Você está na página 1de 3

PTverse – O início de tudo.

No início de tudo haviam duas entidades: Caos, Ordem. Essas duas entidades regiam o nada e
o tudo, ao mesmo tempo, ainda que o tempo não tivesse forma. Essas entidades viviam em
constante pé de guerra, a ordem criando e construindo tudo, já o caos destruindo e
corrompendo tudo. Duas forças esmagadoras competindo entre si, porém em um desses
infindáveis embates uma terceira força, advinda do nada, surgiu e colidiu entre eles, essa força
era a força da estagnação, ou a força da permanência.

E foi nesse grande colapso que o multiverso se formou, ou melhor, começou a se formar. A
ordem criou todas as dimensões mutáveis, assim como a maioria dos seus habitantes. Já por
outro lado, o Caos criou as dimensões umbrais e abissais e seus mais variados seres e no meio,
bem no meio dessas dimensões, a estagnação criou o limbo, o limiar entre o nada e o tudo,
entre o a destruição e a criação. O limbo está presente entre todos os mundos e universos e
serve de passagem ou local de estádia para todos os seres, sendo assim quaisquer abalos no
limbo reflete como ecos no multiverso.

Assim as dimensões se separaram, ainda que vez ou outra busquem forma de se colidir,
formas essas que adquiriram formas de vidas e foi aí onde surgiram as outras entidades
menores e as divindades e demoneidades.

A primeira era.
No despertar da primeira era, a Ordem criou a sua frente de batalha, dando-lhes centelhas
divinas a todos, assim nasceram as entidades menores como Vida, Tempo e Espaço, os deuses
dos mais diferentes panteões e mesmo todos eles sendo diferente, sempre tinham algo em
comum, um inimigo advindo do mais puro caos. Já por outro lá, o Caos forjou através de sua
própria centelha a Morte e demais seres do mais profundo caos e trevas. Enquanto isso a
Estagnação aceitava tudo e todos, pois a ela não havia diferença, tudo era vida e tudo era
morte. Levando em conta que o universo nesse meio tempo foi palco de muitas batalhas entre
os deuses e as demoeidades e vez ou outra as entidades também.

A segunda era.
A segunda era se inicia com o despertar da humanidade, ou melhor dizendo, a criação da
humanidade. Por intermédio da Ordem, esse intermédio você subentende que é a vontade, os
deuses e demais entidades deram inicio a criação da humanidade e demais extraterrestres,
seres frágeis que vez ou outra poderiam serem usados como avatares por deuses, entidades e
demoniedades, mas vamos focar nos humanos, que afinal de contas tem o poder para fazer o
bem e o mal, e é isso que os tornam avatares para todo o tipo de força e entidade, a sua
capacidade para criação e para destruição, mas não se deixem enganar, não são só os
humanos, por despertar da humanidade você tem que entender que seria o despertar da vida
mortal, quaisquer tipos, isso porque o potencial dos mortais é infinito.

A terceira era.
Foi marcada pelo período da concepção do que conhecemos como paraíso e inicio dos
mundos, claro que cada cultura tem a sua própria e visão e de certo modo todos estão certos e
errado, mas quem pode culpar o poder e o desejo da Ordem, Caos e Estagnação? Humanos
progrediram como a ciência explica, civilizações e todo o começo da história humana padrão
que aprendemos, exceto que nesse meio tempo, ou pouco antes disso, O Caos e a Ordem
começaram a flertar com a Estagnação, e por flertar eu quero dizer que eles estavam a gerar a
maioria dos seres sobrenaturais que conhecemos, lobisomens, vampiros, anjos, demônios,
nefilins e por aí vai. Digamos que para essa concepção, humanos foram mais do que bem-
vindos, já que o potencial da humanidade é infinito. Então meio que ficou assim:
Anjos são a cria da Ordem com Estagnação.
Demônios são a cria do Caos com Estagnação.
Lobisomens são cria da Ordem com Estagnação.
Vampiros são cria do Caos com Estagnação.
Nefilins são como humanos, potencial para o bem ou mal, assim como todos os seres, mas é
claro que eles não são tão inclinados.
Nesse meio tempo, teria que explicar os magos em sua maioria são crias da Estagnação, mas
com o poder da Ordem e do Caos e por isso são tão complexos e as vezes voláteis. O que você
precisa saber é que a magia é uma criação da Estagnação, mas como tal ela pode fluir para
vários lados e várias vertentes.

Outro adendo importante: Os deuses começaram a ter suas próprias crias com humanos,
nesse tempo de criação, gerando o que chamaremos de semideuses ou meio-sangue, assim
como as entidades começaram a eleger seres mortais para serem seus avatares ou seus porta-
voz.

E um ponto importante a ressaltar: O surgimento de organizações que despertaram para o real


significado do mundo, muitas tomaram partido da Ordem, outas do Caos, algumas o da
Estagnação, seja com for, isso gerou muita confusão, se querem mais informações procurem
sobre a idade das trevas e os períodos da inquisição.

A quarta era.
É período atual da história, e devo dizer que um dos períodos mais estranhos e turbulentos,
porque não só há o choque de Ordem, Caos e Estagnação, mas também as organizações que
surgiram no passado, estão mais presentes do que nunca, ainda que ocultas. O que eu quero
dizer é que além todas essas forças uma variável está despertando, os super-humanos, seres
com os mais variados e vastos poderes, mas se a humanidade está despertando para isso,
porque os outros seres também não estariam? Eu não ficaria surpreso de ver por aí super-
aliens ou super-animais.

E isso resume a criação do multiverso do PTverse, isso é tá muito resumido, mas vale ressaltar
que o começo de todos os universo em todas as linhas temporais são o mesmo e o começo
não ira mudar, claro que algumas escolhas resultaram em outras criações, outras linhas
temporais e toda aquela velha questão de alternativas, mas a história é essa. Agora vamos
falar um pouco sobre as raças que habitam o multiverso, demorou muito ou não, para eu
coletar todas essas informações.
O mundo do sobrenatural em PTverse.
Deixaremos bem claro aqui que todos os vários tipos de lobisomens e de vampiros descendem
de uma única família, a primeira família do paraíso, é eu sei, mesmo como todo o universo em
constante criação e destruição, inúmeros deuses, entidades e seres, deveriam vocês acreditar
nisso? Bem, sim, porque eu estava lá, eu vi a história, eu sou a história.

Tudo começa com Adão e Eva, ou devo dizer, Adão e Lilith. Todos sabem que a Lilith foi a
primeira mulher de Adão e não via o porque de ser considerada sua propriedade ou estar
abaixo dele, muito justa, diga-se de passagem. Então eles não deram certo, Criador vai lá e cria
uma nova mulher para Adão, dessa vez obediente e conformada e não me levem a mal, Eva
era até legal, mas né... Focando na história, Lilith mata Eva por ser uma songa-monga, assume
o seu lugar e engana, não pera, ela convence Adão a comer o fruto da ciência do bem e do
mal, mas na verdade esse fruto é o fruto da verdadeira verdade, o fruto que revelava a
verdade por trás da criação. O Criador não gostou nada disso e expulsou os dois do “paraíso”,
Lilith continuou como Eva porque seu plano ia mais além, muito mais além.

Lilith e Adão tiveram dois filhos antes dele, Adão, perceber que aquela não era Eva, os filhos
foram Abel e Cain, filhos esses que foram tentados pela ordem e pelo caos que como eu falei
lá em cima, estavam flertando com estagnação e essa por sua vez estava emprestando
poderes para Lilith, o que faz dela, a primeira maga da mitologia cristã. Adão descobriu a
verdade de Lilith, ela riu dele, ele ficou arrependido e pediu ao Criador que trouxesse a Eva de
volta vida e assim ele o fez. Tempo vai, tempo vem, incesto aqui e incesto ali, Lilith conquista
Abel e com ele eles tem 7 filhos, grava isso, pois é muito importante. Abel era forte,
musculoso, impetuoso e o orgulho de seu pai, isso porque a ordem o abençoava. Ele
domesticava as feras e falava com elas como se fosse o seu igual, mas nesse mesmo período,
Lilith teve 5 filhos com Cain, o mais astuto e ardiloso dos filhos de Adão, Cain era eloquente,
forte, persuasivo e muito bem articulado, também, até eu com os dons do caos seria assim.

Lillith ocasionou o que chamaremos de grande cisão familiar, já que ela revelou para Cain que
Abel a obrigara a se deitar com ele e a gerar os 7 filhos do mesmo, rapaz, nunca provoque a ira
de uma mulher, Cain ficou muito louco, tipo pistola, elucidou um plano para matar o irmão e
de quebra serviu o mesmo ao seus 7 filhos que o jantaram como um bando de bárbaros que
eles eram, claro que isso não ficou assim, o Criador veio e interviu amaldiçoando Cain com