Você está na página 1de 21

SISTEMAS ESTRUTURAIS II

ASSOCIAÇÃO DE SISTEMAS ESTRUTURAIS


-- TRELIÇAS --
OBJETIVOS

 Associação de sistemas estruturais básicos: treliças


 Associação treliça x treliça
 Associação treliça x viga de alma cheia
 Associação treliça x viga vierendeel
 Associação treliça x pilar
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X TRELIÇA
ASSOCIAÇÃO DISCRETA

Obtido quando uma série de treliças, colocadas em sentido


longitudinal, apoiam-se em outras dispostas transversalmente
Viga
mestra
3 USOS PRINCIPAIS:
Viga
secundária

L > 2𝒍
Viga
mestra

Viga
secundária

Quando as treliças Quando o vão entre apoios,


transversais, denominadas em uma direção, é
mestras, encontram-se muito significativamente maior do
Coberturas em shed espaçadas que na outra
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X TRELIÇA
ASSOCIAÇÃO CONTÍNUA
Considerem-se duas treliças apoiadas em seus extremos e cruzando-se no seu centro, como mostra a figura “a”.
Qualquer carga que solicite o conjunto será suportada pelas duas sem se ter uma treliça apoiando-se em outra. Se o
número de treliças for aumentando, a eficiência do conjunto aumentará (figura “b”). Se, em vez de manter o
paralelismo, as treliças forem unidas pelo banzo inferior (figura “c”), haverá um aumento ainda maior na resistência
do conjunto em relação à solução anterior (figura “b”), com a mesma quantidade de treliças

Figura “a” Figura “b” Figura “c”


ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X TRELIÇA
ASSOCIAÇÃO CONTÍNUA

Aumentando ainda mais o conjunto de treliças, obtém-se um sistema constituído de treliças


ortogonais denominado TRELIÇA ESPACIAL
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X TRELIÇA
ASSOCIAÇÃO CONTÍNUA

Muitas podem ser as formas de compor treliças espaciais


Utilizam-se módulos prismáticos padronizados de diferentes geometrias:

Figura “a” Figura “b” Figura “c”


Prismas retangulares Módulos de prisma Pirâmides de base
com faces triangulada triangular com faces quadrada (os mais
em treliças comuns na prática)
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X TRELIÇA
CONSIDERAÇÕES GERAIS

 As treliças espaciais são usadas


predominantemente para coberturas planas com
grandes vãos. É uma forma de se fugir das formas
curvas abobadadas, quando elas não forem
desejadas

 Essa associação usa materiais como aço, madeira e


alumínio, sendo o AÇO o mais comum
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X VIGA DE ALMA CHEIA
ASSOCIAÇÃO DISCRETA

Ocorre quando os vãos a serem vencidos são muito diferentes, numa e noutra direção, como
normalmente ocorre nas estruturas de telhado.

VIGA =
TERÇA

TRELIÇA = TESOURA
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X VIGA DE ALMA CHEIA
ASSOCIAÇÃO CONTÍNUA

Essa solução pode ocorrer mas não é muito interessante em aplicações práticas

LAJE

TRELIÇA
ESPACIAL

Resulta em uma laje (associação contínua de vigas de alma cheia) apoiada em uma treliça espacial
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X VIGA DE ALMA CHEIA
CONSIDERAÇÕES GERAIS

 Essa associação pode ser utilizada tanto para pisos


como para coberturas
 Não apresenta grande variedade formal
 Os materiais que podem ser utilizados são aço e
madeira
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X VIGA VIERENDEEL
ASSOCIAÇÃO DISCRETA

Uma primeira associação entre treliça e viga vierendeel pode ocorrer internamente, por uma
mescla entre elas.

FIGURA “A” FIGURA “B”

Viga não deformada

Viga deformada
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X VIGA VIERENDEEL
ASSOCIAÇÃO DISCRETA
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X VIGA VIERENDEEL
ASSOCIAÇÃO DISCRETA
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X VIGA VIERENDEEL
ASSOCIAÇÃO DISCRETA
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X VIGA VIERENDEEL
ASSOCIAÇÃO DISCRETA

Outro tipo de associação pode ocorrer pelo apoio de treliças em vigas vierendeel, ou vice-versa.
É válido mencionar que, a princípio, o uso apenas de treliças é MAIS ECONÔMICO, já que não
desenvolvem esforços de flexão nas barras; por outro lado, as barras inclinadas podem ser um
elemento de impedimento da passagem de tubulações pesadas ou mesmo de aberturas externas.

Viga vierendeel
mista com treliça

Treliça
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X VIGA VIERENDEEL
ASSOCIAÇÃO CONTÍNUA

ESSE TIPO DE ASSOCIAÇÃO NÃO EXISTE OU AINDA NÃO FOI COGITADO


ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X VIGA VIERENDEEL
CONSIDERAÇÕES GERAIS

 Essa associação permite soluções que conciliam a


vantagem das treliças – mais leves – com a das
vigas vierendeel – maior abertura
 Pode apresentar interessantes resultados formais
 O material mais indicado é o aço
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X PILAR
ASSOCIAÇÃO DISCRETA

Se o pilar é de alma cheia, a associação normalmente resulta na treliça simplesmente apoiada


sobre o pilares, ocorrendo uma ligação NÃO RÍGIDA entre ambos

Apoio articulado
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X PILAR
ASSOCIAÇÃO DISCRETA

Se o pilar for em treliça, a ligação pode ser rígida, constituindo-se num pórtico
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X PILAR
ASSOCIAÇÃO CONTÍNUA

Normalmente esse tipo de associação ocorre com o uso de treliça espacial apoiada sobre pilares
isolados. O uso de treliças sobre paredes contínuas não apresenta interesse prático
ASSOCIAÇÃO TRELIÇA X PILAR
CONSIDERAÇÕES GERAIS

 Essa associação pode ser usada para pisos e


coberturas
 Permite o uso de grandes vãos
 Pode resultar em muitas possibilidades formais
 Os materiais mais usados são aço e madeira – para
as treliças – e aço, madeira e concreto – para os
pilares