Você está na página 1de 4

COLÉGIO MUNICIPAL JOÃO XXIII

ATIVIDADE AVALIADA DE LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª ETAPA


PROFESSOR(A): ADRIANA
ALUNO (A):______________________________________________________ ANO/TURMA______
DATA: ___ / ___ / 2019 VALOR: 12,0 PONTOS MÉDIA: ________ NOTA: __________

ASSINATURA DO RESPONSÁVEL:_________________________________________________________________

Leia o texto
Fortaleza (CE), 12 de janeiro de 2010.
Ilmo. Sr. Diretor do Departamento de trânsito de Fortaleza:
Nós, moradores da Rua Jair dos Meneghetti, há anos vimos enfrentando sérios problemas com o trânsito local.
Como é de seu conhecimento, a Avenida Olímpio de Souza é uma das mais movimentadas de nossa cidade. Ela concentra
um grande número de veículos – incluindo-se, além de automóveis, ônibus e caminhões, já que conduz o fluxo tanto ao
centro da cidade quanto às rodovias que levam a cidades vizinhas.
Mesmo havendo duas pistas em cada sentido da Avenida Olímpio, é comum alguns veículos, na altura do número
1.500, tomarem nossa rua como atalho. Isso se deve a duas razões: Primeiramente porque, nos horários de pico, é normal
o trânsito fluir mais lentamente: em segundo lugar porque, mais à frente, na altura do número 1700, existe um semáforo
que sinaliza o cruzamento da Rua Sílvia Arante com a Olímpio. Os motoristas, quando estão na altura do número 1.500,
conseguem avistar o semáforo e, se ele está fechado, não hesitam em tomar a Jair dos Santos como atalho e sair já no
número 1.900 da Avenida Olímpio.
O resultado não poderia ser diferente: poluição do ar, barulho insuportável de motores e buzinas, riscos
constantes para nossas crianças, insegurança, em virtude da constante circulação de pessoas estranhas ao local, má
qualidade de vida.
Lembramos a V. ª que a Rua Jair dos Santos Meneghetti é predominantemente residencial e não comporta tal tipo
de tráfego. Além disso, na campanha política do atual prefeito, que V. S.ª naturalmente apoiou, uma das propostas
defendidas era a preservação da qualidade de vida da cidade. Eis uma oportunidade de concretizar essa proposta,
tomando-se uma destas medidas práticas que ora sugerimos inverter a mão da Rua Jair dos Santos Meneghetti, que
atualmente vai do número 01 para o número 225, ou colocar três quebra-molas ou lombadas ao longo da Rua supracitada.
Acreditamos que a adoção de uma dessas soluções – que custariam pouco e poderiam ser efetivadas em no
máximo dois dias – resolverá o problema de uma vez e conseguirá devolver-nos a tranquilidade que tínhamos no passado
e a que temos direito ainda hoje. Para V.S.ª E para o Departamento que dirige, será também a oportunidade de se integrar
às reais necessidades da população, cada vez mais conscientes de seus deveres e direitos.
Certos de sua atenção, agradecemos.
Moradores da Rua Jair dos Santos.
Disponível em:< http://oblogderedacao.blogspot.com.br>. Acesso em: 08 set. 2016.

1. que tipo de linguagem foi utilizada na carta? Justifique e comprove sua resposta com exemplos do texto.
................................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................................
2. qual a finalidade desse texto?
.................................................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................................
3. o tema da carta é:
(A) o barulho do trânsito no centro da cidade.
(B) as promessas da campanha eleitoral passada.
(C) a poluição do trânsito provocada por caminhões.
(D) a melhoria do trânsito na Rua Jair dos Santos Meneghetti
4. que parte dessa carta de solicitação é a mais importante do ponto de vista de sua função?
.................................................................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................................
5."Como é de seu conhecimento, a Avenida olímpio de Souza é uma das mais movimentadas de nossa cidade.”
reescreva o período, substituindo o termo em destaque por outro de valor equivalente, sem alterar o sentido.
...............................................................................................................................................................................................
6. “os motoristas, quando estão na altura do número 1.500, conseguem avistar o semáforo...” que relação é estabelecida
entre as orações pelo termo destacado?
...............................................................................................................................................................................................

UM PAÍS DE JOVENS, NÃO DE DELIQUENTES


De Sousa, José Eudazio, 2017
Professor F. Maurício Araújo
Recentemente os noticiários da televisão divulgaram o caso de um jovem de 16 anos que matou um homem na
rua durante um assalto a mão armada, embora a vítima não ter reagido, o adolescente atirou e matou o rapaz, o criminoso
chegou a ser preso, mas foi solto dias depois por não ter 18 anos. Isso é algo revoltante e injusto. Casos como esses
merecem uma punição mais severa.
Atualmente em nosso país, os menores-infratores quando praticam delitos na sociedade são levados para um
reformatório para que paguem suas penas, sendo submetidos a uma série de regras para que ao final sejam devolvidos à
sociedade. Esse tipo de recuperação muitas vezes não funciona, pois poucos dias estão soltos, sem nenhuma recuperação
e já vão para as ruas cometerem outros delitos. Esses adolescentes infratores deveriam passar o total de anos igualmente
a uma pena de um adulto condenado, pois já que podem exercer o direito de votar, podem arcar com suas consequências
e responder por seus atos.
Como os adolescentes infratores sabem que não serão punidos, a pratica de crimes só aumenta cada vez mais.
Esses delinquentes se acham protegidos por uma legislação frágil e ultrapassada. Os próprios infratores sabem que a lei
deveria ser mais rígida, pois acreditam que quando não há limites, vira libertinagem.
Uma forma de solucionar esse problema seria a aprovação da redução da maioridade penal de 18 para 14 anos,
fazendo com que haja uma diminuição desses crimes praticados por jovens na sociedade brasileira. Além da redução da
maioridade penal, é necessária a criação de políticas públicas que oportunizem aos jovens o primeiro emprego e o
engajamento em atividades culturais ou esportivas.
A população estando de acordo com a aprovação desta redução, veria no cotidiano as mudanças e os resultados
de um país com menos jovens criminosos e mais estudantes em escolas e universidades, mudando o rumo desse país.

7. Qual o assunto tratado no artigo de opinião?


..............................................................................................................................................................................................
8. Na frase: “Isso é algo revoltante e injusto.” A palavra em destaque refere-se a
(A) “...um jovem de 16 anos que matou um homem na rua durante um assalto...”
(B) “Recentemente os noticiários da televisão divulgaram o caso...”
(C) “... o adolescente atirou e matou o rapaz...”
(D) “... mas foi solto dias depois por não ter 18 anos...”

9. Assinale a frase que revela uma opinião:


(A) “...o criminoso chegou a ser preso, mas foi solto dias depois por não ter 18 anos.”
(B) “Isso é algo revoltante e injusto.”
(C) “...a prática de crimes só aumenta cada vez mais.”
(D) “...são levados para um reformatório para que pague suas penas...”

10. A tese defendida pelo autor do texto é:


(A) a revolta da sociedade depois da divulgação do caso de um jovem que matou um homem durante um assalto.
(B) a revolta que se estabeleceu depois da morte do homem pelo adolescente.
(C) que adolescentes que comentem crimes devem ser punidos com mais rigor.
(D) que adolescentes devem ser levados para um reformatório depois de serem presos.

11. A finalidade do texto é


(A) informar as pessoas sobre as infrações cometidas pelos adolescentes.
(B) defender um ponto de vista sobre um tema polêmico.
(C) noticiar um fato cometido por um adolescente.
(D) apresentar dados históricos da violência no Brasil.

12. Qual o argumento que o autor do texto utilizou para convencer o leitor sobre a importância dos adolescentes
infratores responderem a mesma pena de um adulto condenado?
.................................................................................................................................................................................................
13. Na frase: “Esses delinquentes se acham protegidos por uma legislação frágil e ultrapassada.” As palavras em
destaques poderiam ser substituídas, respectivamente, sem alteração de sentido por
(A) completa e velha. (B) delicada e superada. (C) vulnerável e afetuosa. (D) fraca e antiga.

14. Que fato desencadeou a discussão do tema no texto?


.................................................................................................................................................................................................
15. Na frase: “Os próprios infratores sabem que a lei deveria ser mais rígida, pois acreditam que quando não há limites,
vira libertinagem.” A palavra em destaque introduz uma
(A) explicação. (B) oposição. (C) conclusão. (D) adição.

16. Na frase: “Além da redução da maioridade penal, é necessária a criação de políticas públicas que oportunizem aos
jovens o primeiro emprego e o engajamento em atividades culturais ou esportivas.” A palavra em destaque foi utilizada
para
(A) explicar a informação anterior. (C) acrescentar uma nova informação.
(B) se opor a informação anterior. (D) concluir uma informação já apresentada.

17. Para o autor, a incorporação de uma nova legislação mais punitiva se deve:
(A) ao fato da sociedade exigir mais segurança.
(B) ao fato do aumento dos crimes cometidos pelos adolescentes.
(C) ao fato da vítima não ter reagido.
(D) ao alto índice da população brasileira aceitar a redução da maioridade penal.

18. Qual a proposta de solução apresentada pelo autor para resolver o problema?
...............................................................................................................................................................................................
PENSO E PASSO
quando penso quando penso
que uma palavra que um passo e assim que
pode mudar tudo descobre um mundo passo e mudo
não fico mudo não paro um novo mundo nasce
MUDO PASSO na palavra que penso.
(Alice Ruiz)
19. A palavra MUDO aparece duas vezes na 1.ª estrofe. Aponte o sentido dela, no 4.º e 5.º versos:
(A) transformar / transformar. (C) calado / silencioso.
(B) deficiência na fala / silencioso. (D) calado / transformar.
20. Assinale o que significa, para a poeta, PASSO no 10.º verso:
(A) andar. (B) ultrapassar. (C) passagem. (D) espaço.
21. Identifique a melhor interpretação para o verso "um novo mundo nasce":
(A) Transformação da realidade. (C) Nova geração aparece.
(B) Surgimento de outro mundo. (D) Tudo é passageiro.

22. Marque a opção que melhor caracteriza o "eu lírico" desse poema:
(A) Ele é revoltado. (C) Ele não é um ser acomodado diante do mundo.
(B) Ele é revolucionário. (D) Ele não tem mais esperanças.
23. Aponte a ideia que os versos "e assim que / passo e mudo" estabelece com os dois últimos versos:
(A) causa. (B) tempo. (C) consequência. (D) condição

A HISTÓRIA, MAIS OU MENOS


Negócio seguinte. Três reis magrinhos ouviram um plá de que tinha nascido um Guri. Viram o cometa no Oriente e tal e
se flagaram que o Guri tinha pintado por lá. Os profetas, que não eram de dar cascata, já tinham dicado o troço: em
Belém, da Judeia, vai nascer o Salvador, e tá falado. Os três magrinhos se mandaram. Mas deram o maior fora. Em
vez de irem direto para Belém, como mandava o catálogo, resolveram dar uma incerta no velho Herodes, em
Jerusalém. Pra quê! Chegaram lá de boca aberta e entregaram toda a trama. Perguntaram: Onde está o rei que acaba
de nascer? Vimos sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo. Quer dizer, pegou mal. Muito mal. O velho Herodes, que
era um oligão, ficou grilado. Que rei era aquele? Ele é que era o dono da praça. Mas comeu em boca e disse: Joia.
Onde é que esse guri vai se apresentar? Em que canal? Quem é o empresário? Tem baixo elétrico? Quero saber tudo.
Os magrinhos disseram que iam flagrar o Guri e na volta dicavam tudo para o coroa.
VERISSIMO, L. F. O nariz e outras crônicas. São Paulo: Ática, 1994.

24. Na crônica de Verissimo, a estratégia para gerar o efeito de humor decorre do(a)
(A) linguagem rebuscada utilizada pelo narrador no tratamento do assunto.
(B) inserção de perguntas diretas acerca do acontecimento narrado.
(C) emprego de termos bíblicos de forma descontextualizada.
(D) contraste entre o tema abordado e a linguagem utilizada.

25. Os profetas, que não eram de dar cascata, já tinham dicado o troço
A. Qual é o antecedente do “ que”?.............................................................................................................................
B. Qual é a função sintática “dele” na oração destacada?..........................................................................................
C. Qual é a oração principal?........................................................................................................................................
D. Qual é a oração subordinada? Classifique-a............................................................................................................
Texto para a questão 26 e 27.

Nos anos 1980, Balthazar Bratt fazia muito sucesso através de sua
série de TV, onde interpretavaum vilão chamado EvilBratt.
Entretanto, o tempo passou, ele cresceu, a voz mudou e a fama se
foi. Com a série cancelada, Balthazar tornou-se uma pessoa
vingativa que, nas décadas seguintes, planejou seu retorno triunfal
como vingança. Gru e Lucy são chamados para enfrentá-lo logo
em sua reaparição, mas acabam sendo demitidos por não terem
conseguido capturá-lo. Gru então descobre que possui um irmão
gêmeo, Dru, e parte com a família para encontrá-lo no país em que
vive.
Fonte: http://www.adorocinema.com/filmes/filme-226447/

26. O texto em questão é:


(A) Resenha crítica. (B) Entrevista. (C) Sinopse. (D) Conto.
27. Observe as orações “ Gru então descobre que possui um irmão gêmeo,...”
A. Qual é a oração principal e qual é a oração subordinada?...............................................................................................
...............................................................................................................................................................................................
B. Classifique a oração subordinada....................................................................................................................................

Crônica: O dia em que a caça consolou o caçador do Pacaembu


Dois alvinegros, Santos e Botafogo, faziam os grandes jogos dos anos 60. Pelé x Garrincha, fora outros gigantes dos
dois timaços.
Num desses jogos, em São Paulo, os cariocas fizeram uma exibição inesquecível(…)Por que, sempre que se fazem
referências aos jogos entre Botafogo e Santos daqueles tempos, só são lembradas as vitórias santistas, as goleadas
de Pelé & Cia. Pois o Pacaembu estava lotado para ver mais uma.(…) O lateral-esquerdo Dalmo, do Santos, viveu uma
tarde de terror. Garrincha pegava a bola e, andando, levava Dalmo até dentro da grande área, onde o zagueiro não
podia fazer falta.
O Pacaembu não acreditava no que via: um ponta andar desde a intermediária até a
área sem que o lateral tentasse tirar a bola, temeroso do drible desmoralizante. Até que
Dalmo percebeu que tinha virado motivo de chacota dos torcedores, muitos dos quais nem
santistas eram, mas que iam ao campo na certeza do espetáculo. E Dalmo resolveu bater
antes de chegar à grande área. Bateu uma vez, Garrincha caiu, o árbitro marcou a falta e
repreendeu o paulista. Bateu outra vez, Garrincha voltou ao chão, o árbitro marcou a falta e
ameaçou Dalmo de expulsão, porque naquele tempo o cartão amarelo não existia. (…)
Eis que, como um acrobata, Garrincha levanta-se, afasta seus companheiros, bota o braço
esquerdo no ombro de Dalmo e o acompanha até a descida da escada para o vestiário, que,
então, ficava daquele lado.
Saíram conversando, como se Garrincha justificasse a atitude, entendesse que, para pará-lo, não havia mesmo outro
jeito. O Botafogo ganhou de 3 a 0 e saiu aplaudido do estádio (…).
Crônica do jornalista Juca Kfouri

28. O texto que você leu é uma crônica. As principais características de uma crônica são: Marque (V) para as
alternativas verdadeiras e (F) para as falsas.
1. ( )Narrar um relato da vida cotidiana. 3. ( ) A linguagem deve ser na norma culta.
2. ( )Tem poucos personagens. 4. ( )Não pode ser publicada em um jornal.

Assinale a alternativa que apresenta as letras na sequência correta:


(A) V- V- F- F (B) F- F- F- V (C) V- V- F- V (D)F- V- F- F

29. Se a oração fosse “O doutor tem certeza de que você deve partir para invadir a Inglaterra”, a oração em destaque
seria subordinada substantiva:
(A) objetiva direta (B) completiva nominal (C) objetiva indireta (D) apositiva

30. Se no final da receita estivesse escrito: “Assim que Hagar viajar, você se sentirá melhor”, a oração em destaque
seria subordinada adverbial:
(A) causal (B) condicional (C) concessiva (D) temporal

CADA QUESTÃO VALE 0,4

Imagine uma nova história para sua vida e acredite nela.


Paulo Coelho
BOA AVALIAÇÃO!
ADRIANA.