Você está na página 1de 17

Silvio Donizetti de Oliveira Gallo

Graduado em Filosofia -PUC Campinas -SP


(1986),
Mestre em Educação (1990),
Doutor em Educação (1993)
Livre docência em Filosofia da Educação
(2009)
Atualmente é Professor Titular da
Universidade Estadual de Campinas.
Bolsista produtividade do CNPq (2007)
Membro de diversas associações científicas
- Filosofia da Educação no Brasil e no
exterior. (editorial e de revisão)
Professor visitante entre 2013 e 2018 –
França, Uruguai, Colômbia e Chile
Silvio Donizetti de Oliveira Gallo
Projetos de pesquisa – 15
Projeto de Extensão – 08
 Artigos completos e publicados em
periódicos – 82
Livros publicados / organizados - 36
Capítulos de livros – 104
Textos em jornais / revistas – 38
Trabalhos publicados em anais e
congressos – 19
Apresentações de trabalhos –
conferências/ palestras – 331
Participações em bancas e teses de
mestrado e doutorado - ,,,
Metodologia do Ensino de Filosofia:
uma Didática para o Ensino Médio
 O livro é uma consolidação do seu percurso no
EM e universitário, na busca de uma didática
filosófica
 Grupo de Estudos sobre o Ensino de Filosofia
(GESEF), em 1995 reconhecido nacionalmente
– Simpósio, Congressos e publicação de
material - “Ética e cidadania: caminhos da
Filosofia”, prêmio Jabuti em 1998.
 Um sentido para o “ensino e o aprendizado”
e uma reflexão sobre a atividade prática (sala
de aula).
Sentido para o Ensino da Filosofia:
atualidade e suas implicações
 Compreender a filosofia e sua relação com o
ensino;
 Defender a filosofia como “atividade de criação de
conceitos”
 Problematizar as noções de problema e conceito;
 Possibilidades didática para trabalhar em sala de
aula
 O uso de recursos didáticos;
 Desafios contemporâneos para o EF
 Um convite à ação do professor de filosofia em
sala de aula.
Sentido para o Aprendizado
da Filosofia

 Tudo é fruição imediata, sem tempo para o


pensamento organizado; (tempos hipermodernos)
 Deleuze e Guattari “perdemos sem cessar nossas
idéias. É por isso que queremos tanto agarrarmo-
nos a opiniões prontas;
 Afirmam ainda que, não é possível vencer o caos, é
preciso aprender a viver com ele, tirando dele
potencialidades do pensamento.
Sentido para o Aprendizado
da Filosofia

Potencializar a resistência - explorar a


problemática do EF no contexto de uma
“educação menor”;
 “Educação Menor” no interior da escola,
fruto de militância do professor;
Apostar numa filosofia viva, produtiva e
criativa.
Compreender a filosofia e seu ensino

 Uma perspectiva de filosofia que permita um


trabalho coerente em sala de aula;
 Savater – O EF deve superar a dicotomia entre
aprender filosofia (produto) ou aprender a filosofar
(processo), deve ser um convite ao pensamento
próprio.
 “Aprender é tão-somente o intermediário entre não-
saber e saber” (Deleuze)
Criação de conceitos

 Ensino da Filosofia necessita de tratamento filosófico:


 Pensamento conceitual – é uma experiência de pensamento,
que cria conceitos;
 Caráter dialógico – um saber aberto em construção coletiva;
 Postura crítica radical – a busca das raízes das coisas .
 Para Deleuze e Guattari a filosofia não é nem
contemplação, nem reflexão, nem comunicação;
 As potencias do pensamento, embora distintas e
independentes, elas se interpenetram, se atravessam e se
transversalizam:
 Arte – cria perceptos e afetos
 Ciência - cria funções
 Filosofia - cria conceitos
Problemas e conceitos: a problematização e EF
 A filosofia aposta mais no problema do que na
solução e sair da pedagogização explicadora.
 Para Deleuze o pensamento não é “natural”, mas
forçado. E o que nos força a pensar? O problema,
ele é o motor do pensamento.
 Por isso, é importante que cada um viva o seu
problema e crie conceitos como enfrentamento a
tais problemas, não assuma o problema imposto.
...Problemas e conceitos: a problematização e EF

 A pedagogia do conceito parte do problema para criação


do conceito, no qual cada criador inventa o seu método,
seu estilo.
 Como materializar o ensino da filosofia (uma espécie de
bússola numa oficina de conceitos):
 Partir do problema filosófico (contexto do aluno) para examinar
o processo do pensamento conceitual;
 Caminho inverso: a partir do conhecimento do conceito,
explorar e descobrir a problemática que o suscitou (textos
filosóficos).
Possibilidades didáticas
 Os conceitos não estão dados, mas são criados –
pedagogia de conceitos articulada em quatro
momentos didáticos:
 Sensibilização – preparar o aluno para o problema-
vivido por ele (cinema, conto, música, poesia...)
 Problematização – encontrar o problema da/na
sensibilização –desejo de buscar a solução em
diferentes perspectivas (sentido crítico, desconfiança
nas resp. prontas)
 Investigação – como esse problema foi enfrentado
pelo filosofos (ir à história) ferramentas para enfrentar
o problema.
 Conceituação – o que serve para enfrentar o
problema. Convite para recriar conceitos ou criar os
próprios conceitos
Possibilidades didáticas

 O método regressivo – a partir de um conceito ou


conjunto de conceitos criados por um filosofo,
regredir ao(s) problema(s) que o levou(aram) a
criá-lo – oferecer a cada aluno ferramentas para
pensar por si mesmo.
 O pensamento é sempre resultado de uma
violência, somos forçados a pensar.
 O professor media a relação dos alunos com os
conceitos, saindo de cena em seguida para que a
relação com os conceitos seja feita por cada um e
por todos.
O professor e o aprendizado ativo
 Três eixos em para construir um currículo de filosofia:
 Histórico – uma abordagem histórica, documentos
oficiais, enciclopédico, uma biografia dos filósofos.
 Temático – aproxima mais a filosofia de temas vividos
pelos estudantes
 Problemático – conteúdos em torno dos problemas
tratados pela filosofia, esta abarca as duas
abordagens anteriores, mas vai além (força a
pensar).
Recursos didáticos
 Referências para EF produzidos pelo MEC
 PCNEM (1999)
 PCN + (2002)
 OCEM (2006)
 Colecionar arsenal de elementos mais diversos para
conceituação;
 Livro didático para EF estão organizados segundo
perspectiva: histórica e temática da filosofia;
 Ética e cidadania: Caminho da Filosofia – livro;
 A BeCedário de criação filosófica – livro;
 Textos acessíveis aos estudantes do EM:
 Textos básicos de filosofia;
 Textos básicos de ética;
 Seis filósofos na sala de aula v.1 e 2
Formação do professor de filosofia

 A formação do professor deve priorizar a


articulação dos conhecimento da filosofia com a
educação;
 Ter clareza em sua perspectiva de filosofia, sem
esgotar o campo filosófico a que o estudante pode
acessar;
 Que filosofia ensinar?
 Reprodução do mesmo ou
 Oficina de conceitos
 Relação de mediador (saindo de cena)
...Formação do professor de filosofia,
requisitos importantes:
 Criar seus conceitos;
 Domínio crítico da filosofia;
 Conhecer a cultura dos estudantes;
 Domínio de técnicas de interpretação de textos
filosóficos;
 Domínio de técnica de redação;
 Conhecer o contexto escolar
** os cursos de licenciatura têm uma tarefa tão
árdua quanto importante, articular os departamentos
de filosofia e educação.
Desafios da filosofia na escola
 Filosofia – como uma luta contra a opinião;
 Diálogo da filosofia com outros saberes –
Transversalidade (conexão);
 Pedagogia do conceito