Você está na página 1de 48

0

UNIVERSIDADE CEUMA – UNICEUMA


REITORIA
COORDENADORIA DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

ENGENHARIA ELÉTRICA

São Luís
1

2018
1 Objetivos do Curso

1.1 Objetivo Geral

O objetivo geral do curso de Engenharia Elétrica da Universidade CEUMA


é formar profissionais responsáveis e éticos que atuem nas várias frentes de
tecnologia na área da engenharia e que busquem o bem-estar do homem e o
avanço tecnológico da sociedade, contribuindo para a produção de conhecimento e
para auxílio de um efetivo desenvolvimento sustentável que atenda as demandas da
sociedade, de sua região e do Brasil.

1.2 Objetivos Específicos

Os objetivos específicos do Curso de Engenharia Elétrica da


Universidade CEUMA são:
- Proporcionar uma formação genérica sólida na área de Engenharia
Elétrica;
- Propiciar o conhecimento multidisciplinar dentro do âmbito profissional
da Engenharia Elétrica;
- Preparar o estudante para a formação continuada, em nível de pós-
graduação;
- Capacitar o estudante para acompanhar e participar do
desenvolvimento científico e tecnológico na área da engenharia elétrica;
- Despertar no estudante, os valores éticos e morais, preparando-o para
exercício da cidadania responsável, criativa e empreendedora;
- Promover a integração do ensino, da pesquisa e da extensão no
processo de construção do saber e de formação profissional, permitindo a
atualização progressiva do conhecimento;
- Garantir a articulação entre teoria e pratica no processo ensino-
aprendizagem;
- Assegurar a implementação do perfil do egresso, das competências e
das habilidades descritas nesse documento.
2

2 Perfil do Egresso

Em consonância com a Resolução CNE/CES nº 11, de 11 de março de


2002, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em
Engenharia, o Curso de Engenharia Elétrica da UNICEUMA, assegura a formação
de profissionais dotados de um perfil geral e específico para atuar na área de
computação e que se coaduna com o perfil geral do engenheiro.
a) Perfil geral do engenheiro
- Formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, capacitado a
absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atuação crítica e
criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos
políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística,
em atendimento às demandas da sociedade.
b) Perfil dos egressos da área de engenharia elétrica:
- Formação generalista, humanista, crítica e reflexiva;
- Aptidão em utilizar e desenvolver novas tecnologias;
- Atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas;
- Aptidão para comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e
gráfica;
- Atuação em equipes multidisciplinares;
- Atuação profissional ética e responsável, consciente de aspectos
políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais;
- Atitude de constante atualização profissional.

3 Competências e Habilidades

O curso de Engenharia Elétrica da UNICEUMA, em conformidade com a


Resolução CNE/CES nº 11, de 11 de março definiu as competências e habilidades
gerais e específicas que serão desenvolvidas ao longo do Curso de Engenharia
Elétrica em seus componentes curriculares, metodologias, avaliações, atividades
complementares, trabalho de conclusão de curso e estágio supervisionado.

a) Competências e habilidades gerais da formação do engenheiro


3

- aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e


instrumentais à engenharia;
- projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados;
- conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos;
- planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos e serviços de
engenharia;
- identificar, formular e resolver problemas de engenharia;
- desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas e técnicas;
- supervisionar a operação e a manutenção de sistemas;
- avaliar criticamente a operação e a manutenção de sistemas;
- comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e gráfica;
- atuar em equipes multidisciplinares;
- compreender e aplicar a ética e responsabilidade profissionais;
- avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e
ambiental;
- avaliar a viabilidade econômica de projetos de engenharia;
- assumir a postura de permanente busca de atualização profissional.

b) Competências e habilidades específicas do curso de Engenharia


Elétrica
- Conceber, projetar, especificar, analisar e avaliar sistemas, máquinas,
equipamentos materiais, componentes e dispositivos;
- Planejar, projetar, gerenciar, operar e manter sistemas;
- Atuar em projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação;
- Documentar trabalhos técnicos;
- Planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos, equipes de
trabalho e serviços de engenharia;
- Efetuar vistorias, perícias, fiscalizações e avaliações, emitindo laudos e
pareceres técnicos;
- Conceber, projetar, analisar, supervisionar, otimizar, instalar e manter
sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, sistemas
eletrônicos, sistemas de comunicações e sistemas de controle e automação;
4

- Projetar e conduzir experimentos, modelar e simular processos e


sistemas, e interpretar resultados;
- Desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas e técnicas;
- Avaliar a viabilidade técnica e econômica e os impactos ambiental e
social de projetos de engenharia.

4 Estrutura Curricular

1° Período CH
Introdução à Engenharia 60
Cálculo I 60
Cálculo Vetorial e Geometria Analítica 60
Química Geral 60
Leitura e Produção Textual 60
Total 300
2° Período CH
Lógica Digital e Matemática Discreta 60
Cálculo II 60
Física I 60
Álgebra Linear 60
Metodologia da Pesquisa 60
Total 300
3° Período CH
Matemática Aplicada 60
Cálculo III 60
Física II 60
Algoritmos 60
Estatística e Probabilidade 60
Total 300
4° Período CH
Variáveis Complexas 60
Ciências e Tecnologias dos Materiais 60
Física III 60
Linguagem de Programação Estruturada 60
Mecânica Geral 60
Total 300
5° Período CH
Circuitos Elétricos 60
Resistência dos Materiais 60
Análise de Sinais e Sistemas 60
Ciências Sociais 60
Expressão Gráfica 60
Total 300
5

6° Período CH
Cálculo Numérico 60
Eletrônica Analógica 60
Engenharia de Controle 60
Instrumentação 60
Eletromagnetismo 60
Total 300
7° Período CH
Eletrônica Digital 60
Automação Industrial 60
Análise de Sistemas de Potência I 60
Fenômenos de Transporte 60
Princípios de Comunicação 60
Total 300
8° Período CH
Fundamentos de Robótica 60
Máquinas Elétricas 60
Análise de Sistemas de Potência II 60
Geração de Energia e Fontes Renováveis 60
Redes de Comunicações Industriais 60
Total 300
9° Período CH
Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica 60
Trabalho de Conclusão de Curso 60
Redes Elétricas Inteligentes 60
Subestações 60
Administração para Engenheiros 60
Estágio Supervisionado I 200
Total 500
10° Período CH
Economia 60
Ciências do Ambiente 60
Instalações Elétricas Residenciais e Prediais 60
Proteção de Sistemas Elétricos 60
Estágio Supervisionado II 200
Total 440

ATIVIDADES COMPLEMENTARES 260 horas

DISCIPLINA OPTATIVA Total


Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) 60 horas

INTEGRALIZAÇÃO DA CARGA HORÁRIA TOTAL DO CURSO


Distribuição da Carga Horária Carga Percentual
Horária (%)
6

Atividades Teóricas e Práticas 2940 82


Atividades Complementares 260 7
Estágio Supervisionado 400 11
Total 3.600 100%

5 Ementário e Bibliografia

1º PERÍODO

Disciplina: Cálculo 1 Carga Horária: 60 h

Ementa

A disciplina aplica os fundamentos matemáticos básicos para formular e resolver


problemas de cálculo tais como limite e diferencial de funções de uma variável real.
Com isso, desenvolve no aluno a possibilidade de interpretar e conjugar conceitos
nas diversas representações simbólicas, gráficas e numéricas.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

AVILA, Geraldo;Cálculo das funções de uma variável; v. 1. Rio de Janeiro: LTC,


2011
FACCIN, Giovanni Manzeppi; Elementos de cálculo diferencial e integral,
Curitiba: Intersaberes, 2015
HOLFFMANN, Laurence D. Cálculo: um curso moderno e suas aplicações; v.1. Rio
de Janeiro: LTC, 2015
ROGAWSKI, Jon. Cálculo: Volume 1. Porto Alegre: Bookman, 2008
SALAS, Saturnino L.; HILLE, Einar; ETGEN, Garret J. Cálculo - Vol. 1, 9ª edição. Rio
de Janeiro: LTC, 2005

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
ANTON, Howard; RORRES, Chris. Cálculo; v.1. Porto Alegre: Bookman, 2014
GONÇALVES, M. B. FLEMMING, D. Cálculo A: Funções, Limites, Derivação e
Integração. 6 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007
GUIDORIZZI, H. L.; Um Curso de Cálculo. V. 1. 5 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2001
STEWART, J. Cálculo. V. 1. 7 ed. São Paulo: Thomas Pioneira, 2013
THOMAS, George B. Cálculo. v.1 São Paulo: Pearson, 2009

Disciplina: Química Geral Carga Horária: 60 h

Ementa
7

Aborda conceitos e princípios fundamentais da química e suas aplicações. Identifica


a interface da química com as diversas áreas do conhecimento, bem como a
observação e interpretação de fenômenos químicos através do projeto e condução
de experimentos representativos que correlacionem o aspecto conceitual do estudo
de soluções, ligações e reações químicas à vida cotidiana de uma maneira
estimulante.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

ATKINS, P.; Jones, L. Princípios de Química: questionando a vida moderna e o


meio ambiente. Porto Alegre: Bookman, 2011
FARIAS, Robson Fernandes de. Química geral no contexto das engenharias. São
Paulo: Alínea, 2016
BROWN, L. S. Química geral aplicada à engenharia. São Paulo: Cengage
Learning, 2016
ROSENBERG, Jerome L.; EPSTEIN, Lawrence M.; KRIEGER, Peter J. Química
Geral - Coleção Schaum. Porto Alegre: Bookman, 2013
SILVA, Elaine Lima; BARP, Ediana. Química Geral e Inorgânica: Princípios Básicos,
Estudo da Matéria e Estequiometria. São Paulo: Érica, 2014

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
KOTZ, J. C.; TREICHEL, P.; WEAVER, G. C. Química geral e reações químicas. V-
1. São Paulo: Cengage Learning, 2015.
CHANG, R. Química Geral: conceitos e essências. São Carlos: ESDUFSCAR,
2006.
BROWN, L. S. Quimica: a ciência central. São Paulo: Cengage Learning, 2009.
BRADY, J.; HUMISTON, G. E. Química Geral. São Paulo: LTC, 2011.
KOTZ, J. C.; TREICHEL, P.; WEAVER, G. C. Química geral e reações químicas;
v.2. São Paulo: Cengage Learning, 2015

Disciplina: Cálculo Vetorial e Geometria Analítica Carga Horária: 60 h

Ementa

Esta disciplina objetiva associar conceitos relacionados a vetores e suas aplicações


nos diversos campos da engenharia. Consiste, também, na descrição de aspectos e
propriedades de entes geométricos por meio da geometria analítica, através do
estudo da ortogonalidade e projeções, cônicas, elipse, hipérbole e parábola.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA
8

RODRIGUES, André Cândido Delavy. Cálculo diferencial e integral a várias


variáveis; Rio de Janeiro: LTC, 2015
BRADLEY, Gerald L. Cálculo um curso moderno e suas aplicações : tópicos
avançados; Rio de Janeiro: LTC, 2015
ANTON, Howard; BIVENS, Irl; DAVIS, Stephen. Cálculo; v.2; Porto Alegre:
Bookman, 2014
SANTOS, Fabiano José dos ; FERREIRA, Silvimar Fábio. Geometria Analítica.
Porto Alegre: Bookman, 2009
CONDE, Antonio. Geometria Analítica. São Paulo: Atlas, 2004

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
LEITHOLD, L. O cálculo com geometria analítica. v. 1, 2. São Paulo: Harbra, 1994.
GUIDORIZZI, H. L. Um Curso de Cálculo. v. 3. Rio de Janeiro: LTC, 2015.
STEINBRUCH, Alfredo.; WINTERLE, Paulo. Geometria analítica,2014
BORIN, A.M.S.Jr. Geometria analítica. São Paulo. Pearson, 2014.
FERNANDES, F.L. F. D. Geometria analítica. 1 ed. Editora Inter saberes. Curitiba.
Pearson, 2014.

Disciplina: Leitura e Produção Textual Carga Horária: 60 h

Ementa

Comunicação e Linguagem, Ortografia. Sintaxe. Texto. Textualidade. Coesão.


Coerência. Leitura. Técnicas de produção textual e expressão oral. Redação oficial.
Correspondência comercial.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

FIQUEIREDO, Adriana. Gramática comentada com interpretação de texto; São


Paulo: Saraiva, 2016
MEDEIROS, João Bosco. Português instrumental: contem técnicas de elaboração
de trabalho de conclusão de curso (TCC). São Paulo: Atlas, 2014
MARTINO, Agnaldo. Português esquematizado: gramática, interpretação de texto.
Coleção: esquematizado. São Paulo: Saraiva, 2015.
MEDEIROS, João Bosco ; TOMASI, Carolina. Redação Técnica : elaboração de
relatórios técnico-científicos e técnicas de normalização textual: teses, dissertações,
monografias, relatórios técnico-científicos e TCC, 2ª edição. São Paulo: Atlas, 2010
BRASILEIRO, Ada Magaly Matias. UniA: Leitura e Produção Textual. São Paulo:
Penso, 2016.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
BUENO, Wilson da Costa. Comunicação empresarial: alinhando teoria e prática.
São Paulo: Manole, 2014.
9

CUNHA, Celso. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro:


Lexikon, 2017.
MEDEIROS, João Bosco. Como escrever textos : gêneros e sequências textual.
São Paulo: Atlas, 2017.
FAULSTICH, Enilde L. de Jesus. Como ler, entender e redigir um texto. Petrópolis:
Vozes, 2014
MOYSES, Carlos Alberto. Língua portuguesa: atividades de leitura e produção de
texto; São Paulo: Saraiva, 2016.

Disciplina: Introdução à Engenharia Carga Horária: 60 h

Ementa

Esta disciplina apresenta a história e evolução da engenharia, as habilidades em


processos e implementações de projetos de engenharia, as competências e
habilidades do engenheiro, assim como as áreas de atuação, conhecendo as
funções, regulamentação e legislação do Conselhos, proporcionando a
compreensão, identificação e aplicação de aspectos da comunicação e ética
profissional.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

HAMBLEY, Allan R. Engenharia elétrica : princípios e aplicações. Rio de Janeiro.


LTC. 2007
RIZZONI, Giorgio. Fundamentos de engenharia elétrica. Porto Alegre: Bookman,
2013
MOAVENI, Saeed. Fundamentos de engenharia: uma introdução. São Paulo:
Cengage Learning, 2017
HOLTZAPPLE, Mark Thomas; REECE, W. Dan. Introdução à Engenharia. Rio de
Janeiro. LTC. 2013
COCIAN, Luis Fernando Espinosa. Introdução à Engenharia. São Paulo: Bookman,
2017

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
LINDEBURG, Michael R. Fundamentos de Engenharia: teoria e prática; v.1. LTC,
2013.
DYN, Clive et al. Introdução à engenharia: uma abordagem baseada em projetos.
Rio de Janeiro: Bookman, 2010.
LINDEBURG, Michael R. Fundamentos de engenharia: teoria e prática; v. 2 LTC,
2013.
PEREIRA, L. T. V.; BAZZO, W. A. Introdução à Engenharia: conceitos, ferramentas
e comportamentos. Santa Catarina: UFSC, 2015.
10

BROCKMAN, J. B. Introdução à Engenharia: modelagem e solução de problemas.


Rio de Janeiro. LTC, 2016.

Disciplina: Metodologia da Pesquisa Carga Horária: 60 h

Ementa

Teoria e história; Métodos, procedimentos e técnicas de pesquisa; Tecnologia e


comunicação (expressão e representação); Problemas metodológicos da pesquisa;
Pesquisa descritiva e experimental; Coleta, análise e interpretação dos dados;
Elaboração de projetos de pesquisa e redação de artigos científicos; Divulgação de
pesquisas.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. de A. Fundamentos de metodologia científica.


São Paulo: Atlas, 2017.
GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas,
2017.
MATIAS PEREIRA, J. Manual de metodologia da pesquisa científica. São Paulo:
Atlas, 2016.
SANTOS, João Almeida e PARRA FILHO, Domingos. Metodologia Científica. São
Paulo: Cengage Learning, 2012
APPOLINÁRIO, Fábio. Metodologia Científica. São Paulo: Cengage Learning,
2012

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
PEROVANO, Dalton Gean. Manual de metodologia da pesquisa científica.
Curitiba: Intersaberes, 2016
PHILIPPI JR., Arlindo; FERNANDES, Valmir. Práticas da interdisciplinaridade no
ensino e pesquisa. São Paulo: Manole, 2017.
SAMPIERI, Roberto Hernandez; CALLADO, Carlos Fernandez; LUCIO, Maria del
Pilar Baptista. Metodologia de pesquisa. São Paulo: Penso,2013.
ILHESCA, Daniela Duarte. Redação acadêmica. Curitiba: Intersaberes, 2013.
DIDIO, Lucie. Como produzir monografias, dissertações, teses, livros e outros
trabalhos. São Paulo: Atlas, 2014.

Disciplina: Cálculo 2 Carga Horária: 60 h

Ementa
11

A disciplina aplica os fundamentos matemáticos básicos para formular e resolver


problemas de cálculo tais como integração, integrais múltiplas, derivadas parciais e
funções de várias variáveis. Com isso, desenvolve no aluno a possibilidade de
interpretar e conjugar conceitos nas diversas representações simbólicas, gráficas e
numéricas.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

MUNEM, M. A.; FOULIS, D. J. Cálculo; v. 2. Rio de Janeiro: LTC, 2015.


STEWART, J. Cálculo; v. 2. 7 ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013.
THOMAS, G. B. Cálculo; v. 2. São Paulo: Pearson, 2012.
ROGAWSKI, Jon. Cálculo: Volume 2. Porto Alegre: Bookman, 2008.
SALAS, Saturnino L.; HILLE, Einar; ETGEN, Garret J. Cálculo - Vol. 2, 9ª edição.
Rio de Janeiro: LTC, 2013.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
GUIDORIZZI, H. L. Um curso de cálculo; v. 2. Rio de Janeiro: LTC, 2013.
LEITHOLD, Louis. O cálculo com geometria analítica. São Paulo: Harba, 1990.
HOLFFMANN, Laurence D. Cálculo: um curso moderno e suas aplicações; v.2. Rio
de Janeiro: LTC, 2015.
EDWARDS, Bruce H. Cálculo v.2. São Paulo: McGraw Hill, 2006.
FLEMMING, D. M.; GONÇALVES, M. B. Calculo B: funções de várias variáveis,
integrais múltiplas, integrais curvilíneas e de superfície. São Paulo: Pearson, 2007.

Disciplina: Física 1 Carga Horária: 60 h

Ementa

Introdução científica. Instrumentos de Medida. Construção de gráficos e tabelas;


Cinemática vetorial; Movimentos Linear e Circular; Dinâmica; Leis de Newton;
Modelos de Força; Energia; Trabalho; Potência; Conservação do momento linear;
Gravidade e atmosfera; Corpos rígidos, Rotação, Momento angular

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

WALKER, JEARL; RESNICK, Robert; HALLIDAY, David. Fundamentos da Física. v. 1.


Rio de Janeiro: LTC, 2013.
HIBBELER, R. C. Dinâmica: Mecânica para Engenharia. 12. ed. São Paulo:
Pearson, 2011.
LEITE, Álvaro Emilio Física: conceitos e aplicações de mecânica. Curitiba:
Intersaberes, 2012.
SERWAY, Raymond A.; JEWWTT Jr, John W. Princípios de Física vol. 1. São
Paulo: Cengage Learning, 2014
12

CUTNELL, John D.; JOHNSON, Kenneth W. Física - Vol. 1, 9ª edição. Rio de


Janeiro: LTC, 2016

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
KRANE, K. S.; RESNICK, R.; HALLIDAY, D. Física. v. 1. 5. ed. Rio de Janeiro: LTC,
2004.
NUSSENZVEIG, H.Moyses. Curso de Física Básica 1. São Paulo: Edgard Blucher,
1997.
TIPLER, Paul A. Física para cientistas e engenheiros; v. 1; Rio de Janeiro: LTC,
2015
BAUER, Wolfgang-Física para universitários, v.1: mecânica; Rio de Janeiro:
AMGH, 2012.
HEWITT, Paul G. - Fundamentos de física conceitua. Porto alegre: Bookman,
2009.

Disciplina: Álgebra Linear Carga Horária: 60 h

Ementa

Os objetivos da disciplina são: Dotar o aluno de conhecimentos necessários e


suficientes para trabalhar com Equações Lineares. Sistemas de Equações Lineares.
Álgebra Matricial - Processos Aleatórios: cadeias de Markov- e Determinantes
conteúdos essenciais para a compreensão e apropriação das disciplinas curriculares
do campo específicos dos cursos das engenharias. Assim como, instrumentalizar os
alunos no desenvolvimento cognitivo de conceitos teóricos, algébricos e gráficos,
identificação e operacionalização dos tipos de Aplicações da Álgebra Linear nas
Engenharias em geral, igualmente em Espaço Vetorial. Base e Dimensão.
Transformações Lineares. Matriz de uma Transformação Linear. Espaços com
Produto Interno. Determinantes. Diagonalização de Operadores. Pois os mesmos
servirão de suporte para a aprendizagem de outras disciplinas do campo de saber
do engenheiro.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

LEON, Steven. Álgebra linear com aplicações. Rio de Janeiro: LTC, 2017
HOLT, Jeffrey. Álgebra linear com aplicações . Rio de Janeiro: LTC, 2016
FRANCO, Neide Maria Berloldi. Álgebra linear. São Paulo: Pearson, 2016
LAY, David C. Álgebra Linear e suas Aplicações, 4ª edição. Rio de Janeiro: LTC,
2013
SHIFRIN, Theodore. Álgebra Linear: Uma Abordagem Geométrica, 2ª edição. Rio
de Janeiro: LTC, 2017

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
13

KOLMAN, Bernard. Introdução a álgebra linear com aplicações. LTC, 2017


NICHOLSON, W. Keith. Álgebra linear. McGraw Hill, 2006
ANTON, Howard; RORRES, Chris. . Álgebra linear com aplicações. Bookman,
2012
STRANG,Gilbert. Introdução a álgebra linear. LTC, 2013
LIPSCHUTZ, S.; LIPSON, M. Álgebra linear. Coleção Schaum. Bookman, 2011

Disciplina: Lógica Digital e Matemática Discreta Carga Horária: 60 h

Ementa

Os objetivos da disciplina são: Dotar o aluno de conhecimentos necessários e


suficientes para trabalhar com Equações Lineares. Sistemas de Equações Lineares.
Álgebra Matricial - Processos Aleatórios: cadeias de Markov- e Determinantes
conteúdos essenciais para a compreensão e apropriação das disciplinas curriculares
do campo específicos dos cursos das engenharias. Assim como, instrumentalizar os
alunos no desenvolvimento cognitivo de conceitos teóricos, algébricos e gráficos,
identificação e operacionalização dos tipos de Aplicações da Álgebra Linear nas
Engenharias em geral, igualmente em Espaço Vetorial. Base e Dimensão.
Transformações Lineares. Matriz de uma Transformação Linear. Espaços com
Produto Interno. Determinantes. Diagonalização de Operadores. Pois os mesmos
servirão de suporte para a aprendizagem de outras disciplinas do campo de saber
do engenheiro.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

SCHEINERMAN, E. R. Matemática discreta: uma introdução. São Paulo: Thomson


Pioneira, 2011.
ALENCAR FILHO, E. Iniciação à lógica matemática. São Paulo: Nobel, 2002.
STEIN, C.; DRYSDALE, R. L.; BOGART, K. Matemática discreta para ciências da
computação. 1.ed. São Paulo: Pearson, 2013.
LIPSCHUTZ, Seymour; LIPSON, Marc. Matemática Discreta: Coleção Schaum.
Porto Alegre: Bookman, 2013
MENEZES, Paulo Blauth; TOSCANI, Laira Vieira; LÓPEZ, Javier García
Aprendendo Matemática Discreta com Exercícios: Volume 19. Porto Alegre:
Bookman, 2009

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
HAZZAN, S. Fundamentos de matemática elementar. 7.ed. São Paulo: Atual,
2004.
KELLER, V.; BASTOS, C. Aprendendo lógica. 9.ed. Petrópolis: Vozes, 2001.
GERSTING, J. L. Fundamentos matemáticos para ciência da computação. 4.ed.
Rio de Janeiro: LTC, 2001.
14

SEDRA, A. S.; SMITH, K. C. Microeletrônica. São Paulo: Pearson, 2007.


CAPUANO, Francisco G.; IDOETA, Ivan V. Elementos de eletrônica digital. Érica,
2007

Disciplina: Matemática Aplicada Carga Horária: 60 h

Ementa

Nesta disciplina, o aluno irá conhecer ferramentas matemáticas e conteúdos


necessários que o permitam analisar e resolver problemas de engenharia elétrica.
Ao final da disciplina o estudante será capaz de resolver tais problemas por meio da
modelagem de sistemas dinâmicos e do estudo de equações diferenciais, séries de
potência, transformada de Laplace e sistemas de equações diferenciais.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BOYCE, W. E., DIPRIMA, R.C. Equações Diferenciais Elementares e Problemas


de Valores de Contorno. 9ª Edição, Rio de Janeiro: LTC, 2010.
CHAPRA, S. C. Métodos Numéricos Aplicados com Matlab para Engenheiros e
Cientistas. Porto Alegre, AMGH, 2013.
PENEDO, S. R. M. Sistemas de Controle: Matemática Aplicada a Projetos. São
Paulo: Érica, 2014.
ZILL, D. G. Equações Diferenciais com Aplicações em Modelagem. 9ª Edição,
São Paulo: Cengage, 2011.
ZILL, D. G., CULLEN, M. R. Matemática Avançada para Engenharia: Vol 1. 3ª
Edição, Porto Alegre: Bookman, 2006.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
BRANNAM, J. R. Equações Diferenciais: Uma Introdução a Métodos Modernos e
suas Aplicações. Rio de Janeiro: LTC, 2013.
DIACU, F. Introdução às Equações Diferenciais: Teoria e Aplicação. Rio de
Janeiro: LTC, 2015.
ROCHA, A. Tópicos de Matemática Aplicada. Curitiba: Intersaberes, 2015.
VANNUCI, L. R. Matemática Financeira e Engenharia Econômica. São Paulo:
Edgard Blucher, 2017.
ZILL, D. G., CULLEN, M. R. Matemática Avançada para Engenharia: Vol 3. Porto
Alegre: Bookman, 2009.

Disciplina: Cálculo 3 Carga Horária: 60 h

Ementa
15

A disciplina aplica os fundamentos matemáticos básicos para formular e resolver


problemas de cálculo tais como sequências, séries numéricas e equações
diferenciais de primeira e segunda ordem. Com isso, desenvolve no aluno a
capacidade de identificar, formular e resolver problemas de engenharia, em suas
diversas representações simbólicas, gráficas e numéricas.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

GUIDORIZZI, Hamilton Luiz. Um curso de cálculo: vol. 3. Rio de Janeiro: LTC,


2015.
RORRES, Chris; ANTON, Howard. Álgebra linear com aplicações. São Paulo:
Bookman, 2012.
WINTERLE, Paulo. Vetores e geometria analítica. São Paulo: Pearson, 2014.
ROGAWSKI, Jon. Cálculo: Vol. 2, 9ª edição. Rio de Janeiro: LTC, 2005
SALAS, Saturnino L.; HILLE, Einar; ETGEN, Garret J. Cálculo: Vol. 2, 9ª Edição.
São Paulo: LTC, 2005

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
GONÇALVES, Miriam Buss; FLEMMING, Diva Maria. Cálculo a: Funções, Limites,
Derivadas e Integração. São Paulo: Pearson, 2014.
GUIDORIZZI, Hamilton L. Um Curso de Cálculo: vol. 4. Rio de Janeiro: LTC, 2014.
JULIANELLI, José R. Cálculo Vetorial e Geometria Analítica. São Paulo: Ciência
Moderna, 2008.
SIMMONS, George F. Cálculo com Geometria Analítica: vol. 2. São Paulo:
McGraw Hill, 1996.
STEWART, James. Cálculo: vol. 2. São Paulo: Thomson Pioneira, 2010.

Disciplina: Algoritmos Carga Horária: 60 h

Ementa

Nesta disciplina, O estudante de Engenharia Elétrica irá adquirir conhecimentos


básicos em programação de computadores. Iniciando-se com a compreensão do
que é uma linguagem estruturada e lógica de programação, utilizando para a
produção de algoritmo para a programação. O estudante será capaz de resolver
problemas utilizando-se algoritmos assim como compreender e utilizar o português
estruturado (Portugol) e Fluxogramas. Compreenderá e será capaz de utilizar as
Estruturas de Controle (Sequencial, Condicional e de Repetição) e Estrutura de
Dados Homogênea (vetores e matrizes). Uma característica importante de
algoritmos estruturados é a modularização (conseguir programar em módulos que
possam interagir entre si) assim com a recursividade (inerente às funções, sub-
16

rotinas ou métodos que pode invocar a si mesmo), que também serão abordados
neste curso.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

MANZANO, J. A. N. G.; OLIVEIRA, J. F. de. Algoritmos: lógica para


desenvolvimento de programação de computadores. São Paulo: Érica, 2016
CORMEN, T. H. Desmistificando algoritmos. São Paulo: Elsevier, 2013
DASGUPTA, Sanjoy. Algoritmos. Porto Alegre: AMGH, 2016
MANZANO, José Augusto N. G.; LOURENÇO, André Evandro; MATOS, Ecivaldo.
Algoritmos: Técnicas de Programação. São Paulo: Érica, 2016
DOBRUSHKIN, Vladimir A. Métodos para Análise de Algoritmos. Rio de Janeiro:
LTC, 2012

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
CARBONI, Irenice de Fátima. Lógica de programação. São Paulo: Thomson
Pioneira, 2003
FORBELLONE, André Luiz Villar; EBERSPACHER, Henri F. Lógica de
programação: a construção de algoritmos e estruturas de dados. São Paulo:
Pearson, 2005
PUGA, Sandra; RISSETI, Gerson. Lógica de programação e estrutura de dados.
São Paulo: Pearson, 2009
SOARES, Márcio; CONCÍLIO, Ricardo; GOMES, Marcelo. Algoritmos e lógica de
programação. São Paulo: Cengage Learning, 2011
XAVIER, Gley Fabiano Cardoso. Lógica de programação. São Paulo: Editora do
SENAC, 2011

Disciplina: Estatística e Probabilidade Carga Horária: 60 h

Ementa

Conceitos introdutórios em estatística. Estatística descritiva. Tópicos gerais de


probabilidade. Variáveis aleatórias e distribuição de probabilidade. Algumas
distribuições de variáveis aleatórias discretas e contínuas. Testes de significância.
Intervalo de confiança. Técnicas de amostragem. Regressão linear e correlação.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

MONTGOMERY, Douglas C.; RUNGER, George C. Estatística aplicada e


probabilidade para engenheiros. Rio de Janeiro: LTC, 2015.
DEVORE, J. L. Probabilidade e Estatística para Engenharia e Ciências. São
Paulo: Cengage Learning, 2014.
17

WALPOLE,R. E. et al. Probabilidade e Estatística: para Engenharia e Ciências.


São Paulo: Pearson, 2015.
SPIEGEL, Murray R.; SCHILLER, John J.; SRINIVASAN, R. Alu. Probabilidade e
Estatística: Coleção Schaum. Porto Alegre: Bookman, 2008
NAVIDI, William. Probabilidade e Estatística para Ciências Exatas. Porto Alegre:
AMGH, 2012

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
VIEIRA, Sônia. Estatística para a qualidade. São Paulo: Editora Campus, 2014
LOESCH, C. Probabilidade e Estatística. Rio de Janeiro: LTC, 2012.
TOLEDO, G. L. Estatística básica. São Paulo: Atlas, 2010.
BUSSAB, W. de O.; MORETTIN, P. A. Estatística básica. São Paulo: Saraiva, 2013.
MORETTIN, L. G. Estatística básica: probabilidade e inferência. São Paulo:
Pearson, 2010.

Disciplina: Física 2 Carga Horária: 60 h

Ementa

Os conceitos fundamentais e aplicações desta disciplina são encontrados em quase


todos os campos da Engenharia. O objetivo desta disciplina é introduzir os conceitos
básicos de Temperatura e Calor, Leis da Termodinâmica, Máquinas Térmicas,
Transformações Gasosas, Oscilador Harmônico, Ondas eletromagnéticas, Ondas
mecânicas Função da onda, Princípios óticos, Luz, Onda-partícula, Propagação da
Luz, Introdução à eletricidade.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

WALKER, JEARL; RESNICK, Robert; HALLIDAY, David. Fundamentos da Física. v.


2. Rio de Janeiro: LTC, 2009.
TIPLER, Paul A. Física para cientistas e engenheiros. v. 2. Rio de Janeiro: LTC,
2015.
RESNICK, HALLIDAY & KRANE. Fundamentos de Física. v. 2. Rio de Janeiro:
LTC, 2016.
CUTNELL, John D.; JOHNSON, Kenneth W. Física: Vol. 2, 9ª edição. Rio de
Janeiro: LTC, 2016.
KNIGHT, Randall D. Física: Uma Aabordagem Estratégica: Vol 2, 2ª edição. Porto
Alegre: Bookman, 2009

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
KRANE, K. S.; RESNICK, R.; HALLIDAY, D. Física. v. 2. 5. ed. Rio de Janeiro: LTC,
2004.
18

NUSSENZVEIG, H. Moyses. Curso de Física Básica 2. São Paulo: Edgard Blucher,


1997.
SERWAY, R.A.; JEWETT, J.W. Princípios de física: termodinâmica. v. 2. São Paulo:
Thomson Learning, 2006.
SEARS, F. W.; ZEMANSKY, M. W. YOUNG, H. D. Física. v. 2. 2. ed. Rio de Janeiro:
LTC, 1983.
YOUNG, HUGH D. Física II. São Paulo: Addison Wesley, 2000.

Disciplina: Mecânica Geral Carga Horária: 60 h

Ementa

Princípios e conceitos fundamentais da mecânica. Estática dos pontos materiais.


Sistemas equivalentes de força. Equilíbrio dos corpos rígidos; Forças distribuídas;
Análise de estruturas; Momentos de inércia; Forças em vigas e cabos; Métodos de
trabalho; Tensões e Deformações.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

HIBBELER, R. C. Estática: mecânica para engenharia. 12. ed. São Paulo:


Pearson, 2011.
BEER, F. P.; JOHNSTON, E. R.; EISENBERG, E. R. Mecânica vetorial para
Engenheiros: Estática. 9. ed. São Paulo: Amgh Editora, 2011.
MERIAM, J. L.; KRAIGE, L. G. Mecânica para Engenharia: Estática. v. 1. 7. ed. São
Paulo: LTC, 2016.
CHAVES, Alaor. Física Básica – Mecânica. São Paulo: LTC, 2017
MARQUES, Francisco das Chagas (org.). Física Mecânica. São Paulo: Monole,
2016.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
ANTON, Howard; RORRES, Chris. Cálculo; v.1. Porto Alegre: Bookman, 2014
GONÇALVES, M. B. FLEMMING, D. Cálculo A: Funções, Limites, Derivação e
Integração. 6 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007
GUIDORIZZI, H. L.; Um Curso de Cálculo. V. 1. 5 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2001
STEWART, J. Cálculo. V. 1. 7 ed. São Paulo: Thomas Pioneira, 2013
THOMAS, George B. Cálculo. v.1 São Paulo: Pearson, 2009

Disciplina: Linguagem de Programação Estruturada Carga Horária: 60 h

Ementa
19

Nesta disciplina, o estudante de Engenharia Elétrica irá adquirir conhecimentos


básicos sobre o paradigma estruturado, com abordagem dos elementos básicos da
programação estruturada e linguagens estruturadas. Também serão vistos os
conceitos de variáveis, operadores, estruturas (condicional e de repetição). Vetores
e matrizes também serão cobertos. Além disso, o estudante será capacitado a
utilizar os conceitos de estrutura e modularização. O conceito de ponteiro será
apresentado e várias práticas laboratoriais serão desenvolvidas utilizando a
linguagem C.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

DEITEL, Harvey; DEITEL, Paul. C como programar. São Paulo: Pearson, 2011
MIZRAHI, Victorine Viviane. Treinamento em linguagem C: curso completo em um
volume. São Paulo: Pearson, 2008
MANZANO, José Augusto N. G. Estudo dirigido de linguagem C. São Paulo: Érica,
2013
SOFFNER, Renato. Algoritmos e Programação em Linguagem C. São Paulo:
Saraiva, 2013
MANZANO, José Augusto N. G.; OLIVEIRA, Jayr Figueiredo de. Algoritmos: Lógica
para Desenvolvimento de Programação de Computadores. São Paulo: Saraiva, 2016

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
BOENTE, Alfredo. Aprendendo a programar em linguagem C. Rio de Janeiro:
Brasport, 2004
GOMES, Ana Fernanda; CAMPOS, Ascêncio; CAMPOS, Edilene Aparecida
Veneruchi de. Fundamentos da programação de computadores: algoritmos,
pascal, c/c++ e java. São Paulo: Pearson, 2012
LORENZI, Fabiana; MATTOS, Patrícia Noll de; CARVALHO, Tanisi Pereira de,.
Estruturas de dados. São Paulo: Cengage Learning, 2006
SCHILDT, Herbert. C completo e total. São Paulo: Pearson, 2004
PIVA JUNIOR, Dilermando; ENGELBRECHT, Ângela de Mendonça; NAKAMITI,
Gilberto Shigueo. Algoritmos e programação de computadores. São Paulo:
Campus, 2012

Disciplina: Física 3 Carga Horária: 60 h

Ementa

Essa disciplina aplica conhecimentos relacionados às grandezas elétricas tais como


resistência, potencial, campo elétrico e capacitância, e magnéticas tais como
indutores, campo magnético e indução eletromagnética no projeto e condução de
experimentos que permitam ao aluno a utilização desses conceitos na resolução de
problemas práticos de engenharia. A disciplina também aplica os conceitos mais
20

complexos de equações de Maxwell e ondas eletromagnéticas para que o aluno seja


capaz de realizar análises mais complexas no campo do eletromagnetismo.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

HALLIDAY, David; RESNICK, Robert. Fundamentos de Física: Vol. 3, 7a Edição.


São Paulo: Livros Técnicos e Científicos, 2012
TIPLER, P.A. Física para Cientistas e Engenheiros, v.2: Eletricidade, Magnetismo
e Óptica. São Paulo: Livros Técnicos e Científicos, 2015.
FREEDMAN, Roger A.; YOUNG, Hugh D. Física 3: Eletromagnetismo. São Paulo:
Pearson, 2009.
CUTNELL, John D.; JOHNSON, Kenneth W. Física: Vol. 3, 9ª edição. São Paulo:
Livros Técnicos e Científicos, 2016
HALLIDAY David; RESNICK, Robert; KRANE, Kenneth S. Física: Vol. 3, 5ª edição.
São Paulo: LTC, 2004

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
JEWETT JR. John W.; SERWAY, Raymond A. Física para Cientistas e
Engenheiros: Eletricidade e Magnetismo; v. 3. São Paulo: Cengage Learning, 2012
GUSSOW, M. Eletricidade Básica: Coleção Schaum. Porto Alegre: Bookman, 2009
LUIZ, Adir Moyses. Eletromagnetismo: Teoria e Problemas Resolvidos 3. São
Paulo: Livraria da Física, 2009
NOTAROS, Branislav M. Eletromagnetismo. São Paulo: Pearson, 2012
REGO, Ricardo Affonso do. Eletromagnetismo Básico. São Paulo: LTC, 2010

Disciplina: Ciência e Tecnologia dos Materiais Carga Horária: 60 h

Ementa

Introdução ao estudo dos materiais baseando-se na relação entre estrutura,


propriedades, processamentos e desempenho, com a finalidade de compreender os
conceitos relacionados às propriedades dos materiais bem como os mecanismos
para modificação destas propriedades. Conceitos e definições e tipos de matérias.
Fundamentos do conhecimento dos Plásticos. Fundamentos do conhecimento dos
Metais. Fundamentos do conhecimento das Cerâmicas. Fundamentos do
conhecimento dos compósitos. Processos de degradabilidade e resistibilidade dos
materiais.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

CALLISTER JR., W. D.; RETHWISCH, David G. Fundamentos da ciência e


engenharia de materiais: uma introdução. 9. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2016.
21

ASKELAND, D. R.; PHULÉ, P. P. Ciência e Engenharia dos Materiais. São Paulo:


Cengage Learning, 2014.
SHACKELFORD, James F. Ciência dos Materiais. 6. ed. São Paulo: Pearson
Prentice Hall, 2008.
SANTOS, Givanildo Alves dos. Tecnologia dos Materiais Metálicos: Propriedades,
Estruturas e Processos de Obtenção. São Paulo: Saraiva, 2015
SANTOS, Zora Ionara Gama dos. Tecnologia dos Materiais Não Metálicos:
Classificação, Estrutura, Propriedades, Processos de Fabricação e Aplicações. São
Paulo: Saraiva, 2014

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
VAN VLACK,L. H. Princípios de ciência dos materiais. São Paulo: Blucher, 1998.
PAVANATI, H. C (Org.). Ciência e tecnologia dos materiais. São Paulo: Pearson,
2015.
NEWELL, J. Fundamentos da moderna engenharia e ciência dos materiais. Rio
de Janeiro: LTC, 2010.
CALLISTER JR., W. D.; RETHWISCH, D. G. Fundamentos da ciência e
engenharia de materiais: uma abordagem integrada. 4. ed. Rio de Janeiro: LTC,
2010.
SILVA, L. F. M. da; ALVES, F. J. L.; MARQUES, A. T. Materiais de construção. São
Paulo: Pub. indústria, [s.n.].

Disciplina: Variáveis Complexas Carga Horária: 60 h

Ementa

Fornecer uma visão global da teoria elementar das funções analíticas de uma
variável complexa e algumas de suas aplicações, buscando proporcionar aos
estudantes uma compreensão desta teoria e de suas técnicas, com ênfase em:
Funções complexas. Condições de Cauchy-Riemann. Fórmula integral de Cauchy.
Teorema dos resíduos com aplicações em Engenharia Elétrica.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

ÁVILA, G. 3ed. Variáveis Complexas e Aplicações. Rio de Janeiro: LTC, 2000


MCMAHON, David. Variáveis complexas desmistificadas. Rio de Janeiro: Ciência
Moderna, 2009
STEWART, J. Cálculo; v. 1. 7 ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013
Brown, James Ward; Churchill, Ruel V. Variáveis complexas e aplicações
[recurso eletrônico]. Curitiba: Intersaberes, 2015
GOES, Anderson Roges; GOES, Heliza. Números Complexos e Equações
Algébricas. São Paulo: Livraria da Física, 2012
22

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
ANTON, Howard; RORRES, Chris. Cálculo; v.1. Porto Alegre: Bookman, 2014
GONÇALVES, M. B. FLEMMING, D. Cálculo A: Funções, Limites, Derivação e
Integração. 6 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007
GUIDORIZZI, H. L.; Um Curso de Cálculo. V. 1. 5 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2001
STEWART, J. Cálculo. V. 1. 7 ed. São Paulo: Thomas Pioneira, 2013
THOMAS, George B. Cálculo. v.1 São Paulo: Pearson, 2009

Disciplina: Resistência dos Materiais Carga Horária: 60 h

Ementa

Tensão e deformação. Conceituação. Estado plano. Processos de medição das


deformações. Relações de compatibilidade geométrica e condições de equilíbrio.
Relações constitutivas. Idealização das curvas tensão-deformação. Comportamento
posterior ao escoamento do material. Torção de peças esbeltas com seção circular.
Relação momento-rotação. Superposição. Tensões na flexão. Condições de
equilíbrio. Vigas retas sob carregamento no plano de simetria da seção transversal.
Tensões direções principais. Critérios de resistência em estado multiaxiais de
tensões. Tensões residuais. Esforços combinados e deformações permanentes.
Deslocamento de vigas retas devido à flexão. Relação momento-curvatura.
Flambagem de colunas. Condições de estabilidade. Critérios de falha por
flambagem.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BOTELHO, Manoel Henrique Campos. Resistência dos materiais: para entender e


gostar. 4 ed. São Paulo: Edgard Blucher, 2017.
PINHEIRO, Antônio Carlos da Fonseca Bragança. Fundamentos de resistência
dos materiais. Rio de Janeiro: LTC, 2016.
GREGO, Marcelo. Resistência dos materiais: uma abordagem sintética. São
Paulo: Elsevier, 2016.
MELCONIAN, Sarkis. Mecânica Técnica e Resistência dos Materiais. São Paulo:
Erica, 2013
UGURAL, Ansel C. Mecânica dos Materiais. Rio de Janeiro: LTC, 2009

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
ONOUYE, Barry. Estática e resistência dos materiais para arquitetura e
construção de edificações. São Paulo: LTC, 2015
CRAIG JUNIOR, R. R. Mecânica dos materiais. Rio de Janeiro: LTC, 2017
NORTON, R. L. Projeto de máquinas: uma abordagem integrada. Porto Alegre:
Bookman, 2015
HIBBELER, Russell. Resistência dos materiais. São Paulo: Pearson, 2010
23

ASSAN, Aloísio Ernesto. Resistência dos materiais. Campinas: UNICAMP, 2010

Disciplina: Ciências Sociais Carga Horária: 60 h

Ementa

A disciplina aborda os conceitos históricos de sociologia como campo de


conhecimento enquanto objeto e origem focando a Análise dos Modelos aplicativos
da realidade social, bem como a compreensão dos Avanços tecnológicos na
sociedade globalizada como as Tecnologias de Informação e Comunicação; aborda
ainda a compreensão e identificação das políticas públicas e aspectos de direitos
humanos, democracia, ética e cidadania, propiciando a problematização do
desenvolvimento sustentável, da Sociodiversidade e Violência através de
ferramentas como aplicação de Metodologias Ativas em sala de aula. Esse conteúdo
aborda as relações étnico-raciais e história e cultura afro-brasileira, africana e
indígena e Direitos humanos.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

CHARON, Joel M. Sociologia das organizações. São Paulo: Saraiva, 2015


DIAS, Reinaldo. Fundamentos de sociologia geral. São Paulo: Editora Atlas, 2011
GEERTZ, Clifford, JOSCELYNE, Vera Melo. O Saber local. Petrópolis: Vozes, 2014
MARCELLINO, Nelson Carvalho (Org.). Introdução às ciências sociais. Campinas:
Papirus, 2013
SCHAEFER, Richard T. Fundamentos de Sociologia. Porto alegre: AMGH, 2016

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
DURKEIM, Emile. Lições de Sociologia. São Paulo: Atlas, 2013
FERRAZ Jr.; Tércio (org.). Filosofia, sociedade e direitos humanos. São Paulo:
Manole, 2012
GIDDENS, A. Sociologia. Porto Alegre: Artmed, 2010
MARÇAL, José Antônio. Educação escolar das relações étnico-raciais: história e
cultura afro-brasileira e indígena no Brasil. Curitiba: Intersaberes, 2015
AFONSO, Germano Bruno. Ensino de história e cultura indígena. Curitiba:
Intersaberes, 2015

Disciplina: Expressão Gráfica Carga Horária: 60 h

Ementa

Capacitar ao estudo do desenho técnico, analisar aplicar normas da ABNT: formatos,


escalas, letras, algarismos, sinais convencionais, contagem, geometria técnica.
24

Projeções Mongeanas: Sistema Europeu de Projeções. Projetar esboços e croquis,


projeções ortográficas, perspectiva isométrica. Analisar e interpretar Desenho
Arquitetônico, Desenho Arquitetônico de média complexidade.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

SENAI. Sistemas elétricos prediais: instalação. São Paulo: Editora do SENAI,


2014
LEAKE, J. M. Manual de desenho técnico para engenharia. Rio de Janeiro: LTC,
2010.
NASCIMENTO, Roberto Alcarria do. Desenho técnico: conceitos teóricos, normas
técnicas e aplicações práticas. São Paulo: Editora Viena, 2014
SANZI, Gianpietro; QUADROS, Eliane Soares. Desenho de Perspectiva. São
Paulo: Érica, 2014
SILVA, Arlindo; RIBEIRO, Carlos Tavares; DIAS, Joáo; SOUSA, Luís. Desenho
Técnico Moderno: 4ª edição. Rio de Janeiro: LTC, 2006

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
BUENO, Claudia Pimentel. Desenho Técnico para Engenharias. Curitiba: Editora
Juruá,2017
SPECK, Henderson José. Manual Básico de Desenho Técnico. São Carlos:
EDUFSCAR, 2014
CRUZ, Michele David, Desenho Técnico: Medidas e Representação Gráfica. São
Paulo: Érica, 2014
CRUZ, Michele David. Desenho Técnico. São Paulo: Érica, 2014

Disciplina: Circuitos Elétricos I Carga Horária: 60 h

Ementa

Esta disciplina tem como um dos objetivos servir de primeiro contato do aluno com
problemas relacionados com a Engenharia Elétrica. Inicia-se com a apresentação de
componentes de circuitos puramente resistivos e com os conceitos de fontes de
tensão e fontes de corrente. Em seguida são apresentados os teoremas de redes e
técnicas de análise de circuitos. Por fim são apresentadas as resoluções para
circuitos com respostas não lineares com elementos resistivos(R) indutivos(L) e
capacitivos(C), que são basicamente a resolução de equações diferenciais aplicadas
ao estudo dos circuitos elétricos. Alguns métodos de resolução de equações
diferenciais são apresentados. Assim como as funções degrau unitário, pulso e
impulso, que representam algumas das entradas para os circuitos elétricos de
primeira e segunda ordem. Finalmente é estudada a resposta de circuitos de 1ª e 2ª
ordem ao regime permanente senoidal, implicações na resposta quando variamos
fase e amplitude do sinal de entrada.
25

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

SADIKU, M. N.O., ALEXANDER, C. A. Fundamentos de Circuitos Elétricos. 5ª


Edição, São Paulo: McGraw Hill, 2013.
IRWIN, J. D., Nelms, R. M. Análise Básica de Circuitos para Engenharia. Rio de
Janeiro: LTC, 2016.
GUSSOW, M., NASCIMENTO, J. L. Eletricidade Básica. Porto Alegre: Bookman,
2009
DORF, R. C.; SVOBODA, J. A. Introdução aos Circuitos Elétricos. 9ª edição, Rio
de Janeiro: LTC, 2016.
CASTELO BRANCO FILHO, J. F. Circuitos Elétricos Básicos: Análise e Projetos
em Regime Permanente. Rio de Janeiro: LTC, 2017.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
DESOER, K. Teoria Básica de Circuitos. São Paulo: McGraw Hill, 1986.
COSTA, W. M. Circuitos Elétricos lineares: enfoque, teórico e prático. São Paulo:
Pearson, 2013.
BOYLESTAD, R. L. Introdução à Análise de Circuitos. 10ª edição, São Paulo:
Pearson, 2004.
NILSSON, J. W., SUSAN A. R. Circuitos Elétricos. 8ª edição, São Paulo: Pearson,
2008.
MARKUS, O. Circuitos Elétricos: Corrente Contínua e Corrente Alternada. 9 ª
edição. São Paulo: Érica, 2011.

Disciplina: Análise de Sinais e Sistemas Carga Horária: 60 h

Ementa

Nesta disciplina, o estudante irá adquirir conhecimentos fundamentais sobre análise


de sinais e sistemas, com ênfase nas funções matemáticas que os descrevem,
aplicadas especialmente às áreas de automação e controle e telecomunicações.
Através do estudo das séries e das transformadas tais como Fourier e Laplace, o
estudante também estará capacitado a analisar sistemas através da relação entre
sua entrada e sua saída bem como através de sua análise em frequência.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

OPPENHEIM, A. V., WILLSKY, A. S., NAWAB, S. H. Sinais e Sistemas. 2ª Ed. São


Paulo, Pearson Prentice Hall, 2010.
26

OGATA, K. Engenharia de Controle Moderno, 5ª Edição, São Paulo, Pearson


Prentice Hall, 2010.
ROBERTS, M. J. Fundamentos em Sinais e Sistemas. Porto Alegre: AMGH, 2010.
OPPENHEIM, Alan V. Sinais e sistemas, São Paulo, Pearson, 2017.
OPPENHEIM, Alan V. Processamento em tempo discreto de sinais, São Paulo,
Pearson, 2017

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
LATHI, B. P. Sinais e Sistemas Lineares. Porto Alegre: Bookman, 2007.
CARVALHO, J. L. Sistemas de Controle Automático. Rio de Janeiro: LTC, 2000.
HAYKIN, S.S., MOHER, M. Introdução aos Sistemas de Comunicação. Porto
Alegre: Bookman, 2007.
BRANDÃO, C.; ALCAIM, A. SAMPAIO NETO, R. Princípios de Comunicações. Rio
de Janeiro: Editora PUC, 2014
CARVALHO, J. M., GURJÃO, E. C.; VELOSO, L. R. Introdução à Análise de Sinais
e Sistemas. São Paulo: Elsevier, 2015

Disciplina: Cálculo Numérico Carga Horária: 60 h

Ementa

A disciplina traz como motivação a possibilidade de resolução de problemas em


engenharia pelo método numérico, que, diferentemente do método analítico,
consiste no uso de ferramentas computacionais para a busca iterativa por soluções
de problemas matemáticos. São apresentados os sistemas de numeração binário,
hexadecimal e octal com suas respectivas operações básicas e conversões entre
esses sistemas. Em seguida é mostrado o problema do erro, que é introduzido
quando se faz uma aproximação da solução exata. São apresentadas também as
técnicas para solução numérica de equações, e integrações, assim como ajustes de
curvas.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

ARENALES, S. H. V., DAREZZO, A. Cálculo Numérico: Aprendizagem com Apoio


de Software. São Paulo: Cengage Learning, 2015.
SPERANDIO, D. Cálculo Numérico. São Paulo: Pearson, 2014.
CHAPRA, S. C. Métodos Numéricos Aplicados com Matlab para Engenheiros e
Cientistas. Porto Alegre, AMGH, 2013.
DORNELLES FILHO, A. A. Fundamentos de Cálculo Numérico. Porto Alegre:
Bookman, 2016.
PUGA, L. Z., TARCIA, J. H. M. Cálculo Numérico. 2ª Edição, São Paulo: LTC, 2012.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
27

BARROSO, L. C., CAMPOS FILHO, F. F., MAIA, M. L. Cálculo numérico com


aplicações. São Paulo: Harbra, 1987.
DEMANA, F., WAITS, B. K., FOLEY, G. D. Pré-Cálculo. São Paulo: Pearson, 2013.
PIRES, A. A. Cálculo Numérico: Prática com Algoritmos e Planilhas. São Paulo:
Atlas, 2015.
RUGGIERO, M. A. G., LOPES, V. L. R. Cálculo numérico: Aspectos Teóricos e
Computacionais. São Paulo: Makron Books, 1996.
A SAFIER, F. Pré-Cálculo: Coleção Schaum. Porto Alegre: Bookman, 2011.

Disciplina: Eletrônica Analógica Carga Horária: 60 h

Ementa

Nesta disciplina, o estudante de Engenharia Elétrica irá adquirir conhecimentos


básicos sobre Eletrônica Analógica, com ênfase em sistemas que utilizam, como
componentes, dispositivos semicondutores tais como diodos e transistores bipolares
de junção. Além disso, o estudante será capacitado a analisar circuitos utilizando
esses componentes eletrônicos nas mais variadas aplicações tais como diodos
emissores de luz (LEDs), diodos sensíveis a luz (fotodiodos), retificadores de meia
onda e de onda completa. A disciplina abordará também diodos Zener, em especial
sua aplicação em reguladores de tensão. Esses conhecimentos fornecerão
subsídios para que o estudante possa posteriormente se aprimorar no estudo de
projetos e análise dos circuitos eletrônicos que utilizam dispositivos analógicos.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BOYLESTAD, Robert L.; NASHELSKY, Louis. 11ed. Dispositivos Eletrônicos e


Teoria dos Circuitos. Pearson, 2013.
MALVINO, Albert Paul; BATES, David J. 7ed. Eletrônica. Vol. 2. São Paulo: Artmed,
2008.
RAZAVI, Behzad. Fundamentos de Microeletrônica. Rio de Janeiro: LTC, 2010
CRUZ, Eduardo Cesar Alves; JUNIOR, Salomão Chouer, Eletrônica Aplicada, São
Paulo: Saraiva, 2013
DUARTE, Marcelo de Almeida, Eletrônica Analógica Básica, São Paulo: LTC, 2017

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
FRANCO, Sérgio. Projetos de Circuitos Analógicos: Discretos e Integrados. São
Paulo: McGraw-Hill, 2016.
GARCIA, A. G.; ALMEIDA, J. L. Sistemas Eletroeletrônicos: Dispositivos e
Aplicações. São Paulo: Erica, 2014
CIPELLI, Antonio Marco Vicari; SANDRINI, Waldir João. 21ed. Teoria e
Desenvolvimento de Projetos de Circuitos Eletrônicos. São Paulo: Érica, 2005.
28

CRUZ, Eduardo C. A. Eletrônica Analógica Básica. São Paulo: Erica, 2014


MALOBERTI, Franco. Entendendo Microeletrônica: Uma Abordagem Top Down.
Rio de Janeiro: LTC, 2015

Disciplina: Engenharia de Controle Carga Horária: 60 h

Ementa

Propriedades e conceitos básicos do controle e modelagem dinâmica do


comportamento de sistemas lineares de malha aberta e fechada com coeficientes
invariáveis no tempo, envolvendo plantas e controladores. Projeto de controladores
utilizando lugar das raízes. Projeto de controladores utilizando resposta em
freqüência. Avaliação do desempenho de sistemas no domínio do tempo e da
freqüência baseadas nas técnicas de análise da estabilidade de sistemas.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

NISE, Norman S., Engenharia de Sistemas de Controle, 5ª edição. Rio de Janeiro:


LTC, 2009.
OGATA, K. Engenharia de Controle Moderno. 5ª edição. São Paulo: Prentice Hall,
2010.
MAYA, Paulo Alvaro. Controle Essencial, 2a Ed. São Paulo: Pearson Education do
Brasil, 2014
JANERT, Philipp K., Controle de Feedback para Sistemas de Computação, . Rio
de Janeiro: LTC, 2017
FRANCHI, Claiton Moro, Controle de Processos Industriais: Princípios e
Aplicações, São Paulo: Érica, 2011.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
CARVALHO, J. L. Martins de. Sistemas de Controle Automático. Rio de Janeiro:
LTC, 2000.
GOLNARAGHI, Farid; KUO, Benjamin C. Sistemas de Controle Automático. 9ª
edição. Rio de Janeiro: LTC, 2012
FRANKLIN, Gene F.; POWELL, J. David; EMAMI-NAEINI, Abbas. Sistemas de
Controle para Engenharia. Porto Alegre: Bookman, 2013
OGATA, K. Projeto de Sistemas Lineares de Controle com MATLAB. Prentice
Hall, 1996
PHILLIPS, Charles L.; HARBOR, Royce D. Feedback Control Systems. 4a. Edição.
Prentice Hall, 2000.

Disciplina: Eletromagnetismo Carga Horária: 60 h


29

Ementa

Esta disciplina objetiva associar conceitos relacionados ao eletromagnetismo e suas


aplicações em diversos campos da engenharia. Consiste, especificamente, no
estudo da Eletrostática, Campo magnético, Indução eletromagnética e Equações de
Maxwell

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

HAYT JR., Willian H.; BUCK, John A.; 8ed. Eletromagnetismo. Porto Alegre:
NOTAROS, Branislav. Eletromagnetismo. São Paulo: Pearson, 2012..
WENTWORTH, Stuart M.; Fundamentos de Eletromagnetismo. Rio de Janeiro:
LTC, 2006.
REGO, Ricardo Affonso do, Eletromagnetismo Básico , Rio de Janeiro: LTC, 2010
Raymond A. Serway; John W. Jewett, Jr, Princípios de física: vol. 3:
Eletromagnetismo – Tradução da 5ª edição norte-americana, São Paulo: Cengage
Learning, 2015.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
CHAVES, Alaor. Física Básica: eletromagnetismo. Rio de Janeiro: LTC, 2007.
FREEDMAN, Roger A.; YOUNG, Hugh D. 9ed. Física III: eletromagnetismo. São
Paulo: Pearson, 2009.
Luiz, Adir Moyses. Física 3 – Eletromagnetismo: Teoria e problemas
Resolvidos.São Paulo: livraria da física, 2009.
RESNICK, Robert; HALLIDAY David; WALKER, Jearl. 9ed. Fundamentos de Física
eletromagnetismo. Vol. 3. Rio de Janeiro: LTC, 2012.
SADIKU, Matthew N. O. 5ed. Elementos de Eletromagnestimo (Traduzido por:
LISBOA, Jorge Amoretti). Porto Alegre: Bookman, 2012.

Disciplina: Instrumentação Carga Horária: 60 h

Ementa

Nesta disciplina, os estudantes de Engenharia Elétrica e Computação irão adquirir


conhecimentos básicos sobre Instrumentação, seus princípios e definições. Será
considerada inicialmente uma abordagem sistêmica do tipo entrada/saída. Além
disso, o estudante será capacitado a analisar os diferentes tipos de instrumentos e
sensores, assim como os diferentes métodos e erros de medição. A disciplina
abordará também as características estáticas e dinâmicas dos instrumentos de
medição bem como o estudo de sensores inteligentes.
30

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

AGUIRRE, Luís Antônio. Fundamentos de Instrumentação. São Paulo: Pearson,


2013.
BALBINOT, Alexandre; BRUSAMARELLO, Valner João. 2ed. Instrumentação e
Fundamentos de Medidas. Vol. 2. Rio de Janeiro: LTC, 2011.
BHUYAN, Manabendra. Instrumentação Inteligente: princípios e aplicações. Rio de
Janeiro: LTC, 2013.
STEVAN JR., Sergio Luiz; SILVA, Rodrigo Adamshuk. Automação e
Instrumentação Industrial com Arduíno: Teoria e Projetos. São Paulo: Érica, 2015
RAMOS, Jadeilson de Santana Bezerra. Instrumentação Eletrônica sem Fio:
Transmitindo Dados com Módulos XBee ZigBee e PIC16F877A. São Paulo: Érica,
2012.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
FRANCHI, Claiton M. Instrumentação de Processos Industriais: Princípios e
Aplicações. São Paulo: Érica, 2015.
FILHO, Arivelto B. Instrumentação Industrial: Conceito Aplicações e Análises. 7a
Ed. São Paulo: Érica, 2010.
ALVES, José L. Instrumentação, Controle e Automação de Processos, 2a Ed.
Rio de Janeiro: LTC, 2017
BEGA, Egídio A. Instrumentação Industrial. 3a Ed. Rio de Janeiro: Interciência.
2011.
THOMAZINI, Daniel, ALBUQUERQUE, Pedro. Sensores Industriais. Fundamentos
e Aplicações. São Paulo: Erica, 2011.

Disciplina: Automação Industrial Carga Horária: 60 h

Ementa

Nesta disciplina, o estudante de Engenharia Elétrica irá adquirir conhecimentos


básicos sobre Automação Industrial, com ênfase em sistemas de produção
automatizados. A utilização de computadores como elementos de automação é
extensamente discutida, incluindo ambos os computadores de uso geral e
controladores lógicos programáveis (CLPs). Também é discutido o hardware e
software específicos dos sistemas de automação, bem como suas técnicas de
programação. Finalmente, serão abordados os sistemas de controle inteligentes,
incluindo sistemas de controle integrado e os sistemas de aquisição de dados e
controle de supervisão.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA
31

CASTRUCCI, Plínio de Lauro. MORAES, Cícero Couto de. 2ed. Engenharia de


Automação Industrial. Rio de Janeiro: LTC, 2007.
GROOVER, Mikell P. 3ed. Automação Industrial e Sistemas de Manufatura. São
Paulo: Pearson, 2011.
PRUDENTE, Francesco. 2ed. Automação Industrial: PLC, Teoria e Aplicações
Curso Básico. Rio de Janeiro: LTC, 2011.
CAMARGO, Valter Luís Arlindo de. Elementos de Automação. São Paulo: Érica,
2014
LAMB, Frank. Automação Industrial na Prática: Série Tekne. Porto alegre: AMGH,
2015

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
CAPELLI, Alexandre. Automação Industrial: controle do movimento e processos
contínuos. São Paulo: Érica, 2006.
CASTRUCCI, Plínio de Lauro, BITTAR, Anselmo. Controle Automático. Rio de
Janeiro: LTC, 2011.
PRUDENTE, Francesco. 2ed. Automação Industrial – PLC: programação e
instalação. Rio de Janeiro: LTC, 2010.
NATALE, Ferdinando. Automação Industrial. 10a Ed. São Paulo: Érica, 2008
PETRUZELLA, Frank D., Controladores Lógicos Programáveis. Porto Alegre:
AMGH, 2014.

Disciplina: Fenômenos de Transporte Carga Horária: 60 h

Ementa

A disciplina visa possibilitar ao estudante de engenharia elétrica, o aprendizado dos


princípios de mecânica dos fluidos e habilitá-lo à compreender sobre processos de
mecânica dos fluidos, relacionando problemas comuns em engenharia a fenômenos
físicos de transferência de quantidade de movimento.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

MUNSON, B. R.; YOUNG, D. F. E OKIISHI. T.H. Fundamentos da mecânica dos


fluidos. Edgard Blucher: São Paulo: Edgard Blucher, 2004
BRUNETTI, F. Mecânica dos Fluidos: Fundamentos e Aplicações. Porto Alegre:
Editora AMGH, 2015.
FOX, R. W.; PRITCHARD,P. J.; MCDONALD, A. T. Introdução à mecânica dos
fluidos. 8. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2014.
CANEDO, Eduardo Luis. Fenômenos de Transporte. São Paulo: Cengage
Learning, 2017
ZABADAL, Jorge Rodolfo Silva; RIBEIRO, Vinicius Gadis. Fenômenos de
Transporte: Fundamentos e Métodos. São Paulo: McGraw Hill, 2011
32

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
WHITE, F. M. Mecânica dos Fluidos. 6. ed. São Paulo: Mc Graw-Hill, 2011.
BIRD, R. B.; STEWART, W. E.; LIGHTFOOT, E. N. Fenômenos de Transporte. Rio
de Janeiro: LTC, 2017.
ASSY, Tufi Mamed. Mecânica dos Fluidos: Fundamentos e Aplicações. Rio de
Janeiro: LTC, 2004
FOX, Robert W.; MCDONALD, Alan T.; PRITCHARD, Philip J. Introdução a
Mecânica dos Fluidos. Rio de Janeiro: LTC, 2014.
YOUNG, H. D.; FREEDMAN, R. A. Física II: Termodinâmica e Ondas. 13 ed.
Pearson: São Paulo, 2016

Disciplina: Eletrônica Digital Carga Horária: 60 h

Ementa

A disciplina de Eletrônica Digital apresentará aos estudantes de Engenharia Elétrica


os elementos utilizados nos sistemas digitais. Os sistemas de numeração serão
vistos e a conversão entre os diferentes sistemas será apresentada. Ferramentas
como a Álgebra de Boole e Mapas de Karnaugh serão utilizadas para redução de
circuitos combinacionais, os quais por sua vez, serão utilizados para solução de
problemas de Eletrônica Digital. Vários circuitos digitais serão apresentados, tais
como codificadores, decodificadores, circuitos aritméticos, flip-flops, registradores,
contadores síncronos e assíncronos, conversores A/D e D/A, multiplexador (MUX),
demultiplexador (DEMUX), memórias eletrônicas e as famílias lógicas.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

TOCCI, Ronald J.; WIDMER, Neal S.; MOSS, Gregory L. Sistemas Digitais:
Princípios e Aplicações. 11ª ed. São Paulo: Pearson, 2011
CRUZ, Eduardo C. A., CHOUERI JR., Salomão. Eletrônica Digital. São Paulo:
Érica, 2014
CAPUANO, Francisco G.; IDOETA, Ivan V. 41ed. Elementos de Eletrônica Digital.
São Paulo: Érica, 2012.
TOKHEIM, Roger. Fundamentos de Eletrônica Digital: Sistemas Combinacionais -
Série Tekne - Volume 1. Porto Alegre: AMGH, 2017
TOKHEIM, Roger. Fundamentos de Eletrônica Digital: Sistemas Combinacionais -
Série Tekne - Volume 2. Porto Alegre: AMGH, 2017

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
HETEM JR., Anibal. Fundamentos de Informática: Eletrônica Digital. Rio de
Janeiro: LTC, 2010
33

GARCIA, Paulo ; MARTINI, José S. Eletrônica Digital: Teoria e Laboratório.2a Ed.


São Paulo: Erica, 2008
SZAJNBERG, Mordka. Eletrônica Digital: Teoria, Componentes e Aplicações. Rio
de Janeiro: LTC, 2014
LOURENÇO, Antonio C., et al. Circuitos Digitais: Estude e Use. 9a Ed. São Paulo:
Érica, 2007
GUIMARÃES, Carlos H. Sistemas de Numeração: Aplicação em Computadores
Digitais. 1a Ed. Rio de Janeiro: Interciência, 2014

Disciplina: Análise de Sistema de Potência I Carga Horária: 60 h

Ementa

O principal objetivo desta disciplina é apresentar ao estudante de Engenharia


Elétrica os sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica de
grande porte, bem como uma avaliação crítica sobre a importância destes sistemas
para o desenvolvimento socioeconômico. Para isso, serão abordados os modelos
matemáticos dos principais componentes destes sistemas. Estes modelos são a
base para a modelagem matemática e análises de diagnósticos dos sistemas
elétricos de grande porte. A principal análise de diagnóstico, chamada de fluxo de
potência, será apresentada e, desta forma, apresentará ao estudante os recursos
necessários para avaliações preliminares destes sistemas.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

GEDRA, R. L., BARROS, B. F. Sistema Elétrico de Potência: Guia Prático SEP.


São Paulo: Érica, 2012.
MOHAN, N. Sistemas Elétricos de Potência: Curso Introdutório. Rio de Janeiro:
LTC, 2006.
NASCIMENTO, G. Comandos Elétricos: Teoria e Atividades. São Paulo: Erica,
2011.
PINTO, M. O. Energia Elétrica: Geração, Transmissão e Sistemas Interligados. Rio
de Janeiro: LTC, 2014.
ZANETTA JUNIOR, L. C. Fundamentos de Sistemas Elétricos de Potência. São
Paulo: Livraria de Física Editora, 2006.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
CONEJO, A. S., CANIZARES, C. Sistemas de Energia Elétrica: Análise e
Operação. Rio de Janeiro: LTC, 2011.
CREDER, H. Manual do Instalador Eletricista. São Paulo, LTC, 2014.
GUIMARAES, C. H. C. Sistemas Elétricos de Potência e seus Principais
Componentes. São Paulo: Ciência Moderna, 2014..
34

MAMEDE FILHO, J., MAMEDE, D. R. Proteção de Sistemas Elétricos de


Potência. Rio de janeiro: LTC, 2011.
SILVA, E. C. Proteção de Sistemas Elétricos de Potência. São Paulo:
Qualitymark, 2014.

Disciplina: Princípios de Comunicação Carga Horária: 60 h

Ementa

O principal objetivo desta disciplina é apresentar ao estudante de Engenharia


Elétrica as principais tecnologias associadas à comunicação de dados e voz. Serão
apresentados os princípios da Teoria da Informação e sua aplicabilidade no
desenvolvimento tecnológico. Além disso, os principais métodos de transmissão de
dados, à exemplo das tecnologias AM e FM e transmissão analógica e digital, serão
apresentadas aos alunos visando motiva-los na busca por inovações tecnológicas
na comunicação de dados.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

RAPPAPORT, T. S. Comunicações Sem Fio. 9ª Edição, São Paulo: Pearson,2009.


OLIVEIRA, J. C. Princípios de Telecomunicações. São Paulo: Erica, 2005.
BRANDÃO, J. C. B. Princípios de Comunicações. Rio de Janeiro: Interciência,
2014.
MEDEIROS, J. C. O. Princípios de Telecomunicações. São Paulo: Erica, 2015.
NETO, V. S. Sistemas de Comunicação: Serviços, Modulação e Meios de
Transmissão. São Paulo: Erica, 2015.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
HAYKIN, S. Sistemas Modernos de Comunicações Wireless. Porto Alegre:
Bookman, 2008.
KEISER, G. Comunicações em Fibras Ópticas. Porto Alegre: AMGH, 2014.
PIMENTEL, C. J. L. Comunicação Digital. São Paulo: Brasport, 2007.
CAMPOS, A. L. P. S. Laboratório de Princípios de Telecomunicações. Rio de
Janeiro: LTC, 2015.
RIBEIRO, J. A. J. Comunicações Ópticas. São Paulo: Érica, 2009.

Disciplina: Fundamentos de Robótica Carga Horária: 60 h

Ementa
35

Esta disciplina dará aos estudantes de Engenharia Elétrica noções de Robótica, com
ênfase em robôs de aplicação industrial. O estudo incluirá noções elementares de
robôs e suas características e aplicações. A disciplina também possibilitará o
exercício da interdisciplinaridade com outras disciplinas, tais como instrumentação e
Automação Industrial. O estudo da robótica incluirá o estudo de sensores e
atuadores, imprescindíveis para o estudo desse fascinante campo. Os aspectos
matemáticos relevantes tais como descrições espaciais e transformações também
serão cobertos. Finalmente, serão vistas aplicações práticas de robôs com ênfase
em robôs industriais.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

CRAIG, John J. 3ed. Robótica. São Paulo: Pearson, 2013.


GROOVER, Mikell P.. Automação industrial e sistemas de manufatura. São
Paulo: Pearson, 2011
SANTOS, Winderson, GORGULHO JR, José. Robótica Industrial- Fundamentos,
Tecnologias, Programação e Simulação. São Paulo: Érica, 2015.
ROMERO, Roseli Aparecida Francelin et al. (orgs.). Robótica Móvel. Rio de janeiro:
LTC, 2014
FILHO, Guilherme Filippo. Automação de Processos e de Sistemas. São Paulo:
Érica, 2014

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
MEDEIROS, Adelardo Adelino Dantas de. Robótica Móvel . Rio de Janeiro: LTC,
2014
SALEN SIMHON, Moussa. Robótica industrial. Coleção Engineering Tools. 2011
MATARIC, Maja. Introdução à Robótica. São Paulo: Editora da UNESP, 2014
NIKU, Saeed. Introdução à Robótica: Análise, Controle, Aplicações. Rio de
Janeiro: LTC, 2013
ROSÁRIO, João M.Princípios de Mecatrônica. São Paulo: Pearson, 2005

Disciplina: Máquinas Elétricas Carga Horária: 60 h

Ementa

Nesta disciplina o aluno será apresentado aos princípios de funcionamento e


aplicações das máquinas elétricas. Serão abordados os principais tipos de máquinas
elétricas: transformadores e máquinas em corrente contínua e em corrente
alternada, bem como suas principais características e suas aplicações principais.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA
36

BIM, E. Máquinas Elétricas e Acionamento. 9ª Edição, Rio de Janeiro: Elsevier,


2014.
CHAPMAN, S. J., LASCHUK, A. Fundamentos de Máquinas Elétricas. Porto
Alegre: ARTMED 2013.
NASCIMENTO JR., G. C. Máquinas Elétricas. São Paulo: Érica, 2014.
PETRUZELLA, F. Motores Elétricos e Acionamentos. Porto Alegre: AMGH, 2013.
UMANS, S. D. A. Máquinas Elétricas de Fitzgerald e Kingsley. Porto Alegre:
Bookman, 2014.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
MOHAN, N. Máquinas Elétricas e Acionamentos: Curso Introdutório. São Paulo:
LTC, 2018.
FRANCHI, C. M. Sistemas de Acionamento Elétrico. São Paulo: Érica, 2014.
CARVALHO, G. Máquinas Elétricas: Teoria e Ensaios. São Paulo: Érica, 2007.
CARVALHO, G. Máquinas Elétricas. São Paulo: Érica, 2014.
FLARYS, F. Eletrotécnica Geral: Teoria e Exercícios Resolvidos. São Paulo:
Manole, 2013.

Disciplina: Análise de Sistema de Potência II Carga Horária: 60 h

Ementa

Nesta disciplina o estudante de Engenharia Elétrica dará continuidade aos estudos


de modelagem e análise dos sistemas elétricos de potência. A partir dos modelos
matemáticos previamente estudados, serão realizados estudos sobre a operação
dos sistemas elétricos através de análises de fluxo de carga, análises de curto
circuito e estudos sobre a estabilidade dos sistemas de potência.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

CARVALHO, J. M. Introdução à análise de sinais e sistemas. Rio de Janeiro:


Elsevier, 2015.
GUIMARAES, C. H. C. Sistemas Elétricos de Potência e seus Principais
Componentes. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2014.
MOHAN, N. Sistemas Elétricos de Potência: Curso Introdutório. Rio de Janeiro:
LTC, 2006.
PINHEIRO, C. A. M. Sistemas de Controles Digitais e Processamento de Sinais:
Projetos, Simulações e Experiências de Laboratório. Rio de Janeiro: Interciência,
2017.
PINTO, M. O. Energia Elétrica: Geração, Transmissão e Sistemas Interligados. Rio
de Janeiro: LTC, 2014.
37

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
NASCIMENTO, G. Comandos Elétricos: Teoria e Atividades. São Paulo: Érica,
2011.
ZANETTA JUNIOR, L. C. Fundamentos de Sistemas Elétricos de Potência. São
Paulo: Livraria de Física Editora, 2006.
CONEJO, A. S., CANIZARES, C. Sistemas de Energia Elétrica: Análise e
Operação. Rio de Janeiro: LTC, 2011
CREDER, H. Manual do Instalador Eletricista. São Paulo, LTC, 2014.
GEDRA, R. L., BARROS, B. F. Sistema Elétrico de Potência: Guia Prático SEP.
São Paulo: Érica, 2012.

Disciplina: Geração de Energia e Fontes Renováveis Carga Horária: 60 h

Ementa

Essa disciplina cobrirá a Geração de Energia sob o aspecto das fontes renováveis,
incluindo estudo sobre a matriz energética mundial e brasileira. Também serão
estudados o perfil do sistema elétrico brasileiro e fontes alternativas renováveis de
eletricidade. Tópicos tais como biocombustíveis, biomassa e energia eólica serão
analisados. Finalmente, serão analisados aspectos das energias alternativas
renováveis na matriz elétrica brasileira e Gestão Energética.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

HERNANDEZ NETO, A. Energias Renováveis, Geração Distribuída e Eficiência


Energética. Rio de Janeiro: LTC, 2017.
REIS, L. B., SANTOS, E. C. Energia Elétrica e Sustentabilidade: Aspectos
Tecnológicos, Socioambientais e Legais. São Paulo: MANOLE, 2014.
SANTOS, M. A. Fontes de Energia Nova e Renovável. Rio de Janeiro: LTC, 2013.
ROGER A. H., MERLIN K. Energia e Meio Ambiente. São Paulo: Cengage
Learning, 2015.
FADIGAS, E. Energia Eólica. São Paulo: Manole, 2011.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
HODGE, B. K. Sistemas e Aplicações de Energia Alternativa. Rio de Janeiro:
LTC, 2018.
BRANCO, S. M. Energia e meio ambiente. 2ª Edição São Paulo: Moderna Editora,
2004.
VILLALVA, M. G. F. Energia Solar Fotovoltaica: Conceitos e Aplicações. São
Paulo: Érica, 2015.
LEITE, J. R. M., FERREIRA, H. S. Biocombustíveis: Fontes de Energia
Sustentável? São Paulo: Saraiva Editora, 2013.
38

REIS, L. B., SANTOS, E. C. Energia e meio ambiente. São Paulo: Cengage


Learning, 2014.

Disciplina: Redes de Comunicações Industriais Carga Horária: 60 h

Ementa

Esta disciplina trata das redes de comunicação industrial, sua importância e suas
aplicações na indústria moderna. As vantagens e desvantagens da utilização de
redes industriais serão abordadas assim como vários protocolos de redes industriais,
entre eles fieldbus, Devicenet, Controlnet e Ethernet Industrial. Uma introdução às
redes industriais sem fio também é mostrada, com ênfase em aplicações não
críticas.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

LUGLI, Alexandre B.; SANTOS, Max M. D. Redes Industriais - Características,


Padrões e Aplicações – Série Eixos, 1ª Ed., São Paulo: Érica, 2010.
BRANQUINHO, Marcelo Ayres, et al. Segurança de Automação Industrial e
SCADA. São Paulo: Elsevier Brasil, 2014.
PRUDENTE, Francesco. 2ed. Automação Industrial: PLC, Teoria e Aplicações
Curso Básico. Rio de Janeiro: LTC, 2011.
PRUDENTE, Francesco. Automação Industrial: PLC: Programação e Instalação.
Rio de Janeiro: LTC, 2010
LAMB, Frank. Automação Industrial na Prática: Série Tekne. Porto Alegre: AMGH,
2013.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
LUGLI, Alexandre B.; SANTOS, Max M. D. Sistemas Fieldbus para Automação
Industrial: DeviceNET, CANopen, SDS e Ethernet, São Paulo: Érica, 2009.
LUGLI, Alexandre B.; SANTOS, Max M. D. Redes Industriais para Automação
Industrial: AS-I, Profibus e Profinet, 1ª Ed., São Paulo: Érica, 2010.
LUGLI, Alexandre B. Redes sem fio para automação industrial. São Paulo: Erica,
2014.
Wrightson,Tyler. Segurança de redes sem fio. BOOKMAN, 2014
CASTRUCCI, Plínio de Lauro. MORAES, Cícero Couto de. 2ed. Engenharia de
Automação Industrial. Rio de Janeiro: LTC, 2007.

Disciplina: Economia Carga Horária: 60 h

Ementa
39

Os problemas econômicos: recursos, escassez, escolha; economia positiva e


normativa; agentes consumidores, firmas, governo; distinção microeconomia-
macroeconomia; trocas: demanda, oferta e preço; equilíbrio de mercado; controles
de mercado.Política econômica. Teoria do consumidor: preferências, restrição
orçamentárias, escolhas ótimas; demanda; efeito renda e efeito substituição,
inflação.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

MEGLIORINE, Evandir. Engenharia econômica: conceitos e aplicações. São


Paulo: Ciência Moderna, 2017.
VANNUCI, Luiz Roberto. Matemática financeira e engenharia econômica. São
Paulo: Edgard Blucher, 2017.
FERREIRA, Marcelo. Engenharia econômica descomplicada. Curitiba:
Intersaberes, 2017.
SAMUELSON, Paul A.; NORDHAUS, William D. Economia, 19ª Edição. Porto
Alegre: AMGH, 2012
VICECONTI, Paulo. Introdução à economia, 12ª edição. São Paulo: Saraiva, 2013

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
BLANK, L.; TARQUIM, A. Engenharia Econômica. São Paulo: Mc Graw Hill, 2011
FERREIRA, Roberto G. Engenharia econômica e avaliação de projetos de
investimento: critérios de avaliação,financiamentos e benefícios fiscais, analise de
sensibilidade e risco. São Paulo: Atlas, 2009
NASCIMENTO, Sebastião Vieira. Engenharia Econômica: Técnica de Avaliação e
Seleção de Projetos de Investimentos. São Paulo: Ciência Moderna, 2010
COSTA, Reinaldo Pacheco da. Engenharia Econômica e Finanças. São Paulo:
Elsevier, 2009
SAMANEZ, Carlos Patricio. Engenharia Econômica. São Paulo: Pearson, 2009

Disciplina: Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica Carga Horária: 60 h

Ementa

Esta disciplina trata da geração, transmissão e distribuição de energia bem como


dos aspectos de consumo de energia tais como análise e previsão de mercado.
Hábitos de consumo também são cobertos através da característica de carga e
estudos da entrada para fornecimento de energia a consumidores. Distribuição de
energia, arquitetura das redes primárias e secundárias e análise da qualidade das
redes são avaliadas. Como itens de proteção, aterramento das redes de distribuição
e análise de curto de circuito são vistos, bem como confiabilidade, qualidade da
energia e gestão energética.
40

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BARROS, B. F., BORELLI, R., GEDRA, R. L. Geração, Transmissão, Distribuição


e Consumo de Energia Elétrica. São Paulo: Érica, 2014.
PINTO, M. O. Energia Elétrica: Geração, Transmissão e Sistemas Interligados. Rio
de Janeiro: LTC, 2013.
REIS, L. B. Matrizes Energéticas: Conceitos e Usos em Gestão e Planejamento.
São Paulo: MANOLE, 2013.
HERNANDEZ NETO, A. Energias Renováveis, Geração Distribuída e Eficiência
Energética. Rio de Janeiro: LTC, 2017.
CRUZ, E. C. A., ANICETO, L. A. Instalações Elétricas: Fundamentos, Prática e
Projetos em Instalações Residenciais e Comerciais. São Paulo: Érica, 2013.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
CAPELLI, A. Energia Elétrica: Qualidade e Eficiência para Aplicações Industriais.
São Paulo: Érica, 2013.
NETO, M. R. B., CARVALHO, P. Geração de Energia Elétrica: Fundamentos. São
Paulo: Érica, 2011.
REIS, L. B. Geração de Energia Elétrica. 2ª Edição, São Paulo: Manole, 2011.
KAGAN, N., ROBBA, E. J., OLIVEIRA, C. C. B. Introdução aos Sistemas de
Distribuição de Energia. 2ª Edição, São Paulo: Edgard Blucher, 2010.
MONTICELLI, A., GARCIA, A. Introdução a Sistemas de Energia elétrica. 2ª
Edição, Rio de Janeiro: UNICAMP Editora, 2011.

Disciplina: Redes Elétricas Inteligentes Carga Horária: 60 h

Ementa

O objetivo desta disciplina é analisar a modernização e transformação tecnológica


do setor elétrico, identificando as principais técnicas e desafios para a
implementação das Smart Grids. Também são abordados regulatórios da ANEEL e
as principais tendências do setor energético, incluindo as iniciativas e soluções
propostas pelas empresas do setor energético e dos agentes de regulação.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BERGER, L. T. Redes Elétricas Inteligentes: Aplicações, Comunicação e


Segurança. Rio de Janeiro: LTC, 2014.
MAIA, A. F. Redes Elétricas Inteligentes: Análise de Custos e Benefícios. Rio de
Janeiro: Synergia, 2013.
TOLEDO, F. Desvendando Redes Elétricas Inteligentes. Rio de Janeiro: Brasport,
2012.
41

MOHAN, N. Eletrônica de Potência: Curso Introdutório. Rio de Janeiro: LTC, 2016.


WRIGHTSON, T. Segurança de Redes Sem Fio. Porto Alegre: Bookman, 2014.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
OLIVEIRA, A. Setor Elétrico Brasileiro: Estado e Mercado. Rio de Janeiro:
Synergia, 2017
REIS, L. B. Energia e Sustentabilidade; Vol 19. São Paulo: Editora Manole, 2016.
REIS, L. B. Matrizes Energéticas: Conceitos e Usos em Gestão e Planejamento.
São Paulo: Editora Manole, 2011.
NERY, E. Mercados e Regulação de Energia Elétrica. Rio de Janeiro:
INTERCIENCIA, 2012.
ANEEL. Atlas de Energia Elétrica. Rio de Janeiro: Aneel, 2002.

Disciplina: Subestações Carga Horária: 60 h

Ementa

Esta disciplina tem como objetivo dar continuidade aos estudos relacionados aos
sistemas elétricos de potência. Dado o seu nível de complexidade e importância, as
subestações de potência requerem estudos especiais. Nesta disciplina serão
abordados os principais tipos e configurações de subestações e suas aplicações,
estudos relacionados à proteção em subestações: aterramento e proteção contras
surtos, além da proteção aos trabalhadores que atuam neste ambiente.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

MAMEDE, F. J. Manual de Equipamentos Elétricos. 4ª Edição: Rio de Janeiro:


LTC, 2013.
BARROS, B. F., BORELLI, R., GEDRA, R. L. Cabine Primária: Subestações de Alta
Tensão de Consumidor. São Paulo: Érica, 2015.
SIMONE, G. Transformadores: Teoria e Exercícios. São Paulo: Érica, 2010.
MAMEDE FILHO, J.; MAMEDE, D. R. Proteção de Sistemas Elétricos de
Potência. Rio de Janeiro: LTC, 2017.
FILHO, D. L. L. Projetos de Instalações Elétricas Prediais. São Paulo: Érica,
2011.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
BARROS, B. F., BORELLI, R., GEDRA, R. L. Geração, transmissão, Distribuição e
Consumo de Energia Elétrica. São Paulo: Érica, 2013.
CAPELLI, A. Energia Elétrica: Qualidade e Eficiência para Aplicações Industriais.
São Paulo: Érica, 2013.
REIS, L. B. Geração de Energia Elétrica. São Paulo: MANOLE, 2017.
42

CAVALCANT, P. J. M. Fundamentos de Eletrotécnica. Rio de Janeiro: Freitas


Bastos, 2015.
FLARYS, F. Eletrotécnica Geral : Teoria e Exercícios Resolvidos. São Paulo:
MANOLE, 2013.

Disciplina: Administração para Engenheiros Carga Horária: 60 h

Ementa

Importância do planejamento no processo de gestão. Planejamento estratégico.


Introdução à teoria da administração. O processo da administração.
Empreendedorismo. Análise de projetos clássicos. A importância do marketing.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução a Teoria Geral da Administração. São


Paulo: Manole, 2017
LACOMBE, Francisco. Teoria Geral da Administração. São Paulo: Saraiva, 2014
KOTLER, P.; KELLER, K. L. Administração de Marketing. São Paulo: Pearson,
2013
WILLIANS, Chuck. ADM: Princípios de administração. São Paulo: Cengage
Learning, 2017
SCHERMERHORN Jr., John R. Administração em Módulos Interativos. Rio de
janeiro: LTC, 2008

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
COLTRE, S. M. Fundamentos da administração: um olhar transversal. Curitiba:
Intersaberes, 2014
CHIAVENATO, Idalberto. Teoria geral de administração: abordagens prescritivas e
normativas; v.1. São Paulo: Manole, 2013
MOTTA, Fernando C Prestes. Teoria geral da administração. São Paulo: Cengage
Learning, 2011
LACOMBE, F.; HEILBORN, G. Administração: princípios e tendências. São Paulo:
Saraiva 2008
MAXIMIANO, Antonio César Amaru. Fundamentos da administração: introdução a
teoria geral e aos processos da administração. Rio de Janeiro: LTC, 2015

Disciplina: Ciências do Ambiente Carga Horária: 60 h

Ementa
43

Busca a Educação ambiental através do estudo da interação entre o Homem e seu


Ambiente. Biosfera e seu Equilíbrio. Ecologia e os Efeitos da Tecnologia sobre o
Equilíbrio Ecológico. Preservação dos Recursos Naturais. Planejamento Ambiental
da Atividade Industrial e Gerenciamento de Resíduos Industriais. Reciclagem.
Legislação Ambiental. Educação ambiental.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

PHILIPPI Jr, A.; ROMÉRO, M. A.; BRUNA, G. C. Curso de Gestão Ambiental. 2


ed. São Paulo: Editora Manole. 2014.
CALDAS, R. M. Gerenciamento dos Aspectos e Impactos Ambientais. São
Paulo: Pearson Education do Brasil, 2015.
MAZZAROTTO, A. S.; BERTÉ, R. Gestão Ambiental no Mercado Empresarial. 1
ed. Curitiba: Editora InterSaberes. 2013, 199p.
FIELD, Barry C.; FIELD, Martha K. Introdução à Economia do Meio Ambiente.
Porto Alegre: AMGH, 2014
SCHWANKE, Cibele. Ambiente: Conhecimentos e Práticas: Série Tekne. Porto
Alegre: Bookman, 2013

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
MILLER, G. Tyller. Ciência Ambiental. São Paulo: Cengage Learning, 2011.
SILVA, C.; PRZYBYSZ, L. C. B. Sistema de Gestão Ambiental. Curitiba:
Intersaberes, 2014
PHILIPPI JR, A.; ROMÉRO, M. A.; BRUNA, G. C. Curso de Gestão Ambiental. 1ª
ed. São Paulo: Manole, 2014.
SEIFFERT, M. E. B. Gestão Ambiental: Instrumentos, Esferas de Ação e Educação
Ambiental. São Paulo: Atlas, 2014
IBRAHIN, F. I. D. Educação Ambiental: Estudo dos Problemas, Ações e
Instrumentos para o Desenvolvimento da Sociedade. São Paulo: Érica, 2014.

Disciplina: Trabalho de Conclusão de Curso Carga Horária: 60 h

Ementa

Desenvolvimento de modelo, sistema ou aplicação que envolva os conhecimentos


adquiridos no curso. Este trabalho deve ser documentado de acordo com as normas
da ABNT vigentes e das técnicas vistas na disciplina Língua Portuguesa
Instrumental, sendo apresentado e defendido publicamente perante uma banca
examinadora. Com desenvolvimento e apresentação do TCC.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA
44

BIRRIEL, Eliena Jonko. TCC para Ciências Exatas : Trabalho de Conclusão de


Curso com Exemplos Práticos. Rio de Janeiro: LTC, 2017.
MATIAS-PEREIRA, José. Manual de Metodologia da Pesquisa Científica. São
Paulo: Atlas, 2016.
SAMPIERI, Roberto Hernandez; CALLADO, Carlos Fernandez; LUCIO, Maria del
Pilar Baptista. Metodologia de Pesquisa. São Paulo: Penso, 2016.
Almeida, Mário de Souza. Elaboração de Projeto, TCC, Dissertação e Tese: Uma
Abordagem Simples, Prática e Objetiva, 2ª edição. São Paulo: Atlas, 2014
MEDEIROS, João Bosco; TOMASI, Carolina. Redação Técnica: elaboração de
relatórios técnico-científicos e técnicas de normalização textual: teses, dissertações,
monografias, relatórios técnico-científicos e TCC, 2ª edição. São Paulo: Atlas, 2010

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
ILHESCA, Daniela Duarte. Redação Acadêmica. Curitiba: Intersaberes, 2013
ACEDO, Claúdia Rosa. Como fazer Monografias : TCC, Dissertacao e Teses. São
Paulo: Atlas, 2013
AQUINO, Italo de Souza. Como falar em encontros Científicos : do Seminário em
Sala de Aula a Congressos Internacionais. São Paulo: Saraiva, 2010
MANZANO, Andre Luiz N.G. TCC Trabalho de Conclusão de Curso Utilizando o
Microsoft Word 2013. São Paulo: Érica, 2013
DIDIO, Lucie. Como Produzir Monografias, Dissertações, Teses, Livros e Outros
Trabalhos. São Paulo: Atlas, 2014

Disciplina: Proteção de sistemas Elétricos Carga Horária: 60 h

Ementa

Esta disciplina tem como objetivo familiarizar o estudante de Engenharia Elétrica


acerca da importância, as técnicas e principais recursos para a proteção dos
sistemas elétricos. São abordados alguns dos principais dispositivos utilizados na
proteção dos sistemas elétricos, tais como relés, transformadores de tensão e
transformadores de corrente.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

MAMEDE FILHO, J., MAMEDE, D. R. Proteção de Sistemas Elétricos de


Potência. Rio de Janeiro: LTC, 2017.
SILVA, E. C. Proteção de Sistemas Elétricos de Potência. Rio de Janeiro:
QUALITYMARK, 2014.
SATO, F., FREITAS ,W. Análise de Curto-Circuito e Princípios de Proteção Em
Sistemas de Energia Elétrica: Fundamentos e Prática. Rio de Janeiro: Elsevier,
2015.
PETRUZELLA, F. D. Eletrotécnica II: Série Tekne. Porto Alegre: AMGH, 2014.
45

SIMONE, G. A. Transformadores: Teoria e Exercícios. São Paulo: Érica, 2010.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
CAMINHA, A. Introdução a Proteção dos Sistemas Elétricos. São Paulo: EDGAR
BLUCHER, 2012.
GUEDES, L., FLEURY, N. G. M., NASCIMENTO, J. L. Aplicações de Aterramento
e Proteção de Sistemas Elétricos. São Paulo: Clube dos autores, 2015.
FRANCHI, C. M. Sistemas de Acionamento Elétrico. São Paulo: Érica, 2014.
SOUZA, A. N. SPDA. Sistemas de Proteção Contra Descargas Atmosféricas.
São Paulo: Érica, 2012.
REIS, L. B. Geração de Energia Elétrica. São Paulo: MANOLE, 2017.

Disciplina: Instalações Elétricas Residenciais e Prediais Carga Horária: 60 h

Ementa

Nesta disciplina, o estudante de engenharia elétrica irá adquirir conhecimentos


fundamentais sobre instalações elétricas, com ênfase em sistemas de baixa tensão.
Além disso, será capacitado a participar de projetos multidisciplinares que envolvam
dimensionamento, orçamento e materiais elétricos. A disciplina abordará aspectos
de conservação de energia e noções de subestações elétricas. Esse conhecimento
fornecerá subsídios para que o estudante possa acompanhar e criticar projetos de
instalações elétricas, incluindo luminotécnica, proteção contra descargas
atmosféricas e aterramento.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

CAVALIN, G.; CERVELIN, S. – Instalações Elétricas Prediais – Editora Érica,


2014.
CREDER, H. Instalações Elétricas. 15 ed. São Paulo: LTC, 2007.
LIMA Filho, D.L. Projeto de Instalações Elétricas Prediais: Estude e Use. 11 ed.
São Paulo: ÉRICA, 2008.
BRITTIAN, L.W. Instalações Elétricas: Guia Completo. Rio de janeiro: LTC, 2017
GEBRAN, Amaury Pessoa; RIZZATO, Flávio Adalberto Poloni. Instalações Elétricas
Prediais. Porto Alegre: Bookman, 2017

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
COTRIM, A. Instalações Elétricas. 5 ed. São Paulo: Prentice-Hall do Brasil, 2008.
CREDER, Hélio Manual do instalador eletricista. São Paulo, LTC, 2014.
MAMEDE FILHO, J. Instalações Elétricas Industriais, Rio de Janeiro, LTC, 2010.
SAMED, Márcia M. A. Fundamentos de Instalações Elétricas [Livro Eletrônico].
Curitiba: Intersaberes, 2017.
46

NISKIER, Julio; MACINTYRE, Archibald Joseph. Instalações Elétricas. 6ª edição.


Rio de Janeiro: LTC, 2013.

Disciplina: Estágio Curricular Carga Horária: 60 h

Ementa

Assegurar condições para que formandos (profissionais) possam exercer suas


atribuições não somente, mas também, com plena consciência da responsabilidade
ética assumida perante a sociedade em geral, junto as legítimas organizações que a
integram

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

Anna Cecilia de Moraes Bianchi, Marina Alvarenga, Roberto Bianchi. Manual De


Orientação: Estágio Supervisionado. São Paulo: Cengage Learning, 2009
FARIA, Vivian Maerker. Manual de Carreira: Série Integração Escola de Negócios.
São Paulo: saraiva, 2009
BOYLESTAD, R. Dispositivos Eletrônicos e Teoria de Circuitos. São Paulo:
Pearson, 2013
MALVINO, A. B. Eletrônica; v.2. Porto Alegre: Bookman, 2016
MONK, Simon. Programação com Arduino: Começando com Sketches. Porto
Alegre: Bookman, 2013

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
HAYKIN, S. Sistemas de comunicação. Porto Alegre: Bookman, 2004
PIRES, Cassiano Lobo. Engenharia elétrica ferroviária e metroviária : do trólebus
ao trem de alta velocidade. Rio de Janeiro: LTC, 2014
MONK, Simon. Projetos com arduino e android: use seu smartphone ou tablet
para controlar o arduino. Porto Alegre: Bookman, 2014
RAZAVI, Behzad. Fundamentos de microeletrônica. Rio de Janeiro: LTC, 2014
VAHID, Frank. Sistemas digitais: projeto, otimização e hdls. Porto Alegre:
Bookman, 2008.

Disciplina Optativa: Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) Carga Horária: 60 h

Ementa

Conceitos linguísticos. Linguagem do surdo, cultura e sociedade. Os estudos sobre


a linguagem e a língua de sinais. Componentes linguísticos em LIBRAS. Domínio e
uso básico de LIBRAS.
47

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

CASTRO, Alberto Rainha de; CARVALHO, Ilza Silva de. Comunicação por
Linguagem Brasileira de Sinais. São Paulo: SENAC, 2009.
PEREIRA, Maria Cristina da Cunha et al. LIBRAS: Conhecimento além dos sinais.
São Paulo: Pearson, 2011.
PEREIRA, Rachel de Carvalho. Surdez: aquisição de linguagem e inclusão social.
Rio de Janeiro: Revinter, 2008.
ALMEIDA, Elizabeth Crepaldi. Atividades ilustradas em sinais de LIBRAS. São
Paulo: Revinter, 2014.
GOES, Maria Cecília Rafael de. Linguagem, surdez e educação. São Paulo:
Autores Associados, 2012.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
CAPOVILA, Fernando César. Dicionário enciclopédico ilustrado trilíngue da
língua de sinais brasileira. Vol. 1. São Paulo: EDUSP, 2009.
CAPOVILA, Fernando César. Dicionário enciclopédico ilustrado trilíngue da
língua de sinais brasileira. Vol. 2. São Paulo: EDUSP, 2009.
GESSER, Audrei. LIBRAS?: que língua é essa. São Paulo: Parábola, 2009.
MOURA, Maria Cecilia de. Surdo: caminho para uma nova identidade. São Paulo:
Pearson, 2011.
SACKS, Oliver W. Vendo vozes: uma viagem ao mundo dos surdos. São Paulo:
Companhia das Letras, 2010.

Você também pode gostar