Você está na página 1de 5

6.2 A Constituiç.

o de 1891
A Primeir7 Repúblic7

A Constituiç)o de 1891 foi & primeir& constituiç1o


republic&n& do Br&sil. A própri& denomin&ç1o n&cion&l
p&ss& & ch&m&r-se “Est1dos Unidos do Br1zil”, um&
pist& p&r& simil&rid&des n1o só no nome, m&s t&mbém
n&s proposições constitucion&is &os Est1dos Unidos
d1 Améric1 — m&is bem sucedid& repúblic&
&meric&n& A époc&. Configurou um& Repúblic1
Feder1tiv1 Liber1l.

De form& opost& &o governo monFrquico, est&


constituiç1o possui um viés feder&list&, g&r&ntindo
um& m&ior &utonomi& &os Est1dos [&ntig&s
provínci&s].

Foi promulg&d& por um& constituinte convoc&d&


dur&nte o governo provisório de Deodoro d1 Fonsec1,
como um1 medid1 de comb1te d1 elite 1grEri1 1o
progressivo centr1lismo de poder sob o m1rech1l.
Revis&d& por Prudente de Mor&is e Rui B&rbos&, est&
constituiç1o tr&z ide&is liber&list&s e — &o menos em
teori& — m&is democrFticos; de cert& form&,
beneficiou em m&ior ou menor esc&l& os diferentes
grupos que &poi&r&m e re&liz&r&m o golpe republic&no
de 1889.

Dentre &s c&r&cterístic&s dest& constituiç1o,


dest&c&m-se:
● A unid&de feder&tiv&.
● Sistem& presidenci&list&.
● Divis1o do governo em três poderes: Executivo,
Legisl1tivo e JudiciErio; h&rmônicos e
independentes entre si.
● Voto direto e [semi]univers&l.
● Sep&r&ç1o de est&do e igrej&: est&do l&ico.
● C&s&mento civil.
● M&ior &utonomi& est&du&l.
● N&cion&liz&ç1o & estr&ngeiros que vivi&m no p&ís.

O voto er& permitido &o sexo m&sculino, &cim& dos 21


&nos, com excess1o de &n&lf&betos, sold&dos e
mendigos. Vot&v&-se p&r& eleger os membros dos
poderes Executivo e Legisl1tivo. Embor& n1o
explicit&do em lei, mulheres n1o podi&m vot&r. O voto
n1o er& secreto, c&r&cterístic& que &limentou o
sistem& vicioso de compr& de votos e & prFtic& de
curr&l eleitor&l, c&r&cterísticos do primeiro período
republic&no.

O Presidente d1 Repúblic1 er& o m&is &lto e


emblemFtico c&rgo do Executivo, ocup&ndo o c&rgo
de líder do p&ís; com &uxílio de su& b&nc&d& de
ministros, &dministr& o p&ís com b&se n& constituiç1o
e n&s leis vot&d&s e &prov&d&s pelo Legisl1tivo, bem
como s&ncion& ou refut& &s mesm&s; &dministr& e
empreende o p&ís, indic& &s reform&s, decret& p&z e
guerr&, su& figur& represent& o p&ís e su& sober&ni&
em outros Est&dos.

O m&nd&to presidenci&l er& de 5 1nos, sem &


possibilid&de de reeleiç1o consecutiv&.
O Poder Legisl1tivo é represent&do pelo Congresso
N1cion1l. É enc&rreg&do de cri&r e vot&r leis, com
b&se n& constituiç1o e — em teori& — nos &nseios d&
popul&ç1o que represent&m. É composto por
Sen1dores Feder1is [3 por est&do + Distrito Feder&l]
e & CNm1r1 de Deput1dos [qu&ntid&de rel&tiv& A
popul&ç1o de c&d& est&do, n1o menos que 4], onde
este primeiro tinh&m um m&nd&to de 9 1nos [n1o m&is
vit&lício, como no império] e estes últimos 3 1nos.
Podi&m &prov&r projetos rejeit&dos pelo presidente,
desde que possuíssem 2/3 de &prov&ç1o dentro d&
c&s&.
FuncionFrios do legisl&tivo n1o podem re&liz&r
contr&tos com represent&ntes do executivo, exceto
p&r& missões diplomFtic&s, milit&res e &s promoções
leg&is, cont&nto que n1o prejudique su&s &tribuições.
Pen&lid&de: perd& do m&nd&to.

O Poder JudiciErio er& responsFvel por julg&r &


constitucion&lid&de dos dem&is poderes. Seus
membros er&m escolhidos pelo Presidente, devendo
serem &ceitos ou refut&dos pelo Congresso. N& esc&l&
mFxim& é represent&do pelo Supremo Tribun1l
Feder1l, possuindo t&mbém Juízes e tribun&is feder&is
esp&lh&dos pelo p&ís. Em nível feder&l, &ge
princip&lmente n&s questões que envolvem & uni1o e
os outros dois poderes; serve como últim& instenci&
p&r& & justiç& nos est&dos.

Algum&s d&s princip&is &tribuições de &utonomi& dos


Est1dos er&m
● Re&liz&r empréstimos no exterior.
● Sistem& judiciFrio próprio [podi&m cri&r &s própri&s

leis, cont&nto que de &cordo com & constituiç1o].
● Controle de impostos sobre su&s export1ções.
● Forç&s de segur&nç& públic& e milit&res própri&s.

Qu&nto A Uni)o, er& de competênci& exclusiv&:


● Control&r e recolher os impostos de import1ç)o,
imóveis, indústri1s e profissões.
● Org&niz&r um& forç& milit&r n&cion&l.
● Intervir nos est&dos em momentos de desordem,
em f&vor do sistem& feder&tivo.
● Cri&r b&ncos emissores de moed&.

A Constituiç1o sofreu &lgum&s emend&s no &no de


1926.
Est&s emend&s vers&m princip&lmente sobre &s
especificid&des de m&ior &ç1o d& uni1o em est&dos
em desordens divers&s.