Você está na página 1de 23
História da música Raquel Cardoso, 2018
História da música
Raquel Cardoso, 2018

EM BUSCA DAS ORIGENS

Música é variação de pressão

(vibrações elásticas), periodicamente (ondas sonoras regulares).

PERIÓDICO + PRESSÃO.

Privilégio da espécie humana hábitos de antropomorfismo.

Mínimo de organização, finalidade

prática ou artística.

Mais ou menos adaptada a uma

comunicação entre indivíduos.

de organização, finalidade prática ou artística. ❑ Mais ou menos adaptada a uma comunicação entre indivíduos.
de organização, finalidade prática ou artística. ❑ Mais ou menos adaptada a uma comunicação entre indivíduos.

Gabarito: D

ARTES 2007

Uma das características do som é a frequência e, no contexto da música, é comum a discussão sobre os sons musicais e não musicais. Os sons musicais são, quase sempre, separados dos demais sons, chamados de ruídos, por não possuírem as

mesmas qualidades dos chamados sons musicais. Portanto, na música, é comum o

uso de sons que não se caracterizam como ruídos. Assinale a alternativa que distingue os dois tipos de sons:

a) Os sons musicais são aqueles que só os instrumentos musicais são capazes de

emitir; os ruídos são todos os outros sons que ouvimos no mundo natural.

b) Os sons musicais são estudados na Física pela Oscilatória, que classifica e ordena

os sons de acordo com os instrumentos que os produzem.

c) Os sons musicais podem ser produzidos pela voz humana, pelos pássaros e outros

animais, mas só os instrumentos emitem sons afinados.

d) Os sons usados geralmente nas músicas são aqueles que vibram numa frequência

regular; os que vibram em frequência irregular são considerados ruídos.

e) Os sons musicais são emitidos pela maioria dos corpos, objetos e materiais,

podendo cada um deles ser classificado de acordo com uma categoria sonora.

pela maioria dos corpos, objetos e materiais, podendo cada um deles ser classificado de acordo com

ELEMENTOS FORMAIS DA MÚSICA

TIMBRE - “cor” do som, cada instrumento e cada voz possui um timbre.

INTENSIDADE força do som que nosso ouvido percebe, medido em decibel.

ALTURA - som agudo (fininho, alto), de um grave (grosso, baixo).

DENSIDADE - número de sons simultâneos.

DURAÇÃO longo ou curto. tempo que o som permanece em nossos

ouvidos.

- número de sons simultâneos. • DURAÇÃO – longo ou curto. tempo que o som permanece

https://www.youtube.c

om/watch?v=rvolzT64z

JY

TIMBRE

https://www.youtube.com/

watch?v=zfboT-3Csm8

ALTURA

• https://www.youtube.c om/watch?v=rvolzT64z JY TIMBRE https://www.youtube.com/ watch?v=zfboT-3Csm8 ALTURA

(UEL 2010) Convivemos diariamente com uma multiplicidade de sons e, na maior parte do tempo, não percebemos as propriedades específicas destes “barulhos”. Entretanto, numa escuta focada nesses elementos, percebemos uma série de características que os constituem, tais como as variações de altura, intensidade, duração e timbre. Com base nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas.

I. Exemplo relativo à altura: indivíduos que trabalham em aeroportos e certas fábricas

metalúrgicas ficam expostos a mais de 85 decibéis durante o trabalho, por isso têm o direito de

menor carga horária e de se aposentarem com menos tempo de serviço, por insalubridade.

II. Exemplo relativo ao timbre: muitos acidentes de carros nas estradas podem ocorrer por falta de atenção: um ruído estranho é sinal de que alguma coisa está errada, podendo ser do motor, da

transmissão, da suspensão ou em qualquer outro lugar.

III. Exemplo relativo à intensidade: em algumas línguas, chamadas tonais, a posição e a inflexão

das vogais são muito importantes, como no caso do idioma chinês, onde a variação de uma única vogal pode representar várias coisas diferentes. IV. Exemplo relativo à duração: o código Morse pode ser útil como ferramenta de Comunicação

e ajudar em situações nas quais não é possível falar ou escrever, como em casos em que alguém

pode enviar uma série de sinais através de uma parede raspando traços e pontos com um

objeto.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.

Gabarito: C

b) Somente as afirmativas II e IV são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.

e) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas

IV são corretas. d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas. e) Somente as

Neolítico

Objetos sonoros mais eficazes na imitação dos ruídos natureza.

Caráter mágico da imitação:

dos ruídos natureza. ➢ Caráter mágico da imitação: pigmeus imitam a chuva nos tambores para fazê-la

pigmeus imitam a chuva nos

tambores para fazê-la cair.

Funções rituais, mágicas, terapêuticas e militares.

MESOPOTÂMIA, EGITO E CHINA

tambores para fazê-la cair. ➢ Funções rituais, mágicas, terapêuticas e militares. ➢ MESOPOTÂMIA, EGITO E CHINA

INDÍGENAS BRASILEIROS

Funções rituais, mágicas, terapêuticas e militares.

❖ Funções rituais, mágicas, terapêuticas e militares. ❖ Música executada em solos e coros, acompanhado pela

Música executada em solos

e coros, acompanhado pela dança.

Bater das palmas, dos pés.

Flautas, apitos, cornetas,

chocalhos, varetas e

tambores.

acompanhado pela dança. ❖ Bater das palmas, dos pés. ❖ Flautas, apitos, cornetas, chocalhos, varetas e

MESOPOTÂMIA

MESOPOTÂMIA 13. Os sete sacerdotes que levavam as sete trombetas de chifres de carneiros adiante da

13. Os sete sacerdotes que levavam as sete trombetas de chifres de

carneiros adiante da arca da Senhor iam andando, tocando as trombetas; os homens armados iam adiante deles, e a retaguarda

seguia atrás da arca do Senhor, os sacerdotes sempre tocando as

trombetas. 20. Gritou, pois, o povo, e os sacerdotes tocaram as trombetas; ouvindo o povo o sonido da trombeta, deu um grande brado, e o muro caiu rente com o chão, e o povo subiu a cidade, cada qual para o lugar que lhe ficava defronte, e tomaram a cidade. Josué 6:13-20

com o chão, e o povo subiu a cidade, cada qual para o lugar que lhe

14. E o Espírito do Senhor se retirou de Saul, e atormentava-o um

espírito mau da parte do Senhor.

16. Diga, pois, nosso senhor a seus servos, que estão na tua presença, que busquem um homem que saiba tocar harpa, e será

que, quando o espírito mau da parte de Deus vier sobre ti, então

ele tocará com a sua mão, e te acharás melhor. 23. E sucedia que, quando o espírito mau da parte de Deus vinha

sobre Saul, Davi tomava a harpa, e a tocava com a sua mão; então

Saul sentia alívio, e se achava melhor, e o espírito mau se retirava dele. 1 Samuel 16:14-23

o Músicos reverenciados - Função da música é mais importante: símbolo de poder, respeito, vitória.

o Harpa, lira (cinco a doze cordas), címbalos.

o Não havia pauta/ notação!

a doze cordas), címbalos. o Não havia pauta/ notação! NOTAÇÃO MUSICAL Sistema de escrita utilizado para
a doze cordas), címbalos. o Não havia pauta/ notação! NOTAÇÃO MUSICAL Sistema de escrita utilizado para

NOTAÇÃO MUSICAL

Sistema de escrita utilizado para

representar graficamente

uma peça musical.

Sistema ocidental pauta

de cinco linhas.

escrita utilizado para representar graficamente uma peça musical. Sistema ocidental – pauta de cinco linhas.

GRÉCIA

GRÉCIA Origem divina da música: Apolo – LIRA e Dioniso - AULO. ▪ ▪ Inteiramente improvisada,

Origem divina da música:

Apolo LIRA e Dioniso - AULO.

Inteiramente improvisada,

inseparável do texto.

Caráter mágico: curar

inseparável do texto. ▪ Caráter mágico: curar doenças, purificar o corpo e o espírito. ▪ Doutrina

doenças, purificar o corpo e o

espírito.

Doutrina do ethos: música

afeta o caráter. Efeitos

diferentes para cada tipo de música.

o corpo e o espírito. ▪ Doutrina do ethos: música afeta o caráter. Efeitos diferentes para

PITÁGORAS Música como um

microcosmos sistema de tons e ritmos regidos pelas

mesmas leis matemáticas

que operam no cosmos.

MODOS GREGOS: formas de organizar os sons. Escala

harmônica primitiva.

Dórico, jônico, lídio, mixolídio, frígio.

Agrupam notas em

TETRACORDES (harmonia

de quatro sons).

ARISTÓTELES Música é

mimesis , imita

os estados da alma.

PLATÃO Só os modos

dórico e frígio

são admitidos, pois promovem as virtudes da coragem e temperança.

da alma. PLATÃO Só os modos dórico e frígio são admitidos, pois promovem as virtudes da

MÚSICA MEDIEVAL

IDADE MÉDIA : Século V ao XV:

música se aproxima do divino. Canto litúrgicos.

XV: • música se aproxima do divino. Canto litúrgicos. Canto Gregoriano e Trovadorismo Poetas e compositores

Canto Gregoriano e Trovadorismo

Poetas e compositores do círculo aristocrático: gaita de foles, flauta, alaúde, harpa e vielle (ancestral da viola renascentista).

Monge Guido a’Arezzo – inventou um sistema de escrita: notação musical. Inventou nome das notas:

escrita: notação musical. ❖ Inventou nome das notas: Ut queant laxit Ressonare fibris Mira gestorum Famuli

Ut queant laxit

Ressonare fibris Mira gestorum

Famuli tuorum

Solvi polluti Labii reatum

Sancte Ioannes

nome das notas: Ut queant laxit Ressonare fibris Mira gestorum Famuli tuorum Solvi polluti Labii reatum
nome das notas: Ut queant laxit Ressonare fibris Mira gestorum Famuli tuorum Solvi polluti Labii reatum

Canto Gregoriano

Cantochão: canto tradicional da Igreja católica.

Composto sobre textos litúrgicos latinos.

Maioria das vezes sem acompanhamento instrumental.

TEXTURA MONOFONIA uma única linha melódica cantada e tocada por todos o executantes.

+ vozes primeiras composições em estilo coral.

única linha melódica cantada e tocada por todos o executantes. + vozes – primeiras composições em

Vídeo https://www.youtube.com/watch?v=QINPwslVHJM

Vídeo https://www.youtube.com/watch?v=QINPwslVHJM

RENASCIMENTO

Interesse mais vivo pelas músicas profanas;

Peças para instrumentos pesquisas sobre o que seriam os modos gregos.

Estilo polifônico várias melodias tocadas e cantadas ao

mesmo tempo.

Dois grandes órgãos na Basílica de São Marcos Veneza.

peças para mais de um coro: policorais.

tempo. • Dois grandes órgãos na Basílica de São Marcos – Veneza. peças para mais de
Thomas Tallis ( 1505-1585) Spem in Alium • https://www.youtube.com/watch?v=QmH1nZSGIyY
Thomas Tallis ( 1505-1585) Spem in Alium • https://www.youtube.com/watch?v=QmH1nZSGIyY
Thomas Tallis ( 1505-1585) Spem in Alium • https://www.youtube.com/watch?v=QmH1nZSGIyY

Thomas Tallis (1505-1585) Spem in Alium

https://www.youtube.com/watch?v=QmH1nZSGIyY

Thomas Tallis ( 1505-1585) Spem in Alium • https://www.youtube.com/watch?v=QmH1nZSGIyY

POLIFONIA

Grego: “muitas vozes”. Na música: textura musical na qual várias melodias que se desenvolvem independentemente, mas dentro da mesma tonalidade. Várias partes Simultâneas e harmônicas; Todas de igual importância. Primordialmente vocal, mas também pode aplicar-se a

obras instrumentais.

❑ Todas de igual importância. ❑ Primordialmente vocal, mas também pode aplicar-se a obras instrumentais.

UEL 2017

A imagem ao lado é da instalação sonora Forty Part

Motet, idealizada pela artista Janet Cardiff. Para este trabalho, a artista utilizou uma peça do século XVI do

compositor inglês Thomas Tallis (1505-1585), intitulada

Spem in Alium. Trata-se de um moteto para oito coros

de cinco vozes. A peça é conhecida como uma das mais complexas obras polifônicas para canto coral já

compostas. Utilizando microfones individuais, Janet

Cardiff gravou cada integrante do coral da Catedral de Salisbury, trabalhando com vozes masculinas baixo, barítono e tenor e também com uma soprano infantil. Na instalação, a artista usa um alto-

falante para cada voz, o que permite ao espectador ouvir as diferentes vozes e perceber as diferentes combinações e harmonias à medida que percorre a instalação.

ouvir as diferentes vozes e perceber as diferentes combinações e harmonias à medida que percorre a
ouvir as diferentes vozes e perceber as diferentes combinações e harmonias à medida que percorre a

Com base no texto e nos conhecimentos sobre música e arte contemporânea, responda aos itens a seguir .

a) Defina polifonia.

Várias vozes. Várias melodias tocadas ou cantadas ao mesmo tempo. Simultâneas. Harmônicas entre si - no mesmo tom, mesmo tempo.

b) Cite e explique dois elementos presentes na obra Forty Part Motet que caracterizam a instalação como linguagem no campo da arte.

Ambiente: o espaço em que a obra se encontra é elemento constitutivo.

Espectador está inserido na obra, imerso nela. SINESTESIA (combina diferentes sensações). Recontextualização, deslocamento dos sons / objetos / informações.

nela. SINESTESIA (combina diferentes sensações). Recontextualização, deslocamento dos sons / objetos / informações.

GÊNEROS MUSICAIS DE

CARÁTER SACRO

HINO poema ou cântico composto para glorificar deuses ou heróis.

MOTETOS peças escritas para no mínimo quatro vozes.

MISSA concerto. Kyrie, Gloria, Credo, Sanctus e Agnus Dei.

RÉQUIEM Missa dos mortos, parte básica da missa + outras.

LADAINHA - prece litúrgica estruturada na forma de curtas invocações a Deus,

parte básica da missa + outras. • LADAINHA - prece litúrgica estruturada na forma de curtas

GÊNEROS MUSICAIS

POPULARES

Madrigal renascentista, canto popular, aborda assuntos heroicos, pastoris e até libertinos.

ÓPERA - obra dramática musicada, desprovida de partes faladas, composta de coro, às vezes de balé, e de

orquestra.

SINFONIA -

trecho instrumental que precede uma ópera,

uma cantata etc.

MODINHA - variedade de canção tradicional urbana

portuguesa e brasileira, surgida no sXVIII com temática inicialmente espirituosa e depois amorosa, com

e brasileira, surgida no sXVIII com temática inicialmente espirituosa e depois amorosa, com predominância do modo

predominância do modo menor.

e brasileira, surgida no sXVIII com temática inicialmente espirituosa e depois amorosa, com predominância do modo