Você está na página 1de 14

ICET - INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E

TECNOLÓGICAS
ENGENHARIA MECÂNICA
LABORATÓRIO DE MECÂNICA DOS FLUIDOS

RELATÓRIO 1 – CIRCUITOS PNEUMÁTICOS

Discentes:
Lucas Roberto dos Santos RA: C98IIA-9

Docente:
Profº Fabio Prudente Durão

Turma I / EM7P28

São José do Rio Preto


2019
RESUMO

O relatório apresentado tem como base a disciplina de maquinas


hidráulicas e pneumáticas e tem como objetivo de estudo, em meio
computacional simulado e prático em uma bancada de teste, diversas
montagens sugeridas de circuitos pneumáticos.
SUMÁRIO
1 Objetivo ....................................................................................................... 3
2 Introdução ................................................................................................... 3
3 Procedimento Experimental ........................................................................ 8
4 Memorial Descritivo do Equipamento ......................................................... 9
5 Memorial Descritivo de Cálculos ................................................................ 10
6 Conclusão ................................................................................................... 12
Bibliografia ..................................................................................................... 13
3

1. OBJETIVO

Montar e verificar o funcionamento de circuitos pneumáticos sugeridas de


forma teórica e prática.

2. INTRODUÇÃO

2.1. Pneumática

Como definido por Roberto Mac Intyer Simões, a pneumática, como um


ramo da física, estuda o movimento dos gases, e é um dos conhecimentos
mais antigos do homem. Porém a sua utilização industrial como forma de
automação é relativamente recente e fez-se por indispensável em todos os
segmentos produtivos.
A sua aplicação, é dada através da conjunção de vários itens, tais como,
válvulas e pistões através de tubulações com o intuito de realizar uma tarefa
específica.
A representação do circuito através de símbolos é chamada de diagrama
ou esquema. Através da observação desde, é possível compreender como
funciona o circuito. Diferentes símbolos em um circuito têm sua referida
importância, mas as designações para as válvulas carregam uma importância
maior.

2.2 Válvulas

Uma válvula pode assumir variadas posições, dependendo do estado


em que se encontra, portanto, é necessário que cada estado seja
explicitamente representado, pois, as válvulas são os elementos de comando
de partida, parada, partida e regulagem. Estas podem ser classificadas por
diferentes métodos, neste relatório, sendo divididas por suas funções.
4

2.1.1 Válvulas de controle direcional

São as válvulas que possuem passagens internas


e são utilizadas para orientar o fluxo de ar, impor bloqueio
e controlar a sua intensidade de vazão ou pressão.
Figura 1- Válvula de controle direcional.

2.1.2 Válvula de bloqueio

São as válvulas utilizadas para estabelecer, controlar


e interromper o fluxo de ar, funcionando apenas
completamente fechada ou completamente aberta.
Figura 2- Válvula de bloqueio.

2.1.3 Válvula de controle de fluxo

São as válvulas utilizadas para controlar precisamente a


exaustão do ar comprimido da câmara dos cilindros
pneumáticos.

Figura 3- Válvula de controle de fluxo.

2.1.4 Válvula de controle de pressão

São as válvulas, que, de forma geral controlam a pressão, a


direção ou o volume de um fluido no circuito.

Figura 4- Válvula de controle de pressão.

2.1.5 Válvula de fechamento

São as válvulas utilizadas para bloquear a passagem


quando o reservatório está totalmente cheio.
Figura 5- Válvula de fechamento.
5

2.2 Simbologia das válvulas

Símbolo Significado

As Posições das válvulas.

O número de quadrados representa o


número de posições que uma válvula
pode assumir.

As setas indicam as vias de


passagem, sentido e direção do fluxo
de ar.

Representa os bloqueios de vias.

Traços externos representam as


conexões de entrada e saída. O
número de traços indica o número de
vias.
6

2.2.1 Simbologia de acionamento


Símbolo Significado

Acionamento geral

Acionamento por botão


Esforço Muscular
Acionamento por
alavanca
Acionamento por pedal

Acionamento came

Acionamento por rolete


Ativação mecânica
Acionamento por gatilho

Acionamento por mola


7

3. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

A parte experimental deste relatório, visa a simulação de uma série de


diagramas propostos, e desta forma constatar o seu funcionamento.

3.1.1 Montagem 1
A primeira montagem segue o esquema abaixo.

3.1.2 Montagem 2
A segunda montagem segue o esquema abaixo.
8

3.1.3 Montagem 3
A terceira montagem segue o esquema abaixo

3.1.4 Montagem 4
A quarta montagem segue o esquema abaixo
9

3.1.5 Montagem 5
A quinta montagem segue o esquema abaixo

3.1.6 Montagem 6
A sexta montagem, fora solicitada uma variante da montagem anterior
(item 3.5) para que realizasse um looping, ficando assim, o circuito abaixo
10

3.2 MONTAGEM EM BANCADA


Utilizando os componentes devidos e as ferramentas disponíveis, cada
esquema foi montado na bancada e seu funcionamento devidamente
observado e constatado.

3.2.1. Primeira montagem

3.2.2. Segunda montagem


11

3.2.3 Terceira montagem

3.2.4 Quarta Montagem


12

3.2.5 Quinta montagem

3.2.6 Sexta montagem


A sexta montagem não pode ser realizada, por questão de tempo de
aula, e pela falta de válvulas e tubulações para a realização da mesma.

4. CONCLUSÃO

O experimento não apresentou significante dificuldade para sua


realização, porém alguns fatores atrapalharam o seu desenvolvimento. A falta
de certas conexões e tubos impediram a realização da montagem 6.
13

5. BIBLIOGRAFIA

Stewart, H.L. “Manual de Hidráulica e Pneumática”, 5ª ed., Ed. Hemus,


Tradução: Luiz Roberto de Godoi Vidal, 482p, 1995.

Fialho, A. B. “Automação Hidráulica: projetos, dimensionamento e análise


de circuitos”. Ed. Érica: São Paulo, 2006.

Manual de Manutenção, Operação e Conservação – Painel Simulador de


Pneumática e Eletropneumática. – FESTO. Disponível em:
<https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/3060292/mod_resource/content/0/Sup
lementar%2020Manual%20de%20opera%C3%A7%C3%A3o%20e%20exerc%
C3%ADcios%20pneumatica.pdf>. Acesso em 30/03/2019 (Manual)