Você está na página 1de 10

Geometria Analítica 2.

(Ufba 2011) Considere, no plano cartesiano, os pontos

Parte I ( )
A(0, 2), B(−2, 4), C(0, 6), A’(0, 0), B’ 6 2,0 e um ponto C’
que tem coordenadas positivas.
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:
Um funcionário do setor de planejamento de uma Sabendo que e , determine o
distribuidora de materiais escolares verifica que as lojas dos produto das coordenadas do ponto C’.
seus três clientes mais importantes estão localizadas nos
pontos A(0,0), B(6,0) e C(3,4). Todas as unidades são
dadas em quilômetros. Parte II
O setor de planejamento decidiu instalar um depósito no
ponto P(x,y), de modo que as distâncias entre o depósito 1. (Unicamp 2013) Na formulação de fertilizantes, os
teores percentuais dos macronutrientes N, P e K,
e as três lojas sejam iguais: PA = PB = PC. associados respectivamente a nitrogênio, fósforo e
potássio, são representados por x, y e z.

a) Os teores de certo fertilizante satisfazem o seguinte


sistema de equações lineares:

3x + y − z = 0,20

 2y + z = 0,55
 z = 0,25

Uma pesquisa feita na Loja A estima que a quantidade de
certo tipo de lapiseiras vendidas varia linearmente, de Calcule x e y nesse caso.
acordo com o preço de cada uma. O mesmo ocorre com o b) Suponha que para outro fertilizante valem as relações
preço unitário de determinado tipo de agenda escolar e a 24% ≤ x + y + z ≤ 54%, x ≥ 10%, y ≥ 20% e z = 10%.
quantidade vendida. Indique no plano cartesiano abaixo a região de teores (x,
y) admissíveis para tal fertilizante.
Preço de uma Preço de
Quantidade Quantidade
lapiseira uma agenda
R$ 10,00 100 R$ 24,00 200
R$ 15,00 80 R$ 13,50 270
R$ 20,00 60 R$ 30,00 160

A Loja B monta dois tipos de estojos de madeira fechados.


Um tipo, com 24 lápis de cor em cada estojo, é uma caixa
que tem a forma de um paralelepípedo retângulo de base
quadrada, de 16 cm de lado e volume igual a 576 cm3 .

O outro tipo, com 18 lápis de cor em cada estojo, tem a


forma de um cubo, e o seu custo de fabricação é 3 do
4
custo de fabricação do primeiro estojo.

Para o lojista, o custo de fabricação de cada estojo,


2. (Ita 2013) Determine a área da figura plana situada no
independente de sua forma, é R$0,10 o centímetro
primeiro quadrante e delimitada pelas curvas
quadrado.
x
A Loja C, a menor de todas, trabalha somente com três (y − x − 2)(y + − 2) = 0 e x2 − 2x + y 2 − 8 = 0.
funcionários: Alberto, Beatriz e Carla. A soma dos salários 2
mensais dos três, em dezembro de 2011, era de
R$5.000,00. 3. (Ufpr 2013) Considere as retas r e s representadas no
plano cartesiano abaixo.

1. (Fgv 2012) Determine a quantos quilômetros da Loja A


deverá ser instalado o depósito da distribuidora de
materiais escolares. Aproxime a resposta para um número
inteiro de quilômetros.

www.soexatas.com Página 1
a) Escreva a equação da reta r.
b) Qual deve ser o coeficiente angular da reta s, de modo 8. (Uel 2012) Um pássaro sobrevoa uma rampa conforme
que ela divida o triângulo cinza em dois triângulos com mostra a figura. A ave faz seu voo em linha reta e paralela à
áreas iguais? Justifique sua resposta. calçada.

4. (Ufba 2012) Dados os pontos P(–1, 2) e Q(1, 2),


determine o par de coordenadas cartesianas de cada ponto
S da parábola y = 2x2 , de abscissa x ≠ ±1, de modo que
as retas SP e SQ sejam perpendiculares.

5. (Ufjf 2012) No plano cartesiano, considere os pontos


A( −1,2) e B(3,4).

a) Encontre a equação da reta r que passa por A e forma


com o eixo das abscissas um ângulo de 135º, medido do
eixo para a reta no sentido anti-horário. a) Sabendo-se que a rampa forma um ângulo de 135º com
b) Seja s a reta que passa por B e é perpendicular à reta r. a calçada, conforme mostra a figura, e que a distância do
Encontre as coordenadas do ponto P , determinado pela muro de apoio até o pé da rampa é de 3 metros, calcule
intersecção das retas r e s . o comprimento da rampa.
c) Determine a equação da circunferência que possui b) Determine a menor distância entre o pássaro e a rampa
centro no ponto Q(2,1) e tangencia as retas r e s. no instante em que o pássaro se encontra a 5 metros do
muro e a 6 metros da calçada em que se apoia a rampa.
6. (Uftm 2012) O gráfico representa a função f : ℝ → ℝ, Apresente os cálculos realizados na resolução de cada
x item.
dada por f ( x ) = 6 – 2sen .
2
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:
Notações

ℕ : Conjunto dos números naturais;


ℝ : Conjunto dos números reais;
ℝ + : Conjunto dos números reais não negativos;
i: unidade imaginária; i2 = −1 ;
P(A) : conjunto de todos os subconjuntos do conjunto A;
n(A) : número de elementos do conjunto finito A;
AB : segmento de reta unindo os pontos A e B;
arg z : argumento do número complexo z;
a) Determine p e r.
b) Calcule m, n e q. Em seguida, determine a equação da [a,b] = {x ∈ ℝ : a ≤ x ≤ b}
reta que passa pelos pontos ( 0, n ) e ( q, m ) . A \ B = {x : x ∈ A e x ∉ B}
A c : complementar do conjunto A;
7. (Ufpe 2012) Uma circunferência está circunscrita ao n
triângulo com lados sobre as retas com equações x = 0,
y = 0 e 4x + 3y = 24, conforme a ilustração abaixo.
∑ ak xk = a0 + a1x +a2 x2 + ... + an xn ,n ∈ ℕ .
k =0
Encontre a equação da circunferência e indique a soma das
coordenadas de seu centro e de seu raio. Observação: Os sistemas de coordenadas considerados são

www.soexatas.com Página 2
cartesianos retangulares.
a1x 2 + a2 x + a3
a) Sabendo-se que Q(x) = (com
b1x 2 + b2 x + b3
9. (Ita 2012) As interseções das retas r : x − 3y + 3 = 0, s : x
b1x 2 + b 2 x + b3 ≠ 0) independe de x, pede-se
+ 2y − 7 = 0 e t : x + 7y − 7 = 0, duas a duas,
respectivamente, definem os vértices de um triângulo que determinar seu valor.
é a base de um prisma reto de altura igual a 2 unidades de
comprimento. Determine: b) Na figura, se os pontos A, B e C são vértices de um
triângulo isósceles e o segmento AC é um dos
a) A área total da superfície do prisma. diâmetros da circunferência convenientemente centrada
b) O volume do prisma. na origem do sistema ortogonal, pede-se determinar a
medida do segmento AB em função de a1.
10. (Ufba 2011) Considerem-se em um sistema de
coordenadas cartesianas — tendo o metro como unidade
de medida para os eixos Ox e Oy — duas partículas P1 e P2.
Sabendo que, no instante t = 0, a partícula P1 parte da
origem, na direção positiva do eixo Oy, com velocidade
constante de 2 m/s, e a partícula P2 parte do ponto (10, 0)
em direção à origem dos eixos com velocidade constante
de 1m/s, escreva uma equação da reta que passa pelos
pontos que determinam a posição das duas partículas no
instante em que o quadrado da distância entre elas é
mínimo.

11. (Ufmg 2011) Considere as retas r, s e t de equações,


respectivamente, 14. (Ueg 2010) Em uma chácara há um pasto que é
x+7 utilizado para criar vacas e bezerros. Esse pasto tem área
y = 2x − 4, y = − x + 11 e y = .
5 de dois hectares, sendo que cada um corresponde a um
quadrado de 100 metros de lado. Observações técnicas
a) Trace, no plano coordenado abaixo, os gráficos dessas indicam que cada vaca deverá ocupar uma área de, no
2 2
três retas. mínimo, 1000 m e cada bezerro de, no mínimo, 400 m .
a) De acordo com as observações técnicas, esse pasto
comportará 15 vacas e 15 bezerros? Justifique sua
resposta.
b) Represente algébrica e graficamente as condições dessa
situação, respeitando as observações técnicas.

15. (Ufg 2010) No plano cartesiano, as retas r e s, de


equações 2x − 3y + 3 = 0 e x + 3y − 1 = 0, respecWvamente,
se intersectam em um ponto C. Considerando o ponto
P(0,−4), determine as coordenadas de dois pontos, A ∈ r e B
∈ s , de modo que o segmento CP seja uma mediana do
triângulo ABC.

16. (Ufg 2010) Considere no plano cartesiano, duas retas, r


e s, cujas equações são, respectivamente, dadas por y = x −
b) Calcule as coordenadas dos pontos de interseção 5 e y = 2x + 12. Encontre a equação da reta que passa pelo
A = r ∩ s, B = r ∩ t e C = s ∩ t. ponto P(1,3) e intersecta r e s nos pontos A e B, com A ∈ r e
B ∈ s, de modo que o ponto P seja o ponto médio do
c) Determine a área do triângulo ABC.
segmento AB.

12. (Ufpe 2011) Seja (a, b) o ortocentro do triângulo com


17. (Unicamp 2010) No desenho a seguir, a reta y = ax (a >
vértices nos pontos com coordenadas ( 5,1) , ( 7,2) e (1,3 ) . 0) e a reta que passa por B e C são perpendiculares,
Assinale 4a − 2b . interceptando-se em A. Supondo que B é o ponto (2,0),
resolva as questões que se seguem.
13. (Unifesp 2011) Considere a1, a2 , a3 , b1, b2 , b3 números a) Determine as coordenadas do ponto C em função de a.
reais estritamente positivos, tais que os pontos (a1, b1 ),
(a2 , b2 ) e (a3 , b3 ) pertençam à reta y = 2x.

www.soexatas.com Página 3
b) Supondo, agora, que a = 3, determine as coordenadas do
ponto A e a equação da circunferência com centro em A
e tangente ao eixo x.

4. (Ufmg 2012) Um triângulo equilátero ABC , cujo lado


mede 1 cm, é colocado sobre um plano cartesiano, de
modo que, inicialmente, o lado AC está apoiado sobre o
eixo e o vértice C , sobre a origem.
Em seguida, esse triângulo é girado, seguidamente, sobre o
vértice que está à direita e apoiado sobre o eixo x, como
18. (Ufc 1996) A reta 2x + 3y = 5, ao interceptar os dois mostrado nesta figura:
eixos coordenados, forma com estes um triângulo
retângulo. Calcule o valor da hipotenusa desse triângulo.

Parte III

1. (Ita 2013) Determine a área da figura plana situada no


primeiro quadrante e delimitada pelas curvas

x
(y − x − 2)(y + − 2) = 0 e x2 − 2x + y 2 − 8 = 0.
2
a) Determine uma equação que descreve a trajetória do
2. (Unicamp 2013) Considere a família de retas no plano ponto A, da sua posição inicial até ele tocar novamente,
cartesiano descrita pela equação pela primeira vez, o eixo x.
(2 − p )x + (2p + 1)y + 8 p + 4 = 0, nas variáveis x e y, em b) Determine o comprimento da trajetória percorrida pelo
que p é um parâmetro real. ponto A, da sua posição inicial até ele tocar novamente,
pela primeira vez, o eixo x.
a) Determine o valor do parâmetro p para que a reta c) Determine as coordenadas de todos os pontos da
correspondente intercepte perpendicularmente o eixo y. 1
Encontre o ponto de interseção neste caso. trajetória do ponto A que estão a uma altura do eixo
2
b) Considere a reta x + 3 y + 12 = 0 dessa família para p = x.
1. Denote por A o seu ponto de interseção com o eixo x e
por O a origem do plano cartesiano. Exiba a equação da 5. (Unicamp 2011) Suponha um trecho retilíneo de estrada,
circunferência em que o segmento OA é um diâmetro. com um posto rodoviário no quilômetro zero. Suponha,
também, que uma estação da guarda florestal esteja
3. (Ufpe 2012) Uma circunferência está circunscrita ao localizada a 40 km do posto rodoviário, em linha reta, e a
triângulo com lados sobre as retas com equações x = 0, 24 km de distância da estrada, conforme a figura a seguir.
y = 0 e 4x + 3y = 24, conforme a ilustração abaixo.
Encontre a equação da circunferência e indique a soma das
coordenadas de seu centro e de seu raio.

a) Duas antenas de rádio atendem a região. A área de


cobertura da primeira antena, localizada na estação da

www.soexatas.com Página 4
guarda florestal, corresponde a um círculo que tangencia
a estrada. O alcance da segunda, instalada no posto
rodoviário, atinge, sem ultrapassar, o ponto da estrada
que está mais próximo da estação da guarda florestal.
Explicite as duas desigualdades que definem as regiões
circulares cobertas por essas antenas, e esboce essas
regiões no gráfico abaixo, identificando a área coberta
simultaneamente pelas duas antenas.

b) Pretende-se substituir as antenas atuais por uma única


antena, mais potente, a ser instalada em um ponto da
estrada, de modo que as distâncias dessa antena ao
posto rodoviário e à estação da guarda florestal sejam
iguais. Determine em que quilômetro da estrada essa
antena deve ser instalada.

6. (Ufpe 2011) Na ilustração a seguir, temos a


circunferência com equação x 2 + y 2 + 6x + 8y = 75 e a
reta passando pela origem e pelo centro da circunferência.
Determine o ponto da circunferência mais distante da
origem e indique esta distancia.

www.soexatas.com Página 5
Parte IV
1. (Ufjf 2012) No plano cartesiano, considere os pontos a) Determine a equação da circunferência de centro no
A( −1,2) e B(3,4). ponto A e que contém o ponto B.
b) Encontre a equação da reta que passa pelo ponto médio
a) Encontre a equação da reta r que passa por A e forma do segmento AB e é perpendicular ao mesmo
com o eixo das abscissas um ângulo de 135º, medido do segmento.
eixo para a reta no sentido anti-horário. c) Fixando a extremidade em A e rotacionando a haste no
b) Seja s a reta que passa por B e é perpendicular à reta r. sentido horário em 60°, quais são as coordenadas da
Encontre as coordenadas do ponto P , determinado pela posição final da extremidade inicialmente em B ?
intersecção das retas r e s .
c) Determine a equação da circunferência que possui 6. (Ufjf 2007) Considere o retângulo ABCD a seguir. Os
centro no ponto Q(2,1) e tangencia as retas r e s. pontos C e D têm coordenadas cartesianas respectivamente
iguais a (9, 4) e (1, 4). O ponto E é um ponto no segmento
2. (Ufjf 2012) Considere as retas r1 : y = m1x + b1 e  1
r2 : y = m2 x + b2 , tais que r1 e r2 são paralelas, a reta r1 CD tal que EC =   CD e AEB é um ângulo reto.
4
passa pelo ponto A(0, 2) e a reta r2 passa pelo ponto B(1,
0). Sabendo que a reta ℓ passando pelos pontos A e B é
perpendicular à reta r1, qual é o valor do produto m2 ⋅ b1 ?
1
a) − .
2
b) 0.
1
c) .
2
d) 1.
e) 2.

3. (Ufjf 2011) No plano cartesiano, considere os pontos


2 5
A  ,  , B ( 2,5 ) e C ( 4,3 ) , e a reta r que passa pelo A reta que passa pelos pontos B e E tem equação na forma
3 3 y = áx + â, onde:
ponto A e que divide o ângulo BÂC ao meio. Sabendo a) á ∈ [ - 2, - 1] e â < - 7.
que os pontos B e C pertencem a uma circunferência de b) á ∈ [ - 4, - 2] e 0 < â < 1.
centro A, qual é a ordenada do ponto em que a reta r c) á ∈ [ - 1, 0] e â < 9.
intersecta o eixo y ? d) á ∈ [ - 2, - 1] e â > 11.
7 e) á ∈ [ - 3, - 2] e â > 10.
a)
6
7. (Ufjf 2007) Considere uma circunferência C1 de equação
4 2 2
b) x + y + 8x – 2y – 83 = 0. Seja agora uma circunferência C2
3
de centro em O(13, –2) que passa pelo ponto P(9, 0). A área
2
c) da figura plana formada pelos pontos internos à
3 circunferência C1 e externos à circunferência C2, em
3 unidades de área, é:
d)
4 a) 20р.
e) 1 b) 80ð.
c) 100ð.
4. (Ufjf 2011) No plano cartesiano, seja λ a circunferência d) 120ð.
de centro C = (3,5) e raio 4 e seja r a reta de equação y = -x e) 200ð.
+6.
2 2
8. (Ufjf 2007) Considere a circunferência ë : x + y - 4x - 6y
a) Determine todos os valores de x para os quais o ponto P - 3 = 0 e a reta r : x + y = 0.
= (x, y) pertence à reta r e está no interior da
circunferência λ .
b) Encontre a equação cartesiana da circunferência λ1 a) Determine a equação da reta que passa pelo centro da
concêntrica à circunferência λ e tangente à reta r. circunferência ë e é perpendicular à reta r.
5. (Ufjf 2011) No plano cartesiano, considere uma haste b) Determine a equação da circunferência concêntrica à
metálica rígida, de espessura desprezível, com circunferência ë e tangente à reta r.
extremidades nos pontos A(3, 3) e B(5, 1).

www.soexatas.com Página 6
9. (Ufjf 2006) Os centros das circunferências tangentes às PJ 
2 2 2 2
circunferências x + y = 25 e (x - 10) + y = 25 formam  cortes retilíneos
PK 
triângulos equiláteros com os centros dessas duas
M − ponto médio do raio OB
circunferências. N − ponto médio do raio AO
Determine as equações dessas circunferências tangentes. P − ponto médio do raio OC
J − intersecção da semirreta PM com a circunferência
10. (Ufjf 2003) Sobre o conjunto de pontos de interseção K − intersecção da semirreta PN com a circunferência
2 2
da circunferência x + (y - 2) = 2 com a reta mx - y + 2 = 0,
onde m é real, podemos afirmar que: Calcule a distância entre os pontos J e K.
a) contém um único ponto.
b) é o conjunto vazio. 3. (Uerj 2013) Um objeto de dimensões desprezíveis, preso
c) contém dois pontos. por um fio inextensível, gira no sentido anti-horário em
d) contém três pontos. torno de um ponto O. Esse objeto percorre a trajetória T,
e) depende de m cuja equação é x2 + y 2 = 25. Observe a figura:

Parte V

1. (Uerj 2014)

Admita que o fio arrebente no instante em que o objeto se


encontra no ponto P(4,3). A partir desse instante, o objeto
segue na direção da reta tangente a T no ponto P.
Determine a equação dessa reta.

4. (Uerj 2012) A figura abaixo representa a superfície plana


de uma mesa retangular BFGH na qual estão apoiados os
seguintes instrumentos para desenho geométrico, ambos
de espessuras desprezíveis:

– um transferidor com a forma de um semicírculo de centro


No gráfico acima, estão indicados os pontos A(1,0), B(2,1) e
C(0,1), que são fixos, e os pontos P e Q, que se movem O e diâmetro AB;
simultaneamente. O ponto P se desloca no segmento de – um esquadro CDE, com a forma de um triângulo
reta de C até A, enquanto o ponto Q se desloca no retângulo isósceles.
segmento de A até B. Nesses deslocamentos, a cada
instante, a abscissa de P é igual à ordenada de Q.
Determine a medida da maior área que o triângulo PAQ
pode assumir.

2. (Uerj 2014) Um disco metálico de centro O e diâmetro


AB = 4 dm, utilizado na fabricação de determinada peça, é
representado pelo seguinte esquema:

Considere as informações abaixo:

ED está contido em BF;


OA está contido em BH;
AB = 10 cm;
BD = 13 cm.

Calcule a medida, em centímetros, do menor segmento que


liga a borda do transferidor à borda do esquadro.

www.soexatas.com Página 7
5. (Uerj 2009) Em uma folha de fórmica retangular 1. (Unicamp 2014) No plano cartesiano, a reta de equação
ABCD, com 15 dm de comprimento AB por 10 dm 2x − 3y = 12 intercepta os eixos coordenados nos pontos
A e B. O ponto médio do segmento AB tem coordenadas
de largura AD, um marceneiro traça dois segmentos de
 4
reta, AE e BD. No ponto F, onde o marceneiro a)  4,  .
 3
pretende fixar um prego, ocorre a interseção desses
b) (3, 2)
segmentos.
 4
c)  4, −  .
A figura a seguir representa a folha de fórmica no primeiro  3 
quadrante de um sistema de eixos coordenados. d) (3, − 2).

2. (Fuvest 2014) Considere o triângulo ABC no plano


cartesiano com vértices A = (0, 0), B = (3, 4) e C = (8, 0).
O retângulo MNPQ tem os vértices M e N sobre o eixo das
abscissas, o vértice Q sobre o lado AB e o vértice P
sobre o lado BC. Dentre todos os retângulos construídos
desse modo, o que tem área máxima é aquele em que o
ponto P é
 16 
a)  4, 
 5 
 17 
b)  ,3 
 4 
 12 
c)  5, 
Considerando a medida do segmento EC igual a 5 dm,  5 
determine as coordenadas do ponto F.  11 
d)  ,2 
2 
 8
e)  6, 
6. (Uerj 2008) Uma partícula parte do ponto A(2; 0),  5
movimentando-se para cima (C) ou para a direita (D), com
velocidade de uma unidade de comprimento por segundo 3. (Fuvest 2013) São dados, no plano cartesiano, o ponto P
no plano cartesiano. de coordenadas (3,6) e a circunferência C de equação
O gráfico a seguir exemplifica uma trajetória dessa ( x − 1)2 + ( y − 2 )2 = 1. Uma reta t passa por P e é tangente
partícula, durante 11 segundos, que pode ser descrita pela
a C em um ponto Q. Então a distância de P a Q é
sequência de movimentos CDCDCCDDDCC.
a) 15
b) 17
c) 18
d) 19
e) 20

4. (Unicamp 2013) Na formulação de fertilizantes, os


teores percentuais dos macronutrientes N, P e K,
associados respectivamente a nitrogênio, fósforo e
potássio, são representados por x, y e z.

a) Os teores de certo fertilizante satisfazem o seguinte


sistema de equações lineares:
Admita que a partícula faça outra trajetória composta
somente pela sequência de movimentos CDD, que se
3x + y − z = 0,20
repete durante 5 minutos, partindo de A. Determine a 
equação da reta que passa pela origem O (0,0) e pelo  2y + z = 0,55
 z = 0,25
último ponto dessa nova trajetória. 

Calcule x e y nesse caso.


Parte VI

www.soexatas.com Página 8
b) Suponha que para outro fertilizante valem as relações
24% ≤ x + y + z ≤ 54%, x ≥ 10%, y ≥ 20% e z = 10%.
Indique no plano cartesiano abaixo a região de teores (x,
y) admissíveis para tal fertilizante.

a) Determine as coordenadas do ponto de tangência entre


o círculo e a reta y = − x/2 .
b) Determine a equação da reta que passa pela origem e
pelo ponto C, centro do círculo.

8. (Unicamp 2012) A área do triângulo OAB esboçado na


figura abaixo é

5. (Unifesp 2013) Considere o sistema de inequações

 x 2 + y 2 − 2x ≥ 0

2
 2  3 1
( x − 1) +  y −  ≤
  2  4

a) Represente graficamente, em sistema cartesiano de


eixos ortogonais, a solução desse sistema de inequações. 21
a)
b) Calcule a área da superfície que representa a solução 4
gráfica do sistema de inequações. 23
b)
4
6. (Unicamp 2013) Considere a família de retas no plano 25
cartesiano descrita pela equação c)
4
(2 − p )x + (2 p + 1)y + 8 p + 4 = 0, nas variáveis x e y, em
27
que p é um parâmetro real. d)
4
a) Determine o valor do parâmetro p para que a reta
9. (Fuvest 2012) No plano cartesiano Oxy , a
correspondente intercepte perpendicularmente o eixo y.
Encontre o ponto de interseção neste caso. circunferência C é tangente ao eixo Ox no ponto de
b) Considere a reta x + 3 y + 12 = 0 dessa família para p = abscissa 5 e contém o ponto (1, 2). Nessas condições, o raio
1. Denote por A o seu ponto de interseção com o eixo x e de C vale
por O a origem do plano cartesiano. Exiba a equação da a) 5
circunferência em que o segmento OA é um diâmetro. b) 2 5
c) 5
7. (Unicamp 2012) Um círculo de raio 2 foi apoiado sobre d) 3 5
as retas y = 2x y = − x/2 , conforme mostra a figura e) 10
abaixo.
10. (Unifesp 2011) Considere a1, a2 , a3 , b1, b2 , b3 números
reais estritamente positivos, tais que os pontos (a1, b1 ),
(a2 , b2 ) e (a3 , b3 ) pertençam à reta y = 2x.

a1x 2 + a2 x + a3
a) Sabendo-se que Q(x) = (com
b1x 2 + b2 x + b3
b1x 2 + b2 x + b3 ≠ 0) independe de x, pede-se
determinar seu valor.

www.soexatas.com Página 9
b) Na figura, se os pontos A, B e C são vértices de um
triângulo isósceles e o segmento AC é um dos
diâmetros da circunferência convenientemente centrada
na origem do sistema ortogonal, pede-se determinar a
medida do segmento AB em função de a1.

www.soexatas.com Página 10