Você está na página 1de 34

Proteção Respiratória

Programa de Treinamento
SEGURA NÇA . R ESPONSA BILIDA DE DE TODOS.
O Perigo existe, mesmo que
não seja visível !
O que fazer?
2
Avaliar os efeitos do
contaminante
1 no trabalhador

Identificar
os riscos

3
Selecionar o
Respirador
4
Treinar os trabalhadores
adequado sobre a utilização
correta dos Respiradores
Método das 4 Ações
1. Identificação dos riscos
2. Avaliação dos efeitos dos contaminantes na
saúde do trabalhador
3. Seleção do Equipamento de Proteção
Respiratória adequado
4. Treinamento aos trabalhadores sobre a
utilização correta do Equipamento de Proteção
Respiratória
O Ar que respiramos...
O2 21%
N2 78%

Outros Gases
1%
Classificação dos
Contaminantes

1. POEIRAS
2. NÉVOAS
3. FUMOS
4. GASES
5. VAPORES
Mais riscos à saúde...
Deficiência de Oxigênio:
Mais comum em locais fechados/confinados
Um trabalhador em atividade, precisa em média de
30 a 40 litros de ar por minuto.
Pode ocorrer em incêndio ou vazamento de gases

Temperaturas extremas
O ar quente ou frio também pode ser perigoso,
causando danos no sistema respiratório
Poeiras

São formadas quando


um material sólido é
quebrado, moído ou
triturado.
Quanto menor a
partícula, mais tempo ela Ex.: lixamentos de madeira,
ficará suspensa no ar, jateamento de areia,
aumentando a chance de fabricação de vidros,
ser inalada. trituração de canas, etc.
Névoas

São pequenas
gotículas que ficam
suspensas no ar,
usualmente criadas
por operações com
spray.
Ex.: aplicação de
agrotóxicos,
pinturas em spray.
Fumos

Ocorrem quando um
metal é fundido
(aquecido) e
vaporizado, se
resfriando
rapidamente, criando
partículas muito finas Ex.: operações de soldagem
que ficam suspensas e fundição
no ar
Gases

São substâncias
que à temperatura
ambiente, estão
no estado gasoso.
Na maioria das Ex.: monóxido de carbono dos
vezes, são escapamentos dos carros,
invisíveis. hidrogênio, gás carbônico, gás
de cozinha, etc.
Vapores

São substâncias que


evaporam de um
líquido ou sólido, da
mesma forma que a
água transformada
em vapor d’água.
Geralmente são
Ex.: vapores de
caracterizados pelos
gasolina, querosene,
odores.
tíner utilizado em
pinturas, solventes
de tinta, éter, nafta.
Identificação dos contaminantes:
Verificar quais os tipos de matérias-primas utilizadas.
Verificar as reações envolvidas na fabricação dos
produtos (identificação qualitativa).
Monitorar o ambiente para saber a quantidade de
contaminante existente no local de trabalho. Utilizar
instrumentos que forneçam a concentração de
contaminantes presentes para a identificação da
proteção adequada (identificação quantitativa)
“Atendendo a Instrução Normativa nº 1 do Ministério do
Trabalho, de 11/04/94”.
Método das 4 Ações
1. Identificação dos riscos
2. Avaliação dos efeitos dos contaminantes na
saúde do trabalhador
3. Seleção do Equipamento de Proteção
Respiratória adequado
4. Treinamento aos trabalhadores sobre a
utilização correta do Equipamento de Proteção
Respiratória
Sistema respiratório
Defesas naturais do
organismo
Pelos
Cílios no Nariz

Muco
Tosse
Como os contaminantes
afetam a sua saúde
Como os contaminantes
afetam a saúde
As poeiras, os fumos e as névoas podem irritar o
nariz, a garganta e as vias respiratórias superiores.
Algumas partículas, dependendo do tamanho e
tipo, chegam a penetrar nos pulmões.
Os gases e os vapores podem alcançar os
pulmões diretamente e são levados pela corrente
sanguínea por todo o corpo, chegando ao cérebro,
rins, fígado e outros órgãos.
Determinados tipos de gases ou vapores, podem
matar uma pessoa em questão de minutos.
Como os contaminantes
afetam a saúde (cont...)
As doenças pulmonares, na maioria dos casos,
levam anos para apresentar seus efeitos, e são
irreversíveis.
A falta de oxigênio pode causar tontura,
taquicardia e dores de cabeça; podendo ainda
prejudicar o cérebro e até provocar uma parada
cardíaca.
O ar muito quente ou muito frio pode prejudicar
as mucosas do nariz, da garganta e do pulmão ou
alterar a respiração normal.
Doenças pulmonares

Asbestos Grafite

Pulmão
Normal

Fundição
Método das 4 Ações
1. Identificação dos riscos
2. Avaliação dos efeitos dos contaminantes na
saúde do trabalhador
3. Seleção do Equipamento de Proteção
Respiratória adequado
4. Treinamento aos trabalhadores sobre a
utilização correta do Equipamento de Proteção
Respiratória
Tipos de Respiradores
Respirador Descartável (Peça
Semifacial Filtrante). É composto de
material “não tecido”, que prende as partículas
nocivas. São livres de manutenção.

Respirador de Peça Semifacial/


Peça Quarto Facial. Protegem contra
gases, vapores e partículas, de acordo com o
filtro utilizado. Todas as peças são
substituíveis.

Respirador de Peça Facial Inteira.


Protege simultaneamente os olhos e as vias
respiratórias contra gases, vapores e
partículas, de acordo com o filtro utilizado.
Todas as peças são substituíveis.
Tipos de Respiradores
Máscara de Adução de Ar
(Linha de Ar). Protegem contra a
falta de oxigênio e temperaturas
externas, além de altas concentrações
de pó, fumaça, névoa, gases e vapores.
O ar chega até a peça facial por meio de
mangueira ligada a um compressor.

Equipamentos Autônomos de
Ar A mesma proteção acima, com a
vantagem do ar ser fornecido por um
cilindro que fica nas costas do usuário. O
cilindro pode fornecer 30, 40 ou 60 min.
de autonomia, dependendo do seu
tamanho.
Como identificar um bom
Respirador?
Eficiência do Filtro: deve ser observada a
qualidade do elemento filtrante. Para cada
contaminante, deve ser utilizado o filtro apropriado.
Vedação Facial: o Respirador deve estar bem
ajustado à face, impedindo que partículas e/ou
gases penetrem pelas suas bordas.
Facilidade de comunicação: o Respirador deve
permitir uma comunicação clara, sem dificuldades.
Conforto: é fundamental que o Respirador seja
leve e não machuque o usuário.
Fácil utilização: o manuseio deve ser simples
Método das 4 Ações
1. Identificação dos riscos
2. Avaliação dos efeitos dos contaminantes na
saúde do trabalhador
3. Seleção do Equipamento de Proteção
Respiratória adequado
4. Treinamento aos trabalhadores sobre a
utilização correta do Equipamento de Proteção
Respiratória
Colocação correta do Respirador
Descartável

1. Coloque o 2. Coloque uma 3. Pressione a 4. Verifique o ajuste,


respirador no tira na parte peça de alumínio colocando as mãos na
rosto, iniciando superior da para moldá-la ao frente do respirador e
soprando fortemente.
pelo queixo e cabeça e a outra formato do seu O ar não deve passar
depois cobrindo na parte inferior nariz pelas laterais.
a boca e o nariz
O seu Respirador está pronto
para o uso!
Colocação correta do Respirador
De Kraton, borracha ou silicone

1. Coloque o 2. Puxe a outra 3. Faça o teste de 4. Faça o teste de


respirador no cinta para cima, Pressão Negativa, Pressão Positiva,
rosto, puxe a encaixando-a no colocando as colocando a
cinta articulável topo da cabeça. palmas das mãos palma da mão
sobre a cabeça e Ajuste as cintas sobre os cartuchos. suavemente sobre
coloque-a ao firmemente para Inale suavemente e a cobertura da
redor do evitar vazamentos a peça facial virá de válvula de
pescoço. ao redor da peça encontro à sua exalação e exale
facial. “Não aperte face. devagar.
demais as cintas”
O seu Respirador está pronto
para o uso!
Usos incorretos

Respirador sujo: facilita o Barbas, bigodes e Não se deve fumar


contato com bactérias. cicatrizes: impedem o enquanto se utiliza um
Deve-se manter o Respirador ajuste adequado, Respirador: assim você
limpo, verificando as suas facilitando a passagem evitará sérios danos à
condições de uso, quanto ao dos contaminantes saúde.
desgaste das peças e pelas deficiências de
saturação dos filtros. vedação.

Aconselha-se a substituição
diária dos respiradores
descartáveis.
Cuidados com o Respirador
Nos períodos de descanso, ou no final do trabalho,
o Respirador NÃO deve ser deixado sobre
máquinas, pendurados ou em lugares expostos à
sujeiras, poeiras, chuva ou sol.

Se as mãos do usuário estiverem sujas, ele deve


pegar o respirador somente pela parte externa,
evitando sujar a parte interna que fica em contato
com o nariz e a boca.
Higienização do Respirador
Antes da limpeza e higienização, quando for
necessário substituir os filtros, remova-os juntamente
com o diafragma de voz e as membranas das válvulas.
Lave as partes do respirador com sabão neutro e água
morna; usando uma escova para remover a sujeira.
Verifique as peças e substitua àquelas que
apresentarem defeitos ou desgastes.
Monte o Respirador e recoloque os filtros.
Guarde o Respirador dentro de saco plástico, em
armário individual ou local próprio para o
armazenamento de E.P.I’s (de preferência arejado e
limpo).