Você está na página 1de 2

Fundação Centro de Ciências e Educação a Distância do Estado do Rio de Janeiro

Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro


Disciplina: Fundamentos da Educação III – História da Educação

Avaliação Presencial 2 (AP2) (2015 - I)

Coordenador Prof.: Ramofly Bicalho dos Santos

CRITÉRIOS PARA CORREÇÃO DA AP2

1ª questão:

Compreender a música, como produção cultural de ampla circulação entre diversos


segmentos sociais e seu enfrentamento à Política Educacional no Regime Militar. Tal
política educacional deve ser compreendida como uma maneira de assegurar a
dominação, por parte dos militares, para o exercício da subordinação da sociedade civil
organizada, mantendo o processo de acumulação de capital. Nessa conjuntura, essa é
uma tentativa de afastar os conflitos, as resistências e tensões existentes que
atrapalhavam a obtenção de tal hegemonia. A intervenção estatal do governo militar na
educação atingiu de formas díspares todas as classes sociais. Importante ressaltar que
essa não era uma política de assistência destinada às camadas populares, tal qual era o
sentido que os militares faziam transparecer.

2ª questão:
Nessa questão, os estudantes devem aprofundar (sugestão) suas reflexões acerca das
interseções possíveis entre a Constituição de 1988 e a Educação Pública no Brasil, as
Escolas de Ensino Fundamental e Médio e Universidades desse País. A escola pública,
no Brasil, tem se caracterizado por ser uma escola constituída predominantemente por
crianças, jovens e adultos das classes populares. Cada vez mais, observamos uma
ampliação dos professores e professoras também oriundos dos segmentos menos
favorecidos da população. Ao mesmo tempo, falar da escolarização das classes
populares nos remete a uma longa história de fracasso que, de muitas formas, vai
impedindo que os estudantes vivam a escola como um espaço significativo de
ampliação de conhecimentos. Neste contexto, mostra-se importante enfrentar o desafio
de configurar a escola pública não como uma escola para as classes populares, mas
como uma escola de educação popular, o que nos leva a indagar as relações entre esta
mudança de perspectiva e a configuração da dinâmica pedagógica. (ESTEBAN, Maria
Teresa. Educação popular: desafio à democratização da escola pública. Cad.
CEDES vol.27 no.71 Campinas Jan./Apr. 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S0101-
32622007000100002)

3ª questão:

Resposta pessoal, que dê conta da obrigatoriedade do ensino de História da África e dos


africanos no Brasil a partir da Lei 10.639/2003.

Portanto, o estudante deverá ter na elaboração de suas respostas, as seguintes


preocupações:
 texto estruturado: parte inicial (introdução), desenvolvimento e conclusão;
 articulação, coerência e clareza das ideias;
 coerência argumentativa;
 criatividade na elaboração do texto;
 contextualização das citações, se existirem.
 pertinência do conteúdo em relação ao que foi solicitado nas questões.