Você está na página 1de 11

INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E AUDITORIA DE MOÇAMBIQUE

Curso de Licenciatura em Contabilidade e Auditoria

Contabilidade Financeira II

TRABALHO DO FIM DE EXERCÍCIO

Um aspecto importante a ter em conta no final do ano é a imputação, ao exercício económico que termina,
de todos os seus custos e proveitos que só a ele dizem respeito – Principio especialização do exercício.

Este princípio doutrinário está explicito no Plano Geral de Contas.

Para as empresas darem cumprimento ao disposto no código do IRPC e PGC – NIF é necessário
desenvolverem as seguintes tarefas:

 Balancete de verificação de Dezembro;


 Regularização das contas com base nos elementos fornecidos pelo inventário anual;
 Balancete Rectificado;
 Apuramento de Resultados;
 Balancete Final;
 Balanço;
 Demonstração de Resultados.

Ao conjunto das tarefas acima, dá se o nome de trabalho do fim do exercício, que pode ser assim
esquematicamente representado:

Regularização das contas


 Inventário anual
 Créditos incobráveis
Balancete de
 Amortizações e reintegrações Balancete Apuramento
verificação do mes
Rectificado de Resultados
de Dezembro  Provisões
 Cobrança e pagamentos
diferidos
 Despesas e receitas antecipadas

Balanço Anual
Balancete
Final

Demonstração de
resultados
Esquema do trabalho do fim de exercício

Contabilidade Financeira II 1
Inventário anual

A inventariação patrimonial tem em vista apurar se o valor contabilístico exibido pelas contas
coincide com o valor dos bens, dos direitos e das obrigações da empresa.

Em regra o inventário geral é obtido pela reunião de diversos inventários parciais (inventario de
disponibilidades, dos débitos, dos créditos, das existências, dos activos fixos, etc.)

Regularizações das contas

Os registos de regularizações tem o objectivo de restituir, as contas os saldos contabilísticos


correctos, em obediência aos princípios contabilísticos.

O ponto de partida é o balancete de verificação do mês de Dezembro

Os lançamentos de regularização mais comuns são os resultantes:

 Da ocorrência de falhas de caixa, diferenças nas contas bancárias, quebras e sobras, etc.
 De registo de despesas ou receitas ocorridas no exercício, mas que são custos ou
proveitos imputáveis ao exercício seguinte (por exemplo, juros antecipados, prémios de
seguros pagos antecipadamente, etc.).
 De serviços e fornecimentos (agua, electricidade, telefones, etc.), imputáveis ao
exercício, mas que ainda não foram pagos.
 De amortizações e reintegrações do exercício.

Balancete rectificado

Após a regularização das contas é necessário elaborar um balancete para verificar se os registos
efectuados no razão estão em conformidade com os dados apurados pelo inventário geral anual.

Apuramento de resultados

Resultados correntes

Obtido o balancete rectificado procede se à transferência dos saldos das contas de custos e
proveitos para a conta Resultados correntes do Exercício, com objectivo de apurar o resultado
obtido nas operações correntes.

2.2 Inventários 2.1 Compras

Contabilidade Financeira II 2
a) b)

6.1Custos de
inventários
c)
d)

81. Resultados 7.1Vendas de


Correntes Mercadorias
e)

Outros Custos Outros Proveitos


g) f)

a) Transferência do saldo iniciais de inventários para a conta de custos;


b) Transferência das compras anuais para a conta de custos;
c) Transferência de saldo de custos de inventários para a conta de resultados;
d) Existências Finais (obtido por contagem física em inventario final);
e) Transferências de Proveitos para a conta de resultados;
f) Transferência de Outros proveitos para a conta de resultados.
g) Transferência de outros custos para a conta de resultados

Neste caso a MBV é assim obtida:

MBV = Vendas liquida – custos das existências vendidas

Apuramento de resultados Líquidos

Determinados os resultados correntes do exercício, transfere se todos os saldos das contas de


resultados (correntes e dos imposto estimado) para a conta de resultados líquidos, com objectivo
de determinar o lucro ou prejuízo.
85 Imposto s/ 88 Resultados 81.Resultados
Rendimento Líquidos Correntes

Contabilidade Financeira II 3
Balancete Final

Após os lançamentos de apuramento dos resultados líquidos, elabora se um novo balancete onde
as contas de custos, proveitos apresentam se saldadas. Atendendo a esta particularidade este
balancete é também conhecido por balancete de apuramento de resultados.

Modelo do Balanço

O balanço desenvolve se em três grandes classes: activo, passivo e fundos Próprios, de acordo
com o modelo que é apresentado abaixo. Neste modelo de balanço a seriação das contas do
activo obedeceram a regra de liquidibilidade crescente. Por sua vez as contas de passivo
obedeceram o critério de exigibilidade e as dos fundos próprios à sua formação histórica.
Período Período N-
Activos N 1
Activos não correntes
Activos tangíveis
Activos tangíveis de investimento
Goodwill
Activos intangíveis
Activos biológicos
Investimentos em associadas
Outros activos financeiros
Activos por impostos diferidos
Activos não correntes detidos para venda
Activos correntes
Inventários
Activos biológicos
Clientes
Outros activos financeiros
Outros activos correntes
Caixa e depósitos bancários
Total dos Activos
CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVOS
Capital próprio
Capital social
Reservas
Resultados transitados
Outras componentes do capital próprio
Resultado líquido do período
Total do Capital próprios
Passivos não correntes
Provisões
Empréstimos obtidos
Outros passivos financeiros
Passivos por impostos diferidos
Outros passivos não correntes
Passivos correntes
Provisões
Fornecedores
Empréstimos obtidos
Outros passivos financeiros
Impostos a pagar
Outras contas a pagar
Total dos passivos
Total do capital próprio e dos passivos

Demonstração de resultados

A demonstração de resultados é um quadro (documento) que nos mostra a formação do resultado


obtido pela empresa. É um instrumento de gestão que nos mostra:

O resultado liquido (positivo ou negativo) obtido pela empresa no exercício económico.

Contabilidade Financeira II 4
Os resultados correntes, que se obtém pela diferença entre o total de proveitos e total dos custos

O resultado operacional bruto que (margem Bruta das vendas) que se obtém pela diferença entre
as vendas liquidas e o custo de existências.

Período Período N-
N 1
Vendas de bens e de serviços
Variação da produção e de trabalhos em curso
Investimentos realizados pela própria empresa
Custo dos inventários vendidos ou consumidos
Custos com o pessoal
Fornecimentos e serviços de terceiros
Amortizações
Provisões
Ajustamentos de inventários
Imparidade de contas a receber
Imparidade dos activos tangíveis e intangíveis

Outros ganhos e perdas operacionais


Rendimentos financeiros
Gastos financeiras
Ganhos/perdas imputados de associadas

Resultados antes de impostos


Imposto sobre o rendimento
Resultados do período das operações continuadas
Resultado líquido das operações descontinuadas
Resultados líquidos do período

Contabilidade Financeira II 5
Caso prático

DJONZANI,LDA

BALANCETE DO RAZAO DE VERIFICAÇÃO - 31/12/2009


ANO 2009

MOVIMENTOS DE MES MOVIMENTO DO ANO SALDOS


DEVEDO CREDO
CONTA R R DEBITO CREDITO DEVEDOR CREDOR

CAIXA 25,043.64 235,118.00 211,151.15 23,966.85

BANCOS 553,269.00 640,958.49 86,403.17 554,555.32

OUTROS INSTRUMENTOS FINANCEIROS 14,000.00 14,000.00 14,000.00

COMPRAS 321,880.00 321,880.00

MERCADORIA 4,587.00 4,587.00

INVESTIMENTOS FINANCEIROS 24,300.00 24,300.00

ACTIVOS TANGIVEIS 22,499.55 22,499.55

ACTIVOS INTANGIVEIS 34,176.00 34,176.00

AMORTIZAÇÕES ACUMULADAS 14,999.70 14,999.70

IMPARIDADES ACUMULADAS 132,900.00 132,900.00

CLIENTES 171,443.00 21,368.00 150,075.00

FORNECEDORES 440,641.94 440,641.94

ESTADO 630.00 630.00 20,835.31 32,331.63 11,496.32

OUTROS DEVEDORES 64.39 36,114.87 36,114.87

OUTROS CREDORES 73,173.00 89,474.00 16,301.00

PERDAS POR IMPARIDADE 24,300.00 24,300.00

CAPITAL 20,000.00 20,000.00

RESEVAS 34,176.00 34,176.00


LUCROS OU PREJ. ACUMULADOS 42,048.65 42,048.65
GASTOS COM PESSOAL 9,360.00 164,130.00 164,130.00
FORNECTOS E SERV.DE TERC. 1,577.25 145,238.38 145,238.38
PERDAS POR IMPARIDADE DO PERIODO
OUTROS GASTOS OPERACIONAIS 42.00 734.00 734.00
GASTOS E PERDAS FINANCEIROS 665.76 665.76

VENDAS DE MERCADORIAS 453,269.00 718,066.42 - 718,066.42

PRESTACAO DE SERVICOS 26,090.00 26,090.00

OUTROS RENDIMENTOS OPERACIONAIS 100,000.00 100,000.00 100,000.00


RESULTADO LÍQUIDO DO EXERC.

578,942.64 578,942.64 1,951,902.01 1,951,902.01 1,538,971.38 1,538,971.38

Dados fornecidos pelo inventário geral:

a) A auditoria feita à conta caixa verificou que o saldo era de 23,000.00Mt


b) Ficou por pagar a água e electricidade do mês de Dezembro

Contabilidade Financeira II 6
 Agua 10,000.00Mt
 Electricidade 10,000.00Mt

c) Na movimentação de inventário a empresa utiliza o sistema de inventário intermitente e


as mercadorias em armazém foram avaliadas em 3,420.00Mt
d) As amortizações do período totalizam 5,890.00Mt
e) Não foram constituídas quaisquer provisões.
f) Os detidos para a negociação adquiridos ao longo do mês de Dezembro estavam cotadas
1.37Mt a 31/12/2009, sabe se que a empresa havia adquirido 10,000 acções @ 1.40Mt.
g) Os investimentos financeiros correspondem uma participação em 30% a uma associada.
No final deste ano a participada declarou 110,000.00Mt de lucros. Sabe se que a empresa
utiliza a equivalência patrimonial para o reconhecimentos dos rendimentos da
participada.
h) O para o cálculo do imposto estimado é utilizado a taxa de 32% sobre os resultados antes
do imposto

Tarefas:

 Registo no diário geral das operações enumeradas;


 Balancete rectificado
 Apuramento de resultados
 Balancete final
 Balanço Sintético
 Demonstração de resultados

Contabilidade Financeira II 7
BALANCETE DO RAZAO RECTIFICADO - MOVIMENTOS DE REGULARIZAÇAO -

ANO 2009

SALDOS DE VERIFICAÇÃO MOVIMENTOS DE REGULARIZACAO SALDOS RECTIFICADOS

CONTA DEVEDOR CREDOR a) b) c) e) f) g) DEVEDOR CREDOR


-
CAIXA 23,966.85 966.85 23,000.00

BANCOS 554,555.32 554,555.32


-
OUTROS INSTRUMENTOS FINANCEIROS 14,000.00 300.00 13,700.00
-
COMPRAS 321,880.00 321,880.00 0.00

MERCADORIA 4,587.00 -1,167.00 3,420.00

INVESTIMENTOS FINANCEIROS 24,300.00 33,000.00 57,300.00

ACTIVOS TANGIVEIS 22,499.55 22,499.55

ACTIVOS INTANGIVEIS 34,176.00 34,176.00


-
AMORTIZAÇÕES ACUMULADAS 14,999.70 5,890.00 20,889.70

IMPARIDADES ACUMULADAS 132,900.00 132,900.00

CLIENTES 150,075.00 150,075.00

FORNECEDORES 440,641.94 440,641.94

ESTADO 11,496.32 11,496.32

OUTROS DEVEDORES 36,114.87 36,114.87

OUTROS CREDORES 0.00 16,301.00 16,301.00


-
ACRESCIMO E DEFERIMENTOS 20,000.00 20,000.00

PERDAS POR IMPARIDADE 0.00 24,300.00 24,300.00

CAPITAL 0.00 20,000.00 20,000.00

RESEVAS 0.00 34,176.00 34,176.00

LUCROS OU PREJ. ACUMULADOS 42,048.65 42,048.65


323,047.0
CUSTO DE INVENTARIOS 0 323,047.00

GASTOS COM PESSOAL 164,130.00 164,130.00

FORNECTOS E SERV.DE TERC. 145,238.38 20,000.00 165,238.38

AMORTIZAÇÕES DO EXERCICO 5,890.00 5,890.00

PERDAS POR REDUCAO DO JUSTO VALOR 0.00 300.00 300.00

OUTROS GASTOS OPERACIONAIS 734.00 966.85 1,700.85

GASTOS E PERDAS FINANCEIROS 665.76 665.76

VENDAS DE MERCADORIAS 718,066.42 718,066.42

PRESTACAO DE SERVICOS 26,090.00 26,090.00

OUTROS RENDIMENTOS OPERACIONAIS 100,000.00 100,000.00


-
RENDIMENTOS FINANCEIROS 33,000.00 33,000.00

RESULTADO LÍQUIDO DO EXERC. 0.00

TOTAL 1,538,971.38 1,538,971.38 - - - - - - 1,597,861.38 1,597,861.38

Contabilidade Financeira II 8
BALANCETE DO RAZAO RECTIFICADO - MOVIMENTOS DE APURAMENTO

ANO 2009

CONTA SALDOS DE VERIFICAÇÃO MOVIMENTO DE APURAMENTO SALDOS FINAIS

CAIXA 23,000.00 - 23,000.00

BANCOS 554,555.32 - 554,555.32

OUTROS INSTRUMENTOS FINANCEIROS 13,700.00 - 13,700.00

COMPRAS - - -

MERCADORIA 3,420.00 - 3,420.00

INVESTIMENTOS FINANCEIROS 57,300.00 - 57,300.00

ACTIVOS TANGIVEIS 22,499.55 - 22,499.55

ACTIVOS INTANGIVEIS 34,176.00 - 34,176.00

AMORTIZAÇÕES ACUMULADAS - 20,889.70 20,889.70

IMPARIDADES ACUMULADAS - 300.00 300.00

CLIENTES 150,075.00 - 150,075.00

FORNECEDORES - 440,641.94 440,641.94

ESTADO - 11,496.32 69,179.02 80,675.34

OUTROS DEVEDORES 36,114.87 - 36,114.87

OUTROS CREDORES - 16,301.00 16,301.00

ACRESCIMO E DEFERIMENTOS - 20,000.00 20,000.00

PERDAS POR IMPARIDADE - 24,300.00 24,300.00

CAPITAL - 20,000.00 20,000.00

RESEVAS - 34,176.00 34,176.00

LUCROS OU PREJ. ACUMULADOS 42,048.65 - 42,048.65

CUSTO DE INVENTARIOS 323,047.00 - 323,047.00 -

GASTOS COM PESSOAL 164,130.00 - 164,130.00 -

FORNECTOS E SERV.DE TERC. 165,238.38 - 165,238.38 -

AMORTIZAÇÕES DO EXERCICO 5,890.00 - 5,890.00 -

PERDAS POR REDUCAO DO JUSTO VALOR 300.00 - 300.00 -

OUTROS GASTOS OPERACIONAIS 1,700.85 - 1,700.85 -

GASTOS E PERDAS FINANCEIROS 665.76 - 665.76 -

VENDAS DE MERCADORIAS - 718,066.42 718,066.42 -

PRESTACAO DE SERVICOS - 158,690.00 158,690.00 -

OUTROS RENDIMENTOS OPERACIONAIS - 100,000.00 100,000.00 -

RENDIMENTOS FINANCEIROS 33,000.00 33,000.00 -

RESULTADOS OPERACIONAIS - 316,450.19 316,450.19

RESULTADOS FINANCEIROS 32,334.24 32,334.24

RESULTADOS CORRENTES 348,784.43 348,784.43

IMPOSTOS SOBRE O RENDIMENTO - - 69,179.02 69,179.02

RESULTADO LÍQUIDO DO EXERC. - - 279,605.41 279,605.41

TOTAL 1,597,861.38 1,597,861.38 1,776,504.30 1,776,504.30 936,889.39 936,889.39

DEMONSTRACAO DE RESULTADOS POR NATUREZA

Contabilidade Financeira II 9
EMPRESA DJONZANI, LDA

Descrição Período
Período N N-1
Vendas de bens e de serviços 876,756.42
Outros ganhos e perdas operacionais 100,000.00
Custo dos inventários vendidos ou consumidos (323,047.00)
Custos com o pessoal (164,130.00)
Fornecimentos e serviços de terceiros (165,238.38)
Amortizações (5,890.00)
Provisões
Imparidade de contas a receber (300.00)
Outros gastos Operacionais (1,700.85)
Resultados Operacionais 316,450.19
Rendimentos financeiros 33,000.00
Gastos financeiras (665.76)
Resultados Financeiros 32,334.24
Resultados antes de impostos 348,784.43
Imposto sobre o rendimento (69,179.02)
Resultados líquidos do período 279,605.41

DJONZANI,LDA
BALANCO EM 31/12/2009

Período N-
Activos Período N 1
Activos não correntes
Activos tangíveis
22,499.55
Activos intangíveis
34,176.00
Outros activos financeiros
57,300.00

Amortizações Acumuladas (20,889.70)

Imparidades Acumuladas (300.00)

92,785.85
Activos correntes
Inventários
3,420.00
Clientes
150,075.00
Outros activos financeiros
13,700.00
Outros activos correntes
36,114.87

Caixa e depósitos bancários 577,555.32

780,865.19

Total dos Activos 873,651.04


Capital Próprio e Passivo
Capital próprio
Capital social
20,000.00
Reservas
34,176.00
Resultados transitados
(42,048.65)

Resultado líquido do período 279,605.41

Total do Capital próprios 291,732.76


Passivos correntes
Fornecedores 440,641.94
Impostos a pagar 80,675.34
Outras contas a pagar 60,601.00

Total dos passivos 581,918.28

Contabilidade Financeira II 10
Total do C. próprio e Passivo
873,651.04

Contabilidade Financeira II 11