Você está na página 1de 6

Faculdade de Tecnologia SENAI CIMATEC

Roteiro de Prática

__________________________________________________________________________

Atividade Prática: Preparo e Padronização de Soluções (Volumetria)

Componente Curricular: Química Prática (GRD-MAT-0502)

Ambiente de Atividade Prática: Laboratório Didático de Química

Habilidades:

 Preparar Soluções
 Padronizar Soluções
 Encontrar o Ponto Final durante uma Padronização
 Pesagem de Sólidos

Equipamentos e Materiais:

 Equipamentos
o Balança Analítica

 Equipamento de Proteção Individual (EPI)


o Jaleco
o Luva
o Óculos

 Utensílios
o Suporte Universal
o Papel Macio
o Garra
o Pissete
o Espátula

 Vidrarias
o 1 – Béquer de 100 mL
o 3 - Béqueres de 50 mL
o 1 - Bureta de 50 mL
Faculdade de Tecnologia SENAI CIMATEC
Roteiro de Prática

__________________________________________________________________________

o 1 – Funil
o 1 – Balão Volumétrico 500 mL
o 1 – Bastão de Vidro
o 3 – Erlenmeyer de 250 mL
o Conta gotas

 Produtos Químicos/Reagentes/Solventes/Solutos
o Água destilada (H2O)
o Hidróxido de Sódio (NaOH)
o Biftalato de Potássio (KHC8H4O4)
o Solução Alcoólica de Fenolftaleína

Procedimentos:

 Preparo da Solução de Hidróxido de Sódio 0,1 mol/L (NaOH)


1. Dissolver completamente uma quantidade de hidróxido de sódio (previamente
calculado a fim de preparar 500 mL dessa solução) com água destilada em um
béquer (Cuidado! Esta diluição é exotérmica).
2. Com o auxílio de um funil transferir quantitativamente essa mistura para um balão
volumétrico de 500 mL.
3. Avolumar até o traço de aferição e homogeneizar a solução. Rotular a substância
do balão.

 Padronização da solução de hidróxido de sódio 0,1 M


1. Pese 0.4 g de biftalato de potássio num erlemmeyer de 250 mL anotando o valor
exato de cada pesagem. Fazer triplicata
2. Adicione água destilada até cerca de 100 mL a cada Erlenmeyer (incluindo a
lavagem das paredes do mesmo desde o gargalo) e agite, cuidadosamente, para
dissolver todo o sal e homogeneizar a solução.
3. Adicione 2 a 3 gotas da solução do indicador fenolftaleína e titule a solução de
NaOH previamente preparada, escoada de uma bureta de 50 mL, até o
Faculdade de Tecnologia SENAI CIMATEC
Roteiro de Prática

__________________________________________________________________________

aparecimento do primeiro tom rosado persistente, o qual correspondente ao


volume do ponto final (Vf). Anote o volume gasto da solução de NaOH.
4. Com os dados da Tabela 1 do Anexo III, determine a concentração da solução do
hidróxido de sódio em mol/L

Recomendação: A velocidade de escoamento não deve ultrapassar 0.5 ml/seg, ou seja,


mantenha um gotejamento rápido da solução da bureta, diminuindo esta velocidade nas
proximidades do ponto final.

Recomendações e procedimento para a obtenção do ponto final de uma titulação:


 Reconhece-se que o ponto final está próximo quando, ao acréscimo de uma gota da
solução, ocorre o aparecimento do tom rosado na zona vizinha à da gota acrescentada;
esse tom desaparece depois de 2 ou 3 movimentos circulares de agitação.
 Além disso, para maior exatidão, imediatamente antes do ponto final, deve-se acrescentar
frações de gota, o que se faz deixando a gota formar-se parcialmente na ponta da bureta e
então tocando-a na parede interna do erlenmeyer, lavando-se em seguida a parede com
pequena porção de água destilada do pisete para assegurar que esta foi incorporada ao seio
da solução.
 O ponto final é alcançado quando o tom rosado persistir.

Anexos:
 Anexo I – Embasamento Teórico
 Anexo II - Objetivos
 Anexo III – Tabela de Dados
Faculdade de Tecnologia SENAI CIMATEC
Roteiro de Prática

__________________________________________________________________________

Atividade Prática: Preparo e Padronização de Soluções (Volumetria)

ANEXO I

Embasamento Teórico

Soluções são misturas homogêneas obtidas por dissolução de uma substância chamada soluto,
numa outra chamada solvente.
É de extrema importância conhecer a quantidade de cada soluto que está dissolvido numa dada
quantidade de solução ou então as quantidades relativas de soluto e solvente. Estes valores expressam
a concentração da solução, ou seja, a composição quantitativa dos seus componentes. A relação massa
de soluto/massa total de solução é denominada fração em massa do soluto e é usualmente expressa em
percentagem (%) ou título:

HCl --- 36% = contém 36g de ácido clorídrico para cada 100g de solução

A concentração de uma solução pela relação massa de soluto/volume da solução nos dá a


concentração de soluto em massa (g/L ou Kg/L).
A concentração de uma solução expressa em quantidade de matéria de soluto/volume da
solução nos dá a concentração de soluto em número de mols (mol/L).
Para expressar concentrações bem pequenas como contaminantes de alimentos e poluentes
ambientais costuma-se usar partes por milhão (ppm) ou partes por bilhão (ppb). Estes termos se
assemelham à percentagem: O termo “por cento” significa partes por cem. O ppm representa a
concentração de 1 miligrama de substância distribuída em 1 quilograma de solução (1mg/Kg)
Apesar de estarem disponíveis reagentes P.A. (para análise) em qualquer laboratório, mesmos
estes possuem impurezas (usualmente expressas nos rótulos) e impurezas outras que o fabricante pode
considerar "ignoráveis". Ocorre também de várias substâncias serem deliquescentes (perderem água),
deste modo que, erros ocorrerão na medida da massa e, consequentemente, na concentração da solução
final. Por estes motivos, alíquotas das soluções são testadas com soluções de substâncias com
características padronizadas ditas padrões primários.
Alguns parâmetros que todas as substâncias ditas padrões primários devem seguir:
 Devem ser de fácil obtenção no mercado a preço razoável
 Fácil de purificar, secar (110oC a 120oC)
 Isenção de água na composição (de hidratação, de cristalização).
Faculdade de Tecnologia SENAI CIMATEC
Roteiro de Prática

__________________________________________________________________________

 Inalterável ao ar, o que implica em uma substância não higroscópica, não oxidável,
estável ante o CO2 atmosférico. Estas características são especialmente importantes quando da
pesagem e do armazenamento.
 Deverá ter um equivalente-grama elevado, pois deste modo, erros referentes à
manipulação e a aparelhagem serão minimizados (lembre que muitas vezes trabalha-se com precisão
de 1x10-4g).
 Deve ser o mais solúvel possível em condições ambiente, um dos grandes empecilhos
ao uso de aquecimento são as vidrarias volumétricas.
A reação entre o padrão e a substância em teste deve ser a mais rápida possível, ocorrer a
temperatura ambiente, e ter estequiometria definida.
Atividade Prática: Preparo e Padronização de Soluções (Volumetria)

ANEXO II

Objetivos

 Entender a importância de expressar a concentração de uma solução.


 Preparar soluções aquosas a partir de solutos sólidos e líquidos.
 Diluir soluções.
 Padronizar uma solução através de um padrão primário.
Faculdade de Tecnologia SENAI CIMATEC
Roteiro de Prática

__________________________________________________________________________

Atividade Prática: Preparo e Padronização de Soluções (Volumetria)

ANEXO III

Tabela de Dados

TABELA 1 – DADOS DA PADRONIZAÇÃO DO HIDRÓXIDO DE SÓDIO


Volume de NaOH Concentração
No do erlenmeyer Massa de biftalato (g)
Vf (mL) (Mol NaOH L-1)

MHCl  s

CV (%)
IC (a 95%)
Solução padrão de NaOH (Mol NaOH L-1) =