um fluxo de eflúvios eletrificada.

4. Mas tho' as partículas de matéria elétrica fazer repelem-se mutuamente, eles são fortemente atraído por todos os outro assunto. [ 7]

{52}
5. A partir dessas três coisas, a prudência extrema da matéria elétrica, a repulsão mútua de suas partes, ea forte atração entre
eles e outras matérias, surgem este efeito, que quando uma quantidade de matéria elétrica, é aplicada a uma massa de
matéria comum, de qualquer grandeza ou comprimento
dentro da nossa observação (que não tenha já tem sua quantidade) é imediatamente e igualmente difundida através do
todo.

6. matéria Assim comum é um tipo de Spunge para o fluido eléctrico. E, como uma esponja iria receber sem água, se as
partes de água não eram menores que os poros da esponja ensopada; e até mesmo, em seguida, mas lentamente, se
não houvesse uma atração mútua entre as partes e as partes do Spunge; e ainda iria absorver mais rápido, se a atração
mútua entre as partes da água não impediu, alguma força a ser obrigados a separá-los; e mais rápido, se, em vez da
atração, houve uma repulsão mútua entre as partes, que atuam em conjunto com a atração da esponja ensopada. Assim
é o caso entre a matéria elétrica e comum.

7. Mas na matéria comum não é (geralmente) o máximo de elétrica, uma vez que irá conter em sua substância. Se é adicionado
mais, encontra-se sem sobre a superfície, e forma o que chamamos de uma atmosfera elétrica: e, em seguida, o corpo é dito ser
eletrificada.

8. 'Tis suposto, que todos os tipos de matéria comum não atrair e reter os elétrico, com igual força e vigor; por razões
que serão dadas a seguir. E que aqueles { 53} chamados elétrica per se, como o vidro, & c. atrair e reter-lo mais forte, e
contêm a maior quantidade.

9. Sabemos que o fluido elétrico é em matéria comum, porque podemos bombeá-lo Fora pelo globo ou tubo. Sabemos que a
matéria comum tem perto tanto quanto ele pode conter, porque, quando adicionar um pouco mais a qualquer protion disso, a
quantidade adicional não entra, mas forma uma atmosfera elétrica. E sabemos que a matéria comum não tem (geralmente)
mais do que ele pode conter, caso contrário, todas as partes soltas do que seria se repelem, como eles constantemente fazem
quando têm atmosferas elétricos.

10. Os usos benéficos deste fluido elétrico na criação, nós ainda não estão bem familiarizados com, embora, sem dúvida, como
existem, e aqueles muito considerável; mas podemos ver algumas consequências perniciosas, que iria assistir a uma proporção
muito maior do mesmo. Para tive esse mundo em que vivemos tanto quanto dele em proporção, como podemos dar a um globo de
ferro, madeira, ou semelhantes, as partículas de poeira e outros assuntos de luz que se soltar a partir dele, seria, em virtude de
sua atmosferas eléctricos separados, não só se repelem entre si, mas ser repelidas da terra, e não facilmente ser levados a unir-se
com isso de novo; onde nosso ar iria ser continuamente mais e mais entupidos com matérias estranhas, e crescer impróprios para
a respiração. Isto proporciona outra ocasião de adorar a sabedoria que fez todas as coisas por peso e medida!

11. Se uma parte da matéria comum ser suposto intirely livre de matéria eléctrico, e uma única partícula do { 54} este
último ser aproximados, 'sarja ser atraídos e entrar no corpo, e terá lugar no centro, ou onde a atração é toda via
iguais. Se mais partículas de entrar, eles tomam seus lugares em que o equilíbrio é igual entre a atração da matéria
comum e sua própria repulsão mútua. 'Tis suposto eles formam triângulos, cujos lados encurtar como seu número
aumenta; 'Até que o negócio comum tem atraído em tantos, que todo o seu poder de comprimir esses triângulos por
atração, é igual a todo o seu poder de si uma expansão de repulsão; e, em seguida, será tal pedaço de matéria não
recebem mais.
12. Quando parte desta proporção natural de fluido eléctrica, é levado para fora de uma peça de matéria comum, os
triângulos formados pelo restante, são supostos para alargar pela repulsão mútua das peças, até ocuparem toda a peça.

13. Quando a quantidade de fluido eléctrica feita a partir de uma peça de matéria comum é restaurada novamente, que entra, os triângulos
expandidas sendo novamente comprimida até que haja espaço para o conjunto.

14. Para explicar este: tomar as duas maçãs, ou as duas esferas de madeira ou de outro material, tendo cada um o seu
próprio quantidade natural do fluido eléctrico. Suspendê-las por linhas de seda a partir do teto. Aplicar o fio de um frasco bem
cobrado, na sua mão, a um deles (A) A Fig. 7 . e receberá a partir do fio de uma quantidade do fluido eléctrica; mas não irá
absorver-lo, sendo já está cheio. O fluido, por conseguinte, irá fluir em torno da sua superfície, e formar uma atmosfera
eléctrica. { 55} Trazer uma em contacto com B, e metade do fluido eléctrica é transmitida, de modo que cada um tem agora uma
atmosfera eléctrico, e, por conseguinte, elas repelem-se mutuamente. Retirar estas atmosferas tocando nas esferas, e
deixá-los no seu estado natural: em seguida, depois de ter fixado uma vara de lacre para o meio do frasco para segurá-la por,
aplicar o fio a A, ao mesmo tempo os toques de revestimento B. Assim vai uma quantidade do fluido elétrico ser retirado do B,
e jogado em A. de modo que um terá uma redundância deste fluido, que forma uma atmosfera em volta dele, e B uma
deficiência exatamente iguais. Agora trazer estas bolas novamente em contacto, e a atmosfera eléctrica não será dividida
entre A e B, em dois ambientes menores como antes; para B vai beber toda a atmosfera de A, e ambos serão encontrados
novamente em seu estado natural.

15. A forma da atmosfera eléctrica é que o organismo que rodeia. Esta forma pode ser tornado visível num ar ainda,
através do aumento de um fumo de resina seca, dropt em uma colher de chá quente sob o corpo electrised, que serão
atraídas e se espalhar equaly em todos os lados, que cobre e esconde o corpo. E esta a forma que assuma, porque ele é
atraído por todas as partes da superfície do corpo, tho' não pode entrar na substância já repleto. Sem esta atração não
permaneceria em volta do corpo, mas se dissipar no ar.

16. A atmosfera de partículas eléctricos que cercam uma esfera electrificado, não é mais dispostos a deixá-lo ou { 56} mais
facilmente retirado de qualquer parte da esfera do que de outro, porque é igualmente atraída por cada parte. Mas
isso não é o caso com os órgãos de qualquer outra figura. A partir de um cubo que é mais facilmente desenhadas
nos cantos do que nos lados plano, e assim, a partir dos ângulos de um corpo de qualquer outra forma, e ainda mais
facilmente a partir do ângulo de que é mais aguda. Assim, se um corpo com a forma de A, B, C, D, E, em A Fig. 8 ,
Ser electrificado, ou ter uma atmosfera eléctrica que lhe foi comunicado, e considerarmos a cada lado como uma
base sobre a qual as partículas de descanso e pelo qual são atraídos, pode-se ver, imaginando uma linha de A a F,
e outra a partir de E. a G, que a porção da atmosfera incluído em F, a, E, L, tem a linha a, E, para a sua base.
Assim, a porção de atmosfera incluído em H, A, B, I, tem a linha A, B, para a sua base. E do mesmo modo a porção
incluída em K, B, C, G, tem B, C, para descansar sobre; e assim por diante do outro lado da figura. Agora, se você
gostaria de chamar fora desta atmosfera com qualquer corpo liso sem corte, e se aproximar do meio do lado A, B,
você deve vir muito perto antes que a força de sua attracter excede a força ou poder com o qual esse lado mantém a
sua atmosfera. Mas há uma pequena porção entre I, B, K, que tem menos da superfície para descansar,
portanto, aqui você pode obtê-lo com mais facilidade ou a uma distância maior. Entre F, A, H, há uma porção maior, que
ainda tem uma superfície inferior a repousar sobre e para atrair-lo; { 57} aqui, portanto, você pode obtê-lo afastado ainda mais
facilmente. Mas mais fácil de todos entre L, C, M, onde a quantidade é maior, ea superfície para atrair e mantê-lo de volta o
mínimo. Quando se afastaram uma dessas porções angulares do fluido, outro bem-sucedido em seu lugar, da natureza da
fluidez e da repulsão mútua beforementioned; e portanto a atmosfera continua fluindo fora em ângulo tal, como uma corrente,
até que não mais é remanescente. As extremidades das porções da atmosfera sobre estas peças angulares estão de igual
modo a uma maior distância a partir do corpo electrificado, como pode ser visto por inspecção da figura anterior; o ponto da
atmosfera do ângulo C, sendo muito mais longe a partir de C, do que qualquer outra parte da atmosfera ao longo das linhas
C, B, ou B, R: E além da distância que deriva da natureza da figura, onde a atração é menor, as partículas irão, naturalmente,
expandir-se para uma distância maior por sua repulsão mútua. Por essas contas supomos eletrificada corpos descarregar
suas atmosferas a organismos não eletrificadas mais facilmente e a uma distância maior de seus ângulos e pontos do que de
seus suaves pontos sides.-Aquelas também podem descarregar para o ar, quando o corpo tem muito grande uma atmosfera
elétrica , sem trazer qualquer perto não eléctricos, para receber o que é jogado fora: para o ar, embora um elétrico per se, ainda
tem sempre mais ou menos água e outros assuntos não eléctricos misturados com ele; e estes atrair e receber o que é tão
alta.

17. Mas pontos têm uma propriedade, pelo qual eles desenhe assim como jogar fora o fluido eléctrica, a distâncias maiores { 58} que corpos sem corte
pode. Isto é, como a parte pontiaguda de um corpo electrificada descarregará a atmosfera do que o corpo, ou comunicá-lo mais distante para outro
organismo, de modo que o ponto de um corpo sem eletricidade, vai chamar fora da atmosfera eléctrica a partir de um corpo electrificado, mais
distante do que um blunter parte do mesmo corpo não eletrificadas vai fazer. Assim, um pino realizada pela cabeça, e o ponto apresentada a um
corpo electrificado, vai chamar a sua atmosfera fora a uma distância do pé; onde se a cabeça foram apresentados em vez do ponto, esse efeito
não iria seguir. Para entender isso, podemos considerar que, se uma pessoa de pé no chão gostaria de chamar para fora da atmosfera elétrica a
partir de um corpo eletrificado, um corvo de ferro e uma kneedle tricô contundente realizadas alternadamente na mão e apresentou para o efeito,
não desenhar com diferentes forças na proporção de suas massas diferentes. Para o homem, e o que ele tem na mão, seja ele grande ou
pequeno, está conectado com a massa comum da matéria não eletrificadas; e a força com a qual ele chama é o mesmo em ambos os casos, que
consiste na proporção diferente de electricidade no corpo electrificado e que a massa comum. Mas, a força com que o corpo electrificada mantém a
sua atmosfera, atraindo-o, é proporcionado para a superfície sobre a qual as partículas são colocadas; ou seja, quatro polegadas quadradas da
superfície que conservam a sua atmosfera com quatro vezes a força que uma polegada quadrada mantém a sua atmosfera. E, como em arrancar
os pêlos da cauda do cavalo, um grau de força insuficiente para afastar um punhado de uma vez, pode ainda facilmente tira-lo do cabelo por { e o
que ele tem na mão, seja ele grande ou pequeno, está conectado com a massa comum da matéria não eletrificadas; e a força com a qual ele
chama é o mesmo em ambos os casos, que consiste na proporção diferente de electricidade no corpo electrificado e que a massa comum. Mas, a
força com que o corpo electrificada mantém a sua atmosfera, atraindo-o, é proporcionado para a superfície sobre a qual as partículas são
colocadas; ou seja, quatro polegadas quadradas da superfície que conservam a sua atmosfera com quatro vezes a força que uma polegada
quadrada mantém a sua atmosfera. E, como em arrancar os pêlos da cauda do cavalo, um grau de força insuficiente para afastar um punhado de
uma vez, pode ainda facilmente tira-lo do cabelo por { e o que ele tem na mão, seja ele grande ou pequeno, está conectado com a massa comum
da matéria não eletrificadas; e a força com a qual ele chama é o mesmo em ambos os casos, que consiste na proporção diferente de electricidade no corpo electrificado

18. Estas explicações da energia e operação de pontos, quando pela primeira vez occurr'd para mim, e enquanto eles flutuavam pela
primeira vez em minha mente, pareciam perfeitamente satisfatório; Mas agora eu tenho escreveu-los, e consider'd-los mais de perto em
preto e branco, I deve possuir tenho algumas dúvidas sobre eles: ainda que eu tenho no momento nada melhor para oferecer em seu
lugar, eu não atravessá-los fora: pois mesmo uma má solução leitura, e suas falhas discover'd, também deu origem a uma boa na
mente de um leitor engenhosa.
19. Também não é de muita importância para nós, saber a maneira pela qual a natureza executa suas leis; 'Tis o suficiente, se
sabemos as próprias leis. 'Tis real de uso de saber, que a China deixou no ar sem apoio vai cair e quebrar; mas como se trata de
cair, e porque Ele quebra, são questões de especulação. 'Tis um prazer fato de conhecê-los, mas podemos preservar o nosso
china sem ele.

20. Assim, no presente caso, a saber esse poder de pontos, pode, eventualmente, ser de alguma utilidade para a humanidade, embora nunca deve
ser capaz de explicá-lo. Os seguintes experimentos, bem como aqueles em meu primeiro artigo, mostrar esse poder. Eu tenho um grande condutor
nobre feito de várias folhas finas de papelão de Fuller form'd em um tubo, perto de 10 pés de comprimento e um diâmetro pé. É cover'd com holandês
papel emboss'd, quase totalmente dourado. Este grande { 60} superfície metálica suporta uma atmosfera eléctrica muito maior do que uma haste de
ferro de 50 vezes o peso fariam. Ele está suspenso por linhas de seda, e quando charg'd vai atacar em perto de duas polegadas de distância, um
acidente vascular cerebral muito difícil, de modo a tornar a ach junta. Deixe uma pessoa de pé no chão apresentar a ponta de uma agulha de 12 ou
mais polegadas de distância dele, e enquanto a agulha é então apresentado, o condutor não pode ser carregada, o ponto de desenho fora do fogo
tão rápido como ele é jogado em pelo o globo elétrica. Que seja cobrada, e, em seguida, apresentar o ponto à mesma distância, e que, de repente,
ser descarregado. No escuro você pode ver uma luz no ponto, quando o experimento é feito. E se a pessoa que detém o ponto está em cima de
cera, ele vai ser eletrificada, recebendo o fogo a essa distância. Tentativa para retirar a eletricidade com um corpo sem corte, como um parafuso da
rodada de ferro no final e lisa (soco de ferro de um ourives, polegada de espessura, é o que eu uso) e você deve trazê-lo dentro da distância de
três polegadas antes de pode fazê-lo, e então é feito com um acidente vascular cerebral e de crack. À medida que o tubo de papelão trava solta em
linhas de seda, ao aproximar-se-o com o ferro soco, da mesma forma que se moverá no sentido do punção, sendo atraídos ao mesmo tempo que é
carregado; mas se no mesmo instante um ponto de ser apresentado como antes, ele se retira de novo, para o ponto de descarrega-lo. Tomar um
par de grandes escalas de latão, de feixe de dois ou mais pés, as cordas das escalas sendo seda. Suspender o feixe por um packthread do cieling,
de modo que a parte inferior das escalas pode ser de cerca de um pé do s soco ferro, polegada de espessura, é o que eu uso) e você deve trazê-lo
dentro da distância de três polegadas antes que você pode fazê-lo, e então é feito com um acidente vascular cerebral e de crack. À medida que o
tubo de papelão trava solta em linhas de seda, ao aproximar-se-o com o ferro soco, da mesma forma que se moverá no sentido do punção, sendo
atraídos ao mesmo tempo que é carregado; mas se no mesmo instante um ponto de ser apresentado como antes, ele se retira de novo, para o
ponto de descarrega-lo. Tomar um par de grandes escalas de latão, de feixe de dois ou mais pés, as cordas das escalas sendo seda. Suspender o
feixe por um packthread do cieling, de modo que a parte inferior das escalas pode ser de cerca de um pé do s soco ferro, polegada de espessura, é o que eu uso) e você
{61} andar: As escalas irá mover em círculo pela untwisting do packthread. Definir o soco de ferro no fim sobre o chão, num lugar tal

como as escalas que podem passar sobre ela no sentido de tornar o seu círculo: Em seguida, electrificação de uma escala
mediante a aplicação do fio de um frasco carregado a ele. Como eles se movem em volta, verá que escala desenhar nigher para o
chão, e mergulhar mais quando se trata sobre o soco; e se isso ser colocado a uma distância adequada, a escala vai tirar e
descarregar seu fogo nele. Mas, se uma agulha ser preso na extremidade do furador, a sua ponta para cima, a escala, em vez de
se aproxima ao soco e encaixe, descarrega o seu fogo silenciosamente através do ponto, e sobe mais alto do perfurador. Mais
ainda, mesmo que a agulha ser colocado sobre o chão perto do punção, a sua ponta para cima, a extremidade do furador, tho' tanto
maior do que a agulha, não vai atrair a escala e receber seu fogo, para a agulha vai buscá-la e transmiti-la, antes que ele vem
quase o suficiente para o soco para agir. E este é constantemente observada nesses experimentos, que a maior quantidade de
energia elétrica no tubo de papelão, mais longe ele ataca ou descarrega seu fogo, e o ponto de igual modo vai chamar-lo a uma
distância ainda maior.

Agora, se o fogo de eletricidade e que de iluminação ser o mesmo, como já endeavour'd para mostrar em geral em um antigo
papel, este tubo de papelão e estas escalas podem representar nuvens eletrificadas. Se um tubo de apenas 10 pés de
comprimento vai atacar e cumprir o seu fogo sobre o soco em duas ou três polegadas de distância, uma nuvem eletrificada de { 62} talvez
10.000 acres, pode atacar e descarga na terra a uma distância proporcionalmente maior. O movimento horizontal das escalas
sobre o chão, pode representar o movimento das nuvens sobre a terra; e o punção de ferro erecto, uma colina ou alta
construção; e depois vemos como nuvens eletrificadas que passam sobre montanhas ou edifícios altos em grande demais uma altura de
greve, podem ser atraídos mais baixo até dentro de sua distância de ataque. E, por fim, se uma agulha fix'd no punção com a sua ponta na
posição vertical, ou mesmo sobre o chão abaixo do punção, irá chamar o fogo a partir da escala silenciosamente a uma muito maior do que
a distância de ataque, e assim evitar a sua descendo em direcção ao soco; ou se em seu curso que teria chegado o suficiente para atacar,
mas sendo primeiro privado de sua fogo não pode, e o soco é, assim, garantido a partir do acidente vascular cerebral. Eu digo, se essas
coisas são assim, não pode o conhecimento deste poder de pontos ser de utilidade para a humanidade, na preservação casas, igrejas,
navios, & c. do golpe de relâmpago, por encaminhar-nos para corrigir nas partes mais altas desses edifícios, hastes verticais de ferro feitas
afiada como uma agulha, e dourado para prevenir a ferrugem, e do pé dessas hastes de um fio até o exterior do edifício para o chão, ou
para baixo rodada uma das mortalhas de um navio, e para baixo seu lado até que se atinja a água? não estas hastes pontiagudas
provavelmente chamar a incêndio elétrico silenciosamente para fora de uma nuvem antes que ele chegou perto o suficiente para atacar e,
assim, assegurar-nos de que o mal mais súbita e terrível?

21. Para determinar a questão, se as nuvens { 63} que contêm relâmpago são eletrificadas ou não, eu gostaria de propor um
experimento para ser try'd onde pode ser feito convenientemente. No topo de algumas alta torre ou campanário, colocar uma espécie
de guarita, (como no F IG. 9. ) Grande o suficiente para conter um homem e uma posição elétrica. A partir de meados do stand, deixe um
aumento barra de ferro e passar dobra para fora da porta, e depois ereto 20 ou 30 pés, apontou muito forte no final. Se o suporte
elétrica ser mantidas limpas e secas, um homem de pé sobre ela quando essas nuvens estão passando baixo, pode ser eletrificada e
pagar faíscas, o fogo desenho vara para ele a partir de uma nuvem. Se qualquer perigo para o homem deve ser apreendido (embora
eu acho que não haveria nenhum) que ele permaneça no chão da sua caixa, e agora e, em seguida, trazer perto da haste, o laço de
um fio que tem uma extremidade presa à leva, ele segurando-o por um identificador de cera; por isso as faíscas, se a haste é
eletrificada, vai atacar a partir da haste ao fio, e não afetá-lo.

22. Antes de deixar este assunto de relâmpago, posso mencionar algumas outras semelhanças entre os efeitos dessa, e estes de
eletricidade. Relâmpago tem sido muitas vezes conhecidos por atacar pessoas cegas. Um pombo que fulminado a aparência pelo
choque elétrico, recuperando vida, droop'd sobre os quintal vários dias, não comer nada que migalhas foram jogados para ele,
mas se recusou e morreu. Nós não pensamos de que seja privado da visão; mas depois um pullet atingido morto da mesma
maneira, sendo recuperado por sopro repetidamente nos seus pulmões, quando ajustado para baixo sobre o chão, correu de
cabeça contra a parede, e em exame { 64} apareceu completamente cego. Daí conclui-se que o pombo também foi absolutamente
cego pelo choque. O maior animal que já tenhamos mortos ou try'd para matar com um golpe elétrica, foi uma franga bem
crescido.

23. A leitura no Dr. engenhosa Hales' s em conta a tempestade em Stretham, o efeito do raio em tirando toda a tinta
que cobria uma moldura dourada de um painel de lambris, sem ferir o resto da pintura, eu tinha uma mente para
colocar uma camada de tinta sobre a filetagem de ouro na capa de um livro, e tentar o efeito de um forte clarão
elétrica enviada através de que o ouro de uma folha carregada de vidro. Mas ter nenhuma pintura à mão, eu colei uma
estreita faixa de papel sobre ele; e quando seco, enviado o flash através de douração; pelo qual o papel foi arrancada
de uma extremidade à outra, com tal força, que foi quebrado em vários lugares e em outros levou-parte do grão do
Turky-couro em que foi ligado; e me convenceu, de que se tivesse sido pintado, a pintura teria sido despiram fora da
mesma maneira com que no lambril em

Stretham.
24. relâmpago derrete metais, e sugeri em meu artigo sobre o assunto, que eu suspeito que seja uma fusão a frio; Não me refiro a
uma fusão por força de frio, mas uma fusão sem calor. Nós também ter derretido ouro, prata e cobre, em pequenas quantidades,
pelo flash elétrica. A maneira é esta: Tome folha de ouro, prata folha, ou folha de cobre dourado, comumente chamado de bronze
folha ou holandês ouro: cortado da folha longa e estreita a largura de tiras { 65} um canudo. Coloque uma destas faixas entre duas tiras
de vidro liso que estão prestes a largura de seu dedo. Se uma tira de ouro, o comprimento da folha, não ser tempo suficiente para o
vidro, adicionar outro ao final do mesmo, de modo que você pode ter uma pequena parte pendurado para fora solta em cada
extremidade do vidro. Ligam-se as peças de vidro em conjunto a partir de uma extremidade à outra com fio de seda forte; em
seguida, colocá-lo de modo a fazer parte de um círculo eléctrica, (as extremidades de ouro pendurado para fora sendo de uso para
se juntar com as outras partes do círculo) e enviar o flash através dele, a partir de um frasco grande electrificada ou folha de vidro.
Então, se suas tiras de vidro permanecer inteiro, você vai ver que o ouro está em falta em vários lugares, e ao invés de uma mancha
metálico em ambos os óculos; as manchas no superior e sob o vidro exatamente semelhantes no curso minutest, como pode ser
visto, segurando-os para a luz; o metal parecia ter não só foi derretido, mas mesmo vitrificados, ou de outra forma de modo dirigido
para dentro dos poros do vidro, como para ser protegida por ela a partir da acção da forte do Aqua Fortis e Ag: Regia. Eu enviar-lhe
fechado dois pequenos pedaços de vidro com essas manchas metálicos sobre eles, que não podem ser removidos sem tomar parte
do vidro com eles. Às vezes a mancha se espalha um pouco mais larga do que a largura da folha, e parece mais brilhante na borda,
como por inspecionar de perto você pode observar nestes. Às vezes, o vidro quebra em pedaços: uma vez que o vidro superior
rompeu em mil pedaços, parecendo sal grosso. Estas peças te envio, foram manchadas com holandês ouro. Verdadeiro ouro faz uma
mancha mais escura, { 66} ligeiramente avermelhado; prata, uma mancha esverdeada. Certa vez, levou duas peças de espessura
espelho, largo como escala de um Gunter e 6 polegadas de comprimento; e colocando folha de ouro entre eles, colocá-los entre dois
pedaços suavemente plain'd de madeira, e fix'd-los firmemente na imprensa pequena de um livro-aglutinante; ainda que eles eram
tão estreitamente confinado, a força do choque eléctrico tremi o vidro em muitos pedaços. O ouro foi derretido e manchadas no vidro
como de costume. As circunstâncias da quebra do vidro diferem muito em fazer o experimento, e às vezes ele não quebrar nada:
mas isso é constante, que as manchas na parte superior e sob peças são contrapartes exatas um do outro. E apesar de eu ter
tomado os pedaços de vidro entre meus dedos imediatamente após esta fusão, eu nunca poderia perceber a menos calor neles.

25. Em um dos meus antigos papéis, eu mention'd, que douramento em um livro, embora num primeiro momento, comunicou o
choque perfeitamente bem, ainda fail'd depois de algumas experiências, que não poderiam explicar. Temos encontrado uma vez,
que um choque forte quebra a continuidade do ouro na filetagem, e faz com que pareça um pouco como pó de ouro, abundância
de suas partes está sendo quebrado e expulsos; e isso irá conduzir raramente acima de um choque forte. Talvez esta pode ser a
razão; quando não há uma continuidade perfeita no círculo, o fogo deve saltar por cima das vagas; há uma certa distância, que é
capaz de saltar por cima de acordo com a sua força; se um número de pequenas vagas, embora cada ser muito minuto, tomado { 67}
juntos exceder a distância, ele não pode saltar por cima deles, e de modo que o choque seja impedida.

26. A partir da lei antes mencionado de electricidade, que os pontos, uma vez que são mais ou menos aguda, utilizar e deitar
fora o fluido eléctrico com mais ou menos potência, e a maiores distâncias ou menos, e em quantidades maiores ou menores
da mesmo tempo, podemos ver como a conta para a situação da folha de ouro suspenso entre duas placas, o superior
continuamente eletrificada, a menos de um em mão de uma pessoa de pé no chão. Quando a placa superior é electrificada, a
folha é
atraídos e levantou para ele, e iria voar para essa placa se não fosse por seus próprios pontos. O canto que passa a ser
mais acima quando a folha está a aumentar, sendo uma ponta afiada, a partir da magreza extream do ouro, empates e
recebe a uma distância uma quantidade suficiente do fluido eléctrica a dar-se uma atmosfera eléctrica, pelo que o seu
progresso para a placa superior é stopt, e que passa a ser repelido daquela placa, e seria conduzido de volta para a placa
sob, mas que o seu canto mais baixo também é um ponto, e joga fora ou descarrega o excedente da atmosfera da folha,
como rápido que o canto superior desenha-lo. Foram estes dois pontos perfeitamente iguais em acuidade, a folha ocorreria
exatamente no espaço do meio, para o seu peso é uma ninharia, comparado com a atuação do poder nele: Mas é
geralmente mais próxima da placa não eletrificadas, porque, quando a folha é oferecido à placa eletrificada à distância, o
ponto mais nítida é comumente primeira afetada e levantou para ele; de modo a que ponto, desde a sua maior { 68} agudeza,
receber o fluido mais rápido do que o seu oposto pode descarregá-lo em distâncias iguais, ele se retira da placa eletrificado,
e se aproxima à placa não eletrificadas, até que se trata de uma distância onde a descarga pode ser exatamente igual ao do
recebimento, o último ser rebaixado, e o ex for aumentada; e lá permanece desde que o mundo continua a fornecer matéria
elétrica fresco. Isso vai aparecer simples, quando a diferença de acuidade nos cantos é feita muito grande. Cortar um
pedaço de holandês ouro (o qual é apto para estas experiências, devido à sua maior resistência) na forma de F IG. 10

o canto superior um ângulo recto, os dois seguintes ângulos obtusos, e o menor uma muito aguda ona; e trazer esta no
seu prato sob a placa eletrificada, de tal maneira que a parte em ângulo recto pode ser levantada pela primeira vez
(que é feito cobrindo a parte aguda com a palma da sua mão) e você verá esta folha ter lugar muito mais perto da parte
superior do que para a placa sob; porque, sem ser mais perto, não pode receber tão rápido em seu ponto em ângulo
recto, já que pode descarregar no seu uma aguda. Transformar esta folha com a parte superior aguda, e, em seguida,
tem lugar mais próximo da placa não eletrificadas, porque caso contrário, recebe mais rápido em seu ponto agudo do
que pode descarregar no seu direito-angular. Assim, a diferença de distância é sempre proporcional à diferença de
acuidade. Tome cuidado ao cortar sua folha de deixar sem partículas irregulares pequenos nas bordas, que às vezes
formam pontos onde você não tê-los. Você pode fazer isso { 69} figura tão agudo abaixo e sem corte acima, que não
precisa de placa sob, que descarregam rapidamente o suficiente para o ar. Quando ele é feito mais estreito, como a
figura entre as linhas picados, nós o chamamos de Peixe dourado, a partir do seu modo de agir. Porque, se você levá-la
pela cauda, ​e mantenha-o em um pé ou maior distância horizontal do condutor privilegiada, ele vai, ao ser solta, voar
até ele com um movimento rápido, mas oscilando, como o de uma enguia através da água; ele irá ter lugar sob o
condutor primordial, talvez em um quarto ou meia distância polegadas, e manter uma agitação contínua de sua cauda
como um peixe, de modo que parece animado. Transforme sua cauda para o condutor nobre, e então voa para seu
dedo, e parece mordiscar-lo. E se você segurar uma placa sob ele em seis ou oito polegadas de distância, e cessar
girando o globo, quando a atmosfera elétrica do condutor cresce pequeno, ele vai descer para a placa e nadar de volta
várias vezes com o mesmo movimento peixe-like , grandemente para o entretenimento dos espectadores.

27. Diz-se na secção 8, do presente trabalho, que todos os tipos de matéria comum são supostamente não atrair o fluido
elétrico com igual força; e que aqueles que são chamados elétrica per se, como o vidro, & c. atrair e reter-lo mais forte, e contêm
a maior quantidade. Esta última posição pode parecer um paradoxo para alguns, sendo ao contrário da opinião até então
recebido; e, portanto, deve agora esforçar-se para explicá-lo.
{70}
28. Para isso, vamos primeiro ser considerado, que não podemos, de forma alguma estamos ainda familiarizados com, forçar o
fluido elétrico thro vidro. Eu sei que é comum pensar que facilmente permeia vidro, e a experiência de uma pena suspensa por
um fio em uma garrafa hermeticamente fechada, mas mudou-se, trazendo um tubo nibbed perto do exterior da garrafa, é
alledged para provar isso. Mas, se o fluido elétrico permeia tão facilmente vidro, como é que o frasco se tornar carregada ( como
chamamos isso) quando segurá-la em nossas mãos? Não seria o fogo jogado pelo fio passar para as nossas mãos, e assim
escapar para o chão? Não seria a garrafa, nesse caso, ser deixados apenas como que encontramos, sem carga, como
sabemos uma garrafa de metal tão tentada a ser cobrado seria? De fato, se há menos de crack, a solução minutest de
continuidade no vidro, embora permaneça tão apertado que nada mais sabemos de vai passar, mas o fluido elétrico
extremamente sutil voa através de um tal tipo de crack com a maior liberdade, e tal uma garrafa sabemos nunca pode ser
cobrado: o que faz então a diferença entre tais uma garrafa e um que é som, mas isso, que o fluido pode passar por um só, e
não através do outro? [ 8]

29. É verdade que existe uma experiência que, à primeira vista seria apt para satisfazer uma ligeira observador, que o fogo atirado a
garrafa pelo fio, realmente passar thro'{ 71} o vidro. É o seguinte: Coloque a garrafa em um suporte de vidro, sob o condutor prime;
suspender uma bala por uma corrente do condutor privilegiada, até que ele vem dentro de um quarto de uma polegada para a direita
sobre o fio da garrafa; coloque sua junta no suporte de vidro, com apenas a mesma distância a partir do revestimento da garrafa,
quando a bala é de seu fio. Agora deixe o mundo ser transformado, e você vê uma greve faísca da bala ao fio da garrafa, e no
mesmo instante você vê e sente uma faísca exatamente igual impressionante a partir do revestimento em sua junta, e assim por
diante faísca para faísca. Isto parece como se todo recebida pelo garrafa foi novamente descarregada a partir dele. E ainda assim a
garrafa por este meio é cobrado! [ 9] E, portanto, o fogo que, assim, deixa a garrafa, embora o mesmo em quantidade, pode não ser o
mesmo fogo que entrou no fio; pois se fosse, a garrafa permaneceria descarregada.

30. Se o fogo que por isso deixa a garrafa não ser o mesmo que é acionada através do fio, ele deve ser fogo que
subsistia na garrafa, (isto é, no vidro da garrafa) antes do início da operação.

31. Se assim for, deve haver uma grande quantidade de vidro, porque uma grande quantidade é assim descarregada até mesmo de vidro muito
fina.

32. Que este fluido elétrico ou incêndio é fortemente atraído por vidro, sabemos pela rapidez e violência com que ela seja retomada
pela parte que tinha sido privado de { 72} que, quando há uma oportunidade. E por isso, que não podemos partir de uma massa de
vidro desenhar uma quantidade de incêndio elétrico, ou eletrificar toda a massa menos, quanto pudermos uma massa de metal. Não
podemos diminuir ou aumentar toda a sua quantidade, para a quantidade que tem que detém; e tem tanto quanto ele pode conter.
Seus poros são preenchidos com ele tão completa quanto a repelência mútua das partículas vai admitir; e que já está em, se recusa,
ou fortemente repele, qualquer quantidade adicional. Nem temos qualquer maneira de mover o fluido elétrico em vidro, mas um; que
é, pelo que cobre uma parte das duas superfícies de vidro fino com não-eléctrico, e, em seguida, gerar uma quantidade adicional de
este líquido sobre uma superfície, que se espalhando no não-eléctrico, e sendo por ele vinculado a essa superfície, actua por a sua
força de repulsão sobre as partículas do fluido eléctrico contido na outra superfície, e leva-os para fora do vidro para o não-eléctrico
em que o lado, a partir de onde são descarregadas, e, em seguida, os adicionados no
lateral carregada pode entrar. Mas quando isso é feito, não há mais no vidro, nem menos do que antes, tanto tê-lo deixado em
um lado, uma vez que recebeu no outro.

{73}
33. Sinto uma falta de termos aqui, e dúvida muito se vou ser capaz de fazer esta parte inteligível. Pela palavra superfície, neste caso, não significa
mero comprimento e largura, sem espessura; mas quando falo da superfície superior ou inferior de uma peça de vidro, a superfície exterior ou
interior do frasco, quer dizer o comprimento, largura, e metade da espessura, e levantam a favor de ser assim entendido. Agora, eu suponho, que o
vidro em seus primeiros princípios, e no forno, não tem mais esse fluido elétrico do que outro assunto comum: que quando ele é queimado,
enquanto esfria e as partículas de fogo comum deixá-lo, seus poros tornar-se um vácuo: que os componentes de vidro são extremamente
pequenos e muito bem, eu acho que a partir de sua nunca mostrando um rosto áspero quando ele quebra, mas sempre um polonês; e da
pequenez de suas partículas Suponho que os poros entre eles deve ser superior a pequena, que é a razão que Aqua-fortis, nem qualquer outro
dissolvente que temos, pode entrar para separá-los e dissolver a substância; nem é qualquer fluido que conhecemos, bem o suficiente para entrar,
exceto fogo comum, e o fluido elétrico. Agora o fogo partida deixando um vácuo, como acima mencionado, entre estes poros, o que ar nem água
são bons o suficiente para entrar e encher, o fluido elétrico (que é em todos os lugares pronto no que chamamos os não-elétrica, e na não-
Misturas eléctricos que se encontram no ar,) é atraído em: ainda não se fixam com a substância do vidro, mas subsiste lá como água em uma
pedra porosa, mantida apenas pela atracção das partes fixas, em si ainda solto e um fluido. Mas suponhamos mais distante, que no arrefecimento
do vidro, a sua textura se torna mais próximo no meio, e forma uma espécie de partição, em que os poros são tão estreita, que as partículas de
fluido eléctrica, que entram em ambas as superfícies ao mesmo tempo, não pode passar, ou passar e repasse de uma superfície para a outra, e
assim por misturar em conjunto; ainda, embora as partículas de fluido eléctrica, embebidas por cada superfície, não pode-se { 74} passar para as do
outro, sua repelência pode, e por isso significa que eles agem um sobre o outro. As partículas do fluido eléctrico tem uma repelência mútua, mas
pela força de atracção no vidro são condensados ​ou forçado para mais perto uns dos outros. Quando o vidro foi recebida e, por sua atração,
forçado aproximar tanto deste fluido eletrificada, como que o poder de atrair e condensar em um, é igual ao poder de expansão na outra, ele pode
absorver mais nada, e que continua a ser a sua quantidade inteiro constante; mas cada superfície de receber mais, se a repelência do que está na
superfície oposta não resistiu sua entrada. As quantidades deste fluido em cada uma das superfícies que são iguais, a sua acção repelente sobre o
outro é igual; e, portanto, os de uma superfície não pode expulsar os da outra, mas, se uma maior quantidade é forçado para uma superfície de
vidro seria, naturalmente, em desenhar; isto aumenta o poder repelente sobre aquele lado, e sobrepondo a atracção do outro, expulsa a parte do
fluido que tinha sido absorvido por essa superfície, se houver alguma pronto não eléctricos para receber: tal existe em todos os casos onde vidro é
electrificado para dar um choque. A superfície que foi assim esvaziado por ter o seu fluido eléctrico conduzido para fora, retoma novamente igual
quantidade com violência, logo que o vidro tem uma oportunidade para descarregar que o excesso de quantidade mais do que poderia reter por
atracção na sua outra expulsa a parte do fluido que tinha sido absorvido por essa superfície, se houver algum, não eléctricos pronto a recebê-lo: tal
existe em todos os casos onde o vidro é electrificadas para dar um choque. A superfície que foi assim esvaziado por ter o seu fluido eléctrico
conduzido para fora, retoma novamente igual quantidade com violência, logo que o vidro tem uma oportunidade para descarregar que o excesso de
quantidade mais do que poderia reter por atracção na sua outra expulsa a parte do fluido que tinha sido absorvido por essa superfície, se houver
algum, não eléctricos pronto a recebê-lo: tal existe em todos os casos onde o vidro é electrificadas para dar um choque. A superfície que foi assim
esvaziado por ter o seu fluido eléctrico conduzido para fora, retoma novamente igual quantidade com violência, logo que o vidro tem uma
oportunidade para descarregar que o excesso de quantidade mais do que poderia reter por atracção na sua outra
superfície, pelo repelência adicional de que o vácuo tivesse sido ocasionado. para experiências
{75} favorecendo (se eu não pode dizer confirmando) esta hipótese, devo, para evitar a repetição, beg deixar de encaminhá-lo de volta
para o que é dito do frasco elétrica em meus antigos papéis.

34. Vamos agora ver como ele vai responder por vários outros appearances.-Glass, um corpo extremamente elástica (e
talvez a sua elasticidade pode ser devido, em algum grau ao subsistindo de tão grande quantidade deste líquido
repelente em seus poros) deve , quando esfregada, ter a sua superfície friccionado um pouco esticada, ou suas partes
sólidas desenho um pouco adiante em pedaços, de modo que as vagas no qual o fluido eléctrica reside, tornam-se
maiores, proporcionando espaço para mais do que o fluido, que é imediatamente atraído em que a partir a almofada ou
a mão fricção, eles sendo supply'd do estoque comum. Mas no instante em que as partes do vidro para que open'd e
fill'd ter pass'd o atrito, eles fecham novamente, e forçar a quantidade adicional para fora em cima da superfície, onde
deve descansar até que parte vem e volta para a almofada novamente , [ 10] Mas se o interior do globo ser forrado com
um não-elétrico, o

{76}repelência adicional do fluido eléctrica, assim recolhido por atrito na parte rubb'd da superfície exterior do
globo, impulsiona uma quantidade igual para fora da superfície interior em que o revestimento não eléctrico, que
recebem, e transportá-la para longe da Rubb 'd parte na massa comum, que passa pelo eixo do globo e armação
da máquina, o novo fluido eléctrico recolhido pode entrar e manter-se na superfície exterior, e nenhum deles (ou
muito pouco) será recebido pelo primeiro condutor. Como esta parte charg'd do globo vem rodada para a
almofada de novo, a superfície externa fornece a sua fogo excesso na almofada, a superfície interna oposta
recebendo ao mesmo tempo uma quantidade igual do chão. Cada eletricista sabe que um globo molhar dentro
vai pagar pouco ou nenhum fogo,

34. Portanto, se um tubo forrado com um [ 11] não eléctricos, ser rubb'd, pouco ou nenhum fogo é obtido a partir dele. O que é
recolhida a partir do lado no curso de fricção baixo, introduzindo nos poros do vidro, e dirigir uma quantidade igual para fora da
superfície interior para o revestimento não eléctrico: e o lado de passagem, até ter um segundo acidente vascular cerebral, tira
novamente que havia sido jogado dentro da superfície exterior, e, em seguida, a superfície interna recebe de volta o que tinha dado
ao revestimento não eléctrico. Assim, as partículas de { 77} fluido eléctrica pertencente à superfície interior entrar e sair dos seus poros
cada curso dado ao tubo. Colocar um fio no interior do tubo, a extremidade interior em contacto com o revestimento não eléctrico,
pelo que irá representar a Leyden garrafa. Deixe uma segunda pessoa tocar no fio enquanto você esfregar, eo fogo expulsos da
superfície para dentro quando você dá o curso, vai passar por ele para a massa comum, e voltar através dele quando a superfície
interna retoma sua quantidade, e, portanto, esta novo tipo de Leyden garrafa não pode por isso ser cobrado. Mas, assim, ele pode:
depois de cada curso, antes de passar a mão até fazer uma outra, deixe a segunda pessoa aplicar o dedo ao fio, pegue a faísca, e,
em seguida, retirar o dedo; e assim por diante até que ele tem atraído uma série de faíscas; assim será a superfície interior ser
esgotado, e a superfície externa carregada; em seguida, enrole uma folha de dourados papel perto rodada a superfície externa, e
agarrando-o em sua mão, você pode receber um choque, aplicando o dedo da outra mão para o fio: por agora os poros vagos na
superfície interna retomar a sua quantidade, e os poros overcharg'd na descarga superfície exterior que overplus; o equilíbrio que
está sendo restaurado através de seu corpo, que não pôde ser restaurado através do vidro. [ 12]

Se o tubo de ser esgotado de ar, um revestimento não eléctrico em contacto com o fio não é necessário; para
in vácuo, o fogo eléctrica voará livremente a partir de { 78} a superfície interna, sem um condutor não eléctrico: ar, mas
resiste seu movimento; por ser em si um elétrico per se, não atrai-lo,
já tendo sua quantidade. Assim, o ar nunca mais puxa uma atmosfera eléctrica a partir de qualquer órgão, mas em
proporção para as não-eléctrico mix'd com ele: em vez mantém uma atmosfera tal confin'd, que a partir da repulsa mútua
das suas partículas, tende a dissipação, e imediatamente se dissipar -se in vácuo. -E, assim, a experiência de pena encerrada
num recipiente de vidro hermeticamente selado, mas que se deslocam sobre a abordagem do tubo friccionado, é explicado:
Quando uma quantidade adicional de fluido eléctrica é aplicada ao lado do recipiente com a atmosfera do tubo, uma
quantidade é repelido e impulsionado para fora da superfície interior do lado que para o recipiente, e não afecta a pena,
voltando novamente para os seus poros, quando o tubo com a sua atmosfera é retirado; Não que as partículas de que a
atmosfera tinha-se passar através do vidro à pena .-- E todos os outros aparência eu vi ainda, em que vidro e electricidade
estão concern'd, são, penso eu, explain'd com igual facilidade por a mesma hipótese. No entanto, talvez, pode não ser uma
verdade, e eu vou ser obrigado a ele que me proporciona uma melhor.

35. Assim que a diferença entre tomar não eléctrico e de vidro, um eléctricos per se, para consistem nestes dois elementos. 1º, que um
não-elétrica sofre facilmente uma mudança na quantidade de fluido elétrico que ele contém. Você { 79} pode diminuir toda a sua
quantidade por extraindo uma parte, que todo o corpo irá retomar novamente; mas de vidro só pode diminuir a quantidade contain'd
em uma de suas superfícies; e não que, mas através do fornecimento de uma quantidade igual, ao mesmo tempo que a outra
superfície; de modo que todo o vidro possa ter sempre a mesma quantidade nas duas superfícies, as suas duas quantidades
diferentes de serem adicionados. E isso só pode ser feito em vidro que é fino; além de uma certa espessura temos ainda nenhum
poder que pode fazer essa alteração. E, 2dly, que o incêndio eléctrico remove livremente a partir de um lugar para outro, em e através
da substância de um não-eléctrico, mas não tão através da substância de vidro. Se você oferecer uma quantidade a uma extremidade
de uma longa haste de metal, que recebe-lo, e quando ele entra, cada partícula que estava antes na haste, empurra o seu vizinho
bastante para a extremidade mais distante, onde o excesso é discharg'd; e este instantaneamente onde a haste é parte do círculo na
experiência do choque. Mas vidro, a partir da pequenez de seus poros, ou mais forte atração do que ele contém, se recusa a admitir
tão livre um movimento; uma vareta de vidro não conduzirá um choque, nem o vidro mais fino sofrer qualquer partícula entring uma
das suas superfícies, para passar thro para o outro.

36. Daí, vemos a impossibilidade de sucesso, nos experimentos propos'd, para tirar as virtudes effluvial de um não-elétrico, como canela por
exemplo, e misturá-los com o fluido elétrico, para transmitir-lhes que em { 80} o corpo, incluindo-o no mundo, e em seguida, aplicar o atrito, etc. Pois,
embora os eflúvios de canela, eo fluido elétrico deve misturar dentro do globo, eles nunca saem juntos através dos poros do vidro, e assim ir para o
condutor prime; para o fluido elétrico em si não pode vir através de; e o condutor primordial é sempre supply'd da almofada, e que a partir do chão.
E, além disso, quando o globo é preenchido com canela, ou outro não-eléctrica, não de fluido eléctrica pode ser obtain'd a partir da sua superfície
exterior, para a razão antes mencionado. Eu try'd outra forma, o que achei mais provável a obtenção de uma mistura de eflúvios eléctricos e outro
conjunto, se uma tal mistura tinha sido possível. I colocada uma placa de vidro sob o meu almofada, para cortar a comunicação entre a almofada e
andar; em seguida, trouxe uma pequena cadeia da almofada em um copo de óleo de terebintina, e realizada uma outra cadeia do óleo de
terebintina para o chão, tomando cuidado para que a corrente da almofada para o copo touch'd nenhuma parte da estrutura do máquina. Outra
cadeia foi fix'd para o condutor prima, e segurado na mão de uma pessoa para ser electrised. As extremidades das duas cadeias no vidro estavam
perto de uma polegada distantes uns dos outros, o óleo de terebintina entre. Agora o mundo está sendo Voltada, poderia As extremidades das
duas cadeias no vidro estavam perto de uma polegada distantes uns dos outros, o óleo de terebintina entre. Agora o mundo está sendo Voltada,
poderia As extremidades das duas cadeias no vidro estavam perto de uma polegada distantes uns dos outros, o óleo de terebintina entre. Agora o
mundo está sendo Voltada, poderia
desenhar nenhum fogo do chão através da máquina, a comunicação que forma a ser cortada pela placa de vidro grosso sob a almofada: deve
então desenhá-lo através do { 81} cadeias, cujas extremidades foram DIPT no óleo de terebintina. E, como o óleo de terebintina sendo um elétrico per
se, não realizar o que veio acima do chão, foi obrigado a saltar do final de uma cadeia, até o fim do outro, através da substância do que o petróleo,
que pudemos ver em grandes faíscas; e por isso tinha tido oportunidade de apreensão de algumas das melhores partículas de óleo, na sua
passagem, e carregando-os com: mas tal efeito não seguido, nem poderia perceber a menor diferença no cheiro do eflúvios eléctricos assim
recolhido , a partir do que ele tem quando coletadas de outra forma; nem de outra forma afetar o corpo de uma pessoa electrised. Também eu
colocar em um frasco, em vez de água, uma forte líquido purgativo, e cobrado o frasco, e tomou choques repetidos a partir dele, caso em que cada
partícula do fluido elétrico deve, antes que ele passou por meu corpo, têm primeira ido através do líquido, quando o frasco está a ser carregada, e
devolvido através dele quando a descarga, mas nenhum outro efeito seguido do que se tivesse sido carregada com água. Também já cheirava a
fogo eléctrica quando desenhada através de ouro, prata, cobre, chumbo, ferro, madeira, e o corpo humano, e pode compreender qualquer
diferença; o odor é sempre a mesma, onde a centelha não queimar o que ele ataca; e, portanto, eu imagino que não tem aquele cheiro de qualquer
qualidade dos corpos que passa. E, de fato, como aquele cheiro tão prontamente deixa a matéria elétrica, e adere à junta de receber as faíscas, e
outros { o odor é sempre a mesma, onde a centelha não queimar o que ele ataca; e, portanto, eu imagino que não tem aquele cheiro de qualquer
qualidade dos corpos que passa. E, de fato, como aquele cheiro tão prontamente deixa a matéria elétrica, e adere à junta de receber as faíscas, e
outros { o odor é sempre a mesma, onde a centelha não queimar o que ele ataca; e, portanto, eu imagino que não tem aquele cheiro de qualquer
qualidade dos corpos que passa. E, de fato, como aquele cheiro tão prontamente deixa a matéria elétrica, e adere à junta de receber as faíscas, e
outros { 82} coisas; Eu suspeito que ele nunca foi ligado a ele, mas surge instantaneamente a partir de algo no ar influenciado por ele. Porque, se ele
estava bem o suficiente para vir com o fluido elétrico através do corpo de uma pessoa, por que deveria parar na pele de outra?

Mas eu nunca fiz, se eu te contar todas as minhas conjecturas, pensamentos e imaginações, sobre a natureza e as operações
deste fluido elétrico, e relacionar a variedade de pequenas experiências que temos try'd. Eu já fiz esse papel por muito tempo,
para o qual eu devo implorar perdão, não ter chegado o momento de torná-lo mais curto. Eu só deve acrescentar, que, como foi
observado aqui que os espíritos dispara pela faísca elétrica no horário de verão, sem aquecer-los, quando Fahrenheit' s
termómetro é superior a 70; assim, quando mais frio, se o operador coloca uma pequena garrafa plana de espíritos no seu seio,
ou num bolso perto, com a colher, algum tempo antes que ele usa-los, o calor de seu corpo irá comunicar o calor mais do que
suficiente, para efeitos .

{83}
Experimentação suplementar, provando que o Garrafa Leyden não tem fogo mais elétrica em quando cobrado, que antes; nem
menos quando descarregada: que, no exercício, o fogo não emite a partir do fio e do revestimento ao mesmo tempo, como
alguns têm pensado, mas que o revestimento sempre recebe o que é descarregado pelo fio, ou um igual quantidade; A
superfície exterior estar sempre em um estado negativo de Electricidade, quando a superfície interior está em um estado
positivo.

Colocar uma placa espessa de vidro sob a almofada de fricção, para cortar a comunicação de incêndio eléctrico desde o chão
até a almofada; em seguida, se não houver pontos finos ou tópicos peludas saindo da almofada, ou das partes da frente da
máquina para a almofada, (dos quais você deve ter cuidado) você pode obter, mas algumas faíscas do condutor nobre, que
são todos a almofada vai separar com.
Pendurar um frasco, em seguida, sobre o condutor privilegiada, e não vai cobrar, tho' você segurá-la pelo revestimento .-- Mas

Formar uma comunicação por uma cadeia a partir do revestimento para a almofada, e o frasco vai cobrar.

Para o globo, em seguida, puxa o incêndio eléctrico para fora da superfície exterior do frasco, e força-o, através do condutor prime e
arame da ampola, para dentro da superfície interior.

{84}
Assim, a garrafa é carregada com o seu próprio fogo, nenhuma outra sendo a ser tido enquanto a placa de vidro é sob a almofada.

Pendure duas bolas de cortiça por tópicos de linho para o condutor prime; em seguida, tocar o revestimento da garrafa, e que vai
ser electrificado e recuam um do outro.

Para tanto fogo como você dá o revestimento, tanto é descarregada através do fio sobre o condutor primordial, de onde as
bolas de cortiça receber uma atmosfera elétrica. Mas

Tomar um arame dobrado em forma de um C, com uma vara de cera fixa ao exterior da curva, para segurá-la por; e
aplicar uma extremidade deste fio para o revestimento, e a outra, ao mesmo tempo que o condutor privilegiada, o frasco
vai ser descarregada; e se as bolas não são eletrificadas antes da descarga, tampouco parecem ser tão após a alta, pois
não se repelem.

Agora, se o fogo descarregada a partir da superfície interior da garrafa através do seu fio, permaneceu sobre o condutor
privilegiada, as bolas iria ser electrificado e recuam um do outro.

Se o frasco realmente explodida em ambas as extremidades, e descarregado a partir de ambos fogo de revestimento e fios, as bolas seria Mais
eletrificada e recuam mais: para nenhuma das fogo pode escapar, a cera de lidar com prevenção.

Mas se o fogo, com o qual a superfície interna está sobrecarregado, ser muito precisamente como é procurado pela superfície
externa, passará rodada através do fio fixo para a cera { 85} manipular, restaurar o equilíbrio no vidro, e não faz nenhuma
alteração no estado do condutor prime.

Assim nós achamos que, se o condutor primordial ser eletrificado, e as bolas de cortiça em um estado de repelência antes da
garrafa é cobrado, eles continuam assim depois. Se não, eles não são eletrificadas pelo que a descarga.

CORR ECTI ON S e ADITIVOS


ao P RECEDING P Apers.
Página 2 , Sec. 1. Nós já que encontrar, que o fogo na garrafa não está contido no não-elétrico, mas
no vidro. Tudo o que é depois disse do topo e inferior da garrafa, é verdade para o dentro e
lado de fora superfícies, e deveria ter sido assim expressa. Veja Sect. 16, p. 16 .

page 6 Linha 13. O equilíbrio em breve será restaurado mas em silêncio, etc. Isso deve ter sido um erro. Quando a garrafa é
cobrado completo, o fio torto não pode bem ser trazido para tocar a parte superior e inferior de modo rápido, mas que haverá
uma faísca alto; a menos que os pontos ser afiada, sem loops.

Ibid. linha ult. Lado de fora: adicionar, como umidade continuando até o de cortiça ou fio.

page 12 , Linha 14. À luz de velas etc. De algumas observações desde feitas, eu estou inclinado a pensar, que não é a luz, mas o
fumo ou emanações não eléctricos de { 86} a vela, carvão e ferro quente vermelhos, que carregam fora do fogo elétrico, sendo
primeiro atraído e depois repelidos.

page 13 , Linha 15. rodas Windmil, & c. Nós mais tarde descobriu que o afluxo ou efluxo do incêndio elétrico, não
foi a causa dos movimentos dessas rodas, mas várias circunstâncias de atração e repulsão.

page 16 , Linha 21. Deixei UMA e B ficar em cera, & c. Logo descobrimos que era necessário apenas para um deles para ficar em
cera.

page 19 . no título r. em.

page 24 , Linha 12. r. contacto, linha 24. confinado.

page 25 , Linha 10. Para ficar de pé r. mão.

page 28 , linha 2. A consequência poderia, talvez, ser fatal, e c. Nós descobrimos que é fatal para animais de pequeno porte, mas 'tis não
forte o suficiente para matar as grandes. A maior matamos é uma galinha.

page 31 , Linha 20. Soar de sinos, e c. Isto é, uma vez feito.

page 33 , Linha 22. Falhar após dez ou doze experimentos. Este foi de uma pequena garrafa. E desde que encontrou a falhar depois com um
grande copo.

página 40 , Seita. 50, 51. Spirits deve ser aquecido antes de nós pode demiti-los, & c. Temos desde disparou espíritos sem aquecimento,
quando o tempo está quente.

FINIS.
{87}
LIVRO S impressos e vendidos por E dward C AVE, at St. Portão de John.

I. Geografia Reform'd: Ou, um novo sistema de Geografia Geral de acordo com uma análise precisa da ciência,
aumentada com vários ramos necessárias omitidas por ex-Autores. Em quatro partes.

1. Da Natureza e Princípios da Geografia; sua antiga e actual Estado em todas as nações, a sua utilidade para
pessoas de todas as profissões, eo método de estudá-lo; com a sua análise ou Divisão em espécie, segundo a
ex-autores, e um novo plano, mostrando os erros e defeitos daqueles por Varenius, Sanson, la Mattiniere, Pere
Castel, etc.

2. Da Geografia matemática e seus ramos, Astronómico e geométrica: mostrando as várias divisões da Terra
por Regiões, Hemispheres, Zones, climas, meridianos e paralelos, etc.

3. Histórico Geografia e suas espécies, natural; Civil; Eclesiástico; Nacional; Periódica, antigo, médio,
moderna; Paralelo e crítico.

4. da geografia Técnico e de suas filiais; Representatory, por Globos e mapas; Sinóptica, por Tabelas; e
explicativa, por sistemas e dicionários.

Sob cada Poder é dada uma conta de seu objeto e use, uma explicação dos termos, a história de seu surgimento e
progresso, com regras para exibi-la para o melhor proveito. Toda a ilustrada com notas e referências aos principais
geógrafos cujos sentimentos diferentes são citados e analisados. Projetado para o uso dos curiosos em geral, e os
estudantes em particular. Não é adicionado um índice abundante dos termos contidos no Trabalho, respondendo o
Fim de um Dicionário de Geografia Geral. A segunda edição. 3s de preços. 6d. limite.

II. Memórias da Academia Real de Cirurgia Paris.

Observações contendo, com observações práticas, em tumores da vesícula biliar, na coxa, e a traqueia
Artéria; sobre o Uso do Trepan; de feridas no cérebro, Esfoliação do crânio, casos de mulheres grávidas, ânus
com defeito em crianças recém-nascidas, abcessos na Fundament, Pedras enquistadas na bexiga, obstruções
à ejaculação do sêmen, uma pálpebra invertida, Corpos estranhos retidos no esôfago, { 88} descarregado
através abcessos; de broncotomia, gastrotomia, Lebre-lábios nativas; da cesariana; Um novo método de
extrair a pedra da bexiga, em um cancro da mama, um fardo elástica para hérnias, hérnias notável do
estômago, e através do forame oval. De um abcesso pulmonar, & c. Traduzido do original, dedicado ao rei
francês. Em dois volumes, Octavo. 8s de preços.
III. Um Tratado de cometas, contendo, 1. uma explicação de todas as várias aparições do final Comet, tanto em sua
própria trajetória eo firmamento de estrelas fixt, para sua configuração nos feixes de Sun: Ilustrado com um Plano da Terra
e Cometa órbitas. 2. A História de cometas do primeiro relato desses tipos de planetas até o presente momento; em que
os sentimentos dos antigos e modernos Filósofos ocasionalmente são exibidos. Com Observações sobre a intencional
End de cometas, ea natureza e Projeto de anel de Saturno. A distância, velocidade, tamanho, Solidez, e outras
propriedades desses órgãos considerados; ea maravilhosa Phaenomena de suas caudas e Atmospheres contabilizados.
Ilustrado também por um cobre-placa. Por G. Smith. 1s de preços.

IV. A História Natural do Monte Vesúvio, com a explicação dos vários fenómenos que normalmente freqüentam as
erupções deste vulcão comemorou. Traduzido do original italiano, composto pela Academia Real de Ciências em
Nápoles, por ordem do rei das Duas Sicílias. 2s de preços. stitch'd, ou 2s. 6d. limite.

Notas de rodapé.

[1]

Supomos que todas as partículas de areia, a humidade, ou de fumo, sendo primeiro atraídos e, em seguida, repelido,
carrega-se com que uma porção do incêndio eléctrico; mas que o mesmo ainda subsiste na essas partículas, até que
comunicá-lo para outra coisa; e que nunca é realmente destroyed.-So quando a água é lançada sobre fogo comum, nós não
imaginar o elemento é assim destruído ou aniquilado, mas apenas dispersa, cada partícula de água transportando off em vapor
de sua porção do fogo, que tinha atraído e anexado a si.

[2]

Nossos tubos são feitos aqui de vidro verde, 27 ou 30 polegadas de comprimento, tão grande quanto pode ser apreendido. A eletricidade
é muito em voga, que acima de cem deles foram vendidos dentro destes quatro meses passado.

[3]

Para carregar uma garrafa comodamente através do revestimento, colocá-lo em um suporte de vidro; formar uma comunicação a
partir do condutor principal para o revestimento, e outro a partir do gancho para a parede ou no chão. Quando é carregada, retire a
última comunicação antes de tomar posse da garrafa, caso contrário, grande parte do fogo vai escapar por ela.

[4]

O rio que o torna um lado de Filadélfia, Enquanto o Delaware faz o outro; ambos são ornamentados com as
habitações verão, dos cidadãos, e as mansões agradáveis ​das principais pessoas desta colônia.

[5]
Um pára-choques eletrificada, é um pequeno copo de vidro fino, perto cheia de vinho, e eletrificada como a garrafa. Isto
quando trouxe aos lábios dá um choque, se o partido estar perto raspada, e não respira no licor.

[6]

-Trovão rajadas são tempestades repentinas de raios e trovões, que são frequentemente de curta duração, mas às vezes
produzem efeitos perniciosos.

[7]

Veja os ensaios engenhosas sobre a electricidade nas transações, pelo Sr. Ellicot.

[8]

Veja as primeiras dezesseis Seções do meu antigo papel, chamado Experimentos mais longe, e c.

[9]

Ver § 10 da Experimentos mais longe, e c.

[10]

No escuro, o fluido eléctrico pode ser visto na almofada em dois semi-círculos ou meias-luas, uma na parte dianteira, a
outra na parte de trás da almofada, onde apenas o globo e almofada separada. No crescente tona o fogo está a passar
para fora da almofada para o copo; no outro, está deixando o vidro, e retornando para a parte de trás da almofada.
Quando o condutor primordial é apply'd para levá-lo fora do vidro, o crescente volta desaparece.

[11]

papel Gilt, com a face dourada ao lado do vidro, faz bem.

[12]

Veja experimentos mais distantes, § 15.

Fim do Projeto Gutenberg EBook de Experimentos e observações sobre eletricidade feitas em Filadélfia nos Estados
Unidos, por Benjamin Franklin

*** FINAL DESTE ELECTRICIDADE Projeto Gutenberg EBOOK ***

* * * * * Este arquivo deve ser nomeado 45515-h.htm ou 45515-h.zip ***** Este e todos os arquivos
associados de vários formatos serão encontrados em:
http://www.gutenberg.org/4/5/5/1/45515/ Produzido por Keith Edkins ea Equipe
de Revisão Distribuída Online em http://www.pgdp.net (Este arquivo foi produzido a partir de
imagens generosamente disponibilizados por The Internet Archive)
edições atualizadas irá substituir o anterior - as antigas edições será renomeado.

Criando as obras de edições impressas de domínio público significa que ninguém é dono de uma autorais dos Estados
Unidos nessas obras, para a Fundação (e você!) Pode copiar e distribuí-lo nos Estados Unidos sem permissão e sem
pagar royalties de direitos autorais. regras especiais, estabelecidas nas Condições Gerais de Uso parte desta licença,
aplicam-se a copiar e distribuir projeto de obras eletrônicas Gutenberg-TM para proteger o conceito GUTENBERG-tm
projeto e marca registrada. Projeto Gutenberg é uma marca registrada, e não pode ser usado se você cobrar para os
eBooks, a menos que receba permissão específica. Se você não cobram nada para cópias deste eBook, em
conformidade com as regras é muito fácil. Você pode usar este eBook para quase qualquer finalidade, como criação
de obras derivadas, relatórios, apresentações e pesquisas. Eles podem ser modificados e impresso e doado - você
pode fazer praticamente qualquer coisa com eBooks domínio público. A redistribuição está sujeita à licença de marca,
sobretudo a redistribuição comercial.

*** Iniciar: licença completa *** a licença completa

Projeto Gutenberg
LEIA ESTE antes de distribuir ou usar esta obra Para proteger a missão do Projeto Gutenberg-tm de promover a
distribuição gratuita de obras eletrônicas, usando ou distribuir esse trabalho (ou qualquer outro trabalho associado de
alguma forma com a frase "Projeto Gutenberg") , você concorda em cumprir com todos os termos do Projeto Gutenberg
completa-tm Licença disponíveis com este arquivo ou online em

www.gutenberg.org/license.

Seção 1. Condições Gerais de Uso e obras electrónicas Redistribuir o Projeto Gutenberg-TM

1.A Ao ler ou utilizar qualquer parte deste trabalho eletrônico Projeto Gutenberg-tm, você indica que leu, entendeu,
concordar e aceitar todos os termos desta licença e propriedade intelectual (marca registrada / copyright) acordo. Se
você não concorda em cumprir todos os termos deste acordo, você deve deixar de usar e devolver ou destruir todas as
cópias do Projeto Gutenberg-MT funciona eletrônicos em sua posse. Se você pagou uma taxa para a obtenção de uma
cópia ou o acesso a um trabalho eletrônico Projeto Gutenberg-tm e você não concorda em ficar vinculado pelos termos
deste acordo, você pode obter um reembolso a partir da pessoa ou entidade a quem você pagou o taxa, conforme
estabelecido no parágrafo 1.E.8.

1.B "Projeto Gutenberg" é uma marca registrada. Ele só pode ser usado em ou associado de alguma forma com um
trabalho eletrônico por pessoas que concordam em ficar vinculado aos termos deste acordo. Existem algumas coisas
que você pode fazer com a maioria dos trabalhos eletrônicos Projeto Gutenberg-TM, mesmo sem cumprir todos os
termos deste acordo. Veja 1.C parágrafo abaixo. Há um monte de coisas que você pode fazer com o Projeto
Gutenberg-MT funciona eletrônicos se você seguir os termos deste acordo e ajudar a preservar o futuro acesso livre
para trabalhos eletrônicos Projeto Gutenberg-tm. Veja 1.E parágrafo abaixo.

1.C. O Gutenberg Literary Archive Foundation Projeto ( "Fundação" ou PGLAF), possui direitos autorais da compilação na
coleção de Projeto Gutenberg-MT funciona eletrônicos. Quase todas as obras individuais na coleção estão em domínio
público nos Estados Unidos. Se um trabalho individual está em domínio público nos Estados Unidos e você está localizado
nos Estados Unidos, nós não reivindicar um direito de impedi-lo de copiar, distribuir, executar, exibir ou criar trabalhos
derivados com base no trabalho enquanto todas as referências ao Projecto Gutenberg são removidos. Claro, esperamos
que você vai apoiar a missão do Projeto Gutenberg-tm de promover o livre acesso às obras eletrônicas, compartilhando
livremente projeto de obras Gutenberg-TM em conformidade com os termos deste acordo para manter o nome
Gutenberg-tm projeto associado com o trabalho. Você pode facilmente cumprir com os termos deste acordo, mantendo este
trabalho no mesmo formato com o seu anexado Projeto completo Gutenberg-tm licença quando você compartilhá-lo sem
custo com os outros.

1.D. As leis de direitos autorais do lugar onde se encontra também regem o que pode fazer com este trabalho. leis de
direitos autorais na maioria dos países estão em um estado constante de mudança. Se você estiver fora dos Estados
Unidos, verifique as leis de seu país, além de os termos deste acordo antes de baixar, copiar, exibir, executar, distribuir
ou criar trabalhos derivados com base neste trabalho ou qualquer outra obra do Projeto Gutenberg-tm. A Fundação não
faz declarações sobre o status de direitos autorais de qualquer trabalho em qualquer país fora dos Estados Unidos.

1.e. A menos que você tenha removido todas as referências ao Project Gutenberg:

1.e.1. A sentença seguinte, com links ativos para, ou outro acesso imediato a, a plena Projeto Gutenberg-tm licença deve
aparecer com destaque sempre que qualquer cópia de um trabalho de projecto Gutenberg-tm (qualquer trabalho em que
a frase "Projeto Gutenberg" aparece, ou com que a frase "Projeto Gutenberg" está associada) é acessado, exibido,
executado visto, copiado ou distribuído:

Este eBook é para o uso de qualquer um em qualquer lugar, sem nenhum custo e com quase sem quaisquer
restrições. Você pode copiá-lo, dá-lo ou reutilizá-lo sob os termos da Licença Projeto Gutenberg incluído com este
eBook ou online em www.gutenberg.org

1.E.2. Se um Projeto Gutenberg-tm trabalho eletrônico individual é derivado do domínio público (não contém um aviso
indicando que é publicado com a permissão do detentor dos direitos autorais), o trabalho pode ser copiado e distribuído
para qualquer pessoa nos Estados Unidos sem pagar qualquer taxas ou encargos. Se você está redistribuindo ou
fornecer acesso a uma obra com a frase "Projeto Gutenberg" associada ou aparecendo no trabalho, você deve cumprir
tanto com os requisitos dos parágrafos 1.e.1 através 1.E.7 ou obter permissão para o utilização da obra eo Gutenberg-tm
marca Projeto conforme estabelecido nos parágrafos 1.E.8 ou

1.E.9.

1.E.3. Se um Projeto Gutenberg-tm trabalho eletrônico individual é publicado com a permissão do detentor dos direitos
autorais, seu uso e distribuição
devem estar em conformidade com os dois parágrafos 1.e.1 através 1.E.7 e quaisquer termos adicionais impostas pelo
detentor dos direitos autorais. Os termos adicionais serão ligados ao Projeto Gutenberg License-tm para todas as obras
publicadas com a autorização do detentor dos direitos autorais encontrada no início deste trabalho.

1.E.4. Não desvincular ou separar ou remover o projeto termos Gutenberg-tm licença completa deste trabalho, ou
quaisquer arquivos que contenham uma parte deste trabalho ou qualquer outro trabalho associado com o Projeto
Gutenberg-tm.

1.E.5. Não copiar, exibir, executar, distribuir ou redistribuir este trabalho eletrônico, ou qualquer parte deste trabalho
eletrônico, sem apresentar de forma destacada a sentença prevista no parágrafo 1.e.1 com links ativos ou acesso
imediato a todos os termos do Projeto Licença Gutenberg-tm.

1.E.6. Você pode converter de e distribuir este trabalho em qualquer binário, comprimido, marcado, forma não protegida ou
proprietárias, incluindo qualquer processamento de texto ou forma de hipertexto. No entanto, se você fornecer acesso ou
distribuir cópias de um projeto de trabalho Gutenberg-tm em um formato diferente de "Plain Vanilla ASCII" ou outro formato
usado na versão oficial postada no site oficial do Projeto Gutenberg-tm (www.gutenberg. org), é necessário, sem nenhum
custo adicional, taxa ou despesa para o usuário, fornecer uma cópia, um meio de exportar uma cópia, ou um meio de obter
uma cópia a pedido, do trabalho em seu original "ASCII Plain Vanilla" ou outra forma. Qualquer formato alternativo deve
incluir a plena Projeto Gutenberg-tm License conforme especificado no parágrafo 1.e.1.

1.E.7. Não cobramos uma taxa para o acesso, visualização, exibindo, execução, cópia ou distribuição de
qualquer Projeto Gutenberg-tm funciona a menos que você cumprir o parágrafo 1.E.8 ou 1.E.9.

1.E.8. Você pode cobrar uma taxa razoável para cópias ou fornecimento de acesso ou distribuição de obras eletrônicas
Projeto Gutenberg-TM, desde que

- Você paga uma taxa de royalty de 20% dos lucros brutos que você derivam
o uso de projeto de obras Gutenberg-Tm calculado usando o método que você já usa para calcular seus
impostos aplicáveis. A taxa é devida ao proprietário do Projeto Gutenberg marca-tm, mas ele concordou em
doar royalties sob este parágrafo para o Literary Archive Foundation Projeto Gutenberg. pagamentos de
royalties devem ser pagos no prazo de 60 dias após cada data em que você se preparar (ou são legalmente
obrigados a preparar) suas declarações fiscais periódicas. pagamentos de royalties devem ser claramente
marcados como tal e enviado para o Projeto Gutenberg Literary Archive Foundation no endereço especificado
na Seção 4, "Informações sobre doações para o Projeto Gutenberg Literary Archive Foundation."

- Você fornece um reembolso total de qualquer dinheiro pago por um usuário que notifica
-lo a escrever (ou por e-mail) dentro de 30 dias após a recepção que ele / ela não concordar com os termos
do pleno Projeto Gutenberg-tm License. Você deve exigir tal usuário para devolver ou destruir todas as cópias
dos trabalhos possuídos em um meio físico e descontinuar todo uso e todo o acesso a outras cópias do
projeto de obras Gutenberg-tm.

- Você proporcionar, de acordo com o parágrafo 1.F.3, um reembolso total de qualquer


dinheiro pago por uma obra ou uma cópia de substituição, se um defeito no trabalho eletrônico é descoberto
e relatado para você no prazo de 90 dias a contar da recepção da obra.

- Você cumprir com todos os outros termos deste acordo de graça


distribuição de Projeto Gutenberg-tm funciona.

1.E.9. Se você deseja cobrar uma taxa ou distribuir um trabalho eletrônico Projeto Gutenberg-tm ou grupo de trabalhos
em condições diferentes do que está estabelecido neste acordo, é necessário obter permissão por escrito, tanto do
Arquivo Fundação Projeto Gutenberg Literary and Michael Hart, o proprietário da marca Projeto Gutenberg-tm. Entre em
contato com a Fundação, conforme estabelecido na Seção 3 abaixo.

1.f.

1.F.1. Projeto voluntários e funcionários Gutenberg despender um esforço considerável para identificar, fazer pesquisa
de direitos autorais em diante, transcrever e corrigir obras de domínio público na criação da coleção Gutenberg-tm
Projeto. Apesar destes esforços, o Projeto Gutenberg-tm obras eletrônicas, e do meio em que eles podem ser
armazenados, podem conter "Defeitos", tais como, mas não limitados a, dados incompletos, inexatos ou corruptos,
erros de transcrição, um copyright ou outro intelectual propriedade infracção, um disco defeituoso ou danificado ou
outro meio, um vírus de computador, ou códigos de computador que os danos ou não podem ser lidos por seu
equipamento.

1.F.2. GARANTIA LIMITADA, ISENÇÃO DE DANOS - Exceto para o "Direito de substituição ou reembolso" descrito no
parágrafo 1.F.3, o Arquivo Fundação Projeto Gutenberg Literary, o proprietário da marca Projeto Gutenberg-tm, e
qualquer outra parte da distribuição de um Projeto Gutenberg-tm trabalho eletrônico ao abrigo deste acordo, assumem
toda a responsabilidade por danos, custos e despesas, incluindo honorários legais. VOCÊ CONCORDA QUE VOCÊ
TEM NENHUMA SOLUÇÃO PARA NEGLIGÊNCIA, RESPONSABILIDADE OBJETIVA, QUEBRA DE GARANTIA OU
QUEBRA DE CONTRATO excepção dos previstos IN 1.F.3 parágrafo. VOCÊ CONCORDA QUE A Fundação, o
proprietário da marca, E QUALQUER DISTRIBUIDOR POR ESTE CONTRATO NÃO SERÁ RESPONSÁVEL POR
DANOS REAIS, directos, indirectos, consequentes, penalidades ou incidentais mesmo que você dê AVISO DA
POSSIBILIDADE DE TAIS DANOS.

1.F.3. Direito limitado DE SUBSTITUIÇÃO OU REEMBOLSO - Se você descobrir um defeito neste trabalho eletrônico no
prazo de 90 dias de recebê-lo, você pode receber um reembolso do dinheiro (se houver) você pagou por ele através do
envio de uma explicação por escrito para a pessoa que recebeu o trabalhar. Se você recebeu o trabalho em um meio
físico, você deve retornar o meio com a sua explicação por escrito. A pessoa ou entidade que lhe forneceu o trabalho
defeituoso pode optar por fornecer uma cópia de substituição em vez de um reembolso. Se você recebeu o trabalho por
via electrónica, a pessoa ou entidade que fornece a você pode optar por dar-lhe uma segunda oportunidade de receber o
trabalho eletronicamente em vez de um reembolso. Se a segunda cópia também está com defeito, você pode exigir um
reembolso, por escrito, sem mais oportunidades para corrigir o problema.

1.F.4. Ressalvado o direito limitado de substituição ou reembolso previsto no parágrafo 1.F.3, este trabalho é fornecido a
você 'COMO ESTÁ', COM NENHUMA OUTRA GARANTIA DE QUALQUER TIPO, EXPRESSA OU IMPLÍCITA,
INCLUINDO, SEM LIMITAÇÃO,
GARANTIAS DE COMERCIALIZAÇÃO OU ADEQUAÇÃO PARA QUALQUER FINALIDADE.

1.F.5. Alguns estados não permitem a desobrigação de certas garantias implícitas ou a exclusão ou limitação de certos
tipos de danos. Se qualquer aviso ou limitação prevista neste acordo viola a lei do Estado aplicável a este acordo, o
acordo deve ser interpretada para fazer o aviso legal máximo ou limitação permitido pela lei estadual aplicável. A
invalidade ou ineficácia de qualquer disposição deste acordo não deve invalidar as disposições restantes.

1.F.6. INDENIZAÇÃO - Você concorda em indenizar e isentar a Fundação, o proprietário da marca, qualquer agente ou
funcionário da Fundação, qualquer fornecimento de cópias de obras eletrônicas Projeto Gutenberg-TM em conformidade
com este acordo, e quaisquer voluntários associados à produção, promoção e distribuição de obras eletrônicas Projeto
Gutenberg-TM, isentos de qualquer responsabilidade, custos e despesas, incluindo honorários advocatícios, decorrentes
direta ou indiretamente de qualquer um dos seguintes que você faz ou causa para ocorrer: (a) distribuição deste ou de
qualquer Gutenberg- Projeto trabalho tm, (b) alteração, modificação ou adições ou exclusões a qualquer projeto de
trabalho Gutenberg-tm, e (c) qualquer defeito que você causar.

Seção 2. Informações sobre a Missão do Projeto Gutenberg-tm Projeto Gutenberg-tm é sinônimo com a distribuição
gratuita de obras eletrônicos em formatos legíveis por uma ampla variedade de computadores, incluindo obsoleto
computadores, de meia-idade e novos. Ele existe por causa dos esforços de centenas de voluntários e doações de
pessoas em todas as esferas da vida.

Voluntários e apoio financeiro para fornecer voluntários com a assistência de que necessitam são fundamentais para
atingir os objetivos do Projeto Gutenberg-MT e assegurar que a recolha Gutenberg-tm Projeto permanecerá disponível
gratuitamente para as gerações vindouras. Em 2001, o Literary Archive Foundation Projeto Gutenberg foi criado para
proporcionar um futuro seguro e permanente para o Project Gutenberg-tm e as gerações futuras. Para saber mais
sobre o Gutenberg Literary Archive Foundation projeto e como seus esforços e doações podem ajudar, ver Secções 3
e 4 e a página de informações Foundation em www.gutenberg.org

Seção 3. Informações sobre o Literary Archive Foundation Projeto Gutenberg

O Projeto Gutenberg Literary Archive Foundation é uma organização sem fins lucrativos 501 (c) (3) corporation
educativa organizada sob as leis do estado de Mississippi e status de isenção fiscal concedido pelo Internal Revenue
Service. número de identificação fiscal EIN ou federal da Fundação é 64-6221541. Contribuições para o Projeto
Gutenberg Literary Archive Foundation são dedutíveis em toda a extensão permitida por norte-americanos leis
federais e as leis do seu estado. escritório principal da Fundação está localizado na 4557 Melan Dr. S. Fairbanks,
AK, 99712., mas seus voluntários e funcionários estão espalhados por todo vários locais. Seu escritório está
localizado na 809 North 1500 West Salt Lake City, UT 84116, (801) 596-1887. links de e-mail de contato e até
informações de contato data pode ser encontrada no
web site da Fundação e página oficial no www.gutenberg.org/contact Para obter informações adicionais de contato:

Dr. Gregory B. Newby Chefe do Executivo e


Diretor gbnewby@pglaf.org

Seção 4. Informações sobre doações para o Literary Archive Foundation Projeto Gutenberg

Projeto Gutenberg-tm depende e não pode sobreviver sem o apoio ampla disseminação pública e doações para levar
a cabo a sua missão de aumentar o número de domínio público e obras licenciadas que pode ser distribuído
livremente em formato digital acessível pela mais ampla gama de equipamentos, incluindo equipamentos obsoletos .
Muitas doações pequenas ($ 1 a US $ 5.000) são particularmente importantes para a manutenção da isenção de
impostos com o IRS.

A Fundação está empenhada em cumprir com as leis que regulam a instituições de caridade e doações de caridade
em todos os 50 estados dos Estados Unidos. Os requisitos de conformidade não são uniformes e é preciso um
esforço considerável, muita papelada e muitas taxas para atender e manter-se com esses requisitos. Nós não
solicitar doações em locais onde não tenham recebido a confirmação escrita de conformidade. Para enviar doações
ou determinar o status de conformidade para qualquer determinado estado visita www.gutenberg.org/donate

Enquanto não podemos e não solicitar contribuições de estados em que não tenham cumprido os requisitos de
solicitação, não sabemos de nenhuma proibição contra aceitando doações não solicitadas a partir de doadores em tais
estados que se aproximam de nós com ofertas para doar.

doações internacionais são muito agradecido aceitou, mas não podemos fazer quaisquer declarações relativas
ao tratamento fiscal das doações recebidas de fora dos Estados Unidos. As leis dos EUA sozinho inundar nossa
pequena equipe. Por favor, verifique as páginas da Web Project Gutenberg para métodos de doação atuais e
endereços. Doações são aceitos em uma série de outras maneiras, incluindo cheques, pagamentos online e
doações de cartão de crédito. Para doar, por favor visite: www.gutenberg.org/donate

Seção 5. Informações gerais sobre Projeto Gutenberg-MT funciona eletrônicos.

Professor Michael S. Hart foi o criador do conceito Gutenberg-tm Projeto de uma biblioteca de obras eletrônicos que
possam ser compartilhadas livremente com qualquer pessoa. Durante quarenta anos, ele produziu e distribuiu Projeto
eBooks Gutenberg-TM com apenas uma rede frouxa de apoio voluntário. eBooks Projeto Gutenberg-TM são muitas vezes
criados a partir de várias edições impressas, todos os quais são confirmados como Domínio Público nos EUA a menos
que um aviso de direitos autorais está incluído. Assim, nós não necessariamente manter eBooks em conformidade com
qualquer edição em papel particular. A maioria das pessoas começam em nosso Web site, que tem como principal motor
de busca PG:
www.gutenberg.org

Este Web site inclui informações sobre o Project Gutenberg-tm, incluindo como fazer doações para o Arquivo
Fundação Projeto Gutenberg Literary, como ajudar a produzir os nossos novos eBooks e como subscrever a
nossa newsletter e-mail para ouvir sobre novos eBooks.

Você também pode gostar