Você está na página 1de 23

Benildo Rodrigues

Mussage Calisto Amade Rea

Nelson Mário Mulucama

Nordino Abdul Anifo

Orcídio Alberto Santos

Osvaldo Mário Gilberto

Zaida Lucas Joaquim

Planificação da Aula Sobre Lei de Ohm

(licenciatura em ensino de Física, 3º ano, 3ºgrupo, Habilidades em Energias Renováveis).

Universidade Rovuma

Nampula

2019

Universidade Pedagógica
Benildo Rodrigues
Musage Calisto Amade Rea
Nelson Mário Mulucama

Nordino Abdul Anifo

Orcídio Alberto Santos


Osvaldo Mário Gilberto
Zaida Lucas Joaquim
Planificação da Aula sobre Lei de Ohm

(licenciatura em ensino de Física, 3º ano, Habilidades em Energias Renováveis)

Trabalho de caracter avaliativo a ser entregue no departamento


de ciências naturais e matemáticas, na cadeira deDidáctica de
Fíca II, leccionado pelo docente:

dr: Ascaly Aurélio Mussaneque

Universidade Pedagógica

Nampula

2019
Escola secundária Namicopo
Nome do Professor: 3º grupo Data: _ /_ / _ /
Disciplina: Física Classe: 10ª classe, Turma: B
Unidade Tematica: Corrente electrica Duração: 45 Minutos
Tema: Lei de Ohm Tipo de Aula: Inicial
Objectivos Cognitivos
Identificar condutores Óhmicos e não Óhmicos;
Enunciar a lei de Ohm
Afetivo
Usar a lei de Ohm para explicar o funcionamento de aparelhos na vida real
Psico-Motor
Aplicar a lei de Ohm na resolução de problemas;
Pré-requisitos: Circuito eléctrico, Resistência eléctrica, intensidade da corrente eléctrica e
tensão da corrente.
Actividades
Função Formas de Sugestões Meios de
Tempo Conteúdo Observação
didáctica socialização Professor Aluno metodologicas ensino

 Responde a
saudação
Elaboração conjunta  Saudação  Saúda  Confirma a
 Marcação de  Marca Analogia e
Orientação dos presença
5 E presença presença analitico- MBE
objectivos  Presta
 Resumo da  Faz resumo sintetico
Exposição atenção e
aula anterior e questiona resde as
questões
 Expõe o
tema no  Passa o
quadro pra tema no
sua caderno e
posterior discute em
discusão em torno do
torno deste; mesmo
 Sintetiza as  Atento
 Introdução à ideias escuta a
lei de Ohm discutidas Modelo,
Tratamento da sintese do Uma lâmpada,
23´ Exposição  Condutores  Aborda o dedutivo, e
materia nova prof. um bocal,
Ohmicos e tema indutivo.
 Atento
não Ohmicos minuciosam acompanha
ente e a
explica com explicação.
detalhes;  Passa os
 Dita os apontament
apontament os no
os caderno.

Elaboração conjunta  Exercícios de  Dita os  Passa os Dedutivo e caixa


10 Consolidação exercícios; exercicios MBE
e trabalho individual aplicação negra
 Resolve os  Atento
exercícios acompanha
passo a a resolução
passo dos
 Expõe exercicios
exercicios  Revolve no
de aplicação seu caderno
e pede aoa de
alunos exercícios.
resolverem
e faz a
correcção
no caderno
do aluno
 Expõe o  Passa o
Avaliação e Exposição e  Trabalho para
7 trabalho trabalho Indutivo MBE
controle Trabalho individual casa
para casa para casa
Tema: Lei de Ohm

A partir de dados obtidos experimentalmente, o professor e físico alemão Georg Simon Ohm verficou em 1826 uma propriedade que se tornou
conhecida como primeira lei de Ohm.

Aplicando-se uma corrente de ddp U nos terminais de um resistor, verfica-se que ele é percorrido por uma corrente eléctrica, Ohm demonstrou
experimentalmente que, mantida constante a temperatura do resistor, a corrente i é directamente proporcional à ddp aplicada.

Matematicamente essa lei é expressa dada por:

U = Ri 𝑂𝑛𝑑𝑒

𝑅 é a resistência electrica, 𝑖 é a intensidade da corrente que atravessa no condutor e é a intensidade da corrente que
atravessa no condutor e U é a a diferença de pontencial.

Podemos enunciar esta lei da segunite maneira:

A diferença de potencial U nos terminais de um resistor mantido a temperatura constante e percorrido por uma corrente eléctrica de intensidade
i é directamente proporcional à intensidade da corrente.

Os resistores cuja resistência é constante sáo denominados Óhmicos e os que a resiestência não é contante são denominados Não Óhmicos,
portanto resistores Óhmicos são aqueles que obedecem a lei de Ohm, e também obececem à seguinte curva característica:
Resistor Óhmico Resistor não Óhmico
U

U1 U2 U
Note que tan ∝≞ = =⋯i =𝑅
i1 i2

Exercicios de Aplicação
Calcule a intensidade de corrente que atravessa um resistor cuja resitênciavale 10Ω, sob ddp de 100𝑉.
Resolução

𝑅 = 10Ω Aplicando-se a 1ª lei de Ohm temos:


𝑈 = 100𝑉 U 100
U = Ri ⇒ i = =
i =? R 10

i = 10A
Trabalho para casa

A cvurva característica de um condutor Óhmico b) A ddp nos terminais do Solução proposta


está respresentdo no diagrama. resistor, quando percorrido a) R = 8Ω
Determine: por uma corrente de 2A b) U = 16V
a) A resistencia eléctrica do resistor

Referências Bibliográficas

Menezes, João Paulo de. “Fisica 10ª Classe.” Maputo: Texto Editores, 2008.

Shigekiyo, Carlos Todashi, Kazuhito Yamamato, e Luiz Felipe Fuke. Os Alicerces da Física: Electridade. Vol. III. São Paulo: Saraiva, 1999.
Escola secundária de Namicopo

Teste 1 de física 10ª Classe

1. Duas esferas metálicas bastante leves estão penduradas por fios isolantes em
ambiente seco.
Uma barra metálica eletrizada positivamente é encostada ao conjunto e depois afastada.
Sabendo-se que as esferas estavam eletricamente neutras antes da aproximação, qual
deve ser a posição das esferas após o afastamento da barra?

1.1.Enumere os tipos de electrização e diferencie dois deles


2. Um corpo A é atritado em outro B. Após a operação, o corpo A adquire carga
elétrica de 3,2 ∙ 10−6 C. Qual a carga adquirida pelo corpo B e quantos elétrons
foram trocados pelos corpos?
3. Duas cargas pontiformes encontram-se no vácuo a uma distância de 100𝑐𝑚 uma da
outra. Sendo as cargas uma delas iguais a 𝑄1 = 6.0 𝑛C e 𝑄2 = −2.10 𝑢C.
a) Diga qual a força de interacção entre as duas cargas? Justifique!
b) Calcule a intensidade da força electrostática entre as duas cargas.
4. A figura ao lado mostra um determinado circuito eléctrico, cuja sua tensão é de 36V.
Determine:
a) Determine a resitência equivante
b) Intensidade de corrente, entre os terminais A e B.
Guia de Correcção

1. Quando a barra é encostada, ocorre electrização do conjunto; logo, há transferência de eléctrões das esferas para a barra. Quando a barra é
afastada, as esferas estarão electrizadas positivamente e sofrerão repulsão, se separando.

1.1.Electrização por contacto, Electrização por atrito e Electrização por indução

Quando um condutor encontasse neutro, e entra em contato com um corpo eletrizado, também ficará eletrizado. Parte da carga elétrica do
condutoreletrizado é transferida para o corpo inicialmente neutro, até que ambos entrem em equilíbrio de cargas elétricas. Enquanto que a
electrização por inducção consiste em eletrizar um corpo sem colocá-lo em contato direto com o corpo eletrizado.

NB: É Considerado a opnião do aluno, cabe ao aluno qual dos processos irá escolher para diferenciar.
2. O corpo B Vai adquir a mesma carga númerica do corpo A, logo, a carga do corpo será: 𝑞𝐵 = −3,2 ∙ 10−6 C
O número de elétrons transferidos é múltiplo da carga elementar, logo:
𝑞
𝑞 =𝑛∙𝑒 ⇒𝑛 =
𝑒

3.2 ∙ 10−6
𝑛=
1.602 ∙ 10−19

𝑛 = 2 ∙ 1013 electrões
3.
a) A força de interacção entre que actua entre as duas forças é de atracção, visto que as cargas possuem sinais diferentes.
𝑄1 𝑄2
b) F = 𝐾
𝑑2

6 ∙ 10−9 ∗ −2 ∙ 10−6
9
F = 9 ∙ 10
10−2
−12 ∙ 10−15
9
F = 9 ∙ 10
10−2

F = 9 ∙ 109 ∗ −12 ∙ 10−13


F = −108 ∙ 10−4 N

F = 1,08 ∙ 10−2
4.
a) Colocamos as letras C e D onde o circuito se liga da associação.
Entre eles, os reistores de 10Ω e 20Ω estão associados em série. A resitência equivalente entre eles é:

𝑅1 = 10 + 20 ⇒ 𝑅1 = 30Ω

Resdesenhand, têm-se

1 1 1 1
= + +
𝑅2 30 30 60
Fazendo mmc, têm-se:

1 5
= ⟹ 𝑅2 = 12Ω
𝑅2 60

Redesenhando, há, entre os terminais A e B, associados em série, os paralelos de 5Ω, 12Ω e 8Ω, cuja resitência equivalente é:

𝑅3 = 5 + 12 + 8 ⇒ 𝑅3 = 25Ω

Redesenhando, têm-se ainda, entre A e B, associado em paralelo, os resistores de 25Ω, 25Ω. Portanto, a resistência equivante da associação é:

25 ∗ 25 625
𝑅𝑒𝑞 = = = 12.5Ω
25 + 25 50
b) Usando a lei de Ohm, temos:
𝑈
𝑈 = 𝐼 ∙ 𝑅 ∴ 𝐼𝑡 =
𝑅𝑒𝑞

36𝑉
𝐼𝑡 = = 2.88𝐴
12.5 Ω
Grelha de Avaliação

Ordem Pergunta Objectivo Nível Proposta da Resposta Cot.


Duas esferas metálicas bastante leves
estão penduradas por fios isolantes em
ambiente seco.
Uma barra metálica eletrizada Quando a barra é encostada,
 Identificar a presença de ocorre electrização do conjunto;
positivamente é encostada ao conjunto e logo, há transferência de eléctrões
cargas eléctricas através de
depois afastada. Sabendo-se que as das esferas para a barra. Quando a
um pêndulo eléctrico ou barra é afastada, as esferas estarão
esferas estavam eletricamente neutras electrizadas positivamente e
electroscópio
antes da aproximação, qual deve ser a sofrerão repulsão, se separando.
 Identificar o tipo de carga
1. posição das esferas após o afastamento 1 2.0
eléctrica que os corpos
da barra?
adquirem em cada processo
de electrização;
 Electrização por contacto
 Electrização por atrito e
 Electrização por indução
Quando um condutor encontasse
Enumere os tipos de electrizaçao e neutro, e entra em contato com
 Identificar tipos de processo um corpo eletrizado, também
diferencie dois deles ficará eletrizado. Parte da carga
1.1. de electrização e suas 1 1.5
elétrica do condutoreletrizado é
características transferida para o corpo
inicialmente neutro, até que
ambos entrem em equilíbrio de
cargas elétricas. Enquanto que a
electrização por inducção consiste
em eletrizar um corpo sem colocá-
lo em contato direto com o corpo
eletrizado.
O corpo B Vai adquir a mesma
carga númerica do corpo A, logo,
a carga do corpo será:
Um corpo A é atritado em outro B. Após
 Identificar a presença de 𝑞𝐵 = −3,2 ∙ 10−6 C
a operação, o corpo A adquire carga O número de elétrons transferidos
cargas eléctricas através
2. elétrica de 3,2 ∙ 10−6 C. Qual a carga 1 é múltiplo da carga elementar, 3.0
de um pêndulo eléctrico
adquirida pelo corpo B e quantos elétrons logo:
ou electroscópio
foram trocados pelos corpos? 𝑞
 Identificar o tipo de carga 𝑞 =𝑛∙𝑒 ⇒𝑛 =
𝑒
eléctrica que os corpos 3.2 ∙ 10−6
𝑛=
1.602 ∙ 10−19
adquirem em cada
𝑛 = 2 ∙ 1013 electrões
processo de electrização;

Duas cargas pontiformes encontram-se a) A força de interacção entre


no vácuo a uma distância de 100𝑐𝑚 uma que actua entre as duas
da outra. Sendo as cargas uma delas forças é de atracção, visto
iguais a 𝑄1 = 6.0 𝑛C e 𝑄2 = −2.10 𝑢C. que as cargas possuem 1.5
a) Diga qual a força de interacção entre sinais diferentes.
as duas cargas? Justifique!  Identificar o tipo de
b)
b) Calcule a intensidade da força interacção que ocorre entre
3. 1 𝑄1 𝑄2
corpos electricamente F=𝐾
electrostática entre as duas cargas. 𝑑2
carregados 6 ∙ 10−9 ∗ −2 ∙ 10−6
9
F = 9 ∙ 10
10−2
3.5
−12 ∙ 10−15
9
F = 9 ∙ 10
10−2
F = 9 ∙ 109 ∗ −12 ∙ 10−13
F = −108 ∙ 10−4 N
F = 1,08 ∙ 10−2 N

6.0
 Analisar qualitativamente as
A figura ao lado mostra um determinado a) Colocamos as letras C e D
características dos circuitos
circuito electrico, cuja sua tensão é de 36 onde o circuito se liga da
eléctricos;
V. associação.
 Explicar a característica da
Determine: Entre eles, os reistores de
 Determinar a resistência
a) Determine a resitência equivante 10Ω e 20Ω estão associados
equivalente de uma
b) Intensidade de corrente, entre os em série. A resitência
associação de resistências em
terminais A e B. equivalente entre eles é:
4. série. 1
𝑅1 = 10 + 20 ⇒ 𝑅1 = 30Ω
 Determinar a resistência
equivalente de uma
associação de resistência em
Paralelo
 Determinar a Intensidade de
corrente.
Resdesenhando, têm-se
1 1 1 1
= + +
𝑅2 30 30 60
Fazendo mmc, têm-se:
1 5
= ⟹ 𝑅2 = 12Ω
𝑅2 60
Redesenhando, há, entre os
terminais A e B, associados em
série, os paralelos de 5Ω, 12Ω e
8Ω, cuja resitência equivalente é:
𝑅3 = 5 + 12 + 8 ⇒ 𝑅3 = 25Ω

Redesenhando, têm-se ainda,


entre A e B, associado em
paralelo, os resistores de 25Ω,
25Ω. Portanto, a resistência
equivante da associação é:
25 ∗ 25 625
𝑅𝑒𝑞 = = = 12.5Ω
25 + 25 50
c) Usando a lei de Ohm, temos:
𝑈 2.5
𝑈 = 𝐼 ∙ 𝑅 ∴ 𝐼𝑡 =
𝑅𝑒𝑞
36𝑉
𝐼𝑡 = = 2.88𝐴
12.5 Ω
1. Para garantir a segunça do nível dos meus alunos em relação ao tema Lei de Ohm, usaria os seguintes procedimentos:
a) Revisão dos assuntos já tratados nas aulas: revisão sobre resistência eléctrica, Intensidade da corrente electrica e tensão.
b) Resolução de pequenos exercícios como forma de exercitar habilidades operativas básicas:
c) Diagnóstico das concepções alternativas dos alunos relativamente ao que deve ser aprendido:
d) Colocação de questões sobre os conhecimentos que constituem pré-requisitos para a nova aprendizagem:

No entanto, o aluno já tem noção da carga eléctrica. Para garantir a segura do nivel inicial dos meus alunos na obordagem da lei de Ohm,
primeiro farei um breve resumo sobre os conceitos de carga, intensidade da corrente, a diferença de potencial, resistência.
Após a revisão dos conceitos, para explorar os conhecimentos dos alunos, de uma forma conjunta resolveremos exercícios, na qual
também servira como uma forma de diagnosticar aos meus alunos as suas dificuldades em relação ao assunto em causa.

2. Para a orientaçao dos objectivos do tema lei de Ohm, prodeceria usando os seguintes métodos:
a) Definição dos objectivos através de colocação de perguntas exploratórias: o que entendem por resistência eléctrica, dê que depende a
resistência electrica? Como é que uma lampala em casa fica acessa duarante muito tempo e náo expode? O que faz com que os nossos
aparelhos funcionem?
b) Colocação de tarefas criativas, nas quais o aluno coloque em prática aquilo que aprendeu: Marcação de trabalho para casa e Elaboração
de um experimento.
c) Organização de trabalhos em grupo na classe e fora dela para promover a interacção dos membros da classe, tornando o ambiente
amigável e cooperativo: Compreender o fenomeno da lei de Ohm, identificar circuitos Óhmicos atraves de visualizaçoes de graficos.
d) Realização de experiências caseiras de fácil acesso, em que na aula seguinte os alunos descrevem para os outros os resultados das suas
observações.
e) Realização de experiências simples e à mão livre que suscitem surpresa para os alunos: para o nosso caso realizariamos uma experiencia
de facil acesso para medir a restência de um condutor caseiro e verficarmos se obecece a lei de Ohm.
Exemplo:

Material Necessário
Quatro (4) Garafas Pet 50 ml,
Quadro (4) fio de cobre 12 cm,
Quadro (4) parafusos12 cm,
Frascos 0.5ml de oleo de para medir a quantidade de agua sanitar e agua comum, utilizada em cada pilha.
Construção
Perfuramos dois furos por cima da tampa e colocamos um fio de cobre e um parafuso em cada furo para servir como electródos e
colocamos água comum e água sanitária, assim sendo há uma reacçãode oxiredução com a ajuda de um multmetro medimos a
tensão de cada casa pilha, assim ligamos as pilhas em serie, dai ligamos com um led.

f) Realização ou descrição de experiências históricas;

Você também pode gostar