Você está na página 1de 19

Primeira série

Paul Harris e John Lenehan


Melhore sua Percepção Musical

Editora Faber Music, 2006

Tradução realizada sem fins lucrativos para ser utilizada nos


Cursos Livres de Extensão em Música da UEA
Por que Percepção Musical é importante?
(Faixa 1) Você pode se perguntar por que deve estudar Percepção Musical?
A resposta é que a Percepção Musical vai te ajudar a melhorar como músico e –
isto pode te surpreender – ela vai te ajudar talvez mais que qualquer outra
habilidade musical.
A Percepção Musical trata do entendimento e do processamento, na sua
cabeça, da música que você ouve e vê. Estudando ela você vai ver que sua
execução musical melhora muito. Você será capaz de tocar de forma mais
expressiva e dentro do estilo, se tornará mais sensível à qualidade e controle das
alturas, sua leitura musical vai melhorar, você será capaz de reparar seus próprios
erros, ficará mais sensível aos outros quando estiver tocando ou cantando em
grupo, ficará mais atento à afinação, irá melhorar sua habilidade de memorizar
música e também de improvisar e compor.
Todos os elementos do treinamento musical estão, obviamente, conectados.
Então, ao trabalhar com as atividades desse livro você estará se conectando a
muitos deles. Você estará ouvindo, cantando, batendo ritmos, tocando seu
instrumento, escrevendo música, improvisando e compondo – assim como estará
desenvolvendo aquela habilidade vital de se sair bem nos testes da sua série!
Estudar Percepção Musical não é um opcional ou um “extra” – apenas para
“tirar a poeira” alguns dias (ou mesmo horas) antes de um teste. Isso é algo que
você pode desenvolver e pensar sobre durante todo o tempo e, à medida que você
for fazendo as atividades envolventes e divertidas desse livro, você verá o quão
importante e útil é ter um bom ouvido musical (ou ser bom em Percepção Musical).

Como usar esse livro


Quando você tiver alguns minutos (talvez no começo ou no final de uma
sessão de prática), sente-se com seu instrumento, junto do seu CD player, e abra
esse livro. Escolha uma seção e faça as atividades – você não precisa de muito
tempo. Mas, independentemente do que você fizer, faça com cuidado, repetindo
cada atividade se você sentir que isso vai ajudar. De fato, muitas atividades serão
divertidas de repetir. Garanta que você vá voltar ao livro com regularidade.
Então, boa sorte e aproveite para melhorar sua percepção musical!

Paul Harris e John Lenehan

4
Seção 1
PULSO

O pulso é o coração da música. Ele divide o tempo em unidades regulares e iguais.


Caminhe com passos pequenos, constantes e regulares; escute um relógio fazendo
tic-tac, ou observe um pêndulo se movendo; observe uma máquina de lavar roupa
ou de lavar pratos – todos esses são exemplos de pulso.

• O pulso está em todo lugar a nossa volta. Em quantos tipos de pulso você
consegue pensar?

• (Faixa 2) Este é um pulso estável. Ande em volta da sala obedecendo o pulso.


Assim que você terminar de ouvir a faixa, continue a ouvir o pulso em sua
cabeça.

O pulso pode ser agrupado em padrões de duas ou mais notas. Cada pulso
individual é normalmente chamado de “tempo”.

• (Faixa 3) Estes são pulsos agrupados de dois em dois. Bata palmas junto com
os pulsos.

• (Faixa 4) Estes são pulsos agrupados de três em três. Bata palmas junto com
os pulsos.

5
Quando se escreve música, cada grupo de pulsos é dividido por um traço. O
espaço entre cada traço é chamado de “compasso”, e o traço leva o nome de
“barra de compasso”.

• Desenhe as barras de compasso:

Compassos que possuem dois pulsos são chamados de “compassos binários”.


Compassos que possuem três pulsos são chamados de “compassos ternários”.

Atividades de escuta

1) (Faixa 5) Bata palmas junto com o pulso, se unindo a ele assim que possível.
De tempos em tempos o pulso na gravação vai parar. Continue batendo constante
e regularmente até você ouvir o apito.

2) (Faixa 6) Dessa vez, ao invés de bater palmas com o pulso, ouça ele em sua
cabeça.

3) (Faixa 7) Neste exemplo existem mais partes em silêncio. Continue batendo


palmas no pulso ao longo da faixa. Você está bem junto com o pulso quando ele
volta a tocar?

4) (Faixa 8) Dessa vez ouça o pulso na sua cabeça. Você está junto com o pulso
quando ele volta?

5) (Faixa 9) Nesta faixa existem quatro pulsos por compasso. Depois de dois
compassos de introdução, um tempo vai estar faltando em cada compasso (será
sempre o mesmo). Bata palmas apenas no tempo que falta. Que tempo é esse?

6) (Faixa 10) Aqui temos um exercício semelhante, mas com três tempos por
compasso. Bata palmas novamente no tempo faltante. Que tempo é esse?

6
7) (Faixa 11) Aqui temos um exercício que vai te ajudar a desenvolver seu senso
interno de pulso. Você vai ouvir três compassos binários e então o áudio vai parar.
Continue contando sozinho e apenas dentro da sua cabeça. Em qual compasso e
em qual tempo dele ocorre um som diferente? Que som é esse?

8) (Faixa 12) Aqui está um exemplo semelhante em compasso ternário. Em que


compasso e em qual tempo acontece o som? Desta vez o som é tocado por um
instrumento. Você consegue dizer qual?

9) (Faixa 13) Aqui estão quatro exemplo de música em compasso binário. Bata
palmas (ou bata de outra forma) acompanhando o pulso logo que conseguir.

10) (Faixa 14) Aqui estão mais quatro exemplos, agora em compasso ternário.
Novamente, bata palmas (ou bata de outra forma) acompanhando o pulso logo que
conseguir.

11) (Faixa 15) Bata palmas (ou bata de outra forma) o pulso de cada um dos
exemplos a seguir, unindo-se a eles assim que possível. Depois de cada um,
escreva se ele está em compasso binário ou ternário.

1 - __________ 2 - __________ 3 - __________ 4 - __________ 5 - __________

12) (Faixa 16) Nesse exemplo você vai ouvir uma série de pequenas frases rítmicas
de compasso binário, tocadas em um pulso constante. Bata cada uma delas logo
em seguida, como um eco. O primeiro exercício está feito para você.

13) (Faixa 17) Aqui estão mais alguns exercícios, agora em compasso ternário.
Novamente, o primeiro está feito para você.

14) (Faixa 18) Desta vez, ao invés de repetir o ritmo, improvise sua resposta
rítmica.

15) (Faixa 19) Ouça a frase que será repetida quatro vezes. Escreva o ritmo na
linha abaixo:

7
16) (Faixa 20) Agora temos aqui um exemplo em compasso ternário. Ouça a frase,
que será repetida quatro vezes e então escreva o ritmo:

17) Peça para que seu professor toque uma das peças que você está aprendendo.
Bata a pulsação. Quantos tempos existem por compasso?

18) Ouça na sua cabeça os primeiros quatro compassos de uma peça que você está
estudando. Agora, sem ouvir a música, responda as perguntas:
• Quantos pulsos existem por compasso? _______________________________
• Quais são os valores das duas primeiras notas? _________________________
• Existe alguma pausa nos primeiros quatro compassos? ___________________
• Se sim, que pausas são essas? _______________________________________
• Ouça os quatro primeiros compassos em sua cabeça e, ao mesmo, bata o pulso.
• Agora escute o pulso em sua cabeça e bata o ritmo.
• Escreva o ritmo dos quatro primeiros compassos. Coloque a fórmula de
compasso.

Volte e repita esse exercício usando outra peça que esteja estudando, ou outros
quatro compassos da mesma peça.

8
Seção 2
ALTURAS

• Cante a nota mais alta ou fina que você consegue (confortavelmente) – e agora
a mais baixa ou grossa. Agora cante uma das notas do meio.

Cada uma dessas notas é uma “altura” diferente. Altura é o quão “fino” ou
“grosso” uma nota soa. Em música, quando um som é alto ou fino dizemos que
ele é agudo; quando um som é baixo ou grosso, dizemos que ele é grave.

• Vá até um piano ou teclado eletrônico (ou use seu instrumento, se não tiver
acesso a um destes) e cante uma nota aguda confortável. Agora tente encontra-
la em seu instrumento. Faça o mesmo com uma nota grave. Quão distantes
estão suas notas aguda e grave? É mais de uma oitava?

Assim como o pulso, as alturas também estão a nossa volta. Você se lembra de
algum som de animal que seja grave ou agudo? Por exemplo, passarinhos
geralmente cantam agudo, e leões rugem bastante grave em termos de altura.
Como você descreveria a altura do que segue?
o O rangido de uma porta
o A campainha da sua casa
o O toque do seu telefone
o O motor de um carro

• (Faixa 21) Agora ouça as três peças da faixa 21. Uma é aguda (A), outra é
média (M) e uma é grave (G). Escreva o que você ouviu usando A, M ou G.

1 - __________ 2 - __________ 3 - __________

Conhecendo sua voz

• Toque uma nota no piano (ou no seu instrumento) na metade da sua tessitura.
Ouça-a cuidadosamente e cante-a em sua cabeça como um leve “hummm”.
• Agora faça o “hum” ficar mais forte, ainda dentro da sua cabeça. Então comece
a cantar o “hum” bem fraquinho. Gradualmente cante mais forte. Você
encontrou a altura de uma nota! Repita isso usando notas diferentes.
• Agora toque duas notas vizinhas, uma depois da outra. Ouça-as em sua cabeça
e então cante-as usando “hum”, “lá” ou outro som. Repita isso várias vezes
usando outros pares de notas.
• Cante uma frase de uma peça que você está estudando. Tenha o hábito de cantar
pelo menos algumas notas todo dia.

9
Atividades de escuta

1) (Faixa 22) Uma série de notas pode se mover de três diferentes formas – elas
podem ser as mesmas, subirem ou descerem. Nesta faixa você vai ouvir algumas
frases de duas notas. Algumas sobem (S), outras descem (D) e algumas são a
mesma (M) nota. Agora ouça as frases e escreva as letras S, D ou M, conforme o
que você ouvir:

1 - ________ 2 - ________ 3 - ________ 4 - ________ 5 - ________

2) (Faixa 23) Agora você vai ouvir o exemplo novamente. Dessa vez você terá um
longo tempo entre cada exercício para escrever as notas abaixo. Aqui está como o
primeiro exercício deve se parecer:

3) (Faixa 24) Aqui estão as mesmas notas novamente. Desta vez cante cada padrão
de duas notas após ouvi-lo. O primeiro está cantado para você.

4) (Faixa 25) Agora, com o seu instrumento, toque as notas que você ouvir. A
primeira nota é um Dó de concerto. Comece tocando essa nota em qualquer oitava.
(Instrumentos em Si bemol começam tocando Ré; instrumentos em Mi bemol
começam em Lá)

5) (Faixa 26) Nesta faixa existem quatro pequenas frases. Cante cada uma delas
assim que ouvir. A primeira está cantada para você.

6) (Faixas 27 a 30) Nestas quatro faixas você vai ouvir mais algumas frases. Siga
as instruções do CD.

10
7) Agora experimente escrever suas próprias frases curtas usando as notas Dó, Ré
e Mi. Escreva-as abaixo, escute-as em sua cabeça, cante-as e, por fim, toque-as.

8) Junto com um amigo, toque suas músicas do exercício anterior (seu colega não
pode ver as notas no instrumento). Peça ao amigo que cante e toque as músicas de
volta.

9) (Faixas 31 a 36) Aqui estão mais algumas frases curtas. Cante cada uma delas
assim que ouvir.

10) Escolha uma frase de dois compassos de uma peça que você está estudando e
responda as perguntas:
• Quantas alturas diferentes existem na frase? ___________________________
• Existem notas repetidas? __________________________________________
• Qual é o nome da primeira nota? ____________________________________
• Toque a primeira nota e então escute o restante da frase em sua cabeça.
• Agora cante a frase, primeiro olhando para a partitura e depois de memória.
• Agora, de memória, escreva a frase abaixo.

11
Seção 3
OUVINDO MUDANÇAS

• Observe as figuras abaixo e tente encontrar as oito diferenças:

12
Não foi tão difícil! Ouvir as diferenças entre duas frases musicais também não é
difícil. Você só precisa estar bem atento, pois isso deve ser feito de memória e tudo
acontece em pouco tempo.
• Cubra a figura da direita com sua mão. Agora observe a figura da esquerda e
estude-a por aproximadamente 30 segundos.

• Agora inverta – cubra a figura da esquerda e estude a da direita. Tente observar


as diferenças SEM OLHAR A OUTRA FIGURA DE VOLTA.

Não é tão fácil porque você tem que se lembrar da primeira figura. Isto é
semelhante ao modo como você deve pensar quando ouvir mudanças em frases
musicais – está tudo na memória...

Atividades de escuta

Nos testes você vai sempre ouvir uma frase que, quando repetida, vai ter uma nota
alterada. A nova nota pode ser mais aguda ou mais grave que a original, e a
mudança pode acontecer no começo (uma das duas primeiras notas) ou no fim
(uma das duas últimas notas).

1) (Faixa 37) Lembre-se, em qualquer frase de duas notas a segunda nota pode
fazer uma dentre três coisas. Ele pode ser a mesma, subir (de altura) ou descer (de
altura). Em cada frase de duas notas desta faixa escreva se a segunda nota subiu
(S), desceu (D) ou foi a mesma (M).

1 - ________ 2 - ________ 3 - ________ 4 - ________ 5 - ________

6 - ________ 7 - ________ 8 - ________ 9 - ________ 10 - ________

13
2) (Faixa 38) Nesses exercícios você vai ouvir quatro notas tocadas duas vezes.
Na segunda vez uma nota vai estar alterada. Escreva o número da nota que foi
alterada (1, 2, 3 ou 4).

1 - ________ 2 - ________ 3 - ________ 4 - ________

5 - ________ 6 - ________ 7 - ________ 8 - ________

3) (Faixa 39) Nessa faixa você vai ouvir algumas frases de dois compassos, em
compasso ternário. Na segunda vez vai haver uma mudança perto do começo (C)
ou perto do fim (F). Escreva onde ocorreu a mudança (C ou F).

1 - ______ 2 - ______ 3 - ______ 4 - ______ 5 - ______ 6 - ______

4) Ouça a faixa 39 novamente e, dessa vez, escreva se a mudança foi para uma
nota mais aguda (A) ou grave (G).

1 - ______ 2 - ______ 3 - ______ 4 - ______ 5 - ______ 6 - ______

5) (Faixa 40) Agora você vai ouvir algumas frases de dois compassos, com quatro
tempos por compasso – novamente, na segunda audição vai haver uma mudança
perto do começo ou do final. Escreva onde você ouviu a mudança (C ou F).

1 - ______ 2 - ______ 3 - ______ 4 - ______ 5 - ______ 6 - ______

6) Ouça a faixa 40 novamente e, dessa vez, escreva se a mudança foi para uma
nota mais aguda (A) ou grave (G).

1 - ______ 2 - ______ 3 - ______ 4 - ______ 5 - ______ 6 - ______

14
7) (Faixa 41) Abaixo você verá uma música bem conhecida. Primeiro, lendo a
música, ouça a peça em sua cabeça. Na gravação o pianista cometeu alguns erros!
À medida que você ouve a gravação, coloque um X em cima das notas que foram
tocadas erradas. Ouça mais de uma vez se precisar.

15
Seção 4
APRENDENDO A OUVIR MÚSICA

Aprender a se ouvir cuidadosamente e a ouvir outras pessoas tocando música vai


te ajudar a melhorar muito seu modo de tocar. Existe um grande número de coisas
que precisamos ouvir, mas para os exames da 1ª série você terá apenas que saber
sobre dinâmicas (tocar forte e fraco) e articulações (tocar ligado ou destacado).

Desde quando você se levanta de manhã existem vários momentos em que você
escuta música. Sempre se pergunte sobre:
o Essa música é forte ou piano (fraca)?
o Essa música é em staccato (destacado) ou legato (ligado)?
o A música fica gradualmente mais forte – crescendo – ou mais fraca –
diminuendo?
o Que instrumentos estão tocando?

Atividades de escuta

1) (Faixa 42) Enquanto você ouve as músicas desta faixa, escreva para as
seções em forte e para as sessões em piano.

1 - _________ _________
2 - _________ _________ _________
3 - _________ _________ _________ _________

2) (Faixa 43) Enquanto você ouve cada uma das três pequenas peças nesta faixa,
escreva L para as seções em legato e S para as seções em staccato.

1 - _________ _________
2 - _________ _________ _________
3 - _________ _________ _________

16
3) (Faixa 44) Agora escreva (crescendo) e (diminuendo)
conforme o que você ouvir.

1 - ____________ ____________
2 - ____________ ____________
3 - ____________ ____________ ____________

4) Cada uma das próximas faixas contém uma peça. Cada peça será tocada duas
vezes. Depois da segunda audição responda as perguntas:
(Faixa 45) A peça começou forte? ______________________________________
(Faixa 46) O final foi mais forte que o começo? ___________________________
(Faixa 47) A seção em legato foi no começo ou no fim? _____________________
(Faixa 48) Onde apareceu o staccato? ___________________________________
(Faixa 49) As mudanças de piano para forte foram súbitas ou graduais? ________

5) Desta vez cada peça será tocada uma única vez e seu professor fará as perguntas
ao final da audição:
(Faixa 50) ________________________________________________________
(Faixa 51) ________________________________________________________
(Faixa 52) ________________________________________________________
(Faixa 53) ________________________________________________________
(Faixa 54) ________________________________________________________

6) Usando uma peça que você esteja estudando, tente o seguinte:


• Coloque na partitura mais sinais de dinâmica (a lápis) e toque a peça para seu
professor. Seu professor consegue ouvir todas as dinâmicas extras?
• Toque a peça ignorando todas as marcações.
• Toque a peça exagerando todas as marcações.

• Toque a peça invertendo todas as dinâmicas (por exemplo, troque por ,


por , etc.)
• Toque as seções em legato como staccato e vice-versa, ou se a peça estiver
inteira em legato toque como staccato e vice-versa.

17
Seção 5
FAZENDO CONEXÕES

Essas atividades divertidas te mostram como conectar atividade de Percepção


Musical com outros aspectos da música. Escolha uma delas por vez para praticar.
... com escalas
Toque a primeira nota de uma escala maior que você conheça bem e então ouça o
resto da escala na sua cabeça. Agora toque a escala bem devagar, ouvindo as notas
em sua cabeça ANTES de tocar.
... com a qualidade do som
Ouvir a qualidade do som que você toca é parte do estudo de Percepção Musical.
Escolha uma peça que você esteja aprendendo e toque a primeira nota (ou, se for
uma peça para piano, o primeiro acorde ou notas das duas mãos juntas) com a
melhor qualidade de som que você conseguir.
... com intervalos
Toque uma nota e, na sua cabeça, ouça a nota um tom (ou uma segunda maior)
acima (por exemplo, toque Dó e ouça Ré). Então toque a nota para conferir se você
a imaginou corretamente. Procure alguns exemplos de notas para fazer esse
exercício com as peças que você está estudando.
... com leitura à primeira vista
Escolha uma peça para leitura à primeira vista e tente ouvi-la primeiro em sua
cabeça. Só depois toque.
... com memória
Escolha uma frase curta de uma peça que você esteja estudando (de dois a quatro
compassos de tamanho). Toque-a algumas vezes. Então, sem a partitura, ouça a
frase algumas vezes na sua cabeça e toque de memória.
... com ritmos
Construa um ritmo de quatro compassos na sua cabeça. Então escreva ele e toque
com palmas.

... com regência


Ouça uma música do seu programa de TV favorito. Qual é o tipo de compasso?
Peça a seu professor como encontrar o pulso dessa música e, da próxima vez que
a ouvir na TV, marque os tempos como um maestro.

18
... com história da música
Como um músico em desenvolvimento você precisará reconhecer mudanças
históricas nos estilos de música. Entender sobre estilo e períodos musicais também
vai te ajudar a tocar suas peças com mais convicção e autoridade. Você vai ouvir
quatro peças, cada uma de um período histórico diferente. Usando as descrições,
conecte os quadros.

Barroco
Dança lenta em compasso ternário 1ª música

Clássico 2ª música
Movimento de sonata com escalas

Romântico
3ª música
Peça descrevendo uma tempestade

Século XX e XXI
4ª música
Balada em estilo pop

19