Você está na página 1de 14

V O S L IB

E
A

R
- V E R IT

ABI -
T
A. CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE MANAUS – CEULM/ULBRA

I
II
. M
C M L X X X
D

FABIO SENA DA LUZ


JORGE FAGNER CHAGAS RODRIGUES
MARCELO ALVES DA CRUZ
ODELOMAR SILVA DE SOUZA
RONALDO BONATES DA MATTA

HOTSPOT

Manaus

2005
FABIO SENA DA LUZ
JORGE FAGNER CHAGAS RODRIGUES
MARCELO ALVES DA CRUZ
ODELOMAR SILVA DE SOUZA
RONALDO BONATES DA MATTA

HOTSPOT

Projeto de Pesquisa
Trabalho Interdisciplinar
Universidade Luterana do Brasil
Centro Universitário Luterano de Manaus
Curso de Gestão de Redes de Computadores

Orientador: José Roberto Vasques do Nascimento

Manaus

2005
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO..........................................................................................................................3
PROJETO DE PESQUISA.........................................................................................................4
1 TEMA..................................................................................................................................4
2 DELIMITAÇÃO DO TEMA...............................................................................................4
3 FORMULAÇÃO DO PROBLEMA....................................................................................4
4 HIPÓTESE...........................................................................................................................4
5 OBJETIVOS........................................................................................................................5
5.1 Objetivo Geral...............................................................................................................5
5.1 Objetivos Específicos....................................................................................................5
6 JUSTIFICATIVA.................................................................................................................5
7 METODOLOGIA................................................................................................................5
8 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA.......................................................................................6
9 CRONOGRAMA...............................................................................................................10
10 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.............................................................................10
INTRODUÇÃO

A atual necessidade de comunicação está proporcionando um crescimento tecnológico

acelerado na área de comunicação de redes, ou seja, cada vez mais temos equipamentos que

proporcionam a inter-conectividade entre computadores e dispositivos eletrônicos.

Abordaremos neste projeto uma destas tecnologias, a Wi-Fi (Wireless Fidelity). Esta é

uma tecnologia de transmissão de dados por rádio-frequência, que pode ser utilizada para

acesso à Internet através de uma estrutura de redes sem fio. O acesso é efetuado de forma

segura, fácil e está disponível em vários locais públicos, como por exemplo, um Centro

Comercial.

Tal solução nos proporcionará a criação de um ambiente propício para a interconexão

de micros em redes para acesso a Internet.


4

PROJETO DE PESQUISA

1 TEMA

Utilização de recursos de rede Wireless para acesso à Internet – HOTSPOT.

2 DELIMITAÇÃO DO TEMA

Pesquisa e implementação de um ambiente de HotSpot, para disponibilizar um acesso

a Internet através de Wi-Fi.

3 FORMULAÇÃO DO PROBLEMA

Atualmente diversas empresas estão disponibilizando ambiente para acesso a Internet

através de redes sem fio, o qual proporciona uma área mais limpa de estrutura de cabeamento

e facilitando aos seus clientes a praticidade de acesso através de seus dispositivos portáteis.

Com isso visamos implementar em um ambiente de hotel que compreende a área do saguão

comumente chamada de lobby e o restaurante, o acesso à Internet por seus hóspedes

diretamente de seus Laptops.


5

4 HIPÓTESE

Através desta estrutura, será controlado e disponibilizado o acesso a Internet aos

hóspedes através de liberação e configuração do serviço, ou concessão do dispositivo Wireless

que proporcionasse tal serviço.


6

5 OBJETIVOS

5.1 Objetivo Geral

Proporcionar acesso a Internet em um ambiente de Hotel (Lobby). Para tal utilizando

recursos de tecnologias em Redes sem Fio. Uma das vantagens será a flexibilidade para que

diversos equipamentos estejam integrados na mesma rede, tendo como exemplo Micro

Computadores, Notebook´s e Pda’s. Esse recurso também irá evitar o uso de cabos que

comprometeria a estética do lobby, além de permitir mobilidade total no acesso em qualquer

lugar do ambiente.

5.1 Objetivos Específicos

a) Disponibilizar acesso a Internet, através da Tecnologia Wireless;

b) Controlar o acesso e permissões de acesso à Internet;

6 JUSTIFICATIVA

Pelo advento da globalização e o surgimento de novas tecnologias, empresas de

diversos ramos de atividades estão utilizando e disponibilizando serviços. Redes Hoteleiras

estão criando áreas de acesso à internet através de tecnologia de redes sem fio e com isso

proporcionando aos seus hóspedes serviços de Internet por meio de seus próprios

equipamentos

O fato do serviço de hotelaria ser dedicado, em todos os dias e horários, a tendência de

caminhar para tecnologias sem fio é mais cômoda, pois adotando uma rede wired (cabeada),

perderia-se tempo com a implantação e não haveria flexibilidade com possíveis mudanças de

layout do ambiente.

Com a tecnologia Wireless, o serviço de hospedagem seria comprometido no momento

de implementação dos serviços, não haveria um limite conhecido em relação ao número de


7

hosts (equipamentos) interligados à rede e a estética do local seria mais agradável em relação

a ausência de cabeamento.

7 METODOLOGIA

O projeto consiste em pesquisar e implementar uma área de acesso a Internet capaz de

abranger o lobby e o restaurante de uma estrutura Hoteleira.

O princípio básico é estabelecer pontos de acesso Wireless utilizando equipamentos

que transformam sinais elétricos de uma rede convencional de computadores em sinal de

rádio, oferecendo assim, uma área de acesso à rede sem a necessidade de obras civis (quebra

de paredes), para acomodação de cabeamento estruturado e modificação da estética atual do

local.

O controle do acesso a Internet será efetuado na recepção onde o cliente informará os

seus dados pessoais e do equipamento que possui, bem como o período que o mesmo pretende

permanecer hospedado no hotel. O acesso lhe será garantido pelo mesmo tempo de sua

hospedagem e caso o equipamento do hóspede não possua tecnologia necessária para a

utilização do serviço oferecido, a recepção do hotel lhe proporcionará dispositivos para a

execução do procedimento de acesso ao ambiente Wireless.

O controle do consumo será feito através de um proxy. O servidor proxy nada mais é

que um compartilhador de acesso à Internet com possibilidade de filtragem de páginas

acessadas permitindo o bloqueio de sites não produtivos tais como sexo, apologia às drogas,

racismo,etc. Além disso tem como função principal armazenar as páginas acessadas em sua

memória, a qual chamamos de cache. Com isso se o site a ser acessado pelo usuário já foi
8

acessado anteriormente, os dados são carregados do cache do servidor proxy, sendo

necessário o acesso à Internet somente dos dados que necessitam ser atualizados, otimizando

a veloxidade de conexão . Tal controle permitirá que sejam gerados r relatórios de seus

acessos na Internet e com base nesses dados poder ser feita a tarifação pelo serviço oferecido.

Para a área pré-determinada será utilizado um concentrador, Access Point que é um

dispositivo que atua como ponte entre uma rede sem fio e uma rede tradicional. O Access

point é um aparelho que transforma o tráfego da rede convencional (via cabos) em sinal de

rádio Wi-Fi. Por meio de Access Points, usuários de PDAs ou notebooks equipados com Wi-

Fi podem acessar a rede local da empresa ou navegar pela Internet. Todo sinal Wi-Fi é

proveniente de um ponto de acesso[3]. Os pontos de acesso (access points) podem operar no

padrão 802.11a, 11b ou 11g. Em alguns casos, o aparelho é compatível com mais de um

padrão. O Access Point irá irradiar as ondas de rádio no Lobby, sendo a recepção do hotel

responsável por ter equipamentos sobressalentes para garantir que o hóspede desprovido de

recursos para uso do serviço oferecido também possa ter acesso à Internet.

Na reserva da material, deverá constar um número razoável de USB Wi-Fi e placas de

rede Wireles PCMCIA compatíveis com as tecnologias 802.11b/g

8 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Em 1864 James Maxwell defendeu que a teoria de que as ondas eletromagnéticas


povoavam o infinito em todas as direções e que eram atraídas pelo éter, logo em seguida, em
1887 o alemão Heinrich Hertz criou um aparelho que consistia em duas varas metálicas, que
eram ligadas aos pólos de um gerador de alta tensão. Este dispositivo produzia correntes, que
foram denominadas de "ondas hertzianas", viajando na mesma velocidade que a luz. [04]
9

Com estas descobertas foi possível criar codificações que podiam transmitir
informação na área de alcance destas ondas eletromagnéticas, assim logo surgia o telégrafo e
algum tempo depois o radar, com o avança desta tecnologia foi possível também enviar
vocalizações, ou seja, transmitir sons e com isso voz e sons em gral puderam ser enviados
pelas ondas eletromagnéticas.

A crescente transformação que viria a seguir na tecnologia do rádio, proporcionou a


possibilidade de imputar no sinal códigos que representassem linguagem digital, ou seja, um
código que consegue transmitir informações binárias, com isso pode-se alcançar grandes
distâncias na transmissão de dados.

A propagação que o sinal de um emissor de rádio pode ter é relativamente simples, ou


seja, depende exclusivamente de sua antena, pois a mesma é responsável por propagar e
aumentar o ganho do sinal do emissor. Uma antena faz transmissão da energia do RF ao meio
aéreo e um transmissor dentro da placa de rede ou de um Access Point emite um sinal de RF à
antena, que age como um radiador e propaga o sinal através do ar. A antena opera também no
sentido inverso capturando sinais de RF do ar e fazendo os disponíveis ao receptor.

Algumas placas de rede e Access Points trazem antenas integradas que você não pode
mudar. Por exemplo, os Laptops tais como o iBook de Apple integram a antena dentro da
tampa ou do corpo do dispositivo, de forma a não ser vista ou substituída pelo usuário.
Algumas placas de rede e Access Points usam também antenas permanentes. Outros
dispositivos wireless possuem antenas destacáveis. De fato, é uma boa idéia comprar Access
Points com antenas removíveis. Isso garante mais flexibilidade permitindo a seleção de uma
antena com características mais apropriadas à sua aplicação.

Os tipos mais comuns da antena para LANs wireless têm padrões de radiação omni-
directional e direcionais. As antenas omni-directional propagam sinais do RF em todos os
sentidos igualmente em um plano horizontal (isto é, por todo o prédio), mas limitam o alcance
no plano vertical.

As antenas omni-direcional, tendo ganho de 6 dB, aplicam-se à maioria das aplicações


em ambientes internos. Omnis fornecem a cobertura mais ampla, tornando possível formar
10

círculos de cobertura que se sobrepõem a partir de múltiplos Access Points distribuídos pelo
edifício. A maioria dos Access Points trazem omnis padrão que têm o ganho relativamente
baixo. Desta forma, considere usar modelos com um ganho mais elevado para aumentar a
escala, permitindo um maior espaçamento entre os Access Points. Isto permite reduzir o
número de Access Points e também os custos.

Figura 01

Uma antena direcional transmite e recebe o sinal de RF mais em um sentido do que em


outro. Este padrão de radiação é similar à luz que uma lanterna ou holofote produzem. A
maioria dos fabricantes de antena fornecem as ilustrações que indicam o padrão de radiação.
As antenas de ganho mais elevado terão uma menor largura do feixe, que limita a cobertura
nos lados das antenas. As antenas direcionais têm um ganho muito maior do que Omni-
Direcional , tais como dBi 12 e acima.
11

Figura 02

Imagine que a freqüência é uma onda que sobe e desce em seu eixo principal, o ciclo é

o tempo em que à onda se propaga em seu eixo e a freqüência é exatamente a quantidade de

vezes que esse ciclo ocorre.

Figura 03
12

Quanto ao uso corporativo da tecnologia sem fio, aposta-se na implementação de redes


Wi-Fi com grande nível de cobertura, o que deve ocorrer no futuro imediato. 'Quando a
internet começou a ser usada comercialmente ninguém acreditava que em pouco tempo viria a
se transformar numa ferramenta importante de trabalho para empresas de todos os portes. O
mesmo irá ocorrer com o Wi-Fi', especula. Para o futuro ele vê grande potencial no Wi-Fi
sobre IP para competir com a telefonia celular.
13

9 CRONOGRAMA

ATIVIDADES Ago/2005 Set/2005 Out/2005 Nov/2005 Dez/2004


1. Revisão Bibliográfica
2. Pesquisa sobre os equipamentos
3. Elaboração do Projeto
4. Implementação e testes
5. Defesa na forma de Painel

(Colocar dentro dos prazos de inicio e termino do projeto)

10 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

[01] http://www.accept.com.br/noticias.php?a=noticias&noti_id=7&noti_tipo=

Acessado 23:03, 13/10/05

[02] www.aminharadio.com/radio_q.html acessado em 01/09/2005 23:30

www.malima.com.br/wifi/wimaAInternetDoFuturo.asp

Acessado 20:00, 10/10/05

[03] http://informatica.terra.com.br/wifi/interna/0,,OI415525-EI4254,00.html

Acessado 01:02 19/10/2005

[04] http://www.sunrise.com.br/amoradio/index.php?id=20

Acessado em 01/09/2005 as 23:30

(Colocar todas as referencias dentro dos padrões da norma, tanto para os livros como

para os site e revistas.

Vale ressaltar que deve-se colocar no texto do projeto, as referencias ou citações de

autores que foram pesquisado por vc´s)