Você está na página 1de 26

Nutrição

TEORIA DA TROFOBIOSE
Harmonia do Ecossistema
• Olhar a propriedade como um único
ambiente;
• Interligar todos os recursos disponíveis de
forma equilibrada: mão de obra, energia,
criação de animais , restos vegetais, e resíduos
de animais que podem ser transformado em
insumo para o cultivo , comercialização.
Planta bem nutrida
• Os nutrientes no solo e a nutrição da planta
são dois aspectos fundamentais para garantir
uma planta bem nutrida.
• A saúde da planta depende de seu estado
bioquímico ,ou seja determinado pela
natureza e pelo teor de substâncias nutritivas
conteúdas no solo e que podem ser
absorvidas pela planta.
Função metabólica das plantas
• Apesar das plantas produzirem seu próprio
alimento (açucares) elas necessitam
suprimento contínuo de elementos minerais.
• Sistema radicular
• Características do solo ( ph, CTC, interações
entre nutrientes, relação C/N do material
depositado no solo e fixação biológica de N.)
 pH em água - 5,5 a 6,0 - maior disponibilidade de nutrientes
maior atividade biológica
 Ca 4 a 10 (65% da saturação da CTC com Ca)

 Mg 1,2 a 1,8 (10 a 15% da saturação da CTC com Mg)

 CTC >10 cmolc/dm3 (de preferência >15)


 Relações Ca/Mg = 3 a 4 Ca/K = 9 a 12 Mg/K = 3 a 4

 Al < 0,5 ( % Al em relação soma (Al + Ca + Mg+K) < 16% )

 Saturação da CTC com Al - ... - 5 - sem calagem (exceto alfafa e trevo)


CTC= H + Al+ Ca+ Mg + K 5 - 10 - soja e feijão podem suportar
10 - 20 - milho e arroz podem suportar
> - 20
 V % 70 a 80 %  Matéria Orgânica > 3%
Sintomas causados por deficiência de
minerais

Cucurbitáceas Formato anormal do solo Nitrogênio/potássio

Frutos pequenos / enrugados/ podridão cálcio


apical do fruto
Causa de ocorrência de pragas e
doenças

Saúva e quenquém molibdênio


Lagarta do cartucho em milho boro
ferrugem Boro e cobre
Planta será atacada.....
• Quando seu estado bioquímico ,corresponder
às exigências tróficas (de alimentação) da
praga ou do patógeno em questão, ou seja
determinado pela natureza e pelo teor de substâncias
nutritivas conteúdas no solo e que podem ser absorvidas
pela planta........muitas vezes ocasionando desequilíbrios
biológicos...........sais solúveis, agrotóxios....

TEORIA DA TROFOBIOSE
Teoria da Trofobiose
Através da teoria da Trofobiose aprendemos que todo ser
vivo só sobrevive se houver alimento adequado e
disponível para ele. A planta ou parte dela só será atacada
por um inseto, ácaro, nematóide ou microorganismos(
fungos e bactérias), quando tiver, na sua seiva, o
alimento que eles precisam, principalmente aminoácidos.
O tratamento inadequado de uma planta, especialmente
com substâncias de alta solubilidade, conduz a uma
elevação de aminoácidos livres. Portanto, um vegetal
saudável, equilibrado, dificilmente será atacado por pragas
e doenças( CHABOUSSOU, 1987).
PROTEOSSÍNTESE
PROTEOSSÍNTESS

Síntese das proteínas


Síntese das proteínas-Proteossíntese
• As proteínas são moléculas orgânicas formadas pela
união de uma série determinada de aminoácidos,
unidos entre si por ligações peptídicas.
• Trata-se das mais importantes substâncias do
organismo, já que desempenham inúmeras funções:
dão estrutura aos tecidos, regulam a atividade de
órgãos (hormônios), participam do processo de defesa
do organismo (anticorpos), aceleram todas as reações
químicas ocorridas nas células (enzimas).
• Os aminoácidos são moléculas orgânicas formadas por
átomos de carbono (C), hidrogênio (H), oxigênio (O)
e nitrogênio(N).
Proteólise
• É a quebra da molécula de proteína( decomposição) na planta
liberando aminoácidos.
• A planta fica com aminoácidos livres em sua seiva disponíveis
para o ataque de pragas e doenças.
Como estimular a resistência da
planta? Estimulando a proteossíntese
• Cultivo de espécie e variedades adaptadas ao
local.
• Cultivo em solos saudáveis ( alta atividade
biológica) com bom teor de matéria orgânica.
• Nutrição equilibrada
Fatores que interferem na
proteossíntese
• Fatores intrísecos : envolve a constituição
genética da planta ( 1- espécie e variedade, 2-
idade dos órgãos e da planta).
• Fatores abióticos: clima (energia solar,
temperatura, umidade , precipitação e eventuais
influências cósmicas)
• Fatores culturais: solo ( tanto do ponto de vista
da composição química quanto da estrutura e
aeração), fertilização e tratamentos com
agrotóxicos( causa de desequilíbrios biológicos)
O que estimula a proteólise
• Plantio fora de época ( condições climáticas
desfavoráveis)
• Adubação nitrogenada ( adubos de alta
solubilidade)
• Uso de agrotóxicos
• Nutrição desequilibrada
• Solos pobres, compactados e desestruturados
Absorção nutrientes pelas hortaliças
• Hortaliças exigentes em Ca >P em muitos casos;
• K extraído em maior quantidade , depois N;
• Solanáceas exigentes Ca e Mg; Bo e Mo
principalmente couve flor;
• Tomate , alho , beterraba , cenoura e repolho
deficientes em B;
• Carência de Zn em alho , batata e beterraba.
Adubação das hortaliças

O uso de sais solúveis não é viável,


pelas alterações químicas e biológica
do solo e o efeito sobre absorção e
metabolismos das plantas, com
estímulo a proteólise acumulando
aminoácidos ,tornando-as mais
suscetíveis a doenças e pragas.
Fontes permitidas
• N - estercos...M.O....compostados ;
• P - fosfatos naturais, farinha de osso...;
• K - cinzas vegetais , pó de granito e basalto ..
• Pós de rocha , biofertilizantes...
Como suprir com fontes orgânicas os
minerais necessários para as hortaliças
frente a diversidade de culturas (diferentes
necessidades nutricionais) e o volume de minerais
requeridos serem absorvidos em grandes
quantidades?
Absorção e Transporte
- Um nutriente é considerado absorvido quando está dentro da
célula. A absorção foliar compreende uma fase passiva (penetração
cuticular) e uma fase ativa (absorção celular).
- Para que se obtenha bons resultados, geralmente o nutriente
precisa ser translocado para locais de maior demanda dentro da
planta ( Rosolem Rosolem, 1992).
- Normalmente o transporte dos macronutrientes como N, P e K é
muito mais intenso que o dos micronutrientes. Desta forma, o
transporte dos micronutrientes geralmente é melhorado quando
estão em formas quelatizadas (Rosolem Rosolem, 1992).
Quelatizar à matéria orgânica
Uma planta bem nutrida tem uma maior
disponibilidade de metabólicos secundários
vegetais ( azadiractina = neem ) piretróides ,
fitoalexinas ( atividade antimicrobiana )

ALIMENTO + LUZ + ÁGUA

SOLO FÉRTIL
AÇÕES A IMPLANTAR
• PREVENTIVO
1.Biodiversidade
2. Solo -Aspectos físico, químico e biológico
4. Rotação de culturas
5. Época de plantio
6. Nutrição da planta
fertilização do solo
tratamentos foliares
• CURATIVO
1. Mecânico: coleta, armadilhas
2. Físico: ultra som, tratamento térmico de
sementes
3. Químico: feromônios, repelentes, caldas
4. Biológico: fungos, bactérias, vírus,
insetos, venenos vegetais