Você está na página 1de 58

Curso:

BÁSICO EM TEOLOGIA

Duração
16 meses (1 ano e 4 meses)

Mensalidade
R$ 80,00

Material didático
Parceria com CPAD
Incluso na mensalidade
Contém 4 (quatro) módulos
Cada módulo 4 matérias
MÓDULO 1:

o Síntese Bíblica do A.T. - Estudo do Pentateuco


o Síntese Bíblica do N.T. - Estudo dos Evangelhos
o Teologia Sistemática - Teologia e Cristologia
o Teologia Sistemática - Pneumatologia, Antropologia e Soteriologia
ESTUDO DOS EVANGELHOS
SÍNTESE BÍBLICA DO NOVO TESTAMENTO

o INTRODUÇÃO

o 1. MATEUS
(O Evangelho do rei prometido)
o 2. MARCOS
(O Evangelho do servidor prestativo)
o 3. LUCAS
(O Evangelho do Salvador compassivo)
o 4. JOÃO
(O Evangelho do Filho Eterno )
o Lucas


Aula
LUCAS
o Evangelho do Salvador
compassivo
o O terceiro dos livros do
Novo Testamento.
▪ O Evangelho
segundo Lucas é,
na verdade, o
volume I de uma
obra apresentada
em dois volumes:
▪ Atos é o volume II.
▪ Estes dois livros constituem uma
unidade, um só relato homogêneo
e contínuo, uma sequência
ordenada, e o seu objetivo é contar
a Teófilo como tudo começou..
▪ Parte I - A mensagem de alegria tem
início na Galiléia e em Jerusalém, através
da vida e obra de Jesus
▪ Parte II - A mensagem de alegria é levada
pelos discípulos, de Jerusalém a Roma.
▪ A segunda parte será estudada mais
adiante.

▪ Agora iniciamos o estudo da primeira


parte – o Evangelho
2. O AUTOR

▪ Como nos demais evangelhos, o autor

não se identifica. Mas a tradição da

igreja primitiva e as próprias

Escrituras têm fatos interessantes para

nos revelar:
▪ 2.1. Segundo as Escrituras, o
autor do 3º evangelho e o do livro
de Atos é um só (Lc 1.1-4; At 1.1) e
foi um dos companheiros de
Paulo: At 16.10-17; 20.5-16; 21.1-
18; 27.1 a 28.16.
▪ 2.2. Segundo a tradição da
igreja primitiva, esse autor foi
Lucas. Grego de nascimento,
foi o único dos autores da
Bíblia que não era judeu.
▪ Segundo o historiador
Eusébio, Lucas teria nascido
na cidade de Antioquia, de
pais gregos, e foi nessa
cidade que a Igreja se abriu Eusébio de Cesareia foi
bispo de Cesareia e é
para os gentios. referido como o pai da
história da Igreja
263-339 d.C
▪ Possivelmente, o trabalho começou (e Lucas se
converteu...) quando os dispersos na
perseguição de Estêvão foram até ali: At 11.19;
13.1
▪ Segundo ClI 4.14 e Fm 24, Lucas ficou com Paulo
em Roma, e foi, possivelmente, seu companheiro
nos últimos dias de vida.
▪ O quanto Paulo dava valor à presença de Lucas
podemos ver na carta aos Colossenses, onde o chama
"Lucas, o médico amado".
▪ Várias referências de Lucas dão-nos a entender que
era médico: 4.23; 5.12,17,18; 6.6; 8.43; 22.44,51.
▪ Ele descreve com precisão as doenças e o modo
como Jesus curava.
▪ Pessoas entendidas na matéria têm afirmado que
Lucas emprega expressões e termos técnicos usuais
na ciência médica da época.
▪ Como psicólogo, suas observações são notáveis: Lc
18.34; 23.12; 24.21.
3. ÉPOCA
3. ÉPOCA
4. PROPÓSITO DO AUTOR: DESTINATÁRIOS
4. PROPÓSITO DO AUTOR: DESTINATÁRIOS
4. PROPÓSITO DO AUTOR: DESTINATÁRIOS
4. PROPÓSITO DO AUTOR: DESTINATÁRIOS
4. PROPÓSITO DO AUTOR: DESTINATÁRIOS
4. PROPÓSITO DO AUTOR: DESTINATÁRIOS
4. PROPÓSITO DO AUTOR: DESTINATÁRIOS
4. PROPÓSITO DO AUTOR: DESTINATÁRIOS
4. PROPÓSITO DO AUTOR: DESTINATÁRIOS
4. PROPÓSITO DO AUTOR: DESTINATÁRIOS
5. O PLANO DO EVANGELHO DE LUCAS

Enquanto Mateus dá maior destaque ao


grande ministério de Jesus na Galileia, e
Marcos se restringe unicamente a este
assunto, Lucas por seu turno dá amplo
espaço para o ministério de Jesus em
Samaria e Judéia.
5. O PLANO DO EVANGELHO DE LUCAS

➢ 5.1. Introdução, precedentes, nascimento e


preparação de Jesus: Lc 1.1 a 4.13
➢ 5.2. O trabalho na Galileia e cercanias: 4.14 a 9.50
➢ 5.3. Caminhando para Jerusalém: 9.51 a 19.27
➢ 5.4. Chegada a Jerusalém; atividade em Jerusalém:
19.28 a 24.53
6. CARACTERISTICAS PARTICULARES DE LUCAS
6.1. O evangelho dos gentios
6.1. O evangelho dos gentios
6.1. O evangelho dos gentios
6.2. O Evangelho dos Perdidos
6.2. O Evangelho dos Perdidos
6.3. O Evangelho dos Pobres
6.3. O Evangelho dos Pobres
6.3. O Evangelho dos Pobres
6.4. O evangelho da Mulher

É ele quem fala das mulheres que seguiam a Jesus


e o serviam com seus bens (8.1-3); e todo o
Evangelho de Lucas dá amplo espaço à mulher.
6.4. O evangelho da Mulher
6.4. O evangelho da Mulher

a. Maria, a mãe de Jesus: 1.26; 2.1; e muitas outras referências

b. Isabel, a mãe de João Batista: 1.39

c. Ana, filha de Fanuel: 2.36


d. Maria Madalena: 8.2; 24.10
e. Marta e Maria, as irmas de Betânia: 10.38-42

f. A pecadora na casa de Simão: 7.36-50


6.4. O evangelho da Mulher
6.4. O evangelho da Mulher
6.5. O evangelho da oração
6.4. O evangelho da Mulher

Quando foi batizado (3.21),

Após curar um leproso (5.16),

Antes de escolher os doze (6.12),


No monte da transfiguração (9.29),
No Getsémane (22.40-46)

E na Cruz (23.46)
6.5. O evangelho da oração

o amigo que pediu auxílio no meio da noite (11.5-10)


a viúva e o juiz (18.1-8),
e a do fariseu e do publicano: 8.9-14.
6.6. O evangelho da alegria

a. Alegria desde o início - o cântico de Zacarias, o louvor de


Maria, a grande alegria anunciada pelos anjos, o louvor dos
pastores, o cântico de Simeão, o louvor de Ana.
6.6. O evangelho da alegria

b. A alegria contínua - os 70 voltaram cheios de


alegria (10.17), o próprio Jesus se alegrou (10.21), os
anjos se alegram (15.7,10), e "começaram a alegrar-se",
15.24.
6.6. O evangelho da alegria

c. Alegria até o fim quando os discípulos mal


podiam crer por causa da alegria (24.41), e como
voltaram a Jerusalém com grande júbilo: 24.52.
6.6. O evangelho da alegria
6.6. O evangelho da alegria
6.6. O evangelho da alegria
o LUCAS
O Evangelho do Salvador
compassivo


Aula
PROXIMA AULA...

▪ 4. JOÃO
O Evangelho do Filho Eterno


Aula